As leis de Deus para todas as coisas estão inextricavelmente vinculadas à sobrevivência da humanidade

14 de Abril de 2020

Depois de falar sobre algumas dessas coisas, agora vocês sentem que aprenderam alguma coisa sobre o tópico principal que acabamos de discutir? Vocês sentem que estão começando a entendê-lo? Acredito que agora vocês deveriam ter uma ideia básica de por que eu decidi falar sobre esses aspectos dentro do tópico mais amplo. Esse é o caso? Talvez vocês possam falar um pouco sobre o quanto vocês entenderam disso. (Toda a humanidade foi nutrida pelas leis determinadas por Deus para todas as coisas. Quando Deus estava determinando essas leis, Ele proveu às diferentes raças ambientes diferentes, estilos de vida diferentes, alimentos diferentes e climas e temperaturas diferentes. Isso ocorreu para que toda a humanidade pudesse se estabelecer na terra e sobreviver. A partir disso, posso ver que os planos de Deus para a sobrevivência da humanidade são muito precisos e posso ver a Sua sabedoria e perfeição e o Seu amor por nós, os humanos.) (As leis e os escopos determinados por Deus não podem ser mudados por nenhuma pessoa, evento ou coisa. Tudo está sob Seu governo.) Sob a perspectiva das leis determinadas por Deus para o crescimento de todas as coisas, não é toda a humanidade, em toda a sua variedade, provida e nutrida por Deus? Se essas leis fossem destruídas ou se Deus não tivesse estabelecido essas leis para a humanidade, quais seriam as perspectivas da humanidade? Depois que os humanos perdessem seus ambientes básicos de sobrevivência, eles teriam alguma fonte de alimento? É possível que as fontes de alimento se tornariam um problema. Se as pessoas perdessem suas fontes de alimento, isto é, se não pudessem obter nada para comer, por quantos dias elas seriam capazes de continuar? Possivelmente, elas não durariam um mês sequer, e sua própria sobrevivência se tornaria um problema. Então, cada uma das coisas que Deus faz para a sobrevivência das pessoas, para a sua existência continuada, reprodução e subsistência contínuas é muito importante. Cada uma das coisas que Deus faz entre as coisas da Sua criação está intimamente relacionada à sobrevivência das pessoas e é inseparável dela. Se a sobrevivência da humanidade se tornasse um problema, o gerenciamento de Deus poderia continuar? O gerenciamento de Deus ainda existiria? O gerenciamento de Deus coexiste com a sobrevivência de toda a humanidade que Ele nutre, então, não importa que preparativos Deus faça para todas as coisas da Sua criação e o que Ele faça pelos humanos, tudo isso é necessário para Ele e é essencial para a sobrevivência da humanidade. Se essas leis que Deus determinou para todas as coisas fossem abandonadas, se essas leis fossem infringidas ou interrompidas, todas as coisas não poderiam mais existir, o ambiente para a sobrevivência da humanidade não continuaria a existir, nem sua subsistência diária, nem a humanidade em si. Por essa razão, o gerenciamento da salvação da humanidade por Deus também deixaria de existir.

Tudo que discutimos, cada uma das coisas, cada item está intimamente ligado à sobrevivência de cada uma das pessoas. Vocês poderiam dizer: “O que Você está dizendo é grandioso demais, não é algo que consigamos ver” e talvez haja pessoas que diriam: “O que estás falando não tem nada a ver comigo”. Entretanto, não se esqueça de que você está vivendo apenas como uma parte de todas as coisas; você é um entre todas as coisas da criação sob o governo de Deus. As coisas da criação de Deus não podem ser separadas do Seu governo, e nenhuma pessoa pode se separar de Seu governo. Perder o Seu governo e perder a Sua provisão significaria que a vida das pessoas, a vida carnal das pessoas, desapareceria. Essa é a importância de Deus estabelecer ambientes para a sobrevivência para a humanidade. Não importa a que raça você pertence nem em que pedaço de terra você vive, seja no Ocidente ou no Oriente — você não pode se separar do ambiente de sobrevivência que Deus estabeleceu para a humanidade, e você não pode se separar da nutrição e das provisões do ambiente para a sobrevivência que Ele estabeleceu para os humanos. Não importa qual seja a sua subsistência, nem aquilo de que depende para viver, nem do que depende para manter sua vida na carne, você não pode se separar do governo de Deus e de Seu gerenciamento. Algumas pessoas dizem: “Não sou agricultor, não cultivo para viver. Não dependo dos céus para obter alimento, então minha sobrevivência não está ocorrendo dentro do ambiente de sobrevivência estabelecido por Deus. Não me foi dado nada desse tipo de ambiente”. Isso está certo? Você diz que você não cultiva o solo para viver, mas você não come grãos? Não come carne e ovos? E não come legumes e frutas? Tudo o que você come, todas essas coisas de que precisa, são inseparáveis do ambiente para a sobrevivência estabelecido por Deus para a humanidade. E a fonte de tudo que a humanidade exige não pode ser separada de todas as coisas criadas por Deus, que, em sua totalidade, constituem seus ambientes para a sobrevivência. A água que você bebe, a roupa que você veste e todas as coisas que você usa — qual delas não é obtida dentre todas as coisas da criação de Deus? Algumas pessoas dizem: “Há alguns itens que não são obtidos das coisas da criação de Deus. Veja, o plástico é um desses ítens. É algo químico, uma coisa feita pelo homem”. Isso está certo? O plástico é realmente feito pelo homem, é algo químico, mas de onde vêm os componentes originais do plástico? Os componentes originais foram obtidos dos materiais criados por Deus. As coisas que você vê e desfruta, cada uma das coisas que você usa, tudo isso é obtido a partir das as coisas Deus criou. Isto é, independentemente da raça à qual uma pessoa possa pertencer, da subsistência ou do tipo de ambiente para a sobrevivência em que possa viver, ela não pode se separar daquilo que Deus proveu. Assim, essas coisas que discutimos hoje estão relacionadas ao nosso tópico “Deus é a fonte da vida para todas as coisas”? As coisas que discutimos hoje são abrangidas por esse tópico maior? (Sim.) Talvez uma parte do que falei hoje seja um pouquinho abstrato e difícil de discutir. No entanto, creio que vocês provavelmente têm agora um entendimento melhor disso.

Essas poucas últimas vezes na comunhão, a gama dos tópicos sobre os quais comunicamos tem sido bastante vasta; e seu escopo, bastante amplo, então é preciso algum esforço para vocês assimilarem tudo isso. Pois esses tópicos são coisas que não foram tratadas antes na crença das pessoas em Deus. Algumas pessoas ouvem essas coisas como um mistério e outras os ouvem como uma história — qual perspectiva está certa? De que perspectiva vocês ouvem tudo isso? (Vimos como Deus arranjou todas as coisas metodicamente e que todas as coisas têm essas leis, e por meio dessas palavras podemos entender mais dos feitos de Deus e de Seus arranjos meticulosos para a salvação da humanidade.) Por meio desses momentos em comunhão, vocês viram até onde o escopo do gerenciamento de todas as coisas por Deus se estende? (Sobre toda a humanidade, sobre tudo.) Deus é o Deus de uma só raça? Ele é o Deus de um tipo de pessoas? Ele é o Deus de apenas pequena parte da humanidade? (Não, Ele não é.) Já que esse não é o caso, se, de acordo com o seu conhecimento de Deus, Ele é apenas o Deus de uma pequena parte da humanidade ou se Ele é apenas o de vocês, essa perspectiva está correta? Já que Deus gerencia e governa sobre todas as coisas, as pessoas deveriam ver Seus feitos, Sua sabedoria e Sua onipotência que são revelados em Seu governo sobre todas as coisas. Isso é algo que as pessoas devem saber. Se você diz que Deus gerencia todas as coisas, governa sobre todas as coisas e governa sobre toda a humanidade, mas se você não tem nenhum entendimento ou percepção de Seu governo sobre a humanidade, você pode realmente reconhecer que Ele governa sobre todas as coisas? Você pode pensar em seu coração: “Eu posso, porque vejo que minha vida é completamente governada por Deus”. Mas Deus é realmente pequeno assim? Não, Ele não é! Você só vê a salvação de Deus para você e Sua obra em você, e é somente a partir dessas coisas que você vê o Seu governo. Esse escopo é por demais pequeno e tem um impacto prejudicial sobre suas perspectivas para um conhecimento genuíno de Deus. Ele também limita o seu conhecimento genuíno do governo de Deus sobre todas as coisas. Se limitar seu conhecimento de Deus ao escopo daquilo que Deus provê para você e Sua salvação por você, você nunca será capaz de reconhecer que Ele governa sobre tudo, que Ele governa sobre todas as coisas e governa sobre toda a humanidade. Quando deixa de reconhecer tudo isso, você pode reconhecer verdadeiramente o fato de Deus governar sobre seu destino? Não, não pode. Em seu coração, você nunca será capaz de reconhecer esse aspecto — você nunca será capaz de alcançar um nível tão alto de entendimento. Você entende o que estou dizendo, não? Na verdade, Eu sei até que ponto vocês são capazes de entender esses tópicos, esse conteúdo sobre o qual estou falando, por que, então, continuo falando sobre isso? Porque esses tópicos são coisas que devem ser apreciadas por cada um dos seguidores de Deus, por cada uma das pessoas que desejam ser salvas por Deus — é essencial entender esses tópicos. Mesmo que, neste momento, você não os entenda, algum dia, quando sua vida e sua experiência da verdade alcançarem certo nível, quando a mudança em seu caráter de vida alcançar certo nível e você alcançar certo grau de estatura, somente então esses tópicos que estou comunicando a vocês em comunhão proverão e satisfarão verdadeiramente a sua busca do conhecimento de Deus. Então, essas palavras servem para estabelecer uma base, para preparar vocês para o seu entendimento futuro de que Deus governa sobre todas as coisas e para o seu entendimento do Próprio Deus.

Quanto entendimento de Deus existe no coração das pessoas, essa é também a extensão da posição que Ele ocupa no coração delas. A grandeza é do grau do conhecimento de Deus no coração delas é o tamanho de Deus no coração delas. Se o Deus que você conhece é vazio e vago, o Deus em que você crê também é vazio e vago. O Deus que você conhece é limitado ao escopo de sua vida pessoal e não tem nada a ver com o Próprio Deus verdadeiro. Assim, conhecer as ações práticas de Deus, conhecer a realidade de Deus e a Sua onipotência, conhecer a verdadeira identidade do Próprio Deus, saber o que Ele tem e é, conhecer as ações que Ele manifestou entre todas as coisas da Sua criação — essas coisas são muito importantes para cada uma das pessoas que busca o conhecimento de Deus. Elas têm influência direta sobre o fato de as pessoas poderem ou não entrar na verdade-realidade. Se você limita o seu entendimento de Deus a apenas palavras, se o limita a suas próprias pequenas experiências, àquilo que você acredita ser a graça de Deus ou aos seus pequenos testemunhos de Deus, então Eu digo que o Deus em que você crê absolutamente não é o Próprio Deus verdadeiro. E não é só isso, mas pode-se dizer também que o Deus em que você crê é um Deus imaginário, não é o verdadeiro Deus. Isso porque o Deus verdadeiro é Aquele que governa sobre todas as coisas, que caminha entre todas as coisas, que gerencia tudo. Ele é Aquele que detém o destino de toda a humanidade e de tudo em Suas mãos. A obra e as ações do Deus de quem falo não estão simplesmente limitadas a uma pequena parte das pessoas. Isto é, elas não se limitam apenas às pessoas que atualmente O seguem. Seus feitos se manifestam entre todas as coisas, na sobrevivência de todas as coisas e nas leis da mudança de todas as coisas.

Se você não consegue ver nem reconhecer quaisquer feitos de Deus entre todas as coisas da Sua criação, então você não pode dar testemunho de nenhum de Seus feitos. Se você não puder dar testemunho de Deus, se você continuar a falar do pequeno suposto “Deus” que você conhece, aquele Deus que se limita a suas próprias ideias e existe apenas dentro dos limites estreitos de sua mente, se você continuar a falar desse tipo de Deus, então Deus nunca irá elogiar sua fé. Quando você dá testemunho de Deus, se você fizer isso somente em termos de como você desfruta a graça de Deus, como você aceita a disciplina de Deus e o Seu castigo e como você desfruta as Suas bênçãos em seu testemunho por Ele, então isso nem chega perto de ser suficiente e de satisfazê-Lo. Se você deseja dar testemunho de Deus de uma forma que esteja de acordo com a Sua vontade, dar testemunho do Próprio Deus verdadeiro, então você deve ver o que Deus tem e é com base em Suas ações. Você deve ver a autoridade de Deus a partir de Seu controle sobre tudo e ver a verdade de como Ele provê para toda a humanidade. Se você apenas reconhecer que o seu sustento diário e suas necessidades na vida vêm de Deus, mas não enxergar a verdade de que Deus tomou todas as coisas de Sua criação para a provisão de toda a humanidade, e que, por governar sobre todas as coisas, Ele está conduzindo toda a humanidade, então você nunca será capaz de dar testemunho de Deus. Qual é o Meu propósito em dizer tudo isso? É para que vocês não tomem isso com leviandade, para que não creiam equivocadamente que esses tópicos sobre os quais falei são irrelevantes para a sua própria entrada pessoal na vida e para que vocês não tomem esses tópicos simplesmente como sendo apenas um tipo de conhecimento ou doutrina. Se vocês ouvirem o que estou dizendo com esse tipo de atitude, vocês não ganharão nem uma só coisa. Vocês perderão esta grande oportunidade de conhecer a Deus.

Qual é o Meu objetivo em falar sobre todas essas coisas? Meu objetivo é fazer com que as pessoas conheçam a Deus, fazer com que entendam as ações práticas Dele. Uma vez que você entenda Deus e conheça as Suas ações, somente então você terá a oportunidade ou a possibilidade de conhecê-Lo. Se, por exemplo, você deseja entender uma pessoa, como viria a entendê-la? Seria por meio de olhar para sua aparência exterior? Seria por meio de olhar para o que ela usa e como ela se veste? Seria por meio de olhar para como ela anda? Seria por meio de olhar para o escopo de seu conhecimento? (Não.) Então como você entende uma pessoa? Você faz julgamentos com base em sua fala e comportamento, seus pensamentos e nas coisas que ela expressa e revela sobre si mesma. É assim que você vem a conhecer uma pessoa, como você entende uma pessoa. Semelhantemente, se vocês desejam conhecer a Deus, se desejam entender o Seu lado prático, o Seu lado verdadeiro, vocês devem conhecê-Lo por meio de Seus feitos e por meio de cada uma das coisas práticas que Ele faz. Essa é a melhor maneira, e é a única maneira.

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único IX’ em “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado