Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

O ambiente básico de vida que Deus cria para a humanidade – O ar

5

Deus cria para a humanidade – O ar

Primeiro, Deus criou o ar para que o homem possa respirar. Esse “ar” não é o ar da vida cotidiana com o qual os humanos estão em contato constante? Esse ar não é a coisa da qual os humanos dependem a cada momento, mesmo enquanto dormem? O ar que Deus criou é monumentalmente importante para a humanidade: é o componente essencial de cada respiração e da própria vida. Essa substância, que só pode ser sentida, mas não vista, foi o primeiro presente de Deus para todas as coisas. Depois de criar o ar, Deus simplesmente fechou a fábrica? Tendo criado o ar, Deus pensou a respeito da densidade do ar? Deus deu consideração ao conteúdo do ar? (Sim.) Em que Deus pensava quando Ele fez o ar? Por que Deus fez o ar e qual foi o Seu raciocínio? Os humanos precisam de ar e precisam respirar. Primeiramente, a densidade do ar deve corresponder ao pulmão humano. Alguém sabe qual é a densidade do ar? Isso não é algo que as pessoas precisam saber; não há necessidade de saber isso. Não precisamos de um número exato relativo à densidade do ar, e ter uma ideia geral já basta. Deus fez o ar com uma densidade que seria mais adequada para os pulmões humanos respirarem. Ou seja, os humanos se sentem confortáveis e não causam danos ao corpo quando respiram. Essa é a ideia por trás da densidade do ar. Então falaremos sobre o conteúdo do ar. Em primeiro lugar, o conteúdo do ar não é venenoso para os humanos, portanto, não danificará o pulmão e o corpo. Deus teve que pensar em tudo isso. Deus teve que levar em conta que o ar que os humanos respiram deveria entrar e sair suavemente, e que, depois de inalado, o conteúdo e a quantidade de ar deveriam ser tais que o sangue e o ar residual no pulmão e no corpo seriam metabolizados adequadamente, e também que o ar não deveria conter componentes venenosos. Com relação a esses dois padrões, não quero alimentar você com um monte de conhecimento, mas apenas informá-lo que Deus tinha um processo de pensamento específico em mente quando criou cada uma das coisas – o melhor. Quanto à quantidade de poeira no ar, a quantidade de poeira, areia e sujeira na terra, bem como a poeira que desce do céu, Deus tinha um plano para essas coisas também – uma maneira de eliminar ou resolver essas coisas. Embora haja um pouco de poeira, Deus fez com que a poeira não prejudicasse o corpo e a respiração do homem, e que os fragmentos de poeira fossem de um tamanho que não seria prejudicial para o corpo. A criação do ar por Deus não foi misteriosa? Foi tão simples como soprar um sopro de ar de Sua boca? (Não.) Mesmo em Sua criação das coisas mais simples, o mistério de Deus, Sua mente, Seus pensamentos e Sua sabedoria são todos aparentes. Deus é realista? (Sim.) Ou seja, mesmo ao criar algo simples, Deus estava pensando na humanidade. Em primeiro lugar, o ar que os humanos respiram é limpo, o conteúdo é adequado para a respiração humana, ele não é tóxico e não causa danos aos seres humanos e a densidade é calibrada para a respiração humana. Esse ar que os humanos inspiram e expiram é essencial para seu corpo, sua carne. Então os humanos podem respirar livremente, sem constrangimento ou preocupação. Eles podem respirar normalmente. O ar é aquilo que Deus criou no princípio e que é indispensável para a respiração humana.

de ‘O Próprio Deus, o Único VIII’ em “A Palavra manifesta em carne”