Enfrentando a supressão de uma denúncia honesta

08 de Março de 2022

Por Li Ming, Alemanha

Quando eu gerenciava a equipe de rega, Fang Ping era a líder responsável pelo meu trabalho. Em nossas interações, percebi que ela tendia a agir sem se envolver quando executava seu trabalho, que só gritava palavras de ordem e não resolvia nenhum problema real. Nos problemas que enfrentávamos em nossos deveres, ela não nos guiava resumindo os feedbacks e não comungava sobre as palavras de Deus, nem apontava uma senda de prática, tudo que fazia era nos repreender. Ela rejeitava as sugestões dos irmãos. Esse comportamento me fez suspeitar que ela era uma falsa líder e quis entrar em contato com Liu Yun, a superior dela, mas me lembrei de que Fang Ping vivia se reunindo com ela e de que tinham feito muito trabalho juntas. Achei que Liu Yun seria capaz de ver os problemas que eu via, e Fang Ping era responsável pelo trabalho de várias equipes e supervisionava mais de uma dúzia de líderes de equipe. Eles não viam os problemas dela? Nenhum deles tinha relatado nada, por que, então, eu me manifestaria? E se eu estivesse entendendo errado e Liu Yun dissesse que eu era preconceituosa, tentando achar falhas em Fang Ping? Eu não queria me arriscar, causar problemas para mim mesma. Mas então me lembrei de como eu tinha sido prejudicada por falsos líderes e anticristos no passado. Isso aconteceu porque não tinham sido denunciados a tempo. Os anticristos bagunçaram o trabalho de várias igrejas, e a vida dos irmãos foi impactada. Não denunciar problemas imediatamente não seria defender os interesses da casa de Deus. Isso me deixou um pouco incomodada e achei que deveria falar com os outros irmãos e ver o que eles tinham a dizer. Então fui conversar com o irmão Liu, e ele disse que achava que Fang Ping não sabia lidar com problemas práticos, que ela não acompanhava nem verificava o trabalho, que não instruía nem ajudava os outros a entrar nos princípios. Disse também que ela era autocrática, desorganizada e não sabia priorizar tarefas. A eficácia deles sofria bastante com isso e as coisas tinham atrasado seriamente, além disso, ela tinha ignorado vários lembretes dos irmãos. Nas reuniões, ela raramente comungava sobre como ela tinha refletido e conhecido a si mesma ou sobre como ela praticava as palavras de Deus quando confrontada com problemas. Ela só cuspia doutrina, dizendo coisas bonitas, mas sem fazer nada prático. Quando vi que o irmão Liu via os mesmos problemas, tive certeza de que Fang Ping era uma falsa líder que não fazia trabalho real e que, se ela continuasse como líder, isso causaria danos ao trabalho da casa de Deus. Percebi que o problema de Fang Ping era sério e que devia relatá-lo. Mas então me lembrei de que ela era diretamente responsável pelo meu trabalho, então, se ela não fosse demitida depois de eu me manifestar e ela descobrisse, ela poderia dificultar a minha vida ou até mesmo me demitir do meu dever. Eu seria humilhada se perdesse minha posição tão pouco tempo após recebê-la. Eu receberia outra chance de cumprir um dever? Dizem que “o prego que se destaca é martelado”, e eu não deveria ser a primeira. Quis conversar com o irmão Liu, fazer com que ele denunciasse, então eu poderia apoiar sua denúncia. Assim eu não me arriscaria. Mas quando já estava na ponta da minha língua, não consegui dizer. Quis continuar esperando para ver o que aconteceria. Mas Deus vê nosso coração e nossa mente, e nunca me senti bem em relação a tudo isso. Sentia que estava errada e me sentia culpada. Orei a Deus, pedindo que Ele me esclarecesse para entender a mim mesma.

Então li uma passagem das palavras de Deus que lançou uma luz sobre meu estado. Deus diz: “A maioria das pessoas deseja buscar e praticar a verdade, mas, na maior parte do tempo, só têm a determinação e o desejo de fazê-lo; a verdade não se tornou sua vida. Como resultado, quando deparam com forças malignas ou encontram pessoas perversas e más cometendo atos malignos ou falsos líderes e anticristos fazendo coisas de uma maneira que viole princípios — assim perturbando a obra da casa de Deus e prejudicando os escolhidos de Deus — elas depois perdem a coragem de se manifestar e se pronunciar. O que significa quando você não tem coragem? Significa que você é tímido ou inarticulado? Ou é que você não entende completamente e portanto não tem confiança para se pronunciar? Não é nada disso; é que você está sendo controlado por vários tipos de caracteres corruptos. Um desses caracteres é astúcia. Você pensa primeiro em si mesmo, pensando: ‘Se eu me pronunciar, como isso me beneficiará? Se eu me pronunciar e desagradar alguém, como conviveremos no futuro?’. Essa é uma mentalidade astuta, certo? Isso não é o resultado de um caráter astuto? Outro é um caráter egoísta e mau. Você pensa: ‘O que uma perda dos interesses da casa de Deus tem a ver comigo? Por que deveria me importar? Não tem nada a ver comigo. Ainda que eu veja ou ouça acontecer, não preciso fazer nada. Não é responsabilidade minha — não sou um líder’. Tais pensamentos e palavras não são algo que você pensa conscientemente; são produzidos pelo seu subconsciente — que é o caráter corrupto que se revela quando as pessoas se deparam com um problema. Caracteres corruptos como esse governam a maneira com que você pensa, amarram seus pés e mãos, e controlam o que você diz. […] Você não tem poder sobre aquilo que diz e faz. Mesmo que quisesse, você não conseguiria dizer a verdade nem aquilo que realmente pensa; mesmo que quisesse, não conseguiria praticar a verdade; mesmo que quisesse, não conseguiria cumprir suas responsabilidades. Tudo que você diz, faz e pratica é uma mentira, e você simplesmente é desleixado e superficial. Você está completamente acorrentado e controlado por seu caráter satânico. Você pode querer aceitar e buscar a verdade, mas não é capaz disso: você diz e faz tudo que seu caráter satânico o instrui a fazer. Você nada mais é do que um fantoche de carne corrupta, você se tornou um instrumento de Satanás. […] Você nunca busca a verdade, menos ainda a pratica. Você apenas continua orando, consolidando sua determinação, fazendo resoluções, prestando juramentos. E em que isso tudo tem resultado? Você ainda é um bajulador; você não provoca ninguém nem ofende ninguém Se uma questão não for de seu interesse, fica fora dela e pensa: ‘Não direi nada sobre coisas que não tenham a ver comigo, e isso sem exceção. Se alguma coisa puder prejudicar meus próprios interesses, meu orgulho ou meu autorrespeito, não darei nenhuma atenção a nada disso e abordarei tudo isso com cautela; não devo agir precipitadamente. O prego que se salienta é atingido primeiro, e eu não sou tão tolo assim!’. Você está totalmente sob o controle de seus caracteres corruptos de maldade, astúcia, dureza e detestação da verdade. Eles estão acabando com você, e tornou-se ainda mais difícil aguentá-los do que o Arco Dourado usado pelo Rei Macaco. Viver sob o controle de um caráter corrupto é tão exaustivo e excruciante!” (‘Só aqueles que praticam a verdade são tementes a Deus’ em “As declarações de Cristo dos últimos dias”). As palavras de Deus revelaram meu caráter corrupto egoísta e astuto. Vi claramente o quão irresponsável Fang Ping era em seu dever. Ela não resolvia problemas nem fazia trabalho prático. Também não conseguia aceitar a verdade. Ela era autocrática, tudo tinha que ser feito do jeito dela. Isso não só não beneficiava os irmãos, isso os atrasava. Eram sinais claros de um falso líder, e se as coisas continuassem assim, isso poderia impactar seriamente o trabalho da igreja. Eu sabia em meu coração que isso devia ser denunciado imediatamente, mas eu temia que ela faria com que eu me arrependesse se a ofendesse, que eu seria demitida. Para proteger meus interesses, decidi permitir que o trabalho da igreja fosse prejudicado em vez de denunciá-la. Preferi ser astuta a me arriscar — decidi seguir o fluxo. Achava que nada aconteceria comigo se houvesse algum problema e que eu não seria responsável por nenhum problema. “Cada um por si e o demônio pega quem fica por último” e “o prego que se destaca é martelado” eram filosofias satânicas pelas quais eu vivia. Eu só pensava em meus interesses, não nos interesses da casa de Deus nem em como a vida dos irmãos era afetada. Eu era tão egoísta! Eu sempre tinha achado que possuía um senso de justiça, que eu conseguia defender os interesses da casa de Deus, mas essa experiência revelou que eu era uma pessoa astuta e egoísta que só olhava para a direção em que o vento soprava. Eu estava vivendo segundo filosofias satânicas e deixei de denunciar uma falsa líder. Eu estava prejudicando a casa de Deus, prejudicando os irmãos. Eu era comparsa de uma falsa líder. Sabia que não podia continuar sendo covarde, que devia relatar qualquer problema que visse.

Justamente quando decidi fazer a denúncia, uma líder pediu que fizéssemos uma avaliação de Fang Ping e sua parceira. Fiquei muito feliz, achando que que isso significava que a líder tinha reconhecido os problemas de Fang Ping. Assim descrevi toda a conduta dela em todos os detalhes. Fiquei surpresa ao saber que quem foi demitida foi a parceira dela, enquanto Fang Ping pôde continuar com seu dever. Alguns dias depois, Fang Ping começou a chorar em sua comunhão, Dizendo: “Não tenho feito trabalho prático nem guiado os irmãos, tenho sido uma falsa líder. Não estou ajudando as pessoas com seus problemas e até oprimo outros com minhas palavras. Agora, ninguém ousa fazer sugestões. Deus me elevou a esse dever, mas fui irresponsável. Estou endividada com Deus. Tenho cometido tanto mal. Sou desumana. A casa de Deus está me dando a chance de continuar nesse dever, portanto, devo me arrepender. Se verem algum problema, por favor, me contem, e eu aceitarei com alegria”. Vi seu choro amargo, suas lágrimas, e ela parecia muito genuína. Perguntei-me se eu tinha errado, se ela conseguia aceitar a verdade e se eu não deveria ter exigido tanto. Se ela estava pronta para se arrepender, ela podia fazer um bom trabalho. Eu devia esquecer, já que ela não tinha sido demitida, eu devia me esforçar e trabalhar com ela. Então eu lhe enviei uma mensagem, Dizendo: “Não entendíamos suas lutas. Vamos trabalhar juntas a partir de agora”. Ela respondeu, pedindo mais ajuda e sugestões. Fiquei muito animada, pois, se ela conseguisse aceitar a verdade e mudar, ela poderia ser uma boa líder. Mas fiquei surpresa ao ver que ela não fez nenhuma mudança. Nas reuniões, agia sem se envolver e não tratava dos problemas reais. Alguns problemas surgiram nos assuntos gerais da igreja, mas ela continuou focada em alguns assuntos externos durante as reuniões. Ela não falou sobre buscar a verdade nesse tipo de ambiente. Isso deixou todo mundo apreensivo, interrompendo a vida de igreja, de modo que ninguém conseguia cumprir seu dever em paz. Vendo tudo isso, fui conversar com ela. Ela disse: “É você que está com um problema, todos os outros conseguem fazer o que digo, só você não. É você que está sendo disruptiva”. Fiquei aborrecida quando ela disse isso. Eu não sabia como continuar em meu dever e estava muito estressada. Se parasse, eu seria tratada; se fizesse o que ela mandava, eu causaria perturbações para os irmãos. Eu me sentia impotente, como se estivesse sufocando. Refleti sobre isso. Mas então me lembrei de como eu os tinha informado sobre os problemas dela antes e de que não tinham lidado com Fang Ping, em vez disso, tinham demitido a outra líder que fazia trabalho real. Se eu a denunciasse, eles diriam que eu estava causando conflitos e pensariam que era problema meu? E se eles jogassem a culpa em mim e me demitissem? Quando estava naquele estado, eu sentia muita escuridão spiritual, como se Deus não estivesse comigo. Depois de denunciá-la uma vez, eu também me preocuparia com meu futuro e interesses pessoais.

Não demorou, e um arranjo de trabalho foi emitido pela casa de Deus, que quaisquer malfeitores ou anticristos descobertos na igreja ou falsos líderes que não faziam trabalho real deviam ser denunciados para proteger os interesses da casa de Deus. Era uma responsabilidade de todos os escolhidos de Deus. Se um líder atacasse um irmão por denunciá-lo, ele era um anticristo. Cada líder devia assinar uma garantia de que não atacariam desse modo. Senti alegria e culpa quando vi aquele arranjo. Fiquei feliz porque Deus sabe como é pequena a nossa estatura, que Ele nos encoraja a expor falsos líderes e anticristos. Eu me senti culpada porque sabia que havia falsos líderes na igreja, mas, com medo de ser oprimida e impedida, não queria denunciá-los. Eu não era Digna de fazer parte dos escolhidos de Deus. Então falei com alguns líderes de equipe sobre o que eu via no comportamento de Fang Ping, e eles concordaram comigo. Então, juntos, estudamos os princípios para discernir falsos líderes e acabamos determinando que ela era de fato uma falsa líder. Também achamos que Liu Yun e outros líderes superiores estavam protegendo Fang Ping, que também eram problemáticos. Decidimos denunciar todos eles.

Mas depois de escrever minha avaliação de Fang Ping, dois líderes de equipe pediram que eu enviasse a minha primeiro e não esperasse por eles. Comecei a me preocupar de novo, que, se Fang Ping descobrisse sobre mim, ela poderia causar problemas para mim. Orei a Deus sobre o que eu estava sentindo e me deparei com esta passagem das palavras de Deus. Deus diz: “Vocês dizem que têm consideração pelo fardo de Deus e que defenderão o testemunho da igreja, mas quem dentre vocês realmente foi atencioso com o fardo de Deus? Perguntem a si mesmos: Você é alguém que demonstrou consideração pelo fardo de Deus? Você pode praticar a justiça para Deus? Você pode se levantar e falar por Mim? Você pode colocar a verdade em prática firmemente? Você tem coragem suficiente para lutar contra todos os atos de Satanás? Você seria capaz de colocar suas emoções de lado e expor Satanás em prol da Minha verdade? Você pode permitir que Minhas intenções sejam cumpridas em você? Você ofereceu seu coração nos momentos mais cruciais? Você é alguém que faz a Minha vontade?” (‘Capítulo 13’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”). Fiquei sem palavras quando li todas essas perguntas de Deus. Eram tão pungentes. Eu sempre falava sobre considerar a vontade de Deus e defender o trabalho da igreja. Mas quando vi que Fang Ping não estava fazendo trabalho real, que ela estava enganando as pessoas com doutrinas, sendo autocrática e arbitrária em seu dever, e estava perturbando a vida de igreja, perdi a coragem. Eu não a denunciei para proteger a mim mesma e não ousei assumir uma posição contra as forças sombrias. Preferi ser a cachorrinha de Satanás a proteger os interesses da casa de Deus. Como conseguiria encarar Deus? Cada palavra de Deus era um alerta para meu coração calejado, e então resolve parar de proteger a mim mesma. Mesmo que fosse assediada, ainda assim devia expor e denunciá-la. Então enviei outra denúncia sobre Fang Ping e os outros dois líderes superiores.

Alguns dias depois, numa reunião para líderes e obreiros, Fang Ping, novamente em lágrimas, fez um show sobre entender a si mesma. Ela disse: “Tenho trabalhado dia e noite, mas não consegui obter o apoio de ninguém e até fui denunciada. Isso é o amor de Deus por mim e sei que devo parar e refletir sobre mim mesma. As denúncias dos irmãos me ajudam, e eu assinei um juramento de nunca oprimir ninguém que me denunciasse….” Mais tarde, ela veio me perguntar se eu tinha algum problema no trabalho, como tudo estava indo, e ela não parecia ser tão abusada como antes. Ela também me trouxe comida. No início, fiquei em dúvida, pensando que ela realmente tinha se arrependido. De outro lado, porém, eu não devia me iludir com seu comportamento bom no momento — devia esperar e observar. Ela tinha apresentado um show de autoconhecimento quando chorou da última vez, mas não tinha mudado nada. Talvez ela estivesse me bajulando porque sabia que eu a tinha denunciado. Ela queria que eu dissesse que ela tinha mudado quando a denúncia fosse investigada? Pensei que ela poderia estar me enganando e que eu não devia cair na armadilha de Satanás e ser enganada por ela. Fiz uma oração a Deus, pedindo que Ele protegesse meu coração para que não fosse enganada pelas lágrimas dela como antes. Fiquei muito surpresa ao vê-la mostrando suas cores verdadeiras tão cedo.

Alguns dias depois, estávamos discutindo verdades sobre como discernir pessoas e ela aproveitou a chance para dizer: “Não podemos aprender só sobre nós mesmos, devemos aprender a discernir os outros. Recentemente, fomos encorajados a denunciar os outros, e alguns malfeitores vieram à tona por meio dessas denúncias. Devemos expor esses malfeitores e todos seus lacaios que os bajulam. Devemos responsabilizar cada malfeitor e anticristo”. Ela estava apontando o dedo para a vítima! Fiquei muito irritada quando ela disse isso. Vi que seu autoconhecimento não passava de fingimento. Ela não tinha nada disso, ela estava apontando o dedo para aqueles que tinham escrito as denúncias sem refletir sobre si mesma nem um pouco. Isso me lembrou de algumas passagens das palavras de Deus. “Anticristos não se arrependem. Eles não têm vergonha; são de caráter cruel e mau, e detestam ao extremo a verdade. Alguém que tanto detesta a verdade pode colocá-la em prática ou se arrepender? Isso seria impossível” (‘Eles gostariam que os outros obedecessem apenas a eles, não à verdade nem a Deus (parte 1)’ em “Expondo os anticristos”). “Pessoas como os anticristos aceitam ser podadas e tratadas? Elas admitiriam que têm um caráter corrupto? (Elas não admitiriam.) Elas não admitem que têm um caráter corrupto. Quando poda e tratamento lhes sobrevêm, elas apresentam um espetáculo de autoconhecimento na presença da maioria; chamam a si mesmas de diabo, Satanás, e dizem que não têm humanidade, que são de calibre baixo, que suas ações foram irrefletidas, que não estão à altura do dever que a casa de Deus lhes deu. Elas encerram o assunto dizendo que isso é o refinamento de Deus, a salvação de Deus, para que os outros possam ver quão receptivas elas são à poda e ao tratamento, e quão submissas são à verdade. E o mais importante, não dizem por que receberam poda e tratamento, nem se a poda e o tratamento foram adequados ou merecidos. Elas evitam dizer qualquer coisa sobre esses temas, e os outros podem até mesmo chegar à crença equivocada de que a poda e o tratamento da casa de Deus foram gratuitos, que foram erros cometidos contra elas, que foram injustos. Essa é a comunhão que elas dão quando poda e tratamento lhes sobrevêm; elas não expõem nada de nenhum dos erros, malfeitos, interrupções e perturbações nem dos atos malignos que cometeram. Quais são, então, as palavras de sua comunhão com que elas admitem ter um caráter corrupto e dizem estar dispostas a aceitar a verdade e ser capazes de se submeter a poda e tratamento? São palavras do coração? Certamente não são. São falsidades, todas elas — um monte de mentiras destinadas a desorientar e enganar. É claro que são também uma impostura e pretendem principalmente desorientar e enganar. O que um anticristo deseja alcançar ao enganar os outros? (Ele deseja que os outros o sigam.) Sim, ele as desorienta e engana, para que essas pessoas não enxerguem o anticristo nem o rotulem como uma pessoa maligna, mas pensem que ele é uma pessoa que aceita a verdade, que aceita ser tratada e podada, alguém que é capaz de se arrepender. Bem, por que ele não comunga abertamente sobre o mal que cometeu ou sobre as perdas que causou à casa de Deus? (Se ele dissesse isso, as pessoas seriam capazes de identificá-lo.) Quando as pessoas forem capazes de identificá-lo, puderem realmente enxergá-lo e tiverem visto sua humanidade pelo que é, e seu caráter e sua essência pelo que são, as pessoas renunciarão a ele. Será que essas pessoas cairão, mesmo assim, nos truques dele ou serão enganadas pela astúcia dele? Será que ainda o terão em alta estima? Será que ainda o adularão? Ainda o adorarão? Elas não farão nada disso. Quando os anticristos falam de seu autoconhecimento ou de aceitar poda e tratamento, eles prevaricam a fim de desorientar e enganar as pessoas para que elas os adorem. Esse é um método bastante perverso, não é? E algumas pessoas realmente se deixam enganar por isso. De fato, ficam muito comovidas, e quando Satanás acaba de enganá-las, elas dizem: ‘Ele falou maravilhosamente. Fiquei tão inspirado que chorei mais do que apenas algumas vezes e, enquanto isso estava acontecendo, senti admiração e estima especiais por ele. Eu não fazia ideia de que ele era um anticristo’. Esse é o resultado de desorientação e engano” (‘Excurso Quatro: Resumindo a qualidade da humanidade de anticristos e a essência de seu caráter (parte 2)’ em “Expondo os anticristos”). Vi nas palavras de Deus que anticristos são muito arrogantes por natureza e que eles nunca aceitam a verdade. Eles desprezam e odeiam a verdade. Não importa quantos fracassos amargos experimentem, eles se recusam a se arrepender e mudar. Preferem enganar as pessoas com ilusões e ser astutos. Isso melhorou meu discernimento de Fang Ping. Ela chorou e falou sobre autoconhecimento quando foi denunciada, dizendo que as denúncias eram o amor de Deus e que ela refletiria sobre si mesma, que ela carecia de humanidade, estava endividada com Deus, e jurou se arrepender. Ela até pediu mais feedback. Ela usava essas demonstrações externas para nos enganar, para que pensássemos que ela aceitava ser podada e tratada e se submetia à verdade. Mas quanto ao seu comportamento como falsa líder, a como ela não fazia trabalho real, era autocrática em seu dever E prejudicava o trabalho da casa de Deus — ela nunca tratava de nada disso. Ela só dizia algumas palavras sobre como carecia de humanidade, mas nunca dissecava como ela manifestava essa falta de humanidade. Sua comunhão não era, de forma alguma, autoconhecimento genuíno, ela nunca compartilhava detalhes de sua própria corrupção nem dava testemunho da justiça de Deus. Por isso, as pessoas a admiravam e simpatizavam com ela. Achavam que ela tinha estatura e conseguia tratar corretamente aqueles que a denunciavam. Ela queria enganar as pessoas para receber seu apoio para que pudesse permanecer em sua posição. Mas a fachada não se sustentava por muito tempo. Tudo mudava assim que ela recebia uma chance, mudando aquela aparência hipócrita banhada em lágrimas, cheia de ódio daqueles que a denunciavam. Ela nos condenava e se vingava. Ela odiava a verdade, e sua natureza cruel estava se manifestando. Além disso, era ela incrivelmente arrogante e não cedia a ninguém. Ela sempre exigia que os outros a ouvissem, ela tinha a última palavra em tudo, nunca consultava os outros. Ela nunca cedia quando as pessoas faziam sugestões e nunca aceitava a verdade. Ela chorava para enganar as pessoas quando ela era denunciada, mas nunca se arrependia e até piorava. Ela era uma pessoa maligna cuja natureza e essência eram ódio da verdade. Ela não era apenas uma falsa líder, ela tinha a essência completa de um anticristo. Essa atuação dela mostrou a todos as cores verdadeiras dela. Fiquei surpresa ao vê-la cometer muitas outras maldades depois disso, o que me convenceu de que ela era um anticristo que estava sendo exposta pela obra de Deus.

Descobri que ela e a equipe dela estavam fazendo trabalho de expurgação. Queriam expulsar da igreja o irmão Liu, que fazia muitas sugestões. Então demitiram outra líder que disse que o irmão Liu não cumpria os critérios para isso, alegando que ela era uma falsa líder. Também inventaram desculpas para demitir dois líderes de equipe que os tinham denunciado a mim. Houve uma votação, e os irmãos decidiram não me demitir, mas me manter no cargo. A igreja realizou sua eleição anual logo depois, e os que haviam sido denunciados foram reeleitos. As pessoas mais próximas a Fang Ping e a irmã caçula dela receberam posições de liderança. Fiquei um pouco confusa e não sabia explicar esse resultado. Eles tinham transformado o trabalho da igreja num caos, como, então, puderam ser reeleitos como líderes? Até suspeitei que a igreja era igual ao mundo secular, que tudo girava em torno de poder e relacionamentos. Esse pensamento deixou meu coração em trevas e eu perdi a motivação para cumprir meu dever. Eu só queria sair da igreja, me esconder num canto onde ninguém me veria. Até tive dúvidas sobre a justiça de Deus. Parei de falar nas reuniões e não compartilhei nenhuma opinião. Eu estava sempre em guarda contra todos e cumpria meu dever como um robô. Às vezes, eu me perguntava se eu também deveria bajulá-los, pedir perdão, admitir culpa, apaziguar a situação, para que desistissem de ir em frente com minha denúncia. Assim, pelo menos não me expulsariam da igreja.

Um dia assisti a uma leitura das palavras de Deus. Deus Todo-Poderoso diz: “Aprecio muito quem não nutre suspeita de outras pessoas e também gosto muito de quem prontamente aceita a verdade; demonstro grande zelo por esses dois tipos de pessoas, porque, a Meu ver, são pessoas honestas. Se for muito enganador, você terá um coração defensivo e pensamentos de suspeita em relação a todos os assuntos e a todas as pessoas, e por isso sua fé em Mim será edificada sobre um fundamento de suspeição. Eu jamais poderia reconhecer tal fé. Sem ter fé genuína, vocês se distanciarão ainda mais do amor real. E, se está propenso a duvidar de Deus e especular sobre Ele a bel-prazer, você, sem dúvida, é a mais enganadora de todas as pessoas. Você especula se Deus pode ser como um ser humano: imperdoavelmente pecaminoso, de caráter mesquinho, desprovido de equidade e razão, carente de um senso de justiça, dado a táticas viciosas, traiçoeiro e astuto, que se agrada com o mal e com a escuridão, e assim por diante. A razão de o homem ter tais pensamentos não é por não ter o menor conhecimento de Deus? Esse tipo de fé nada é senão pecado! Aliás, há até alguns que creem que aqueles que Me agradam não passam de aduladores e bajuladores e que quem carece dessas habilidades não será bem-vindo e perderá seu lugar na casa de Deus. Esse é todo o conhecimento que vocês juntaram nesses anos todos? Foi isso que vocês ganharam? E o conhecimento que vocês têm sobre Mim não se limita a esses mal-entendidos; ainda pior é a sua blasfêmia contra o Espírito de Deus e o seu aviltamento do Céu. Essa é a razão de Eu dizer que tal tipo de fé como a de vocês apenas os levará a afastar-se ainda mais de Mim e a intensificar sua oposição a Mim. Durante muitos anos de trabalho, vocês viram muitas verdades, mas vocês sabem o que Meus ouvidos captaram? Quantos de vocês estão dispostos a aceitar a verdade? Todos vocês acreditam que estão dispostos a pagar o preço da verdade, mas quantos realmente sofreram pela verdade? Tudo o que existe no coração de vocês é iniquidade e, em consequência, creem que qualquer um, não interessa quem seja, é enganador e desonesto — a ponto de acreditarem que o Deus encarnado, como um homem normal, seria desprovido de um coração gentil e de amor benevolente. E mais, vocês creem que um caráter nobre e uma natureza misericordiosa e benevolente só existem dentro do Deus no céu. Vocês acreditam que um santo assim não existe, que só as trevas e o mal reinam na terra, ao passo que Deus é algo em que o ser humano deposita seu anseio pelo bem e o belo, uma figura lendária fabricada por ele. […] Vocês consideram todos os feitos de Cristo do ponto de vista do injusto e avaliam toda a Sua obra, bem como Sua identidade e essência, da perspectiva do perverso. Vocês cometeram um erro grave e fizeram o que nunca tinha sido feito por aqueles que vieram antes de vocês. Ou seja, vocês só servem ao imponente Deus no céu que tem uma coroa na cabeça e nunca dão atenção ao Deus que consideram tão insignificante que chega a ser invisível para vocês. Esse não é o pecado de vocês? Isso não é um exemplo clássico da sua ofensa ao caráter de Deus?” (‘Como conhecer o Deus na terra’ em “A Palavra manifesta em carne”). O julgamento de Deus me deixou envergonhada, mas não tinha onde me esconder. Não busquei a verdade diante dessas coisas desagradáveis, mas duvidei da justiça de Deus. Suspeitei que os poderosos se protegiam, que as trevas governavam na casa de Deus. Isso não era suspeitar de que Deus amava o mal e as trevas, igual aos humanos? Era um jeito absurdo de ver tudo isso. Deus é santo e justo, portanto, santidade e justiça governam em Sua casa. Falsos líderes e anticristos podem até se impor por um tempo na igreja e podem conseguir enganar e controlar algumas pessoas, mas jamais conseguirão fincar o pé — no fim, Deus irá expô-los e eliminá-los. Deus permite que essas pessoas apareçam na igreja para que Seus escolhidos possam desenvolver discernimento e ver os rostos malignos, satânicos e contrários a Deus dos anticristos e dos malignos, e então rejeitá-las e se livrar do controle e enganação delas. Essa é a sabedoria da obra de Deus. Mas quando vi a igreja sob o controle desse tipo de pessoas, como elas oprimiam os outros, fui cautelosa e vigilante, temendo que me atacariam também. Temia dizer demais aos irmãos, tinha medo de dizer a coisa errada e que os anticristos tivessem algo para usar contra mim, e então eu seria demitida ou expulsa. A fim de me proteger, até pensei em usar a tática secular de lamber suas botas. Percebi que eu era muito covarde e não tinha nenhuma força de caráter. Eu estava negando a justiça de Deus e me recusava a acreditar que a verdade e Cristo detêm poder em Sua casa. Estas palavras de Deus foram muito pungentes: “E o conhecimento que vocês têm sobre Mim não se limita a esses mal-entendidos; ainda pior é a sua blasfêmia contra o Espírito de Deus e o seu aviltamento do Céu. Essa é a razão de Eu dizer que tal tipo de fé como a de vocês apenas os levará a afastar-se ainda mais de Mim e a intensificar sua oposição a Mim” (‘Como conhecer o Deus na terra’ em “A Palavra manifesta em carne”). Isso me deixou com muito medo. Eu estava blasfemando, caluniando Deus com minhas noções absurdas. Vi que eu não tinha entendimento real de Deus em minha fé. Quando os anticristos me oprimiram, eu não busquei a verdade, nem ganhei discernimento, nem me levantei contra as forças malignas dos anticristos, mas duvidei da justiça da casa de Deus. Isso foi maligno da minha parte! Falsos líderes e anticristos só aparecem na igreja com a permissão de Deus. É Deus que estabelece uma lição prática para nós. Eu devia buscar a verdade e aprender minha lição naquele ambiente. Ao perceber isso, eu me ajoelhei diante de Deus em oração. Disse: “Deus, quero me arrepender a Ti. Por favor, dá-me fé. Não importa que situação eu enfrente depois disso, confiarei em Ti para passar por isso”. Eu me senti aliviada depois da oração.

Um dia, a irmã caçula de Fang Ping foi para uma reunião comigo, dizendo que alguns irmãos tinham me denunciado. Por isso eu devia suspender meus deveres. Mas ela não me contou o que eles tinham denunciado, só me instruiu a refletir sobre mim mesma. E ela me disse que, se alguém me perguntasse por que eu tinha sido demitida, eu deveria ficar calada. Tudo aconteceu tão repentinamente, eu não sabia o que fazer — me deu branco. Fui para casa e fiquei sentada, atordoada; não parava de pensar. Eles me expulsariam da igreja? Quando expulsaram o irmão Liu, usaram sua idade avançada como desculpa para suspender seu dever, depois organizaram seus documentos de expurgação. Eu estava com tanto medo. Eu não saberia o que fazer se usassem essa tática também comigo. Às vezes, eu via tudo com mais otimismo, pensando que, talvez, alguém realmente tinha me denunciado e que, depois de sua investigação, eles permitiriam que eu participasse das reuniões e cumprisse um dever. Eu oscilava entre uma postura otimista e pessimista. Era como se minha cabeça estivesse prestes a explodir. Eu estava péssima e sentia um grande peso no coração. Eu não sabia como passar por essa situação e voltei a duvidar do governo de Deus. Às pressas, orei, pedindo que Deus me protegesse para que eu não perdesse a fé nem duvidasse de Sua obra. Eu sabia que Deus estava permitindo tudo isso, que seria benéfico para a minha vida. Eu queria me acalmar e buscar a verdade. Depois disso, li muitas palavras de Deus para entender o governo de Deus e como passar por provações, e percebi que Deus estava permitindo que tudo isso acontecesse. Sem a permissão de Deus, não importa quão selvagem Satanás ou um anticristo seja, ele não pode me tocar. Eu não sabia o que esses falsos líderes e anticristos fariam, mas eu podia aprender a esperar e buscar e, no mínimo, não culpar a Deus e me tornar objeto de piada de Satanás. Mesmo que me expulsassem, eu não desistiria da minha fé e poderia cumprir meu dever compartilhando o evangelho. Minha fraqueza e meu medo diminuíram quando refleti sobre isso.

Depois de algumas semanas, a irmã caçula de Fang Ping pediu que eu escrevesse uma avaliação da irmã Zhang. A irmã que tinha escrito comigo aquela carta de denúncia. Percebi que estavam preparando os documentos para expulsá-la da igreja, então me lembrei dos detalhes de tudo que tinha acontecido, incluindo todas as coisas que Fang Ping tinha feito. Senti que estava tendo um discernimento melhor dela. Li uma passagem. Deus diz: “Qual é o objetivo principal de um anticristo quando ele ataca e exclui um dissidente? Ele procura criar uma situação na igreja em que não haja vozes contrárias à dele, na qual seu poder, seu domínio e as suas palavras sejam absolutos. Todos devem ouvi-lo, e se alguém tem uma opinião diferente, deve guardá-la para si e inibi-la imediatamente. Essa é uma técnica utilizada por aqueles que atacam e excluem os dissidentes para consolidar seu status. Eles dizem: ‘Tudo bem você ter opiniões diferentes, mas você não deve sair por aí falando sobre elas como lhe agradar, muito menos deve comprometer meu poder e meu status. Se tiver algo a dizer, pode me dizer em privado. Se você o disser na frente de todos e me fizer perder reputação, você estará pedindo que seja repreendido, e terei que cuidar de você’. Que tipo de caráter é esse? Os anticristos não permitem que os outros falem livremente. Se estes têm uma opinião — seja sobre o anticristo ou qualquer outra coisa —, eles devem guardá-la para si; devem considerar a reputação do anticristo. Caso contrário, o anticristo os marcará como inimigos e os atacará e excluirá. Que tipo de natureza é essa? É a natureza de um anticristo. E por que eles fazem isso? Porque querem consolidar continuamente o seu poder e status na mente das pessoas, e para que seu poder e status sejam firmes e inabaláveis. Eles jamais poderiam toleram qualquer coisa que ameaçasse ou afetasse seu orgulho, reputação, status e valor enquanto líderes. Essa não é uma manifestação da natureza cruel dos anticristos? Não satisfeitos com o poder que já possuem, eles o consolidam e asseguram e procuram dominação absoluta. Não só querem controlar o comportamento dos outros, mas também seu coração” (‘Eles atacam e excluem dissidentes’ em “Expondo os anticristos”). As palavras de Deus me mostraram que os anticristos só querem solidificar seu poder e posição na igreja, por isso oprimem e atacam todos os outros que têm ideias diferentes ou querem denunciá-los. Fang Ping e seu bando não eram exatamente iguais a como Deus descrevia os anticristos? Algumas pessoas os enxergaram e denunciaram, e eles aproveitaram a chance para demiti-las. Os irmãos punidos por eles estavam dentro de seu escopo de supervisão e no momento em que eles resistiam um pouco, eles preparavam os documentos de demissão para expulsá-los. Demitiram líderes e obreiros que tinham discernimento deles e instalaram nessas posições aqueles de seu agrado e seus comparsas. Eles tinham se juntado para formar uma facção. As coisas tinham até preparado desde a nossa denúncia — era um bando genuíno de anticristos. Se eu não denunciasse sua maldade, não só o trabalho da casa de Deus sofreria, isso seria desastroso também para os irmãos. Mas a ideia de denunciá-los de novo me assustou. Todos tinham funções de liderança, e eu tinha sido demitida e suspendida das reuniões. Se eu os denunciasse depois de tudo, os outros acreditariam em mim? Se obtivessem minha denúncia como no passado, ela não só não daria em nada, eles poderiam até me expulsar da igreja. Isso seria o meu fim. A ideia de ser expulsa me encheu de terror indescritível. Mas então me lembrei de quão severamente eles já tinham interrompido o trabalho da igreja e que ainda estavam atacando os outros enfurecidamente. Se eu tivesse medo de escrever uma denúncia e permitisse que corressem soltos, quem sabe quantos irmãos acabariam sofrendo. Isso seria uma transgressão séria diante de Deus, e Ele poderia me abandonar. Mal consegui comer e dormir durante alguns dias. Então o irmão Zhang me ligou e perguntou o que eu tinha escrito naquela denúncia e o que pensava agora. Eu disse: “Você vai ver”. Ele disse: “Mesmo que você não assuma uma posição e não a denuncie agora, Fang Ping deixará você em paz? Isso não é uma questão pessoal, envolve o trabalho da igreja. Pense nisso”. Quando desliguei, eu estava muito agitada. Não conseguia parar de pensar nas palavras dele. Eu me sentia muito reprimida e não sabia o que fazer. Às vezes, pensava que devia ir em frente e fazer outra denúncia. Às vezes, pensava no meu futuro e destino, temia que seria expulsa e que minha vida de fé seria encerrada. Eu estava muito agitada. Então vi uma passagem das palavras de Deus. Deus diz: “Até que as pessoas tenham experimentado a obra de Deus e ganhado a verdade, é a natureza de Satanás que assume o controle e as domina por dentro. O que, especificamente, essa natureza acarreta? Por exemplo, por que você é egoísta? Por que protege a própria posição? Por que você tem emoções tão fortes? Por que aprecia aquelas coisas injustas? Por que gosta daqueles males? Qual é a base para sua afeição por tais coisas? De onde vêm essas coisas? Por que você fica tão feliz em aceitá-las? A esta altura, vocês todos vieram a entender que a razão principal por trás de todas essas coisas é que o veneno de Satanás está dentro de vocês. Qual, então, é o veneno de Satanás — como ele pode ser expressado? Por exemplo, se você pergunta: ‘Como as pessoas deveriam viver? Para que deveriam viver?’ as pessoas responderão: ‘É cada um por si e o diabo pega quem fica por último’. Esse simples provérbio expressa a raiz exata do problema. A filosofia de Satanás se tornou a vida das pessoas. Não importa o que as pessoas busquem, elas o fazem para si mesmas — e assim só vivem para si mesmas. ‘É cada um por si e o diabo pega quem fica por último’ — isso é a vida e a filosofia do homem e representa também a natureza humana. Essas palavras já se tornaram a natureza da humanidade corrupta, o retrato verdadeiro da natureza satânica da humanidade corrupta, e essa natureza satânica já se tornou a base para a existência da humanidade corrupta; durante vários milênios, a humanidade corrupta tem vivido segundo esse veneno de Satanás, até o dia atual” (‘Como trilhar a senda de Pedro’ em “As declarações de Cristo dos últimos dias”). Refletindo sobre isso, vi que proteger a mim mesma e não ousar denunciar Fang Ping a cada passo era viver segundo coisas como “o prego que se destaca é martelado”, “proteja a si mesmo, só tente escapar da culpa”, “cada um por si e o demônio pega quem fica por último” — venenos satânicos desse tipo. Eles tinham se enraizado nos meus ossos, no meu sangue, por isso eu era egoísta e astuta em tudo que dizia e fazia, só pensava em mim mesma. Antes de me converter, no trabalho e na vida pessoal, para não ofender ninguém, eu nunca me manifestava, nem mesmo quando via um problema. E depois de me unir à igreja, continuei vivendo segundo essas filosofias e não pratiquei a verdade. Eu sabia que Fang Ping e os outros eram um bando de anticristos e que eu devia ficar do lado de Deus e denunciá-los, mas eu só pensava em meu futuro, não considerava o trabalho da casa de Deus nem a entrada na vida dos outros. Isso era muito vil e egoísta!

Então comecei a refletir sobre por que eu tinha tanto medo deles. Eles poderiam decidir o meu destino? Meu futuro e destino não estavam nas mãos de Deus? Não era tolice ter tanto medo das forças dos anticristos? Isso me lembrou de uma passagem das palavras de Deus. Deus diz: “A expressão de Deus de Sua ira é um símbolo de que todas as forças do mal deixarão de existir, é um símbolo de que todas as forças hostis serão destruídas. Essa é a unicidade do caráter justo de Deus e da ira de Deus. Quando a dignidade e a santidade de Deus forem desafiadas, quando as forças da justiça forem obstruídas e não vistas pelo homem, então Deus enviará a Sua ira. Por causa da essência de Deus, todas aquelas forças na terra que contestam Deus, se opõem a Ele e contendem com Ele, são más, corruptas e injustas; elas vêm de Satanás e a ele pertencem. Porque Deus é justo e é de luz e impecavelmente santo, assim todas as coisas más, corruptas e pertencentes a Satanás desaparecerão quando a ira de Deus for desencadeada” (‘O Próprio Deus, o Único II’ em “A Palavra manifesta em carne”). A casa de Deus não é igual ao mundo — Deus detém poder aqui. Ele é a verdade e Ele é justo, um símbolo de tudo que é leve e bom. Todos os anticristos e pessoas malignas, essas forças sombrias e satânicas, não conseguem fincar o pé aqui, mas serão punidos e amaldiçoados por Deus. Eu não precisava ficar tão aflita. Falsos líderes e anticristos também estão nas mãos de Deus. Mesmo que me expulsassem, haveria uma lição nisso para mim. Eu sabia que não devia mais temê-los, que devia praticar a verdade, assumir uma postura e denunciá-los. Então liguei para a irmã Zhang para discutir a denúncia com ela e fiquei surpresa ao ouvi-la dizer que Fang Ping e seu bando estavam preparando os documentos para me expulsar. Eu já sabia que eles encontrariam um jeito de me expulsar, mas ouvir isso foi um choque, e comecei a suar frio. Depois da ligação, li uma passagem das palavras de Deus. Deus diz: “Se uma igreja não tiver ninguém que esteja disposto a praticar a verdade e ninguém que possa ser testemunha de Deus, então essa igreja deve ser completamente isolada e suas conexões com outras igrejas precisam ser rompidas. Isso é chamado de ‘enterrar a morte’; é isso que significa expulsar Satanás. Se uma igreja tiver diversos valentões e eles forem seguidos por ‘pequenas moscas’ que carecem inteiramente de discernimento, e se os congregados, mesmo depois de terem visto a verdade, ainda forem incapazes de rejeitar as amarras e a manipulação desses valentões, então todos aqueles tolos serão eliminados no fim. Essas pequenas moscas poderiam não ter feito nada terrível, mas são ainda mais enganosas, ainda mais escorregadias e evasivas, e todos os que forem assim serão eliminados. Nem um permanecerá! Aqueles que pertencem a Satanás serão devolvidos a Satanás, enquanto aqueles que pertencem a Deus certamente irão em busca da verdade; isso é decidido pela natureza deles. Que todos aqueles que seguem Satanás pereçam! Nenhuma piedade será mostrada a tais pessoas. Que todos os que buscam a verdade sejam providos e possam ter prazer na palavra de Deus para o contentamento de seu coração. Deus é justo; Ele não mostraria favoritismo a ninguém. Se você for um diabo, então será incapaz de praticar a verdade; se você for alguém que busca a verdade, então é certo que não será levado cativo por Satanás. Isso está além de qualquer dúvida” (‘Um alerta para aqueles que não praticam a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”). Ao ler as palavras de Deus, pude sentir o caráter santo e justo de Deus, que não tolera ofensa. Deus não permitiria que falsos líderes e anticristos interrompessem Sua obra nem prejudicassem Seus escolhidos. Deus também odeio aqueles que não praticam a verdade nem defendem os interesses da igreja quando falsos líderes e anticristos aparecem. Se não se arrependerem, todos eles estarão fadados a ser eliminados e punidos. Diante do bando de Fang Ping, se eu não praticasse a verdade e não os denunciasse, eu não estaria do lado de Satanás, permitindo que corressem soltos na casa de Deus? Eu tinha uma parte na maldade deles. Eu estava desfrutando da verdade concedida por Deus, comendo e bebendo o que é Dele, mas quando anticristos interrompiam o trabalho da casa de Deus, eu não conseguia defender os interesses da casa de Deus. Isso era uma traição séria de Deus, algo que Ele condena. É como Deus disse: “Que todos aqueles que seguem Satanás pereçam!”. Só então fiquei com medo de verdade. Eu sabia que, se não me arrependesse, mesmo que não me expulsassem, eu seria condenada e eliminada juntamente com os falsos líderes e anticristos. Então vim para diante de Deus para orar. Eu disse: “Deus, quero me arrepender a Ti. Não posso continuar defendendo a mim mesma. Por favor, dá-me força para praticar a verdade e não ser detida pelas forças sombrias de Satanás e para defender o trabalho da igreja. Mesmo que me expulsem, ainda assim escreverei tudo que sei”. Depois disso, com a ajuda de uma irmã, entreguei minha denúncia diretamente a um líder superior. Uma investigação foi realizada, que determinou que eles eram anticristos. Mas eles não desistiram nem mesmo depois de serem suspensos de seus deveres. Secretamente, fizeram com que seus comparsas lutassem por eles até a morte e tentaram enganar os irmãos para que encobrissem as evidências de seus malfeitos. Até supervisionaram as irmãs que vieram tratar da denúncia. No fim, o bando inteiro de anticristos foi expulso da igreja, e os irmãos que haviam sido oprimidos puderam viver uma vida normal de igreja e cumprir seu dever novamente.

Por meio de tudo isso, vi de verdade o caráter justo e inofendível de Deus e que, na casa de Deus, são a verdade, Deus e a justiça que governam. Não importa quão cruel Satanás seja nem quão poderoso ele pareça ser, ele só é uma ferramenta que Deus usa para aperfeiçoar Seus escolhidos. Lembro-me de uma passagem maravilhosa. Deus Todo-Poderoso diz: “Sempre falamos de como Satanás é cruel, maligno e malicioso, que ele detesta e odeia a verdade. Você consegue ver isso? Você consegue ver o que Satanás faz no mundo espiritual? Como ele fala e age, qual é sua atitude em relação à verdade e a Deus, onde reside o seu mal — você não consegue ver nada disso. Portanto, por mais que se possa dizer que Satanás é maligno, que ele resiste a Deus e detesta a verdade, na sua mente, isso é apenas uma afirmação. Não evoca uma imagem verdadeira. É oca demais e não é prática; não pode servir como referência prática. Mas quando uma pessoa teve contato com um anticristo, ela vê um pouco mais claramente o caráter maligno e cruel de Satanás e sua essência que odeia a verdade, e seu entendimento de Satanás é um pouco mais incisivo e prático. Sem esses exemplos e eventos reais com os quais as pessoas podem entrar em contato e ver, as verdades que as pessoas entendem serão indistintas, ocas e pouco práticas. Mas quando as pessoas entram em contato real com esses anticristos e pessoas malignas, elas conseguem ver como eles praticam o mal e resistem a Deus, e conseguem identificar a natureza e a essência de Satanás. Elas veem que essas pessoas malignas e os anticristos são Satanás encarnado — que eles são o Satanás vivo, o diabo vivo. O contato com os anticristos e as pessoas malignas pode ter esse efeito. Quando Satanás encarna como uma pessoa maligna ou um anticristo, as capacidades de seu corpo carnal são limitadas, mas ainda assim ele consegue fazer muitas coisas ruins, aprontar muito mal e ser maligno e insidioso demais em conduta e ação. E quanto, então, ao Satanás espiritual? O mal que ele faz é cem ou mil vezes maior do que a soma daquilo que é feito por todas as pessoas malignas, anticristos e demônios que vivem na carne. Portanto, as lições que as pessoas aprendem ao entrar em contato com pessoas malignas e anticristos são de grande ajuda para desenvolver discernimento e ver claramente a face de Satanás. Elas capacitam as pessoas a aprender a distinguir quais coisas são positivas e quais são negativas, o que é odiado por Deus e o que Lhe agrada, o que é a verdade e o que é absurdo, o que é justo e o que é maligno, exatamente o que Deus odeia e o que Ele ama, e quais pessoas Deus rejeita e elimina e quais Ele elogia e ganha. É inútil tentar entender essas questões exclusivamente a partir da doutrina. É preciso experimentar muitas coisas, especialmente a enganação e a perturbação das pessoas malignas e dos anticristos. Somente quando se tem discernimento verdadeiro é que se pode compreender essas muitas verdades e alcançar um entendimento mais profundo e prático daquilo que Deus exige e quer ganhar. Isso conduz a um entendimento maior da vontade de Deus? (Sim.) Pode fazer com que você fique mais seguro de que Deus é a verdade e aquilo que é sumamente amável? (Sim.) Deus faz com que as pessoas aprendam lições e desenvolvam discernimento experimentando coisas, e Ele certamente está treinando pessoas, também, ao mesmo tempo que está revelando pessoas de cada tipo. Quando algumas pessoas encontram uma pessoa maligna ou um anticristo, elas não ousam expô-los ou identificá-los e não ousam entrar em contato com eles. Elas têm medo, concentram-se apenas em evitá-los, como se tivessem visto uma cobra peçonhenta. Essas pessoas são tímidas demais para aprender uma lição e não desenvolverão discernimento. Algumas pessoas que encontram uma pessoa maligna ou um anticristo não se dispõem a aprender discernimento; elas deixam seu sangue quente guiar seu jeito de tratá-lo, e quando chega a hora de expor e identificar um anticristo, elas não conseguem ser úteis nem fazer nada prático. Algumas pessoas veem um anticristo cometendo muito mal e o detestam de coração, mas sentem que não há nada que possam fazer a respeito, que suas mãos estão atadas. Os anticristos brincam com elas à vontade; elas se submetem mansamente a eles. Elas suportam isso e se contêm, e não importa que ultraje um anticristo cometa, elas não o denunciam nem o expõem. Elas falharam em seu dever e responsabilidade enquanto humanos. Em suma, quando pessoas malignas e anticristos causam estragos e fazem o que querem, isso expõe pessoas de todos os tipos e, é claro, também serve para treinar aqueles que buscam a verdade e têm senso de justiça, para que possam crescer em discernimento e percepção, aprender algo e entender a vontade de Deus. E o que, da vontade de Deus, eles entendem? Eles são levados a ver que Deus não salva a laia dos anticristos, mas simplesmente os usa até que eles tenham prestado seu serviço, depois os expõe e os elimina, e finalmente os pune, pois eles são pessoas malignas de Satanás. Aqueles que Deus salva são um grupo de pessoas que, a despeito de seus caracteres corruptos, amam as coisas positivas, reconhecem que Deus é a verdade, se submetem à Sua soberania e aos Seus arranjos, e que, tendo cometido uma transgressão, ainda assim são capazes de se arrepender. Essas pessoas conseguem aceitar tratamento e poda, julgamento e castigo. Aqueles que, não importando como Deus opera, conseguem aceitar isso, submeter-se a isso e aprender algo com isso — esse é o grupo de pessoas que realmente seguem a Deus, experimentam Sua obra e são ganhas por Ele” (‘Eles só cumprem seu dever para se distinguir e alimentar seus próprios interesses e ambições; eles nunca levam em consideração os interesses da casa de Deus e até traem esses interesses em troca de glória pessoal (parte 8)’ em “Expondo os anticristos”). Ao ser intimidada e oprimida por esses anticristos, pude ver como eles são malignos e cruéis em sua essência. Eles condenam e expulsam todos que não os ouvem, que os denunciam ou que ameaçam sua posição. Além disso, eles não têm um pingo de consciência nem razão. Não importa quanto mal cometam ou quantas pessoas oprimam, quantas vezes sejam tratados, eles não têm um pingo de remorso ou arrependimento. Vi que anticristos odeiam e desprezam a verdade por essência. São inimigos de Deus, demônios reencarnados na terra. Também experimentei que, se você tiver medo de seu poder e não ousar expor e denunciar um anticristo, você será pisoteado do mesmo jeito. Você deve ficar do lado de Deus, usar Suas palavras e a verdade para combatê-los. Você deve denunciar e rejeitá-los para expulsá-los da igreja. Esse é o único jeito de escapar de seu poder e controle, de triunfar sobre Satanás. Devo essa chance de aprender tudo isso inteiramente à obra de Deus! Graças a Deus!

O alarme dos últimos dias já tocou e grandes desastres já começaram. Você quer dar as boas-vindas ao retorno do Senhor e ter a chance de receber a proteção de Deus com sua família?

Conteúdo relacionado

Um despertar após ser tratada

Por Liang Xin, China No final de 2020, assumi responsabilidade pela rega dos recém-convertidos na igreja. No início, não eram muitos,...

Entre em contato conosco pelo WhatsApp