O mundo de hoje é exatamente como era nos dias de Noé: como devemos buscar a aparição de Deus?

15 de Maio de 2020
Conteúdos

Os dias de Noé surgiram: o que isso pressagia?

Como o Senhor retornará nos últimos dias?

Qual obra o Senhor vem realizar nos últimos dias?

Como devemos acolher a manifestação e a obra do Senhor?

Os dias de Noé surgiram: o que isso pressagia?

Quando falamos sobre a humanidade no tempo de Noé, todos sabem que assassinato, incêndio, roubo, furto e promiscuidade se tornaram uma segunda natureza para as pessoas da época. Elas evitavam a Deus e não davam ouvidos às Suas palavras, e, no final, Ele as destruiu com um grande dilúvio. Em seguida, observamos as pessoas do mundo de hoje: elas reverenciam o mal e vemos estabelecimentos como casas de karaokê, salões de massagens nos pés, bares e boates nas ruas e becos de todas as cidades; as pessoas comem, bebem e se divertem, entregando-se aos prazeres da carne; a maioria das pessoas compete por fama, riqueza e status, brigando e conspirando umas contra as outras e enganando umas as outras, inclusive amigos e parentes. Estão todas fartas da verdade, apaixonadas pela injustiça e vivendo no pecado; ninguém toma a iniciativa de buscar a verdade ou o verdadeiro caminho, e as pessoas até mesmo negam e resistem abertamente a Deus. A humanidade toda vive sob o domínio de Satanás, e mesmo os que creem no Senhor se degradam para seguir as tendências mundanas. Cobiçam prazeres pecaminosos, vivendo em um ciclo contínuo de pecado seguido de confissão, e não colocam em prática os ensinamentos do Senhor, embora os conheçam bem. Tais cenas inevitavelmente evocam a profecia feita pelo Senhor Jesus, há dois mil anos: “Como aconteceu nos dias de Noé, assim também será nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e os destruiu a todos. […] assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar” (Lucas 17:26-30). Essa profecia nos mostra que quando as pessoas dos últimos dias se tornarem tão corruptas e perversas quanto as pessoas da época de Noé, o Senhor retornará. Mas de que maneira Ele irá se manifestar? E como devemos acolhê-Lo?

Como o Senhor retornará nos últimos dias?

Muitas pessoas mencionam este versículo da Bíblia: “Verão vir o Filho do homem sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória” (Mateus 24:30). Elas acreditam que quando o Senhor retornar, Ele virá cavalgando abertamente sobre uma nuvem e nos elevará diretamente ao reino dos céus, à vista de todos. Assim, elas aguardam passivamente a vinda do Senhor sobre uma nuvem. No entanto, a verdade é que temos desconsiderado as profecias bíblicas que afirmam que há mais de uma maneira pela qual o Senhor retornará, por exemplo, “Eis que venho como ladrão” (Apocalipse 16:15). “Pois se não vigiares, virei como um ladrão” (Apocalipse 3:3). “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem” (Mateus 24:27). “Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem” (Mateus 24:44). Essas profecias mencionam que o Senhor retornará “como um ladrão” e vai “estar à porta e bater”. Isso prova que o Senhor virá em silêncio e em segredo, e que isso ocorrerá sem que ninguém saiba. Esses versículos também mencionam “a vinda do Filho do homem” e que “virá o Filho do homem”, e qualquer referência ao “Filho do homem” significa Deus encarnado. Somente alguém nascido do homem e que possui a humanidade normal pode ser chamado de “o Filho do homem”; se o Senhor veio na forma de Seu corpo espiritual após a Sua ressurreição, então Ele não poderia ser chamado de “o Filho do homem”. Portanto, isso mostra que, nos últimos dias, o Senhor retorna em carne para realizar a Sua obra em segredo entre os homens.

A essas alturas, algumas pessoas podem se sentir confusas e pensar: “A Bíblia profetiza que o Senhor virá sobre nuvens e que todos os olhos O verão, mas também que o Senhor virá em carne e em segredo. Isso não é uma contradição?” Na verdade, não há contradição nas palavras de Deus. A vinda do Senhor acontece de duas maneiras: uma delas é que Ele vem abertamente sobre nuvens, enquanto a outra é que Ele vem secretamente como um ladrão. Tudo o que Deus profetizou será cumprido e realizado, mas Ele trabalha em etapas e Sua obra tem um plano. Deus primeiro encarna e vem em segredo para realizar a Sua obra de salvação do homem, e depois Ele aparece abertamente a todos, cavalgando uma nuvem, para recompensar os bons e punir os iníquos.

Qual obra o Senhor vem realizar nos últimos dias?

Por que Deus vem primeiro em segredo? Isso tem relação com a obra que Ele realiza quando aparece nos últimos dias. Vamos ler estes versículos da Bíblia: “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). “Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:48). “Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-Lhe glória; porque é chegada a hora do Seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas” (Apocalipse 14:7). “A quem vencer, Eu o farei coluna no templo do Meu Deus, donde jamais sairá” (Apocalipse 3:12). “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). E Deus Todo-Poderoso diz: “Embora Jesus tenha feito muita obra entre os homens, Ele apenas completou a redenção de toda a humanidade e tornou-Se oferta pelo pecado dos homens; Ele não livrou o homem de todo o seu caráter corrupto. Salvar o homem plenamente da influência de Satanás não exigiu apenas que Jesus tomasse os pecados do homem como oferta pelo pecado, mas também exigiu que Deus fizesse uma obra maior para livrar o homem completamente de seu caráter, que foi corrompido por Satanás. E assim, depois que os pecados do homem foram perdoados, Deus voltou para a carne para guiar o homem até a nova era e começou a obra do castigo e julgamento, e essa obra tem trazido o homem a um reino superior” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Esses versículos nos mostram que quando o Senhor retornar nos últimos dias, Ele expressará verdades adicionais e realizará a obra de julgamento. Ele usará “a palavra que [Ele] tem pregado” para julgar e expor nossa corrupção, para que possamos fazer autorreflexão, alcançar o verdadeiro arrependimento e mudança, sendo ao fim purificados por Deus e nos tornando os vencedores, que são conduzidos ao Seu reino. Isso ocorre porque, embora tenhamos sido redimidos pelo Senhor Jesus e nossos pecados tenham sido perdoados, a raiz do nosso pecado, ou seja, nossa natureza pecaminosa, ainda jaz profunda dentro de nós e, sendo controlados por ela, não podemos senão pecar frequentemente. Eis apenas alguns exemplos: Quando outras pessoas fazem coisas que vão contra nossos interesses, chegamos a odiá-las e até sentir raiva; normalmente, dizemos que seremos leais a Deus e obedeceremos a Ele, mas quando acontece algo que não gostamos, interpretamos mal a Deus e O culpamos, e, em casos graves, até mesmo O abandonamos. Isso mostra que ainda não nos livramos das amarras e restrições do pecado, que ainda estamos vivendo um ciclo de pecar e depois confessar, e que precisamos que Deus encarnado realize a obra de julgamento para eliminar nossa corrupção de uma vez por todas. Quando ouvimos a voz de Deus, somos elevados diante Dele e experimentamos o julgamento e o castigo de Suas palavras; quando nosso caráter corrupto é purificado e podemos nos submeter a Deus, adorá-Lo e amá-Lo em qualquer circunstância, nessa hora somos transformados em vencedores por Deus. Estes são os 14.4000 vencedores profetizados no Livro do Apocalipse, e isto cumpre perfeitamente o que está escrito no Capítulo 14, Versículo 4 do Apocalipse: “Estes são os que não se contaminaram com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as primícias para Deus e para o Cordeiro.” Se o Senhor retornasse primeiro sobre uma nuvem com grande glória, todas as pessoas se prostrariam para adorá-Lo. Não seria possível expor a rebelião e a resistência a Deus da natureza humana, e seria infundado Ele expressar verdades sobre nossas expressões de corrupção, a fim de nos julgar. Mesmo que Deus revelasse nossa essência corrupta, nós não aceitaríamos e não poderíamos ser purificados e mudados. Se fosse esse o caso, Deus seria incapaz de realizar Sua obra de formar vencedores.

Além disso, nos últimos dias Deus também revelará todo tipo de pessoa, separará cada uma de acordo com sua espécie e recompensará os bons e punirá os iníquos. Se o Senhor retornasse sobre uma nuvem com grande glória, todos O veriam e se prostrariam no chão para recebê-Lo e se submeter a Ele. Nenhuma pessoa, quer acreditasse em Deus ou pertencesse a Satanás, quer amasse a verdade ou não, quer obedecesse a Deus ou resistisse a Ele, poderia ser exposta por Deus. Então, a colheita e o joeiramento, conforme preditos na Bíblia, e a obra de separar cada uma de acordo com sua espécie, separando as ovelhas das cabras, o joio do trigo e assim por diante, não poderiam acontecer. Embora Deus saiba quem é bom e quem é mau, se as pessoas não forem reveladas, elas não aceitarão e muito menos serão convencidas. Portanto, está claro que Deus faz a obra de julgamento nos últimos dias para salvar o homem de uma vez por todas, formar um grupo de vencedores e separar cada um de acordo com sua espécie. Para fazer isso, Ele deve primeiro Se tornar carne e vir em segredo. Uma vez formado um grupo de vencedores, o período da obra secreta de Deus chegará ao fim e somente então Ele virá abertamente sobre nuvens, aparecendo a todas as nações e povos para começar a recompensar os bons e punir os iníquos. Todos os que aceitaram a obra de julgamento de Deus e estão purificados serão levados ao Seu reino, enquanto os que não aceitaram a obra de Deus encarnado e que resistem a Ele, O difamam e blasfemam contra Ele serão revelados como servos malignos e joio. Tais pessoas serão todas assoladas pelos desastres, chorando e rangendo os dentes copiosamente. Somente então esta profecia do livro do Apocalipse será cumprida: “Eis que vem com as nuvens, e todo olho O verá, até mesmo aqueles que O traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele” (Apocalipse 1:7).

Como devemos acolher a manifestação e a obra do Senhor?

Enquanto Deus encarnado está realizando a Sua obra em segredo, o que podemos fazer para acolher o Senhor? Apocalipse 3:20 diz: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). Mateus 25:6 diz: “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” Esses versículos nos mostram que, nos últimos dias, Deus usará Suas declarações para bater às nossas portas, e Ele usará pessoas para anunciar a nós as notícia de que o noivo retornou. Portanto, quando alguém prega o evangelho para nós, devemos buscar com o coração aberto e nos concentrarmos em ouvir a voz de Deus. Desde que reconheçamos que é a voz de Deus, devemos então rapidamente aceitar e nos submeter, e acompanhar a obra de Deus nos últimos dias. É isso que significa acolher o retorno do Senhor.

Hoje em dia, somente a Igreja de Deus Todo-Poderoso está dando testemunho abertamente de que o Senhor veio secretamente na carne e que Ele é Deus Todo-Poderoso, Cristo dos últimos dias. Deus Todo-Poderoso já proferiu milhões de palavras e realiza a obra de julgamento começando pela casa de Deus, purificando e salvando todos os que vêm diante Dele. Deus Todo-Poderoso Se manifestou e vem realizando a Sua obra há quase 30 anos, e Ele já formou um grupo de vencedores — a obra de julgamento de Deus está agora chegando ao fim. Sucessivos desastres vêm ocorrendo no mundo inteiro; os dias de Noé se aproximam. Devemos ser as virgens sábias e investigar o quanto antes a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias, pois, ao fazermos isso, teremos a chance de acolher o Senhor e sermos elevados antes que os desastres cheguem. Se nos apegarmos à ideia do Senhor vindo sobre nuvens, recusando-nos a buscar e investigar a obra de Deus encarnado, seremos abandonados e eliminados pelo Senhor, e seremos assolados pelos desastres e punidos. É exatamente como Deus Todo-Poderoso diz: “Muitas pessoas podem não se importar com o que digo, mas ainda quero contar a todo assim chamado santo que segue a Jesus que, quando virem Jesus descer dos céus sobre uma nuvem branca com seus próprios olhos, isso será a aparição pública do Sol da justiça. Talvez esses sejam tempos de grande empolgação para você, mas você deve saber que o tempo em que você testemunhar Jesus descendo dos céus é também o tempo em que você descerá ao inferno para ser punido. Esse será o tempo do fim do plano de gestão de Deus e será quando Deus recompensará os bons e punirá os perversos. Pois o juízo de Deus terá terminado antes que o homem veja sinais, quando houver apenas a expressão da verdade” (‘Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus, Deus terá feito novo céu e nova terra’ em “A Palavra manifesta em carne”).

O mundo de hoje é exatamente como era nos dias de Noé: como devemos buscar a aparição de Deus?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado