O que o Senhor Jesus realmente quis dizer na cruz quando disse: “Está consumado”?

11 de Setembro de 2021

Os cristãos acreditam que quando o Senhor Jesus disse: “Está consumado” na cruz, Ele quis dizer que a obra de Deus de salvar o homem tinha acabado. Por isso, todos têm certeza de que, quando o Senhor retornar, Ele não fará mais nenhuma obra de salvação, Ele só levantará os crentes para o céu para encontrar o Senhor, nos levará para o Céu, e pronto. Isso é algo em que os crentes no Senhor creem firmemente. É por isso que tantos ficam olhando para o céu, esperando que o Senhor os leve diretamente para o Seu reino. Mas agora chegaram os grandes desastres, e a maioria não viu o Senhor voltar, sua fé está diminuindo e eles estão desanimados. Alguns até têm dúvidas: A promessa do Senhor era real? Ele está vindo ou não? Na verdade, o Senhor Jesus voltou em segredo como o Filho do homem tempos atrás, expressando muitas verdades e fazendo a obra de julgamento a começar pela casa de Deus. Mas a maioria não tenta ouvir a voz de Deus nem procura ouvir as palavras do Espírito Santo às igrejas, e supõe o tempo todo que o Senhor deve vir numa nuvem para levá-la para o Céu, assim está perdendo a chance de acolher o Senhor. Isso será um longo remorso. Isso pode estar vinculado a como as pessoas interpretam as palavras do Senhor Jesus na cruz: “Está consumado”.

Comecemos com isso. Por que tantos crentes pensam que, quando o Senhor Jesus disse: “Está consumado”, ele quis dizer que a obra de salvar o homem tinha terminado? Existe alguma base bíblica para isso? Isso é confirmado pelo Espírito Santo? O Senhor disse que Ele não faria mais nenhuma obra para salvar a humanidade? O Espírito Santo testificou que essas palavras estavam se referindo ao término da obra de salvação de Deus? Podemos dizer com certeza: não. Por que, então, todos entendem essas palavras do Senhor Jesus como dizendo que a obra de salvação de Deus estava completa? É um pouco absurdo, não é? Entender as palavras de Deus não é fácil. 2 Pedro 1:20 diz: “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação”. As consequências de interpretar as Escrituras sozinho podem ser muito sérias. Pense nos fariseus — eles mesmos interpretaram as profecias sobre o Messias, e, como resultado, o Messias veio, e eles viram que o Senhor Jesus não correspondia às suas interpretações. Então condenaram Sua obra e até O crucificaram. Encararam consequências muito sérias. Foram diretamente condenados pelo Senhor Jesus. Foram amaldiçoados!

Então, quando o Senhor Jesus disse: “Está consumado” na cruz, a que estava Se referindo? Entender isso exige reflexão cuidadosa sobre as profecias bíblicas sobre o retorno do Senhor nos últimos dias, sobre as coisas que o Senhor Jesus disse pessoalmente que faria e Suas parábolas sobre o reino dos céus. Isso está diretamente ligado à Sua obra nos últimos dias. Devemos ter um entendimento básico dessas profecias e parábolas para entender corretamente o que o Senhor Jesus quis dizer quando disse isso na cruz. Mesmo que não entendamos completamente, isso não nos convida a supor que Ele quis dizer que a obra de Deus de salvar o homem tinha terminado. Isso é uma crença arbitrária e ridícula. Na verdade, se refletirmos bem sobre as profecias e parábolas do Senhor Jesus sobre o reino dos céus, podemos ganhar um entendimento básico do reino e da obra do Senhor quando Ele retornar. Então não interpretaremos errado Sua declaração: “Está consumado”. O Senhor Jesus profetizou: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade” (João 16:12-13). “E, se alguém ouvir as Minhas palavras, e não as guardar, Eu não o julgo; pois Eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:47-48). “Porque o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o julgamento […] e deu-Lhe autoridade para julgar, porque é o Filho do homem” (João 5:22, 27). E em 1 Pedro lemos: “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). Em Apocalipse, vemos: “Eis que o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, venceu para abrir o livro e romper os sete selos” (Apocalipse 5:5). “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 2:7). O Senhor Jesus também usou muitas parábolas para descrever o reino dos céus, como: “Igualmente, o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanhou toda espécie de peixes. E, quando cheia, puxaram-na para a praia; e, sentando-se, puseram os bons em cestos; os ruins, porém, lançaram fora. Assim será no fim do mundo: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes” (Mateus 13:47-50). Essas profecias e parábolas nos mostram que o Senhor Jesus disse que Ele fará muita obra quando retornar. Mas a parte mais importante disso é expressar a verdade fazer a obra de julgamento. Isso levará as pessoas a entrarem em todas as verdades e as separará de acordo com seu tipo. Aquelas que podem ser serão aperfeiçoadas, e aquelas que devem ser eliminadas serão. Isso realizará tudo que o Senhor Jesus disse sobre o reino. Pense no trigo e no joio, na rede de pesca, nas virgens sábias e tolas, nas ovelhas e cabras, nos servos bons e maus. A obra de julgamento, a começar pela casa de Deus, separará o trigo do joio, os servos bons dos servos maus, aqueles que amam a verdade daqueles que só querem conforto. As virgens sábias participarão do banquete nupcial do Cordeiro e serão aperfeiçoadas por Deus. E quanto às virgens tolas? Elas cairão em desastres, gemendo e rangendo os dentes, pois não ouviram a voz de Deus. Essa é a obra de julgamento para separar todos segundo seu tipo, recompensando os bons e punindo os maus, e isso cumprirá esta profecia em Apocalipse: “Quem é injusto, faça injustiça ainda: e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, santifique-se ainda” (Apocalipse 22:11). “Eis que cedo venho e está Comigo a Minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra” (Apocalipse 22:12). Quando realmente entendemos as profecias do Senhor Jesus, vemos que a vinda do Senhor nos últimos dias é para expressar a verdade e fazer a obra de julgamento, separando todos segundo sua espécie e determinando seu desfecho. Podemos então alegar que, quando o Senhor Jesus disse na cruz: “Está consumado”, que Ele estava dizendo que a obra de Deus para salvar o homem estava terminada? Continuaremos olhando tolamente para o céu, esperando que o Senhor Jesus desça numa nuvem e nos levante para o céu para encontrá-Lo? Ainda condenaremos todas as verdades que Deus expressa quando opera nos últimos dias? Negaremos descaradamente que o Senhor retornou na carne como o Filho do homem para fazer a obra de julgamento dos últimos dias? Os grandes desastres já chegaram, e muitas pessoas religiosas ainda estão perdidas em seu sonho do retorno do Senhor, pensando que Ele nunca as expulsará. Está na hora de despertar. Se não despertarmos, quando os desastres passarem e Deus Todo-Poderoso aparecer abertamente, Deus terá feito novos o Céu e a Terra, e todas as pessoas no mundo religioso estarão gemendo e rangendo os dentes. Isso cumprirá esta profecia em Apocalipse: “Eis que vem com as nuvens, e todo olho O verá, até mesmo aqueles que O traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele” (Apocalipse 1:7).

Muitos perguntam o que Senhor Jesus realmente quis dizer na cruz quando disse: “Está consumado”. Na verdade, é bem simples. As palavras do Senhor Jesus sempre foram bem pragmáticas, e quando disse isso, certamente Ele estava Se referindo à Sua obra de redenção. Mas as pessoas insistem em entender essas palavras práticas do Senhor como se referindo à obra de Deus de salvar o homem, mas isso é arbitrário, pois Deus só tinha completado em parte a Sua obra de salvar a humanidade. Ainda faltava o passo mais essencial — Sua obra de julgamento nos últimos dias. Por que você insistiria que “Está consumado” Significa que toda a obra de salvação de Deus estava feita? Isso não é um tanto absurdo e insensato? Afinal, por que o Senhor Jesus foi crucificado? O que Ele realmente alcançou por meio disso? Qual foi o resultado? Todos os crentes sabem disso, pois está documentado claramente na Bíblia. O Senhor Jesus veio para redimir a humanidade. Ao ser crucificado, o Senhor Jesus serviu como oferta pelo pecado para a humanidade, tomando sobre Si os pecados de todos, para que as pessoas não fossem condenadas e mortas sob a lei. As pessoas poderiam ter os pecados perdoados se cressem no Senhor, orassem e se confessassem a Ele, e elas desfrutariam da graça incrível de Deus. Isso é salvação pela graça, e é isso que a obra de redenção do Senhor Jesus alcançou. Embora nossos pecados fossem perdoados por meio da nossa fé, ninguém pode negar que continuamos pecando o tempo todo. Vivemos num ciclo de pecar, confessar e pecar de novo. Não escapamos do pecado. O que isso significa? Significa que ainda temos uma natureza pecaminosa e caracteres satânicos, por isso não podemos resolver o problema de continuar pecando depois do perdão dos nossos pecados. Isso deixa todos os crentes perplexos — é muito doloroso. As palavras de Deus dizem: “Sereis pois santos, porque Eu sou santo” (Levítico 11:45). Deus é justo e santo, ninguém que seja impuro pode vê-Lo. Como, então, pessoas que sempre pecam e resistem a Deus podem ser dignas de entrar no reino de Deus? Já que as pessoas não escaparam do pecado e não se purificaram, a obra de Deus de salvar o homem realmente pode estar terminada? A salvação de Deus será salvação completa — Ele jamais deixaria Sua obra pela metade. Por isso o Senhor Jesus profetizou Seu retorno muitas vezes. Ele retornou nos últimos dias há bastante tempo como Deus Todo-Poderoso encarnado. Deus Todo-Poderoso expressou verdades para fazer a obra de julgamento sobre o fundamento da obra de redenção do Senhor, para purificar a humanidade dos nossos caracteres corruptos e nos libertar dos grilhões do pecado. É para nos salvar plenamente das forças de Satanás e nos levar para o reino de Deus. É só quando a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias estiver completa que a obra de Deus para salvar o homem terá terminada.

Deus Todo-Poderoso diz: “Embora tenha feito muita obra entre os homens, Jesus apenas completou a redenção de toda a humanidade e tornou-Se oferta pelo pecado do homem; Ele não livrou o homem de todo o seu caráter corrupto. Salvar o homem plenamente da influência de Satanás não exigiu apenas que Jesus Se tornasse a oferta pelo pecado e carregasse os pecados do homem, mas também exigiu que Deus fizesse uma obra maior ainda para livrar o homem completamente de seu caráter satanicamente corrompido. E assim, agora que o homem teve seus pecados perdoados, Deus voltou para a carne para guiar o homem até a nova era e começou a obra de castigo e julgamento. Esta obra tem trazido o homem a um reino superior. Todo aquele que se submete ao Seu domínio há de desfrutar de uma verdade maior e de receber bênçãos maiores. Eles hão de viver verdadeiramente na luz e de ganhar a verdade, o caminho e a vida” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Por meio dessa obra de julgamento e castigo, o homem conhecerá por completo a essência imunda e corrupta dentro de si mesmo, e ele poderá mudar completamente e se tornar limpo. Só assim o homem pode se tornar digno de retornar diante do trono de Deus. Toda a obra feita neste dia é para que o homem possa ser limpo e mudado; através do julgamento e castigo pela palavra, bem como por meio do refinamento, o homem pode remover sua corrupção e ser purificado. Em vez de considerar este estágio da obra como sendo o da salvação, seria mais apropriado dizer que é a obra de purificação” (‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

O propósito essencial da obra de castigo e julgamento de Deus é purificar a humanidade e prepará-la para seu descanso final; sem tal purificação, ninguém da humanidade poderia ser classificado em categorias diferentes de acordo com sua espécie nem de entrar no descanso. Essa obra é a única senda da humanidade para entrar no descanso. Somente a obra de purificação de Deus purificará os humanos de sua injustiça, e somente Sua obra de castigo e julgamento trará à luz aqueles elementos desobedientes da humanidade, separando, dessa maneira, os que podem ser salvos dos que não podem ser salvos, os que permanecerão dos que não permanecerão. Quando findar essa obra, aquelas pessoas que receberem a permissão de permanecer serão todas purificadas e entrarão em um estado de humanidade mais elevado, no qual desfrutarão de uma segunda vida humana mais maravilhosa sobre a terra; em outras palavras, elas iniciarão seu dia do descanso humano e coexistirão com Deus. Depois que aqueles que não tiverem a permissão de permanecer tiverem sido castigados e julgados, suas cores verdadeiras serão totalmente expostas, depois disso, todos eles serão destruídos e, como Satanás, não terão mais permissão para sobreviver na terra. A humanidade do futuro não incluirá mais ninguém desse tipo de pessoas; tais pessoas não são aptas a entrar na terra do último descanso nem são aptas a se unir no dia do descanso que Deus e a humanidade compartilharão, pois elas são o alvo da punição e são pessoas perversas e, injustas… Todo o propósito por trás da obra final de Deus de punir o mal e recompensar o bem é inteiramente para purificar completamente todos os humanos, para que Ele possa levar uma humanidade puramente santa ao descanso eterno. Esse estágio de Sua obra é a mais crucial de todas; é o estágio final de toda a Sua obra de gerenciamento” (‘Deus e o homem entrarão em descanso juntos’ em “A Palavra manifesta em carne”).

As palavras de Deus Todo-Poderoso são muito claras. Na Era da Graça, a obra de redenção do Senhor Jesus só perdoou os pecados do homem. É a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias que purifica e salva o homem totalmente. As palavras de Deus Todo-Poderoso julgam e expõem a natureza e essência rebelde do homem, permitindo que conheçamos nosso caráter e corrupção satânicos. Elas nos mostram que estamos cheios de caracteres satânicos, como arrogância, astúcia e maldade sem qualquer semelhança humana. É o único jeito de mostrar às pessoas o quanto foram corrompidas por Satanás, para que se odeiem de verdade e desenvolvam remorso e então se arrependam a Deus. Então elas veem quão preciosa é a verdade e começam a focar na prática das palavras de Deus e na entrada na verdade-realidade. Isso lhes permite se livrar aos poucos de seu caráter corrupto e a transformar seu caráter de vida e se tornar capazes de se submeter e de temer a Deus e de viver segundo as Suas palavras. É assim que as pessoas podem se livrar das forças de Satanás e ser salvas por Deus, então podem ser protegidas por Deus, sobreviver aos grandes desastres nos últimos dias e entrar no lindo destino que Deus preparou para a humanidade. Isso cumpre a profecia de Apocalipse 21:3-6: “E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o Seu povo, e Deus Mesmo estará com eles, e será o seu Deus. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve; porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida”. Aqui Deus diz: “Está cumprido”. Isso é bem diferente daquilo que o Senhor Jesus disse na cruz: “Está consumado”. São contextos diferentes, mundos diferentes. Quando o Senhor Jesus disse na cruz: “Está consumado”, Ele estava falando sobre completar Sua obra de redenção. As palavras “Está cumprido” no livro de Apocalipse é Deus falando sobre completar Sua obra para salvar a humanidade, quando o tabernáculo de Deus estiver com os homens, Ele viverá com eles, e eles serão o povo de Seu reino, onde não haverá mais lágrimas, nem morte, nem miséria. Essa é a única marca de Deus completar Sua obra de salvação.

A essa altura, todos devem ter entendido que alegar que as palavras do Senhor Jesus na cruz significavam que a obra de salvação de Deus estava feita é totalmente contrário à realidade da obra de Deus e é uma noção puramente humana. É uma interpretação errada e enganosa das palavras de Deus e não há como dizer quantas pessoas ela prejudicou. Aqueles que se agarram cegamente a isso, esperando que, de repente, o Senhor apareça numa nuvem para que possam ser levadas para o reino, recusando-se a examinar as muitas verdades expressadas por Deus Todo-Poderoso, perderão sua chance de encontrar o Senhor. E, é claro, jamais escaparão do pecado nem serão salvos. Então, uma vida inteira de fé terá sido em vão, e eles cairão nos desastres e serão eliminados por Deus.

Deus Todo-Poderoso diz: “Cristo dos últimos dias traz vida e traz o duradouro e perpétuo caminho de verdade. Essa verdade é a senda pela qual o homem ganha vida e a única senda pela qual o homem há de conhecer Deus e ser aprovado por Deus. Se você não busca o caminho de vida providenciado por Cristo dos últimos dias, então jamais ganhará a aprovação de Jesus e nunca estará qualificado para adentrar a porta do reino dos céus, pois é tanto um fantoche quanto um prisioneiro da história. As pessoas controladas por regulamentos, pela letra, e agrilhoadas pela história jamais serão capazes de ganhar vida e de ganhar o caminho perpétuo de vida. Isso porque tudo o que elas têm é água turva à qual se agarraram por milhares de anos em vez da água de vida que flui do trono. Aqueles que não são abastecidos de água de vida continuarão a ser cadáveres para sempre, brinquedos de Satanás e filhos do inferno. Como, então, podem contemplar Deus? Se você só tenta se agarrar ao passado, se só tenta manter as coisas do jeito que estão ficando parado e não tenta mudar o status quo e descartar a história, não estará sempre contra Deus? Os passos da obra de Deus são vastos e poderosos, como vagalhões e trovões encapeladosainda assim você senta e espera passivamente a destruição, persistindo na sua tolice e nada fazendo. Desse modo, como você pode ser considerado alguém que segue os passos do Cordeiro? Como pode justificar o Deus ao qual você se apega como um Deus que é sempre novo e nunca velho? E como as palavras de seus livros amarelados podem transportá-lo para uma nova era? Como elas podem levá-lo a buscar os passos da obra de Deus? E como podem elevá-lo aos céus? O que você tem em suas mãos é a letra que só pode proporcionar conforto passageiro, não as verdades capazes de dar vida. As escrituras que você lê são aquelas que só podem enriquecer sua língua, e não são palavras de filosofia capazes de ajudar você a conhecer a vida humana, muito menos as sendas que podem levá-lo à perfeição. Essa discrepância não lhe dá motivo para reflexão? Ela não lhe permite compreender os mistérios contidos no interior? Você é capaz de, por si próprio, levar a si mesmo ao céu para encontrar Deus? Sem a vinda de Deus, você pode levar a si mesmo ao céu para desfrutar a felicidade de família com Ele? Você ainda está sonhando agora? Então, Eu sugiro que pare de sonhar e olhe para quem está operando agora, para quem está realizando a obra de salvar o homem nos últimos dias. Se não o fizer, você jamais ganhará a verdade e jamais ganhará vida” (‘Só Cristo dos últimos dias pode dar ao homem o caminho de vida eterna’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

Quem é o Deus verdadeiro?

Hoje em dia, a maioria das pessoas tem fé e acredita que existe um Deus. Acredita no Deus que está em seu coração. Ao longo do tempo, em...