Eu acolhi o retorno do Senhor!

22 de Fevereiro de 2022

Por Li Deming, China

Minha família tem sido católica por quatro gerações, e no final dos anos 70, ela fundou um local de reuniões. Na época, meu pai e meu tio serviam como diáconos da igreja. À véspera de cada dia santo importante, minha família me levava de bicicleta até um local a 35 km dali para a vigília do dia santo. Lembro que o padre sempre nos dizia na missa que os últimos dias já tinham chegado, e que deveríamos estar alertas o tempo todo, manter nossa alma limpa e não cometer nenhum pecado grave, pois o Senhor viria numa nuvem e nos levaria para o céu a qualquer momento. Na época, todos os paroquianos, jovens e velhos, ardiam de fervor, rezando o rosário, participando da missa e fazendo boas obras, ansiando pelo retorno do Senhor.

Meu pai e meu tio faleceram no início da década de 90, e eu assumi o papel de diácono. Eu liderava os paroquianos na leitura das Escrituras, nos cultos e pregava. Então, na primavera de 1999, nosso padre me deu um folheto evangelístico de Hong Kong e pediu que eu informasse a todos que o retorno do Senhor era iminente. Corri para organizar reuniões com todos e pedi que orassem e lessem as Escrituras três vezes ao dia. Também os instruí sobre os sinais da vinda do Senhor explicados na Bíblia. Eu disse: “Queridos fiéis, o Senhor está prestes a voltar. Ele já colocou um pé na porta e logo estará diante de nós. O Senhor Jesus disse: ‘E então aparecerá o sinal do Filho do homem no céu. E todas as tribos da terra lamentarão. E verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com grande poder e majestade’ (Mateus 24:30). Podemos ver que, quando o Senhor vier, um grande sinal aparecerá no céu. Veremos com nossos próprios olhos o Senhor descendo numa nuvem em glória e majestade, para nos levar para o céu. Faltam apenas poucos meses até o ano 2000. Devemos correr para compartilhar o evangelho com amigos, parentes e conhecidos incrédulos. Salvar mais almas será um grande mérito nosso aos olhos do Senhor”. Isso despertou todo mundo, e todos começaram a discutir animadamente. Alguns disseram: “Sim, 2.000 chegará em poucos meses. O Senhor está prestes a voltar! Devemos ler mais as Escrituras e parar de cobiçar coisas mundanas”. E alguns disseram: “Devo compartilhar o evangelho com amigos e parentes agora, para que suas almas sejam salvas e possam ir para o Céu”.

Novembro veio num piscar de olhos, e percebi que minha esposa estava um pouco diferente. Ela ia para a casa da irmã Tian no nosso vilarejo todos os dias para ler as Escrituras depois do jantar, e ela não havia participado das vésperas comigo havia dias. Eu estava um pouco confuso e me perguntava se ela tinha se convertido para outra denominação. Certa tarde, minha esposa veio para casa e me perguntou algo. Ela disse: “Somos crentes já faz um bom tempo. Você está ansioso pelo retorno do Senhor?”. Sem hesitar, respondi: “E precisa perguntar? É claro que estou!” Então ela, muito séria, me disse: “Tenho boas novas para você. O Senhor encarnou de novo e retornou, e Ele abriu o pergaminho mencionado em Apocalipse”. Fiquei chocado. Levantei minha voz e lhe disse: “Que absurdo é esse que você está falando? Com certeza o Senhor virá com as nuvens quando Ele retornar. É impossível que Ele retorne na carne!” Então minha esposa disse: “Você nem investigou. Como pode determinar cegamente que Ele não voltará na carne? Em todos os nossos anos de fé, não ansiamos por acolher o retorno do Senhor? Ao fazer essa suposição cega com base em suas noções, é provável que você perca sua chance de ser arrebatado. Você deve se acalmar e investigar isso de verdade”. Mas as palavras dela não me alcançavam. Temia que ela tivesse sido desviada, então falei das profecias da segunda vinda, dizendo: “Quando o Senhor Jesus foi crucificado e ressuscitou, Ele subiu para o Céu na forma de espírito. Quando Ele retornar, voltará em forma de espírito nas nuvens em toda a glória. Como Ele poderia voltar na carne? A Bíblia diz: ‘Eis que Ele vem com as nuvens, e todos os olhos O verão’ (Apocalipse 1:7). ‘E imediatamente após a tribulação daqueles dias, o sol escurecerá e a lua não dará sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências do céu estremecerão. E então aparecerá o sinal do Filho do homem no céu. E todas as tribos da terra lamentarão. E verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com grande poder e majestade’ (Mateus 24:29-30). Podemos ver que, quando Ele retornar, o Sol se escurecerá e a Lua perderá sua luz. As estrelas cairão do céu e o Senhor descerá numa nuvem. Mas nenhum desses sinais tem aparecido. Como você pode dizer que Ele já veio?”. Ela me ouviu, e então respondeu calmamente: “As profecias do Senhor são mistérios ocultos. Se as explicarmos literalmente, com base em nossas noções e imaginações, é provável que erremos na interpretação de Suas palavras. Pense nos fariseus. Eles seguiram o sentido literal das Escrituras e suas próprias noções, pensando que o Messias nasceria num palácio e assumiria o poder, mas o Senhor Jesus não nasceu num palácio. Ele nasceu numa manjedoura como filho de um carpinteiro e não foi nenhum tipo de rei. Os fariseus viram que o nascimento e a obra de Jesus não se encaixavam em suas ideias, por isso se recusaram com veemência a aceitar que Ele era a vinda do Messias e lutaram contra Ele e O condenaram. Não podemos cometer o mesmo erro dos fariseus!” Eu me irritei quando ouvi isso e pensei que eu era o diácono da igreja e mais culto do que ela, mas ela se recusava a me ouvir, dizia até que eu entendia errado as profecias do Senhor. Fechei a cara e disse a ela, irritado: “Eu já lhe disse tantas vezes, mas você não me ouve. Você foi enganada! Você deve parar de ir a essas reuniões”. Surpreendentemente, ela respondeu com firmeza: “O que eu investiguei é claro, e eu creio no Senhor retornado. Se não acredita, o problema é seu, mas não me atrapalhe”. Fiquei furioso quando ela disse isso. Num esforço de salvá-la, chamei outros diáconos da igreja para tentar impedi-la. Muito confiante, um dos diáconos disse: “Nós dois viemos de uma longa linhagem de católicos e sabemos que é a única religião correta. O cristianismo surgiu de uma divisão na Igreja Católica. Quando o Senhor retornar, todas as outras denominações voltarão ao catolicismo. Chama-se a união da cristandade. Você sabe disso, não sabe?” Minha esposa me surpreendeu ao dizer: “Existe alguma base para o retorno de todas as denominações para a Igreja Católica quando o Senhor voltar? O Senhor Jesus disse isso? As igrejas cristãs e ortodoxas do Oriente querem se reunificar com a Igreja Católica? A Bíblia profetizou muito tempo atrás: ‘E nos últimos dias o monte da casa do Senhor será colocado no topo das montanhas e será exaltado acima das colinas, e todas as nações acorrerão para ele’ (Isaías 2:2). Aqui, ‘montes’ se refere às várias denominações. Quando o Senhor retornar e fizer a obra da reunificação, não é o cristianismo que voltará ao catolicismo nem vice-versa, são os crentes verdadeiros de todas as denominações que se voltarão para diante do trono de Deus. Quando todas as crenças se tornarem uma dessa forma, a justiça do Senhor será evidente, e todas as pessoas se convencerão por completo”. Quando ouvi isso, tudo me pareceu tão novo e esclarecedor e, por um momento, não soube o que dizer. Vi que os dois diáconos também estavam sem palavras, e um deles só disse enfaticamente: “Você é só uma paroquiana. Acha que sabe mais do que um padre? Em todo caso, quando chegar a hora, todos retornarão para o catolicismo. Aqueles que abandonam o catolicismo traem a Deus, e sua alma não irá para o Céu. Vocês foram desviados. Aconselho que se confesse imediatamente. Não é tarde demais para dar meia-volta”. Ela respondeu com firmeza: “Eu não fui desviada. Ouvi as palavras do Espírito Santo às igrejas e estou seguindo os passos do Cordeiro. Aceitei a nova obra de Deus. Permanecerei nesta senda, e ninguém pode me impedir”. Chamei esses dois diáconos para aconselharem ela, mas nunca imaginei que eles não só não conseguiram convencê-la, mas que nem conseguiram refutá-la. Depois disso, a fé da minha esposa ficou ainda mais forte. Ela disse que, no início, ela se sentia um pouco constrangida por mim e tinha algumas preocupações, mas quando os diáconos tentaram impedi-la, ela viu claramente que eles não entendiam a verdade, que eram muito arrogantes e não queriam buscar com humildade. Então ela se sentiu liberta das restrições e ficou ainda mais determinada a seguir Deus Todo-Poderoso. Ela continuou participando das reuniões todos os dias.

Algo que me deixava confuso era que ela não era culta, nem conhecia a Bíblia muito bem, como, então, os argumentos dela puderam deixar os diáconos tão perplexos? Que tipo de sermões ela estava ouvindo que eram tão incríveis? Refleti muito sobre o que ela tinha dito e senti que havia algo ali. Aquilo no que ela acreditava vinha mesmo do Espírito Santo? Não era possível. Caso fosse, nossos padres deveriam saber tudo a respeito, por que, então, eles não tinham dito nada? Fui conversar com meu cunhado sobre isso, também diácono da igreja. Mas antes de poder terminar, ele me interrompeu irritado e disse: “É impossível que o Senhor retorne na carne! Existe uma igreja chamada Relâmpago do Oriente. Eles dizem que o Senhor retornou na carne e que Ele se chama Deus Todo-Poderoso. O ensino deles é muito elevado, e eles roubaram muitos dos nossos crentes ardentes. Mais de uma dúzia só da nossa igreja foram enganados e até mesmo um padre. Eles não voltam, não importa o que fazemos”. E ele me instruiu a de forma alguma ouvir o que eles pregavam. Foi quando percebi que minha esposa tinha ouvido os sermões da Relâmpago do Oriente. Da casa do meu cunhado fui direto para a casa de outro diácono e o instruí a dizer aos outros paroquianos que eles devem ficar longe da Relâmpago do Oriente. A caminho de casa, comecei a pensar sobre o que meu cunhado tinha dito. Eu estava bastante curioso e tive essa sensação desafiadora em relação a isso. Perguntei-me o que mais a Relâmpago do Oriente tinha a dizer. Por que tantos crentes estavam passando para o lado deles? Não importava quão bons fossem seus sermões, será mesmo que superavam as verdades católicas? Tendo a chance, eu queria ver o que eles estavam pregando.

Comecei a ler mais a Bíblia para estar equipado para refutar o pessoal da Relâmpago do Oriente. Procurei sem parar profecias relacionadas ao retorno do Senhor e encontrei esta: “Minhas ovelhas ouvem a Minha voz: Eu as conheço, e elas Me seguem” (João 10:27). Ao ler isso, refleti sobre como muitos crentes ardentes aceitavam a Relâmpago do Oriente quando ouviam seus sermões e se recusavam a voltar. Aquilo era bastante revelador! Além disso, eram católicos de longa data, com percepção e um forte fundamento na fé. Eles deviam ter investigado antes de seguir a Relâmpago do Oriente. Ocorreu-me que, talvez, o livro que eles liam continha a verdade, que era a voz de Deus. Se eu não verificasse, como eu saberia se aquilo realmente vinha de Deus ou não? Mais tarde, decidi ver do que se tratava e, se houvesse verdade naquilo e concordasse com a Bíblia, eu continuaria investigando. Se contradissesse à fé católica, eu ainda poderia rejeitá-lo.

Foi numa manhã, logo depois do café da manhã, quando minha esposa não estava por perto. Eu sabia que ela estava na casa da irmã Tian. Eu pensei comigo que devia ser muito cativante, já que ela ia a reuniões todos os dias! Eu queria ver o que eles estavam dizendo. Quando cheguei na casa da irmã Tian, vi não só alguns outros paroquianos, mas também o irmão Wang, que já tinha passado dos 50. Ele me convidou a participar da reunião. Eu me sentei para ouvir e, em silêncio, orei ao Senhor, pedindo que Ele protegesse meu coração e me desse discernimento para que eu não fosse enganado. O irmão Wang comunicou: “A Bíblia contém três partes: o Antigo Testamento, o Novo Testamento e o Apocalipse. Cada parte registra a obra de Deus numa era diferente. O Antigo Testamento registra a obra Dele na Era da Lei, quando Deus emitiu os Dez Mandamentos, Suas leis e decretos por meio de Moisés, para que as pessoas soubessem o que é pecado e como viver na Terra. O Novo Testamento registra a obra Dele na Era da Graça, quando o Senhor Jesus foi crucificado como oferta pelo pecado, redimindo as pessoas da condenação sob a lei. Apocalipse profetizou a obra de Deus nos últimos dias, a obra da Era do Reino, quando Deus se torna carne e vem em segredo, expressando verdades para julgar e purificar o homem, para nos libertar dos laços do pecado. Isso é uma salvação enorme para todos que buscam a verdade”. Ele também disse: “Na verdade, Deus profetizou há muito tempo que Ele viria encarnado nos últimos dias. Há muitas profecias disso na Bíblia. Por exemplo, o Senhor disse: ‘Eis que venho como ladrão’ (Apocalipse 16:15). ‘Estai, pois, preparados: porque à hora em que não pensais virá o Filho do homem’ (Lucas 12:40). Aqui, ‘em que não penseis’ e ‘como ladrão’ fala sobre a vinda do ‘Filho do homem’ em segredo quando as pessoas não a esperam. Qualquer menção ao ‘Filho do homem’ se refere à encarnação de Deus. Como o Senhor Jesus, Ele nasceu como homem, numa família de pessoas comuns. A aparência Dele era a de uma pessoa normal, mas a essência era divina. Ele era a encarnação do Próprio Deus”. O irmão Wang continuou testificando que Deus tinha voltado na carne, e isso me irritou, e eu não quis ouvir nada mais daquilo. Então me levantei do sofá e disse com um olhar sério: “Não posso aceitar o que dizem sobre o retorno de Deus na carne. A Bíblia profetiza claramente: ‘Homens da Galileia, por que ficais olhando para o céu? Esse Jesus que é arrebatado para o céu voltará do mesmo modo que O vistes subir para o céu’ (Atos 1:11). O Senhor subiu para o Céu em forma de espírito, portanto ao retornar, deve ser em forma de espírito, descendo em toda a glória. O Senhor já morreu por nós na cruz, tomando sobre si um sofrimento inimaginável. Ele não retornará na carne”. O irmão Wang me respondeu calmamente: “Sentemos e comuniquemos mais sobre isso. As verdades nas palavras de Deus podem resolver nossas dúvidas”. Pensei comigo que a comunhão do irmão Wang era ótima, que não conseguiria superá-lo com meu conhecimento da Bíblia. Se eu não conseguisse avaliar bem as coisas e fosse enganado, eu poderia perder minha chance de ser salvo e entrar no reino. Decidi que eu não podia ouvir mais, mas que voltaria para casa para primeiro estudar a Bíblia. Inventei uma desculpa e fui embora.

Eu não ouvi tudo que ele tinha a dizer, mas, em casa, sempre que pensava na ideia do retorno do Senhor na carne, eu ficava agitadíssimo. Talvez minha esposa pudesse ser enganada, mas enganar todos aqueles outros crentes devotos não parecia possível! Além disso, se o Senhor realmente tivesse voltado e eu não o investigasse, eu poderia perder minha chance de acolher o Senhor. Mas se a Relâmpago do Oriente não fosse o caminho verdadeiro e eu acabasse seguindo a senda errada, isso seria uma traição do Senhor, e minha alma não seria salva. Por um tempo, fiquei sem apetite e não consegui dormir bem. Eu estava me sentindo péssimo. Então, ajoelhei-me diante de uma imagem do Coração Sagrado e orei: “Senhor Jesus, não sei se a Relâmpago do Oriente é realmente o Teu retorno. Por favor, dá-me discernimento e guia-me. Não permite que eu perca meu caminho e siga a senda errada”.

Depois disso, li todos os tipos de versículos sobre o retorno do Senhor e, com a orientação do Espírito Santo, encontrei algumas profecias sobre a vinda do Senhor em segredo e descobri um mistério. Percebi que muitos versículos mencionam que aqueles que acolhem a vinda em segredo do Senhor participarão do banquete e que eles serão abençoados. Por exemplo, O Senhor disse: “E no meio da noite ouviu-se um clamor: Eis que vem o noivo, ide ao encontro dele. E todas as virgens se levantaram e prepararam suas lâmpadas. […] o noivo veio; e aquelas que estavam preparadas entraram com ela para as bodas, e a porta se fechou” (Mateus 25:6-7, 10). “Eis que venho como ladrão. Feliz aquele que vigia e guarda as suas vestimentas para que não ande nu e eles vejam a sua vergonha” (Apocalipse 16:15). “E vós, sede vós semelhantes a homens que aguardam seu senhor, quando ele retornar das bodas, para que, quando ele vier e bater à porta, eles abram para ele imediatamente. Bem-aventurados são aqueles servos que o Senhor, quando ele vier, encontrar vigiando. Em verdade vos digo: ele se cingirá e os sentará à mesa e os servirá. E se ele vier na segunda vigília, ou na terceira vigília, e assim os encontrar, bem-aventurados são esses servos” (Lucas 12:36-38). “Eis que estou à porta e bato. Se algum homem ouvir a Minha voz e abrir a porta para Mim, Eu entrarei em sua casa e cearei com ele e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). Ponderei e orei sobre esses versículos várias vezes. Vi que essas palavras, “no meio da noite ouviu-se um clamor”, “ccomo ladrão”, “vier na segunda vigília” e “na terceira vigília”, falavam da vinda do Senhor quando as pessoas não o esperam. O que eles diziam sobre a vinda do Senhor em segredo para salvar o homem estava realmente correto. Concordava com as profecias da Bíblia! Se eu conseguisse acolher a vinda secreta do Senhor, eu não me tornaria um dos abençoados? Dei graças pelo esclarecimento do Espírito Santo que me permitiu descobrir esse mistério. Continuei vasculhando a Bíblia e encontrei isto, dito pelo Senhor Jesus: “Pois como o relâmpago, que reluz sob o céu, brilha até as partes sob o céu, assim será o Filho do homem em Seu dia. Primeiro, porém, Ele deve sofrer muitas coisas e ser rejeitado por esta geração” (Lucas 17:24-25). Antes, eu sempre acreditara que o Senhor retornaria em forma de espírito, mas o Senhor disse claramente: “porém, Ele deve sofrer muitas coisas e ser rejeitado por esta geração”. Como Ele poderia sofrer ou ser rejeitado pelas pessoas em forma de espírito? Só a encarnação de Deus sofreria. Será que a Relâmpago do Oriente estava certa sobre o Senhor ter se tornado carne e retornado como o Filho do homem? Mas então me lembrei de Apocalipse 1:7, que diz: “Eis que Ele vem com as nuvens, e todos os olhos O verão, também aqueles que O traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão por causa Dele”. De acordo com esse versículo, o Senhor retornará gloriosamente com as nuvens, e todos O verão quando Ele nos arrebatar. Se o Senhor veio na carne em segredo, como esse versículo poderia ser explicado? As profecias da vinda em segredo e da vinda com as nuvens não eram contraditórias? Aquilo não fazia sentido para mim.

O Ano Novo de 2000 veio num piscar de olhos, mas a minha esperança de o Senhor descer dos céus não se realizou. Eu sabia que todos os sinais para o retorno do Senhor tinham se cumprido. Foi então que comecei a questionar a ideia da vinda do Senhor dos céus no novo milênio. Em meu coração, eu tendia cada vez mais em direção a uma vinda secreta. Continuei procurando profecias sobre isso. Também orei ao Senhor Jesus: “Senhor, o milênio veio, mas não Te vi vindo numa nuvem. Estou decepcionado e em dor. Ó Senhor, agora só a Relâmpago do Oriente testifica que Tu retornaste na carne. Tu realmente voltaste? Por favor, esclarece-me para que eu possa reconhecer a Tua obra”. Eu queria ouvir mais da comunhão do irmão Wang, porque pensava que, se a Relâmpago do Oriente realmente fosse o retorno do Senhor, eu seria eliminado por meio da obra de Deus se não a aceitasse. Quanto mais pensava sobre isso, mais angustiado ficava. Houve um dia em janeiro em que não consegui ficar parado. Eu disse à minha esposa que queria ouvir o que o irmão Wang tinha a dizer. Depois de me encontrar com ele, eu lhe disse: “Ultimamente, tenho lido tantas passagens das Escrituras e sinto que o que você disse concorda com as profecias. Agora consigo aceitar a ideia da vinda do Senhor em segredo como o Filho do homem, mas há também esta profecia: ‘Eis que Ele vem com as nuvens, e todos os olhos O verão, também aqueles que O traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarão por causa Dele’ (Apocalipse 1:7). Ela diz que o Senhor virá com as nuvens em grande glória. Isso não contradiz a vinda do Senhor em segredo? O Senhor é fiel, e não há dúvida de que as palavras Dele se cumprirão. Deve haver algum mistério nisso. O que isso significa?”.

Ele leu algumas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso para mim. Deus Todo-Poderoso diz: “Todos no universo que conhecem a salvação de Jesus, o Salvador, têm desesperadamente ansiado pela súbita chegada de Jesus Cristo para cumprir o que Jesus disse quando estava na terra: ‘Eu virei assim como parti’. O homem crê que, após a crucificação e ressurreição, Jesus voltou ao céu sobre uma nuvem branca para assumir o Seu lugar à destra do Altíssimo. O homem imagina que, semelhantemente, Jesus descerá novamente sobre uma nuvem branca (essa nuvem se refere à nuvem sobre a qual Ele voltou para o céus), em meio àqueles que têm desesperadamente ansiado por Ele há milhares de anos, e que Ele portará a imagem e vestirá as roupas dos judeus. Depois de aparecer aos homens, Ele lhes concederá comida, fará com que água viva jorre para eles e que habitará entre eles, cheio de graça e amor, vívido e real. Todas essas noções são o que as pessoas acreditam. Mas Jesus, o Salvador, não fez isso; Ele fez o oposto do que o homem imaginou. Ele não chegou entre aqueles que haviam ansiado por Sua volta e não apareceu sobre a nuvem branca a todas as pessoas. Ele já chegou, mas o homem não conhece e permanece ignorante. O homem simplesmente O está aguardando sem propósito, inconsciente de que Ele já desceu sobre uma ‘nuvem branca’ (a nuvem que é o Seu Espírito, as Suas palavras, todo o Seu caráter e tudo que Ele é), e está agora entre um grupo de vencedores que Ele formará durante os últimos dias” (‘O Salvador já voltou sobre uma “nuvem branca”’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Muitas pessoas podem não se importar com o que digo, mas ainda quero contar a todo assim chamado santo que segue a Jesus que, quando virem Jesus descer dos céus sobre uma nuvem branca com seus próprios olhos, isso será a aparição pública do Sol da justiça. Talvez esses sejam tempos de grande empolgação para você, mas você deve saber que o tempo em que você testemunhar Jesus descendo dos céus é também o tempo em que você descerá ao inferno para ser punido. Esse será o tempo do fim do plano de gestão de Deus e será quando Deus recompensará os bons e punirá os perversos. Pois o juízo de Deus terá terminado antes que o homem veja sinais, quando houver apenas a expressão da verdade. Aqueles que aceitarem a verdade e não buscarem sinais, e assim foram purificados, terão regressado diante do trono de Deus e entrado no abraço do Criador. Somente aqueles que persistirem crendo que ‘o Jesus que não vem sobre uma nuvem branca é um falso cristo’ estarão sujeitos à punição eterna, pois eles somente creem no Jesus que mostra sinais, mas não reconhecem o Jesus que proclama o rigoroso juízo e libera o verdadeiro caminho e vida. E assim, só pode ser que Jesus lide com eles quando Ele voltar abertamente sobre uma nuvem branca. Eles são obstinados demais, confiantes demais em si mesmos, arrogantes demais. Como tais degenerados poderiam ser recompensados por Jesus? A volta de Jesus é uma grande salvação para aqueles que são capazes de aceitar a verdade, mas para aqueles que são incapazes de aceitar a verdade, é um sinal de condenação. Vocês devem escolher sua própria senda e não devem blasfemar contra o Espírito Santo nem rejeitar a verdade. Vocês não devem ser pessoas ignorantes e arrogantes, mas pessoas que obedecem a direção do Espírito Santo e almejam e buscam a verdade; somente assim vocês serão beneficiados” (‘Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus, Deus terá feito novo céu e nova terra’ em “A Palavra manifesta em carne”). Depois da leitura das palavras de Deus, ele comunicou: “O retorno de Deus nos últimos dias acontece em dois estágios. Primeiro Ele encarna como o Filho do homem e vem em segredo. É o Espírito de Deus que se torna carne, expressando verdades e fazendo a obra de julgamento e purificação, acabando por formar um grupo de vencedores. Então, a obra da encarnação secreta de Deus estará concluída. Ele fará chover os grandes desastres, recompensando os bons e punindo os maus. Quando os grandes desastres terminarem, Deus virá numa nuvem, aparecendo a todos os povos e nações. Isso cumpre a profecia do Senhor: ‘E então aparecerá o sinal do Filho do homem no céu. E todas as tribos da terra lamentarão. E verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com grande poder e majestade’ (Mateus 24:30). Na mente humana, a vinda do Senhor numa nuvem deveria ser um tempo de grande júbilo para todos, por que, então, Ele disse que eles se lamentarão? Porque verão que Deus Todo-Poderoso, a quem resistiram, é na verdade, o Senhor Jesus retornado. Àquela altura, porém, a obra de Deus para salvar o homem já terá terminado. Já que eles se recusaram a aceitar qualquer coisa senão Jesus vindo numa nuvem, eles perderam sua chance de ser salvos por Deus. Por isso gemerão e rangerão os dentes e serão punidos. Podemos ver que o retorno em segredo de Deus encarnado para operar não é só para a salvação do homem, mas também para expor e eliminar pessoas. Todos aqueles que ouvem a voz de Deus e O aceitam enquanto Ele opera na carne e expressa verdades vêm para diante do trono de Deus e experimentam o julgamento diante do trono de Cristo. Aqueles que se livrarem da corrupção e forem purificados por meio do julgamento de Deus receberão a proteção de Deus nos desastres e sobreviverão. Mas as pessoas malignas que não amam a verdade e resistem a Deus serão eliminadas por meio da obra da encarnação de Deus, e no final, serão punidas nos grandes desastres. Isto é, a obra de Deus em segredo separa as cabras das ovelhas, o joio do trigo, os crentes verdadeiros dos falsos, os justos dos malignos. Tudo isso é revelado. Tudo será separado de acordo com sua espécie. Esta é a sabedoria da obra de Deus”. Quando ouvi essa comunhão dele, meus olhos se abriram de repente. Vi que era assim que as profecias bíblicas sobre o retorno do Senhor se cumpririam e pude ver a autoridade de Deus nas palavras de Deus Todo-Poderoso. Esse senso do caráter justo e inofendível de Deus me fez tremer de medo. Sabia que, se me agarrasse à noção do retorno do Senhor nas nuvens e não aceitasse as verdades expressadas pela encarnação do Senhor, eu perderia minha chance de ser salvo! Na época, senti que as palavras de Deus Todo-Poderoso eram a verdade. Naquele dia, descobri o mistério do retorno do Senhor por meio da leitura de poucas passagens das palavras Dele. Por isso tantos crentes se recusavam a retornar depois de aceitarem Deus Todo-Poderoso.

Fiz mais algumas perguntas ao irmão Wang. Eu disse: “Jesus apareceu aos discípulos Dele por 40 dias após ter ressuscitado e então ascendeu ao céu naquele corpo espiritual ressuscitado. Sempre pensávamos que, quando o Senhor retornasse para julgar o mundo, Ele apareceria em forma de espírito, sentado num grande trono branco, majestoso e maravilhoso, julgando todos os povos, de modo que aqueles com grandes pecados iriam para o inferno e aqueles que tinham praticado o bem iriam para o céu. Mas você testifica que o Senhor vem na carne para executar a obra de julgamento Dele. Existe uma base bíblica para isso?”. Ele disse: “Existem profecias bíblicas sobre Deus se tornar carne para fazer a obra de julgamento. Por exemplo: ‘Pois como o relâmpago parte do Oriente e reluz até o Ocidente: assim será a vinda do Filho do homem’ (Mateus 24:27). ‘Pois também o Pai não julga ninguém, mas deu todo o julgamento ao Filho’ (João 5:22). ‘E Ele entregou a Ele o poder de julgar, porque Ele é o Filho do homem’ (João 5:27). ‘Quem Me despreza e não recebe as Minhas palavras tem quem o julgue; a palavra que proclamei, esta o julgará no último dia’ (João 12:48). ‘Muitas coisas ainda tenho a vos dizer, mas não as podeis suportar agora. Mas quando Ele, o Espírito da verdade, vier, Ele vos ensinará toda a verdade’ (João 16:12-13). ‘Pois vem o momento em que o julgamento começará pela casa de Deus’ (1 Pedro 4:17). Essas menções a ‘o Filho’ e ‘Filho do homem’ se referem a Deus em Sua forma encarnada. Isso nos mostra que, nos últimos dias, o Espírito de Deus se torna carne para fazer Sua obra de julgamento, e esse é o julgamento que começa pela casa de Deus. Isso significa: Cristo dos últimos dias expressa verdades e executa julgamento entre aqueles que aceitam o julgamento Dele, para purificar e salvar as pessoas, guiando o homem a entrar em todas as verdades. Essa é a obra da vinda secreta de Deus. Quanto aos incrédulos, Deus os condenará e os destruirá diretamente, usando os desastres para lidar com eles. Cristo dos últimos dias, Deus Todo-Poderoso, expressa todas as verdades que purificam e salvam o homem, fazendo a obra de julgamento a começar pela casa de Deus. Isso cumpre totalmente as profecias do retorno do Senhor nos últimos dias”. Depois disso, o irmão Wang conversou comigo sobre por que Deus não faz a obra de julgamento Dele nos últimos dias em forma de espírito, mas a executa pessoalmente na carne.

Ele leu algumas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso. Deus Todo-Poderoso diz: “A salvação do homem por Deus não é feita diretamente usando o método do Espírito e a identidade do Espírito, pois o Seu Espírito não pode ser tocado nem visto pelo homem, nem pode o homem se aproximar. Se Ele tentasse salvar o homem diretamente, na maneira do Espírito, o homem seria incapaz de receber Sua salvação. Se Deus não se vestisse com a forma externa de um homem criado, não haveria como o homem receber essa salvação. Pois o homem não tem como se aproximar Dele, assim como ninguém podia chegar perto da nuvem de Jeová. Somente por Se tornar um ser humano criado, isto é, colocando Sua palavra no corpo de carne em que Ele está para Se tornar, pode Ele pessoalmente introduzir a palavra em todos os que O seguem. Só então o homem pode ver e ouvir pessoalmente Sua palavra e, além disso, entrar na posse de Sua palavra, e por esse meio, ser totalmente salvo. Se Deus não Se tornasse carne, ninguém de carne e osso seria capaz de receber tal grande salvação, nem uma única pessoa seria salva. Se o Espírito de Deus operasse diretamente entre os homens, toda a humanidade seria golpeada, senão, sem ter como entrar em contato com Deus, ela seria levada cativa por completo por Satanás. A primeira encarnação foi para redimir o homem do pecado, para redimi-lo por meio do corpo de carne de Jesus, isto é, Ele salvou o homem da cruz, mas o caráter satânico corrupto ainda permaneceu dentro do homem. A segunda encarnação não é mais para servir como uma oferta pelo pecado, mas, em vez disso, salvar totalmente aqueles que foram redimidos do pecado. Isso é feito de modo que aqueles que são perdoados possam ser libertos de seus pecados e ser completamente limpos, e por alcançar um caráter transformado, libertar-se da influência das trevas de Satanás e retornar para diante do trono de Deus. Só dessa maneira o homem pode ser plenamente santificado”. “Se o Espírito de Deus falasse diretamente aos homens, toda a humanidade se submeteria à voz, caindo sem palavras de revelação, algo muito parecido com o modo como Paulo caiu no chão em meio à luz em sua jornada para Damasco. Se Deus continuasse a trabalhar dessa maneira, o homem nunca seria capaz de conhecer sua própria corrupção através do julgamento da palavra e, por meio disso, de alcançar a salvação. Somente por meio de tornar-Se carne, Deus pode entregar pessoalmente Suas palavras aos ouvidos de cada e de todos os seres humanos, para que todos os que têm ouvidos possam ouvir Suas palavras e receber Sua obra de julgamento pela palavra. Somente isso é o resultado alcançado por Sua palavra, ao invés de o Espírito Se tornar manifesto para assustar o homem para que ele fique em submissão. É somente através dessa obra prática, mas extraordinária, que o velho caráter do homem, oculto por muitos anos dentro dele, pode ser plenamente revelado para que o homem possa reconhecê-lo e o faça mudar. Essas coisas são todas a obra prática do Deus encarnado, na qual, falando e executando o juízo de maneira prática, Ele alcança os resultados do julgamento sobre o homem pela palavra. Essa é a autoridade do Deus encarnado e o significado da encarnação de Deus” (‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Então ele comunicou comigo: “As palavras de Deus Todo-Poderoso nos mostram que quando Deus se tornou carne pela primeira vez, Ele foi crucificado como oferta pelos pecados do homem, de modo que, se acreditássemos no Senhor, nossos pecados seriam perdoados. Mas a raiz do nosso pecado, a nossa natureza pecaminosa, ainda está dentro de nós. Estamos sempre pecando e revelando nossa corrupção. Somos arrogantes, egoístas e astutos, mentimos e enganamos, somos invejosos e odiosos. Diante de desastres ou quando há adversidades na família, nós nos queixamos, culpamos e julgamos a Deus ou até lutamos contra Ele. Isso é um fato inegável. Deus é santo, por isso nenhuma pessoa impura pode contemplá-Lo. Somos tão imundos e corruptos, pecamos e resistimos a Deus, como poderíamos ser dignos de entrar no reino de Deus? O Senhor Jesus profetizou que, quando retornasse nos últimos dias, Ele expressaria verdades e faria a obra de julgamento para purificar e transformar o homem para que as pessoas se livrassem da corrupção delas, fossem purificadas e entrassem no reino de Deus. A obra Dele de julgamento dos últimos dias é para purificar e salvar as pessoas. É por isso que Ele precisa fazer essa obra na carne. Se o Espírito de Deus julgasse as pessoas, elas não seriam purificadas nem salvas. Pois as pessoas são mortais e carnais, e todos nós fomos corrompidos por Satanás, estamos cheios de caracteres satânicos, imundície e corrupção. Jamais poderíamos nos aproximar do Espírito de Deus. Se o Espírito Dele nos julgasse diretamente, seríamos destruídos por causa da nossa rebeldia e resistência. E a fala do Espírito de Deus ao homem seria como trovão e relâmpago. Não só não entenderíamos, mas ficaríamos aterrorizados. Esse tipo de julgamento do homem não alcançaria seus objetivos”. Então ele me deu um exemplo: “Imagine que um passarinho se machuca, e nós queremos ajudar, mas ele tem medo de nós e não nos deixa chegar perto porque nós somos totalmente diferentes dele, e ele não entende o que dizemos e não entende nossas intenções. Mas se nos transformássemos num passarinho, poderíamos nos aproximar dele e ajudá-lo, e ele não teria medo nem resistiria a nós. Da mesma forma, a fim de salvar melhor os humanos profundamente corruptos que somos, Deus se torna carne e assume a aparência externa de uma pessoa comum. Ele expressa verdades, expondo nossa rebeldia e corrupção e nossa natureza pecaminosa de nos opor a Deus. Ele nos mostra o caráter justo Dele para que vejamos que Deus é muito real, vívido e realístico. Ele também pode compartilhar conosco claramente a vontade e as exigências Dele e as verdades que devemos praticar e nas quais devemos entrar, mostrando-nos a senda para mudar nosso caráter e ser purificados”. Então o irmão Wang comunicou comigo sobre algo mais. “Nos últimos dias, o fato de Deus fazer sua obra de julgamento na carne pode nos revelar melhor as nossas noções e rebeldia. Na primeira vez em que Deus encarnou e veio operar, os fariseus sabiam muito bem que o que o Senhor Jesus pregava tinha poder e autoridade, mas eles viram que Ele não se parecia com um homem grande, que Ele era o filho de um carpinteiro. O que Ele dizia e fazia não se encaixava nas noções e imaginações deles, então se recusaram a investigar, mas O combateram e O condenaram e impediram que outros buscassem a obra de Deus. No fim, fizeram com que o Senhor Jesus fosse crucificado. Nos últimos dias, Deus encarnou de novo para fazer Sua obra de julgamento, e porque o modo em que Ele veio não está alinhado com nossas noções, nós delimitamos Deus por arrogância. Especialmente o clero do mundo religioso está agindo como ajudante de Satanás, espalhando rumores para impedir que os crentes investiguem a obra de Deus dos últimos dias. Imagine só, se Deus não tivesse encarnado para fazer essa obra, mas se o Espírito Dele viesse para fazer a obra de julgamento, quem ousaria ser tão impertinente com Ele? Isso poderia revelar a corrupção das pessoas? E assim, só Deus na carne pode revelar toda a nossa rebeldia, corrupção e noções sobre Deus. Aqueles que amam a verdade podem reconhecer sua corrupção e essência de sua resistência a Deus por meio do julgamento e das revelações Dele. No fim, eles são conquistados e purificados por meio das palavras Dele. Eles ganham a salvação de Deus e entram num lindo destino. Mas aqueles que se agarram às próprias noções e imaginações, que se recusam a aceitar a verdade, mas insistem em lutar contra Deus, serão revelados por Deus como o joio. Eles não só não serão salvos, Mas Deus os condenará e os amaldiçoará igual aos fariseus. Assim, o fato de Deus encarnado vir para fazer a obra Dele de julgamento nos últimos dias é cheio de graça e salvação para o homem e da sabedoria de Deus”.

A comunhão do irmão Wang foi muito esclarecedora para mim. Lembrei-me da Era da Lei. Quando Javé apareceu e falou aos israelitas no Monte Sinai, todos ouviram a voz de Deus como se fosse trovão e eles se encheram de medo. Disseram a Moisés: “Fala tu conosco, e ouviremos; mas não nos fale o Senhor, para que não morramos” (Êxodo 20:19). Deus é santo, e nós somos humanos corruptos. Não podemos ter contato direto com o Espírito de Deus. Também me lembrei de que, quando soube que o Senhor tinha retornado na carne, eu estava cheio de noções e resistência e fui incrivelmente arrogante. Sem investigar, eu supus cegamente que o Senhor não poderia retornar na carne. Selei a igreja, impedi que outros investigassem e tentei impedir minha esposa de participar das reuniões. Como minha ações foram diferentes das dos fariseus quando resistiram a Jesus? Fui muito arrogante e rebelde. Se o Espírito de Deus fizesse a obra de julgamento, Ele certamente me destruiria. Foi quando percebi que o fato de Deus encarnado fazer a obra de julgamento é a melhor salvação de Deus para o homem.

O irmão Wang comunicou mais algumas vezes depois disso, e eu li muitas das palavras de Deus Todo-Poderoso. As palavras Dele me ensinaram os mistérios das encarnações de Deus, os mistérios dos nomes Dele e os três estágios da obra, como discernir o Cristo verdadeiro dos falsos, que tipos de pessoas Deus salva e que tipos de pessoas Ele elimina, e muito mais. Quanto mais lia as palavras Dele, melhor eu entendia a obra de Deus e a Sua vontade. Muitas coisas se tornaram claras, que eu nunca tinha entendido antes. Foi muito espiritualmente nutritivo para mim. Tive certeza em meu coração que Deus Todo-Poderoso é o caminho, a verdade e a vida, o único Deus verdadeiro. Só Deus pode expressar a verdade, e Ele é a fonte eterna do sustento que necessitamos na vida. Deus Todo-Poderoso é o Senhor retornado!

Eu costumava me agarrar às palavras literais da Bíblia e classificava Deus com base em minhas noções e ilusões. Eu não investiguei a nova obra de Deus, mas rejeitava teimosamente o retorno do Senhor. Quase me tornei uma virgem tola, perdendo minha chance de acolher o Senhor retornado. Se Deus não tivesse me guiado e me salvado a tempo, eu teria sido arruinado pelas minhas noções. Foi graças à misericórdia e salvação de Deus que pude acolher Seu retorno. Sou muito grato a Deus!

O alarme dos últimos dias já tocou e grandes desastres já começaram. Você quer dar as boas-vindas ao retorno do Senhor e ter a chance de receber a proteção de Deus com sua família?

Conteúdo relacionado

Eu vi o pergaminho aberto

Quando aceitei o Senhor, descobri a origem de tudo e a fonte da corrupção humana lendo a Bíblia. Aprendi como Deus Jeová emitiu a lei e os...

Conecte-se conosco no Messenger