Discernindo falsos cristos do Cristo verdadeiro

23 de Dezembro de 2021

Hoje, eu quero falar sobre como discernir falsos cristos do Cristo verdadeiro. Talvez alguns perguntem o que isso tem a ver com a nossa fé em Deus. Bastante. Todos sabem quem é Cristo? Se você sabe que Cristo é o Salvador que veio para a Terra, agora que os desastres estão vindo e os últimos dias chegaram, você acredita que precisa de um Salvador? Se você precisa de um Salvador, você sabe qual Salvador pode salvar você? Sabe como acolher o Salvador? Você acredita que isso é importante e relevante para você? Um exemplo: dois mil anos atrás, nosso Salvador Jesus veio para redimir o homem e expressou muitas verdades. Na época, os judeus sabiam que as palavras Dele tinham autoridade e poder e que todas eram a verdade. Mas só por não ser chamado de Messias e não salvá-los do governo romano, como imaginavam, eles não reconheceram o Senhor Jesus como Cristo. Eles o condenaram e blasfemaram contra Ele por enganar as pessoas e, no fim, o pregaram na cruz. Quais foram as consequências? Os judeus crucificarem o Deus encarnado foi algo banal? Certamente, isso foi condenado por Deus. Sabemos que, 60 anos depois, a nação de Israel foi aniquilada por Tito de Roma. Por quanto tempo Israel foi uma nação destruída? Por quase dois mil anos! Por terem crucificado o Salvador, os israelitas pagaram um preço muito alto. Então, é essencial acolher o Salvador? Quem pode se dar ao luxo de ofender o Salvador na Terra? Se você não O conhece nem O aceita e até se opõe a Ele e o condena, você está acabado — totalmente acabado, e certamente perecerá. Se você quer ser salvo e sobreviver aos desastres, você deve aceitar o Salvador! Deus Todo-Poderoso está aqui agora, e Ele é o Salvador que desceu, expressando verdades e fazendo a obra de julgamento dos últimos dias para salvar a humanidade do pecado e dos desastres. Mas você O reconheceria? Você O aceitaria? Embora muitos reconheçam que as palavras de Deus Todo-Poderoso têm poder e autoridade, quando veem que Ele não veio numa nuvem e não se chama Senhor Jesus, eles se recusam a aceitar Deus Todo-Poderoso. Até seguem o mundo religioso, condenando-O e blasfemando contra Ele, dizendo que o Senhor que viria encarnado seria um falso cristo, que isso é uma enganação. E as forças dos religiosos anticristos estão em sintonia com os demônios do Partido Comunista, caçam Cristo loucamente e tentam destruí-Lo. Perseguem aqueles que compartilham o evangelho do reino de Deus e só pensam em destruir a Igreja de Deus Todo-Poderoso e expulsar Deus da humanidade. Isso é cometer o pecado terrível de crucificar Deus novamente, e certamente eles serão condenados e punidos por Deus. Como diz Deus Todo-Poderoso: “Ai daqueles que crucificam Deus” (‘Os perversos certamente serão punidos’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Seja onde for que a encarnação apareça, o inimigo é exterminado naquele lugar. A China será a primeira a ser aniquilada, ela será devastada pela mão de Deus. Deus absolutamente não terá piedade ali” (‘Capítulo 10’ das Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”). A atitude das pessoas em relação ao Salvador determina se elas sobreviverão ou serão destruídas.

Agora, todos sabem que ser capaz de acolher o Salvador está relacionado ao sucesso ou ao fracasso na fé de uma pessoa e diz respeito ao seu desfecho e destino final! Continuando, então, falemos sobre como o Salvador retorna nos últimos dias. Com base em noções tradicionais do mundo religioso, o Senhor deve vir numa nuvem e levar os crentes para o céu para Se encontrar com eles. Isso está totalmente errado. Isso é apenas uma noção humana e não está nem um pouco alinhado com as palavras do Senhor. O Próprio Senhor Jesus profetizou “a vinda do Filho do homem”, “o Filho do homem se há de manifestar”, “virá o Filho do homem” e “o Filho do homem no Seu dia”. Repetidamente, ressaltou “o Filho do homem”, o que mostra que, quando o Senhor retorna, Ele encarna novamente como o Filho do homem, e essa é a aparição de Cristo para a humanidade. Não existe outra interpretação para isso. Alguns podem perguntar: “Se é o Filho do homem encarnado, Ele não é igual ao Senhor Jesus? Ele deve ter a aparência de uma pessoa comum. Há pessoas no mundo inteiro que alegam ser o Cristo retornado. Alguns dizem que certa pessoa é Cristo; outros dizem que é outra. Então qual deles é verdadeiro, e quais são falsos? Como podemos acolher o Salvador?”. É aqui que a maioria fica presa quando investiga o caminho verdadeiro. Na verdade, não é uma pergunta difícil. Se ponderarmos honestamente as profecias do Senhor Jesus, encontraremos a senda. O Senhor Jesus disse: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade” (João 16:12-13). “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25:6). “As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz, e Eu as conheço, e elas Me seguem” (João 10:27). “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). “Se, pois, alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! ou: Ei-lo aí! não acrediteis; porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos” (Mateus 24:23-24). O Senhor falou com muita clareza. Quando o Senhor Jesus retornar nos últimos dias, Ele professará muitas palavras e guiará o homem a entender e a entrar em todas as verdades. Ele não se cansou de lembrar as pessoas de que a chave para acolher o Senhor é ouvir a voz de Deus. E se ouvirmos alguém dizer: “Eis o noivo”, temos de ser as virgens sábias e buscar e ouvir a voz de Deus. Essa é a única maneira de acolher o Senhor. É a única senda para acolher Seu retorno. Cristo veio nos últimos dias, portanto é claro que Ele está expressando mais verdades para a salvação do homem, mas os falsos cristos valem-se de mostrar alguns sinais e maravilhas para enganar as pessoas. Esse é um princípio-chave que o Senhor Jesus nos deu para discernir falsos cristos do Cristo verdadeiro. De acordo com esse princípio, podemos saber se é um falso cristo ou o Cristo verdadeiro se ele expressa a verdade. Se puder expressar, deve ser Cristo. Aqueles que não podem expressar a verdade devem ser falsos cristos. Se alguém alega ser Cristo, mas não expressa verdade alguma, e se vale de sinais e maravilhas, sem dúvida, isso é a fachada de um espírito maligno, um falso cristo que veio para enganar as pessoas. Quando seguimos as palavras do Senhor Jesus para discernir o Cristo verdadeiro dos falsos, é tudo muito simples, não? Mas infelizmente os seguidores religiosos não buscam a verdade nem a voz de Deus de acordo com as palavras do Senhor. Temem ser enganados por um falso cristo e, por isso, nem buscam a aparição e a obra do Senhor. Isso não é dar um tiro que sai pela culatra, ser econômico e desperdiçar ao mesmo tempo? Eles se agarram às Escrituras, sobre o Senhor vindo numa nuvem, condenando e rejeitando a obra de Cristo dos últimos dias. Como resultado, perdem a chance de acolher o Salvador e caem nos desastres. Isso não é resultado de tolice e ignorância? Isso cumpre os versículos da Bíblia: “Os insensatos, por falta de entendimento, morrem” (Provérbios 10:21). “O Meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento” (Oséias 4:6).

Quanto a distinguir o Cristo verdadeiro dos falsos cristos, aprofundemo-nos no tema de acordo com as palavras de Deus Todo-Podoeroso. Deus Todo-Poderoso diz: “O Deus encarnado é chamado de Cristo, e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus” (‘A essência de Cristo é obediência à vontade do Pai celestial’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus tornado carne é chamado de Cristo, e assim o Cristo que pode dar a verdade às pessoas é chamado de Deus. Não há nada de excessivo nisso, pois Ele possui a essência de Deus e possui o caráter de Deus e sabedoria em Sua obra, que não podem ser alcançadas pelo homem. Aqueles que chamam a si mesmos de Cristo, mas não podem fazer a obra de Deus são fraudes. Cristo não é meramente a manifestação de Deus na terra, mas também a carne específica assumida por Deus enquanto Ele realiza e conclui Sua obra entre os homens. Essa carne não pode ser suplantada por qualquer homem, mas é uma carne capaz de suportar adequadamente a obra de Deus na terra, de expressar o caráter de Deus, de representar bem a Deus e de fornecer vida ao homem. Cedo ou tarde, todos aqueles que personificam Cristo cairão porque, embora aleguem ser Cristo, nada possuem da essência de Cristo. E assim Eu digo que a autenticidade de Cristo não pode ser definida pelo homem, mas é respondida e decidida pelo Próprio Deus” (‘Só Cristo dos últimos dias pode dar ao homem o caminho de vida eterna’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Aquele que é Deus encarnado há de possuir a essência de Deus e Aquele que é Deus encarnado há de possuir a expressão de Deus. Uma vez que Se torna carne, Deus há de levar adiante a obra que intenciona fazer, e, já que Deus Se torna carne, Ele há de expressar o que Ele é e de ser capaz de trazer a verdade ao homem, de conceder-lhe vida e de lhe indicar o caminho. A carne que não contém a essência de Deus decididamente não é o Deus encarnado; disso não há dúvida. Se o homem pretende inquirir se é a carne de Deus em pessoa, então deve corroborar isso a partir do caráter que Ele expressa e das palavras que Ele profere. O que quer dizer que, para corroborar se é ou não a carne de Deus em pessoa e se é ou não o verdadeiro caminho, é preciso discriminar com base em Sua essência. E assim, ao determinar se é a carne do Deus em pessoa, a chave está em Sua essência (Sua obra, Suas declarações, Seu caráter e muitos outros aspectos), em vez de na aparência exterior. Se o homem examina apenas a Sua aparência exterior e, como resultado, ignora a Sua essência, isso demonstra que o homem é inculto e ignorante” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Há alguns que estão possuídos por espíritos malignos e clamam vociferantemente: ‘Eu sou Deus!’. Mas, no fim, eles são revelados, porque estão errados no que representam. Eles representam Satanás e o Espírito Santo não lhes presta atenção. Por mais alto que você se exalte ou por mais forte que você grite, você ainda é um ser criado que pertence a Satanás. […] Você não pode gerar novas sendas ou representar o Espírito. Você não pode expressar a obra do Espírito ou as palavras que Ele profere. Você é incapaz de fazer a obra do Próprio Deus, e a do Espírito, também não. A sabedoria, a maravilha e a insondabilidade de Deus e a plenitude do caráter pelo qual Deus castiga o homem — todas essas estão além de sua capacidade de expressar. Portanto, seria inútil tentar afirmar ser Deus; você teria apenas o nome, mas nada da substância. O Próprio Deus veio, mas ninguém O reconhece, mesmo assim Ele continua em Sua obra e a faz representando o Espírito. Se você O chama de homem, Deus, o Senhor ou Cristo, ou O chama de irmã, não importa. Mas a obra que Ele faz é a do Espírito e representa a obra do Próprio Deus. Ele não Se importa com o nome pelo qual o homem O chama. Pode o nome determinar Sua obra? Independentemente do que você O chame, no que se refere a Deus, Ele é a carne encarnada do Espírito de Deus; Ele representa o Espírito e é aprovado por Ele. Se você é incapaz de abrir caminho para uma nova era ou de fazer terminar a era antiga, ou de introduzir uma nova era ou de fazer uma nova obra, então você não pode ser chamado de Deus!” (‘O mistério da encarnação (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Se, durante o dia de hoje, surgir uma pessoa que seja capaz de mostrar sinais e maravilhas, expulsar demônios, curar os doentes e realizar muitos milagres e, se essa pessoa afirmar que ela é Jesus que veio, então isso seria uma fraude produzida pelos espíritos malignos que imita Jesus. Lembre-se disso! Deus não repete a mesma obra. O estágio da obra de Jesus já foi concluída, e Deus nunca mais realizará aquele estágio da obra. A obra de Deus é irreconciliável com as noções do homem; por exemplo, o Antigo Testamento predisse a vinda de um Messias, e o resultado dessa profecia foi a vinda de Jesus. Isso já tendo acontecido, seria errado se outro Messias viesse novamente. Jesus já veio uma vez, e seria errado se Jesus viesse novamente desta vez. Existe um nome para cada era, e cada nome contém a caracterização daquela era. Nas noções do homem, Deus deve sempre mostrar sinais e maravilhas, deve sempre curar os doentes e expulsar demônios e deve ser sempre ser igual a Jesus. Mas desta vez, Deus não é nada assim. Se, durante os últimos dias, Deus ainda mostrasse sinais e maravilhas e ainda expulsasse demônios e curasse os doentes — se Ele fizesse exatamente o mesmo que Jesus — então Deus estaria repetindo a mesma obra, e a obra de Jesus não teria significado nem valor. Assim, Deus realiza um estágio de obra em cada era. Uma vez que cada estágio de Sua obra foi concluída, logo ele é imitado por espíritos malignos e, depois que Satanás começa a seguir os passos de Deus, Deus adota um método diferente. Uma vez que Deus completou um estágio de Sua obra, ele é imitado por espíritos malignos. Isso deve estar claro para vocês” (‘Conhecer a obra de Deus hoje’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Depois dessa leitura, não temos uma clareza maior sobre o que Cristo é e como discernir o Cristo verdadeiro dos falsos cristos? Cristo é Deus encarnado, o Espírito de Deus revestido da carne do Filho do homem. Por fora, Cristo é uma pessoa comum e normal. Mas Sua essência é totalmente diferente da de uma pessoa comum. Cristo tem o Espírito de Deus em Si, Ele é a personificação do Espírito de Deus, portanto tem uma essência divina. Em essência, Cristo é o único Deus verdadeiro, o Senhor da criação! Cristo pode expressar a verdade, o caráter de Deus e o que Ele tem e é, em qualquer lugar, em qualquer momento. Ele pode realizar a obra da redenção do homem e a obra do julgamento e da purificação do homem. Além de Cristo, nenhum ser humano, anjo nem espírito satânico maligno poderia expressar a verdade, muito menos salvar a humanidade. Não há dúvida quanto a isso. Portanto, a chave para discernir o Cristo verdadeiro dos falsos é ver se ele expressa a verdade, se pode fazer a obra da salvação do homem. Esse é o princípio mais básico e mais essencial. Todos nós sabemos que o Senhor Jesus expressou muitas verdades e pregou o caminho do arrependimento e que Ele fez muitos sinais e maravilhas, completando a obra da redenção da humanidade. Ele iniciou a Era da Graça e encerrou a Era da Lei. As palavras do Senhor tinham muito poder e autoridade e estão cheias do caráter de Deus, daquilo que Ele tem e é. Sabemos, em nosso coração, que o Senhor Jesus era Cristo na carne, a aparição de Deus. Deus Todo-Poderoso veio nos últimos dias, expressando milhões de palavras da verdade e fazendo a obra de julgamento, a começar pela casa de Deus. Suas palavras revelaram não só os mistérios da Bíblia, mas também os do plano de gerenciamento de seis mil anos de Deus. Isso inclui os objetivos do plano de gerenciamento de Deus, a verdade de Seus três passos de obra, como Satanás corrompe a humanidade, como Deus opera passo a passo para salvar o homem, os mistérios da encarnação, a verdade por trás da Bíblia, o desfecho de cada tipo de pessoa, como o reino de Cristo é realizado na Terra, e mais. Todos esses mistérios foram desvendados. Deus Todo-Poderoso também julga e expõe a natureza do homem, pecaminosa e contrária a Deus, e seu caráter corrupto. Ele fornece uma senda para nos livrarmos da corrupção e sermos purificados, e assim por diante. As palavras de Deus Todo-Poderoso são tão ricas, e todas elas são mistérios e verdades que as pessoas nunca ouviram antes. Elas abrem os olhos e satisfazem, e qualquer um que as lê admite que elas realmente são a verdade. Os escolhidos de Deus passam pelo julgamento de Suas palavras e entendem muitas verdades; aos poucos são purificados da corrupção, dando testemunho retumbante do livramento do pecado e do triunfo sobre Satanás. Isso cumpre a profecia do Senhor Jesus: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). Isso prova que Deus Todo-Poderoso é “o Espírito da verdade”. Ele é a aparição de Cristo dos últimos dias, o Salvador que veio para a Terra.

Agora creio que todos vejam claramente que Deus Todo-Poderoso é Cristo, o Salvador. Isso não é conversa vazia, é provado com base nas verdades que Ele expressa e na obra que Ele faz. E quanto aos falsos cristos? Eles gritam o tempo todo: “Eu sou Cristo”. Você pode perguntar a eles: “Você pode expressar verdade? Você pode revelar a verdade da corrupção do homem? Você pode salvar a humanidade do pecado?”. Eles não conseguem fazer nada disso. Ficam perplexos diante dessas perguntas. Falsos cristos nada mais são do que falsificações de Satanás ou espíritos malignos; carecem totalmente da vida e essência de Deus. Por isso, nunca podem expressar a verdade nem realizar a obra de purificar e salvar a humanidade. Tudo que fazem é espalhar falsas doutrinas que parecem ser verdadeiras ou mostrar alguns sinais e maravilhas para enganar as pessoas. Alguns falsos cristos têm uns dons e talvez escrevam livros, e podem expor profundo conhecimento bíblico. Mas tudo que compartilham são ideias e teorias humanas, e não importa quão bom isso pareça ao homem, nada disso é a verdade. Não pode fornecer sustento para a vida do homem nem ajudar as pessoas a conhecer Deus e a verdade, e principalmente não pode nos salvar do pecado para que possamos ser purificados. Isso é um fato evidente. Um falso cristo carece de verdade, mas tem ambição de sobra e quer que as pessoas o adorem como Deus. O que, então, ele faz? Ele imita a obra passada de Deus, mostrando alguns sinais e maravilhas simples para se fingir de Cristo, e engana os outros com uns favores pequenos. Se um crente não ama a verdade, e só quer encher a barriga e se deleitar em graça, e se seu único padrão para julgar se alguém é Deus são sinais e maravilhas, é fácil deixar-se enganar. Na verdade, os truques dos falsos cristos só podem enganar estúpidos e idiotas. As ovelhas de Deus, as virgens sábias, jamais serão enganadas por um falso cristo, pois elas amam a verdade e ouvem a voz de Deus. Quando ouvem a voz de Deus, elas a aceitam e seguem. Deus determinou isso muito tempo atrás. É como disse o Senhor Jesus: “As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz, e Eu as conheço, e elas Me seguem” (João 10:27). “Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de Meu Pai” (João 10:29).

Agora creio que todos nós sabemos como discernir o Cristo verdadeiro dos falsos cristos. Cristo é Deus na carne, a verdade, o caminho e a vida. A essência divina de Cristo se manifesta sobretudo em Sua capacidade de expressar a verdade e fazer a própria obra de Deus. Não importa quão comum Ele possa parecer e não importa quanto careça de poder e status, se Ele é acolhido ou rejeitado pelos humanos, contanto que possa expressar a verdade, o caráter de Deus e o que Deus tem e é e possa fazer a obra de salvação, Ele é a aparição de Deus. Não há dúvida quanto a isso. As verdades expressadas por Deus Todo-Poderoso, Sua obra para julgar e purificar o homem provam que Ele é Deus na carne, que Ele é a aparição de Cristo. Devemos aceitar e seguir Cristo dos últimos dias, Deus Todo-Poderoso, para ganhar a verdade, ser salvos plenamente e entrar no reino de Deus. Mas agora muitos veem como os pastores e líderes religiosos e o regime satânico do Partido Comunista se opõem e condenam loucamente Deus Todo-Poderoso, e por isso acham que a obra de Deus Todo-Poderoso não é o caminho verdadeiro. Seu raciocínio é: se essa fosse a obra de Deus, tudo seria fácil e todos seriam totalmente convencidos. Ver isso dessa forma é uma grande tolice! É deixar de ver que o homem foi profundamente corrompido, a ponto de ser inimigo de Deus e não ter espaço para Deus. As pessoas acolheram o Senhor Jesus quando Ele veio? Os judeus não uniram forças com o governo romano para crucificá-Lo? Você diria que a obra do Senhor Jesus não era o caminho verdadeiro? E como as pessoas estão tratando Deus Todo-Poderoso, agora que Ele veio nos últimos dias? As forças dos anticristos do mundo religioso estão fazendo de tudo para resistir a Ele e condená-Lo, o regime satânico do Partido Comunista O persegue, usando todas as táticas para extinguir a aparição e a obra de Deus. Isso cumpre o que o Senhor Jesus profetizou: “Pois, assim como o relâmpago, fuzilando em uma extremidade do céu, ilumina até a outra extremidade, assim será também o Filho do homem no Seu dia. Mas primeiro é necessário que Ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração” (Lucas 17:24-25). O que isso significa? O caminho verdadeiro sempre foi oprimido! Cristo expressa a verdade para salvar o homem, então é inevitável que Ele seja contrariado, condenado e perseguido pelas forças malignas de Satanás. Se alguém alega que é Cristo, mas não expressa a verdade e não é rejeitado por esta geração, se não é condenado e atacado pelas forças de Satanás, isso prova que ele não é Cristo. Satanás odeia a aparição e a obra de Deus mais do que tudo e odeia a vinda do Salvador. Satanás sabe que, quando o Salvador vier, as pessoas terão uma chance de ser salvas, de entender a verdade e enxergar os truques de Satanás. E então poderão ganhar discernimento, rejeitá-lo, voltar-se de todo para Deus e ser ganhas por Deus. Então Satanás será derrotado e seus últimos dias terão chegado. Você acha que Satanás aceitaria isso sem fazer nada? Não entender isso, agarrar-se às suas noções e não investigar a obra de Deus Todo-Poderoso ou até seguir as forças dos anticristos do mundo religioso, condenando e resistindo a Deus Todo-Poderoso terá consequências terríveis. Vejamos o que Deus Todo-Poderoso tem a dizer: “Aqueles que querem ganhar vida sem depender da verdade dita por Cristo são as pessoas mais ridículas na terra, e aqueles que não aceitam o caminho de vida trazido por Cristo estão perdidos na fantasia. Por isso, Eu digo que quem não aceitar Cristo dos últimos dias será eternamente abominado por Deus. Cristo é a porta de entrada do homem para o reino durante os últimos dias, e não há ninguém que possa se desviar Dele. Ninguém pode ser aperfeiçoado por Deus, exceto por meio de Cristo. Você crê em Deus, então deve aceitar as palavras Dele e obedecer ao Seu caminho. Não deve pensar só em ganhar bênçãos enquanto se mostra incapaz de receber a verdade e incapaz de aceitar a provisão de vida. Cristo vem durante os últimos dias para que todos que acreditam verdadeiramente Nele possam ser supridos com vida. Sua obra é dedicada a concluir a era antiga e a entrar na nova, e Sua obra é a senda que deve ser tomada por todos aqueles que entrarem na nova era. Se você é incapaz de reconhecê-Lo e, em vez disso, O condena, blasfema ou até O persegue, está fadado a queimar pela eternidade e nunca entrará no reino de Deus. Pois esse Cristo é Ele Próprio a expressão do Espírito Santo, a expressão de Deus, Aquele que Deus incumbiu de fazer a Sua obra na terra. E assim Eu digo que, se você não pode aceitar tudo o que é feito por Cristo dos últimos dias, então você blasfema contra o Espírito Santo. A retribuição a ser recebida por todos que blasfemam contra o Espírito Santo é autoexplicativa para todos. Eu também lhe digo que, se você se opõe a Cristo dos últimos dias e O nega, não há quem possa suportar as consequências em seu lugar. Além do mais, desse dia em diante você não terá outra oportunidade de ganhar a aprovação de Deus; mesmo se você tentar redimir a si mesmo, nunca mais contemplará a face de Deus. Pois ao que você se opõe não é um homem, o que você nega não é qualquer ser insignificante, mas Cristo. Você está ciente dessas consequências? Você não terá cometido um pequeno erro, mas um crime atroz. E assim recomendo a todos a não mostrar as presas diante da verdade nem fazer críticas imprudentes, pois só a verdade pode lhe trazer vida, e nada exceto a verdade pode permitir que você renasça e contemple novamente a face de Deus” (‘Só Cristo dos últimos dias pode dar ao homem o caminho de vida eterna’ em “A Palavra manifesta em carne”).

O alarme dos últimos dias já tocou e grandes desastres já começaram. Você quer dar as boas-vindas ao retorno do Senhor e ter a chance de receber a proteção de Deus com sua família?

Conteúdo relacionado

O que é a encarnação

Todos sabemos que, dois mil anos atrás, Deus veio encarnado para o mundo do homem como o Senhor Jesus para redimir a humanidade e pregou:...

Entre em contato conosco pelo Whatsapp