Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Limites foram desenvolvidos a partir dos vários estilos de vida da humanidade

2

Deus criou todos os seres e estabeleceu limites para eles e dentre eles nutriu todo tipo de ser vivo. Ao nutrir todo tipo de ser vivo, Ele também preparou diferentes métodos de sobrevivência para os humanos, então, você pode ver que seres humanos não têm apenas uma maneira de sobreviver. Eles também não têm apenas um tipo de ambiente para a sobrevivência. Falamos anteriormente sobre Deus preparar vários tipos de alimento e fontes de água para os seres humanos, o que é algo crucial para permitir que a vida da humanidade na carne prossiga. No entanto, entre essa humanidade, nem todas as pessoas subsistem de grãos. As pessoas têm diferentes métodos de sobrevivência devido a diferenças nos ambientes e terrenos geográficos. Todos esses métodos de sobrevivência foram preparados por Deus. Então, nem todos os humanos estão primordialmente envolvidos em agricultura. Isto é, nem todas as pessoas obtêm seu alimento da cultura agrícola. Esse é o terceiro ponto sobre o qual vamos falar: limites foram desenvolvidos a partir dos vários estilos de vida da humanidade. Então, que outros tipos de estilos de vida os seres humanos têm? Que outros tipos diferentes de fontes de alimento os seres humanos têm? Há vários tipos primordiais:

O primeiro é um estilo de vida de caça. Todos sabem disso, certo? Vocês são todas pessoas modernas – não sabem caçar, como carregar uma arma. As fontes alimentares de vocês são produzidas a partir da terra. O que as pessoas que vivem caçando comem? (Caça.) Elas comem os pássaros e os animais da floresta. “Caça” é uma palavra moderna. Os caçadores não pensam nisso como caça; eles pensam nisso como alimento, como o seu sustento diário. Por exemplo, eles pegam um cervo. Quando pegam esse cervo, é tal como um fazendeiro fazendo a colheita a partir do solo. Um fazendeiro faz a colheita do solo e, quando vê sua colheita, fica feliz e tranquilo. A família não ficará faminta com colheitas para comer. Seu coração fica tranquilo e ele se sente satisfeito. E um caçador também se sente tranquilo e satisfeito quando vê o que pegou porque não tem mais que se preocupar com alimento. Há algo para comer na próxima refeição, não é preciso passar fome. Isso é alguém que caça para viver. Em que tipo de ambiente eles normalmente vivem? A maioria dos que subsistem da caça vive nas florestas das montanhas; eles não cultivam nem plantam lavouras. Não é fácil encontrar terra arável ali, então eles sobrevivem de vários seres vivos, vários tipos de presa. Esse é o primeiro tipo de estilo de vida que é diferente do das pessoas comuns.

limites foram desenvolvidos a partir dos vários estilos de vida da humanidade

O segundo tipo é um estilo de vida de pastoreio. Aqueles que pastoreiam para viver não cultivam, então o que fazem? Se alguns aqui forem etnicamente mongóis, podem falar um pouco sobre seu estilo de vida nômade. (Na maioria, pastoreamos gado e ovelhas para viver, sem cultivar, e no inverno abatemos e comemos nosso rebanho. Nossa comida é constituída primordialmente de carne bovina e carneiro, e bebemos chá com leite. Embora pastores de rebanhos estejam ocupados em todas as quatro estações, eles comem bem. Não carecem de leite, laticínios nem carne.) Os mongóis comem primordialmente carne bovina e de carneiro, tomam leite de ovelhas e de vacas, e montam em touros e cavalos para pastorearem seus animais no campo com o vento nos cabelos e o sol no rosto. Eles não têm o estresse da vida moderna. O dia todo eles só veem amplas extensões de céu azul e planícies cobertas de grama. A maioria das pessoas que cuidam de rebanhos para viver moram nas pradarias e são capazes de continuar seu estilo de vida nômade de geração a geração. Embora a vida nas pradarias seja um pouco solitária, é também uma vida muito feliz. Não é um estilo de vida ruim!

O terceiro tipo é um estilo de vida de pesca. Há uma pequena porção de humanos que vivem junto ao mar ou em pequenas ilhas. Eles estão cercados por água, de frente para o oceano. E há alguns que moram em barcos. Essas pessoas pescam para viver. Qual é a fonte de alimento para aqueles que pescam para viver? É todo tipo de peixes, frutos do mar e produtos marinhos, certo? Quando Hong Kong era somente uma pequena aldeia de pesca, as pessoas que viviam lá pescavam para viver. Elas não cultivavam – elas iam pescar todos os dias. Seu alimento primordial eram os vários tipos de peixes e frutos do mar. Ocasionalmente, elas trocavam essas coisas por arroz, farinha e necessidades diárias. Esse estilo de vida das pessoas que vivem perto da água é diferente. Aqueles que vivem perto da água dependem dela para seu alimento e a pesca é o seu meio de vida. É a fonte de sua subsistência, bem como a sua fonte de alimento.

Além daqueles que cultivam para viver, há primordialmente os três diferentes estilos de vida mencionados acima. Além daqueles que subsistem do pastoreio, da pesca e da caça, a maioria das pessoas cultiva para viver. E de que as pessoas que cultivam para viver precisam? Elas precisam de terra. Elas subsistem do plantio há gerações e obtêm o seu alimento da terra. Quer plantem legumes, frutas ou grãos, todas elas obtêm da terra as suas necessidades diárias.

Quais são as condições básicas para esses diferentes estilos de vida humanos? Eles não exigem manutenção básica de seus ambientes para a sobrevivência? Isto é, se caçadores perdessem as florestas das montanhas ou os pássaros e os animais, eles não teriam mais a sua subsistência. Então, se as pessoas que subsistem da caça perdessem as florestas das montanhas e não tivessem mais os pássaros e animais, se não tivessem mais uma fonte de subsistência, então a direção que esse tipo de etnia tomaria e aonde esse tipo de pessoa iria é um fator desconhecido e eles poderiam até simplesmente desaparecer. E com o que contam aqueles que pastoreiam para subsistir? Aquilo de que eles realmente dependem não é o rebanho, mas o ambiente em que seu rebanho sobrevive – as pradarias. Se não houvesse pradarias, aonde eles levariam o rebanho para pastar? O que o gado e as ovelhas comeriam? Sem o rebanho, que subsistência os povos nômades teriam? Eles não a teriam. Sem uma fonte de subsistência, para onde tais povos iriam? A sobrevivência contínua se tornaria muito difícil; eles não teriam futuro. Sem fontes de água, os rios e os lagos secariam. Todos aqueles peixes que dependem da água para viver ainda existiriam? Aqueles peixes não existiriam. Aquelas pessoas que contam com a água e com o peixe para subsistir continuariam a sobreviver? Se elas não tivessem alimento, se não tivessem fonte de subsistência, aquelas pessoas não seriam capazes de continuar a sobreviver. Isto é, se houvesse um problema com a subsistência ou a sobrevivência delas, aquelas raças não mais continuariam e poderiam desaparecer, ser obliteradas da terra. E se aqueles que cultivam para sua subsistência perdessem a terra, se não pudessem plantar coisas e obter seu alimento de várias plantas, qual seria o resultado? Sem alimento, as pessoas não morreriam de fome? Se as pessoas morressem de fome, esse tipo de ser humano não seria exterminado? Então esse é o propósito de Deus ao manter os vários ambientes. Deus só tem um propósito ao manter os vários ambientes e ecossistemas, em manter os diferentes seres vivos dentro de cada ambiente – é nutrir todo tipo de pessoa, nutrir pessoas com vidas em diferentes ambientes geográficos.

Se todos os seres perdessem suas próprias leis, eles deixariam de existir; se as leis de todos os seres fossem perdidas, então os seres vivos dentre todos os seres não seriam capazes de prosseguir. Os humanos também perderiam seus ambientes para a sobrevivência dos quais dependem para sobreviver. Se os humanos perdessem tudo isso, não seriam capazes de continuar a viver e a se multiplicar geração após geração. A razão pela qual humanos sobreviveram até agora é que Deus supriu à humanidade todos os seres para nutri-la, para nutrir a humanidade de diferentes maneiras. É somente porque Deus nutre a humanidade de diferentes maneiras que ela sobreviveu até agora, que ela sobreviveu até os dias atuais. Com esse tipo de ambiente fixo para a sobrevivência que é favorável e ordenado, todo tipo de pessoa na terra, todo tipo de raça, pode sobreviver dentro de seu próprio âmbito prescrito. Ninguém pode ir além desses âmbitos ou desses limites porque é Deus quem os delineia.

de ‘O Próprio Deus, o Único IX’ em “A Palavra manifesta em carne”