O aviso de Deus Jeová alcança os ninivitas

13 de Dezembro de 2018

Jonas 1:1-2 Ora veio a palavra de Jeová a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até Mim.

Jonas 3 Pela segunda vez veio a palavra de Jeová a Jonas, dizendo: Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e lhe proclama a mensagem que Eu te ordeno. Levantou-se, pois, Jonas, e foi a Nínive, segundo a palavra de Jeová. Ora, Nínive era uma grande cidade, de três dias de jornada. E começou Jonas a entrar pela cidade, fazendo a jornada dum dia, e clamava, dizendo: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida. E os homens de Nínive creram em Deus; e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco, desde o maior deles até o menor. A notícia chegou também ao rei de Nínive; e ele se levantou do seu trono e, despindo-se do seu manto e cobrindo-se de saco, sentou-se sobre cinzas. E fez uma proclamação, e a publicou em Nínive, por decreto do rei e dos seus nobres, dizendo: Não provem coisa alguma nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas; não comam, nem bebam água; mas sejam cobertos de saco, tanto os homens como os animais, e clamem fortemente a Deus; e convertam-se, cada um do seu mau caminho, e da violência que há nas suas mãos. Quem sabe se Se voltará Deus, e Se arrependerá, e Se apartará do furor da Sua ira, de sorte que não pereçamos? Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho, e Deus Se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria, e não o fez.

Jonas 4 Mas isso desagradou extremamente a Jonas, e ele ficou irado. E orou a Jeová, e disse: Ah! Jeová! não foi isso o que eu disse, estando ainda na minha terra? Por isso é que me apressei a fugir para Társis, pois eu sabia que és Deus compassivo e misericordioso, longânimo e grande em benignidade, e que Te arrependes do mal. Agora, ó Jeová, tira-me a vida, pois melhor me é morrer do que viver. Respondeu Jeová: É razoável essa tua ira? Então Jonas saiu da cidade, e sentou-se ao oriente dela; e ali fez para si uma barraca, e se sentou debaixo dela, à sombra, até ver o que aconteceria à cidade. E fez Deus Jeová nascer uma aboboreira, e fê-la crescer por cima de Jonas, para que lhe fizesse sombra sobre a cabeça, a fim de o livrar do seu enfado; de modo que Jonas se alegrou em extremo por causa da aboboreira. Mas Deus enviou um bicho, no dia seguinte ao subir da alva, o qual feriu a aboboreira, de sorte que esta se secou. E aconteceu que, aparecendo o sol, Deus mandou um vento calmoso oriental; e o sol bateu na cabeça de Jonas, de maneira que ele desmaiou, e desejou com toda a sua alma morrer, dizendo: Melhor me é morrer do que viver. Então perguntou Deus a Jonas: É razoável essa tua ira por causa da aboboreira? Respondeu ele: É justo que eu me enfade a ponto de desejar a morte. Disse, pois, Jeová: Tens compaixão da aboboreira, na qual não trabalhaste, nem a fizeste crescer; que numa noite nasceu, e numa noite pereceu. E não hei de Eu ter compaixão da grande cidade de Nínive em que há mais de cento e vinte mil pessoas que não sabem discernir entre a sua mão direita e a esquerda, e também muito gado?

Sinopse da história de Nínive

Embora a história da “salvação de Nínive por Deus” seja breve em extensão, ela permite que se vislumbre o outro lado do caráter justo de Deus. A fim de entendermos exatamente do que esse lado consiste, precisamos voltar às Escrituras e rever um dos atos de Deus, o qual Ele realizou no processo de Sua obra.

Primeiro, consideremos o início dessa história: “Ora veio a palavra de Jeová a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até Mim” (Jonas 1:1-2). Nessa passagem das Escrituras, sabemos que Deus Jeová ordenou que Jonas fosse para a cidade de Nínive. Por que Ele ordenou que Jonas fosse para aquela cidade? A Bíblia é muito clara sobre isso: a malícia das pessoas dentro daquela cidade havia chegado até Deus Jeová e, portanto, Ele enviou Jonas para lhes proclamar o que Ele pretendia fazer. Embora não haja nada registrado que nos diga quem Jonas era, isso claramente não está relacionado a conhecer a Deus e vocês, portanto, não precisam entender esse homem, Jonas. Vocês precisam apenas saber o que Deus ordenou que Jonas fizesse e quais foram as razões de Deus para fazer tal coisa.

O aviso de Deus Jeová alcança os ninivitas

Vamos mudar para a segunda passagem, o terceiro capítulo do livro de Jonas: “E começou Jonas a entrar pela cidade, fazendo a jornada dum dia, e clamava, dizendo: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida”. Essas são as palavras que Deus transmitiu diretamente para Jonas dizer aos ninivitas e fica claro, então, que essas são as palavras que Jeová desejava dizer aos ninivitas. Essas palavras dizem às pessoas que Deus começou a abominar e a odiar as pessoas da cidade porque a malícia delas havia chegado a Seu olhar, então Ele desejava destruir essa cidade. No entanto, antes que destruísse a cidade, Deus faria um anúncio aos ninivitas e, ao mesmo tempo, lhes daria uma oportunidade de se arrependerem de sua perversidade e de começarem de novo. Essa oportunidade duraria quarenta dias e não mais. Em outras palavras, se as pessoas dentro da cidade não se arrependessem, admitissem seus pecados e se prostrassem diante de Deus Jeová dentro de quarenta dias, Deus destruiria a cidade assim como tinha destruído Sodoma. Isso era o que Deus Jeová desejava dizer às pessoas de Nínive. Evidentemente, essa não era uma declaração simples. Ela não só transmitia a raiva de Deus Jeová, como também transmitia a Sua atitude para com os ninivitas, enquanto, ao mesmo tempo, servia como aviso solene às pessoas residentes na cidade. Esse aviso lhes dizia que seus atos perversos haviam rendido a elas o ódio de Deus Jeová e logo as poria à beira da própria aniquilação. A vida de cada habitante de Nínive estava, portanto, em iminente perigo.

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único II’ em “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado