Nas reuniões da igreja, o pastor e o élder dizem com frequência que o Senhor Jesus, dizendo na cruz, “Está consumado”, prova que a obra de salvação da humanidade estava terminada, que simplesmente por crer no Senhor Jesus e confessar nossos pecados perante Ele, estamos perdoados do pecado, e que o Senhor não nos veria mais como pecadores. Somos justificados somente pela fé, salvos pela graça. O Senhor nos receberá no reino dos céus quando Ele retornar, e não retornará para realizar nenhuma obra adicional de salvar a humanidade. Sinto que esse entendimento do pastor e do élder não é aceitável. Mesmo assim, no final, a que o Senhor Jesus se referia, quando disse na cruz “Está consumado”? Por que Deus precisa voltar nos últimos dias para expressar a verdade, e realizar a obra de julgar e purificar o homem?

20 de Fevereiro de 2021

Resposta: Quando o Senhor Jesus disse na cruz “Está consumado”, a que realmente Ele se referia? Ele quis dizer que a obra de redenção estava terminada, ou a obra de Deus de salvar completamente a humanidade estava terminada? As pessoas daquela época poderiam saber? Pode-se dizer que ninguém sabia. Tudo que o Senhor Jesus disse foi: “Está consumado”. Ele não disse que a obra de Deus de salvar a humanidade estava terminada. Os humanos não podem entender de verdade a que o Senhor Jesus se referia ao dizer: “Está consumado”. Por que alguém se atreveria a explicar as palavras do Senhor de acordo com suas próprias ideias? Por que se atrever a interpretar arbitrariamente esta frase, “Está consumado”? Isto nada mais é que colocar aleatoriamente ideias humanas nas palavras do Senhor Jesus. Considerem isto, pessoal: se a frase do Senhor Jesus, “Está consumado”, indica que a obra de Deus de salvar a humanidade está completa, então por que o Senhor profetizou dizendo: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). Como vocês entendem isso? Também, conforme registrado no evangelho de João, capítulo 12, versículos 47 e 48, o Senhor Jesus disse: “E, se alguém ouvir as minhas palavras, e não as guardar, eu não o julgo; pois eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem me rejeita, e não recebe as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia.” As palavras do Senhor Jesus dizem claramente que o Senhor retornará para expressar a verdade e realizar a obra de julgamento. Também há a profecia da Bíblia: “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). De acordo com o que o pastor e o élder dizem, se a crucificação do Senhor Jesus completou toda a obra de salvar a raça humana, então, como a profecia do Senhor Jesus: “Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade”, como essas palavras se realizariam? A profecia do Senhor Jesus de que Ele retornará para expressar a verdade e realizar a obra de julgamento não cairia por terra? Portanto, o que o pastor e o élder dizem, claramente não correspondem às palavras do Senhor Jesus, e nem à realidade da obra de Deus. Devemos saber que o que o Senhor Jesus fez foi a obra de resgatar a raça humana. Tudo que devemos fazer é aceitar o Senhor Jesus, nos confessar e nos arrepender perante Ele, e nossos pecados serão perdoados. Então nos qualificamos para orar ao Senhor, e podemos desfrutar da graça que o Ele concede. Independentemente do pecado, não seremos mais condenados pela lei. Esse é o resultado da obra de redenção do Senhor Jesus. Esse é o verdadeiro significado da frase “salvação pela fé” que geralmente dizemos. A partir do resultado alcançado pela obra do Senhor Jesus, comprovamos mais ainda que a obra do Senhor Jesus foi somente essa de redenção. De forma alguma foi a obra de julgar, purificar e aperfeiçoar as pessoas dos últimos dias. Através de nossa crença de que o Senhor Jesus perdoa nossos pecados, e de que não cometemos mais pecados óbvios e nos comportamos até que bem, ainda assim, não nos separamos completamente do pecado e nos tornamos puros, e fomos totalmente salvos, fomos? Ainda contamos mentiras e pecamos com frequência? Ainda agimos com ganância e temos pensamentos maldosos? Ainda invejamos e odiamos os outros? Nossos corações estão cheios de arrogância e artimanhas? Ainda imitamos tendências mundanas, agarramo-nos à riqueza, e cobiçamos a glória? Algumas pessoas, quando pegas ou perseguidas pelo governo comunista chinês, até mesmo culpam Deus. Até fornecem declarações escritas em que negam e traem Deus. Especialmente com relação à expressão da verdade e da obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, as pessoas julgam e condenam a obra de Deus, com base em seus próprios noções e imaginações. Não é verdade? Em nossa fé no Senhor, portanto, obtemos apenas o perdão de pecados. Mas dentro de nós permanece a natureza e o caráter de Satanás. Essa é a fonte de nosso pecado e oposição a Deus. Se nossa natureza pecaminosa interna não for resolvida, nos oporemos a Deus, o trairemos e o consideraremos um inimigo. Vocês diriam que tal pessoa está qualificada a entrar no reino dos céus? Deveria estar claro até aqui que, ao dizer “Está consumado”, o Senhor Jesus só quis dizer que a obra de redenção de Deus estava completa. Seguramente, Ele não estava dizendo que toda a obra de salvar a raça humana estava completa. Deus Todo-Poderoso encarnado dos últimos dias veio para expressar toda a verdade, e para realizar a obra de julgamento, começando pela casa de Deus. Esta vinda é para tornar as pessoas inteiramente puras, e salvá-las completamente, para solucionar o problema fundamental do pecado dentro das pessoas, permitir que elas se livrem do pecado e atinjam a pureza, alcancem a salvação total e entrem no reino de Deus. leiamos mais algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso, para que possamos entender com mais clareza.

Deus Todo-Poderoso diz: “Um pecador como vocês, que acaba de ser redimido, e não foi mudado ou aperfeiçoado por Deus, pode ser segundo o coração de Deus? Para você, você que ainda é do seu antigo eu, é verdade que você foi salvo por Jesus, e que você não é contado como pecador por causa da salvação de Deus, mas isso não prova que você não é pecador e não é impuro. Como você pode ser santo se não foi mudado? Internamente, você é assolado por impurezas, é egoísta e ignóbil, mas ainda deseja descer com Jesus — como você poderia ser tão sortudo? Você pulou uma etapa em sua crença em Deus: você foi meramente redimido, mas você não foi mudado. Para você ser segundo o coração de Deus, Deus deve fazer pessoalmente a obra de mudar e limpar você; se você é apenas redimido, será incapaz de alcançar a santidade. Dessa forma, você não será qualificado para compartilhar as boas bênçãos de Deus, pois você perdeu um passo na obra de Deus de gerenciar o homem, que é o importante passo de mudar e aperfeiçoar. Você, um pecador que acaba de ser redimido, é, portanto, incapaz de herdar diretamente a herança de Deus” (‘Sobre denominações e identidade’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Você deve saber que tipo de pessoa Eu desejo; a quem é impuro não se permite entrar no reino, a quem é impuro não se permite macular o solo santo. Ainda que possa ter feito muito trabalho e trabalhado por muitos anos, no fim, se você ainda é deploravelmente imundo, será intolerável para a lei do Céu que você deseje entrar no Meu reino! Desde a fundação do mundo até hoje, nunca ofereci fácil acesso ao Meu reino àqueles que Me bajulam. Esta é uma regra celestial, e ninguém pode infringi-la!” (‘O sucesso ou o fracasso dependem da senda que o homem percorre’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Embora tenha feito muita obra entre os homens, Jesus apenas completou a redenção de toda a humanidade e tornou-Se oferta pelo pecado do homem; Ele não livrou o homem de todo o seu caráter corrupto. Salvar o homem plenamente da influência de Satanás não exigiu apenas que Jesus Se tornasse a oferta pelo pecado e carregasse os pecados do homem, mas também exigiu que Deus fizesse uma obra maior ainda para livrar o homem completamente de seu caráter satanicamente corrompido. E assim, agora que o homem teve seus pecados perdoados, Deus voltou para a carne para guiar o homem até a nova era e começou a obra de castigo e julgamento. Esta obra tem trazido o homem a um reino superior. Todo aquele que se submete ao Seu domínio há de desfrutar de uma verdade maior e de receber bênçãos maiores. Eles hão de viver verdadeiramente na luz e de ganhar a verdade, o caminho e a vida” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Antes de o homem ser redimido, muitos dos venenos de Satanás já estavam plantados dentro dele e, depois de milhares de anos de ser corrompido por Satanás, o homem já tem dentro de si uma natureza estabelecida que resiste a Deus. Portanto, quando o homem foi redimido, isso não é nada mais do que um caso de redenção, na qual o homem é comprado por um alto preço, mas a natureza venenosa dentro dele não foi eliminada. O homem que é contaminado assim deve sofrer uma mudança antes de ser digno de servir a Deus. Por meio dessa obra de julgamento e castigo, o homem conhecerá por completo a substância imunda e corrupta dentro de si mesmo, e ele poderá mudar completamente e se tornar limpo. Só assim o homem pode se tornar digno de retornar diante do trono de Deus. Toda a obra feita neste dia é para que o homem possa ser limpo e mudado; através do julgamento e castigo pela palavra, bem como por meio do refinamento, o homem pode remover sua corrupção e ser purificado. Em vez de considerar este estágio da obra como sendo o da salvação, seria mais apropriado dizer que é a obra de purificação” (‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

A obra dos últimos dias é separar todos de acordo com sua espécie e concluir o plano de gerenciamento de Deus, pois o tempo está próximo e o dia de Deus chegou. Deus leva todos os que entram em Seu reino, isto é, todos aqueles que são leais a Ele até o fim, à era do Próprio Deus. Entretanto, até a vinda da era do Próprio Deus, a obra de Deus não é observar os feitos do homem ou investigar sua vida, mas julgar a sua desobediência, pois Deus há de purificar todos aqueles que vierem diante de Seu trono. Todos os que seguiram os passos de Deus até hoje são aqueles que se colocam diante do trono de Deus e, sendo assim, toda e qualquer pessoa que aceitar a obra de Deus em sua fase final é objeto de purificação de Deus. Em outras palavras, todos os que aceitarem a fase final da obra de Deus serão objeto do julgamento de Deus” (‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Os últimos dias já chegaram. Todas as coisas serão separadas segundo sua espécie e divididas em categorias diferentes com base em sua natureza. Esse é o momento em que Deus revela o desfecho e o destino das pessoas. Se as pessoas não passarem por castigo e julgamento, não haverá como revelar a desobediência e a injustiça delas. Só através do castigo e do julgamento é que o fim de todas as coisas pode ser revelado. O homem só mostra quem realmente é quando é castigado e julgado. O mal deve ser colocado com o mal, o bom com o bom, e as pessoas serão separadas de acordo com a sua espécie. Através do castigo e do julgamento, o fim de todas as coisas será revelado, de modo que o mal será punido e o bem será recompensado, e todas as pessoas se tornarão submissas sob o domínio de Deus. Toda a obra deve ser realizada através de castigo e julgamento justos. Como a corrupção humana atingiu o ápice e a desobediência tem sido grave demais, só o caráter justo de Deus, que é principalmente o de castigo e julgamento e revelado durante os últimos dias, pode transformar e completar o homem plenamente. Só esse caráter pode expor o mal e dessa forma punir severamente todos os injustos” (‘A visão da obra de Deus (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

O propósito essencial da obra de castigo e julgamento de Deus é purificar a humanidade e prepará-la para seu descanso final; sem tal purificação, ninguém da humanidade poderia ser classificado em categorias diferentes de acordo com sua espécie nem de entrar no descanso. Essa obra é a única senda da humanidade para entrar no descanso. Somente a obra de purificação de Deus purificará os humanos de sua injustiça, e somente Sua obra de castigo e julgamento trará à luz aqueles elementos desobedientes da humanidade, separando, dessa maneira, os que podem ser salvos dos que não podem ser salvos, os que permanecerão dos que não permanecerão. Quando findar essa obra, aquelas pessoas que receberem a permissão de permanecer serão todas purificadas e entrarão em um estado de humanidade mais elevado, no qual desfrutarão de uma segunda vida humana mais maravilhosa sobre a terra; em outras palavras, elas iniciarão seu dia do descanso humano e coexistirão com Deus. Depois que aqueles que não tiverem a permissão de permanecer tiverem sido castigados e julgados, suas cores verdadeiras serão totalmente expostas, depois disso, todos eles serão destruídos e, como Satanás, não terão mais permissão para sobreviver na terra. A humanidade do futuro não incluirá mais ninguém desse tipo de pessoas; tais pessoas não são aptas a entrar na terra do último descanso nem são aptas a se unir no dia do descanso que Deus e a humanidade compartilharão, pois elas são o alvo da punição e são pessoas perversas e, injustas. […] Todo o propósito por trás da obra final de Deus de punir o mal e recompensar o bem é inteiramente para purificar completamente todos os humanos, para que Ele possa levar uma humanidade puramente santa ao descanso eterno. Esse estágio de Sua obra é a mais crucial de todas; é o estágio final de toda a Sua obra de gerenciamento” (‘Deus e o homem entrarão em descanso juntos’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus Todo-Poderoso fala muito claramente sobre o significado e o resultado alcançado da obra de julgamento de Deus durante os últimos dias. Isso nos permite ter certeza de que a obra de julgamento de Deus durante os últimos dias purificará completamente e salvará a raça humana. A obra de redenção que o Senhor Jesus realizou pavimenta o caminho para a obra de julgamento de Deus dos últimos dias. Deus Todo-Poderoso realiza a obra de julgamento e purificação sobre a fundação da obra de redenção do Senhor Jesus, salvando completamente a raça humana do pecado e trazendo-a para o reino de Deus. A maneira de Deus operar não é prática? Se aceitarmos somente a obra de redenção do Senhor Jesus, e não aceitarmos a obra de julgamento e purificação de Deus dos últimos dias, como estaríamos qualificados a entrar no reino de Deus? Parece que a fé em Deus requer que entendamos a obra de Deus. Isso é sempre tão importante! Ainda assim, muitos religiosos se apegam à crença de salvação através da fé apenas. Acreditam que a fé no Senhor traz o perdão dos pecados, resolvendo todos os problemas, crendo que o Senhor misericordioso e amoroso perdoa qualquer pecado que se possa cometer. Que Ele os elevará ao reino dos céus quando vier. Eles, portanto, se recusam a aceitar a obra de julgamento dos últimos dias de Deus Todo-Poderoso. Qual o problema nisso? Esse tipo de pessoa compreende a obra de Deus? Compreende o caráter justo de Deus? Você diria que Deus poderia permitir uma categoria de pessoa satânica que se rebela contra e se opõe a Ele entrar em Seu reino? Não permitiria! Que resultado a entrada desse tipo de pessoa no reino de Deus provocaria? Vamos considerar um exemplo. Se os israelitas que acreditaram em Deus Jeová fossem trazidos para o reino de Deus, o que você acha que aconteceria? Eles nem mesmo puderam aceitar Deus encarnado, o Senhor Jesus, e também fizeram o máximo para condenar o Senhor Jesus, e O pregaram na cruz. Essa categoria satânica que se opõe insanamente a Deus desta forma, se entrasse no reino de Deus, continuaria a se opor a Deus? Eles se revoltariam? Eles tentariam usurpar o poder do Senhor? Por que o Senhor Jesus não entrou na sinagoga para pregar? Porque os sumo sacerdotes, escribas e fariseus da fé judaica eram muito maldosos. Eram capazes de qualquer coisa. Sabemos que após o Senhor Jesus ser capturado por eles, Ele foi surrado, zombado e cuspido. Até foi entregue ao governo romano para ser crucificado. O Senhor Jesus já sabia que eles eram um covil de serpentes, então não entrou na sinagoga para pregar. Nos últimos dias, o Senhor Jesus retornou. Por que Ele não entra nas igrejas para pregar? Porque os líderes das igrejas são todos muito diabólicos. Se o Deus Todo-Poderoso encarnado entrasse nas igrejas, certamente chamariam a polícia. Certamente entregariam Deus Todo-Poderoso ao governo do Partido Comunista Chinês. Essa não é a verdade? Atrevemo-nos a entrar nas igrejas e testemunhar abertamente por Deus Todo-Poderoso? Se vocês dessem testemunho de Deus Todo-Poderoso a eles, com certeza eles os cercariam e os desonrariam, e até os entregariam ao Departamento de Segurança Pública. Por esses motivos, a igreja de hoje é a mesma das sinagogas da religião judaica. São todos lugares que expulsam, se opõem e condenam Deus. É assim mesmo? Isso mostra a extensão da corrupção humana. Eles estão fartos da verdade, e abominam a verdade. Todos eles rejeitam a chegada de Deus, e se tornaram o tipo de Satanás, opondo-se a Deus. Se Deus não tivesse encarnado nos últimos dias para expressar a verdade, julgar as pessoas e purificá-las, a raça humana teria sido destruída por Deus por sua oposição a Ele.

Extraído do roteiro do filme Não se metam na minha vida

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado