Vocês testemunharam que o Senhor Jesus voltou para transmitir a verdade e fazer a obra de julgamento nos últimos dias. Por que eu não vi? Acredito que o Senhor vai voltar nas nuvens. Acredito que quando o Senhor voltar, todos os que acreditam Nele, serão instantaneamente transformados e levados aos céus para um encontro com Ele. Assim como Paulo disse: “Mas a nossa pátria está nos céus, donde também aguardamos um Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o corpo da nossa humilhação, para ser conforme ao corpo da sua glória, segundo o seu eficaz poder de até sujeitar a si todas as coisas” (Filipenses 3:20-21). E vocês dizem que a volta do Senhor é vir em carne, aparecer como o Filho do homem e proferir a verdade para fazer a obra de julgamento nos últimos dias. Acho que é impossível! Já que Deus é onipotente, uma única palavra Dele criou os céus e a Terra e todas as coisas, e fez os mortos ressuscitarem. Deus pode nos tornar santos apenas com uma palavra. Por que Deus tem de se tornar carne para expressar a verdade e fazer a obra de julgamento e purificação do homem?

21 de Fevereiro de 2021

Resposta: A obra de Deus é sempre inexplicável. Ninguém pode explicar claramente as profecias de Deus. O homem só pode entender a profecia quando ela for cumprida. O que isso significa? Significa que ninguém pode compreender a sabedoria e a onipotência de Deus. Quando o Senhor Jesus apareceu para trabalhar na Era da Graça, ninguém entendeu. Quando Deus Todo-Poderoso realiza a obra de julgamento dos últimos dias na Era do Reino, ninguém consegue antecipar-se a ela. Portanto, a humanidade acha inconcebível que Deus se torne carne nos últimos dias para transmitir a verdade e fazer a obra de julgamento. Mas quando a obra de Deus acabar, a catástrofe vai chegar. Nessa hora, muitos sentirão que a palavra de Deus foi toda cumprida. Mas será muito tarde para se arrepender. Eles apenas lamentarão e rangerão os dentes em meio a catástrofe. Quanto a como Deus faz Sua obra de julgamento nos últimos dias para purificar e salvar o homem, como fazer um grupo de vencedores – as primícias, tudo se esclarecerá depois da leitura de algumas passagens da palavra de Deus Todo-Poderoso.

Deus Todo-Poderoso diz: “Vocês deveriam ser capazes de ver a vontade de Deus, e deveriam ver que a obra de Deus não é tão simples quanto a criação dos céus e da terra e de todas as coisas. Isso acontece porque a obra de hoje é a transformação daqueles que foram corrompidos, que estão entorpecidos ao mais alto grau, é para purificar os que foram criados, mas foram processados por Satanás. Não é a criação de Adão ou Eva, muito menos é a criação da luz ou a criação de cada planta e animal. Deus torna puras as coisas que foram corrompidas por Satanás e as ganha novamente; elas se tornam coisas que pertencem a Ele e se tornam Sua glória. Não é como o homem imagina, não é tão simples como a criação dos céus e da terra e de tudo que neles há, nem como a obra de amaldiçoar Satanás ao poço do abismo; ao contrário, é a obra de transformar o homem, de transformar o que é negativo e não pertence a Deus em coisas que são positivas e que de fato pertencem a Ele. Essa é a verdade por trás dessa etapa da obra de Deus. Vocês devem entender isso e evitar simplificar demais as questões. A obra de Deus é diferente de qualquer obra corriqueira. Sua maravilha e sabedoria estão além da mente humana. Deus não cria todas as coisas durante esse estágio da obra, nem as destrói. Em vez disso, Ele transforma todas as coisas que criou e purifica todas as coisas que foram pervertidas por Satanás. E assim, Deus inicia um grande empreendimento, que é a significação inteira da obra de Deus. A obra de Deus que você vê nessas palavras é realmente tão simples?” (‘A obra de Deus é tão simples quanto o homem imagina?’ em “A Palavra manifesta em carne”).

A carne do homem foi corrompida por Satanás, mais profundamente cegada e seriamente ferida. A razão mais fundamental pela qual Deus opera pessoalmente na carne é porque o objeto de Sua salvação é o homem, que é da carne, e porque Satanás também usa a carne do homem para atrapalhar a obra de Deus. A luta contra Satanás é na verdade a obra da conquista do homem, ao mesmo tempo que o homem é também o objeto da salvação de Deus. Dessa maneira, a obra do Deus encarnado é fundamental. Satanás corrompeu a carne do homem, o homem tornou-se a personificação de Satanás, e tornou-se o objeto a ser derrotado por Deus. Assim, a obra de lutar contra Satanás e salvar a humanidade ocorre na terra, e Deus deve tornar-Se humano para poder lutar contra Satanás. Essa é uma obra da maior praticidade” (‘A humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado’ em “A Palavra manifesta em carne”).

A humanidade inicial estava nas mãos de Deus, mas, por causa da tentação e corrupção de Satanás, o homem foi capturado por Satanás e caiu nas mãos do maligno. Desse modo, Satanás tornou-se o objeto a ser derrotado na obra de gerenciamento de Deus. Como Satanás se apossou do homem, e porque o homem é o bem que Deus utiliza para realizar todas as coisas, o homem deve ser tomado de volta das mãos de Satanás a fim de ser salvo, o que equivale a dizer que ele deve ser tomado de volta depois de ter sido mantido cativo por Satanás. Assim, Satanás precisa ser derrotado por meio de mudanças no velho caráter do homem, mudanças que restauram seu senso original de razão. Dessa forma, o homem, que foi levado cativo, pode ser tomado de volta das mãos de Satanás. Se o homem for liberto da influência e servidão de Satanás, Satanás ficará envergonhado, o homem enfim será tomado de volta, e Satanás será derrotado. E, como o homem terá sido liberto da sombria influência de Satanás, ele se tornará o despojo de toda essa batalha, e Satanás se tornará o objeto a ser punido assim que a batalha for encerrada, após a qual a obra inteira de salvação da humanidade terá sido completada” (‘Restaurar a vida normal do homem e levá-lo a um destino maravilhoso’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Na obra dos últimos dias, a palavra é mais poderosa que a manifestação de sinais e maravilhas, e a autoridade da palavra supera a dos sinais e maravilhas. A palavra revela todos os caracteres corruptos no coração do homem. Você é incapaz de reconhecê-los por conta própria. Quando eles forem revelados para você por meio da palavra, você os descobrirá naturalmente; você não poderá negá-los e ficará totalmente convencido. Não é essa a autoridade da palavra? Esse é o resultado alcançado pela presente obra da palavra. Portanto, o homem não pode ser totalmente salvo de seus pecados pela cura da doença e expulsão de demônios e não pode ser totalmente completado pela manifestação de sinais e maravilhas. A autoridade para curar doenças e expulsar demônios apenas dá graça ao homem, mas a carne do homem ainda pertence a Satanás e o caráter satânico corrupto ainda permanece dentro do homem. Em outras palavras, aquilo que não foi purificado ainda pertence ao pecado e à imundície. Somente após o homem ter sido limpo através da agência da palavra, o homem pode ser ganho por Deus e se tornar santificado. […] Por meio dessa obra de julgamento e castigo, o homem conhecerá por completo a substância imunda e corrupta dentro de si mesmo, e ele poderá mudar completamente e se tornar limpo. Só assim o homem pode se tornar digno de retornar diante do trono de Deus. Toda a obra feita neste dia é para que o homem possa ser limpo e mudado; através do julgamento e castigo pela palavra, bem como por meio do refinamento, o homem pode remover sua corrupção e ser purificado” (‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à essência do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não torna clara a natureza do homem simplesmente com algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda a longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo podem ser chamados de julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de revelar a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus” (‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus realiza a obra de julgamento e castigo para que o homem possa ganhar conhecimento Dele e em favor de Seu testemunho. Sem o Seu julgamento do caráter corrupto do homem, o homem não poderia quiçá conhecer o Seu caráter justo, que não tolera ofensa, nem seria capaz de transformar seu antigo conhecimento de Deus em um novo. Para o bem de Seu testemunho e para o bem de Seu gerenciamento, Ele torna pública a Sua totalidade, assim permitindo ao homem, por meio de Sua aparição pública, chegar ao conhecimento de Deus, ser transformado em seu caráter e dar testemunho retumbante de Deus. A transformação do caráter do homem é alcançada por meio de diferentes tipos de obra de Deus; sem tais mudanças em seu caráter, o homem seria incapaz de dar testemunho de Deus e de ser segundo o coração de Deus. A transformação do caráter do homem significa que ele se libertou da escravidão de Satanás e da influência das trevas e se tornou verdadeiramente um modelo e uma amostra da obra de Deus, uma testemunha de Deus e alguém que é segundo o coração de Deus” (‘Somente aqueles que conhecem a Deus podem dar testemunho Dele’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Aqueles que forem capazes de permanecer firmes durante a obra de julgamento e castigo de Deus durante os últimos dias — quer dizer, durante a obra final de purificação — serão aqueles que entrarão no descanso final juntamente com Deus; como tais, todos aqueles que entrarão no descanso terão se libertado da influência de Satanás e terão sido obtidos por Deus depois de terem sido submetidos à Sua obra final de purificação. Esses humanos que terão sido finalmente obtidos por Deus entrarão no descanso final. O propósito essencial da obra de castigo e julgamento de Deus é purificar a humanidade e prepará-la para seu descanso final; sem tal purificação, ninguém da humanidade poderia ser classificado em categorias diferentes de acordo com sua espécie nem de entrar no descanso. Essa obra é a única senda da humanidade para entrar no descanso” (‘Deus e o homem entrarão em descanso juntos’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Nos últimos dias, Deus tornou-se carne para expressar a verdade, fazer a obra de julgamento para purificar e aperfeiçoar o homem, em vez de transformá-lo com uma palavra. Há verdade e mistério dentro! A forma como Deus purifica e aperfeiçoa o homem por meio de Sua obra de julgamento nos últimos dias com certeza não é tão simples quanto imaginamos. Com uma palavra, o Senhor Jesus ressuscitou Lázaro dos mortos. Mas para Deus purificar e transformar a humanidade, que foi totalmente corrompida por Satanás para se opor e agir contra Deus, em uma humanidade que entende, obedece e adora a Deus, para transformar uma humanidade que foi corrompida, durante milênios, para ser demônios vivos, em uma humanidade que, em vinte ou trinta anos, terá a verdade e a humanidade; é um processo de luta contra Satanás. É uma questão simples? Se Deus ressuscitar os mortos e transformar nossos corpos com uma palavra, isso pode humilhar Satanás? Nos últimos dias, a humanidade foi corrompida por Satanás durante milênios. A natureza e o caráter de Satanás ficaram arraigados no homem. A humanidade é arrogante, egoísta, mentirosa, má e gananciosa. Pela fama e riqueza, as pessoas tramam umas contra as outras, enganam e matam umas às outras. A humanidade odeia e repudia a verdade. Ela se tornou a inimiga de Deus logo desde cedo. Ela é como Satanás que se opõe e trai a Deus. A salvação que Deus reservou para o homem é na verdade, a luta contra Satanás. Assim como Deus Todo-Poderoso diz: “A carne do homem foi profundamente corrompida, se tornou algo que se opõe a Deus, tanto que se opõe abertamente e nega a existência de Deus. Essa carne corrupta é simplesmente intratável demais, e nada é mais difícil de lidar e mudar do que o caráter corrupto da carne. Satanás entra na carne do homem para provocar perturbações, usa a carne do homem para perturbar a obra de Deus, prejudicar o plano de Deus, dessa forma o homem se tornou Satanás e o inimigo de Deus. Para que o homem seja salvo, deve primeiro ser conquistado. É por causa disso que Deus enfrenta o desafio e vem na carne para fazer a obra que pretende fazer e lutar contra Satanás. Seu objetivo é a salvação da humanidade que foi corrompida e a derrota e a aniquilação de Satanás, que se rebela contra Ele. Ele derrota Satanás por meio de Sua obra de conquista do homem, enquanto, ao mesmo tempo, salva o homem corrupto. Dessa forma, é uma obra que alcança dois alvos de uma vez” (‘A humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus quer transformar a humanidade que foi corrompida por Satanás para agir contra Ele, em uma humanidade que O obedece verdadeiramente e é compatível com Ele. É uma missão muito difícil. É ainda mais difícil do que foi para Deus criar os céus, a Terra e todas as coisas. A criação dos céus, da Terra e de todas as coisas a partir do nada, foi conseguida por uma palavra de Deus. Mas para purificar e transformar a humanidade totalmente corrompida, Deus deve fazer-se carne e expressar muitas verdades para julgar e purificar o homem. Vivenciar o julgamento e o castigo de Deus, expulsar a corrupção e receber a purificação, exige um longo processo. Que é também o processo da luta de Deus contra Satanás. De acordo com a intenção original de Satanás, os seres humanos foram corrompidos a serem demônios vivos. Se Deus pode transformar esses demônios vivos em seres humanos, Satanás será convencido. Assim, Deus segue Seu plano original de fazer-se carne para lutar contra os da espécie de Satanás. Primeiro, expressando a verdade para conquistar o homem e depois, purificando e aperfeiçoando o homem com a verdade. Quando entendermos a verdade e conhecermos a Deus, veremos claramente o aspecto da nossa corrupção por Satanás e começaremos a detestá-lo, abandoná-lo e amaldiçoá-lo. Por fim, nos rebelaremos contra Satanás e nos voltaremos completamente para Deus. Então Deus vai tomar a humanidade das mãos de Satanás. Esses que foram salvos são despojos de Deus na derrota de Satanás. Somente trabalhando assim, Deus consegue realmente derrotar e humilhar a Satanás. Essa também é a história inerente da obra de julgamento de Deus nos últimos dias. Embora a obra de Deus nos últimos dias tenha vinte ou trinta anos, Ele criou um grupo de vencedores, cumprindo as profecias no Livro do Apocalipse: “Estes são os que não se contaminaram com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as primícias para Deus e para o Cordeiro” (Apocalipse 14:4). Esses vencedores são as primícias obtidas e apreciadas por Deus. Comparados com a história da humanidade, os vinte ou trinta anos não são apenas um piscar de olhos? A Bíblia diz: “que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia” (2 Pedro 3:8). Se ela diz que quando o Senhor voltar nos últimos dias, Ele vai mudar nossos corpos num instante, num piscar de olhos, também é apropriado que isso seja utilizado nos efeitos alcançados pela obra de Deus nos últimos dias. Também pode ser recebida dessa forma. Mas nós podemos facilmente interpretar as palavras de Paulo como, os que acreditam no Senhor serão imediatamente transformados e elevados aos céus para encontrá-Lo quando Ele voltar. Então esperamos em vão que o Senhor descesse das nuvens para nos transformar e arrebatar. A palavra de Paulo não está equivocada? Não podemos nos encher de noções e imaginações sobre a obra de Deus. A palavra de Deus é prática, tangível e visível a cada passo. O Deus Todo-Poderoso encarnado é o Deus prático que vem ao mundo para expressar a verdade e salvar o homem. Se não aceitarmos, não estaremos nos rebelando contra Deus e se resistindo a Ele? Como podemos receber as glórias e as bênçãos de Deus?

Extraído do roteiro do filme O momento de mudança

Próximo: Vocês atestam que o Senhor Jesus voltou como ninguém menos que Deus Todo-Poderoso, que expressou a verdade realizando o julgamento nos últimos dias.Como isso é possível? O Senhor realmente virá para nos levar para o reino dos céus. Como ele pôde nos deixar para trás para fazer o julgamento nos últimos dias? Eu acho que ao acreditarmos no Senhor Jesus e recebermos a obra do Espírito Santo, já vivenciamos o julgamento de Deus. Existe comprovação nas palavras do Senhor Jesus: “Pois se eu não for, o Ajudador não virá a vós; mas, se eu for, vo-lo enviarei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:7-8). Nós achamos que depois que o Senhor Jesus ressuscitou e ascendeu ao céu, o pentecoste do Espírito Santo desceu para agir nas pessoas. Isso já tinha feito as pessoas se culparem pelos seus pecados, pela justiça e julgamento. Quando nos confessamos e nos arrependemos diante do Senhor, vivenciamos de fato o julgamento do Senhor. a obra do Senhor Jesus fosse a obra de redenção, depois que Ele ascendeu aos céus, a obra feita pelo Espírito Santo, que desceu no pentecoste deveria ser o julgamento de Deus nos últimos dias. Se não fosse pelo julgamento, como seria “convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”? Além disso, como fiéis do Senhor, somos sempre tocados, repreendidos e disciplinados pelo Espírito Santo. Então, diante do Senhor, sempre estamos chorando e nos arrependendo. As boas condutas geradas são como fomos transformados pela nossa fé no Senhor. Não são o resultado da vivência do julgamento de Deus? O julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias de que falam, como ele se diferencia da obra do Senhor Jesus?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado