Satanás é um anjo caído que jamais poderia criar o céu, a terra e todas as coisas e jamais poderia ultrapassar a autoridade de Deus

08 de Agosto de 2021

Palavras de Deus relevantes:

Quando a terra ainda não existia, o arcanjo era o maior dos anjos do céu. Tinha jurisdição sobre todos os anjos no céu; essa era a autoridade que Deus lhe concedera. Com exceção de Deus, era o maior dos anjos do céu. Quando, mais tarde, Deus criou a humanidade, o arcanjo levou a cabo uma maior traição a Deus sobre a terra. Eu digo que ele traiu a Deus porque queria administrar a humanidade e ultrapassar a autoridade de Deus. Foi o arcanjo que tentou Eva a pecar, e agiu assim porque desejava estabelecer seu reino sobre a terra e fazer a humanidade trair a Deus para obedecer a ele. O arcanjo viu que havia muitas coisas que lhe obedeciam — os anjos lhe obedeciam, assim como as pessoas da terra. Os pássaros e os animais, as árvores, as florestas, as montanhas, os rios e todas as coisas sobre a terra estavam sob os cuidados do homem — isto é, de Adão e Eva — enquanto Adão e Eva obedeciam ao arcanjo. O arcanjo, portanto, desejava superar a autoridade de Deus e traí-Lo. Mais tarde, ele levou muitos anjos a traírem a Deus, que então se tornaram vários tipos de espíritos imundos. O desenvolvimento da humanidade, até hoje, não foi causado pela corrupção do arcanjo? A humanidade é apenas o que é hoje porque o arcanjo traiu a Deus e corrompeu a humanidade. Essa obra passo a passo está longe de ser tão abstrata e simples quanto as pessoas talvez imaginem. Satanás realizou sua traição por uma razão, mas as pessoas são incapazes de compreender um fato tão simples. Por que Deus criou os céus e a terra e todas as coisas e também criou Satanás? Visto que Deus despreza tanto Satanás, e Satanás é Seu inimigo, por que Ele criou Satanás? Ao criar Satanás, Ele não estava criando um inimigo? Deus, na verdade, não criou um inimigo; em vez disso, Ele criou um anjo e, mais tarde, o anjo O traiu. Seu status era tão grande que ele desejou trair a Deus. Pode-se dizer que isso foi uma coincidência, mas também foi uma tendência inevitável. É semelhante a como, inevitavelmente, alguém morrerá em certa idade; as coisas já se desenvolveram até esse estágio.

Extraído de ‘Você deveria saber como toda a humanidade se desenvolveu até hoje’ em “A Palavra manifesta em carne

Porque eram especialmente fracos e não possuíam habilidades, os anjos ficaram arrogantes quando receberam autoridade, especialmente o arcanjo, cujo status era superior ao de qualquer outro anjo. Um rei entre os anjos, ele liderou milhões deles e, sob Jeová, sua autoridade superou a de qualquer outro anjo. Ele queria fazer isso e aquilo, e levar os anjos para entre os homens para controlar o mundo. Deus disse que é Ele quem administra o universo; mas o arcanjo alegou que era ele quem administrava do universo — por isso, ele traiu a Deus. No céu, Deus criou outro mundo, e o arcanjo desejava administrar esse mundo e também descer ao reino mortal. Deus poderia permitir que isso acontecesse? Assim, Ele golpeou o arcanjo e o derrubou em pleno ar. Desde que Satanás corrompeu a humanidade, Deus tem travado guerra com ele para salvá-la; tem utilizado esses seis milênios para derrotá-lo. A concepção de vocês sobre um Deus todo-poderoso é incompatível com a obra que Deus está realizando agora; não funciona na prática e é uma grande falácia! Na verdade, Deus apenas declarou que o arcanjo era Seu inimigo depois que ele O traiu. Foi apenas devido à traição que ele espezinhou a humanidade depois de chegar ao reino mortal, e foi por essa razão que a humanidade se desenvolveu até este ponto. Depois disso, Deus fez um juramento a Satanás: “Derrotarei você e salvarei a humanidade, Minha criação”. Satanás não estava convencido, a princípio, e respondeu: “O que Você, honestamente, pode fazer comigo? Você pode realmente me derrubar em pleno ar? Você pode realmente me derrotar?”. Depois que o derrubou em pleno ar, Deus não prestou mais atenção ao arcanjo, e então começou a salvar a humanidade e a conduzir Sua obra, apesar da contínua importunação de Satanás. Tudo o que Satanás pôde fazer foi graças ao poder que Deus lhe deu; ele levou essas coisas consigo para o ar e as tem guardado até hoje. Quando derrubou o arcanjo em pleno ar, Deus não tomou de volta sua autoridade, e assim Satanás continuou a corromper a humanidade. Deus, por outro lado, começou a salvar a humanidade, a quem Satanás havia corrompido após a criação. Deus não revelou Seus atos enquanto estava no céu; no entanto, antes de criar a terra, Ele permitiu que as pessoas no mundo que Ele criou no céu vissem Seus atos, assim guiando as pessoas acima do céu. Ele lhes deu sabedoria e inteligência, e conduziu essas pessoas para viverem naquele mundo. Naturalmente, nenhum de vocês tinha ouvido falar disso antes. Mais tarde, depois que Deus criou a humanidade, o arcanjo começou a corrompê-la; na terra, toda a humanidade estava no caos. Foi só nesse momento que Ele começou Sua guerra contra Satanás, e foi somente nessa época que as pessoas viram Seus atos. No início, tais atos tinham sido ocultados da humanidade. Depois que Satanás foi derrubado em pleno ar, ele se preocupou com seus assuntos, e Deus Se preocupou com Sua obra, continuamente em guerra contra Satanás, até os últimos dias. Agora é a hora em que Satanás deveria ser destruído. No princípio, Deus lhe deu autoridade e, mais tarde, o derrubou em pleno ar, entretanto ele permaneceu desafiador. Depois disso, ele corrompeu a humanidade sobre a terra, mas Deus estava lá gerenciando a humanidade. Deus usa a Sua gestão de pessoas para derrotar Satanás. Ao corromper as pessoas, Satanás põe fim ao destino delas e perturba a obra de Deus. Por outro lado, a obra de Deus é a salvação da humanidade. Qual etapa da obra de Deus não tem a intenção de salvar a humanidade? Qual etapa não pretende purificar as pessoas, fazê-las ter comportamento justo e viver sendo a imagem de pessoas que podem ser amadas? Satanás, no entanto, não faz isso. Ele corrompe a humanidade; ele realiza continuamente sua obra para corromper a humanidade em todo o universo. Claro, Deus também faz a Sua obra, ignorando Satanás. Não importa quanta autoridade Satanás tem, sua autoridade ainda foi dada por Deus; na verdade, Deus simplesmente não deu toda a Sua autoridade, e, portanto, não importa o que faça, ele não pode sobrepujar a Deus e está sempre ao alcance Dele. Deus não revelou nenhum dos Seus atos enquanto estava no céu. Ele simplesmente deu a Satanás uma pequena porção de autoridade para permitir que ele exercesse controle sobre os outros anjos. Portanto, não importa o que faça, ele não pode ultrapassar a autoridade de Deus, porque a autoridade que Deus originalmente lhe deu é limitada. Enquanto Deus opera, Satanás incomoda. Nos últimos dias, sua importunação terá fim; da mesma forma, a obra de Deus será terminada, e o tipo de pessoa que Deus deseja completar será completado. Deus conduz as pessoas de modo positivo; Sua vida é água viva, imensurável e sem limites. Satanás corrompeu o homem até certo grau; no final, a viva água da vida completará o homem, e será impossível para Satanás interferir e realizar a sua obra. Assim, Deus poderá ganhar essas pessoas completamente. Agora mesmo, Satanás ainda se recusa a aceitar o fato; ele continuamente se opõe a Deus, mas Deus não presta atenção. Deus disse: “Serei vitorioso sobre todas as forças das trevas de Satanás e sobre todas as influências das trevas”. Essa é a obra que deve ser feita agora na carne, e também é o significado da encarnação: ou seja, para completar o estágio da obra de derrotar Satanás nos últimos dias, para erradicar todas as coisas que pertencem a Satanás. A vitória de Deus sobre Satanás é uma tendência inevitável! Na verdade, Satanás já fracassou há muito tempo. Quando o evangelho começou a se espalhar pela terra do grande dragão vermelho — isto é, quando o Deus encarnado começou a operar e esta obra estava em andamento — Satanás foi totalmente derrotado, pois o propósito da encarnação era derrotar Satanás. Assim que Satanás viu que Deus havia novamente Se tornado carne e começado a executar Sua obra, que nenhuma força poderia parar, ele ficou perplexo quando viu essa obra e não se atreveu a fazer mais travessura alguma. A princípio, Satanás pensou que também possuía muita sabedoria e interrompeu e perturbou a obra de Deus; contudo, não esperava que Deus novamente Se tornaria carne, e que em Sua obra Deus usaria sua rebeldia para servir como revelação e julgamento para a humanidade, e assim conquistar a humanidade e derrotá-lo. Deus é mais sábio do que ele, e a Sua obra o ultrapassa em muito. Portanto, como afirmei anteriormente: “A obra que Eu faço é realizada em resposta às artimanhas de Satanás; no final, revelarei a Minha onipotência e a impotência de Satanás”. Deus fará Sua obra na linha de frente, enquanto Satanás ficará para trás, até que, no fim, será finalmente destruído — ele nem saberá o que o atingiu! Só perceberá a verdade uma vez que já tenha sido destroçado e esmagado, e, a essa altura, já terá sido incinerado no lago de fogo. Ele não será completamente convencido, então? Pois ele não terá mais planos para utilizar!

Extraído de ‘Você deveria saber como toda a humanidade se desenvolveu até hoje’ em “A Palavra manifesta em carne”

A identidade especial de Satanás tem feito com que muitas pessoas demonstrem um forte interesse em suas manifestações de vários aspectos. Há até mesmo muitas pessoas tolas que acreditam que, assim como Deus, Satanás também possui autoridade, pois Satanás é capaz de mostrar milagres e é capaz de fazer coisas que são impossíveis para a humanidade. Portanto, além de adorar a Deus, a humanidade também reserva um lugar para Satanás em seu coração, e até adora a Satanás como Deus. Essas pessoas são ao mesmo tempo lamentáveis e detestáveis. São lamentáveis devido à sua ignorância e detestáveis devido à sua heresia e substância inerentemente maligna. Neste momento, sinto que é necessário informá-los sobre o que é autoridade, o que simboliza e o que representa. Em termos gerais, o Próprio Deus é autoridade, Sua autoridade simboliza a supremacia e essência de Deus, e a autoridade do Próprio Deus representa o status e identidade de Deus. Já que é assim, Satanás ousa dizer que ele próprio é Deus? Satanás ousa dizer que criou todas as coisas e detém soberania sobre todas as coisas? É claro que não! Pois ele é incapaz de criar todas as coisas; até hoje, nunca fez nada criado por Deus e nunca criou nada que tenha vida. Por não ter a autoridade de Deus, nunca poderia ter o status e identidade de Deus, e isso é determinado por sua essência. Ele tem o mesmo poder que Deus? É claro que não! Como chamamos os atos de Satanás e os milagres exibidos por Satanás? Isso é poder? Pode ser chamado de autoridade? É claro que não! Satanás comanda a corrente do mal e perturba, prejudica e interrompe todos os aspectos da obra de Deus. Nos últimos milhares de anos, além de corromper e maltratar a humanidade, e iludir o homem e atraí-lo à depravação e rejeitar a Deus, para que o homem caminhe em direção ao vale da sombra da morte, Satanás fez algo que mereça ser minimamente celebrado, elogiado ou valorizado pelo homem? Se Satanás possuísse autoridade e poder, a humanidade teria sido corrompida por ele? Se Satanás possuísse autoridade e poder, a humanidade teria sido prejudicada por ele? Se Satanás possuísse poder e autoridade, a humanidade teria renunciado a Deus e se voltado para a morte? Já que Satanás não tem autoridade ou poder, o que devemos concluir sobre a essência de tudo o que ele faz? Há aqueles que definem tudo o que Satanás faz como mera trapaça, mas creio que tal definição não é tão apropriada. Os atos malignos de sua corrupção da humanidade são mera trapaça? A força maligna com a qual Satanás maltratou Jó e seu desejo feroz de maltratá-lo e devorá-lo não poderiam ser alcançados por meio de mera trapaça. Recapitulando, num instante, os rebanhos e manadas de Jó, espalhados por toda parte em montanhas e colinas, sumiram; num instante, a grande riqueza de Jó desapareceu. Isso poderia ter sido alcançado por mera trapaça? A natureza de tudo o que Satanás faz tem correspondência e correlação com termos negativos tais como prejudicar, interromper, destruir, lesar, mal, malícia e trevas, e, portanto, a ocorrência de tudo que é injusto e maligno está inextricavelmente ligada aos atos de Satanás, e é inseparável da essência maligna de Satanás. Independentemente de quão “poderoso” Satanás seja, independentemente de quão audacioso e ambicioso seja, independentemente de quão grande seja sua capacidade de causar danos, independentemente de quão abrangentes sejam as técnicas com as quais corrompe e seduz o homem, independentemente de quão inteligente são as truques e artimanhas com os quais intimida o homem, independentemente de quão mutável seja a forma em que existe, ele nunca foi capaz de criar uma única coisa vivente, nunca foi capaz de estabelecer leis ou regras para a existência de todas as coisas, e nunca foi capaz de governar e controlar nenhum objeto, seja animado ou inanimado. Dentro do cosmo e do firmamento, não há uma única pessoa ou objeto que tenha nascido dele ou que exista devido a ele; não há uma única pessoa ou objeto que seja governado por ele ou controlado por ele. Pelo contrário, ele não só tem de viver sob o domínio de Deus, como, além disso, deve obedecer a todas as ordens e comandos de Deus. Sem a permissão de Deus, é difícil para Satanás tocar até mesmo uma gota de água ou grão de areia na terra; sem a permissão de Deus, Satanás nem ao menos é livre para mover as formigas sobre terra, quanto mais a humanidade, que foi criada por Deus. Aos olhos de Deus, Satanás é inferior aos lírios na montanha, às aves que voam no ar, aos peixes no mar e às larvas na terra. Seu papel entre todas as coisas é servir a todas as coisas, e trabalhar para a humanidade, e servir à obra de Deus e ao Seu plano de gestão. Independentemente de quão maliciosa seja sua natureza e quão maligna seja sua essência, a única coisa que pode fazer é cumprir obedientemente a sua função: servir a Deus e ser um contraponto a Deus. Tais são a substância e posição de Satanás. Sua essência é alheia à vida, alheia a poder, alheia a autoridade; é um mero brinquedo nas mãos de Deus, apenas uma máquina a serviço de Deus!

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único I’ em “A Palavra manifesta em carne”

Satanás nunca ousou transgredir a autoridade de Deus e, além disso, sempre ouviu atentamente as ordens e comandos específicos de Deus e obedeceu a eles, nunca ousando desafiá-los e, claro, nunca ousando alterar livremente nenhuma ordem de Deus. Tais são os limites que Deus estabeleceu para Satanás, e, portanto, Satanás nunca ousou ultrapassar esses limites. Isso não é o poder da autoridade de Deus? Isso não é um testemunho da autoridade de Deus? Satanás tem uma compreensão muito mais clara do que a humanidade de como se comportar em relação a Deus e de como ver Deus. Portanto, no mundo espiritual, Satanás enxerga claramente o status e autoridade de Deus e tem profunda consideração pelo poder da autoridade de Deus e os princípios por trás do exercício de Sua autoridade. Ele não ousa em absoluto ignorá-los, nem ousa violá-los de forma alguma, ou fazer coisa alguma que transgrida a autoridade de Deus, e não ousa desafiar a ira de Deus de forma alguma. Embora tenha uma natureza maligna e arrogante, Satanás nunca ousou ultrapassar os limites estabelecidos por Deus. Durante milhões de anos, ele tem respeitado estritamente esses limites, tem obedecido a todos os comandos e ordens que Deus lhe deu e nunca ousou pisar além da marca. Embora seja malicioso, Satanás é muito mais sábio do que a humanidade corrupta; ele conhece a identidade do Criador e conhece seus próprios limites. Pelas ações “submissas” de Satanás pode-se ver que a autoridade e poder de Deus são éditos celestiais que não podem ser transgredidos por Satanás, e é precisamente devido à singularidade e autoridade de Deus que todas as coisas mudam e se propagam de maneira ordenada, que a humanidade pode viver e se multiplicar de acordo com o percurso estabelecido por Deus, sem que nenhuma pessoa ou objeto seja capaz de perturbar essa ordem, e nenhuma pessoa ou objeto seja capaz de mudar essa lei — pois todos vêm das mãos do Criador e da ordem e autoridade do Criador.

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único I’ em “A Palavra manifesta em carne”

Embora Satanás tenha contemplado Jó com cobiça nos olhos, sem a permissão de Deus, ele não ousou tocar um só fio de cabelo de Jó. Embora Satanás seja inerentemente maligno e cruel, depois que Deus lhe deu a ordem, Satanás não teve escolha a não ser obedecer ao comando de Deus. Portanto, embora Satanás tenha ficado tão frenético quanto um lobo entre ovelhas ao se deparar com Jó, não ousou esquecer os limites estabelecidos para ele por Deus, não ousou violar as ordens de Deus, e em tudo o que fez, Satanás não ousou se desviar dos princípios e limites das palavras de Deus — isso não é um fato? A partir disso, pode-se ver que Satanás não ousa contrariar nenhuma das palavras de Deus Jeová. Para Satanás, cada palavra da boca de Deus é uma ordem e uma lei celestiais, uma expressão da autoridade de Deus — pois por trás de cada palavra de Deus está implícita a punição de Deus àqueles que violam as ordens de Deus, e àqueles que desobedecem as leis celestiais e se opõem a elas. Satanás sabe claramente que se violar as ordens de Deus, então deve aceitar as consequências de transgredir a autoridade de Deus e se opor às leis celestiais. Quais, exatamente, são essas consequências? É desnecessário dizer que são sua punição por Deus. As ações de Satanás em relação a Jó foram meramente um microcosmo de sua corrupção do homem, e quando Satanás estava realizando essas ações, os limites que Deus estabeleceu e as ordens que Ele deu a Satanás foram meramente um microcosmo dos princípios por trás de tudo o que ele faz. Além disso, o papel e posição de Satanás nessa questão foram meramente um microcosmo de seu papel e posição na obra da gestão de Deus, e a completa obediência de Satanás a Deus em sua tentação de Jó foi meramente um microcosmo de como Satanás não ousou representar a menor oposição a Deus na obra da gestão de Deus. Que aviso esses microcosmos dão a vocês? Entre todas as coisas, incluindo Satanás, não há nenhuma pessoa ou coisa que possa transgredir as leis e éditos celestiais estabelecidos pelo Criador, e nenhuma pessoa ou coisa que ouse violar essas leis e éditos celestiais, pois nenhuma pessoa ou objeto pode alterar ou escapar da punição que o Criador inflige àqueles que os desobedecem. Somente o Criador pode estabelecer leis e éditos celestiais, somente o Criador tem o poder de colocá-los em vigor, e somente o poder do Criador não pode ser transgredido por nenhuma pessoa nem coisa. Essa é a autoridade única do Criador, e essa autoridade é suprema entre todas as coisas, e, portanto, é impossível dizer que “Deus é o maior e Satanás é o número dois”. Com exceção do Criador que possui autoridade única, não há outro Deus!

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único I’ em “A Palavra manifesta em carne”

Embora as habilidades e capacidades de Satanás sejam maiores do que as do homem, embora ele possa fazer coisas que são inatingíveis pelo homem, independentemente de você invejar o que Satanás faz ou aspirar a isso, independentemente de você odiar isso ou ficar revoltado com essas coisas, independentemente de você ser ou não capaz de ver isso, e independentemente de quanto Satanás pode realizar, ou de quantas pessoas ele pode enganar para que o adorem e idolatrem, e independentemente de como você o defina, não é possível a você dizer que ele tem a autoridade e poder de Deus. Você deve saber que Deus é Deus, há apenas um Deus, e, além disso, você deve saber que somente Deus tem autoridade, que somente Deus tem o poder de controlar e governar todas as coisas. Só porque Satanás tem a capacidade de enganar as pessoas e de personificar Deus, de imitar os sinais e milagres feitos por Deus e fez coisas semelhantes às de Deus, você erroneamente acredita que Deus não é único, que existem vários deuses, que esses deuses diferentes meramente têm habilidades maiores ou menores, e que há diferenças na extensão do poder que eles exercem. Você classifica a grandeza deles pela ordem da chegada deles, e de acordo com a idade deles, e você erroneamente acredita que existem outras divindades além de Deus, e pensa que o poder e autoridade de Deus não são únicos. Se você tem tais ideias, se você não reconhece a singularidade de Deus, não acredita que somente Deus possui autoridade, e se você seguir somente ao politeísmo, então Eu digo que você é a escória das criaturas, você é a própria personificação de Satanás, e você é uma pessoa totalmente do mal! Vocês entendem o que Eu estou tentando ensinar a vocês ao dizer essas palavras? Independentemente da hora, do local ou de sua experiência, você não deve confundir Deus com nenhuma outra pessoa, coisa ou objeto. Independentemente de quanto você sente que a autoridade de Deus e a essência do Próprio Deus são incognoscíveis e inacessíveis, independentemente de quanto os atos e palavras de Satanás coincidam com sua noção e imaginação, independentemente de quão satisfatórios eles sejam para você, não seja tolo, não confunda esses conceitos, não negue a existência de Deus, não negue a identidade e status de Deus, não empurre Deus para fora da porta e traga Satanás para dentro para substituir o Deus dentro de seu coração e ser seu Deus. Não tenho dúvidas de que vocês são capazes de imaginar as consequências de fazer tal coisa!

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único I’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado