Minha escolha

24 de Outubro de 2020

Em março de 2012, minha mãe compartilhou o evangelho de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias comigo. Comecei a ler as palavras de Deus todos os dias e frequentemente me reunia e comunicava sobre as palavras de Deus com os outros. Eu me lembro de uma passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso que li um dia em meus devocionais. Deus Todo-Poderoso diz: “Como membros da raça humana e cristãos devotos, é responsabilidade e obrigação de todos nós oferecer nossa mente e nosso corpo para a realização da comissão de Deus, pois todo o nosso ser veio de Deus e existe graças à Sua soberania. Se a nossa mente e o nosso corpo não servirem à comissão de Deus e à causa justa da humanidade, então nossa alma será indigna daqueles que foram martirizados pela comissão de Deus e mais indigna ainda de Deus, que nos proveu de todas as coisas” (“A Palavra manifesta em carne”). Vi pelas palavras de Deus que Ele criou a humanidade, e tudo que eu tenho vem de Deus. Devo retribuir Seu amor e cumprir o dever de um ser criado. Então, comecei a compartilhar o evangelho com as pessoas que eu conhecia.

Um dia, em dezembro de 2012, fui presa ilegalmente pela polícia por pregar o evangelho e mantida na prisão por 14 dias por “perturbar a ordem social”. Meus pais e meu marido foram me visitar no centro de detenção no meu sétimo dia lá. Quando entrei na sala de visitas, vi minha mãe e meu pai de pé, esperando, e meu marido segurando nosso filho de um ano. Meus olhos se encheram de lágrimas quando os vi. Cumprimentei meus pais em silêncio, corri para o meu marido e peguei o bebê do colo dele. Eu me senti muito triste naquele momento. Éramos uma família muito unida, mas do nada, fui presa ilegalmente pelo Partido Comunista Chinês apenas por ter fé e compartilhar o evangelho. E ali estava eu, num centro de detenção, vendo a minha família. Meu marido disse: “Após saber de sua prisão, contei ao líder da minha tropa o que aconteceu, e ele disse que você deve desistir da sua fé. Você tem formação universitária, tem estudos. Seu futuro será arruinado se continuar a crer em Deus! Disseram também que, se você não desistir, serei expulso do Partido e das forças armadas. Vou até perder meu bônus de transição no próximo ano! Posso desconsiderar isso tudo, mas você tem que pensar no nosso filho e nossa família. Não vai ser assim se for presa de novo. Você será condenada à prisão, e então, o que acontecerá ao nosso filho? Ele nunca vai entrar na universidade, se tornar um funcionário público ou entrar nas forças armadas. Como ele encontrará um lugar na sociedade? Ele vai ter que viver envergonhado?” Ouvi-lo dizer aquilo me fez sentir ainda mais perturbada. Fiquei de coração partido ao segurar meu filho, e pensei: “Se um dia eu for condenada à prisão, será que meu filho crescerá saudável sem a mãe ao seu lado assim tão novo? Será que vão rir dele e discriminá-lo? Se meu marido for expulso do Partido e do exército, seu futuro está acabado”. Eu não conseguia mais pensar naquilo. Engoli o choro e não disse nada. Ao ver que eu não falava nada, meu marido disse, com raiva: “Nosso líder disse que se você não prometer desistir de sua fé, devo pedir o divórcio. Você tem que escolher!” Como eu ainda não disse nada, ele pegou nosso filho de volta e saiu com raiva. Foi como se uma faca tivesse sido enfiada no meu coração, e não consegui mais segurar as lágrimas. Eu me senti confusa ao voltar para a cela. Por que meu marido foi correndo contar ao seu líder sobre minha prisão? Ele sabia que isso não ajudaria nem a mim nem a ele. Por que falou tudo tão abertamente? Pensei um pouco no assunto e senti que ele devia estar protegendo a si mesmo. Quando isso me veio à mente, eu não quis aceitar. Eu estava realmente sofrendo. Eu só conseguia pensar que a fé em Deus é algo certo e natural, não há nada de criminoso nisso. Quando nós, crentes, nos reunimos, só lemos as palavras de Deus, cumprimos nosso dever, compartilhamos o evangelho e buscamos a verdade. Além disso, a constituição chinesa não permite claramente a liberdade de crença? Então, por que o Partido Comunista nos oprime tanto e força meu marido a se divorciar de mim? Eu não conseguia compreender.

Quando voltei para minha cela, falei da minha confusão com uma irmã da Igreja. Ela calmamente recitou algumas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso para mim. “Ele é mesmo o rei dos diabos! Como sua existência pode ser tolerada? Ele não descansará até ter bagunçado a obra de Deus e a deixado toda em uma balbúrdia completa, como se quisesse se opor a Deus até o amargo fim, até que ou o peixe morra ou a rede se rompa, deliberadamente colocando-se contra Deus e apertando cada vez mais de perto. Sua face hedionda já há muito completamente desmascarada, agora está ferida e esmurrada e numa condição lamentável, ainda assim ele não esmorece seu ódio por Deus, como se por devorar Deus numa só bocada ele será capaz de aliviar o ódio reprimido no coração”. “Liberdade religiosa? Direitos e interesses legítimos dos cidadãos? São todos truques para encobrir o pecado!… Por que erguer um obstáculo tão impenetrável para a obra de Deus? Por que usar diversos truques para enganar o povo de Deus? Onde estão a verdadeira liberdade e os direitos e interesses legítimos? Onde está a justiça? Onde está o conforto? Onde está a ternura? Por que usar esquemas ardilosos para enganar o povo de Deus? Por que usar força para suprimir a vinda de Deus? Por que não permitir que Deus circule livremente pela terra que Ele criou? Por que perseguir Deus até que Ele não tenha mais onde descansar a Sua cabeça?” (“A Palavra manifesta em carne”). Então, ela compartilhou esta comunhão: “Nos últimos dias, Deus se tornou carne e veio à Terra para falar e trabalhar. Ele expressa verdades que purificam e salvam a humanidade, e aqueles que têm coração e espírito ouvem a voz de Deus e se voltam para Deus Todo-Poderoso. Mas o Partido Comunista é ateu. Ele odeia a Deus e a verdade, e teme que todos aprendam a verdade pelas palavras de Deus Todo-Poderoso, sigam a Cristo, deem testemunho Dele e renunciem ao partido e o rejeitem. Assim, ninguém mais o apoiaria, e sua ambição selvagem de manter os chineses engaiolados e controlados para sempre seria destruída. É por isso que o Partido se dedica a criar todo tipo de boatos e mentiras para caluniar e condenar Deus Todo-Poderoso e colocar a força de toda a nação na caça a Cristo e na perseguição aos cristãos. O Partido quer varrer a obra de Deus completamente da Terra para proteger sua ditadura ateísta. O PC Chinês afirma permitir a liberdade de crença a fim de ocultar sua cruel perseguição às crenças religiosas como uma tática para enganar as pessoas do mundo. Não existe verdadeira liberdade de crença nem direitos humanos na China. Na China, ter fé significa enfrentar perseguição do regime satânico do Partido Comunista. Isso é um fato.” Depois da comunhão dela, pude ver com mais clareza a natureza maligna do Partido Comunista de odiar a Deus e a verdade, e senti de fato como ele é incrivelmente perverso. Fui profundamente envenenada por uma educação ateísta desde minha infância. Sempre tinha visto o Partido como o “grande salvador” do povo e eu realmente o adorava. Eu acreditava no que ele dizia e fazia tudo sem reservas. Agora eu podia ver como aquilo foi tolice! Também pensei em algo que meu marido disse quando compartilhei o evangelho com ele. “O Comitê Central ordenou que a Igreja de Deus Todo-Poderoso seja banida e a prontidão para combate de nossa tropa foi elevado ao nível 3. Qualquer um que creia em Deus Todo-Poderoso é visto como inimigo. Nossas lições políticas semanais nas aulas do Partido agora são sobre a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Embora eu saiba que sua fé seja algo bom, o Partido Comunista está no poder, e o fraco não consegue derrotar o forte. O que se pode fazer além de obedecer?” Pensar em tudo o que ele disse me deixou furiosa! O Partido Comunista está contra os Céus. Ele quer colocar toda a sua força contra Deus, não só tratando os crentes como criminosos nacionais, condenando e oprimindo todos eles, mas intimidando e incitando as massas a ficarem do seu lado. Até meu marido foi intimidado e enganado. Ele não diferenciava o certo do errado e oprimia minha fé. O Partido Comunista não quer que ninguém siga a Deus e siga a senda correta, mas que creia no Partido e o siga. Isso é maligno, desprezível e vergonhoso! Eu odiava e amaldiçoava aqueles demônios comunistas do fundo do coração! Estavam me ameaçando por meio do futuro do meu filho e do meu marido para me fazer trair a Deus. Eu sabia que não poderia ceder a seus truques. Por mais que meu marido me pressionasse, mesmo que significasse ir para a prisão, eu continuaria seguindo a Deus!

À noite, deitei-me na cama, pensando em todos os momentos felizes que tive com meu filho. Ele ainda era pequeno e tinha uma longa vida à frente. Imaginei se minha fé impactaria seu futuro. Com esse pensamento, comecei a enfraquecer, então, orei a Deus silenciosamente, pedindo a Ele que cuidasse do meu coração. Lembrei de uma passagem das palavras de Deus depois de minha oração. “De tudo o que ocorre no universo, não há nada no qual Eu não tenha a palavra final. Existe alguma coisa que não esteja em Minhas mãos? O que Eu digo é feito, e quem dentre os seres humanos, pode mudar a Minha mente?” (“A Palavra manifesta em carne”). Então pensei: “É isso mesmo. Deus governa tudo, e o destino do meu filho está em Suas mãos também. Ele tem a palavra final, não os seres humanos. Que bem faz me preocupar?” Então, fiz uma oração, confiando meu filho a Deus. Depois disso, eu me senti muito melhor e já não estava tão preocupada. Foi assim que passei meus 14 dias trancada, graças à fé e força que recebi de Deus. Quando fui solta, meu pai me levou de carro para casa, e meu marido foi no banco de trás. Meu marido disse, com os olhos vermelhos por ter chorado: “O líder está fazendo trabalho ideológico comigo o tempo todo. Tenho que relatar sobre você. Ele disse que se você continuar a crer em Deus, serei dispensado a menos que eu peça o divórcio. Isso está me deixando louco! Euimploro que desista da igreja. Você vai para a prisão se for pega, e nossa família será despedaçada!” Vi que ele estava chorando enquanto falava, e senti uma pontada no coração. Rapidamente orei a Deus em meu coração, pedindo a Ele que me mantivesse forte. Então uma passagem das palavras de Deus me veio à mente. “Em cada passo da obra que Deus faz no interior das pessoas, externamente ela parece consistir em interações entre pessoas, como se nascida de arranjos humanos ou de interferência humana. Mas nos bastidores, cada passo da obra e tudo o que acontece é uma aposta feita por Satanás diante de Deus e requer que as pessoas permaneçam firmes em seu testemunho a Deus” (“A Palavra manifesta em carne”). Percebi que isso era um dos truques de Satanás. Satanás queria usar a ameaça de divórcio do meu marido para me forçar a trair a Deus. Eu não podia cair na armadilha dele! Então, eu disse ao meu marido: “Não quero despedaçar nossa família. Você notou que eu mudei desde que me tornei crente. Não brigamos mais, e nossa família está se dando cada dia melhor. Você já ouviu as palavras de Deus Todo-Poderoso e os testemunhos dos irmãos e irmãs. Você sabe que ter fé é bom. Mas agora, o PC Chinês quer me condenar e me prender, que demiti-lo, expulsá-lo do exército e que você se divorcie de mim. Quem está realmente tentando destruir esta família? Em vez de odiar o PC Chinês, você se une a ele para perseguir minha fé. Você não está misturando o certo e o errado? Você sabe que tipo de partido é o Partido Comunista. Ele odeia a Deus e a verdade, e é inimigo declarado de Deus. Ele prendeu e perseguiu tantos cristãos e tem feito tanto mal. Será que o Partido pode escapar da punição de Deus? Deus disse muito tempo atrás: ‘Seja onde for que a encarnação apareça, o inimigo é exterminado naquele lugar. A China será a primeira a ser aniquilada, ela será devastada pela mão de Deus. Deus absolutamente não terá piedade ali’ (“A Palavra manifesta em carne”). Desastres estão aumentando o tempo todo. Quando os grandes desastres vierem, o Partido Comunista será o primeiro a ser destruído por Deus, e quando isso acontecer, todos que o seguiram e se opuseram a Deus perecerão. Eles não terão um dia de paz. Não me peça para desistir da minha fé novamente. Nunca vou parar de crer em Deus!” Quando viu que eu não ia desistir, ele me bateu no rosto com raiva. Pude ver que o Partido Comunista o tinha incitado a me tratar daquele jeito. Foi muito doloroso para mim, e odiei o Partido no fundo do meu coração. Eu pensei: “Quanto mais você me oprime, mais forte minha fé se torna!”

Quando já estávamos em casa, ele não abrandou. “Se quiser, pratique sua fé apenas em casa. Não vou contar para o líder, está bem?” Eu pensei: “Tenho desfrutado tanto da graça, das bênçãos de Deus e do sustento da verdade. Sem compartilhar o evangelho ou fazer meu dever, isso é ter fé? Além disso, se eu só ficar em casa sem me reunir nem comunicar as palavras de Deus, progredirei muito lentamente na vida”. Eu sabia que não podia escutar meu marido. Então ele começou a conversar suavemente: “Não tenho cuidado direito de você. Errei com você. Vou deixar de ir ao trabalho por um tempo e ficar em casa com você e nosso filho. Vou te levar a qualquer lugar que quiser e comprar qualquer coisa que você quiser. Só quero que você seja feliz!” Hesitei um pouco quando o ouvi falar assim com tanta doçura, mas rapidamente percebi que era outro truque de Satanás. Fiz uma oração em silêncio dizendo que manteria minha fé e faria meu dever apesar de qualquer coisa. Mas, depois daquilo, meu marido começou a me seguir por todo lugar. Temi que outras pessoas ficassem em perigo se ele me entregasse, então, não ousei me encontrar com os irmãos e irmãs. Eu ansiava tanto ter a vida que tinha antes de ter sido presa! Pensei em como naquela época eu podia me reunir e comunicar com os irmãos e irmãs e fazer meu dever. Mas naquele momento, eu não podia ir às reuniões e tudo era restrito para mim. Não podia praticar minha fé nem viver normalmente. E meu marido, intimidado pelo governo, estava determinado em me fazer desistir ou ele se divorciaria de mim. Eu estava atormentada pela ideia da escolha que eu tinha diante de mim. A verdade é que eu esperava que meu marido se unisse a mim em minha fé e não tivéssemos de nos separar. Durante aquele período, cada dia parecia ser um ano. Em lágrimas, me coloquei diante de Deus em oração: “Ó, Deus, estou muito ferida e fraca com esta escolha. Não sei o que fazer. Por favor, guia-me!” Depois disso, li isto nas palavras de Deus: “Crentes e incrédulos não são compatíveis; elas se opõem uns aos outros”. “Qualquer um que não acredite em Deus encarnado é demoníaco e, mais ainda, será destruído… Qualquer um que não reconhece Deus é um inimigo; isto é, qualquer um que não reconhece Deus encarnadoesteja ele fora ou dentro dessa correnteé um anticristo! Quem é Satanás, quem são os demônios, quem são os inimigos de Deus se não os que resistem e que não acreditam em Deus?” (“A Palavra manifesta em carne”). Depois de ler, eu me lembrei de como meu marido estava agindo desde que fui presa. Ele me forçou cada vez mais a desistir de minha fé, usou o afeto para me tentar, me ameaçou com o divórcio e até bateu em mim. Tudo aquilo não era para me fazer trair a Deus? Ele não era o que Deus descreve como um dos “resistem e que não acreditam em Deus”? A primeira coisa que ele fez após saber que eu tinha sido presa foi contar ao líder de sua tropa. Ele não fez isso para proteger a si mesmo, sem se preocupar comigo? Seu futuro tinha um lugar muito mais importante em seu coração do que eu. Todas as coisas agradáveis que ele dizia para mim o tempo todo eram falsas! Ele escolheu o PC Chinês, e eu escolhi a Deus. Estávamos em dois caminhos completamente diferentes. Não conseguíamos encontrar uma felicidade real juntos. Pensar nisso me ajudou a perceber que eu certamente tinha de enfrentar uma escolha entre minha fé e minha família. Mas quando me lembrei de meu passado com meu marido, fiquei muito triste e muito abalada. Coloquei-me diante de Deus em oração mais uma vez e pedi Sua proteção. Li isto nas palavras de Deus depois de orar: “Você deve sofrer dificuldades pela verdade, deve se entregar à verdade, deve suportar humilhação pela verdade e, para ganhar mais da verdade, você deve passar por mais sofrimento. É isso que você deve fazer. Você não deve jogar a verdade fora em favor de uma vida familiar pacífica nem deve perder a dignidade e integridade da sua vida por causa de um prazer momentâneo. Você deve buscar tudo que é belo e bom e buscar uma senda na vida que seja mais significativa. Se você levar uma vida tão vulgar e não buscar quaisquer objetivos, você não desperdiça a vida? O que você pode ganhar com uma vida assim? Você deve abandonar todos os prazeres da carne em favor da verdade e não deve jogar fora todas as verdades em favor de um pouco de prazer. Pessoas assim não têm integridade nem dignidade; sua existência não faz sentido!” (“A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus me deram uma senda de prática e restauraram minha fé. Coloquei-me diante de Deus para orar. “Ó, Deus! Mesmo que isso cause o divórcio, ainda Te seguirei! Por favor, fortalece-me e dá-me a fé para testemunhar por Ti”.

Certo dia, consegui despistar meu marido e visitei alguns irmãos e irmãs. Quando cheguei em casa, vi meu marido de pé com alguns membros da família. Seus olhos estavam vermelhos e ele parecia bem aborrecido. Alguns de nossos parentes pareciam tristes e abatidos, enquanto outros estavam com muita raiva. Percebi que Satanás estava armando contra mim de novo, usando minha família dessa vez. Rapidamente fiz uma oração a Deus em silêncio. Lembrei-me destas palavras Dele: “Aqueles a quem Deus Se refere como ‘vencedores’ são os que ainda são capazes de ser testemunha e manter sua confiança e devoção a Deus quando estiverem sob a influência de Satanás e enquanto estiverem sendo sitiados por Satanás, isto é, quando se encontrarem em meio às forças das trevas. Se você ainda for capaz de guardar um coração puro perante Deus e manter o seu amor genuíno a Deus, não importa o quê, então você está sendo testemunha diante de Deus, é isso a que Deus Se refere como sendo um ‘vencedor’” (“A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus me deram fé e forças, e decidi em meu coração que não importava o que minha família fizesse, eu nunca trairia a Deus. Eu permaneceria testemunhando por Ele!

Com um olhar feroz, minha tia me perguntou: “Você foi a uma reunião, não foi? Você ainda quer esta família?” Então meu tio gritou: “Deus? Deus não existe! A China é um país ateísta e o Partido Comunista está no comando. Se deseja crer, creia no Partido!” Então, ele abriu algumas mentiras do Partido Comunista no celular e disse: “Veja! Este é o Deus Todo-Poderoso em quem você acredita. Este é o principal alvo nacional. Os crentes destroem todas as suas famílias! Se não for por si mesma, ao menos pense em seu filho!” Depois, outra tia acrescentou: “Vocês são casados há pouco tempo e as coisas não têm sido fáceis para vocês. Você não pode deixar sua família ser destruída por algo assim! Se não acreditasse em Deus, sua família estaria nessa confusão?” Todos começaram a concordar com ela. Fiquei furiosa ao ouvi-los falando tudo aquilo. Então, eu disse a eles com firmeza: “Quem quer despedaçar esta família? Existe algo de errado em seguir o caminho certo? O Partido Comunista condena e prende os crentes, e quer me colocar na prisão. Ele também ameaçou todos vocês e forçou meu marido a se divorciar de mim. O Partido Comunista fez tudo isso! Vocês não odeiam o PC Chinês, mas ficam do lado dele e contra mim, me forçando a trair a Deus. É isso o que é o melhor para mim e para minha família?” Depois que eu disse isso, outro tio disse: “É verdade, não podemos confiar no Partido, mas ele está no poder. Se você acreditar em Deus, ele não vai ter nenhuma misericórdia. Você vai ser presa. Somos pessoas simples. Como podemos ficar contra o Partido? Ouça meu conselho. Desista de sua fé. O mais importante é manter sua família unida!” Então, eu disse a eles: “Os desastres estão cada vez maiores. Quando os grandes desastres vierem, todos os que se opõem a Deus serão punidos. Somente os fiéis que se arrependeram a Deus terão Sua proteção. Apenas os verdadeiros crentes terão um futuro e destino bons. Que tipo de futuro pode haver sem fé? Amo muito vocês. Realmente espero que sejam salvos por Deus e não sucumbam nos desastres. E é por isso que compartilhei o evangelho com vocês várias vezes. Mas vocês não ousam crer mesmo sabendo que é o caminho verdadeiro porque têm medo de serem presos. Agora estão me atrapalhando, tentando me forçar a trair a Deus. Vocês não têm medo de serem punidos junto com o Partido Comunista quando os desastres acontecerem?” Depois que eu disse isso, o rosto do meu tio que tinha falado primeiro ficou vermelho e ele me ameaçou furiosamente: “Vou punir você severamente se continuar com sua fé! Vou te entregar para a polícia! Você vai para a prisão!” Quando ele disse isso, pegou o celular e começou a digitar. Minha tia correu e tomou o celular da mão dele. Ver meu tio fazendo aquilo me deixou muito decepcionada. Que tipo de família era aquela? Aquilo era obra de um demônio! Eu disse a eles: “Vocês são mais velhos e respeito vocês, mas ao escolher meu caminho de fé, nunca deixarei ninguém me dizer o que fazer! Jamais desistirei de minha fé, nem trairei a Deus e seguirei o PC Chinês como querem que eu faça!” Então meu marido me bateu com tanta força que me jogou no chão. Meus óculos voaram, caindo no outro lado da sala. Ele apontou o dedo para mim e gritou: “Você quer Deus ou esta família? Vou me divorciar de você imediatamente se continuar a acreditar!” Vi que meu marido estava disposto a se divorciar para proteger seu futuro. Isso me feriu muito e me encheu de ódio pelo Partido Comunista. Em silêncio, orei a Deus: “Vou satisfazer a vontade de Deus mesmo que isso signifique perder o que amo!” Alguns meses depois, o dia do meu divórcio chegou. Meu marido me chamou e disse: “O líder da tropa vai ao Gabinete de Assuntos Civis conosco amanhã para cuidar dos procedimentos do divórcio”. Ouvi-lo dizer aquilo me fez pensar em como nossa família perfeita tinha sido destruída pelo PC Chinês. O PC Chinês é muito perverso e desprezível! No dia seguinte, nosso divórcio foi realizado sob o olhar atento do líder da tropa. Meu marido e eu seguimos caminhos diferentes. Continuei a seguir a Deus, a compartilhar o evangelho e cumprir meu dever. Essa foi minha escolha, e nunca vou me arrepender. Graças a Deus!

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

As riquezas da vida

Por Wang Jun, Província de Shandong Ao longo dos anos, desde que aceitei a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, eu e minha esposa...