Não continuarei esses estudos

01 de Agosto de 2022

Por Thivei, Índia

Nasci numa família cristã. Meus pais eram fazendeiros. Nossa família se sustenta cultivando arroz e legumes. Eu sempre fui bem na escola, por isso meus pais sempre apoiaram meus estudos e tinham a expectativa de eu me dar bem no futuro. Esperavam que eu encontrasse um bom emprego e melhorasse as condições de vida da família. Na época, já que éramos pobres, meus pais costumavam emprestar dinheiro para pagar a minha escola, meu avô também guardava parte do seu sustento para mim, e minha irmã trabalhava em meio-período para pagar meu ensino. A família inteira apostava em mim para tirá-la da pobreza. Vi como meus pais trabalhavam muito nos campos todos os dias e achei que era difícil viver desse jeito, por isso resolvi estudar muito, destacar-me da multidão, para que minha família deixasse de ser pobre. Para tirar notas boas nos exames, eu trabalhava ainda mais e ficava acordado até tarde estudando. Mais tarde, realizei meu desejo e fui para a universidade. Depois disso, tive uma ambição nova, que era tornar-me professor e ter um futuro melhor.

Depois de me formar, iniciei meu doutorado e trabalhei na pesquisa científica da universidade. Na época, meus pais me ligavam com frequência e me lembravam: “Você deve orar mais a Deus e se concentrar em seus estudos”. Meu pai também me perguntou: “Existe uma igreja no seu campus? Você deve ir à igreja”. Mas eu só queria ler a Bíblia em casa e orar a Deus, pois gastava quase todo meu tempo em pesquisa científica e não tinha tempo livre para ir às reuniões. Durante a pesquisa, havia muitos debates acadêmicos. Quando os outros debatiam teorias científicas e a onipotência e soberania de Deus, como pesquisador científico, eu sempre usava pontos de vista científicos para explicar tudo. Mas sem que eu percebesse, meu coração foi se afastando de Deus, eu orava e lia menos a Bíblia e, muitas vezes, me sentia exausto e vazio por dentro. Embora fosse a praias, resorts ou parques com meus colegas nos fins de semana para relaxar, na esperança de aliviar a pressão do trabalho, no fim, ainda me sentia vazio, sem paz nem alegria verdadeiras. No Ano Novo de 2020, orei a Deus e resolvi me aproximar Dele, pedindo que Ele me guiasse e mudasse minha vida, porque viver naquele estado de vazio era exaustivo.

Não demorou, e conheci uma irmã no Facebook que me convidou para uma reunião on-line. Na época, ela disse algo que realmente me comoveu. Ela disse que ler as palavras de Deus e estabelecer um bom relacionamento com Deus é muito importante. Concordei com ela. Eu era cristão, mas gastava todo meu tempo com pesquisas científicas, nunca ia a reuniões para adorar a Deus e raramente orava ou lia a Bíblia. Percebi que eu não tinha um relacionamento normal com Deus, e eu queria estar próximo de Deus, por isso concordei em participar da reunião. Quando li as palavras de Deus e ouvi a comunhão dos meus irmãos, entendi que, nos últimos dias, Deus expressa Suas palavras sob o nome de Deus Todo-Poderoso, que Ele abriu o pergaminho para nós e que Deus retornou dessa vez para fazer a obra de julgar e purificar as pessoas para salvar totalmente a humanidade do pecado. Depois de várias reuniões, eu tinha certeza de que Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus retornado. Fiquei muito animado naquele momento e, feliz, aceitei a obra de Deus dos últimos dias. Depois de uns dois meses, comecei a cumprir um dever na igreja. Ao ler mais da palavra de Deus, aos poucos entendi algumas verdades.

Um dia, li uma passagem da palavra de Deus Todo-Poderoso que ainda está fresca na minha mente. Essa passagem das palavras de Deus tocou meu coração. Deus Todo-Poderoso diz: “Conhecimento é algo que todos consideram ser uma coisa positiva? No mínimo, as pessoas pensam que a conotação da palavra ‘conhecimento’ é mais positiva do que negativa. Então, por que estamos dizendo aqui que Satanás usa o conhecimento para corromper o homem? A teoria da evolução não é um aspecto do conhecimento? As leis científicas de Newton não são uma parte do conhecimento? A atração gravitacional da terra também é uma parte do conhecimento, não é? (Sim.) Por que, então, o conhecimento está listado entre as coisas que Satanás usa para corromper a humanidade? Qual é a visão de vocês sobre isso? O conhecimento tem algum fiapo de verdade nele? (Não.) Então qual é a essência do conhecimento? Com base em que o homem aprende todo o conhecimento que ele adquire? É baseado na teoria da evolução? O conhecimento que o homem ganhou através de exploração e adição não se baseia no ateísmo? Algo desse conhecimento tem conexão com Deus? Ele está conectado com a adoração de Deus? Ele está conectado com a verdade? (Não.) Então como Satanás usa o conhecimento para corromper o homem? Eu acabei de dizer que nada desse conhecimento está conectado com a adoração de Deus ou com a verdade. Algumas pessoas pensam assim sobre isso: ‘Conhecimento pode não ter nada a ver com a verdade, mas ainda assim não corrompe as pessoas’. Qual é a opinião de vocês sobre isso? Você foi ensinado segundo o conhecimento de que a felicidade das pessoas deve ser criada com as próprias mãos? O conhecimento lhe ensinou que o destino do homem está em suas próprias mãos? (Sim.) Que tipo de conversa é essa? (É conversa diabólica.) Absolutamente correto! É conversa diabólica! Conhecimento é um tema complicado para se discutir. Você pode afirmar simplesmente que um campo de conhecimento nada mais é que conhecimento. É um campo do conhecimento que é aprendido sobre a base da não adoração a Deus e da falta de entendimento de que Deus criou todas as coisas. Quando estudam esse tipo de conhecimento, as pessoas não veem Deus como tendo soberania sobre todas as coisas; elas não veem Deus como responsável ou gerenciando todas as coisas. Em vez disso, tudo que elas fazem é pesquisar e explorar infinitamente essa área de conhecimento e buscar respostas baseadas no conhecimento. No entanto, não é verdade que, se as pessoas não creem em Deus e, em vez disso, somente buscam a pesquisa, elas jamais encontrarão as verdadeiras respostas? Tudo que o conhecimento pode lhe dar é um meio de subsistência, um emprego, uma renda para que você não passe fome; mas jamais fará você adorar a Deus e jamais manterá você longe do mal. Quanto mais as pessoas estudarem o conhecimento, mais elas desejarão se rebelar contra Deus, submeter Deus aos seus estudos, tentar Deus e resistir a Deus” (‘O Próprio Deus, o Único V’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus perfuraram meu coração. O tempo todo, eu achara que tinha nascido numa família cristã. Eu acreditava em Deus desde a infância e, embora estudasse ciência e fizesse pesquisa científica, eu só pretendia usar minha pesquisa para conseguir um emprego bom, mudar minha vida e me destacar da multidão no futuro. Nunca considerei se estava negando ou resistindo a Deus. Por meio da revelação da palavra de Deus, percebi que meu raciocínio estava errado. Ciência e conhecimento não são a verdade e não são coisas positivas. Teorias como ateísmo, materialismo e evolução, todas essas coisas que negam Deus têm sua origem em Satanás. Satanás usa conhecimento científico para corromper pessoas, afastar seu coração de Deus e levá-las a negar a existência de Deus. Eu estudava esse conhecimento científico todos os dias, mas ele só me desviava e afastava de Deus, e eu nunca ganharia a verdade dele. Quando fazia minhas pesquisas, meus pensamentos só se ocupavam com opiniões ateístas e com todos os tipos de teorias, como as leis de Newton, gravidade e assim em diante. Como posso descrever isso? Eram essas teorias que me corrompiam como um veneno. Todos os dias, eu usava essas leis e fórmulas para calcular e estudar o que acontece no universo. Quanto mais estudava, mais eu achava que tudo pode ser explicado com princípios científicos. Inconscientemente, comecei a negar a criação e soberania de Deus, e meu coração se afastou cada vez mais de Deus. Se continuasse estudando desse jeito, essas teorias continuariam a me corroer, e eu sempre viveria sob o domínio de Satanás e resistiria a Deus. Quando percebi como o conhecimento científico estava me envenenando, ocorreu-me que eu devia desistir da pesquisa científica, mas eu temi pelo meu futuro se realmente fizesse isso. Uma batalha estava sendo travada no meu coração em relação a se eu devia continuar minha pesquisa ou desistir e fazer outra coisa. Pensei em como eu tinha tentado escapar da minha pobreza. Eu tinha investido muito tempo e energia na busca por status e um bom futuro, mas nunca tinha obtido felicidade verdadeira. Em vez disso, eu me sentia vazio e atormentado. Essa não era a vida que eu queria. Desde que tinha aceitado a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias, eu tinha lido a palavra de Deus e cumprido meu dever como um ser criado, e a vida era diferente agora. Quando mais lia as palavras de Deus Todo-Poderoso, mais me sentia liberto espiritualmente. Meu relacionamento com Deus também era mais íntimo, e eu sentia paz e segurança, o que era algo que nunca tinha sentido antes. Lendo a palavra de Deus, entendi também que era Satanás que me corrompia tão profundamente, e aprendi que a busca da verdade e da vida são as coisas mais significativas. Pensando nisso, decidi passar mais tempo buscando a verdade e cumprindo meu dever.

Depois disso, preguei o evangelho aos meus pais, irmãos e irmãs. Eu lhes disse que o Senhor Jesus tinha retornado para fazer a obra de julgamento nos últimos dias e que Deus Todo-Poderoso expressou muitas verdades para nos purificar e salvar da escravidão do pecado. Eu também disse aos meus pais: “Eu aceitei a nova obra de Deus, entendi muitas das palavras de Deus e encontrei um jeito de ser purificado e salvo, mas ainda há tantos crentes que não conhecem as boas novas do retorno do Senhor. Quero pregar o evangelho a eles”. Eu disse que meu avô foi a vários vilarejos para pregar o evangelho do Senhor Jesus, por isso queria seguir seu exemplo e investir mais tempo e energia espalhando o evangelho do reino de Deus para mais pessoas. Achei que meus pais me apoiariam, e fiquei surpreso quando minha mãe começou a chorar. As lágrimas dela me deixaram triste também. Não foi fácil pensar em todo o dinheiro que meus pais tinham gastado para que eu pudesse ir à escola. Eles esperavam que eu encontraria um bom emprego e cuidaria deles de da minha família no futuro. Se eu gastasse todo o meu tempo pregando o evangelho, tudo que meus pais tinham investido em mim seria em vão, por isso devem ter ficado muito tristes. Quando percebi isso, também comecei a chorar. Eu não queria entristecer meus pais, mas queria cumprir meu dever e pregar o evangelho. Então, orei a Deus para pedir que Ele me desse mais fé para que eu pudesse permanecer firme em meu testemunho. Naquele momento, lembrei-me de uma passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso: “Deus criou este mundo e trouxe o homem, um ser vivo ao qual Ele concedeu a vida, para dentro dele. Em seguida, o homem veio a ter pais e parentes, não estava mais só. Desde que colocou os olhos pela primeira vez neste mundo material, o homem estava destinado a existir dentro da ordenação de Deus. O sopro de vida de Deus sustenta cada ser vivo durante o crescimento até a vida adulta. Nesse processo, ninguém acha que o homem está crescendo sob os cuidados de Deus; ao contrário, eles acreditam que o homem cresce sob o cuidado amoroso dos pais e que é o próprio instinto vital que dirige o seu crescimento. Isso acontece porque o homem não sabe quem concedeu sua vida, ou de onde ela veio, menos ainda como o instinto da vida cria milagres. O homem sabe apenas que o alimento é a base da continuidade da vida, que a perseverança é a fonte da existência da vida e que as crenças em sua mente são o capital do qual sua sobrevivência depende. Da graça e da providência de Deus, o homem é totalmente indiferente, e assim ele desperdiça a vida que lhe foi concedida por Deus… Nem um homem sequer desses humanos de que Deus cuida dia e noite se encarrega de adorá-Lo. Deus apenas continua a operar no homem, de quem não espera mais nada, conforme havia planejado. Ele faz isso na esperança de que um dia o homem acordará de seu sonho e, de repente, perceberá o valor e o propósito da vida, o preço que Deus pagou por tudo que tem dado ao homem e a preocupação ansiosa com a qual Deus espera que o homem volte para Ele” (‘Deus é a fonte da vida do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”). A palavra de Deus me mostrou que Deus me deu minha vida, e que meus pais e a família na qual nasci foram arranjados por Deus. O fato de meus pais terem dado tanto por mim também era o arranjo de Deus. No passado, eu sempre achava que meus pais fizeram isso por mim e acreditava que eu devia viver para satisfazer os desejos dos meus pais e meus ideais, e que devia buscar status e prestígio. Mas a palavra de Deus me fez perceber que não eram meus pais que guiavam minha vida. O que eu fazia em que momento, que papel eu exercia na minha vida — todas essas coisas eram arranjadas por Deus. Eu costumava querer mudar meu destino adquirindo conhecimento, para que minha família tivesse uma vida próspera. Na época, eu não sabia nada sobre a onipotência e soberania de Deus. Agora, eu tinha aceitado a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias, e, ao ler a palavra de Deus, percebi que o destino das pessoas é ordenado por Deus. Que tipo de vida meus pais e minha família teriam no futuro e se teriam um bom destino, isso também estava nas mãos de Deus, era arranjado por Deus, e eu não podia mudar isso. As pessoas devem aceitar a soberania de Deus e obedecer aos Seus arranjos e orquestrações. Quando entendi isso, embora visse meus pais chorando por mim, fiquei mais calmo. Ao mesmo tempo, percebi também que vir para diante de Deus, cumprir seu dever como um ser criado, pregar o evangelho e testificar de Deus é a vida mais significativa e valiosa que podemos viver. Mesmo que meus pais não me entendessem agora, eu não poderia desistir do meu dever. Não importava o que acontecesse, eu queria confiar tudo a Deus e confiar em Deus para ir em frente.

Assim, decidi seguir a Deus e cumprir meu dever com todo o meu coração e desistir dos meus estudos. Primeiro, informei meu professor sobre minha decisão. O professor ficou muito surpreso e me perguntou: “Por que está fazendo essa escolha? É uma questão de dinheiro?”. Ele também me disse que havia um programa de bolsas na universidade, uma oportunidade muito rara, e que ele queria me ajudar. Ele disse também que gostaria de me ver e conversar comigo, mas eu tinha tomado minha decisão, por isso não me encontrei com ele nem retornei sua ligação. O professor me enviou outra carta. Ele queria saber o motivo da minha escolha. Quando olhei para a carta dele, hesitei, mas, no fim, não respondi. Lembrei-me de uma passagem das palavras de Deus Todo-Poderoso: “Em cada passo da obra que Deus faz no interior das pessoas, externamente ela parece consistir em interações entre pessoas, como se nascida de arranjos humanos ou de interferência humana. Mas nos bastidores, cada passo da obra e tudo o que acontece é uma aposta feita por Satanás diante de Deus e requer que as pessoas permaneçam firmes em seu testemunho a Deus. Veja quando Jó foi provado, por exemplo: nos bastidores, Satanás estava fazendo uma aposta com Deus, e o que aconteceu a Jó foram os feitos dos homens e a interferência dos homens. Por trás de cada passo da obra que Deus faz em vocês está a aposta de Satanás com Deus — por trás disso tudo há uma batalha. […] Quando Deus e Satanás lutam no reino espiritual, como você deve satisfazer a Deus e como você deve permanecer firme em seu testemunho a Ele? Você deve saber que tudo que acontece com você é uma grande provação e é o momento em que Deus precisa que você dê testemunho” (‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). A palavra de Deus me mostrou que essas eram tentações de Satanás. Quando decidi seguir a Deus e cumprir meu dever, Satanás sabia que eu ainda queria buscar dinheiro, prestígio e fortuna, por isso usou isso para me enganar e levar a desistir do meu dever. Pensei na tentação de Jó pela sua esposa para negar o nome de Deus. Por fora, parecia que pessoas estavam falando com Jó, mas por trás disso Satanás estava lutando contra Deus. Então pensei que, por fora, parecia que meu professor estava tentando me manter matriculado e me apresentar a um projeto, mas por trás disso estavam os truques de Satanás. Deus queria me colocar na trilha certa na vida. Satanás estava tentando de todos os jeitos que eu rebelasse contra Deus, mas eu não podia permitir que fosse enganado. Eu devia confiar em Deus para experimentar esse ambiente. Então orei a Deus: “Deus! Por favor, dá-me fé e remove meus desejos equivocados. Nesse momento crítico, quero testificar de Ti”. Depois dessa oração, me senti muito seguro. Dois dias depois, escrevi ao professor para dizer-lhe que essa era minha decisão final e que não continuaria minha pesquisa. Depois de enviar a mensagem, senti um alívio enorme e relaxei bastante. Depois disso, parei de pensar nessas coisas. Só pensei em como pregar o evangelho com meus irmãos e em cumprir bem o meu dever.

Depois de alguns meses, eu disse aos meus pais que desistiria dos meus estudos e que a obra de Deus estava prestes a ser concluída, por isso, eu devia me apressar e espalhar o evangelho, para que mais pessoas aceitassem a salvação de Deus. Eles não entenderam, mas quando viram que eu tinha decidido crer em Deus e cumprir o meu dever, eles não disseram mais muito. No processe de cumprir o meu dever, percebi aos poucos que, quando cumprimos nosso dever, podemos ganhar mais da verdade, e a verdade é a coisa mais valiosa na vida. Quando obtive esse entendimento, eu me tornei mais disposto a cumprir o meu dever, me preocupei cada vez menos com minha família e meu futuro e aprende a deixar tudo nas mãos de Deus e a permitir que Deus orquestrasse e arranjasse as coisas. Agora, só penso em como espalhar o evangelho de Deus dos últimos dias para mais pessoas, para que aqueles que vivem sob o domínio de Satanás e que são enganados e prejudicados por ele possam ouvir a voz de Deus, retornar para Deus e ganhar a salvação de Deus nos últimos dias.

O alarme dos últimos dias já tocou e grandes desastres já começaram. Você quer dar as boas-vindas ao retorno do Senhor e ter a chance de receber a proteção de Deus com sua família?

Conteúdo relacionado

O Espírito Santo trabalha de maneira fundamentada

Por algum tempo, embora eu não tivesse deixado de comer e beber das palavras de Deus, nunca senti a luz. Eu orava a Deus por isso, embora eu ainda não tivesse sido iluminada. Então pensei: “Há um tempo para Deus iluminar cada homem, então não há nenhum motivo para tentar apressar.” Continuei seguindo as regras, comendo e bebendo das palavras de Deus sem ansiedade, “pacientemente” esperando a iluminação de Deus.

Dias de busca por fama e ganho

Por Li Min, Espanha“Se o homem desejar ser purificado em sua vida e obter mudanças em seu caráter, se desejar viver uma vida com sentido e...

Entre em contato conosco pelo WhatsApp