Depois que o arcanjo traiu a Deus e induziu os progenitores da humanidade ao pecado, o homem se tornou cada vez mais mau e corrupto e o mundo está se tornando cada vez mais escuro. Mas aqui está o que eu não entendo: Deus é onipotente e onisciente; visto que Ele sabia que o arcanjo O trairia, por que Ele o criou? Após a traição do arcanjo, por que Deus permitiu que ele corrompesse as pessoas na terra?

25 de Março de 2021

Palavras de Deus relevantes:

Primeiro, Deus criou Adão e Eva, e também criou uma serpente. De todas as coisas, a serpente era a mais venenosa; seu corpo continha veneno, que Satanás utilizou para dele tirar proveito. Foi a serpente que tentou Eva a pecar. Adão pecou depois de Eva, e os dois passaram a poder discernir o bem do mal. Se Jeová soubesse que a serpente tentaria Eva e que Eva tentaria Adão, por que colocou todos eles dentro de um jardim? Se Ele foi capaz de predizer essas coisas, por que criou uma serpente e a colocou dentro do Jardim do Éden? Por que o Jardim do Éden continha frutos da árvore do conhecimento do bem e do mal? Ele tinha a intenção de que eles comessem a fruta? Quando Jeová veio, nem Adão nem Eva se atreveram a confrontá-Lo, e foi somente nesse momento que Jeová soube que eles haviam comido o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal e que caíram como presa no embuste da serpente. No final, Ele amaldiçoou a serpente e amaldiçoou Adão e Eva, também. Quando os dois comeram do fruto da árvore, Jeová não estava de modo algum consciente de que eles o estavam fazendo. A humanidade se tornou corrupta a ponto de ser má e sexualmente promíscua, a ponto de as coisas que ela abrigava no coração serem todas más e injustas; era tudo imundície. Assim, Jeová lamentou-Se de ter criado a humanidade. Depois disso, Ele realizou Sua obra de destruir o mundo com um dilúvio, a que Noé e seus filhos sobreviveram. Algumas coisas não são, na realidade, tão avançadas e sobrenaturais quanto as pessoas imaginam. Alguns perguntam: “Visto que Deus sabia que o arcanjo O trairia, por que Ele o criou?”. Estes são os fatos: quando a terra ainda não existia, o arcanjo era o maior dos anjos do céu. Tinha jurisdição sobre todos os anjos no céu; essa era a autoridade que Deus lhe concedera. Com exceção de Deus, era o maior dos anjos do céu. Quando, mais tarde, Deus criou a humanidade, o arcanjo levou a cabo uma maior traição a Deus sobre a terra. Eu digo que ele traiu a Deus porque queria administrar a humanidade e ultrapassar a autoridade de Deus. Foi o arcanjo que tentou Eva a pecar, e agiu assim porque desejava estabelecer seu reino sobre a terra e fazer a humanidade trair a Deus para obedecer a ele. O arcanjo viu que havia muitas coisas que lhe obedeciam — os anjos lhe obedeciam, assim como as pessoas da terra. Os pássaros e os animais, as árvores, as florestas, as montanhas, os rios e todas as coisas sobre a terra estavam sob os cuidados do homem — isto é, de Adão e Eva — enquanto Adão e Eva obedeciam ao arcanjo. O arcanjo, portanto, desejava superar a autoridade de Deus e traí-Lo. Mais tarde, ele levou muitos anjos a traírem a Deus, que então se tornaram vários tipos de espíritos imundos. O desenvolvimento da humanidade, até hoje, não foi causado pela corrupção do arcanjo? A humanidade é apenas o que é hoje porque o arcanjo traiu a Deus e corrompeu a humanidade. Essa obra passo a passo está longe de ser tão abstrata e simples quanto as pessoas talvez imaginem. Satanás realizou sua traição por uma razão, mas as pessoas são incapazes de compreender um fato tão simples. Por que Deus criou os céus e a terra e todas as coisas e também criou Satanás? Visto que Deus despreza tanto Satanás, e Satanás é Seu inimigo, por que Ele criou Satanás? Ao criar Satanás, Ele não estava criando um inimigo? Deus, na verdade, não criou um inimigo; em vez disso, Ele criou um anjo e, mais tarde, o anjo O traiu. Seu status era tão grande que ele desejou trair a Deus. Pode-se dizer que isso foi uma coincidência, mas também foi uma tendência inevitável. É semelhante a como, inevitavelmente, alguém morrerá em certa idade; as coisas já se desenvolveram até esse estágio. Há algumas pessoas tolas e absurdas que dizem: “Como Satanás é o Teu inimigo, por que Tu o criaste? Tu não sabias que o arcanjo Te trairia? Tu não vês de eternidade a eternidade? Tu não conheces a natureza dele? Uma vez que Tu claramente sabias que ele Te trairia, por que Tu o fizeste um arcanjo? Não somente ele Te traiu, ele também levou muitos anjos consigo e desceu ao mundo dos mortais para corromper a humanidade; até hoje, Tu não conseguiste completar o Teu plano de gerenciamento de seis mil anos”. Essas palavras estão corretas? Quando você pensa assim, você não está se fazendo passar por mais problemas do que o necessário? Outros ainda dizem: “Se Satanás não tivesse corrompido a humanidade até os dias atuais, Deus não teria salvado a humanidade dessa maneira. Nesse caso, a sabedoria e a onipotência de Deus teriam sido invisíveis; onde Sua sabedoria se manifestaria? Deus criou, assim, uma raça humana para Satanás, para que ele pudesse, mais tarde, revelar Sua onipotência — caso contrário, como o homem descobriria a sabedoria de Deus? Se o homem não resistisse a Ele e agisse de modo rebelde contra Ele, seria desnecessário que Seus atos se manifestassem. Se toda a criação fosse adorá-Lo e obedecê-Lo, Ele não teria obra a fazer”. Isso é ainda mais distante da realidade das coisas, pois não há nada impuro com relação a Deus e, portanto, Ele não pode criar a impureza. Ele revela Seus atos, agora, apenas para derrotar Seu inimigo, para salvar a humanidade, que Ele criou para derrotar os demônios e Satanás, que O odeiam, O traem e resistem a Ele, que estavam sob Seu domínio e pertenciam a Ele bem no início. Deus quer derrotar esses demônios e, ao fazer isso, revelar Sua onipotência a todas as coisas. A humanidade e todas as coisas na terra estão, agora, sob o império de Satanás e sob o império dos ímpios. Deus quer revelar Seus atos a todas as coisas para que as pessoas possam conhecê-Lo e, assim, derrotar Satanás e vencer completamente Seus inimigos. A totalidade dessa obra é realizada por meio da revelação dos Seus atos. Todas as Suas criaturas estão sob o império de Satanás, por isso Ele deseja revelar Sua onipotência a elas, derrotando, com isso, Satanás. Se não houvesse Satanás, Ele não precisaria revelar Seus atos. Não fosse pela importunação de Satanás, Ele teria criado a humanidade e a teria levado a viver no Jardim do Éden. Por que Ele nunca revelou todos os Seus atos para os anjos ou para o arcanjo antes da traição de Satanás? Se os anjos e o arcanjo O conhecessem e também obedecessem a Ele, no princípio, então, Ele não teria realizado aqueles atos da obra sem sentido. Por causa da existência de Satanás e dos demônios, as pessoas resistem a Ele e estão cheias até a borda com um caráter rebelde, e por isso Deus deseja revelar Seus atos. Porque deseja guerrear com Satanás, Ele deve usar a própria autoridade para derrotar Satanás e deve usar todos os Seus atos para derrotar Satanás; dessa forma, Sua obra de salvação, que Ele realiza em meio à humanidade, permitirá que as pessoas vejam Sua sabedoria e onipotência. A obra que Deus faz hoje é significativa, e de modo algum se assemelha ao que algumas pessoas dizem: “A obra que Tu fazes não é contraditória? Essa sucessão da obra não é apenas um exercício para incomodar a Ti mesmo? Tu criaste Satanás, permitiste que ele Te traísse e resistisse a Ti. Tu criaste a humanidade e depois a entregou a Satanás, e permitiu que Adão e Eva fossem tentados. Já que Tu fizeste todas essas coisas intencionalmente, por que Tu detestas a humanidade? Por que Tu detestas Satanás? Essas coisas não são de Tua autoria? O que há ali para que Tu odeies?”. Muitas pessoas insensatas dirão isso. Elas desejam amar a Deus, mas no coração se queixam de Deus. Que contraditório! Você não entende a verdade, tem demasiadas ideias sobrenaturais e até afirma que Deus cometeu um erro — que insensato você é! É você quem está brincando com a verdade; não foi que Deus cometeu um erro! Algumas pessoas até se queixam repetidamente: “Foste Tu quem criou Satanás e quem lançou Satanás no mundo do homem e deu a humanidade a ele. Quando a humanidade possuía caráter satânico, Tu não a perdoavas; em vez disso, Tu a detestavas até certo ponto. A princípio, Tu amavas a humanidade até certo ponto, mas agora Tu a detestas. Foste Tu quem detestou a humanidade, entretanto foste Tu também quem amou a humanidade. O que exatamente está acontecendo aqui? Isso não é uma contradição?”. Apesar do modo com que vocês veem, foi isso que aconteceu no céu; o arcanjo traiu a Deus dessa maneira, a humanidade foi corrompida dessa maneira e continua até hoje dessa maneira. A despeito de como vocês o digam, essa é a história toda. No entanto, vocês devem entender que Deus faz a obra de hoje para salvar vocês e para derrotar Satanás.

Porque eram especialmente fracos e não possuíam habilidades, os anjos ficaram arrogantes quando receberam autoridade, especialmente o arcanjo, cujo status era superior ao de qualquer outro anjo. Um rei entre os anjos, ele liderou milhões deles e, sob Jeová, sua autoridade superou a de qualquer outro anjo. Ele queria fazer isso e aquilo, e levar os anjos para entre os homens para controlar o mundo. Deus disse que é Ele quem administra o universo; mas o arcanjo alegou que era ele quem administrava do universo — por isso, ele traiu a Deus. No céu, Deus criou outro mundo, e o arcanjo desejava administrar esse mundo e também descer ao reino mortal. Deus poderia permitir que isso acontecesse? Assim, Ele golpeou o arcanjo e o derrubou em pleno ar. Desde que Satanás corrompeu a humanidade, Deus tem travado guerra com ele para salvá-la; tem utilizado esses seis milênios para derrotá-lo. A concepção de vocês sobre um Deus todo-poderoso é incompatível com a obra que Deus está realizando agora; não funciona na prática e é uma grande falácia! Na verdade, Deus apenas declarou que o arcanjo era Seu inimigo depois que ele O traiu. Foi apenas devido à traição que ele espezinhou a humanidade depois de chegar ao reino mortal, e foi por essa razão que a humanidade se desenvolveu até este ponto. Depois disso, Deus fez um juramento a Satanás: “Derrotarei você e salvarei a humanidade, Minha criação”. Satanás não estava convencido, a princípio, e respondeu: “O que Você, honestamente, pode fazer comigo? Você pode realmente me derrubar em pleno ar? Você pode realmente me derrotar?”. Depois que o derrubou em pleno ar, Deus não prestou mais atenção ao arcanjo, e então começou a salvar a humanidade e a conduzir Sua obra, apesar da contínua importunação de Satanás. Tudo o que Satanás pôde fazer foi graças ao poder que Deus lhe deu; ele levou essas coisas consigo para o ar e as tem guardado até hoje. Quando derrubou o arcanjo em pleno ar, Deus não tomou de volta sua autoridade, e assim Satanás continuou a corromper a humanidade. Deus, por outro lado, começou a salvar a humanidade, a quem Satanás havia corrompido após a criação. Deus não revelou Seus atos enquanto estava no céu; no entanto, antes de criar a terra, Ele permitiu que as pessoas no mundo que Ele criou no céu vissem Seus atos, assim guiando as pessoas acima do céu. Ele lhes deu sabedoria e inteligência, e conduziu essas pessoas para viverem naquele mundo. Naturalmente, nenhum de vocês tinha ouvido falar disso antes. Mais tarde, depois que Deus criou a humanidade, o arcanjo começou a corrompê-la; na terra, toda a humanidade estava no caos. Foi só nesse momento que Ele começou Sua guerra contra Satanás, e foi somente nessa época que as pessoas viram Seus atos. No início, tais atos tinham sido ocultados da humanidade. Depois que Satanás foi derrubado em pleno ar, ele se preocupou com seus assuntos, e Deus Se preocupou com Sua obra, continuamente em guerra contra Satanás, até os últimos dias. Agora é a hora em que Satanás deveria ser destruído. No princípio, Deus lhe deu autoridade e, mais tarde, o derrubou em pleno ar, entretanto ele permaneceu desafiador. Depois disso, ele corrompeu a humanidade sobre a terra, mas Deus estava lá gerenciando a humanidade. Deus usa a Sua gestão de pessoas para derrotar Satanás. Ao corromper as pessoas, Satanás põe fim ao destino delas e perturba a obra de Deus. Por outro lado, a obra de Deus é a salvação da humanidade. Qual etapa da obra de Deus não tem a intenção de salvar a humanidade? Qual etapa não pretende purificar as pessoas, fazê-las ter comportamento justo e viver sendo a imagem de pessoas que podem ser amadas? Satanás, no entanto, não faz isso. Ele corrompe a humanidade; ele realiza continuamente sua obra para corromper a humanidade em todo o universo. Claro, Deus também faz a Sua obra, ignorando Satanás. Não importa quanta autoridade Satanás tem, sua autoridade ainda foi dada por Deus; na verdade, Deus simplesmente não deu toda a Sua autoridade, e, portanto, não importa o que faça, ele não pode sobrepujar a Deus e está sempre ao alcance Dele. Deus não revelou nenhum dos Seus atos enquanto estava no céu. Ele simplesmente deu a Satanás uma pequena porção de autoridade para permitir que ele exercesse controle sobre os outros anjos. Portanto, não importa o que faça, ele não pode ultrapassar a autoridade de Deus, porque a autoridade que Deus originalmente lhe deu é limitada. Enquanto Deus opera, Satanás incomoda. Nos últimos dias, sua importunação terá fim; da mesma forma, a obra de Deus será terminada, e o tipo de pessoa que Deus deseja completar será completado. Deus conduz as pessoas de modo positivo; Sua vida é água viva, imensurável e sem limites. Satanás corrompeu o homem até certo grau; no final, a viva água da vida completará o homem, e será impossível para Satanás interferir e realizar a sua obra. Assim, Deus poderá ganhar essas pessoas completamente.

Extraído de ‘Você deveria saber como toda a humanidade se desenvolveu até hoje’ em “A Palavra manifesta em carne

Não importa quanto a humanidade ficou corrupta nem como a serpente a tentou, Jeová ainda tinha Sua sabedoria; desse modo, Ele tem se empenhado em obra nova desde que criou o mundo, e nenhum dos passos dessa obra jamais se repetiu. Satanás tem, continuamente, executado intrigas, a humanidade tem sido corrompida continuamente por Satanás, e Deus Jeová também tem continuamente realizado a Sua sábia obra. Ele jamais falhou, e Ele nunca cessou Sua obra desde a criação do mundo até agora. Depois que a humanidade foi corrompida por Satanás, Ele trabalhou continuamente entre as pessoas para derrotar Seu inimigo, que era a fonte da corrupção. Essa batalha continuará do começo até o fim do mundo. Ao fazer toda essa obra, Ele não apenas permitiu que a humanidade, que foi corrompida por Satanás, recebesse Sua grande salvação, mas também permitiu que ela visse Sua sabedoria, onipotência e autoridade. Ademais, no final, Ele permitirá que a humanidade veja Seu justo caráter — punindo os maus e recompensando os bons. Ele tem lutado contra Satanás até hoje e nunca foi derrotado, porque Ele é um Deus sábio, e Sua sabedoria é exercida com base nas intrigas de Satanás. Portanto, Ele não apenas faz que tudo no céu se submeta à Sua autoridade, mas também faz com que tudo sobre a terra descanse sob o estrado dos Seus pés e, não por último, faz com que os ímpios, que invadem e perturbam a humanidade, caiam em Seu castigo. Todos os resultados da obra são ocasionados por causa da Sua sabedoria. Ele nunca havia revelado Sua sabedoria antes da existência da humanidade, porque não tinha inimigos no céu, na terra ou no universo inteiro, e não havia forças das trevas que invadissem qualquer coisa em meio à natureza. Depois que o arcanjo O traiu, Ele criou a humanidade sobre a terra, e foi por causa da humanidade que Ele iniciou formalmente Sua guerra de milênios com Satanás, o arcanjo — uma guerra que se torna mais acirrada a cada estágio sucessivo. Sua onipotência e sabedoria estão presentes em cada um desses estágios. Somente então tudo no céu e na terra testemunhou a sabedoria, a onipotência e, especialmente, a realidade de Deus. Ele ainda conduz Sua obra da mesma maneira realista até hoje; além disso, ao realizar Sua obra, Ele também revela Sua sabedoria e onipotência. Ele permite que vocês vejam a verdade interior de cada estágio da obra, que vejam exatamente como explicar a onipotência de Deus, e, ademais, que vejam uma explicação definitiva da realidade de Deus.

Extraído de ‘Você deveria saber como toda a humanidade se desenvolveu até hoje’ em “A Palavra manifesta em carne”

Todo o Meu plano de gerenciamento, o plano de gerenciamento de seis mil anos, consiste em três etapas, ou três eras: a Era da Lei do início, a Era da Graça (que também é a Era da Redenção) e a Era do Reino dos últimos dias. Minha obra nessas três eras difere em conteúdo de acordo com a natureza de cada uma, mas em cada estágio essa obra beneficia as necessidades do homem — ou, para ser mais preciso, é feita de acordo com as artimanhas que Satanás emprega na guerra que Eu travo contra ele. O propósito da Minha obra é derrotar Satanás, tornar manifestas Minha sabedoria e onipotência, expor todas as artimanhas de Satanás e, assim, salvar a raça humana inteira, que vive sob o império de Satanás. É mostrar Minha sabedoria e onipotência e revelar a monstruosidade inaceitável de Satanás; mais que isso ainda, é permitir que todos os seres criados discriminem entre o bem e o mal, saibam que sou o Governante de todas as coisas, vejam claramente que Satanás é o inimigo da humanidade, um degenerado, o maligno, e permitir que digam, com absoluta certeza, a diferença entre o bem e o mal, a verdade e a falsidade, a santidade e a impureza, o que é extraordinário e o que é desprezível. Assim, a humanidade ignorante será capaz de testemunhar de Mim, que não sou Eu quem corrompe a humanidade, e somente Eu — o Criador — posso salvar a humanidade, posso conceder às pessoas as coisas de que podem desfrutar; e elas passarão a saber que Eu sou o Governante de todas as coisas e Satanás é simplesmente um dos seres que criei e que mais tarde se voltou contra Mim. O Meu plano de gerenciamento de seis mil anos está dividido em três etapas, e Eu opero assim para alcançar o resultado de capacitar os seres criados a darem testemunho de Mim e compreenderem a Minha vontade e entenderem que Eu sou a verdade.

Extraído de ‘A verdadeira história por trás da obra da Era da Redenção’ em “A Palavra manifesta em carne”

Assim é o gerenciamento de Deus: entregar a humanidade a Satanás — uma humanidade que não sabe o que Deus é, o que o Criador é, como adorar a Deus nem por que é necessário submeter-se a Deus — e permitir que Satanás a corrompa. Passo a passo, Deus então retoma o homem das mãos de Satanás, até que o homem adore a Deus e rejeite Satanás completamente. Esse é o gerenciamento de Deus. Isso pode soar como um conto mítico e pode parecer desconcertante. As pessoas acham que isso é uma história mítica, pois não têm ideia de quanto tem acontecido ao homem nos milhares de anos passados, muito menos sabem quantas histórias aconteceram no cosmo e no firmamento. E, além disso, isso é por que elas não conseguem apreciar o mundo mais surpreendente e temeroso que existe além do mundo material, o qual seus olhos mortais as impedem de ver. Parece incompreensível ao homem, porque ele não tem o entendimento do significado da salvação da humanidade por Deus nem do significado da Sua obra de gerenciamento e não compreende como Deus deseja que a humanidade seja no fim das contas. É ser completamente não corrompida por Satanás, como Adão e Eva foram? Não! O propósito do gerenciamento de Deus é ganhar um grupo de pessoas que adorem a Deus e se submetam a Ele. Embora essas pessoas tenham sido corrompidas por Satanás, elas não veem mais Satanás como seu pai; elas reconhecem a cara repulsiva de Satanás e a rejeitam, e vêm diante de Deus para aceitar Seu julgamento e castigo. Elas ficam sabendo o que é feio e como isso contrasta com o que é santo, e reconhecem a grandeza de Deus e a maldade de Satanás. Uma humanidade como essa não trabalhará mais para Satanás, nem o adorará, nem o consagrará. Isso porque ela é um grupo de pessoas que foram verdadeiramente ganhas por Deus. Esse é o significado da obra de Deus de gerenciar a humanidade.

Extraído de ‘O homem só pode ser salvo em meio ao gerenciamento de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.