O que eu experimentei ao investigar o caminho verdadeiro

01 de Agosto de 2022

Por Florence, Indonésia

Quando criança, eu seguia meus pais na fé no Senhor. Mais tarde, tornei-me professora e dei aulas sobre educação cristã e moral. Agora, leciono numa escola pública de ensino médio no norte de Sumatra. Uma noite, em março de 2020, entrei no YouTube à procura de sermões que poderia usar como exemplos nas minhas aulas. Assisti a dezenas de sermões noite adentro, mas todos eram velhos, banais e não ofereciam luz. Ao assistir a eles, fiquei entediada. Então vi um filme cristão: “Que bela voz”. De imediato, esse filme chamou a minha atenção. No vídeo, vi algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso e ouvi uma comunhão sobre o retorno do Senhor, coisas que nunca tinha ouvido antes. Eu já tinha assistido a alguns filmes espirituais, mas nunca tinha visto um filme que tivesse me chocado tanto. Depois disso, vi outro filme, chamado “O nome de Deus mudou?!”, e isso me deixou curiosa, e eu assisti até o fim. Nessa noite, pensando no que eu tinha visto no filme, não consegui dormir. O nome de Deus realmente tinha mudado? Sobretudo, eu queria saber: era apenas uma história ou aquilo que o filme alegava era verdade, que Deus tinha realmente retornado? As palavras que liam eram realmente as palavras de Deus? Se Deus tivesse retornado e Seu nome tivesse mudado, não seria terrível se eu perdesse isso? Eu queria muito encontrar as respostas pra essas perguntas.

Mais tarde, por causa da epidemia, eu precisei trabalhar em casa e tive muito tempo para assistir a esses filmes na internet. Eu estava muito feliz, pois até então nunca tinha visto filmes cristãos tão bons. Compartilhei esses filmes na minha linha de tempo no Facebook para que os outros também pudessem vê-los. Muitos comentaram que gostaram, mas também vi alguns comentários que atacavam a Igreja de Deus Todo-Poderoso, e um pastor me aconselhou a não postar nada sobre a Igreja de Deus Todo-Poderoso. Eu não sabia que todos esses filmes eram da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Só percebi quando o pastor me contou. Por curiosidade, pesquisei a Igreja de Deus Todo-Poderoso na internet e encontrei um site chamado “EVANGELHO DA DESCIDA DO REINO”. Comecei a ler o conteúdo do site e vi algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso. “No reino, as miríades de coisas criadas começam a reviver e a reaver sua força vital. Devido a mudanças no estado da terra, os limites entre uma terra e outra também começam a mudar. Outrora, Eu profetizei: quando terra se dividir de terra, e terra se unir com terra, é quando Eu esmagarei todas as nações em pedacinhos. Nesse momento, renovarei toda a criação e repartirei o universo inteiro, colocando o universo em ordem, transformando seu velho estado em um novo. Esse é o Meu plano. Essas são Minhas obras. Quando todas as nações e todos os povos do mundo voltarem e se apresentarem diante do Meu trono, Eu então tomarei toda a abundância do que há no céu e a conferirei ao mundo humano, de modo que, graças a Mim, ele ficará repleto de inigualável abundância. Mas enquanto o velho mundo continuar existindo, Eu lançarei Minha raiva sobre suas nações, promulgando abertamente os Meus decretos administrativos por todo o universo, e enviando castigo sobre quem quer que os viole:

Quando Eu volto a Minha face ao universo para falar, toda a humanidade ouve a Minha voz e então vê todas as obras que Eu realizei por todo o universo. Aqueles que forem contrários à Minha vontade, isto é, que se opõem a Mim com os feitos do homem, cairão sob o Meu castigo. Eu tomarei as numerosas estrelas dos céus e as farei de novo e, graças a Mim, o sol e a lua serão renovados — os céus não serão mais como eram; as miríades de coisas na terra serão renovadas. Tudo se tornará completo mediante Minhas palavras. As muitas nações do universo serão redivididas e substituídas pelo Meu reino, de modo que as nações sobre a terra desaparecerão para sempre e tudo se tornará um reino que Me adora; todas as nações da terra serão destruídas e deixarão de existir. Dos seres humanos do universo, todos aqueles que pertencem ao diabo serão exterminados; todos os que adoram Satanás serão abatidos pelo Meu fogo ardente — isto é, exceto aqueles que agora estão na corrente, o resto será transformado em cinzas. Quando Eu castigar os muitos povos, aqueles que estiverem no mundo religioso, em extensões diferentes, voltarão para o Meu reino, conquistados por Minhas obras, porque terão visto o advento do Santo vindo numa nuvem branca. Toda a humanidade seguirá a própria espécie e receberá castigos que variam conforme suas ações. Aqueles que se levantaram contra Mim irão todos perecer; quanto àqueles cujos feitos na terra não Me envolveram, por causa da maneira como se absolveram, continuarão a existir na terra sob a governança dos Meus filhos e do Meu povo. Eu Me revelarei à miríade de povos e à miríade de nações, ressoando com Minha própria voz sobre a terra, proclamando a completude da Minha grande obra, para que toda humanidade veja com os próprios olhos” (‘Capítulo 26’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”). Essas palavras abalaram meu coração, e eu o senti tremer. A autoridade nessas palavras me chocou. Havia uma majestade nelas que não tolerava ofensa. Senti que essas palavras tinham autoridade e poder e que nenhum humano poderia dizer essas palavras; pareciam ser de Deus. Foi uma sensação que não consigo descrever. Ao mesmo tempo, eu estava meio confusa. Pensei: “Todos os atores nesses filmes são chineses, por que esses filmes foram feitos por chineses? A China é um país governado por um partido ateu, e os chineses costumam queimar incenso e adorar Buda e ídolos. O Senhor poderia retornar na China? Essas palavras são mesmo as palavras de Deus?”. Eu fiquei muito confusa. Quanto mais confusa ficava, mais eu queria entender o que estava acontecendo. Então, por meio do contato informado no site, fui conectada com uma irmã. Ela me perguntou se eu gostaria de ir a uma reunião. Eu disse que queria saber mais sobre a palavra e verdade de Deus Todo-Poderoso, então ela me ajudou a me unir a um grupo de reuniões on-line e também leu as palavras de Deus Todo-Poderoso para mim e comungou sobre os mistérios da encarnação de Deus e os três estágios da obra de Deus. Ouvi com atenção a comunhão dela e encontrei respostas para a minha confusão e também recebi algumas notícias maravilhosas de que o Senhor realmente tinha retornado e que Ele veio em carne encarnada. Você deve ter ficado entusiasmada. Mas não demorou, e fui perturbada e impedida mais uma vez por um pastor da religião.

Um pastor me enviou algumas palavras atacando a Igreja de Deus Todo-Poderoso no Facebook, dizendo: “A Igreja de Deus Todo-Poderoso é heresia. Dizem que as palavras de Deus Todo-Poderoso são as palavras de Deus, mas elas não estão na Bíblia. Como cristã, você deve saber que não existe palavra de Deus fora da Bíblia. Afaste-se deles agora!”. Outros irmãos no grupo também receberam mensagens do pastor. Algumas pessoas, com as quais eu tivera uma relação boa, saíram do grupo de reuniões após ouvirem o pastor e me aconselharam a sair também. No início, fiquei confusa. Pensei: “Ele é um pastor e sabe mais sobre a Bíblia do que eu. Talvez ele esteja dizendo a verdade”. Por isso, quis descobrir se a Igreja de Deus Todo-Poderoso era heresia ou não. Eu não acreditei tão fácil naquilo que o pastor dizia, pois eu tinha lido algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso e senti que essas palavras eram realmente a verdade. As palavras tinham autoridade e pareciam ser a voz de Deus. Essas palavras realmente iam além da Bíblia; o que, então, estava acontecendo? Busquei com a irmã Elsa da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Ela me enviou um versículo da Bíblia. Era o versículo 25 do capítulo 21 do evangelho de João. “E ainda muitas outras coisas há que Jesus fez; as quais, se fossem escritas uma por uma, creio que nem ainda no mundo inteiro caberiam os livros que se escrevessem.” A irmã Elsa comungou e disse: “Esse versículo nos mostra que nem todos os atos e palavras do Senhor Jesus foram registrados na Bíblia. Na época, o apóstolo João estava com o Senhor Jesus, e ele ouviu muito mais palavras do Senhor Jesus do que estão registradas na Bíblia. Agora, pense um pouco. Quando o Senhor Jesus operou, Ele pregou sermões por pelo menos três anos. Se Ele tivesse falado por uma hora todos os dias, quanto Ele teria dito ao longo de três anos? Muito mais do que qualquer um conseguiria contar. Como Suas palavras podem ser apenas as palavras registradas na Bíblia? Na verdade, as palavras de Deus na Bíblia são muito limitadas. Definitivamente não são tudo que Deus disse na época. Isso é um fato inegável. O pastor diz: ‘Não existem palavras de Deus fora da Bíblia’. Ele diz isso baseado em quê?”. Ouvi isso e pensei: “Sim, o que o pastor disse não concorda com os fatos. É um erro”. Eu tinha lido a Bíblia, mas nunca dei atenção a esse versículo no evangelho de João. Só então percebi que esse versículo já nos diz que nem todas as palavras de Deus estão na Bíblia. Então a irmã Elsa me mandou alguns outros versículos bíblicos. Ela me enviou João 16:12-13: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras.” E mandou também vários versículos do Apocalipse. “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 2:7). “Vi na destra do que estava assentado sobre o trono um livro escrito por dentro e por fora, bem selado com sete selos. Vi também um anjo forte, clamando com grande voz: Quem é digno de abrir o livro e de romper os seus selos? E ninguém no céu, nem na terra, nem debaixo da terra, podia abrir o livro, nem olhar para ele. E eu chorava muito, porque não fora achado ninguém digno de abrir o livro nem de olhar para ele. E disse-me um dentre os anciãos: Não chores; eis que o Leão da tribo de Judá, a raiz de Davi, venceu para abrir o livro e romper os sete selos” (Apocalipse 5:1-5). Depois de lermos os versículos, a irmã Elsa comungou: “As palavras do Senhor Jesus são muito claras: ele ainda tem muitas coisas para nos contar, mas a estatura das pessoas na época era baixa demais para aceitá-las, por isso o Espírito da verdade virá nos últimos dias para nos guiar a toda a verdade, o que significa que, quando o Senhor Jesus retornar, Ele expressará mais verdades e nos dirá o que está por vir. Isso prova que Deus tem obra e palavras novas fora da Bíblia. Como, então, algumas pessoas podem dizer: ‘Todas as palavras de Deus estão na Bíblia, e fora da Bíblia não há palavras nem obra de Deus’? Isso não é negar a palavra de Deus?”. Depois da comunhão dela, entendi que o pastor errou ao limitar as palavras e a obra de Deus à Bíblia e que Deus dirá mais palavras nos últimos dias, muito mais do que a Bíblia registra. O Apocalipse menciona que ninguém pode abrir nem ler o pergaminho fechado, então é claro que o pergaminho não é a Bíblia, pois nós podemos ler a Bíblia todos os dias. Quando o Senhor Jesus retornar, Ele abrirá o pergaminho e nos dirá o que ele diz. Entendi então que Deus dirá palavras novas fora da Bíblia.

Então, lemos algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso. “As coisas que estão registradas na Bíblia são limitadas; elas não podem representar a obra de Deus em sua plenitude. Os Quatro Evangelhos têm, juntos, menos de cem capítulos nos quais está escrito um número limitado de acontecimentos, tais como Jesus amaldiçoar a figueira, Pedro negar o Senhor três vezes, Jesus aparecer aos discípulos após Sua crucificação e ressurreição, ensinar sobre o jejum, ensinar sobre a oração e sobre o divórcio, o nascimento e a genealogia de Jesus, a escolha dos discípulos por Jesus, e assim por diante. Entretanto, o homem as valoriza como tesouros, até comparando a obra de hoje com elas. Ele até acredita que toda a obra que Jesus fez em Sua vida só equivaleu a esse tanto, como se Deus só fosse capaz de fazer esse tanto e nada além disso. Não é absurdo?” (‘O mistério da encarnação (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Na época, Jesus só deu aos discípulos uma série de sermões na Era da Graça sobre assuntos tais como a maneira de praticar, como se reunir, como suplicar em oração, como tratar os outros e assim por diante. A obra que Ele realizou foi a da Era da Graça, e Ele explicou apenas como os discípulos e aqueles que O seguiam deveriam praticar. Jesus só fez a obra da Era da Graça e nada da obra dos últimos dias. Quando Jeová estabeleceu a lei do Antigo Testamento na Era da Lei, por que Ele não realizou, na época, a obra da Era da Graça? Por que Ele não esclareceu, com antecedência, a obra da Era da Graça? Isso não teria ajudado o homem a aceitá-la? Ele apenas profetizou que uma criança do sexo masculino nasceria e chegaria ao poder, mas Ele não executou antecipadamente a obra da Era da Graça. A obra de Deus em cada era tem limites claros; Ele só realiza a obra da era atual e nunca executa a próxima etapa da obra antecipadamente. Somente assim é que a Sua obra representativa de cada era pode ser evidenciada. Jesus falou apenas dos sinais dos últimos dias, de como ser paciente e de como ser salvo, de como se arrepender e como confessar, e também de como carregar a cruz e suportar o sofrimento; mas Ele nunca falou de como o homem dos últimos dias deveria alcançar entrada, nem de como deveria buscar satisfazer a vontade de Deus. Dessa forma, não é ridículo buscar na Bíblia a obra de Deus dos últimos dias? O que você é capaz de ver simplesmente segurando a Bíblia? Seja um expositor da Bíblia ou um pregador, quem poderia ter visto a obra de hoje com antecedência?” (‘Como o homem que delimitou Deus em suas noções pode receber as revelações de Deus?’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus Todo-Poderoso me mostraram que a Bíblia é só um livro de história. Ela registra dois estágios da obra realizada por Deus, na Era da Lei e na Era da Graça, e tanto o Antigo como o Novo Testamento foram compilados por pessoas muitos anos após a obra de Deus. Foi só depois de Deus operar que registros disso apareceram na Bíblia. Portanto, as palavras e a obra de Deus nos últimos dias não poderiam ser registradas na Bíblia de antemão. Se limitamos Deus à Bíblia e achamos que não há nenhuma palavra de Deus fora da Bíblia, essa opinião é extremamente absurda. Eu tinha acreditado no Senhor por décadas, mas só então entendi o que era a Bíblia! Então a irmã Elsa continuou sua comunhão. Ela disse: “Deus é a fonte da vida, e suas palavras são intermináveis e infinitas. Desde a criação até o presente, Deus sempre tem falado, operado, conduzido ao suprimento e salvado pessoas. A obra de Deus nunca foi constrangida por qualquer pessoa nem coisa, muito menos pela Bíblia. Deus fala palavras novas e faz obra nova com base em Seu plano de gerenciamento e nas necessidades do homem, e Suas palavras e obra nunca se repetem. Na Era da Lei, Deus Jeová promulgou a lei para guiar as pessoas a viver na terra e disse muitas palavras. Mas na Era da Graça, o Senhor Jesus pregou o caminho do arrependimento, operou para redimir a humanidade e falou muito. Essas palavras não estão registradas no Antigo Testamento e estão fora dele. Deus Todo-Poderoso veio nos últimos dias para expressar a verdade com base na obra do Senhor Jesus, para fazer a obra de julgamento, a começar pela casa de Deus, que purifica e salva plenamente a humanidade do pecado e de sua escravidão e leva as pessoas para o reino de Deus. Esse é um estágio mais novo e mais elevado de obra, algo que a Bíblia não poderia ter registrado de antemão. Se usarmos a Bíblia cegamente para avaliar e delimitar a obra de Deus, nós nos tornamos pessoas que resistem a Deus, iguais aos fariseus que resistiram ao Senhor Jesus. Eles se agarraram com teimosia às escrituras, condenaram e resistiram loucamente ao Senhor Jesus por causa das Suas palavras e obra fora do Antigo Testamento e, por fim, pregaram o Senhor Jesus na cruz. Foi uma tragédia tão grande!” Então, lemos mais duas passagens da palavra de Deus Todo-Poderoso. “Os fariseus judeus usaram a lei de Moisés para condenar Jesus. Eles não buscavam compatibilidade com o Jesus daquela época, mas seguiam diligentemente a lei à risca, a ponto de, no fim, pregarem o inocente Jesus à cruz, acusando-O de não seguir a lei do Velho Testamento e de não ser o Messias. Qual era a substância deles? Não era que eles não buscavam o caminho da compatibilidade com a verdade? Eram obcecados por toda e qualquer palavra das Escrituras sem, no entanto, prestar atenção à Minha vontade, às etapas e aos métodos da Minha obra. Eles não eram pessoas que buscavam a verdade, mas pessoas que se agarravam rigorosamente às palavras; não eram pessoas que acreditavam em Deus, mas que acreditavam na Bíblia. Eram, em essência, os cães de guarda da Bíblia. A fim de salvaguardar os interesses da Bíblia, de preservar a dignidade e proteger a reputação da Bíblia, chegaram a ponto de pregar o misericordioso Jesus na cruz. Fizeram isso simplesmente para defender a Bíblia, para manter a posição de toda e qualquer palavra da Bíblia no coração das pessoas. Então, preferiram renunciar ao futuro e à oferta pelo pecado para condenar Jesus, que não estava em conformidade com a doutrina das Escrituras, com a morte. Não eram todos eles lacaios de toda e qualquer palavra das Escrituras?” (‘Você deve buscar o caminho da compatibilidade com Cristo’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Afinal, o que é maior: Deus ou a Bíblia? Por que Deus deve operar de acordo com a Bíblia? Será que Deus não tem o direito de ir além da Bíblia? Deus não pode Se afastar da Bíblia e fazer outra obra? Por que Jesus e Seus discípulos não guardavam o sábado? Se Ele tivesse que praticar à luz do sábado e de acordo com os mandamentos do Antigo Testamento, por que Jesus não guardou o sábado depois que veio, mas, em vez disso, lavou os pés, cobriu a cabeça, partiu o pão e bebeu vinho? Tudo isso não está ausente dos mandamentos do Antigo Testamento? Se Jesus honrava o Antigo Testamento, por que Ele rompeu com essas doutrinas? Você deve saber qual veio primeiro, Deus ou a Bíblia! Sendo o Senhor do sábado, Ele não poderia também ser o Senhor da Bíblia?” (‘A respeito da Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”). Ela continuou a comunhão dela: “Pastores e presbíteros são iguais aos fariseus que resistiram ao Senhor Jesus. Eles adoram cegamente a Bíblia e tratam a Bíblia igual a Deus. Sempre defendem o livro, mas nunca buscam os passos de Deus e nunca ouvem para ver se é a voz de Deus. Veem que as palavras e a obra de Deus Todo-Poderoso não estão registradas na Bíblia, então condenam, resistem e tentam impedir freneticamente que as pessoas investiguem o caminho verdadeiro. Eles não são apenas fariseus modernos? Não conseguem ver que a Bíblia é só um registro da obra passada de Deus, um livro que crentes em Deus devem ler, mas que a Bíblia não pode representar Deus nem pode operar no lugar de Deus para salvar as pessoas. Se as pessoas acreditam em Deus, mas só seguem a Bíblia e as palavras e a obra de Deus do passado, elas não podem ganhar a verdade e a vida. O que mais importa é acompanhar os passos de Deus e aceitar a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso para nos livrar do pecado. Só então podemos entrar no reino de Deus. Todas essas verdades expressas por Deus Todo-Poderoso são as palavras do Espírito Santo para as igrejas. Só essas palavras podem purificar e salvar as pessoas completamente e só esse é o caminho da vida eterna que Deus concede às pessoas nos últimos dias. Se não acompanharmos este estágio da obra, seremos abandonados e expulsos por Deus e cairemos em desastre e seremos punidos”. Senti que tinha ganhado muito com a comunhão da irmã. Quando obtive um entendimento objetivo da Bíblia, não me senti mais perturbada. Isso me mostrou que, sempre que Deus aparece e opera, os líderes religiosos resistem a Deus e se tornam hostis a Ele. A fim de proteger seus interesses, eles criam todo tipo de falácia para condenar a obra de Deus e impedir que as pessoas aceitem o caminho verdadeiro. Se você não entender a verdade e não souber discernir, sua calúnia enganará você, você os seguirá, resistindo e rejeitando Deus, e perderá a salvação de Deus, o que é muito trágico. Eu disse a mim mesma: “Devo me equipar com a verdade e aprender a discernir. Não quero rejeitar Deus”.

Mais ou menos um mês depois, outro pastor me incomodou com mensagens pelo Messenger e WhatsApp. Ele disse: “O Senhor Jesus nasceu dois mil anos atrás, o que cumpriu a profecia bíblica. Agora, você diz que o Senhor retornou como uma mulher. Existe alguma profecia na Bíblia de que o Senhor retornaria como uma mulher? É impossível que o Senhor venha encarnado, muito menos Ele virá como uma mulher. O Deus Todo-Poderoso em que você crê é uma pessoa”. Ao mesmo tempo, dois outros pastores me atacaram juntos. Eles julgaram e condenaram, dizendo que a minha crença era equivocada. Eu lhes disse que não podemos definir Deus. A essência de Deus é Espírito, e Ele não tem gênero. Foi só porque Sua obra exigia isso que Ele se tornou carne e assumiu a forma de um homem. Acreditamos em Deus Todo-Poderoso porque Ele tem a essência divina de Deus e pode expressar a verdade, não por causa de sua aparência carnal.

Também busquei com a irmã Elsa, e ela comungou: “Muitas profecias na Bíblia falam da encarnação de Deus como o Filho do homem nos últimos dias, tais como ‘a vinda do Filho do homem’, ‘o Filho do homem se há de manifestar’ e ‘virá o Filho do homem’. Agora, Deus Todo-Poderoso veio para expressar a verdade e fazer a obra de julgamento nos últimos dias, o que cumpre totalmente essas profecias. Deus vem como mulher nos últimos dias, o que realmente não se conforma às noções humanas, mas quanto menos a obra de Deus se alinha com as nossas noções, mais ela contém um mistério e é significativa. Quais sãs as verdades e os mistérios da encarnação de Deus como mulher? Leiamos a palavra de Deus Todo-Poderoso para descobrir”. Quando terminou, minha irmã me enviou a palavra de Deus. “Cada estágio da obra feita por Deus tem seu próprio significado prático. No passado, quando Jesus veio, Ele veio em forma masculina, mas quando Deus vem desta vez, Sua forma é feminina. A partir disso, você pode ver que a criação tanto dos homens quanto das mulheres por Deus pode ser de uso em Sua obra e, para Ele, não há distinção de gênero. Quando o Seu Espírito vem, Ele pode assumir qualquer tipo de carne que quiser, e tal carne pode representá-Lo; seja homem ou mulher, ela pode representar a Deus, contanto que seja a Sua carne em pessoa. […] Para Deus, não há distinção de gênero. Ele faz a Sua obra como Ele deseja e, ao fazer a Sua obra, Ele não está sujeito a quaisquer restrições, mas é especialmente livre. Entretanto, cada estágio da obra tem seu próprio significado prático. Deus Se tornou carne duas vezes, e é evidente que a Sua encarnação durante os últimos dias é a última vez. Ele veio para tornar conhecidos todos os Seus feitos. Se, neste estágio, Ele não tivesse Se tornado carne para, de modo pessoal, fazer a obra para o homem testemunhar, o homem se agarraria para sempre à noção de que Deus é somente homem, não mulher. Antes disso, toda a humanidade cria que Deus podia ser somente homem e que uma mulher não poderia ser chamada de Deus” (‘As duas encarnações completam o significado da encarnação’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Se Ele fosse encarnado apenas como um varão, as pessoas O definiriam como homem, como o Deus dos homens, e nunca acreditariam Nele como o Deus das mulheres. Os homens acreditariam que Deus pertence ao mesmo gênero deles, que Deus é o cabeça dos homens. E as mulheres? Isso é injusto; não é um tratamento preferencial? Se esse fosse o caso, então todos a quem Deus salvou seriam homens como Ele e não haveria salvação para as mulheres. Quando criou a humanidade, Deus criou Adão e criou Eva. Ele não criou apenas Adão, mas criou os dois, homem e mulher, à Sua imagem. Deus não é só o Deus dos homens: também é o Deus das mulheres” (‘A visão da obra de Deus (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”). A irmã Elsa continuou sua comunhão, dizendo: “Deus é Espírito, sem forma e sem gênero, mas porque deseja operar para salvar a humanidade, Ele encarna na forma de um homem ou de uma mulher para aparecer e operar no mundo humano. Na primeira vez, Deus veio encarnado como homem, e nos últimos dias Ele se torna uma mulher. Ele faz isso para permitir que as pessoas entendam Deus melhor e aprendam a não delimitá-Lo. No início, Deus criou os humanos à Sua imagem, não só o homem, também a mulher. Portanto, o Deus encarnado pode ser homem ou mulher. Se o Deus encarnado fosse sempre homem, as pessoas determinariam que Deus sempre será homem, achando equivocadamente que Deus é o Deus dos homens e que Deus só salva os homens, e não as mulheres. Isso não é entender Deus errado? Aos olhos de Deus, homens e mulheres são iguais. Deus salva homens e mulheres, pois tanto os homens como as mulheres são criados por Deus. Não importa se Deus encarna como homem ou mulher, Ele continua sendo Deus, e a essência de Deus nunca mudará, e Ele ainda pode expressar a verdade e completar a obra de salvar a humanidade. Não podemos negar a encarnação, a aparição e a obra de Deus só porque Deus encarna como mulher.”

Mais tarde, li algumas palavras de Deus Todo-Poderoso que iluminaram meu coração. Deus Todo-Poderoso diz: “Deixem de lado suas opiniões sobre o ‘impossível’! Quanto mais as pessoas acreditam que algo é impossível, mais provável é que isso ocorra, pois a sabedoria de Deus se eleva acima dos céus, os pensamentos de Deus são mais elevados que os pensamentos do homem e a obra de Deus transcende os limites do pensamento e das noções do homem. Quanto mais algo for impossível, mais há verdade para ser buscada; quanto mais algo estiver além das noções e da imaginação do homem, mais irá conter a vontade de Deus” (‘A aparição de Deus inaugurou uma nova era’ em “A Palavra manifesta em carne”). “A aparição de Deus não pode ser acomodada às concepções do homem, e muito menos Deus irá aparecer por ordem do homem. Deus faz Suas escolhas próprias e tem Seus planos próprios quando realiza Sua obra; além disso, Ele tem Seus objetivos próprios e Seus métodos próprios. Qualquer que seja a obra que realiza, Ele não tem necessidade de discuti-la com o homem nem de buscar o seu conselho, muito menos de informar a toda e qualquer pessoa sobre Sua obra. Esse é o caráter de Deus, que deve, aliás, ser reconhecido por todos. Se vocês desejam testemunhar a aparição de Deus, se desejam seguir as pegadas de Deus, então devem antes se afastar de suas próprias noções. Você não deveria exigir que Deus faça isso ou aquilo e menos ainda deveria encerrá-Lo em seus limites próprios e restringi-Lo a suas próprias noções. Em vez disso, vocês deveriam exigir de si mesmos como deveriam buscar as pegadas de Deus, como deveriam aceitar a aparição de Deus e como deveriam se submeter à nova obra de Deus; isso é o que o homem deveria fazer. Como o homem não é a verdade e não possui a verdade, ele deve buscar, aceitar e obedecer” (‘A aparição de Deus inaugurou uma nova era’ em “A Palavra manifesta em carne”). A irmã Elsa me lembrou: “Em retrospectiva, muitas vezes, a obra de Deus não se conforma às noções humanas. Se as pessoas não buscam a verdade, é muito fácil resistir a Deus. Por exemplo, o Senhor Jesus veio e nasceu numa manjedoura. Isso se conformava às noções humanas? O Senhor Jesus era de Nazaré e não era chamado de Messias. Isso se conformava às noções humanas? O Senhor Jesus era Deus, mas Ele não entrou no templo nem observou o sábado, e Ele foi caçado e pregado numa cruz. Isso se conformava às noções humanas? Muitas coisas sobre a aparição e a obra do Senhor Jesus não estavam alinhadas com as noções das pessoas. Podemos então dizer que o Senhor Jesus não é Deus? Não. O Senhor Jesus era a aparição de Deus, a vinda do Messias. Por que, então, tantas pessoas não O conheceram e O condenaram e resistiram a Ele? Não é porque as pessoas usam suas noções e imaginações para avaliar Deus? Todos os fariseus disseram que o Senhor Jesus era nazareno, filho de um carpinteiro, e não Deus. No fim, eles crucificaram o Senhor Jesus e foram amaldiçoados e punidos por Deus. Hoje, os pastores e presbíteros religiosos delimitam Deus com base em suas noções e imaginações, negando e resistindo à obra de Deus Todo-Poderoso. Isso é repetir os erros dos fariseus e crucificar Deus mais uma vez. Deus é o Criador, e Ele opera de acordo com Seu plano sem quaisquer restrições. Não importa o que Deus faça, Ele tem Sua sabedoria, e não devemos usar nossas noções e imaginações para delimitar onde Deus deve operar ou de que jeito deve aparecer. Nossa atitude em relação a Deus deve ser obediência. Obediência significa aceitar as palavras e a obra de Deus e entender Deus por meio de Suas palavras e obra, em vez de usar nossas noções e imaginações para definir e delimitar Deus e dizer que Deus não pode fazer isso nem aquilo, o que é irracional demais.”

Então a irmã Elsa leu mais duas passagens da palavra de Deus para mim. “Se o homem pretende inquirir se é a carne de Deus em pessoa, então deve corroborar isso a partir do caráter que Ele expressa e das palavras que Ele profere. O que quer dizer que, para corroborar se é ou não a carne de Deus em pessoa e se é ou não o verdadeiro caminho, é preciso discriminar com base em Sua essência. E assim, ao determinar se é a carne do Deus em pessoa, a chave está em Sua essência (Sua obra, Suas declarações, Seu caráter e muitos outros aspectos), em vez de na aparência exterior. Se o homem examina apenas a Sua aparência exterior e, como resultado, ignora a Sua essência, isso demonstra que o homem é inculto e ignorante” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Quando Deus Se torna carne, Ele simplesmente desce do céu para uma determinada carne. É o Seu Espírito que desce em uma carne, através da qual Ele faz a obra do Espírito. É o Espírito que é expresso na carne, e é o Espírito que faz Sua obra na carne. A obra feita na carne representa plenamente o Espírito, e a carne é para o bem da obra, mas isso não significa que a imagem da carne seja um substituto da verdadeira imagem do Próprio Deus; esse não é o propósito ou a importância de Deus Se tornar carne. Ele Se torna carne somente para que o Espírito possa encontrar um lugar para residir que seja adequado para Sua obra, para melhor realizar Sua obra na carne, para que as pessoas possam ver Seus feitos, entender Seu caráter, ouvir Suas palavras e conhecer a maravilha de Sua obra. Seu nome representa Seu caráter, Sua obra representa Sua identidade, mas Ele nunca disse que Sua aparência na carne representa Sua imagem; isso é meramente uma noção do homem” (‘A visão da obra de Deus (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”). Ela continuou a comunhão dela: “Não importa se a encarnação de Deus é homem ou mulher, e Sua aparência também não importa. O que importa é se o que Ele diz é a verdade, se Ele expressa o caráter de Deus e se Ele faz a obra de salvar a humanidade. É isso que importa. Por exemplo, se vamos ao médico quando estamos doentes, o que queremos saber é se o médico pode curar a doença, não se o médico é homem ou mulher. Se dizemos que só médicos podem tratar doenças, mas médicas não, isso não é ridículo? Portanto, contanto que Ele consiga expressar a verdade e fazer a obra de salvar a humanidade, Ele é Deus encarnado.” Mas pastores religiosos não ouvem a voz de Deus nem investigam o caminho verdadeiro, e quando ouvem que Deus encarnou como mulher, eles negam e condenam isso e espalham noções para impedir que as pessoas acolham o Senhor. Isso é um erro terrível. Para impedir que eles me perturbassem, bloqueei todas as pessoas que tentavam me impedir, incluindo os pastores e presbíteros da minha igreja original. Eu acreditava firmemente que estava acolhendo o Senhor, e, por mais que o pastor e os presbíteros me perturbassem, eu seguiria Deus Todo-Poderoso.

Em abril de 2020, minha filha e eu paramos de ir à igreja. Dois meses depois, o pastor da igreja começou a me atacar. Primeiro, veio à minha casa para me convencer a não participar das reuniões da Igreja de Deus Todo-Poderoso, dizendo que as reuniões na igreja dele bastavam. Ele disse também, ao meu marido, que eu estava seguindo a senda errada e que devia voltar. Ele até tentou incitar meu filho a me impedir de crer em Deus Todo-Poderoso. Meu marido e meus filhos se opuseram à abordagem do pastor. Meus filhos disseram que eu pregava o evangelho a eles e falava sobre questões da crença em Deus com eles, então todos eles achavam que a minha crença em Deus Todo-Poderoso era refletida e que eu ganhara a fé de Deus para tomar essa decisão. Mais tarde, os presbíteros me ameaçaram, dizendo que, se eu não fosse à igreja, eu seria expulsa e meus irmãos me rejeitariam. Resoluta, eu disse: “Mesmo que a igreja me expulse, ainda assim eu acreditarei em Deus Todo-Poderoso”. Mais tarde, eles contaram aos líderes da minha escola sobre a minha crença em Deus Todo-Poderoso, esperando que a escola lidasse comigo, mas o diretor os ignorou. Pensei naquilo que a irmã Elsa me dissera, que a verdade sempre é rejeitada e condenada pelo mundo religioso. Dois mil anos atrás, o Senhor Jesus expressou a verdade para redimir a humanidade, e Ele foi condenado e rejeitado pelo judaísmo, principalmente pelos líderes religiosos, sumos sacerdotes, escribas e fariseus. Eles atacaram e blasfemaram contra o Senhor Jesus para preservar sua posição e renda, e enganaram e impediram as pessoas de seguir o Senhor. Todos eles eram anticristos que resistiam a Deus e arruinavam as pessoas. Hoje, a maioria dos pastores e presbíteros no mundo religioso é igual aos fariseus no judaísmo. A fim de proteger sua posição e renda, eles condenam e resistem à aparição e obra de Deus Todo-Poderoso e tentam impedir que os crentes investiguem o caminho verdadeiro. Eles são, também, anticristos que foram revelados por Deus. Então me lembrei daquilo que o Senhor Jesus disse quando amaldiçoou os fariseus: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais aos homens o reino dos céus; pois nem vós entrais, nem aos que entrariam permitis entrar” (Mateus 23:13). “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós” (Mateus 23:15). Os pastores e presbíteros religiosos sabem que as palavras de Deus Todo-Poderoso são a verdade, mas eles não as aceitam. Querem desfrutar da adoração e das ofertas das pessoas, então, para manter sua posição, eles nos impedem de acolher o Senhor e de entrar no reino de Deus. É o que os anticristos fazem. Todos eles são demônios que devoram as almas das pessoas e todos eles serão amaldiçoados por Deus, e aqueles que os seguem também irão ao inferno e serão punidos.

Embora ainda seja atacada e perturbada pelos pastores e presbíteros, não importa que falácias eles espalhem, isso não me afeta mais, pois sei que as palavras expressas por Deus Todo-Poderoso são a verdade e o caminho da vida eterna que purifica e salva as pessoas. Todos que anseiam buscar a aparição de Deus só precisam ler as palavras de Deus Todo-Poderoso, e eles reconhecerão a voz de Deus e retornarão para o trono de Deus Todo-Poderoso. Graças a Deus!

O alarme dos últimos dias já tocou e grandes desastres já começaram. Você quer dar as boas-vindas ao retorno do Senhor e ter a chance de receber a proteção de Deus com sua família?

Conteúdo relacionado

Um tipo diferente de amor

Por Chengxin, Brasil Por uma oportunidade casual, eu vim da China para o Brasil em 2011. Logo que cheguei, meus olhos brilhavam de...

Conecte-se conosco no Messenger