Na vida, muitas vezes nos deparamos com algumas coisas desagradáveis e, às vezes, podem ser muito dolorosas e difíceis de suportar. Sempre que encontramos coisas como esta, nossos corações podem ficar bastante fracos e não entendemos: Por que Deus permite que esse sofrimento nos sobrevenha? Como devemos encarar isso?

25 de Março de 2021

Palavras de Deus relevantes:

A vida que o Criador arranja para as pessoas é uma vida de adversidade ou é uma vida feliz e sem preocupações? (É uma vida de adversidade.) A maioria das pessoas leva uma vida de adversidade, com excesso de dor e dificuldades. Qual é o propósito do Criador com esses arranjos, e qual é seu significado? Num sentido, tais arranjos pretendem permitir que as pessoas experimentem e conheçam a soberania, os arranjos e a autoridade de Deus; em outro, Seu propósito primário é permitir que as pessoas experimentem o que a vida realmente é e, por meio disso, percebam que o destino do homem é controlado pela mão de Deus e que não é decidido por nenhuma pessoa nem é mudado em decorrência de mudanças na vontade subjetiva das pessoas. Seja lá o que faz o Criador ou que tipo de vida ou destino Ele arranjou para as pessoas, Ele as faz refletir sobre a vida e sobre o que o destino do homem realmente é, e, conforme elas refletem sobre todas essas coisas, Ele as faz vir para diante de Deus. Quando Deus expressa a verdade e conta às pessoas o que tudo isso é, Ele as faz vir para diante de Si, aceitar o que Deus diz, experimentar o que Deus diz, entender qual é realmente a relação entre tudo que Deus diz e todas as coisas que as pessoas experimentam em sua vida real. Ele permite que as pessoas verifiquem a praticidade, a precisão e a validade dessas verdades. Depois disso, o homem as ganha e reconhece que é controlado pela mão do Criador e que seu destino é regido e arranjado por Deus. Uma vez que tiver entendido tudo isso, o homem não terá mais nenhum plano impraticável para a sua vida e não planejará contrariar os desejos do Criador nem aquilo que Ele ordenou ou arranjou; ao contrário, terá avaliação e entendimento, ou plano e compreensão, cada vez mais corretos de como sua vida deve ser vivida e da estrada que deve seguir.

Extraído de ‘Somente ao resolver suas noções alguém pode entrar na trilha certa da crença em Deus (2)’ em “Registros das falas de Cristo”

Ninguém passa a vida toda sem sofrer. Para algumas pessoas, isso está relacionado com família, para outras, com trabalho, para outras, com casamento, e para outras, com doença física. Todos sofrem. Alguns dizem: “Por que as pessoas devem sofrer? Como seria bom viver a vida toda com paz e felicidade. Não podemos deixar de sofrer?” Não — todos devem sofrer. O sofrimento faz com que todas as pessoas experimentem uma infinidade de sensações de vida física, quer sejam essas sensações positivas, negativas, ativas ou passivas; o sofrimento dá a você sentimentos e apreciações diferentes, que, para você, são todos experiência de vida. Se você puder buscar a verdade e buscar a vontade de Deus a partir destes, então você se aproximará cada vez mais dos objetivos que Deus lhe deu. Esse é um aspecto, e é também a fim de tornar as pessoas mais experientes. Outro aspecto é a responsabilidade que Deus dá ao homem. Que responsabilidade? Passar por esse sofrimento. Você deve suportar esse sofrimento. Se você puder suportá-lo, isso é testemunho. Confrontadas com doença, algumas pessoas têm medo de que outras descubram, acham que é algo vergonhoso, quando na verdade não é nada de que se envergonhar. Como uma pessoa normal, se, em meio à doença, você for capaz de aceitar os vários tipos de sofrimento que Deus arranjar para você e ainda for capaz de cumprir o seu dever normalmente, se for capaz de concluir as comissões que Deus lhe der normalmente, então isso é testemunho e é algo que envergonha e derrota Satanás. E então, todo ser criado e toda pessoa deve aceitar e se submeter a qualquer sofrimento. É assim que você deve entendê-lo, isso está de acordo com a vontade de Deus e é intenção de Deus. Isso é o que Deus arranja para todo ser criado. O fato de Ele colocar você nessas situações e condições equivale a lhe dar responsabilidade, obrigação e comissão, então você deve aceitá-las. Isso não é a verdade? Contanto que venha de Deus, contanto que Deus faça tal exigência a você, então é a verdade. Por que se diz que é a verdade? É porque, se você aceitar essas palavras como a verdade, então quando deparar com um problema, essas palavras serão capazes de resolver suas noções e rebelião, elas lhe permitirão passagem tranquila por esse problema e permitirão que você dê testemunho e não vá contra a vontade de Deus nem se rebele contra Deus. Se você é capaz de se submeter às condições e situações em que Deus o coloca, então você entende a verdade, e se você pode dar tal testemunho, então você traz vergonha a Satanás.

Extraído de ‘Somente ao resolver suas noções alguém pode entrar na trilha certa da crença em Deus (1)’ em “Registros das falas de Cristo”

Em sua crença em Deus, o que as pessoas buscam é obter bênçãos para o futuro; esse é o objetivo delas em sua fé. Todas as pessoas têm essa intenção e essa esperança, mas a corrupção na natureza delas deve ser resolvida por meio de provações. Em quaisquer aspectos que você não esteja purificado, esses são os aspectos nos quais você deve ser refinado — esse é o arranjo de Deus. Deus cria um ambiente para você, forçando-o a ser refinado ali para que você possa conhecer a sua própria corrupção. No fim, você chega a um ponto no qual preferiria morrer e desistir de seus esquemas e desejos, e se submeter à soberania e ao arranjo de Deus. Portanto, se não têm vários anos de refinamento, se não suportam certa quantidade de sofrimento, as pessoas não serão capazes de se livrar do cativeiro da corrupção da carne em seus pensamentos e em seu coração. Em quaisquer aspectos que você ainda esteja sujeito ao cativeiro de Satanás, em quaisquer aspectos que você ainda tenha desejos próprios e exigências próprias, esses são os aspectos nos quais você deve sofrer. Só por meio do sofrimento as lições podem ser aprendidas, lições essas que significam ser capaz de ganhar a verdade e entender a vontade de Deus. De fato, muitas verdades são entendidas por meio de vivenciar provações dolorosas. Ninguém pode entender a vontade de Deus, reconhecer a onipotência e a sabedoria de Deus nem apreciar o caráter justo de Deus quando está em um ambiente confortável e tranquilo ou quando as circunstâncias são favoráveis. Isso seria impossível!

Extraído de ‘Como se deve satisfazer a Deus em meio a provações’ em “Registros das falas de Cristo”

Hoje em dia, a maioria das pessoas que acreditam em Deus ainda não entrou na trilha certa e não veio a entender a verdade, portanto ainda se sente vazia por dentro, experimenta sofrimento na vida e não tem a força para cumprir seus deveres. É assim que os crentes de Deus são antes de terem uma visão em seu coração. Tal pessoa não obteve a verdade e ainda não conhece Deus, de modo que ainda não sente muito prazer interior. Vocês, especialmente, todos que enfrentaram perseguição e experimentaram dificuldade em retornar para casa; vocês sofrem e também têm pensamentos de morte e uma indisposição de viver. Essas são as fraquezas da carne. Algumas pessoas até pensam: nós cremos em Deus e deveríamos sentir prazer dentro de nós. Na Era da Graça, o Espírito Santo ainda concedia paz e alegria às pessoas. Agora há bem pouca paz e alegria; não há prazer como havia durante a Era da Graça. Hoje, crer em Deus é algo muito vexatório. Você só sabe que o prazer da carne é melhor do que qualquer outra coisa. Você não sabe o que Deus está fazendo hoje. Deus tem que permitir que a carne de vocês sofra, visando transformar seu caráter. Mesmo que sua carne sofra, você tem a palavra de Deus e tem a bênção de Deus. Você não pode morrer mesmo que deseje isso: você pode resignar-se a não conhecer Deus e não obter a verdade se morrer? Agora, principalmente, é correto que as pessoas ainda não obtiveram a verdade, e elas não têm vida. Agora as pessoas se encontram em meio ao processo de buscar a salvação, de modo que precisam sofrer um pouco durante esse período. Hoje, todos no mundo todo são testados: Deus ainda está sofrendo — é certo que vocês não sofram? Sem o refinamento por meio de grandes desastres não pode haver fé genuína, e a verdade e a vida não serão obtidas. Não ter provações nem refinamento não funcionaria. Pedro foi provado por sete anos no final (depois de completar cinquenta e três anos de idade). Ele experimentou centenas de provações durante aqueles sete anos e somente depois daquele período de três mais três anos e mais um ano ele obteve a vida e a transformação do seu caráter. Por isso, quando verdadeiramente obtém a verdade e chega a conhecer a Deus, você sentirá que deveria estar vivendo para Deus. Se não vive para Deus, então você se arrependerá; você viverá o resto de seus dias em arrependimento amargo e extremo remorso. Você não pode morrer ainda. Você tem que fechar os punhos e continuar a viver de modo resoluto; você tem que viver uma vida para Deus. Quando as pessoas têm a verdade dentro delas, então elas têm esta determinação e nunca mais desejam morrer; quando a morte ameaçar você, você dirá: “Oh Deus, eu não estou disposto a morrer; eu ainda não Te conheço. Eu ainda não paguei de volta o Teu amor. Eu devo morrer somente depois de chegar a Te conhecer bem”. Vocês já chegaram a esse nível? Vocês ainda não chegaram, certo? Algumas pessoas sofrem com dificuldades na família e, algumas sofrem dificuldades no matrimônio; algumas sofrem perseguição e não têm sequer um lugar para descansar os pés. Não importa aonde vão, só podem ficar nos lares de outros e por isso sofrem em seu coração. O sofrimento com que vocês se deparam agora não é o mesmo sofrimento de Deus? Vocês estão sofrendo com Deus, e Deus está sofrendo com as pessoas. Hoje, todos vocês participam da tribulação, do reino e da paciência de Cristo, e no final, vocês obterão a glória. Esse tipo de sofrimento é significativo, mas você devem estar absolutamente resolvidos. Você tem que entender a importância do sofrimento de hoje e porque você tem que sofrer desse modo. Busque um pouco da verdade nisso e entenda um pouco a intenção de Deus, e então você terá a determinação para suportar o sofrimento. Se você não entender a intenção de Deus e ficar meramente ruminando o seu sofrimento, então, quanto mais você pensar sobre ele, mais angustiado você se sentirá e, então, você estará em apuros e começará a sofrer o tormento da morte. Se você entender a verdade, você dirá: “Eu não obtive a verdade ainda. Eu devo me despender para Deus de modo adequado. Eu devo dar um bom testemunho de Deus. Eu devo pagar de volta o amor de Deus. Depois disso, não importa como eu morra. Então, terei vivido uma vida satisfatória. Sem consideração de quem mais esteja morrendo, eu não morrerei agora; devo continuar a viver de maneira tenaz”. Por isso, agora todas estas coisas devem ser vistas claramente, e a verdade tem que ser entendida a partir delas. Quando as pessoas têm a verdade, elas têm força. Quando elas têm a verdade, elas são cheias de energia inextinguível. Quando elas têm a verdade, elas têm vontade. Sem a verdade, elas são como as borras frouxas de tofu. Com a verdade, eles ficam firmes e ousados e não sentem seus sofrimento como sofrimento, não importa o quanto elas aguentem.

Extraído de ‘Como conhecer a natureza do homem’ em “Registros das falas de Cristo”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado