Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Por que Deus abençoa somente a igreja que aceita e obedece à Sua obra? Por que ele amaldiçoa as organizações religiosas?

0

2. Por que Deus abençoa somente a igreja que aceita e obedece à Sua obra? Por que ele amaldiçoa as organizações religiosas?

Palavras de Deus relevantes:

Já que aqueles na religião são incapazes de aceitar a nova obra de Deus e se apegam à obra do passado, Deus abandonou essas pessoas e realiza Sua nova obra nas pessoas que aceitam essa nova obra. São pessoas que colaboram com Sua nova obra e só assim Seu gerenciamento poderá ser realizado.

de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Os que estão dentro da corrente do Espírito Santo possuem a presença e a disciplina do Espírito Santo, e aqueles que não estão dentro da corrente do Espírito Santo estão sob o comando de Satanás e desprovidos de qualquer parte da obra do Espírito Santo. Os que estão na corrente do Espírito Santo são aqueles que aceitam a nova obra de Deus, aqueles que colaboram com a nova obra de Deus. […] Os que aceitam a nova obra do Espírito Santo viverão dentro da corrente do Espírito Santo, receberão o cuidado e a proteção do Espírito Santo. Os que estão dispostos a colocar em prática a verdade são iluminados pelo Espírito Santo, e os que não estão dispostos a colocar em prática a verdade são disciplinados pelo Espírito Santo, e podem até ser punidos. Independentemente do tipo de pessoa que são, se estiverem dentro da corrente do Espírito Santo, Deus assumirá a responsabilidade por todos que aceitam Sua nova obra para o bem de Seu nome. […] O mesmo não ocorre com as pessoas que não aceitam a nova obra: estão fora da corrente do Espírito Santo […] Nada feito por aqueles que não estão dentro da corrente do Espírito Santo tem a ver com a nova obra do Espírito Santo. Consequentemente, não importa o que façam, estão desprovidos da disciplina do Espírito Santo e, além disso, desprovidos da iluminação do Espírito Santo. Pois são pessoas que não têm amor pela verdade e foram detestadas e rejeitadas pelo Espírito Santo. São chamadas de malfeitores porque andam na carne e fazem o que lhes agrada debaixo da tabuleta de Deus. Enquanto Deus opera, elas são deliberadamente hostis a Ele e correm na direção contrária a Ele. O fracasso do homem em colaborar com Deus é em si um ato de extrema rebeldia, para não falar da fuga deliberada dessas pessoas de Deus. Elas não receberão, então, a punição que merecem? À menção dos malfeitos dessas pessoas, alguns não conseguem deixar de amaldiçoá-las, enquanto Deus as ignora. Para o homem, as ações delas parecem relacionadas ao nome de Deus, mas, na verdade, para Deus eles não têm qualquer relação com Seu nome ou com Seu testemunho. Não importa o que façam, não há relação com Deus: não há relação com Seu nome e Sua obra atual. Essas pessoas se humilham e manifestam Satanás; são malfeitores que estão se acumulando para o dia da ira. Hoje, apesar de seus atos, contanto que não obstruam o gerenciamento de Deus e não tenham nada a ver com a nova obra de Deus, tais pessoas não sofrerão a punição que merecem, pois o dia da ira ainda não chegou. As pessoas creem que há muita coisa com as quais Deus já devia ter lidado, e elas pensam que esses malfeitores deveriam ser submetidos a punição o quanto antes. Mas como a obra do gerenciamento de Deus ainda não chegou ao fim, e o dia da ira ainda não chegou, os ímpios seguem cometendo seus atos injustos. Alguns dizem que aqueles na religião estão desprovidos da presença ou obra do Espírito Santo, e que eles envergonham o nome de Deus; então por que Deus não os destrói em vez de continuar tolerando sua rebeldia? Essas pessoas, que são a manifestação de Satanás e que expressam a carne, são ignorantes e reles, são pessoas absurdas. Elas não contemplarão o advento da ira de Deus antes de compreenderem como Deus realiza Sua obra entre os homens. Quando forem totalmente conquistados, esses malfeitores receberão a sua punição e nenhum deles poderá escapar do dia da ira. Agora não é o momento da punição do homem, mas sim de realizar a obra de conquista, a menos que haja aqueles que prejudiquem o gerenciamento de Deus, e nesse caso eles serão punidos de acordo com a gravidade de seus atos. Durante o gerenciamento de Deus para a humanidade, todos que estão dentro da corrente do Espírito Santo têm relação com Deus. Aqueles que são detestados e rejeitados pelo Espírito Santo vivem sob a influência de Satanás, e o que colocam em prática não tem relação com Deus. Somente aqueles que aceitam a nova obra de Deus e colaboram com Ele têm relação com Deus, pois a obra de Deus é dirigida apenas para aqueles que a aceitam e não para todas as pessoas, quer aceitem ou não. A obra realizada por Deus tem sempre um objetivo e não é realizada por capricho. Aqueles que estão associados a Satanás não são aptos para dar testemunho de Deus, muito menos são aptos para colaborar com Deus.

de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Para seguir a Deus é essencial tudo estar de acordo com as atuais palavras de Deus: quer você procure a entrada na vida ou a satisfação da vontade de Deus, tudo deve estar centrado nas atuais palavras de Deus. Se aquilo em que você comunga e o que você persegue não está centrado nas atuais palavras de Deus, você é estranho às palavras de Deus e totalmente privado da obra do Espírito Santo. Deus quer é pessoas que sigam Seus passos. Por mais maravilhoso e puro que seja aquilo que você compreendeu antes, Deus não o quer, e se você não for capaz de pôr tais coisas de lado, elas serão um enorme obstáculo à sua entrada no futuro. Todos aqueles capazes de seguir a luz atual do Espírito Santo são abençoados. […] Aquelas que podem acompanhar a obra atual do Espírito Santo e são capazes de seguir os passos de Deus, de modo a segui-Lo para onde quer que Ele as conduza – estas são pessoas abençoadas por Deus. Aquelas que não seguem a obra atual do Espírito Santo não entraram na obra das palavras de Deus e, não importa quanto trabalhem nem quanto sofram nem quanto corram, nada disto tem significado para Deus e Ele não as aprovará. Hoje, todos aqueles que seguem as palavras atuais de Deus estão na corrente do Espírito Santo; os que são estranhos às palavras atuais de Deus estão fora da corrente do Espírito Santo, e Deus não aprova essas pessoas. Um serviço divorciado das manifestações atuais do Espírito Santo é um serviço que é da carne e de concepções, e não pode estar de acordo com a vontade de Deus. Pessoas que vivem entre concepções religiosas não são capazes de fazer nada adequado à vontade de Deus e, muito embora sirvam a Deus, elas o fazem no contexto de sua imaginação e suas concepções, sendo totalmente incapazes de servir conforme a vontade de Deus. Aquelas que não são capazes de seguir a obra do Espírito Santo não compreendem a vontade de Deus, e aquelas que não compreendem a vontade de Deus não podem servir a Deus. Deus quer serviço que esteja de acordo com a Sua vontade; Ele não quer serviço que é de concepções e da carne. Pessoas incapazes de seguir os passos da obra do Espírito Santo vivem em meio a concepções, e o serviço que elas prestam causa interrupção e perturbação. Este serviço age em oposição a Deus, de modo que as pessoas incapazes de seguir os passos de Deus são incapazes de servir a Deus; quase com certeza, aquelas incapazes de seguir os passos de Deus se opõem a Deus e não são capazes de ser compatíveis com Deus. “Seguir a obra do Espírito Santo” significa entender a vontade de Deus hoje, ser capaz de agir em conformidade com as atuais exigências de Deus, ser capaz de obedecer e seguir ao Deus de hoje e entrar em concordância com as afirmações mais recentes de Deus. Só alguém assim segue a obra do Espírito Santo e está na corrente do Espírito Santo. Tais pessoas podem não só receber elogios de Deus e ver a Deus como também conhecer o caráter de Deus com base na última obra Dele, bem como conhecer as concepções e a desobediência do homem e a natureza e a substância do homem também com base na última obra Dele; ademais, elas conseguem mudar o seu caráter gradualmente durante o serviço. Somente pessoas como essas são capazes de ganhar Deus e acharam realmente o verdadeiro caminho. Aquelas eliminadas pela obra do Espírito Santo são pessoas incapazes de seguir a última obra de Deus e que se rebelam contra a última obra de Deus. Tais pessoas opõem-se abertamente a Deus porque Ele tem feito uma nova obra e porque a imagem de Deus não é igual àquela das concepções delas; por consequência, elas opõem-se abertamente a Deus e julgam Deus, fazendo com que Deus as abomine e rejeite. Embora não seja fácil possuir o conhecimento da última obra de Deus, as pessoas que puderem obedecer e buscar a obra de Deus propositalmente terão a chance de ver Deus e de obter a mais recente orientação do Espírito Santo. Aquelas que se opõem propositalmente à obra de Deus não podem receber a iluminação do Espírito Santo nem a guia de Deus; assim, as pessoas poderem ou não receber a última obra de Deus depende da graça de Deus, bem como depende da busca e das intenções delas.

Todos os que são capazes de obedecer às atuais declarações do Espírito Santo são abençoados. Não importa como eles costumavam ser nem como o Espírito Santo costumava trabalhar dentro deles, aqueles que ganharam a última obra são os mais abençoados e aqueles que hoje não são capazes de seguir a última obra são eliminados.

de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os passos de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Aqueles que não conseguem seguir de perto os passos de Deus são incapazes de alcançar tal vida. Eles se rebaixarão à escuridão onde vão chorar e ranger os dentes; são pessoas que creem em Deus, mas não O seguem, que creem em Deus, mas não obedecem a toda Sua obra. Se o homem crê em Deus, deve seguir de perto as pegadas de Deus, passo a passo; deve “seguir o Cordeiro aonde quer que Ele vá”. Somente essas pessoas buscam o caminho verdadeiro, somente elas conhecem a obra do Espírito Santo. As pessoas que obedecem servilmente a letras e doutrinas são aquelas que foram eliminadas pela obra do Espírito Santo. A cada nova era, Deus iniciará uma nova obra, e em cada era haverá um novo começo entre os homens. Se o homem simplesmente adere às verdades de que “Jeová é Deus” e “Jesus é Cristo”, que são verdades que se aplicam somente a uma única era, nunca conseguirá acompanhar a obra do Espírito Santo e será sempre incapaz de ganhar a obra do Espírito Santo. Seja com for que Deus realize Sua obra, o homem O segue sem a menor hesitação, e de perto. Desse modo, como pode o homem ser eliminado pelo Espírito Santo? Não importa o que Deus faça, contanto que o homem tenha certeza de que é a obra do Espírito Santo e colabore com a obra do Espírito Santo sem duvidar, e procure cumprir as exigências de Deus, como poderá ser punido? […] O homem acha que os israelitas estavam errados por “crer somente em Jeová e não crer em Jesus”, mas a maioria das pessoas desempenha um papel no qual “creem somente em Jeová e rejeitam Jesus” e “anseiam pelo retorno do Messias, mas se opõem ao Messias que se chama Jesus”. Assim, não é por menos que as pessoas ainda vivam sob o império de Satanás depois de aceitarem uma etapa da obra do Espírito Santo, e ainda não tenham recebido as bênçãos de Deus. Não é isso o resultado da rebeldia do homem? Cristãos em todo o mundo que não acompanharam a nova obra dos dias atuais se apegam à crença de que são afortunados, de que Deus realizará cada um de seus desejos. No entanto, não sabem dizer com certeza por que Deus os levará para o terceiro céu, nem sabem ao certo como Jesus virá recolhê-los montado numa nuvem branca, muito menos sabem dizer com absoluta certeza se Jesus realmente chegará em um nuvem branca no dia em que imaginam. Estão todos ansiosos e perdidos; nem ao menos sabem se Deus levará cada um deles, os pequenos e variados punhados de pessoas que vêm de todas as denominações. A obra que Deus realiza hoje, a era atual, a vontade de Deus – eles não têm compreensão alguma disso e nada podem fazer além de contar a passagem dos dias nos dedos. Somente aqueles que seguem as pegadas do Cordeiro até o fim podem ganhar a bênção final, ao passo que as “pessoas espertas”, que são incapazes de seguir até o fim e ainda assim creem que conquistaram tudo, são incapazes de testemunhar a aparição de Deus. Acreditam que são as pessoas mais espertas do mundo e interrompem o desenvolvimento constante da obra de Deus sem razão alguma, e parecem ter certeza absoluta de que Deus as levará para o céu, elas que “têm a máxima lealdade a Deus, seguem Deus e obedecem às palavras de Deus.” Embora tenham “máxima lealdade” às palavras ditas por Deus, ainda assim suas palavras e ações parecem repugnantes, pois elas se opõem à obra do Espírito Santo, são desonestas e cometem o mal. Aqueles que não seguem até o fim, que não acompanham a obra do Espírito Santo e se apegam à obra antiga não só fracassaram em sua lealdade a Deus, como, pelo contrário, se tornaram aqueles que se opõem a Deus, aqueles que são rejeitados pela nova era e que serão punidos. Há outros mais lamentáveis do que eles? Muitos até creem que todos que rejeitam a lei antiga e aceitam a nova obra não têm consciência. Essas pessoas, que falam apenas de “consciência” e não conhecem a obra do Espírito Santo, no fim das contas terão suas perspectivas interrompidas por suas próprias consciências. A obra de Deus não obedece a doutrinas, e embora a obra seja Sua, mesmo assim Deus não se apega a ela. O que deve ser negado é negado, o que deve ser eliminado é eliminado. No entanto, o homem assume uma posição de inimizade com Deus ao se apegar a apenas uma pequena parte da obra de gerenciamento de Deus. Isso não mostra o absurdo do homem? Não mostra a ignorância do homem? Quanto mais são tímidas e excessivamente cautelosas forem as pessoas por medo de não receber as bênçãos de Deus, mais incapazes são de ganhar bênçãos maiores e de receber a bênção final. Aqueles que obedecem servilmente à lei demonstram a máxima lealdade à lei, e quanto mais demonstram tal lealdade à lei, mais se tornam rebeldes que se opõem a Deus. Pois a era atual é a Era do Reino e não a Era da Lei e a obra de hoje não pode ser comparada à obra do passado, e a obra do passado não pode ser comparada à obra de hoje. A obra de Deus mudou e a prática do homem também; não consiste mais em se apegar à lei ou suportar a cruz. Assim, a lealdade à lei e à cruz não conquistará a aprovação de Deus.

de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

O homem crê que, após a crucificação e a ressurreição, Jesus voltou aos céus sobre uma nuvem branca e tomou o Seu lugar à destra do Altíssimo. Semelhantemente, o homem imagina que Jesus irá descer, novamente sobre uma nuvem branca (esta nuvem se refere à nuvem sobre a qual Jesus voltou para os céus), em meio àqueles que têm desesperadamente ansiado por Ele há milhares de anos, e que Ele terá a imagem e as roupas dos judeus. Depois de aparecer aos homens, Ele lhes concederá alimentos, fará com que água viva jorre do interior deles e habitará entre eles, cheio de graça e amor, vivo e real. E assim por diante. Mas Jesus, o Salvador, não o fez; Ele fez o oposto do que o homem imaginou. Ele não chegou entre aqueles que haviam ansiado por Sua volta e não apareceu sobre a nuvem branca a todos os homens. Ele já chegou, mas o homem não O conhece, e permanece ignorante de Sua chegada. O homem está apenas aguardando, sem propósito, que Ele venha, inconsciente de que Ele já desceu sobre uma nuvem branca (a nuvem que é o Seu Espírito, as Suas palavras e Seu caráter todo e tudo o que Ele é), e está agora entre um grupo de vencedores que Ele irá formar durante os últimos dias. O homem não sabe disto: embora o santo Salvador Jesus esteja repleto de afeição e amor pelo homem, como Ele poderia agir em “templos” habitados por imundície e espíritos impuros? Apesar de o homem estar aguardando a Sua volta, como Ele poderia aparecer àqueles que comem a carne do injusto, tomam o sangue do injusto, usam as roupas do injusto, que creem Nele, mas não O conhecem, e que constantemente O extorquem? O homem sabe apenas que Jesus, o Salvador, é cheio de amor e compaixão, e é a oferta pelo pecado repleta de redenção. Mas o homem não faz ideia de que Ele também seja o Próprio Deus, que transborda de justiça, majestade, ira e juízo, e que possui autoridade e é pleno de dignidade. Então, mesmo que o homem anseie ardentemente e deseje a volta do Redentor, e mesmo que os Céus sejam movidos pelas orações do homem, Jesus, o Salvador, não aparece àqueles que creem Nele, mas não O conhecem.

de ‘O Salvador já voltou sobre uma “nuvem branca”’ em “A Palavra manifesta em carne”

Por que digo que, aqueles, no mundo religioso, que não creem em Deus e são malfeitores, são do mesmo tipo que o diabo? Quando digo que são malfeitores, é porque não entendem a vontade de Deus nem veem Sua sabedoria. Deus jamais revela Sua obra para eles; são cegos que não veem os feitos de Deus. Esses são os abandonados por Deus e não têm o cuidado e a proteção total Dele, muito menos a obra do Espírito Santo. Esses sem a obra de Deus são os malfeitores e permanecem em oposição a Deus.

de ‘Todos os que não conhecem a Deus são aqueles que se opõem a Ele’ em “A Palavra manifesta em carne”

Elas não querem deixar o caráter de Deus ou deixar o Próprio Deus verdadeiro ocupar seu coração. Elas só querem satisfazer seus próprios desejos, imaginações e ambições. Então, essas pessoas podem crer em Deus, seguir a Deus, e também podem renunciar a sua família e empregos por causa Dele, mas não põem um fim ao seu mau caminho. Algumas até mesmo roubam ou esbanjam as ofertas, ou amaldiçoam a Deus secretamente, enquanto outras podem usar sua posição para repetidamente testificar sobre si mesmas, se engrandecerem e competirem com Deus por pessoas e status. Elas usam vários métodos e medidas para fazer as pessoas adorá-las, constantemente tentando conquistá-las e controlá-las. Alguns até intencionalmente induzem as pessoas a pensar que são Deus, para que possam ser tratadas como Deus. Nunca diriam às pessoas que foram corrompidas, que também são corruptas e arrogantes e que não as adorem, e que não importa o quão bem fazem, de qualquer maneira, tudo isso se deve à exaltação de Deus e ao que deveriam estar fazendo. Por que elas não dizem essas coisas? Porque elas têm muito medo de perder seu lugar no coração das pessoas. É por isso que tais pessoas nunca exaltam a Deus e nunca dão testemunho de Deus, pois nunca tentaram compreender a Deus.

de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus I’ em “Continuação de A Palavra manifesta em carne”

Eles deliberadamente resistem à verdade, apesar de reconhecê-la com clareza. Filhos da rebelião! É como se, agora que seu rei do inferno ascendeu ao trono real, eles se tornassem presunçosos e tratassem todos os outros com desprezo. Quantos buscam a verdade e seguem a justiça? São todos bestas como porcos e cães, liderando uma gangue de moscas fedorentas em um monte de estrume para sacudir a cabeça e incitar a desordem.[1] Eles acreditam que seu rei do inferno é o mais superior dos reis, sem perceber que não passam de moscas na podridão. Não só isso, mas eles também fazem observações caluniosas contra a existência de Deus ao contar com os porcos e os cães de seus pais. As minúsculas moscas pensam que seus pais são tão grandes quanto uma baleia dentada.[2] Será que não percebem que são diminutas, ainda que esses pais sejam porcos e cães impuros um bilhão de vezes maiores que elas mesmas? Inconscientes da própria baixeza, as moscas correm desvairadas sobre o pútrido odor desses porcos e desses cães, e têm a ideia ilusória de procriar futuras gerações. Isto é absolutamente vergonhoso! Com asas verdes nas costas (algo que se refere à alegação delas de que acreditam em Deus), elas se tornam convencidas e por toda parte se gabam da própria beleza e atratividade, lançando secretamente suas impurezas sobre o homem. E elas são até presunçosas, como se um par de asas com as cores do arco-íris pudesse esconder as próprias impurezas; e assim elas perseguem a existência do Deus verdadeiro (isto se refere à história inerente do mundo religioso). Mal sabe o homem que, apesar de as asas da mosca serem belas e encantadoras, ela não passa de uma mosca minúscula cheia de sujeira e coberta de germes. Com a força de seus pais porcos e cães, elas correm ensandecidas pela terra (isto se refere aos oficiais religiosos que perseguem Deus com o argumento de ter o apoio massivo do país, traindo o verdadeiro Deus e a verdade) com avassaladora ferocidade. É como se os fantasmas dos fariseus judaicos tivessem retornado com Deus à nação do grande dragão vermelho, de volta para seu antigo ninho. Mais uma vez eles começaram a tarefa da perseguição, dando continuidade à tarefa que se estende por vários milhares de anos. Esse grupo de degenerados está condenado a perecer na terra, no fim! Parece que, depois de vários milênios, os espíritos impuros se tornaram ainda mais engenhosos e dissimulados. Eles sempre pensam em maneiras de sabotar secretamente a obra de Deus. Eles são ardilosos e sagazes e desejam reencenar na terra natal a mesma tragédia de vários milênios atrás. Isso quase incita Deus a soltar um grito em voz alta e Ele mal consegue Se impedir de voltar ao terceiro céu e aniquilá-los.

de ‘Obra e entrada (7)’ em “A Palavra manifesta em carne”

O mundo está desabando! A Babilônia está paralisada! O mundo religioso – como ele poderia não ser destruído pela Minha autoridade na terra? Quem ainda ousa Me desobedecer e opor-se a Mim? Os escribas? Todos os ministros religiosos? Os governantes e as autoridades da terra? Os anjos? Quem não celebra a perfeição e a plenitude do Meu corpo? Dentre todas as pessoas, quem não canta louvores a Mim sem cessar? Quem não está infalivelmente feliz? […] Como poderiam não perecer os países da terra? Como poderiam não cair os países da terra? Como poderia Meu povo não gritar vivas? Como poderia ele não cantar de alegria?

de ‘A vigésima segunda declaração’ das declarações de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Notas de rodapé:

1. “Incitar a desordem” refere-se ao modo como as pessoas que são demoníacas agem sem controle, obstruindo a obra de Deus e se opondo a ela.

2. “Uma baleia dentada” é usada de forma jocosa. É uma metáfora sobre como as moscas são tão pequenas que porcos e cães parecem grandes como baleias para elas.