Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Você possui a “imunidade” necessária para derrotar a tentação?

26

Por Wanshan, China

Um dia, me deparei com uma história que falava basicamente de um rato que saiu do seu buraco e descobriu que as pessoas tinham colocado, de propósito, um pedaço de carne numa ratoeira para atraí-lo. O rato sabia que, se tocasse naquele pedaço de carne, seria morto pela armadilha; então, de início, pensou em recusar a isca, e depois que não tocaria naquele pedaço de carne de jeito nenhum. Mas quando o cheiro da carne lhe chegou ao nariz, ele simplesmente não conseguiu resistir à tentação e, contra a própria vontade, foi se arrastando para perto da arapuca. No fim, não resistiu à sedução e então, quando ia comer o pedaço de carne, foi morto pela armadilha.

Como nos sentimos ao ler essa história? Não só rimos da estupidez do rato, como também sentimos pena por ele ser tão guloso! E talvez até imaginássemos que, se a força de vontade do rato fosse um pouquinho mais firme, ele não teria sido atraído e morto! Mas quem um dia pensou que os ratos perdem a vida porque não conseguem dominar as armadilhas armadas pelas pessoas? Ou seja, se não tiver a força para vencer a tentação, como o rato poderia escapar do seu destino fatal?

Essa história sempre me faz pensar na vida real. Nesta era materialista, todo dia encontramos todas as formas de seduções, tais como dinheiro, reputação, status e as relações entre os sexos opostos, e ninguém consegue evitar de atravessar sendas com tentações de todo tipo. Por exemplo, quando nos envolvemos no mundo dos negócios, inicialmente queremos ganhar dinheiro confiando na nossa consciência e fazemos negócios com ética. Mas, quando vemos outras pessoas no mesmo negócio juntando montes de dinheiro ao trapacear sem escrúpulos, nós as invejamos, o desejo de nos agarrar ao dinheiro nos move a ir além dos limites da nossa consciência e as regras satânicas da vida, tais como “O dinheiro está acima de tudo”, “Não importa se o gato é preto ou branco, contanto que pegue ratos”, “Dinheiro não é o poder supremo, mas de fato você não consegue fazer nada sem ele”, surgem nos recônditos do nosso coração. Após ponderar e nos debater por algum tempo, começamos a viver de acordo com essas regras satânicas de vida e, para ganhar ainda mais dinheiro, começamos a ir contra a nossa consciência e a empregar todo tipo de métodos e meios impróprios em nossas ações. Quando nos acostumamos a ver a fealdade na sociedade em que as pessoas zombam dos pobres, mas aceitam as prostitutas, então somos inevitavelmente tentados e influenciados por tais tendências malignas, como ter uma esposa ou marido em casa e ter também uma ou um amante e não procurar um relacionamento duradouro e só buscar aventuras. Nosso coração começa a defender a perversidade, e assim vivemos escandalosamente na luxúria física e, em nome de um momento de excitação, perdemos nosso poder de autocontrole, nos envolvemos em casos extraconjugais, assumimos uma amante e vamos além de todos os limites da moral. Isso, por sua vez, leva ao colapso da família e pode até levar a um desastre fatal. Quando estamos impotentes e sem status, acreditamos com muita convicção que, se nos tornarmos um funcionário público, certamente seremos um funcionário bom, honesto e íntegro. Mas no momento em que entramos no funcionalismo e nos vemos diante de dinheiro e status que estão tão facilmente acessíveis, então, a despeito de nós mesmos, pouco a pouco, somos sugados para um turbilhão de pecado. No fim, já que não podemos superar as tentações do dinheiro e do poder, nos envolvemos em fraudes e práticas corruptas, usamos subornos e abusamos do nosso poder, até que um dia o nosso comportamento criminoso é exposto, e tudo que pode acontecer é que acabamos jogados na prisão e perdemos a nossa família. Quando jogamos mahjong ou cartas por diversão, pensamos ainda mais convictos: “Estou só passando o tempo, já que não tenho nada para fazer”, mas poucos se dão conta de que no momento em que entramos no antro da jogatina nos metemos numa espiral viciosa de “quanto mais eu ganho, mais quero ganhar; se eu perder, então vou ganhar de volta o que perdi”. No fim, nos atolamos cada vez mais, a ponto de levarmos nossa família à ruína financeira e o arrependimento chega tarde demais! Na vida real, todas as formas de tentações são generalizadas e onipresentes; é impossível nos proteger delas e a qualquer momento podemos cair nas armadilhas astutas de Satanás e nos perder! Portanto, não devemos pensar que possuímos uma “imunidade” inerente contra a tentação e o melhor método só pode ser evitar as seduções e rejeitar a tentação no momento oportuno! Claro, em princípio, todos nós entendemos que evitar as seduções é a melhor maneira de rejeitar a tentação, mas o fato objetivo é que todos os tipos de seduções fatais nos perseguem como a nossa sombra e, se não tivermos nenhuma “imunidade” contra a tentação, então poderemos nos afundar num pecado inescapável a qualquer momento. No fim, ficaremos exaustos física e mentalmente, traremos desgraça e ruína para nós mesmos e até seremos como o rato da história, pagando o preço com a nossa vida.

A Bíblia diz: “Cada um, porém, é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência; então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte” (Tiago 1:14-15). Pode-se ver que, depois de sermos corrompidos por Satanás, todos os tipos de desejos pecaminosos, tais como arrogância, logro, egoís mo, cobiça e malícia, entraram no nosso coração e se tornaram a nossa natureza. Satanás usa todos os gostos e desejos egoístas da nossa carne para nos seduzir e nos fazer de tolos, para nos fazer ir contra a palavra de Deus e seguir os gostos da nossa carne para fazer coisas desafiadoras e rebeldes contra Deus. As palavras de Deus dizem: “Deus age, Deus cuida de uma pessoa, olha para uma pessoa, e Satanás segue cada um de Seus passos. A quem quer que Deus favoreça, Satanás também observa, seguindo atrás dele. Se Deus quer essa pessoa, Satanás faria tudo em seu poder para obstruir Deus, usando vários artifícios malignos para tentar, assediar e destruir a obra que Deus faz com intuito de atingir seu objetivo oculto. Qual é seu objetivo? Ele não quer que Deus tenha ninguém; ele quer a todos que Deus quer, para ocupá-los, controlá-los, para comandá-los para que eles o adorem, para que cometam atos malignos junto com ele. Não é esse o motivo sinistro de Satanás?” (de “O Próprio Deus, o Único IV”). Nós somos aqueles que Deus criou, que Deus supre, cuida e salva, mas ao mesmo tempo somos também aqueles que Satanás espiona e seduz, que ele tenta saquear e devorar. Deus quer salvar o homem, e assim Satanás corrompe o homem, pois Satanás é o inimigo de Deus. Desde que seduziu os ancestrais do homem, Adão e Eva, para comer o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal e trair a Deus, Satanás nunca parou de tentar e assediar a humanidade toda. Satanás quer nos afastar de Deus, nos quer traindo a Deus, perdendo Sua salvação e vivendo para sempre no domínio de Satanás, para nos possuir e nos controlar, para praticarmos o mal como ele pratica, para desafiarmos Deus e nos rebelarmos contra Deus, para vivermos no atoleiro do pecado e por fim acabar perecendo – essa é a intenção sinistra de Satanás.

Então, como podemos discernir os esquemas astutos de Satanás e rejeitar a tentação? A Bíblia diz: “Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome. Chegando, então, o tentador, disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus” (Mateus 4:1-4). “Novamente o Diabo o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles; e disse-lhe: Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares. Então ordenou-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. Então o Diabo o deixou; e eis que vieram os anjos e o serviram” (Mateus 4:8-11). A partir das ações de Satanás para tentar o Senhor Jesus, podemos ver sua essência traiçoeira e perversa. Todas as coisas no céu e na terra são criadas por Deus e estão sob Sua soberania, mas Satanás não conhece a vergonha, e assim não só usou as coisas que Deus havia criado para tentar o Senhor Jesus, como também teve a audácia de pedir ao Senhor Jesus para adorá-lo, e disso podemos ver que Satanás é incrivelmente selvagem. Satanás acreditava que esse esquema astuto teria sucesso, mas bastaram umas poucas palavras do Senhor Jesus para que ele fugisse de vergonha, pois as palavras do Senhor Jesus são a verdade, o caminho e a vida, são a luz que pode revelar todos os esquemas astutos de Satanás e, mais ainda, derrotar todas as forças do mal – elas são as armas para reagir aos esquemas astutos de Satanás! Diante da verdade, Satanás ficou perplexo e fugiu derrotado.

As palavras de Deus dizem: “Tudo que Deus faz e tudo que Ele revela está conectado com a verdade. Isto é, toda palavra que Ele disse e toda ação que Ele tomou concerne à verdade. Essa verdade e essas palavras não são nenhuma fantasia sem fundamento, mas, ao contrário, são expressas por Deus devido à substância de Deus e Sua vida. Porque essas palavras e a substância de tudo que Deus fez são a verdade, podemos dizer que a substância de Deus é santa. Em outras palavras, tudo que Deus diz e faz traz vitalidade e luz às pessoas; permite que as pessoas vejam coisas positivas e a realidade dessas coisas positivas e lhes permite trilhar a senda correta. Essas coisas são determinadas por causa da substância de Deus e são determinadas devido à substância de Sua santidade” (de “O Próprio Deus, o Único V”). A essência de Deus é santa e Deus é o símbolo de todas as coisas positivas; só a palavra de Deus é a verdade, o caminho e a vida, e quando aceitarmos a palavra de Deus entenderemos a verdade, e veremos as coisas pelas quais passamos segundo a palavra de Deus, poderemos discernir o que é positivo do que é negativo e perceberemos claramente os esquemas astutos de Satanás. Quando a verdade se torna a nossa vida, temos então “imunidade” e não cairemos mais nas tentações de Satanás nem sofreremos o dano de suas mãos.

Lembro de um colega de trabalho da minha antiga unidade de serviço que sempre me ligava para perguntar como eu estava, e a minha afeição por ele aumentava rapidamente. Embora eu estivesse consciente de ter marido, mesmo assim, meu coração sempre disparava quando ele ligava. Um dia, li estas palavras de Deus: “As palavras deles nutrem seu coração e o cativam para que você fique desorientado e, sem perceber, seja sugado e esteja disposto a servi-los, ser um canal para eles e também servo deles. Você não tem nenhuma queixa, mas está disposto a estar à disposição deles – você é enganado por eles” (de “Seu caráter é tão vil!”). “Essas verdades, esse caminho e essa vida não são atraentes para vocês; vocês são atraídos pela pecaminosidade, pelo dinheiro, posição, fama e lucro, pelos prazeres da carne, pela beleza dos homens e a coqueteria das mulheres. O que qualifica vocês para entrarem em Meu reino?” (de “Prática (7)”). As palavras de Deus despertaram o meu coração, que vinha sendo tapeado por Satanás, e me fizeram ver com clareza que o que aquele colega me dizia era precisamente Satanás tentando me seduzir, e a ideia de querer ter um caso com ele em meu coração também tinha sua origem na tentação de Satanás. Ao mesmo tempo, passei a entender que Satanás tentava usar os desejos perversos da carne para me atrair a cometer o pecado, para me fazer escutar atentamente aquelas palavras doces e então romper as fronteiras da consciência e da moralidade e cair num abismo de pecado. A partir das palavras de Deus, vi que a essência de Deus é santa, que Seu caráter é justo e inofendível, que Deus ama pessoas que anseiam por justiça e que buscam uma vida de luz, que Ele odeia quando as pessoas vivem na perversidade. Se são promíscuas e fazem coisas sórdidas, então as pessoas são indignas de entrar no reino de Deus e ver a face de Deus. Confrontada com as palavras de sinceridade e seriedade de Deus, senti-me tão envergonhada por dentro que tomei a decisão de renunciar a Satanás e viver com integridade e dignidade e, na sequência, me determinei a desistir de meu “interesse” pelo colega de trabalho. Foi o cuidado e a proteção de Deus que me impediram de cair no turbilhão de um caso extraconjugal; se não fosse pela orientação das palavras de Deus, então as consequências teriam sido inimagináveis.

Pode-se ver, portanto, que as seduções e tentações de Satanás podem parecer como se as pessoas estivessem só se associando e entrando em contato umas com as outras, mas, de fato, a realidade é que uma batalha espiritual violenta está acontecendo nos bastidores; se estivermos sem a verdade, não teremos nada da “imunidade” necessária para derrotar Satanás e certamente seremos seduzidos por ele e cairemos num abismo do pecado. Mas, quando entendemos a verdade, a vontade e as exigências de Deus contidas em Suas palavras, quando abandonamos os nossos desejos carnais e praticamos de acordo com Suas palavras, somos então capazes de discernir os esquemas astutos de Satanás e não nos perderemos. Estas palavras de Deus vêm à mente: “Deus deu vida ao homem, deu-lhe tudo, e lhe outorga incondicionalmente sem exigir nada, sem nenhuma intenção ulterior. Ele usa a verdade, usa Suas palavras, usa Sua vida para conduzir e guiar o homem, afastando-o dos danos de Satanás, de suas tentações, de sua sedução, permitindo que o homem enxergue claramente através da natureza maligna de Satanás e de sua face hedionda. O amor e o interesse de Deus pela humanidade são verdadeiros? São algo que cada um de vocês pode experimentar? (Sim.)” (de “O Próprio Deus, o Único IV”). Ao contemplar cuidadosamente essas palavras de Deus, recordo a obra de salvação que Deus faz em mim e o meu coração se sente animado. Ao mesmo tempo, ganho também uma comprovação de que a verdade é a única arma poderosa que pode derrotar as tentações de Satanás. As palavras de Deus são abundantes e completas, revelam todas as nossas corrupções e fraquezas diversas com total clareza, assim como todos os esquemas astutos e as tentações de Satanás. Enquanto aceitarmos todas as verdades expressas por Deus, colocarmos mais esforço em Suas palavras, vermos as coisas de acordo com a verdade e tomar Suas palavras como padrão para as nossas ações, então seremos capazes de discernir todos os esquemas astutos de Satanás e derrotar todas as suas tentações.

Tendo lido até este ponto, acredito que cada pessoa saberá agora como obter essa “imunidade”, certo?

Conteúdo Relacionado