Eu ouvi a voz de Deus

26 de Março de 2022

Por Mathieu, França

Aceitei a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias há mais de dois anos. Para ser honesto, ganhei mais do que em mais de uma década como cristão. Não acredito no Deus vago da minha imaginação como acreditava antes, mas no Deus prático na carne, que caminha e opera entre a humanidade, que pode expressar a verdade a qualquer hora e lugar. Ouvi a voz de Deus e estou desfrutando do sustento de Suas palavras. Vim realmente para o lado do Senhor.

Meu nome é Mathieu, e nasci numa família católica em Lyon, na França. Tive uma infância católica tradicional. Fui batizado, ia à missa, praticávamos a imposição de mãos, e peregrinei a Lourdes. Depois de adulto, percebi que os padres católicos pregavam sempre as mesmas velhas doutrinas sem nada de diferente. Sentia que era uma atmosfera fria e sem vida, e parecia que a fé dos outros crentes tinha esfriado. Isso era desanimador para mim. Eu ansiava encontrar uma igreja com a obra do Espírito Santo onde eu pudesse sentir a presença do Senhor. Para encontrar uma outra, decidi sair da igreja católica. Acabei em Genebra depois disso, onde estudei na universidade e frequentei uma igreja evangélica local. Mas descobri que o pastor só pregava doutrinas literais, gritava frases prontas e falava sobre teologia e dons espirituais fora da realidade. Não havia nada que me comovesse ou me ajudasse a conhecer o Senhor. Outra coisa que notei foi a idolatria. O retrato do pastor principal ficava pendurado próximo ao púlpito. Sempre que um novo crente entrava na igreja, o pastor local o fazia saudar o retrato do pastor principal. Todos os dias, esse pastor enviava aos crentes suas interpretações das Escrituras e os irmãos as tratavam como se fossem seu pão diário, como se fossem a leitura das palavras de Deus. Eles as praticavam como se fossem as próprias palavras de Deus. Isso me deixava incomodado. Isso não me parecia certo. Eu via que o Senhor não estava naquela igreja, que ela realmente não tinha o Senhor. Eu me perguntava: “Onde realmente está o Senhor?” Era isso que eu estava procurando. Depois disso, também deixei essa igreja. A essa altura, eu me sentia vazio espiritualmente e me perguntava se o Senhor havia me descartado.

A partir de então, passei a ler a Bíblia sozinho em casa. Eu lia muito o capítulo 3 de Apocalipse, e a parte que fala sobre a igreja na Filadélfia me impressionou profundamente. “Porquanto guardaste a palavra da Minha perseverança, também Eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para pôr à prova os que habitam sobre a terra. Venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. A quem vencer, Eu o farei coluna no templo do Meu Deus, donde jamais sairá” (Apocalipse 3:10-12). Esses versículos me emocionaram e impactaram muito. Transbordavam de mistérios e promessas. Vi que o Senhor disse claramente que haverá uma igreja a qual o Senhor aprova, que é a igreja na Filadélfia. Parecia que o Senhor estava me dizendo: “Eu estou nessa igreja”. Isso levantou uma pergunta: Onde fica essa igreja? Continuando a leitura, vi isto: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele Comigo” (Apocalipse 3:20). Fiquei tão animado quando li que o Senhor afirmava com clareza que Ele bateria à porta. Me perguntei como Ele bateria e se isso significava que o Senhor retornaria logo. Aquilo foi muito esclarecedor e impulsionou meu desejo de continuar buscando. Em primeiro de maio de 2018, logo após passar por um momento sombrio, orei a Deus novamente com toda a minha alma e coração. Queria muito entender tudo que nunca tinha entendido antes. Eu disse: “Ó Deus, por favor, ilumina-me. Sei que Tu vens em breve. Por favor, permite-me entender a Tua vontade”. E fui dormir após orar.

No dia seguinte, fui trabalhar como sempre. Fui ao Lago de Genebra na hora do almoço e me sentei num banco. Coloquei-me diante de Deus em oração e então percebi que havia mais alguém ali. Caminhei até ele e compartilhei o evangelho com ele. Ele interrompeu, dizendo: “Irmão, você sabia que o Senhor retornou e expressou milhões de palavras?” Fiquei chocado quando ouvi isso e me perguntei: “Por que esse irmão diria isso? O Senhor realmente retornou?” Fiquei espantado. Conforme continuávamos nossa comunhão, uma pergunta após a outra surgia em minha mente: O Senhor retornou? Como? No fim da nossa comunhão, ele me deu o endereço do site da Igreja de Deus Todo-Poderoso e disse: “Você pode investigar mais aqui”.

Entrei no site assim que voltei ao escritório. Lembro que a primeira coisa que vi foi “Cristo dos últimos dias apareceu na China”. Eu não tinha percebido isso. Fiquei muito surpreso em ver isso. O que me surpreendeu ainda mais foi que havia todo tipo de livros, incluindo dois que realmente me impressionaram: “A Palavra manifesta em carne” e “Declarações de Cristo dos últimos dias”. Eu queria saber mais sobre eles, então cliquei em “A Palavra manifesta em carne” e vi uma passagem. Ela realmente deixa uma impressão marcante. “Todos do Meu povo que servem diante de Mim devem se lembrar do passado: seu amor por Mim estava contaminado pela impureza? Sua lealdade a Mim era pura e sincera? O conhecimento que vocês tinham de Mim era verdadeiro? Quanto lugar Eu ocupei no coração de vocês? Eu preenchi seu coração totalmente? Quanto Minhas palavras realizaram em vocês? Não Me considerem um tolo! Essas coisas estão perfeitamente claras para Mim! Hoje, enquanto a voz da Minha salvação é proferida, tem havido algum aumento no amor de vocês por Mim? Alguma parte de sua lealdade a Mim se tornou pura? Seu conhecimento de Mim se aprofundou? O louvor oferecido no passado lançou um fundamento sólido para o seu conhecimento hoje? Quanto de vocês é ocupado pelo Meu Espírito? Quanto lugar a Minha imagem ocupa dentro de vocês? As Minhas declarações atingiram seu interior? Vocês verdadeiramente sentem que não têm onde esconder sua vergonha? Vocês verdadeiramente acreditam que não são qualificados para ser Meu povo? Se vocês estiverem completamente inconscientes quanto às perguntas acima, isso mostra que você está pescando em águas turvas, que você só está presente para aumentar os números e que, no tempo preordenado por Mim, você certamente será eliminado e jogado no abismo sem fundo pela segunda vez. Essas são Minhas palavras de advertência e quem tomá-las levianamente será atingido pelo Meu julgamento e, no tempo estipulado, encontrará o desastre. Não é assim?” (‘Capítulo 4’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”). Essas palavras me pareciam tão autoritárias, como se o Próprio Deus estivesse falando comigo face a face. Senti como se Deus estivesse me perguntando: Você tem amor verdadeiro por Mim? Sua submissão a mim é genuína? Eu me senti um pouco apreensivo na hora, porque, para ser honesto, pude ver que eu servia a Deus como se fosse uma tarefa, não por amor. Havia uma questão mais urgente nas minhas orações. Eu estava sempre exigindo coisas do Senhor, dizendo: “Ó Deus, eu quero um carro, quero esse tipo de casa, quero esse tipo de trabalho, esse tipo de esposa e esse tipo de salário”. Percebi que era tudo irracional. Pior ainda, se o Senhor não realizasse meus desejos extravagantes, eu me rebelaria e O culparia. Me envergonhei muito disso e até quis me esconder, pois eu tinha sido exposto. E então tive essa sensação de uma criança tendo que encarar os pais, levando bronca por mau comportamento. Foi intrigante para mim, e me senti muito feliz, pois era como se Deus estivesse falando comigo cara a cara. Senti que essa era a voz de Deus, pois só Ele enxerga o coração humano. Isso me deixou profundamente impressionado. Fiquei sem fala, sem nenhuma desculpa. Também tive certeza de que era a voz de Deus, então continuei lendo. Li bastante. Senti que Deus estava falando comigo com poder e autoridade. Eu não conseguia me desgrudar da leitura.

Eu me lembro de uma passagem que me impressionou bastante: “Eu observo todas as coisas do alto e exerço domínio sobre todas as coisas do alto. Da mesma maneira, pus em marcha a Minha salvação na terra. Não há um único momento em que Eu não esteja observando, do Meu lugar secreto, cada movimento dos humanos e tudo que eles dizem e fazem. Os humanos são, para Mim, livros abertos: Eu vejo e conheço cada um deles. O lugar secreto é a Minha morada e a abóboda celeste inteira é a cama na qual Me deito. As forças de Satanás não podem Me alcançar, pois Eu estou transbordando de majestade, justiça e julgamento” (‘Capítulo 5’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”). Para mim, essas palavras estavam cheias da autoridade de Deus. Quem, a não ser Deus, poderia enxergar nosso coração? Quem, a não ser Deus, poderia falar diretamente conosco com tanto poder e autoridade? Deus criou a humanidade e só Deus pode ver as coisas que escondemos no fundo do coração. Tive certeza de que essas eram palavras de Deus e fiquei muito animado. Era um sentimento que nunca tive antes. Lembro que li muito naquele dia e voltei para casa com três horas de atraso. Foi um momento realmente especial, sem paralelo. A caminho de casa, eu dizia sem parar: “Deus, agradeço a Ti! Ouvi a Tua voz e sei que retornaste. Testemunhei Tua autoridade. Que toda glória seja dada a Ti!” Eu estava muito emocionado e animado. Lembrei-me da minha oração na noite anterior. Lembro que orei a Deus pedindo que me ajudasse a entender a vontade Dele em Seu retorno. Naquele momento, percebi que Deus tinha ouvido minha oração. Mais incrível ainda, Ele tinha atendido à minha oração. Era algo tão fantástico, tão impressionante! Mas eu também estava cheio de perguntas, como: Já que o Senhor retornou, como Ele retornou? Que obra Ele está fazendo? Eu tinha todas essas perguntas sem respostas, então contatei os irmãos da Igreja de Deus Todo-Poderoso.

Eles me disseram que o Senhor tinha se tornado carne como o Filho do homem, que Ele tinha vindo em segredo. Ele é Deus Todo-Poderoso, tem expressado verdades e está fazendo nova obra. É o julgamento dos últimos dias, a começar pela casa de Deus, profetizado na Bíblia, para purificar e salvar por completo a humanidade. Fiquei totalmente chocado. Eles compartilharam uma comunhão muito esclarecedora sobre alguns versículos bíblicos, Apocalipse 16:15, “Eis que venho como ladrão”. E também Lucas 12:40. “Estai vós também apercebidos; porque, numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem”. Eu vi que esses versículos dizem que o Senhor se tornará carne e virá em segredo como o Filho do homem. O “Filho do homem” claramente não se refere a um espírito ou corpo espiritual, mas sim a ser nascido do homem e ter uma humanidade normal e a essência de Deus. Exatamente como o Senhor Jesus dois mil anos atrás. Ele parecia uma pessoa comum, mas era Deus em essência. Depois disso, comunicamos sobre Apocalipse 3:20, que menciona o Senhor batendo à porta. Aprendi que “batendo” refere-se ao Senhor expressando novas palavras nos últimos dias, para bater na porta do coração das pessoas. Quando os verdadeiros crentes ouvem as palavras do Senhor, eles as reconhecem como a voz de Deus, e eles são como as virgens sábias sendo elevadas para diante de Deus e acolhendo o retorno do Senhor. Isso também cumpre a profecia do Senhor Jesus: “As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz, e Eu as conheço, e elas Me seguem” (João 10:27). Eu achei incrível. Pensei em como essa é a segunda vez que Deus vem para operar na carne na terra, e justo na época em que estou vivendo, respirando o mesmo ar neste mundo, e Ele se parece com qualquer pessoa comum. Achei mesmo incrível! Eu sempre achei que Deus devia estar no céu. Nunca imaginei que, nos últimos dias, Deus viria na carne na terra para falar e fazer nova obra.

Então, a irmã Lisa e o irmão David leram algumas passagens das palavras de Deus para mim sobre as encarnações de Deus. “O significado de ‘encarnação’ é que Deus aparece na carne; Ele opera entre os homens de Sua criação na imagem de uma carne. Assim, para Deus Se encarnar, Ele precisa primeiro ser carne, carne com humanidade normal; esse é o pré-requisito mais básico. De fato, a implicação da encarnação de Deus é que Deus vive e opera na carne, Deus, em Sua essência, Se torna carne, Se torna um homem” (‘A essência da carne habitada por Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). “O Deus encarnado é chamado de Cristo, e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus. Seja Sua humanidade ou divindade, ambas se submetem à vontade do Pai celestial. A essência de Cristo é o Espírito, isto é, a divindade. Portanto, Sua essência é a do Próprio Deus” (‘A essência de Cristo é obediência à vontade do Pai celestial’ em “A Palavra manifesta em carne”). Após ler essas passagens das palavras de Deus, vi que Deus encarnado é o Espírito de Deus assumindo a carne e vindo à terra para falar e operar para salvar a humanidade. Cristo se parece com uma pessoa comum por fora, comendo, vestindo-se, dormindo como qualquer um, mas Ele tem uma essência divina. Ele pode falar a toda a humanidade como o Próprio Deus e pode expressar verdades que nenhum humano jamais poderia. Ele pode fazer a obra do Próprio Deus e realizar a vontade de Deus. Por fora, Cristo é exatamente como outro qualquer, e não temos como saber que Ele é Deus. Mas quando O ouvimos falar, podemos dizer que Suas palavras não vêm deste mundo. Ele pode elucidar verdades e mistérios que ninguém nunca viu ou ouviu. Ele pode revelar nossa mais profunda corrupção. O que Ele expressa é o que o Próprio Deus expressa. É assim que sabemos que Ele é Deus. É assim que o Senhor Jesus era no passado. Ele parecia uma pessoa normal por fora, mas foi capaz de ser a oferta pelo pecado para toda a humanidade, para absolver nossos pecados. Ele pôde nos dar paz e alegria e graças abundantes. Nenhum outro, a não ser Ele, poderia fazer essa obra, pois pessoas são só pessoas, e não possuem a essência de Deus. Os irmãos também comunicaram que Deus Todo-Poderoso é como o Senhor Jesus. Parece uma pessoa comum, mas Sua essência é de Deus, pois Ele pode fazer a obra de julgamento a começar pela casa de Deus, expressar todas as verdades que purificam e salvam a humanidade e desvendar mistérios que nenhum humano jamais poderia desvendar. Especialmente assuntos como verdades sobre o plano de gerenciamento de Deus, como Satanás corrompe as pessoas e Sua revelação sobre a natureza satânica das pessoas. Ninguém além de Deus poderia expressar essas verdades. Nenhum humano poderia fazer isso. Isso prova que Deus Todo-Poderoso tem uma essência divina, que Ele é Cristo dos últimos dias.

Ouvir tudo isso me ajudou a entender algumas verdades sobre a encarnação e vi que Cristo tem uma humanidade normal e uma essência divina. Algumas imaginações e noções vagas que eu tinha sobre Deus foram esclarecidas. Foi libertador pra mim. Deus encarnado pode ser visto e tocado e Ele pode falar com as pessoas face a face. A ideia de Deus se tornando carne nos últimos dias, expressando pessoalmente palavras para salvar a humanidade foi realmente emocionante e comovente pra mim! Mas quando ouvi que Deus encarnou pela segunda vez para fazer a obra de julgamento, eu me senti apreensivo, um pouco assustado. pois eu estava vivendo em pecado. Perguntei-me se eu seria condenado e punido no julgamento do Senhor. Por isso me preocupei. Mas após a comunhão com os irmãos, aprendi que a obra de julgamento não é para nos condenar e nos punir, mas para nos purificar e nos salvar. É uma salvação prática. Na verdade, o Senhor Jesus fez apenas uma parte da obra de salvação. Ele apenas perdoou nossos pecados. Mas a raiz de nossa pecaminosidade não foi erradicada. Embora alguns crentes entre nós possam ter se despendido por Deus e feito boas ações, nossa natureza está repleta de caracteres satânicos, como arrogância, engano e dureza. Invejamos quando as pessoas nos superam em algo, e tudo que fazemos em nossa vida é para nós mesmos. Somos incrivelmente egoístas. Somos controlados e governados por nossos caracteres satânicos e não temos ideia de como escapar das amarras do pecado. Isso é um fato e é algo que vemos todos os dias, o que me fez pensar num versículo bíblico: Deus diz: “Sereis pois santos, porque Eu sou santo” (Levítico 11:45). Esse versículo nos mostra que ainda não somos dignos de entrar no reino dos céus, pois nenhum de nós é santo. Por isso, Cristo dos últimos dias, Deus Todo-Poderoso, faz a obra de julgamento para nos purificar e salvar nos últimos dias, para que possamos ser libertados das amarras do pecado e nos tornar pessoas que temem e se submetem a Deus, que não pecam nem resistem mais a Deus. Esse é o objetivo dessa obra. Isso cumpre as profecias do Senhor Jesus: “Santifica-os na verdade, a Tua palavra é a verdade” (João 17:17). “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32).

Após explicarem isso, eles leram algumas passagens que explicam a obra de julgamento claramente. As palavras de Deus dizem: “Embora tenha feito muita obra entre os homens, Jesus apenas completou a redenção de toda a humanidade e tornou-Se oferta pelo pecado do homem; Ele não livrou o homem de todo o seu caráter corrupto. Salvar o homem plenamente da influência de Satanás não exigiu apenas que Jesus Se tornasse a oferta pelo pecado e carregasse os pecados do homem, mas também exigiu que Deus fizesse uma obra maior ainda para livrar o homem completamente de seu caráter satanicamente corrompido. E assim, agora que o homem teve seus pecados perdoados, Deus voltou para a carne para guiar o homem até a nova era e começou a obra de castigo e julgamento. Esta obra tem trazido o homem a um reino superior. Todo aquele que se submete ao Seu domínio há de desfrutar de uma verdade maior e de receber bênçãos maiores. Eles hão de viver verdadeiramente na luz e de ganhar a verdade, o caminho e a vida” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Cristo dos últimos dias usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a substância do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à substância do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não torna clara a natureza do homem simplesmente com algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda a longo prazo. Todos esses métodos diferentes de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo podem ser chamados de julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido em relação a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua essência corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a essência dessa obra é, de fato, a obra de revelar a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus” (‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”). Depois, o irmão Leo disse Que, nos últimos dias, Deus Todo-Poderoso expressa verdades para julgar e purificar a humanidade, e Suas palavras revelam muitos mistérios e verdades, como mistérios do plano de gerenciamento de seis mil anos de Deus, Seus três estágios de obra, como Satanás corrompe a humanidade e como Deus nos salva, quem pode ser salvo e entrar no reino, e quem será punido e eliminado, o desfecho e destino de cada tipo de pessoa, e muito mais. Deus Todo-Poderoso também revela e julga nossa natureza satânica e a verdade da nossa corrupção. Ele resolve nossa corrupção e natureza pecaminosa por meio de provações e refinamento para que vejamos com clareza como Satanás nos corrompeu profundamente, para que vejamos a arrogância, desonestidade e engano em nossa natureza e vejamos nosso relacionamento com Deus, que é tão triste. Podemos até crer em Deus, nos despender por Ele e fazer algumas boas ações, mas só fazemos isso para sermos abençoados e recompensados. Estamos negociando com Deus. Não é por amor ou submissão a Ele. No momento em que a obra de Deus não se conforma às nossas opiniões e noções, negamos e rejeitamos Deus, assim como fizeram os fariseus. Mesmo sabendo muito bem que as palavras de Deus Todo-Poderoso são a voz de Deus, que elas vêm de Deus, ainda somos contidos pelos líderes religiosos e rejeitamos o verdadeiro caminho. Culpamos a Deus diante de provações e adversidades e vivemos inteiramente dentro de nossos caracteres corruptos. Isso mostra que ainda vivemos sob o poder de Satanás, que pertencemos a Satanás. Como esse tipo de pessoa poderia entrar no reino dos céus? O julgamento e as revelações das palavras de Deus nos mostram nosso verdadeiro estado, a verdade de nossa corrupção e que somos incapazes de seguir a vontade de Deus e de satisfazê-Lo. E então nos enchemos de remorso e nos dispomos a nos arrepender diante de Deus. Ao passar pelo julgamento e castigo de Deus, vemos que o caráter Dele não é só amor e misericórdia, mas também justiça, majestade, ira e condenação. Começamos a temer a Deus e a conscientemente renunciar à carne e praticar as palavras Dele. Desenvolvemos alguma obediência a Deus e nosso caráter de vida começa a mudar. Depois, vivenciamos de verdade que o julgamento, o castigo, as provações e o refinamento de Deus são Sua maior salvação e amor por nós.

Ao ouvir isso do irmão Leo, pude sentir como a obra de Deus de julgamento nos últimos dias é profunda. Sem vivenciar o julgamento de Deus dos últimos dias, nunca entenderíamos a verdade de nossa corrupção nem poderíamos vir para diante de Deus com verdadeiro arrependimento. Quanto a mim, eu estava orando e confessando ao Senhor todos os dias, depois cometia os mesmos pecados outra vez. Eu me arrependia, mas nunca mudava, e vivia constantemente em pecado. Eu vi que era totalmente controlado pela minha natureza corrupta, e num estado como esse, como eu poderia entrar nos céus e ganhar a aprovação de Deus? Seria impossível. Eu achava que, contanto que eu parecesse me comportar bem, Deus me aprovaria. Mas percebi que mudanças externas não são o que importam. O que importa é transformar o interior. Foi então que percebi como a obra de julgamento é importante para nós, que sem esse estágio de obra, ninguém poderia ser salvo. É por isso que Deus expressa a verdade e faz a obra de julgamento nos últimos dias. É para purificar nossos caracteres corruptos para que possamos ser compatíveis com Deus e entrar em Seu reino. O amor de Deus é tão genuíno, tão prático!

Ao ler as palavras de Deus Todo-Poderoso todos os dias, tive a certeza de que Deus Todo-Poderoso é o Senhor Jesus que retornou. Ele é Cristo dos últimos dias. Não há sombra de dúvidas. A partir de então, ao participar da vida da igreja todos os dias e comunicar com os irmãos, aprendi a conhecer a Deus e desfruto da rega e do sustento abundantes das palavras de Deus. Não acredito no Deus vago da minha imaginação como eu acreditava antes, mas no Deus prático encarnado que caminha e trabalha entre a humanidade, que pode expressar a verdade a qualquer hora e lugar. Eu ouvi a voz de Deus e estou desfrutando do sustento de Suas palavras. Eu provei da obra do Espírito Santo. Esse é o sonho de todo cristão. Vim realmente para o lado do Senhor e agradeço pela salvação de Deus Todo-Poderoso para mim! É uma bênção extraordinária para mim!

O alarme dos últimos dias já tocou e grandes desastres já começaram. Você quer dar as boas-vindas ao retorno do Senhor e ter a chance de receber a proteção de Deus com sua família?

Conteúdo relacionado

Reunido com o Senhor

Ter visto, ouvido e experimentado tudo isso é uma prova em meu coração de que a Igreja de Deus Todo-Poderoso é uma verdadeira igreja onde Deus pessoalmente alimenta e pastoreia Seu rebanho. O fato de eu ter conseguido entrar na casa de Deus e viver uma vida face a face com Deus significa ser excepcionalmente exaltado por Deus.

Finalmente acolhi o Senhor

Xiyue, Japão Quando eu tinha seis anos de idade, minha mãe creu no Senhor Jesus e muitas vezes me levava às reuniões da igreja. Aos poucos,...

Bata, e a porta se abrirá

Por Qing Ting, China Em 1989, segui o exemplo de minha mãe ao aceitar o evangelho do Senhor Jesus. Depois que comecei a crer no Senhor, por...

Conecte-se conosco no Messenger