Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Reflexões de um cristão alemão: Encontrei a senda para a vitória sobre o pecado

133

Por Anna, Alemanha

Nota do editor: Você ainda está lutando na agonia do pecado? Você está desencorajado e decepcionado porque vive preso num ciclo de pecado e arrependimento? O que devemos fazer para escapar da escravidão do pecado? Espero que a leitura deste artigo seja uma ajuda para você.

Chorando em pecado

Em 2001, segui minha mãe em acreditar no Senhor e, pouco tempo depois, juntei-me à igreja e iniciei o meu serviço. Vi que meus irmãos e irmãs eram capazes de amar uns aos outros como uma família, o que fez com que me sentisse especialmente próxima deles. Eu gostava de participar das reuniões e cantar hinos em louvor ao Senhor com meus irmãos e irmãs e, em meu coração, eu via a igreja como minha própria família. Depois disso, eu fui admitida num instituto de teologia e comecei a estudar a Bíblia.

Gradativamente, descobri mais e mais coisas ilícitas na igreja. Muitos irmãos e irmãs viviam em pecado e eram incapazes de praticar os ensinos do Senhor. O diretor da escola dominical e sua esposa tramavam frequentemente para beneficiar a si mesmos. Quando organizações humanitárias faziam doações, eles escolhiam imediatamente alguns dos melhores itens para si mesmos, e até o pastor participava desse comportamento, mas as famílias pobres na igreja raramente recebiam algo. Os líderes dos grupos pequenos também eram especialmente orgulhosos e arrogantes. Muitas vezes, exaltavam a si mesmos em nossa presença e impunham restrições aos outros. Os membros da igreja serviam ao Senhor para o bem de seu próprio status e interesses e, muitas vezes, condenavam outras igrejas como ruins e menosprezavam outros. Enquanto suas ações e palavras dentro da igreja pareciam ser piedosas, o que eles viviam em sua vida era arrogância, astúcia e egoísmo, como se fossem pessoas completamente diferentes. Eu era igual. Na igreja, eu me comportava muito bem, e mesmo quando outros pediam que eu fizesse algo que eu não gostava, eu fazia o melhor que podia para suportá-lo, superar meu desconforto e não expor meu desagrado, mas em casa eu era arbitrária, convencida e, às vezes, até gritava com minha mãe. Depois do meu casamento, quando meu marido e meu filho não faziam o que eu pedia, eu perdia a calma com eles. Eu pensava em como a escola dominical ensinava às crianças a executarem os ensinamentos do Senhor e a serem amorosas e tolerantes umas com as outras, mas eu não conseguia praticar essas coisas em minha própria vida, e percebi que eu estava vivendo em pecado. Frequentemente, eu orava pelo perdão do Senhor por isso, mas nada mudava. Eu me sentia perturbada e confusa: “O apóstolo Paulo disse: ‘Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte’ (Romanos 8:1-2). Acreditamos no Senhor Jesus Cristo, e o Senhor perdoa nossos pecados. Nossos pecados são removidos, o que deveria significar que não pecamos mais, mas por que continuo vivendo em pecado? Por que não consigo praticar os ensinamentos do Senhor? Quando serei finalmente capaz de parar de pecar?”

Eu perguntei os pregadores sobre minha confusão, mas eles não tinham respostas. Eles simplesmente me instruíram a ter fé no Senhor. Suas respostas me deixaram sem uma senda. As reuniões da igreja deixaram de ser uma ajuda para mim, então parei de ir às reuniões. Depois, assistia a filmes cristãos no YouTube com frequência, buscando o sustento espiritual para a vida. Assisti a muitos sermões e palestras de muitos pastores e presbíteros, mas nenhum deles podia me ajudar a mudar, tampouco podiam fornecer qualquer crescimento na vida espiritual. Eu ainda vivia num estado de pecar durante o dia e de confessar meus pecados à noite. Eu não sabia quando conseguiria parar de pecar, e orei com frequência sobre isso. Eu chorava e implorava pela ajuda do Senhor.

um cristão está orando pelo pecado

Uma luz aparece quando Deus ouve minhas orações

Certo dia, em 2018, enquanto eu estava procurando filmes cristãos, um filme chamado Onde está meu lar chamou minha atenção, então, por curiosidade, cliquei nele e assisti a ele. No filme, vi que a protagonista e os pregadores não estavam lendo a Bíblia, mas o livro A Palavra manifesta em carne. Eu nunca tinha visto esse livro antes, mas as palavras no livro continham a verdade e eram capazes de resolver as dificuldades práticas das pessoas. Wen Ya, a protagonista do filme, tinha experimentado o divórcio de seus pais durante sua infância, depois do qual ela suportou o tormento de uma doença séria de sua mãe e o falecimento de seu pai. No entanto, quando ela se sentiu desencorajada e desesperada, foi Deus que a salvou. As palavras em A Palavra manifesta em carne permitiram que Wen Ya entendesse que nós, como humanos, fomos corrompidos por Satanás, que todos nós vivemos em miséria sem esperança de escape e que apenas ao virmos para diante de Deus podemos encontrar proteção e viver em felicidade. Mais tarde, Wen Ya foi capaz de emergir de seu tormento e encontrar seu lar verdadeiro. O filme me mostrou que as palavras em A Palavra manifesta em carne eram verdadeiramente maravilhosas. Eram capazes de me dar força. Pensei: “Quem nos permitiria conhecer o caráter de Deus? Quem conseguiria explicar claramente a pecaminosidade e a maldade da humanidade? Quem conseguiria entender a razão pela qual a humanidade está em tormento? E quem, exatamente, conseguiria resolver o problema das pessoas vivendo em tormento?” Eu senti que essas palavras tinham autoridade e não podiam ter sido faladas por uma pessoa qualquer. Eu fiquei muito interessada nesse livro, pois sentia que essas palavras conseguiriam melhorar meu relacionamento com Deus.

Assim, continuei a assistir a filmes da Igreja de Deus Todo-Poderoso. Assisti ao filme Salvação, em que o protagonista se despende por Deus com entusiasmo, abandona tudo para cumprir seus deveres e, apesar de o Partido Comunista Chinês o prender e torturar, ele retoma seus deveres após ser liberto. Ele pensa que, por ter sofrido e viajado muito, por entender muito da verdade e ser alguém que tem conhecimento de Deus, ele deveria estar qualificado para entrar no reino dos céus. Mais tarde, porém, ele se depara com uma provação repentina. Sua esposa é capturada e torturada até a morte pela polícia do Partido Comunista Chinês, e, quando ele fica sabendo disso, ele se queixa de Deus, culpa Deus, entende Deus errado e perde sua fé em Deus. Em seu tormento, através das palavras de Deus Todo-Poderoso, ele vem a refletir sobre si mesmo e percebe que ele crê em Deus e cumpre seus deveres para ganhar bênçãos e que, quando as provações vêm, ele ainda é capaz de culpar e entender errado a Deus. Depois disso, através da leitura das palavras de Deus Todo-Poderoso, ele entende que ainda é capaz de se rebelar e resistir a Deus e que ele ainda não ganhou verdadeiramente a salvação. Apenas as pessoas com amor sincero e obediência a Deus podem alcançar salvação plena. Ao passar por essa provação, sua visão falaciosa e suas noções equivocadas sobre a crença em Deus são transformadas, ele desenvolve uma nova fé em Deus e continua a servir a Deus. Quando assisti àquele filme, vi que meu próprio amor por Deus estava longe de ser suficiente. Se eu estivesse na mesma posição do protagonista, não sei se eu teria permanecido leal a Deus. As experiências do protagonista do filme me deram a confiança de que eu devia fortalecer minha fé, continuar a seguir a Deus e experimentar circunstâncias semelhantes para que Deus pudesse purificar meu caráter corrupto, porque apenas assim eu teria uma chance de entrar no reino dos céus.

Mais tarde, quando assisti a filmes sobre as prisões, o tormento e a tortura sofridos por irmãos e irmãs na Igreja de Deus Todo-Poderoso às mãos do Partido Comunista Chinês, percebi que, quando eles experimentavam perseguição e provações, as palavras de Deus Todo-Poderoso eram a base de sua fé. Eu queria muito ler essas palavras, pois eu sentia que essas palavras eram a verdade, caso contrário teria sido muito difícil para esses irmãos e irmãs permanecerem leais e seguirem a Deus enquanto eram perseguidos com tanta crueldade pelo governo do Partido Comunista Chinês. Eu admirava profundamente a sua fé inabalável e seu desejo de servir a Deus e sentia que isso era o resultado alcançado pela obra do Espírito Santo, pois era impossível que pessoas produzissem tal testemunho. Após ver todas essas coisas, eu fiquei ainda mais curiosa sobre a Igreja de Deus Todo-Poderoso.

Meu coração regozija quando encontro a senda para me livrar do pecado

Finalmente, visitei o site da Igreja de Deus Todo-Poderoso e entrei em contato com irmãos e irmãs da igreja. Em nossa primeira reunião, o irmão Zheng comungou comigo: “Estão acontecendo cada vez mais coisas ilícitas nas igrejas. Os sermões de pastores e presbíteros são frases feitas, obsoletas e sem vida, as reuniões da igreja não fornecem nenhum sustento, e os crentes vivem, quase universalmente, num ciclo de pecar e se arrepender. A razão disso é que a obra do Espírito Santo foi transferida. Novamente, Deus veio encarnado para concluir a Era da Graça, iniciar a Era do Reino e fazer a obra de julgar e purificar a humanidade. O Espírito Santo já deixou as igrejas da Era da Graça e passou para as igrejas da Era do Reino e opera agora em todos aqueles que aceitam a obra de Deus dos últimos dias. Assim, visto que, agora, falta às igrejas da Era da Graça a obra do Espírito Santo, elas são incapazes de providenciar uma fonte de água viva, as pessoas estão presas em trevas e, assim, se tornam cada vez mais depravadas. Isso cumpre a profecia de Deus Jeová: ‘Retive de vós a chuva, quando ainda faltavam três meses para a ceifa; e fiz que chovesse sobre uma cidade, e que não chovesse sobre outra cidade; sobre um campo choveu, mas o outro, sobre o qual não choveu, secou-se’ (Amós 4:7). Apenas se acompanharmos os passos de Deus podemos receber a obra e a orientação do Espírito Santo, e é apenas com a provisão e a rega das palavras de Deus que os nossos espíritos sedentos podem finalmente ser saciados”.

Apenas então entendi que faltava a obra do Espírito Santo à nossa igreja, pois Deus tinha vindo para realizar um novo estágio da obra, e a obra do Espírito Santo tinha sido transferida. Senti que a comunicação do irmão Zheng tinha luz, que tinha a orientação de Deus, mas eu estava também um pouco confusa: “Eu acredito que o Senhor Jesus pode ter retornado, mas o Senhor Jesus já nos salvou. Quando o Senhor retornar, Ele deverá nos arrebatar diretamente para o reino dos céus. Por que Ele deve fazer a obra de julgar e purificar as pessoas? O que está acontecendo aqui?” Assim, expliquei minha confusão.

6 cristãos lêem mitos na festa

Após me ouvir, o irmão Zheng comunicou: “Muitos irmãos e irmãs partilham dessa visão. Eles acreditam que, contanto que aceitemos o Senhor Jesus como nosso Salvador, nossos pecados são perdoados, nós somos remidos e, uma vez que o Senhor retornar, seremos arrebatados diretamente para o céu. Mas contemplamos se esse tipo de visão está de acordo com a verdade? O Senhor Jesus disse que, se nossos pecados são perdoados, podemos entrar no reino dos céus? Alguma vez, o Espírito Santo disse tal coisa? Deus Jeová disse: ‘Sereis pois santos, porque Eu sou santo’ (Levítico 11:45). O Senhor Jesus disse: ‘Nem todo o que Me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus’ (Mateus 7:21). Deus é justo e santo, assim, apenas aqueles cujo caráter corrompido é purificado e que conseguem fazer a vontade de Deus podem entrar no reino dos céus. Estamos cheios de imundície e ainda podemos nos rebelar e resistir a Deus. Se Ele levasse pessoas como nós diretamente para o reino dos céus, como a justiça e a santidade de Deus poderiam ser expressadas? Assim, a nossa noção de que ‘podemos entrar no reino dos céus se nossos pecados foram perdoados’ não está de acordo com as palavras do Senhor nem com a vontade do Senhor. Apenas aqueles que se livram de seu caráter corrupto e se tornam pessoas que conseguem fazer a vontade de Deus podem entrar no reino dos céus. Leiamos algumas passagens da palavra de Deus Todo-Poderoso, e você entenderá com mais clareza. Deus Todo-Poderoso diz: ‘Na época, a obra de Jesus foi a redenção de toda a humanidade. Os pecados de todos que acreditavam Nele foram perdoados; contanto que você acreditasse Nele, Ele o redimiria; se você acreditasse Nele, não era mais pecador e estava aliviado de seus pecados. É isso que significava ser salvo e ser justificado pela fé. No entanto, naqueles que acreditavam ainda restava o que era rebelde e se opunha a Deus e o que ainda precisava ser removido lentamente. A salvação não significava que o homem havia sido completamente ganho por Jesus, mas sim que o homem não era mais do pecado, que ele havia sido perdoado de seus pecados: se você acreditasse, nunca mais seria do pecado’ (de ‘A visão da obra de Deus (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”). ‘Os pecados do homem podiam ser perdoados através da oferta pelo pecado, mas quanto a como exatamente se pode fazer o homem não pecar mais, e como sua natureza pecaminosa pode ser extirpada completamente e transformada, ele não tem como resolver esse problema. Os pecados do homem foram perdoados, e isso foi por causa da obra da crucificação de Deus, mas o homem continuou a viver no caráter satânico corrupto antigo. Sendo assim, o homem deve ser completamente salvo de seu caráter satânico corrupto para que a natureza pecaminosa do homem seja completamente extirpada para nunca mais se desenvolver, permitindo, assim, que o caráter do homem seja transformado. Isso requer que o homem entenda a senda do crescimento na vida, entenda o caminho da vida e entenda o caminho para mudar seu caráter. Além disso, requer que o homem aja de acordo com essa senda, para que o caráter do homem possa ser mudado paulatinamente e que ele possa viver sob o brilho da luz, para que tudo o que ele faça esteja de acordo com a vontade de Deus, para que ele possa eliminar o seu caráter satânico corrupto e para que possa libertar-se da influência das trevas de Satanás, emergindo, assim, completamente do pecado. Só então o homem receberá a salvação completa’ (de ‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Como todos sabemos, as pessoas no fim da Era da Lei foram corrompidas de forma cada vez mais profunda por Satanás. Ninguém conseguia guardar a lei ou os mandamentos, e nenhum sacrifício podia remir seus pecados. Todos eles corriam o risco de serem condenados e mortos pela lei. Para salvar aqueles que viviam sob a lei da ameaça da morte, Deus pessoalmente veio em carne como o Senhor Jesus e fez sua obra de redenção. Ele fez Sua obra na terra e, finalmente, foi crucificado na cruz como carne sem pecado, servindo como oferta pelo pecado para a humanidade, que redimiu a humanidade de seu pecado. Qualquer um que aceitava a obra do Senhor Jesus, contanto que confessasse seus pecados ao Senhor e se arrependesse, teria seus pecados perdoados e não seria mais condenado e morto pela lei e também gozaria da graça e das bênçãos abundantes do Senhor. Para aqueles que viviam sob a lei, isso era salvação. Então, quando dizemos que somos salvos porque cremos no Senhor Jesus, nós nos referimos primariamente ao fato de que escapamos da condenação e da maldição da lei. Mas crer e ser salvo significa que fomos purificados? Mesmo que, após crermos no Senhor, externamente façamos algumas boas obras, sejamos capazes de suportar sofrimento e adversidade, façamos sacrifícios e servirmos, realizarmos a obra do Senhor e assim por diante, nosso caráter corrupto ainda está profundamente enraizado dentro de nós. Naturezas satânicas como arrogância, egoísmo, astúcia, ganância e maldade já se tornaram nossa vida. Somos controlados por essas naturezas satânicas, ainda somos capazes de pecar e resistir a Deus involuntariamente, de forma alguma conseguimos praticar os ensinamentos do Senhor. Em nosso dia a dia, por exemplo, quando as palavras dos outros ferem nosso orgulho, mesmo que não digamos nada, desenvolvemos preconceitos em nosso coração e podemos até condenar os outros. Não somos nada tolerantes ou pacientes, muito menos amamos nossos inimigos. Também mentimos e enganamos com frequência, falhando assim em sermos pessoas honestas, para proteger nossa própria reputação, status e interesses. Além disso, quando Deus nos abençoa, nós agradecemos e louvamos a Deus e temos uma motivação maior para nos despender por Deus, mas quando desastres nos acometem, nós nos queixamos de Deus e O entendemos errado, não somos dispostos a nos despender por Deus e, em casos sérios, traímos a Deus. A lista continua. Ainda há tanta corrupção dentro de nós, como, então, Deus poderia nos elevar para o Seu reino? É bastante evidente que o fato de que nossos pecados foram perdoados porque cremos não significa que fomos purificados, pois o Senhor Jesus só remiu os nossos pecados, mas não as nossas naturezas satânicas. Se não resolvermos nossas naturezas satânicas, mesmo que nossos pecados sejam perdoados mil ou dez mil vezes, não podemos entrar no reino dos céus. Assim, com base em nossas necessidades, nos últimos dias, Deus apareceu novamente em carne para fazer a obra adicional de julgamento e purificação, expressou toda a verdade que necessitamos para sermos purificados, revelou o fato real da nossa corrupção por Satanás, revelou a raiz do nosso pecado e resistência a Deus e apontou para nós a senda para mudarmos nosso caráter corrupto. Se aceitarmos o julgamento e castigo nas palavras de Deus, lermos com diligência a palavra de Deus e buscarmos a verdade com sinceridade, nosso caráter corrupto será gradualmente purificado e transformado, e finalmente nos tornaremos pessoas que genuinamente obedecem e amam a Deus. Quando fizermos isso, nós nos tornaremos pessoas que são plenamente salvas por Deus, e apenas então poderemos entrar no reino de Deus”.

Após ouvir as palavras de Deus Todo-Poderoso e a comunicação do irmão Zheng, eu entendi que o Senhor Jesus só tinha perdoado os nossos pecados e que ser salvo porque cremos significa apenas que não somos condenados ou mortos pela lei, mas não significa que fomos purificados. Pensei em como, a despeito do fato de que, na igreja, eu podia ser tolerante e controlar meus sentimentos, em casa, eu era instável e presunçosa. Especialmente quando minha família dizia ou fazia coisas que contrariavam meus desejos, eu podia perder o controle. Mesmo que eu confessasse meus pecados e me arrependesse ao Senhor sempre que perdia o controle, na próxima vez, aconteceria de novo. Eu não tinha como mudar isso. Finalmente percebi que isso era porque a pecaminosidade dentro de mim não tinha sido expurgada. Apocalipse 21:27 diz: “E não entrará nela coisa alguma impura, nem o que pratica abominação ou mentira”. Pecadores não podem entrar no reino de Deus. Como alguém como eu, que estava cheia de caracteres corruptos, poderia ganhar a aprovação de Deus e ser levado diretamente para o reino dos céus? Percebi agora que o retorno de Deus nos últimos dias para fazer a obra de julgamento e purificar o homem era muito necessário! Quando entendi essas coisas, fiquei bastante entusiasmada, mas eu ainda não entendia muito bem como Deus julga e purifica as pessoas. Percebi que, com tantas coisas impuras dentro de mim, se Deus está fazendo a obra de julgamento, eu seria condenada? Assim, expliquei novamente a minha confusão e pedi a comunicação do irmão Zheng.

Quando ele terminou de me ouvir, ele sorriu e disse: “A razão pela qual temos tais pensamentos é que nos falta conhecimento da obra de julgamento de Deus! Nos últimos dias, Deus expressou palavras para fazer a obra de julgamento, não porque Ele condena nossos pecados, mas para nos purificar e salvar, para permitir que vejamos o fato verdadeiro da nossa corrupção por Satanás através das revelações em Suas palavras, para permitir que reconheçamos nossas naturezas e essências de resistir e trair a Deus e, ao mesmo tempo, para permitir que saibamos que o caráter justo de Deus não tolera ofensa, para permitir que desenvolvamos um coração que teme a Deus, para permitir que odiemos e amaldiçoemos nossas naturezas satânicas do fundo do coração, para permitir que escapemos do nosso caráter satânico corrupto, para permitir que vivamos uma semelhança humana verdadeira e para que alcancemos a salvação plena de Deus. A verdade é que a obra de julgamento de Deus nos últimos dias é, até então, Seu maior amor e salvação para a humanidade! Assim, como Deus faz a obra de julgamento e purifica as pessoas? Leiamos a palavra de Deus para aprender mais sobre esse aspecto da verdade”.

Ele abriu um livro da palavra de Deus e leu: “Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à essência do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não só torna clara a natureza do homem com apenas algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda no longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo são considerados julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de abrir a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus” (de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Com um sorriso, ele comunicou: “As palavras de Deus afirmam de forma muito clara que, nos últimos dias, Ele expressa muitos aspectos da verdade para julgar e purificar as pessoas. Deus revela a essência da nossa natureza corrupta, nossas muitas noções de Deus e falácias soterradas no fundo do nosso coração referentes à crença em Deus e também todos os tipos de nossos caracteres satânicos e muito mais. Na palavra de Deus, vemos que estamos profundamente corrompidos por Satanás e que as toxinas, filosofias e lógica satânicas se tornaram nossa vida. Em nossas palavras e nossas ações praticamos tal lógica, princípios e provérbios malignos satânicos como, por exemplo, ‘cada um por si e o demônio fica por último’, ‘eu sou meu próprio senhor nos céus e na terra’, ‘aqueles que trabalham com suas mentes governam os outros e aqueles que trabalham com suas mãos são governados pelos outros’, ‘o homem fará de tudo para ficar rico’, e ‘os homens devem sempre se empenhar para serem melhores do que seus contemporâneos’. Colocamos nossos interesses, nossa riqueza e reputação e nosso status acima de todo o resto e, em nossas interações com outros, sempre queremos que eles nos obedeçam. Não importa o que estejamos fazendo, sempre tramamos para o bem de nossos interesses. Onde houver algo a ser ganho, sempre corremos para sermos os primeiros a fazê-lo, ao mesmo tempo em que tentamos nos livrar ou nos safar de coisas que não nos trazem nenhum ganho. Mesmo quando cremos em Deus, nós abandonamos e nos despendemos para ganhar dádivas e coroas, esperando trocar um preço pequeno por bênçãos grandes. Existem muitos exemplos desse tipo. Todos os nossos atos e palavras expõem caracteres corruptos como arrogância, presunção, egoísmo, baixeza, maldade, ganância, astúcia e desonestidade, e falta-nos qualquer semelhança humana verdadeira. Ao mesmo tempo em que experimentamos o julgamento e castigo nas palavras de Deus, Deus também arranja várias circunstâncias para nos podar, para lidar conosco, para nos castigar e disciplinar. Às vezes, vivemos segundo filosofias satânicas e não praticamos a verdade, assim caímos em trevas e somos incapazes de sentir a presença de Deus, levando-nos a sentir agonia e tormento. Quando ficamos diante de Deus, oramos e damos meia volta, Deus usa Suas palavras para nos culpar, para fazer com que conheçamos a nós mesmos e encontremos uma verdade apropriada para praticar. Às vezes, Deus mobiliza pessoas, assuntos e eventos para nos lembrar e lidar conosco, para nos levar a saber que o caráter justo de Deus não tolera ofensa e para refletirmos sobre nós mesmos, para que possamos vir a conhecer nossa própria rebeldia e resistência. Às vezes, a palavra de Deus nos consola e encoraja, permitindo que entendamos Suas boas intenções de salvar a humanidade e permitindo que não sejamos negativos ou fracos, que tenhamos determinação para buscar a verdade e mudança de caráter. Quando experimentamos o julgamento e castigo de Deus, desenvolvemos discernimento de coisas positivas e negativas, e também sabemos de que tipo de pessoas Deus gosta e desgosta e que tipo de pessoas Ele salva e elimina. Desenvolvemos cada vez mais temor e obediência a Deus e começamos a odiar nossas próprias naturezas satânicas, a trair a lógica satânica e a nos comportar e fazer coisas de acordo com as exigências de Deus. Nossas visões das coisas começam a mudar, nosso caráter de vida muda gradualmente, e começamos a viver uma semelhança humana. Podemos sentir de verdade que a obra de julgamento de Deus é prática, que ela pode realmente purificar e transformar nosso caráter corrupto e que só podemos nos livrar completamente da escravidão do pecado, alcançar salvação plena de Deus e ser levados para o reino dos céus por Deus se aceitarmos a obra de julgamento de Deus nos últimos dias”.

Através dessa comunicação sobre a palavra de Deus Todo-Poderoso, aprendi que meu entendimento da obra de julgamento de Deus nos últimos dias estava errado. Ele se baseava em minhas próprias noções e imaginações. Na Bíblia diz: “Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz Jeová. Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos” (Isaías 55:8-9). Deus é o Senhor da criação, Seus atos são milagrosos, insondáveis e cheios de Sua sabedoria e são coisas que não podemos entender com nossa própria mente. Finalmente entendi que o propósito da obra de julgamento de Deus não é condenar ou punir, mas purificar e transformar nosso caráter corrupto e permitir que sejamos salvos plenamente por Deus. Quando entendi essas coisas, não tive mais medo. Em vez disso, tive um desejo maior de seguir a Deus, e eu regozijei por ser capaz de ouvir a voz de Deus e por encontrar uma senda para escapar do pecado. Feliz, aceitei a obra de Deus dos últimos dias.

Vivendo na luz, buscando a verdade

Após aceitar a nova obra de Deus, eu ouvi com frequência os hinos em louvor a Deus e assisti a filmes, bate-papos e esquetes de comédia no site da Igreja de Deus Todo-Poderoso e também participei na vida da igreja com meus irmãos e irmãs. Eu desfrutei a rega e o pastoreio da palavra de Deus, bebi a água do rio da vida que flui do trono, meu espírito foi saciado, e eu deixei de ter sede. Através da leitura contínua da palavra de Deus, vim a entender alguns aspectos da verdade, tais como o objetivo e o significado dos três estágios da obra de Deus, o significado do nome de Deus, o mistério da encarnação de Deus e como alcançar salvação plena e ser purificada. Também vim a saber mais sobre o caráter de Deus, eu vi que o caráter de Deus não é apenas misericordioso e amoroso, mas também justo e majestoso, e vi que o caráter justo expressado por Deus nos últimos dias é mais capaz de transformar e purificar nossa natureza corrupta e de nos capacitar para alcançarmos a salvação plena. Agora, em minha própria vida, também comecei a me concentrar em conhecer meu próprio caráter corrupto, em praticar a verdade e em ser tolerante e paciente com minha família. Foi graças ao esclarecimento e à orientação de Deus que fui capaz de entender todas essas coisas. Graças a Deus!

Conteúdo Relacionado

  • O reino dos céus realmente está na terra

    Um dia, fui à casa da minha irmã para ver nossa mãe. Antes de eu sair de lá, minha irmã me deu um livro, insistindo para que eu o lesse com cuidado. Pensei comigo mesma: “Este livro é com certeza uma obra espiritual. Meu espírito está muito seco hoje em dia, não parece que o Senhor está comigo e não me sinto iluminada ao ler a Bíblia. Quando eu voltar para casa, vou ler este livro com cuidado.

  • Testemunho de conversão:eu acolhi o retorno do Senhor

    Por Amy, EUA “O encontro com o Senhor é a maior esperança de todos os crentes. Pela graça do Senhor, eu acolhi o retorno do Senhor e estou cheia de gr…

  • Encontrando o caminho de volta depois de me perder

    Xieli, Estados Unidos Eu sempre quis ter uma vida feliz, com padrão de vida alto, então vim para os Estados Unidos para trabalhar o máximo que pudesse…

  • Um tipo diferente de amor

    Chengxin, Brasil Por uma oportunidade casual, eu vim da China para o Brasil em 2011. Logo que cheguei, meus olhos brilhavam de curiosidade diante das…