Não estou bem há alguns dias e orei ao Senhor, mas não vi nenhuma melhora. Eu sinto alguma culpa surgindo em meu coração e, embora eu saiba que não devo culpar o Senhor, não posso evitar. Portanto, minha pergunta é: como devo experimentar a doença quando ela me atinge?

25 de Março de 2021

Palavras de Deus relevantes:

Qual é a fonte do sofrimento vitalício desde o nascimento, a morte, doença e velhice que os humanos suportam? O que fez as pessoas terem essas coisas? Os humanos não as tinham quando foram inicialmente criados, certo? De onde, então, vieram essas coisas? Elas vieram a existir depois que os humanos foram tentados por Satanás e a carne deles se tornou degenerada. A dor da carne humana, suas aflições e seu vazio, bem como os assuntos extremamente miseráveis do mundo humano só vieram quando Satanás corrompeu a humanidade. Quando os humanos foram corrompidos por Satanás, ele começou a atormentá-los. Como resultado, eles se tornaram cada vez mais degenerados. As doenças da humanidade se tornaram cada vez mais agudas, e seu sofrimento se tornou cada vez mais severo. Cada vez mais, as pessoas sentiram o vazio e a tragédia do mundo humano, bem como sua incapacidade de continuar vivendo ali, e sentiram cada vez menos esperança para o mundo. Portanto, esse sofrimento foi trazido sobre os humanos por Satanás.

Extraído de ‘O significado de Deus provar do sofrimento mundano’ em “Registros das falas de Cristo”

Deus Todo-Poderoso, o Cabeça de todas as coisas, exerce Seu poder real do Seu trono. Ele governa o universo e todas as coisas, e Ele está no ato de nos guiar por toda a terra. A cada momento, devemos estar próximos Dele e comparecer diante Dele em silêncio, sem jamais perder um único momento e com lições a aprender a cada momento. Tudo, desde o ambiente à nossa volta até às pessoas, assuntos e coisas, existem todos pela permissão do Seu trono. De forma alguma, permita que queixas surjam em seu coração, caso contrário Deus não lhe concederá a Sua graça. Quando ocorre uma doença, isso se deve ao amor de Deus, e certamente Suas bondosas intenções estão abrigadas nela. Embora seu corpo possa passar por um pouco de sofrimento, não se entregue a nenhuma ideia de Satanás. Louve a Deus em meio à enfermidade e desfrute de Deus em meio ao seu louvor. Não desanime diante da enfermidade, continue buscando de novo e de novo e nunca desista, e Deus iluminará você com Sua luz. Como era a fé de Jó? Deus Todo-Poderoso é um médico onipotente! Permanecer em enfermidade é estar doente, mas permanecer no espírito é estar bem. Enquanto você ainda tiver um sopro de vida, Deus não o deixará morrer.

Temos dentro de nós a vida ressurreta de Cristo. Inegavelmente, carecemos de fé na presença de Deus: que Deus ponha a verdadeira fé dentro de nós. Doce é, de fato, a palavra de Deus! A palavra de Deus é um remédio poderoso! Ele envergonha os demônios e Satanás! Compreender a palavra de Deus nos dá apoio. Sua palavra age rapidamente para salvar nosso coração! Ela dissipa todas as coisas e faz com que tudo fique em paz. A fé é como uma ponte de um tronco só: aqueles que se agarram abjetamente à vida terão dificuldade para cruzá-la, mas aqueles que estão prontos para se sacrificar podem atravessá-la de pé firme e sem preocupação. Se o homem abriga pensamentos tímidos e temerosos, isso é porque Satanás o enganou, temendo que cruzemos a ponte da fé para entrar em Deus. Satanás está tentando de todas as maneiras possíveis enviar-nos seus pensamentos. A cada momento, devemos orar para que Deus nos ilumine com a Sua luz, a cada momento, devemos confiar em Deus para expurgar o veneno de Satanás de dentro de nós, praticar dentro de nosso espírito a cada momento para aproximar-nos de Deus e deixar Deus ter o domínio sobre todo o nosso ser.

de ‘Capítulo 6’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne

Como se deve experimentar o início de uma doença? Você deve vir para diante de Deus para orar e buscar entender Sua vontade e examinar o que, exatamente, você fez de errado ou quais caracteres corruptos estão dentro de você que você não consegue resolver. Você não pode resolver seus caracteres corruptos sem dor. As pessoas devem ser temperadas pela dor; somente então deixarão de ser dissolutas e viverão diante de Deus a todo momento. Quando confrontadas com sofrimento, as pessoas vão sempre orar. Não pensarão em comida, roupa ou diversão; vão orar, em seu coração, e examinar se fizeram algo de errado durante esse tempo. Na maioria das vezes, quando as pessoas são acometidas de uma doença séria ou alguma enfermidade incomum, e ela lhe causa grande dor, essas coisas não acontecem por acaso; esteja você doente ou saudável, a vontade de Deus está por trás de tudo. Normalmente, quando o Espírito Santo opera, você sente que tudo está bem. Quando está com saúde, você é capaz de buscar a Deus, mas no início de uma adversidade, não é mais capaz, nem sabe como ser. Você apenas vive em meio à doença, só pensando em como pode ser curado para poder superá-la mais rápido. Em momentos assim, você inveja aqueles que não estão doentes e deseja escapar dessa doença o mais rápido possível — esse é um humor negativo e antagônico. Às vezes, as pessoas pensam consigo: “Essa doença foi causada pela minha estupidez, ou será que a vontade de Deus está por trás dela?”. Algumas doenças são normais, como quando você pega um resfriado, sofre de calor interno excessivo ou está com gripe. Mas qualquer doença séria — quando você é derrubado por uma doença e, do nada, a vida se torna insuportável — esse tipo de sensação ou doença não acontece por acaso. Quando aparece a doença ou a dor, você ora e busca a Deus? E o Espírito Santo apenas esclarece e ilumina você? Essa não é a única maneira com que Ele opera. Como Deus testa as pessoas? Não é fazendo-as sentir dor? Onde há provações, há dor — como as pessoas poderiam sofrer sem provações? E como as pessoas poderiam mudar sem sofrer? Quando a dor acompanha as provações, eis a obra do Espírito Santo. Às vezes, Deus dá dor às pessoas, caso contrário elas não teriam ciência das alturas do céu ou das profundezas da terra e se tornariam insolentes. Em algumas questões, confiar apenas em comunicar a verdade não resolverá o problema. Outras pessoas apontam seu problema para você, e você mesmo está ciente dele, mas é incapaz de mudar. Não importa quanto você confia em sua força de vontade para exercer autocontrole, chegando, talvez, até a dar um tapa na cara e a bater na cabeça, isso não resolve o problema, pois sua natureza ainda existe dentro de você. Essa coisa está viva, é como os pensamentos vivos do homem e pode aparecer a qualquer momento. O que, então, você pode fazer se isso não pode ser resolvido? As pessoas precisam ser refinadas por certas doenças, e quando isso acontece, há aquelas que não conseguem suportar o tormento e começam a orar e buscar. Antes de adoecer, você é dissoluto e insolente, mas a doença o torna bem-comportado. Tem como continuar sendo insolente? Quando cada uma de suas palavras é fraca, você tem como passar sermões nas pessoas, tem como ser arrogante? Em momentos assim, você não pede nada, só que a dor passe, e não pensa no que comer, no que vestir, no que desfrutar. A maioria de vocês ainda não experimentou tal sentimento. Quando o tiverem, entenderão.

Às vezes, Deus o coloca em determinadas situações ou usa certas pessoas para lidar com você, para transtorná-lo, dar-lhe uma lição; essa é a obra que Deus faz hoje, isso é um aspecto dela. Outro aspecto é que Deus traz dor para a sua carne. É como quando Paulo sempre dizia que havia um espinho em seu lado. De que espinho estava falando? Era a doença. Ele conhecia muito bem o porquê de sua doença: tudo se reduzia a seu caráter, sua natureza. Sem esse espinho, se não fosse acometido pela doença, a qualquer momento, em qualquer lugar, ele estaria suscetível a tentar estabelecer um reino próprio, mas quando adoecia, ele perdia a energia para fazer isso. Assim, na maioria das vezes, a doença é um “escudo protetor” para as pessoas. Se não estivesse doente, se estivesse em ótimo estado, você talvez cometeria algum mal ou causaria algum dano. Quando é insolente e dissoluto, você está suscetível a se tornar insensato, e quando causar problemas, você se arrependerá, e o que vai acontecer não estará mais em suas mãos. Portanto, uma doença branda é uma coisa boa; ela protege as pessoas. É possível que você seja capaz de resolver as dificuldades de outras pessoas e possa resolver também os problemas com os seus pensamentos. Se sua doença não melhorar, não há nada que você possa fazer a respeito. Quando você adoece, a decisão não é sua. Quando adoece e não melhora, apesar de tudo que faz, essa dor é sua cota, portanto não tente escapar dela. Você deve orar, buscar e se submeter e deve buscar a intenção de Deus: “Ó Deus! Eu sei que sou corrupto, que minha natureza é má, que sou suscetível a fazer coisas que se revoltam e se opõem a Ti, coisas que Te causam dor e mágoa, portanto foi bom que me deste essa doença. Devo me submeter a ela. Mas peço que Tu me ilumines, que me permitas conhecer a Tua vontade e me faças entender o que queres mudar e aperfeiçoar em mim. Só peço que me guies, que me permitas entender a direção da senda da vida humana, que me permitas entender essa verdade”. Você deve buscar e orar. Não improvise, pensando: “Isso não é nada. Definitivamente não ofendi a Deus”. Não tire conclusões tão levianamente. Se Deus realmente está em seu coração, você não abrirá mão daquilo que o acomete. Você orará e buscará, entenderá a vontade de Deus em tudo que acontece, e quando Deus enxergar como você é obediente, Ele aliviará sua dor aos poucos.

Extraído de ‘Veja todas as coisas através dos olhos da verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.