As diferenças entre a vida da igreja na Era da Graça e na Era do Reino

03 de Outubro de 2018

Palavras de Deus relevantes:

Quando, na Era da Graça, Deus retornou ao terceiro céu, a obra de Deus de redimir toda a humanidade já havia entrado em sua parte final. Tudo o que restou na terra foram a cruz que Jesus carregou em Suas costas, o linho fino em que Jesus esteve envolto, a coroa de espinhos e o manto escarlate que Jesus vestiu (esses foram os objetos com os quais os judeus zombaram Dele). Ou seja, depois que a obra da crucificação de Jesus provocou uma grande comoção, as coisas se acalmaram outra vez. A partir de então os discípulos de Jesus começaram a levar Sua obra adiante, pastoreando e regando nas igrejas por toda a parte. O conteúdo da obra deles era o seguinte: eles pediam que todas as pessoas se arrependessem, confessassem seus pecados e fossem batizadas; e os apóstolos saíram para divulgar a história interna, o relato nu e cru, da crucificação de Jesus, e assim todos só podiam cair e prostrar-se diante de Jesus para confessar seus pecados; e além disso, os apóstolos foram por toda parte transmitindo as palavras que Jesus disse. A partir de então começou a construção de igrejas na Era da Graça.

Extraído de ‘Obra e entrada (6)’ em “A Palavra manifesta em carne

No passado, durante as reuniões especiais ou reuniões grandiosas que eram realizadas em vários lugares, falava-se apenas de um aspecto da senda da prática. Tal prática era o que deveria ser praticado durante a Era da Graça e quase não tinha relação com o conhecimento de Deus, pois a visão da Era da Graça era apenas a visão da crucificação de Jesus e não havia visões mais elevadas. O homem não tinha de conhecer mais do que a Sua obra de redenção da humanidade através da crucificação e, portanto, durante a Era da Graça não havia outras visões para o homem conhecer. Dessa forma, o homem tinha apenas um escasso conhecimento de Deus e, além do conhecimento do amor e da compaixão de Jesus, havia apenas algumas coisas simples e lamentáveis para ele pôr em prática, coisas que estavam muito distantes do que existe hoje. No passado, independentemente da forma que sua reunião tomasse, o homem era incapaz de falar sobre um conhecimento prático da obra de Deus, muito menos alguém foi capaz de dizer claramente qual era a senda de prática mais adequada para o homem entrar. O homem apenas acrescentou alguns detalhes simples a um alicerce de tolerância e paciência; simplesmente não houve mudança alguma na essência de sua prática, pois naquela mesma era Deus não realizou nenhuma obra mais nova e as únicas exigências que Ele fazia ao homem eram tolerância e paciência, ou suportar a cruz. Além de tais práticas, não havia visões mais elevadas do que a crucificação de Jesus.

Extraído de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Uma vida espiritual normal não se limita a tais práticas como orar, cantar hinos, participar da vida da igreja e comer e beber as palavras de Deus. Antes, ela envolve viver uma vida espiritual nova e vibrante. O que importa não é como você pratica, mas que frutos a sua prática produz. A maioria das pessoas acredita que uma vida espiritual normal envolve necessariamente orar, cantar hinos, comer e beber as palavras de Deus ou ponderar Suas palavras, independentemente de tais práticas terem de fato qualquer efeito ou conduzirem a conhecimento verdadeiro. Essas pessoas focam em seguir procedimentos superficiais sem qualquer reflexão em seus resultados; são pessoas que vivem em rituais religiosos, não pessoas que vivem dentro da igreja, e muito menos são pessoas do reino. Suas orações, o cantar hinos e o comer e beber as palavras de Deus são todos apenas cumprimento de regras, feitos por compulsão e para acompanhar tendências, não por disposição nem de coração. Entretanto, por mais que essas pessoas orem ou cantem, seus esforços não produzirão frutos, pois o que elas praticam são apenas as regras e rituais religiosos; na verdade elas não estão praticando as palavras de Deus. Elas focam somente em fazer estardalhaço sobre como praticam e elas tratam as palavras de Deus como regras a se seguir. Tais pessoas não estão pondo as palavras de Deus em prática; estão apenas gratificando a carne e representando para que outras pessoas vejam. Esses rituais e regras religiosos são todos de origem humana; eles não veem de Deus. Deus não segue regras nem está sujeito a qualquer lei. Antes, Ele faz coisas novas todos os dias, realizando obra prática. Como as pessoas da Igreja dos Três Autos,* que se limitam a práticas como participar de cultos matutinos todos os dias, fazer orações vespertinas e orações de gratidão antes das refeições, e dar graças em todas as coisas — por mais que façam e independentemente de por quanto tempo façam, elas não terão a obra do Espírito Santo. Quando pessoas vivem em meio a regras e têm o coração fixado em métodos de prática, o Espírito Santo não pode operar porque seus corações estão ocupados por regras e noções humanas. Assim, Deus não pode intervir e operar nelas, e elas só podem continuar a viver sob o controle de leis. Tais pessoas serão para sempre incapazes de receber o elogio de Deus.

Extraído de ‘A respeito de uma vida espiritual normal’ em “A Palavra manifesta em carne”

No decurso da entrada do homem, a vida é sempre enfadonha, cheia dos elementos monótonos da vida espiritual, como orar, comer e beber as palavras de Deus, ou fazer reuniões, de forma que as pessoas sempre acham que crer em Deus não traz grande prazer. Tais atividades espirituais são sempre realizadas com base no caráter original da humanidade, que foi corrompido por Satanás. Embora as pessoas às vezes possam receber a iluminação do Espírito Santo, seu pensamento, caráter, estilo de vida e hábitos originais ainda estão enraizados dentro delas, portanto a natureza delas permanece inalterada. […] De fato, quando um estágio da obra de Deus está concluído, Ele já destruiu as ferramentas e o estilo daquele tempo, sem deixar qualquer vestígio. No entanto, “crentes devotos” continuam a adorar esses objetos materiais tangíveis; enquanto isso, consignam o que Deus tem ao fundo de suas mentes, deixam de estudá-lo, parecendo estar cheios do amor a Deus quando, de fato, já O expulsaram de casa há muito tempo e colocaram Satanás na mesa para o adorar. Retratos de Jesus, a Cruz, Maria, o Batismo de Jesus e a Última Ceia — as pessoas veneram essas coisas como o Senhor dos Céus, ao mesmo tempo em que clamam repetidamente “Senhor, Pai celestial”. Isso tudo não é uma piada? Até hoje, muitos ditos e práticas similares passados de geração em geração na humanidade são odiosos para Deus; eles obstruem seriamente o caminho a seguir para Deus e, além disso, criam enormes contratempos para a entrada da humanidade. Colocando de lado a extensão à qual Satanás corrompeu a humanidade, o interior das pessoas está completamente preenchido com coisas como a lei de Witness Lee, as experiências de Lawrence, as pesquisas de Watchman Nee e o trabalho de Paulo. Simplesmente não há como Deus trabalhar nos seres humanos, porque eles têm individualismo, leis, regras, regulamentos, sistemas e coisas afins em demasia dentro de si; essas coisas, além das tendências supersticiosas feudais das pessoas, capturaram e devoraram a humanidade. É como se os pensamentos das pessoas fossem um filme interessante que narra um conto de fadas totalmente em cores, com seres fantásticos cavalgando nas nuvens, tão imaginativos a ponto de impressionar as pessoas, deixando-as atordoadas e sem palavras. Para falar a verdade, a obra que Deus vem fazer hoje é principalmente lidar com os atributos supersticiosos dos seres humanos e eliminá-los e transformar completamente a perspectiva mental deles. A obra de Deus não durou até hoje por causa da herança que foi passada através das gerações pela humanidade; é uma obra que foi iniciada pessoalmente por Ele e concluída por Ele, sem qualquer necessidade de suceder o legado de um certo grande homem espiritual, ou herdar qualquer obra de natureza representativa feita por Deus em alguma outra época. Os seres humanos não precisam se preocupar com nada disso. Hoje, Deus tem outro estilo de falar e de trabalhar, então por que os seres humanos deveriam se preocupar? Se os humanos seguirem a senda de hoje, dentro da corrente atual, enquanto dão continuidade ao legado de seus “ancestrais”, não chegarão ao seu destino. Deus sente profunda repugnância por esse modo em particular de comportamento humano, assim como abomina os anos, meses e dias do mundo humano.

Extraído de ‘Obra e entrada (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Louvores vieram a Sião, e a morada de Deus apareceu. O santo nome glorioso, louvado por todos os povos, está se espalhando. Ó, Deus Todo-Poderoso! O Cabeça do universo, o Cristo dos últimos dias — Ele é o Sol brilhante que despontou sobre o Monte Sião, que se eleva em majestade e grandeza sobre o universo inteiro…

Deus Todo-Poderoso! Nós clamamos a Ti em júbilo, dançamos e cantamos. Tu és verdadeiramente nosso Redentor, o grande Rei do universo! Tu criaste um grupo de vencedores e cumpriste o plano de gerenciamento de Deus. Todos os povos afluirão a esse monte. Todos os povos se ajoelharão perante o trono! Tu és o único Deus verdadeiro e mereces glória e honra. Toda a glória, todo o louvor e toda a autoridade sejam dadas ao trono! A primavera da vida flui do trono, regando e alimentando as multidões do povo de Deus. Mudanças surgem diariamente na vida; nova luz e revelações nos seguem, proporcionando constantemente novas ideias sobre Deus. Adquire-se certeza sobre Deus por meio de experiência. Suas palavras estão se tornando manifestas constantemente, se manifestam naqueles que são retos. De fato, somos muito abençoados! Encontramos Deus face a face diariamente, nos comunicamos com Deus em todas as coisas e concedemos a soberania a Deus sobre tudo. Ponderamos cuidadosamente a palavra de Deus, nosso coração se acalma em Deus e, dessa maneira, entramos na presença de Deus, onde recebemos a Sua luz. Todos os dias, em nossa vida, ações, palavras, pensamentos e ideias, vivemos dentro da palavra de Deus, somos capazes de discriminar a cada momento. A palavra de Deus guia a linha pela agulha; inesperadamente, as coisas ocultas por dentro de nós vêm à luz uma após a outra. A comunhão com Deus não admite vacilo algum. Nossos pensamentos e ideias são expostos por Deus. A todo momento estamos vivendo diante do assento de Cristo, onde somos submetidos a julgamento. Cada uma das regiões dentro do nosso corpo permanece ocupada por Satanás. Hoje, a fim de recuperar a soberania de Deus, Seu templo precisa ser purificado. Para sermos completamente possuídos por Deus, devemos nos engajar numa luta de vida ou morte. Somente quando nosso velho ego tiver sido crucificado, a vida ressuscitada de Cristo poderá reinar suprema.

Agora, o Espírito Santo prepara um ataque em cada recanto nosso para travar uma batalha pela nossa recuperação! Enquanto estivermos prontos para negar a nós mesmos e para estarmos dispostos a cooperar com Deus, Ele certamente nos iluminará e purificará por dentro a cada momento e reclamará de novo o que Satanás ocupou, para que possamos ser completados por Deus o mais rápido possível. Não perca tempo — viva cada momento dentro da palavra de Deus. Seja edificado juntamente com os santos, seja trazido para dentro do reino e entre na glória junto com Deus.

de ‘Capítulo 1’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Hoje, Tu completaste todas as igrejas — a igreja da Filadélfia — e assim cumpriste Teu plano de gerenciamento de seis mil anos. Os santos podem humildemente submeter-se diante de Ti, ligados em espírito e seguindo em amor, unidos à nascente da fonte. A água viva da vida flui sem cessar, lavando e purgando toda a lama e toda a água imunda na igreja, purificando mais uma vez o Teu templo. Nós viemos a conhecer o verdadeiro Deus prático, caminhamos dentro de Suas palavras, reconhecemos nossas funções e deveres, e fizemos tudo que pudemos para nos despender para o bem da igreja. Sempre em silêncio diante de Ti, devemos estar atentos à obra do Espírito Santo para que a Tua vontade não seja obstruída em nós. Entre os santos, existe amor recíproco, e as forças de uns compensarão as falhas de outros. Eles são capazes de caminhar no espírito em todos os momentos, esclarecidos e iluminados pelo Espírito Santo. Eles põem a verdade em prática imediatamente ao entendê-la. Eles acompanham o ritmo da nova luz e seguem as pegadas de Deus.

Cooperar ativamente com Deus; deixar que Ele tome o controle é andar com Ele. Todas as nossas ideias, noções, opiniões e envolvimentos seculares desaparecem no ar como fumaça. Deixamos Deus reinar supremo em nosso espírito, caminhamos com Ele e assim ganhamos transcendência, superando o mundo, e nosso espírito voa livre e alcança a libertação: esse é o resultado quando Deus Todo-Poderoso Se torna Rei. Como poderíamos não dançar e cantar em louvor, oferecendo nossos louvores, oferecendo novos hinos?

Há verdadeiramente muitas maneiras de louvar a Deus: chamando Seu nome, aproximando-se Dele, pensando Nele, lendo em oração, empenhando-nos em comunhão, contemplando e ponderando, em oração e cânticos de louvor. Nesses tipos de louvor, há prazer e há unção; no louvor, há poder e também há um fardo. No louvor, há fé e há nova percepção.

Coopere ativamente com Deus, coordene em serviço e torne-se um, cumpra as intenções de Deus Todo-Poderoso, apresse-se para se tornar um santo corpo espiritual, esmague Satanás e dê fim ao destino de Satanás. A igreja da Filadélfia foi arrebatada para a presença de Deus e se manifesta em Sua glória.

Extraído de ‘Capítulo 2’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Todas as nações estão celebrando, todos os povos estão cantando, o Monte Sião ri de contentamento, e a glória de Deus surgiu! Nem em sonhos pensei que veria a face de Deus, mas hoje a vi. Cara a cara com Ele todos os dias, desnudo meu coração para Ele. Ele generosamente fornece comida e bebida. Vida, palavras, ações, pensamentos, ideias — Sua luz gloriosa ilumina todos eles. Ele conduz cada passo do caminho, e Seu julgamento cairá imediatamente sobre qualquer um que tiver o coração rebelde.

Comer com Deus, morar, viver e estar com Ele, caminhar e desfrutar juntos, ganhar glórias e bênçãos juntos, compartilhar o reinado com Ele e existir junto com Ele no reino — ó, que prazer! Ó, como isso é bom! Face a face todos os dias, falando com Ele diariamente, falando constantemente, tendo novos esclarecimentos e novas ideias todos os dias. Nossos olhos espirituais estão abertos e vemos tudo; todos os mistérios do espírito nos são revelados. A vida santa é tão despreocupada! Corra rápido e não pare, siga em frente continuamente — há uma vida mais maravilhosa à frente. Não se satisfaça apenas com um sabor doce, mas sempre procure entrar em Deus. Ele é todo-abrangente e abundante e tem todos os tipos de coisas que nos faltam. Coopere proativamente, entre Nele, e nada mais voltará a ser o mesmo. Nossa vida será transcendente, e nenhuma pessoa, matéria ou coisa poderá nos perturbar.

Transcendência! Transcendência! Verdadeira transcendência! A vida transcendente de Deus está no interior, e todas as coisas se tornaram verdadeiramente tranquilas! Nós transcendemos o mundo e as coisas mundanas, não sentindo mais apego a maridos ou filhos. Nós transcendemos o controle de doenças e ambientes. Satanás não ousa nos perturbar. Transcendemos completamente todos os desastres — isso é permitir que Deus assuma o reinado! Espezinhamos Satanás, testificamos pela igreja e expomos completamente a face feia de Satanás. A edificação da igreja está em Cristo, o corpo glorioso surgiu — isso é viver em arrebatamento!

Extraído de ‘Capítulo 15’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

A entrada no treinamento do reino significa iniciar a vida do povo de Deus. Você está disposto a aceitar tal treinamento? Está disposto a sentir um senso de urgência? Está disposto a viver sob a disciplina de Deus? Está disposto a viver sob o castigo de Deus? Quando as palavras de Deus vierem sobre você e o puserem à prova, como você agirá? E o que você fará quando se deparar com todo tipo de fatos? No passado, seu foco não era a vida; hoje você deve se concentrar em entrar na vida-realidade e buscar mudanças no seu caráter de vida. É isso que o povo do reino deve alcançar. Todos aqueles que são o povo de Deus devem possuir vida, devem aceitar o treinamento do reino e buscar mudanças em seu caráter de vida. Isso é o que Deus exige do povo do reino.

As exigências de Deus ao povo do reino são as seguintes:

1. Ele deve aceitar as comissões de Deus. Isso significa, ele deve aceitar todas as palavras ditas na obra de Deus dos últimos dias.

2. Ele deve entrar no treinamento do reino.

3. Ele deve buscar ter o coração tocado por Deus. Quando seu coração tiver se voltado completamente para Deus e você tiver uma vida espiritual normal, você viverá no reino da liberdade, o que significa que você viverá sob o cuidado e a proteção do amor de Deus. Apenas quando viver sob o cuidado e a proteção de Deus é que você pertencerá a Deus.

4. Ele deve ser ganho por Deus.

5. Ele deve tornar-se uma manifestação da glória de Deus na terra.

Esses cinco pontos são Minhas comissões para vocês. Minhas palavras são faladas ao povo de Deus e, se você não estiver disposto a aceitar essas comissões, Eu não o forçarei, mas se as aceitar verdadeiramente, você será capaz de fazer a vontade de Deus. Hoje vocês começam a aceitar as comissões de Deus e buscam tornar-se o povo do reino e alcançar os padrões exigidos para ser o povo do reino. Esse é o primeiro passo de entrada. Se deseja fazer a vontade de Deus plenamente, você deve aceitar essas cinco comissões, e se for capaz de alcançá-las, você será segundo o coração de Deus e certamente Deus usará você grandemente. O que é crucial hoje é entrar no treinamento do reino. A entrada no treinamento do reino envolve a vida espiritual. Antes, nada se falava da vida espiritual, mas hoje, ao começar a entrar no treinamento do reino, você entra oficialmente na vida espiritual.

Extraído de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Agora é a Era do Reino. Se você entrou nesta nova era depende de se você entrou na realidade das palavras de Deus e de se Suas palavras se tornaram sua vida-realidade. As palavras de Deus são dadas a conhecer a cada pessoa, de modo que, no fim, todas as pessoas viverão no mundo das palavras de Deus, e Suas palavras esclarecerão e iluminarão cada pessoa a partir de seu íntimo. Se, durante esse tempo, você for descuidado ao ler as palavras de Deus e não tiver interesse em Suas palavras, então isso mostra que seu estado está errado. Se você é incapaz de entrar na Era da Palavra, então o Espírito Santo não opera em você; se você tiver entrado nesta era, Ele fará a Sua obra. O que você pode fazer no início da Era da Palavra, para ser capaz de ganhar a obra do Espírito Santo? Nesta era, entre vocês, Deus produzirá o seguinte fato: que toda pessoa há de viver as palavras de Deus, de ser capaz de colocar a verdade em prática e de amar a Deus com sinceridade; que todas as pessoas hão de usar as palavras de Deus como um fundamento e como sua realidade, e hão de ter um coração que reverencia a Deus; e que, por meio da prática das palavras de Deus, o homem, então, há de exercer o majestoso poder com Deus. Essa é a obra a ser realizada por Deus. Você consegue ficar sem ler as palavras de Deus? Hoje, há muitos que acham que não conseguem passar nem um ou dois dias sem ler as Suas palavras. Eles têm de ler Suas palavras todos os dias e, se o tempo não permitir, ouvi-las será suficiente. Esse é o sentimento que o Espírito Santo dá às pessoas, e é a maneira como Ele começa a movê-las. Isto é, Ele governa as pessoas por meio das palavras, de modo que elas possam entrar na realidade das palavras de Deus. Se, depois de apenas um dia sem comer e beber das palavras de Deus, você sentir escuridão e sede, e não puder suportá-lo, isso mostra que você foi tocado pelo Espírito Santo e que Ele não Se afastou de você. Você é, então, alguém que está nesta corrente. No entanto, se depois de um dia ou dois sem comer e beber das palavras de Deus, você não sente nada, se você não tem sede, não é nem um pouco tocado, isso mostra que o Espírito Santo Se afastou de você. Isso significa, então, que há algo errado com o estado dentro de você; você não entrou na Era da Palavra e é um daqueles que ficaram para trás. Deus usa as palavras para governar as pessoas; você se sente bem se comer e beber das palavras de Deus e, se não o fizer, não terá uma senda a seguir. As palavras de Deus se tornam o alimento das pessoas e a força que as impulsiona. A Bíblia diz que “nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”. Hoje, Deus trará esta obra à completude e Ele há de realizar esse fato em vocês. Como é que, no passado, as pessoas conseguiam passar muitos dias sem ler as palavras de Deus e ainda assim eram capazes de comer e trabalhar como de costume, mas esse não é o caso hoje? Nesta era, Deus usa principalmente as palavras para governar tudo. Por meio das palavras de Deus, o homem é julgado e aperfeiçoado, e então, é finalmente levado ao reino. Só as palavras de Deus podem suprir a vida do homem, e só as palavras de Deus podem dar ao homem uma luz e uma senda para a prática, especialmente na Era do Reino. Enquanto você não se desviar da realidade das palavras de Deus, comendo e bebendo Suas palavras cada dia, Deus será capaz de torná-lo perfeito.

Extraído de ‘A Era do Reino é a Era da Palavra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Agora a crença em Deus entrou na Era da Palavra de Deus. Em termos relativos, as pessoas não oram tanto quanto oravam no passado; as palavras de Deus comunicaram explicitamente todos os aspectos da verdade e maneiras de prática, de modo que não existe mais nenhuma necessidade para as pessoas buscarem e tatearem. Na vida da Era do Reino, as palavras de Deus lideram as pessoas adiante, e é uma vida em que tudo é esclarecido para que elas possam ver — pois Deus explicou tudo explicitamente, e o homem não precisa mais tatear pela vida à procura de seu caminho. Com relação a matrimônio, assuntos mundanos, vida, comida, roupas e abrigo, relacionamentos interpessoais, como alguém pode servir de uma forma que satisfaça a vontade de Deus, como alguém deve renunciar à carne e assim por diante, qual dessas coisas Deus não explicou a vocês? Vocês ainda precisam orar e buscar? Realmente não há necessidade! Se você ainda faz essas coisas, você está apenas agindo superfluamente. É ignorante e tolo e totalmente desnecessário! […] As palavras de Deus são absolutamente claras, especialmente aquelas professadas sobre Sua vontade, Seu caráter e sobre como Ele trata tipos diferentes de pessoas. Se você não entende a verdade, então você deve ler mais as palavras de Deus — os resultados de fazer isso são muito melhores do que orar e buscar cegamente. Há muitos casos em que buscar e orar deveria ser substituído por mais leitura das palavras de Deus e comunhão sobre a verdade. Em suas orações regulares, você deveria refletir mais sobre si mesmo e tentar conhecer mais a si mesmo a partir das palavras de Deus. Isso é mais benéfico para o seu progresso na vida. Agora, se você ainda busca erguendo os olhos para o céu, isso não mostra que você ainda está acreditando em um Deus vago? Antes, você via resultados de sua busca e oração, e o Espírito Santo movia seu espírito um pouco, porque aquele era o tempo da Era da Graça. Você não conseguia ver Deus, então você não tinha escolha senão tatear seu caminho adiante e procurar dessa maneira. Agora Deus veio entre os homens, a Palavra apareceu na carne, e você viu Deus; assim, o Espírito Santo não opera mais como antes. A era mudou, e mudou também a maneira pela qual o Espírito Santo opera. Embora as pessoas possam não orar tanto quanto antes, porque Deus está na terra, o homem agora tem uma oportunidade de amar a Deus. A humanidade entrou na era de amar a Deus e pode se aproximar normalmente de Deus dentro dela: “Ó Deus! Tu és realmente tão bom, e desejo amar a Ti!” Algumas poucas palavras claras e simples dão voz ao amor por Deus dentro do coração das pessoas; essa oração é feita apenas para o bem de aprofundar o amor entre o homem e Deus. Às vezes você pode se ver manifestando alguma rebeldia e dizer: “Ó Deus! Por que sou tão corrupto?” Você sente um desejo forte de bater em si mesmo algumas vezes, e lágrimas enchem seus olhos. Em momentos assim, você sente arrependimento e angústia em seu coração, mas você não tem como expressar esses sentimentos. Essa é a obra atual do Espírito Santo, mas apenas aqueles que buscam a vida podem alcançar isso. Você sente que Deus tem um grande amor por você, e você tem um tipo de sentimento especial. Embora você não tenha as palavras para orar claramente, você sempre sente que o amor de Deus é tão profundo como o oceano. Não existem palavras apropriadas para expressar esse estado de ser, e esse é um estado que surge frequentemente dentro do espírito. Esse tipo de oração e comunhão, que visa se aproximar de Deus no coração, é normal.

Embora tenha passado o tempo quando as pessoas tinham que tatear por aí e buscar, isso não significa que elas não precisam mais orar e buscar, nem é o caso de que as pessoas não precisem esperar que a vontade de Deus se revele antes de prosseguir com a obra; esses são apenas os equívocos do homem. Deus veio entre os homens para viver com eles, para ser sua luz, sua vida e seu caminho: isso é um fato. É claro que, na vinda de Deus à terra, Ele certamente traz para a humanidade um caminho e uma vida prática que sejam adequados à sua estatura para ela desfrutar — Ele não veio para romper todos os caminhos da prática do homem. O homem não vive mais tateando e buscando, porque isso foi substituído pela vinda de Deus à terra para operar e falar Sua palavra. Ele veio para libertar o homem da vida de escuridão e obscuridade que ele vinha levando e para capacitá-lo a ter uma vida cheia de luz. A obra atual é para apontar as coisas claramente, para falar claramente, informar diretamente e para definir as coisas explicitamente, para que as pessoas coloquem essas coisas em prática, assim como Deus Jeová guiou o povo de Israel, dizendo-lhe como oferecer sacrifícios e como construir o templo. Portanto, vocês não precisam mais levar uma vida de busca sincera como vocês faziam depois da partida do Senhor Jesus. Vocês deveriam procurar tateando seu caminho na obra de propagar o evangelho no futuro? Vocês deveriam ficar fuçando tentando encontrar uma maneira correta de viver? Vocês deveriam ficar tateando para discernir como devem cumprir seus próprios deveres? É necessário que vocês se prostrem no chão buscando, para saberem como devem dar testemunho? É necessário que vocês jejuem e orem para saber como devem se vestir ou viver? É necessário que vocês orem incessantemente a Deus no céu para saberem como devem aceitar serem conquistados por Deus? É necessário que vocês orem constantemente, dia e noite, para saberem como devem obedecer a Deus? Há muitos entre vocês que se dizem incapazes de praticar porque vocês não entendem. As pessoas simplesmente não estão prestando atenção na obra de Deus no dia de hoje! Eu disse muitas palavras muito tempo atrás, mas vocês nunca deram a mínima atenção à sua leitura, então não é de admirar que vocês não saibam como praticar. É claro que, na era de hoje, o Espírito Santo ainda move as pessoas para permitir que sintam prazer, e Ele vive junto com o homem. Essa é a fonte daqueles[a] sentimentos especiais e prazerosos que frequentemente ocorrem em sua vida. De vez em quando, chega um dia em que você sente que Deus é muito amável, e você não pode deixar de orar a Ele: “Ó Deus! Teu amor é tão lindo e Tua imagem é tão maravilhosa. Desejo amar-Te mais profundamente. Desejo dedicar tudo de mim para despender a totalidade da minha vida. Dedicarei tudo a Ti, contanto que seja para Ti, contanto que, ao fazê-lo, eu seja capaz de Te amar…” Esse é um sentimento de prazer dado a você pelo Espírito Santo. Não é esclarecimento nem iluminação; é uma experiência de ser movido. Experiências semelhantes a essa acontecerão de vez em quando. Às vezes, quando estiver a caminho para de seu trabalho, você orará e se aproximará de Deus, e você será movido ao ponto em que lágrimas molharão seu rosto e você perderá todo autocontrole e ficará ansioso para encontrar um local adequado onde possa expressar todo o fervor dentro de seu coração… Haverá momentos em que você estará num local público e sentirá que desfruta tanto do amor de Deus que seu destino é tudo menos comum, e sentirá ainda mais que está vivendo sua vida com mais significado do que qualquer outra pessoa. Você saberá profundamente que Deus exaltou você e que isso é o grande amor de Deus por você. Nos recessos mais profundos de seu coração, você sentirá que há um tipo de amor em Deus que é inexprimível e insondável para o homem, como se você soubesse, mas não tivesse como descrever isso, sempre lhe dando uma pausa para pensar, mas deixando você incapaz de expressar isso por completo. Em momentos assim, você até esquecerá onde está e exclamará: “Ó Deus! Tu és tão insondável e tão amado!”. Isso deixará as pessoas perplexas, mas todas essas coisas ocorrem com muita frequência. Vocês experimentaram esse tipo de coisa tantas vezes. Essa é a vida que o Espírito Santo deu a você hoje e é a vida que você deveria estar vivendo agora. Não é para impedi-lo de viver a vida, mas sim para mudar a maneira como sua vida é vivida. É um sentimento que não pode ser descrito ou expresso. É também o verdadeiro sentimento do homem e, sobretudo, é a obra do Espírito Santo. Você pode entender isso em seu coração, mas você não tem como expressá-lo claramente para ninguém. Isso não é porque você fala devagar ou gagueja, mas porque é um tipo de sentimento que não pode ser descrito em palavras. Você tem a permissão de aproveitar essas coisas hoje, e essa é a vida que você deveria estar vivendo. Naturalmente, os outros aspectos da sua vida não são vazios; é só que essa experiência de ser movido se torna um tipo de alegria em sua vida que o torna sempre disposto a desfrutar tais experiências do Espírito Santo. Mas você deve saber que ser movido dessa maneira não acontece para que você possa transcender a carne e ir para o terceiro céu ou viajar por todo o mundo. Antes é para que você possa sentir e provar do amor de Deus que você desfruta hoje, experimentar o significado da obra de Deus hoje e refamiliarizar-se com o cuidado e a proteção de Deus. Todas essas coisas são para que você possa vir a ter um maior conhecimento da obra que Deus faz hoje — esse é o objetivo de Deus ao fazer essa obra.

Buscar e tatear era o modo de vida anterior à encarnação de Deus. Naquela época, as pessoas não podiam ver Deus e, portanto, não tinham escolha a não ser buscar e tatear. Hoje, você viu Deus, e Ele lhe diz diretamente como você deve praticar; é por isso que você não precisa mais tatear ou buscar. A senda pela qual Ele conduz o homem é o caminho da verdade, e as coisas que Ele diz ao homem e que o homem recebe são a vida e a verdade. Você tem o caminho e a vida-verdade, então, qual é a necessidade de ir buscar em todo lugar? O Espírito Santo não realizará dois estágios da obra simultaneamente. Se, quando Eu terminar de falar Minha palavra, as pessoas não beberem e comerem as palavras de Deus com cuidado e não buscarem a verdade corretamente, agindo ainda como fizeram na Era da Graça, tateando por aí como se fossem cegas, orando e buscando constantemente, isso não significaria que este estágio da Minha obra — a obra das palavras — está sendo feito em vão? Embora Eu tenha terminado de falar Minha palavra, as pessoas ainda não entendem completamente, e isso é porque lhes falta calibre. Esse problema pode ser resolvido vivendo a vida da igreja e através da comunhão uns com os outros. Antes, na Era da Graça, embora Deus tenha encarnado, Ele não realizou a obra das palavras, e essa é a razão pela qual o Espírito Santo operou dessa maneira na época a fim de manter a obra. Naquela época, foi primariamente o Espírito Santo que fez a obra, mas agora é o Próprio Deus encarnado que está fazendo ela, tendo tomado o lugar da obra do Espírito Santo. Antes, contanto que as pessoas orassem frequentemente, elas experimentavam paz e alegria; havia reprovação e também disciplina. Tudo isso era a obra do Espírito Santo. Esses estados agora são poucos e distantes entre si. O Espírito Santo só pode fazer um tipo de obra em qualquer era. Se Ele fizesse dois tipos de obra simultaneamente, com a carne fazendo um tipo e o Espírito Santo fazendo outro dentro das pessoas, e se o que a carne dissesse não contasse e se contasse apenas o que o Espírito dissesse, então Cristo não teria qualquer verdade, caminho ou vida a mencionar. Isso seria uma contradição em si. O Espírito Santo poderia operar assim? Deus é todo-poderoso e perfeitamente sábio, santo e justo e, absolutamente, Ele não comete nenhum erro.

Extraído de ‘Prática (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

No tempo da crença em Jesus, as pessoas fizeram muitas coisas que Deus não amava porque elas não entendiam a verdade, mas Deus tem amor e misericórdia e Ele trouxe o homem até aqui e, embora o homem não entenda nada, ainda assim Deus permite que o homem O siga e, além disso, Ele guiou o homem até hoje. Não é esse o amor de Deus? O que se manifesta no caráter de Deus é o amor de Deus — isso é absolutamente certo! Quando a edificação da igreja atingiu seu auge, Deus realizou o passo da obra dos servidores e lançou o homem no abismo sem fundo. As palavras do tempo dos servidores eram todas maldições: as maldições de sua carne, as maldições de seu caráter satânico corrupto e as maldições das suas coisas que não satisfazem a vontade de Deus. A obra realizada por Deus naquele passo foi manifestada como majestade, após a qual Deus logo realizou o passo da obra do castigo, e depois veio a provação da morte. Em tal obra, o homem viu a ira, a majestade, o julgamento e o castigo de Deus, mas ele também viu a graça de Deus, Seu amor e misericórdia. Tudo que Deus fez e tudo que se manifestou como Seu caráter, foi o amor de Deus para o homem, e tudo que Deus fez foi capaz de satisfazer as necessidades do homem. Ele fez isso para aperfeiçoar o homem e proveu ao homem de acordo com sua estatura. Se Deus não tivesse feito isso, o homem seria incapaz de comparecer perante Deus e não teria como conhecer a verdadeira face de Deus. Desde o tempo em que o homem começou a acreditar em Deus até hoje, Deus proveu gradualmente ao homem de acordo com a sua estatura, de modo que, internamente, o homem gradualmente passou a conhecê-Lo. Apenas por ter chegado até hoje, o homem percebe o quão maravilhoso é o julgamento de Deus. O passo da obra dos servidores foi a primeira incidência da obra de maldição desde o momento da criação até hoje. O homem foi amaldiçoado para o abismo sem fundo. Se Deus não tivesse feito isso, hoje o homem não teria um verdadeiro conhecimento de Deus; foi somente por meio da maldição de Deus que o homem encontrou oficialmente o Seu caráter. O homem foi revelado por meio da provação dos servidores. Ele viu que sua lealdade era inaceitável, que sua estatura era muito pequena, que ele era incapaz de satisfazer a vontade de Deus e que suas alegações de satisfazer a Deus em todos os momentos não passavam de palavras. Embora Deus tenha amaldiçoado o homem no passo da obra dos servidores, em retrospectiva, esse passo da obra de Deus foi maravilhoso: ele trouxe uma grande reviravolta para o homem e causou uma grande mudança em seu caráter de vida. Antes do tempo dos servidores, o homem não entendia nada sobre a busca da vida, o que significa acreditar em Deus ou a sabedoria da obra de Deus, e nem entendia que a obra de Deus pode testar o homem. Desde o tempo dos servidores até hoje, o homem vê quão maravilhosa é a obra de Deus — ela é insondável para o homem. O homem, usando seu cérebro, é incapaz de imaginar como Deus opera, e ele também vê quão pequena é sua estatura e que uma grande parte dele é desobediente. Quando Deus amaldiçoou o homem, Ele o fez para causar um efeito e Ele não matou o homem. Embora Ele tenha amaldiçoado o homem, Ele fez isso por meio de palavras, e Suas maldições não assolaram realmente o homem, pois o que Deus amaldiçoou foi a desobediência do homem, e as palavras de Suas maldições também foram ditas para aperfeiçoar o homem. Se Deus julga o homem ou o amaldiçoa, ambos aperfeiçoam o homem: ambos são feitos para aperfeiçoar o que é impuro dentro do homem. Por esse meio, o homem é refinado, e o que falta dentro do homem é aperfeiçoado através de Suas palavras e obra. Cada passo da obra de Deus — sejam palavras severas ou julgamento ou castigo — aperfeiçoa o homem e é absolutamente apropriado. Nunca, ao longo das eras, Deus realizou uma obra como essa; hoje, Ele opera em seu interior para que vocês apreciem Sua sabedoria. Embora tenham sofrido alguma dor por dentro, seu coração se sente firme e em paz; é sua bênção serem capazes de desfrutar deste estágio da obra de Deus. Independentemente do que vocês possam ganhar no futuro, tudo o que veem da obra de Deus em vocês hoje é amor. Se o homem não experimentar o julgamento e o refinamento de Deus, suas ações e seu fervor sempre permanecerão num nível superficial e seu caráter sempre permanecerá inalterado. Isso conta como ter sido ganho por Deus? Hoje, embora ainda haja muito dentro do homem que é arrogante e presunçoso, o caráter do homem é muito mais estável do que antes. O tratamento que Deus dá a você é feito para salvá-lo, e embora você possa sentir alguma dor no momento, virá o dia em que ocorrerá uma mudança em seu caráter. Naquele momento, você olhará para trás e verá quão sábia é a obra de Deus, e naquele momento você será capaz de compreender verdadeiramente a vontade de Deus.

Extraído de ‘Somente experimentando provações dolorosas é que você pode conhecer a amabilidade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

O fato de o homem ser capaz de sofrer por Deus e ter conseguido chegar tão longe se deve, em um sentido, ao amor de Deus e, em outro, à salvação de Deus; além disso, é por causa da obra de julgamento e castigo que Deus realizou no homem. Se vocês não passaram pelo julgamento, castigo e provações de Deus e se Deus não os fez sofrer, então, com toda honestidade, vocês não amam verdadeiramente a Deus. Quanto maior a obra de Deus no homem, e quanto maior o sofrimento do homem, mais aparente é quão significativa é a obra de Deus e quanto mais o coração desse homem pode realmente amar a Deus. Como você aprende a amar a Deus? Sem tormento e refinamento, sem provações dolorosas — e se, além disso, tudo que Deus desse ao homem fosse graça, amor e misericórdia — você seria capaz de alcançar um ponto de amar a Deus de verdade? Por um lado, durante as provações de Deus, o homem vem a conhecer suas deficiências e a ver que ele é insignificante, desprezível e baixo, que ele não tem nada e não é nada; por outro, durante Suas provações, Deus cria ambientes diferentes para o homem que o tornam mais capaz de experimentar a amabilidade de Deus. Embora a dor seja grande e às vezes insuperável — alcançando até um nível de tristeza esmagadora — ao experimentá-la, o homem vê o quão amável é a obra de Deus nele, e é somente sobre esse fundamento que nasce o verdadeiro amor a Deus no homem. Hoje, o homem vê que, somente com a graça, o amor e a misericórdia de Deus, ele é incapaz de se conhecer verdadeiramente e, ainda mais, de conhecer a sua substância. Somente através do refinamento e julgamento de Deus, somente durante o próprio processo de refinamento, o homem pode conhecer suas deficiências e saber que não possui nada. Assim, o amor do homem por Deus é construído sobre o fundamento do refinamento e julgamento de Deus. Se você só desfruta da graça de Deus, tendo uma vida de família pacífica ou bênçãos materiais, então você não ganhou Deus, e sua crença Nele não pode ser considerada bem-sucedida. Deus já realizou um estágio da obra da graça na carne e já concedeu bênçãos materiais ao homem, mas o homem não pode ser aperfeiçoado somente com graça, amor e misericórdia. Nas experiências do homem, ele encontra algo do amor de Deus e percebe esse amor e misericórdia de Deus, mas, mesmo tendo experimentado durante um período, ele vê que a graça de Deus e Seu amor e misericórdia são incapazes de aperfeiçoar o homem e de revelar o que é corrupto no homem, tampouco são capazes de livrar o homem de seu caráter corrupto ou tornar perfeito seu amor e fé. A obra da graça de Deus foi a obra de um período, e o homem não pode depender de desfrutar da graça de Deus para conhecê-Lo.

Extraído de ‘Somente experimentando provações dolorosas é que você pode conhecer a amabilidade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Notas de rodapé:

a. O texto original diz “Existem alguns”.

*Nota do tradutor: Em 1950, a Igreja Cristã chinesa promoveu o Movimento de autoadministração, autossustentação e autopropagação (Movimento dos Três Princípios Administrativos).

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

As diferenças essenciais entre a salvação na Era da Graça e a salvação na Era do Reino

Na Era da Graça, Jesus fez uma boa quantidade desse tipo de obra, como curar enfermidades, expulsar demônios, impor as mãos sobre o homem para orar pelo homem e abençoar o homem. No entanto, agir assim novamente não teria sentido nos dias atuais. O Espírito Santo operou dessa maneira naquele tempo, pois era a Era da Graça, e havia graça suficiente para o homem desfrutar. Não lhe foi pedido qualquer tipo de pagamento e enquanto ele tivesse fé, ele receberia a graça. Todos foram tratados com muita gentileza. Agora, a era mudou e a obra de Deus progrediu ainda mais; é por meio de Seu castigo e julgamento que a rebeldia do homem e as coisas impuras dentro do homem serão purificadas.

As diferenças entre o caminho do arrependimento na Era da Graça e o caminho da vida eterna nos últimos dias

As palavras proferidas por Deus nesta era são diferentes daquelas proferidas durante a Era da Lei e, assim, também diferem das palavras proferidas durante a Era da Graça. Na Era da Graça, Deus não fez a obra da palavra, mas simplesmente descreveu a crucificação a fim de redimir toda a humanidade. A Bíblia apenas descreve porque Jesus deveria ser crucificado, os sofrimentos a que Ele foi submetido na cruz, e como o homem deveria ser crucificado por Deus. Durante aquela era, toda a obra feita por Deus centrou-se em torno da crucificação. Durante a Era do Reino, Deus encarnado profere palavras para conquistar todos aqueles que Nele creem. Esta é “a Palavra que aparece na carne”; Deus veio durante os últimos dias para fazer esta obra, o que significa dizer que Ele veio para realizar o real significado da Palavra que aparece na carne.