Pergunta 3: Cremos no Senhor por muitos anos e guardamos Seu nome. Muitas vezes lemos a Bíblia, oramos e confessamos nossos pecados ao Senhor; somos humildes, pacientes e amorosos com os outros. Frequentemente fazemos caridade, doamos e sacrificamos tudo mais para trabalhar para o Senhor e pregar o evangelho para testemunhá-Lo. Não estamos praticando as palavras do Senhor e seguindo o Seu caminho? Como pode dizer que nunca tivemos uma realidade de fé no Senhor ou que é uma incrédula? Na Bíblia, Paulo disse: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, […]” (2 Timóteo 4:7-8). Portanto, penso que nossa fé no Senhor obterá Sua aprovação. Quando o Senhor chegar, Ele nos arrebatará definitivamente para o reino dos céus.

Resposta: Muitos crentes pensam que enquanto guardarem o nome do Senhor, lerem a Bíblia, orarem e se reunirem frequentemente, sacrificarem tudo pelo Senhor e trabalharem por Ele, serão verdadeiros crentes. Eles pensam que se acreditarem no Senhor dessa maneira, serão levados para o reino dos céus quando Ele retornar. Será que crer em Deus é tão fácil assim? Se as pessoas creem em Deus assim, elas realmente obtêm a aprovação de Deus? Os fariseus denunciados e condenados pelo Senhor Jesus não criam em Deus assim também? Eles frequentemente oravam e trabalhavam arduamente e até mesmo viajavam até os confins da terra para divulgar o evangelho. Então, por que a fé deles não teve aprovação do Senhor e, ao invés disso, incorreu em Sua condenação e maldições? Os que leram a Bíblia antes entenderam que, embora os fariseus lessem bastante a Bíblia, orassem frequentemente, espalhassem a obra de Deus, sofressem muito, amassem uns aos outros e parecessem ser devotos, verdadeiros crentes por fora, na realidade, Deus não tinha lugar em seus corações. Eles não exaltaram Deus. Em sua fé, não buscaram a verdade nas palavras de Deus nem tentaram entender Sua vontade, muito menos praticaram Suas palavras e seguiram Seus mandamentos. Só se concentraram em disseminar conhecimento sobre a Bíblia e teoria teológica. Concentraram-se apenas na realização de cerimônias religiosas, seguindo as regras para se glorificarem, estabelecendo-se para serem adorados pelos outros. Acreditaram em Deus assim por muitos anos e não tinham conhecimento de Deus. Eles definitivamente não se tornaram obedientes e reverentes a Deus. Entretanto, quando o Senhor Jesus fez Sua obra, eles não buscaram a verdade. Eles mediram apenas o Senhor Jesus com base em suas próprias noções e imaginações. Independente de quanto fosse profunda a pregação do Senhor Jesus ou de quanta autoridade e poder que Sua obra tinha, eles não as pesquisaram nem estudaram. Eles contestaram e condenaram o Senhor Jesus fanaticamente e O crucificaram. Eles foram amaldiçoados e punidos. A fé dos fariseus pode ser chamada verdadeira fé em Deus? Deus aceitou a fé dos fariseus? Não somente o Senhor Jesus os reprovou, mas os condenou e amaldiçoou, dizendo: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas!” (Mateus 23: 13-36). Não é verdade? Os fariseus só confiavam em suas próprias noções e imaginações. Só acreditavam no vago Deus no céu. Eles não creram no Senhor Jesus encarnado que expressou a verdade. Eles estavam todos entediados com a verdade e a odiavam. Eles criam em Deus, mas resistiram a Ele também.

Vamos olhar para as comunidades religiosas de hoje. Muitos pastores e presbíteros guardam o nome do Senhor. Eles oram em nome do Senhor, leem a Bíblia, renunciam a tudo por Ele e trabalham por Ele. Mas quando Deus Todo-Poderoso expressa a verdade para realizar o Sua obra de julgamento nos últimos dias, eles definem a obra de Deus com base em suas próprias noções e imaginações. Eles acham que as palavras e obra de Deus estão na Bíblia e que qualquer coisa que exceda a Bíblia é heresia. Eles sabem claramente que as palavras de Deus Todo-Poderoso são a verdade. Sabem que essas palavras podem conquistar homens, mas eles não as investigaram nem as estudam. Eles ainda continuam espalhando rumores e mentiras, fanaticamente caluniando, condenando e blasfemando contra Deus Todo-Poderoso. Nada os impede de restringir os crentes de investigar o caminho verdadeiro. Eles chegam a denunciar quem testemunha a obra de Deus nos últimos dias para que a polícia os prenda. Digam-me, qual é a diferença entres esses pastores e presbíteros e os fariseus que contestaram o Senhor Jesus? Não são ambos pessoas que conhecem o verdadeiro caminho, mas se opõem mesmo assim? Não são ambos inimigos de Deus que odeiam a verdade? Portanto, vemos que, se as pessoas crerem no Senhor, mas somente guardarem Seu nome, trabalharem para Ele e parecerem devotas, não significa que praticam as palavras do Senhor ou sigam o caminho do Senhor. Também não significa que são verdadeiros crentes que servem ao Senhor. O fato de parecerem devotas não significa que exaltem o Senhor em coração, nem que O reverenciem ou obedeçam a Ele. Definitivamente não significa que entendam a verdade ou que O conheçam. Se as pessoas crerem no Senhor, mas não buscarem e nem praticarem realmente a verdade ou vivenciarem as palavras do Senhor, não importa quantos anos elas creiam no Senhor ou como trabalham para Ele, não obterão Seu louvor. Principalmente pastores e presbíteros nas comunidades religiosas. Embora trabalhem para a obra do Senhor, eles ainda resistem e condenam fanaticamente Deus Todo-Poderoso, Cristo dos últimos dias. Isso prova que eles são malfeitores que contestam Deus. Eles são expostos como anticristos pela obra de Deus nos últimos dias. Eles definitivamente incorrerão em maldições e punições de Deus. É como o Senhor Jesus disse: “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramemnte: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7:22-23). As palavras de Deus Todo Poderoso nos últimos dias também são extremamente claras. Deus Todo-Poderoso diz: “Eu não Me importo com quão merecedor seu árduo trabalho seja, quão impressionantes sejam as suas qualificações, quão de perto você Me siga, quão renomado você seja ou o quanto melhorou a sua atitude; enquanto você não tiver feito o que Eu exigi, você nunca será capaz de ganhar o Meu louvor. Cancelem todos aqueles seus cálculos e ideias o mais rápido possível e comecem a levar as minhas exigências a sério. Caso contrário, transformarei todas as pessoas em cinzas a fim de pôr fim à Minha obra e, na melhor das hipóteses, transformar Meus anos de operação e sofrimento em nada, pois não posso trazer Meus inimigos e pessoas cheirando a maldade segundo o modelo de Satanás para o Meu reino, para a próxima era” (‘As transgressões levarão o homem para o inferno’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus são verdades imutáveis. Para os crentes obterem a graça de Deus, não importa o quanto trabalhem ou sofram; depende principalmente se de praticarem as palavras de Deus e obedecerem a Ele. Entretanto, Paulo disse: "Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, […]” (2 Timóteo 4:7-8). Essas palavras são as próprias noções e imaginações de Paulo. Elas não estão de acordo com as palavras de Deus ou com a verdade. Elas são exatamente o oposto das palavras de Deus!

O que significa ter verdadeira fé em Deus, e como nossa fé pode obter Sua aprovação? Essa é uma questão essencial. Ela está diretamente relacionada a se nossa crença em Deus nos dá a salvação e nos permite entrar em Seu reino.! Antes, em nossa fé, nos concentramos apenas em trabalhar para o Senhor para podermos entrar no Seu reino quando Ele retornar. Agora todos sabemos que esse é o caminho errado. Ninguém no mundo religioso sabe o que é a verdadeira fé em Deus ou como devemos crer em Deus para obter Sua aprovação. Ninguém sabe as respostas para essas perguntas. Deus Todo-Poderoso, Cristo dos últimos dias, revelou todas as verdades e mistérios com relação à fé em Deus. Deus Todo-Poderoso fala muito claramente sobre a questão: o que é a verdadeira fé em Deus? Deus Todo-Poderoso diz: “Embora muitas pessoas acreditem em Deus, poucas compreendem o que significa fé em Deus e o que elas devem fazer para se conformarem à vontade de Deus. Isso acontece porque, embora as pessoas estejam familiarizadas com a palavra ‘Deus’ e expressões tais como ‘a obra de Deus’, elas não conhecem a Deus, e menos ainda conhecem Sua obra. Não é de admirar, então, que todos aqueles que não conhecem a Deus estejam confusos em sua crença Nele. As pessoas não levam a sério a crença em Deus, e isso é inteiramente porque crer em Deus não lhes é nada familiar, é estranho demais para elas. Dessa maneira, elas ficam aquém das demandas de Deus. Em outras palavras, se as pessoas não conhecem a Deus, e não conhecem Sua obra, então elas não são aptas para serem usadas por Deus, e menos ainda são capazes de satisfazer Sua vontade. ‘Crença em Deus’ significa acreditar que há um Deus; esse é o conceito mais simples no que diz respeito a crer em Deus. Mais ainda, acreditar que há um Deus não é o mesmo que crer verdadeiramente em Deus; antes, é um tipo de fé simples com fortes sobretons religiosos. A fé verdadeira em Deus significa o seguinte: com base na crença de que Deus é soberano sobre todas as coisas, a pessoa experimenta Suas palavras e Sua obra, expurga seu caráter corrupto, satisfaz a vontade de Deus e vem a conhecer Deus. Somente uma jornada desse tipo pode ser chamada de ‘fé em Deus’. No entanto, as pessoas frequentemente veem a crença em Deus como uma questão simples e frívola. As pessoas que acreditam em Deus dessa maneira perderam o significado de acreditar em Deus e, embora possam continuar acreditando até o fim, elas jamais ganharão a aprovação de Deus, porque trilham a senda errada. Ainda existem hoje aquelas que creem em Deus de acordo com as letras e doutrina vazia. Elas não sabem que lhes falta a essência da crença em Deus e elas não podem receber a aprovação de Deus. Ainda assim, elas oram a Deus pedindo as bênçãos da segurança e da graça suficiente. Vamos parar, aquietar nosso coração e perguntar a nós mesmos: será que acreditar em Deus é realmente a coisa mais fácil do mundo? Será que acreditar em Deus não significa nada mais que receber muita graça de Deus? As pessoas que creem em Deus sem O conhecer ou que acreditam em Deus mas se opõem a Ele são realmente capazes de satisfazer a vontade de Deus?” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Você pode pensar que crer em Deus é uma questão de sofrer ou de fazer todo tipo de coisas para Ele; você pode pensar que o propósito de crer em Deus é para que a sua carne esteja em paz, ou para que tudo corra bem em sua vida, ou para que você possa estar confortável e tranquilo em todas as coisas. No entanto, nenhuma dessas coisas é um propósito que as pessoas deveriam vincular a sua crença em Deus. Se você acredita com esses propósitos, então sua perspectiva está incorreta, e é simplesmente impossível que você seja aperfeiçoado. As ações de Deus, o justo caráter de Deus, Sua sabedoria, Suas palavras, Sua maravilha e insondabilidade são todas coisas que as pessoas devem entender. Tendo esse entendimento, você deveria usá-lo para tirar de seu coração todas as exigências, esperanças e noções pessoais. Somente ao eliminar essas coisas é que você pode cumprir as condições exigidas por Deus, e é somente ao fazer isso que você pode ter vida e satisfazer Deus. O propósito de crer em Deus é satisfazê-Lo e viver o caráter que Ele requer de tal modo que Suas ações e Sua glória possam se manifestar através deste grupo de pessoas indignas. Essa é a correta perspectiva para crer em Deus e também é a meta que você deveria buscar. Você deveria ter o ponto de vista correto sobre crer em Deus e deveria buscar obter Suas palavras. Você necessita comer e beber as palavras de Deus e deve ser capaz de viver a verdade e, especialmente, deve ser capaz de ver Seus feitos práticos, ver Seus feitos maravilhosos por todo o universo, assim como a obra prática que Ele realiza na carne. Por meio de suas experiências práticas, as pessoas podem apreciar a maneira como Deus realiza Sua obra nelas e qual é Sua vontade para com elas. O propósito de tudo isso é eliminar o caráter corrupto satânico das pessoas. Tendo expulsado toda a impureza e injustiça de dentro de você, e tendo se desfeito de suas intenções erradas, e tendo desenvolvido a verdadeira fé em Deus — somente com a verdadeira fé é que você pode verdadeiramente amar a Deus. Você só pode amar genuinamente a Deus sobre as bases de sua crença Nele. Você consegue alcançar o amor a Deus sem acreditar Nele? Como você acredita em Deus, não pode estar confuso sobre isso. Algumas pessoas se tornam repletas de vigor assim que veem que a fé em Deus lhes trará bênçãos, mas perdem toda a energia tão logo veem que têm de padecer refinamentos. Isso é crer em Deus? No fim, você deve alcançar a obediência completa e total diante de Deus em sua fé. Você crê em Deus, mas ainda faz exigências a Ele, tem muitas noções religiosas que não consegue descartar, interesses pessoais de que não pode abrir mão, e ainda busca bênçãos da carne e quer que Deus resgate sua carne, salve sua alma — todos esses são comportamentos de pessoas que têm a perspectiva errada. Muito embora as pessoas com crenças religiosas tenham fé em Deus, elas não buscam mudar em seu caráter e não buscam conhecer Deus, ao contrário, somente buscam os interesses de sua carne. Muitos dentre vocês têm crenças que pertencem à categoria das convicções religiosas; essa não é a verdadeira fé em Deus. Para crer em Deus, as pessoas devem possuir um coração que está preparado para sofrer por Ele e a vontade de se render. A menos que as pessoas satisfaçam essas duas condições, sua fé em Deus não é válida, e elas não serão capazes de alcançar a mudança de seu caráter. Somente as pessoas que genuinamente buscam a verdade, buscam conhecer Deus e buscam a vida são as que verdadeiramente creem em Deus” (‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus Todo-Poderoso revelou todas as verdades e mistérios com relação à fé em Deus. Muitas pessoas acreditam em Deus, mas ainda não sabem o que é a verdadeira fé em Deus nem conhecem a Deus e Sua obra. Esse tipo de fé é confusa e nunca receberá a aprovação de Deus! Deus Todo-Poderoso especifica claramente o que é a verdadeira fé. “A fé verdadeira em Deus significa o seguinte: com base na crença de que Deus é soberano sobre todas as coisas, a pessoa experimenta Suas palavras e Sua obra, expurga seu caráter corrupto, satisfaz a vontade de Deus e vem a conhecer Deus. Somente uma jornada desse tipo pode ser chamada de ‘fé em Deus’” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”). Deus Todo-Poderoso fala muito claramente sobre a verdadeira fé! Quem acredita em Deus na verdade acredita nas palavras de Deus. Ou seja, pratica Suas palavras e vive Sua obra. É assim que elas realmente entenderão a verdade e conhecerão a Deus. Essa é a verdadeira fé em Deus. Na comunidade religiosa, só falamos sobre como trabalhar e sofrer pelo Senhor. Não falamos sobre como praticar ou vivenciar as palavras do Senhor. Portanto, não importa por quantos anos acreditemos em Deus, não entenderemos a verdade nem conheceremos Deus. Se acreditarmos em Deus assim, como Ele pode nos reconhecer? O Senhor Jesus disse: “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres?” (Mateus 7:22). O que o Senhor Jesus disse a seguir? “Então lhes direi claramemnte: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7:23). Isso mostra que nós crentes no Senhor nos sacrificamos e trabalhamos para Ele de acordo com nossa própria vontade, nós não praticamos e vivenciamos as palavras do Senhor. Esse tipo de fé não só não obtém a aprovação de Deus, mas também é condenado por Ele. Pensando no meu tempo como crente dentro da comunidade religiosa, eu não focava em praticar as palavras do Senhor ou em vivenciar Sua obra. Eu só me arrependi a Ele depois que pequei e implorei por perdão. Quando em apuros, orei ao Senhor, pedindo-Lhe ajuda. Pensei que, decorando algumas passagens da Bíblia, guardando as palavras da Bíblia e seguindo as regras, eu estava acreditando no Senhor. Achei que se eu simplesmente me sacrificasse e trabalhasse para o Senhor, eu estaria crendo bem no Senhor. Achei que amava o Senhor e que era leal a Ele. Achei que quando o Senhor voltasse, eu definitivamente entraria em Seu reino. Continuei assim até eu aceitar a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias e ver o que Ele diz: “Muitos dos que seguem a Deus estão interessados apenas em como ganhar bênçãos ou evitar desastre. […] Tais pessoas têm apenas um objetivo simples em seguir a Deus e esse objetivo é receber bênçãos. Tais pessoas não conseguem se dar ao trabalho de prestar atenção em qualquer outra coisa que não envolva diretamente esse objetivo. Para elas, acreditar em Deus a fim de ganhar bênçãos é o mais legítimo dos objetivos e o valor exato de sua fé. Elas não são afetadas por nada que não alcance esse objetivo. Tal é o caso com a maioria daqueles que acreditam em Deus hoje. O objetivo e a motivação deles parecem legítimos, porque, ao mesmo tempo em que acreditam em Deus, eles também despendem por Deus, se dedicam a Deus e cumprem seu dever. Eles abrem mão da juventude, abandonam família e carreira, e até passam anos ocupando-se longe de casa. […] Nisso descobrimos um problema não identificado antes: o relacionamento do homem com Deus é meramente de interesse próprio. É o relacionamento entre o receptor e o doador de bênçãos. Para colocar de forma mais clara, é semelhante ao relacionamento entre empregado e empregador. O empregado trabalha apenas para receber a recompensa concedida pelo empregador. Não há afeto em tal relacionamento, apenas transação. Não há amar ou ser amado, apenas caridade e misericórdia. Não há compreensão, apenas indignação suprimida e decepção. Não há intimidade, apenas um precipício que não pode ser atravessado. Quando as coisas chegam a esse ponto, quem é capaz de reverter tal tendência? E quantas pessoas são capazes de entender verdadeiramente o quanto esse relacionamento se tornou desesperado? Acredito que, quando as pessoas se imergem na alegria de ser abençoadas, ninguém é capaz de imaginar como é embaraçoso e desagradável um relacionamento assim com Deus” (‘O homem só pode ser salvo em meio ao gerenciamento de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). Deus Todo-Poderoso vai direto ao ponto e revela a verdadeira natureza dos homens: eles acreditam Nele porque querem bênçãos. Querem negociar com Ele. Acabei de ver que os motivos para minha fé eram impuros demais. Eu buscava bênçãos, graça, recompensas e o arrebatamento ao reino dos céus. Desde que eu desfrutasse das bênçãos do reino dos céus, eu suportaria qualquer sofrimento e pagaria qualquer preço, mas não me concentrei em praticar e vivenciar as palavras do Senhor. Não tentei conhecer Deus. Como resultado, minha vida não tinha nada a ver com a verdade contida nas palavras de Deus. Creio no Senhor há muitos anos, mas não tenho o menor conhecimento do Senhor. Pensei que minha fé teria a aprovação do Senhor e que, quando Ele retornasse, eu seria alçado ao reino dos céus. Eu realmente era muito sem vergonha e ignorante! Deus encarnou duas vezes para realizar a obra de redimir e salvar a humanidade. Ele fez isso para trazer a verdade à humanidade. Isso permitirá que ela aceite as palavras de Deus como sua vida, libertando-a da escravidão e do controle do pecado e a tornando obediente a Deus. Eu não entendia a vontade de Deus. Não busquei a verdade e definitivamente não busquei conhecimento de Deus. Apenas perseguia graça e recompensas. Mesmo se eu sacrificasse algo, era apenas em troca das bênçãos do reino dos céus. Como eu estava crendo em Deus? Como eu estava amando e sendo fiel a Deus? Claramente, eu estava apenas tentando fazer um acordo com Deus. Estava tentando usá-Lo e enganá-Lo. No julgamento das palavras de Deus Todo-Poderoso, finalmente vi como fui profundamente corrompido por Satanás! Eu era muito egoísta e astuto! Eu não tinha qualquer semelhança com a humanidade! Eu era um vilão desprezível, pensando apenas em mim mesmo. Eu não estava apto a viver diante de Deus! Deus é o Criador de todas as coisas. Eu sou Sua criação. É correto e apropriado que eu acredite em Deus e sacrifique tudo por Ele. Essa é minha obrigação. É minha responsabilidade como parte da criação. Eu não tinha razão ou consciência. Quando sacrifiquei alguma coisa ou sofri, foi parte da tentativa de fazer um acordo com Deus. Eu queria que ele me recompensasse. Eu queria bênçãos. Essa minha fé, pela qual eu engano a Deus, como posso não ficar sujeito a Seu ódio e aversão? Como Deus permite que uma criatura satânica como eu entre em Seu reino? Dessa vez, eu estava ajoelhado diante de Deus, orando em arrependimento. Não importa como Deus lida comigo ou qual é o meu resultado final, obedecerei o plano de Deus por vontade própria. Mesmo se eu apenas prestar serviço a Deus, vou buscar a verdade. Vou cumprir meu dever como Sua criação. um atrás do outro, ao vivenciar os julgamentos, castigos, refinamentos e provações de cada palavra de Deus Todo-Poderoso, meu ponto de vista com relação à minha fé Nele mudou. Comecei a buscar e praticar a verdade. Aos poucos, comecei o caminho certo da fé, que pode ganhar a salvação. Esses são todos os resultados de vivenciar o julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias! Graças a Deus Todo-Poderoso, por me salvar!

Depois de vivenciar o julgamento e castigo de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, finalmente vi que fui corrompido profundamente por Satanás. Eu era muito arrogante e completamente sem razão! Por fora, parecia que eu sabia divulgar o evangelho, fazer obras, suportar o sofrimento e falar sobre as palavras da Bíblia, decorar algumas passagens. Achei que conhecia Deus, então agia com arrogância e condescendência. Na verdade, não orava a Deus nem procurava a verdade e os princípios. Apenas fazia as coisas cegamente, de acordo com minhas próprias concepções. Principalmente quando se tratava do modo de como eu via o retorno do Senhor. Eu restringi Deus à Bíblia com base em minhas próprias noções e imaginações. Eu pensava que todas as palavras e obras de Deus estavam na Bíblia e que nenhuma das Suas palavras ou obra existia fora dela. Eu teimosamente acreditava que quem cria no Senhor deveria guardar a Bíblia, mas eu não sabia como alguém que não respeitava a Bíblia, poderia crer no Senhor. Como resultado, quando a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias me tocou, eu não procurei ou investiguei. Eu até segui os pastores e presbíteros, negando e julgando. Fui arrogante e perdi toda razão, bem diante de Deus! Meu comportamento era fé em Deus? Não, era simplesmente o mal! Qual a diferença entre mim e os fariseus que contestaram o Senhor Jesus?

Eu vi algo que o Deus Todo-Poderoso disse: “Já que você acredita em Deus, então deve pôr fé em todas as palavras de Deus e em toda a Sua obra. Ou seja, já que você acredita em Deus, você precisa obedecer-Lhe. Se você não conseguir fazer isso, então não faz diferença se você acredita em Deus. Se você tem acreditado em Deus por muitos anos e, no entanto, nunca Lhe obedeceu nem aceitou todas as Suas palavras, mas, em vez disso, pediu a Deus Que Se submetesse a você e agisse de acordo com as suas noções, então você é a mais rebelde das pessoas e é um incrédulo. Como alguém assim conseguirá obedecer à obra e às palavras de Deus que não estão em conformidade com as noções do homem? A pessoa mais rebelde é aquela que intencionalmente desafia Deus e resiste a Ele. É inimiga de Deus e é o anticristo” (‘Aqueles que obedecem a Deus com um coração sincero certamente serão ganhos por Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Aqueles que não são cautelosos quando encontram a nova obra do Espírito Santo, que são grosseiras, rápidas para julgar, que dão rédea livre ao seu instinto natural de negar a retidão da obra do Espírito Santo, e também insultam e blasfemam — essas pessoas desrespeitosas não ignoram a obra do Espírito Santo? Não são, além disso, os da arrogância, inerentemente orgulhosos e ingovernáveis? […] Essas pessoas desrespeitosas e indulgentes estão fingindo acreditar em Deus e, quanto mais o fazem, mais provável é que ofendam os decretos administrativos de Deus. Não é que todos esses arrogantes, inatamente desenfreados e que nunca obedeceram a ninguém andam todos eles por esse caminho? Eles não se opõem a Deus dia após dia, Aquele que é sempre novo e nunca é velho?” (‘Conhecer os três estágios da obra de Deus é o caminho para conhecer Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). Cada frase das palavras de Deus Todo-Poderoso foi incorporada ao meu coração. O Seu julgamento expôs minha essência e natureza: eu acredito em Deus, mas resisto a Ele. Senti a ira de Deus sobre mim. Senti Seu caráter justo e majestoso que não pode ser ofendido. Tremi de medo e não só consegui me ajoelhar ao chão, envergonhado de meus próprios atos malignos. Tenho acreditado no Senhor por todos esses anos, então como ainda sou tão arrogante e vaidoso? Por que não tenho semblante de reverência a Deus? Quando a obra de Deus não estava alinhada com minhas concepções, eu a julguei e a neguei completamente. Não procurei a verdade nem obedeci a Deus. Não sou uma pessoa arrogante que acredita em Deus e, ainda assim, resiste a Ele? Meu comportamento ofendeu o caráter de Deus há bastante tempo. Se não fosse pela misericórdia e salvação de Deus, eu teria sido enviado para o inferno há muito tempo. Como eu teria a chance de ouvir a voz de Deus e aceitar Seu julgamento e purificação nos últimos dias? Senti que realmente fui salvo por Deus! Desta vez, eu me odiei e me amaldiçoei mais do que nunca. Resolvi que, independente de como Deus me julga, castiga, lida comigo, me testa ou me refina, quero aceitar isso e obedecer a Ele. Ao ler continuamente as palavras de Deus Todo-Poderoso e vivenciar Seu julgamento e castigo, agora entendo muitas verdades que não entendia antes. Estou ganhando uma compreensão cada vez maior da minha própria natureza satânica de resistir e trair Deus. Agora também tenho conhecimento verdadeiro sobre a essência santa de Deus e Seu caráter justo que não permite ofensa. Inconscientemente, desenvolvi uma reverência a Deus e uma sede pela verdade. Estou muito mais discreto do que antes. Não sou mais tão arrogante e convencido. Quando confrontado, sei conscientemente negar a mim mesmo, procurar e praticar a verdade. Meu caráter de vida mudou gradualmente. Esses são todos resultados de vivenciar o julgamento e castigo da palavra de Deus. Agora finalmente entendo o significado da verdadeira fé em Deus. Entendo o verdadeiro valor e significado da fé em Deus. Isso, os crentes nunca alcançaram durante a Era da Graça. Durante a Era da Graça, a maioria de nós crentes quis imitar Paulo. Trabalhamos e sofremos pelo Senhor. Até mesmo preferimos sofrer na prisão a negar o nome do Senhor. Esse tipo de fé em Deus pode mudar o caráter da nossa vida? Nos faz realmente obedecer a Deus e amá-Lo? No fim, essa fé permite que derrotemos Satanás? Ela pode realmente satisfazer a Deus? Deus expressa a verdade e faz a Sua obra sobre os homens, pedindo-lhes que pratiquem e vivenciem as Suas palavras. Por que Ele faz isso? Para mudar o caráter da vida dos homens e salvá-los da influência de Satanás. No final, permite que os homens O conheçam e O obedeçam. É isso que a verdadeira fé em Deus pode alcançar. Mas a maioria dos crentes do Senhor pensa que, enquanto sacrificarem tudo e trabalharem arduamente pelo Senhor, estarão buscando o coração do Senhor, e que quando Ele voltar, eles serão arrebatados para o reino dos céus. Considerem isso, todos vocês: Deus realiza Sua obra em nós. De forma que depois de divulgarmos Sua obra, sofrendo no processo, perguntamos a Ele: “Combati o bom combate e concluí a jornada. Há uma coroa da justiça guardada para mim”? É o que Deus exige dos homens? É a vontade de Deus? Se é assim que entendemos a fé em Deus, não O estamos entendendo mal?

Agora que dissemos tudo isso, entendem o que é a verdadeira fé em Deus? É aceitável acreditar em Deus, mas não viver o julgamento ou a purificação nos últimos dias? Dá para conhecermos Deus se crermos Nele, mas sem vivenciarmos o julgamento e castigo da Sua palavra? Dá para entendermos a vontade de Deus e realmente obedecermos e O adorarmos se acreditarmos Nele, mas não praticarmos Suas palavras ou vivenciarmos Sua obra? Portanto, se quisermos mesmo conhecer Deus e mudar nosso caráter, aceitar e viver a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, é extremamente importante! Deus Todo-Poderoso diz: “Se as pessoas permanecerem presas à Era da Graça, então elas nunca se livrarão de seu caráter corrupto, muito menos conhecerão o caráter inerente de Deus. Se as pessoas viverem sempre em meio a uma abundância de graça, mas não tiverem o caminho da vida, que lhes permite conhecer Deus ou O satisfazer, elas nunca O ganharão verdadeiramente na sua crença Nele. Esse tipo de crença é realmente lamentável. […] quando você tiver experimentado cada passo da obra do Deus encarnado na Era do Reino, você sentirá que os desejos que você teve por muitos anos foram finalmente realizados. Você sentirá que só agora você viu verdadeiramente Deus face a face, só agora você olhou para o Seu semblante, ouviu Suas declarações pessoais, apreciou a sabedoria da Sua obra e verdadeiramente sentiu quão real e poderoso Ele é. Você sentirá que ganhou muitas coisas que as pessoas nos tempos passados nunca haviam visto nem possuído. Nesse momento, você saberá claramente o que é acreditar em Deus e o que é se conformar à Sua vontade. Naturalmente, se você se apegar às opiniões do passado e rejeitar ou negar o fato da segunda encarnação de Deus, então você permanecerá de mãos vazias, não adquirirá nada e finalmente será declarado culpado de opor-se a Deus. Aqueles que são capazes de obedecer à verdade e se submeter à obra de Deus hão de ser reivindicados sob o nome do segundo Deus encarnado — o Todo-Poderoso. Eles serão capazes de aceitar a orientação pessoal de Deus, ganhando verdades superiores e maiores, assim como a vida real” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Extraído do roteiro do filme Fé em Deus

Anterior: Pergunta 2: Como acreditamos no Senhor há tantos anos, sempre sentimos que enquanto alguém praticar a humildade, a tolerância, amar os irmãos e irmãs e puder seguir o exemplo de Paulo, dedicando-se e trabalhando para o Senhor, ele estará seguindo o caminho do Senhor e será arrebatado ao reino dos céus quando o Senhor voltar. Como Paulo disse: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, […]” (2 Timóteo 4:7-8). Mas vocês testemunharam que quando acreditamos no Senhor, temos que receber o julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. Quando recebermos purificação, seremos agraciados por Deus e admitidos no reino dos céus. Eu tenho uma pergunta: Acreditamos no Senhor há tantos anos, nos dedicamos e trabalhamos pelo Senhor, podemos entrar no reino dos céus sem o julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias?

Próximo: Pergunta 1: “Toda Escritura é divinamente inspirada” (2 Timóteo 3:16), as palavras de Paulo estão na Bíblia. Sendo assim, elas foram inspiradas por Deus. São palavras de Deus. Independente da denominação, se desviar da Bíblia é heresia! Acreditamos no Senhor, então devemos sempre agir de acordo com a Bíblia, ou seja, guardar as palavras da Bíblia. A Bíblia é o cânon do Cristianismo, o fundamento de nossa fé. Deixar a Bíblia não é crer no Senhor. Se for assim, como crer no Senhor? As palavras do Senhor estão escritas na Bíblia. Existe outro lugar onde encontrar Suas palavras? Se nossa fé no Senhor não é baseada na Bíblia, então é em quê?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro