Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 1: “Toda Escritura é divinamente inspirada” (2 Timóteo 3:16), as palavras de Paulo estão na Bíblia. Sendo assim, elas foram inspiradas por Deus. São palavras de Deus. Independente da denominação, se desviar da Bíblia é heresia! Acreditamos no Senhor, então devemos sempre agir de acordo com a Bíblia, ou seja, guardar as palavras da Bíblia. A Bíblia é o cânon do Cristianismo, o fundamento de nossa fé. Deixar a Bíblia não é crer no Senhor. Se for assim, como crer no Senhor? As palavras do Senhor estão escritas na Bíblia. Existe outro lugar onde encontrar Suas palavras? Se nossa fé no Senhor não é baseada na Bíblia, então é em quê?

Resposta: Vocês dizem que, porque as palavras de Paulo estão na Bíblia, elas foram inspiradas por Deus. São as palavras de Deus. Isso não é realmente adequado, é? O Senhor Jesus alguma vez disse: “Toda Escritura é divinamente inspirada”? O Espírito Santo testemunhou isso? Não. Então dá para dizer que todas as palavras da Bíblia foram inspiradas por Deus? Qualquer um familiarizado com a Bíblia sabe que as palavras de Deus transmitidas pelos profetas são claramente marcadas. Está claro quais palavras foram inspiradas por Deus e são de Deus e quais são dos homens. No entanto, nenhuma das palavras nas epístolas de Paulo é marcada como inspirada por Deus. Portanto, como dizer que todas as palavras de Paulo são palavras de Deus? Paulo foi profeta? A Bíblia diz que Paulo foi instruído por Deus para transmitir Suas palavras? Todos sabemos que Paulo era apenas um apóstolo do evangelho. As cartas que ele escreveu para a igreja foram apenas um tentativa de consolar e encorajar seus irmãos e irmãs em tempos de dificuldade. Entretanto, essas palavras apenas representam as experiências e conhecimento pessoais de Paulo. São todas palavras de um humano. Como dizer que elas foram inspiradas e vindas de Deus? Tem um ponto que precisamos esclarecer. Só Deus encarnado expressa as palavras de Deus, porque a essência de Cristo é o Próprio Deus. Paulo é só um homem. Ele não é Cristo. Portanto, independentemente das palavras de Paulo estarem na Bíblia ou não, elas são apenas palavras do homem. Esse fato é inegável! As palavras de Deus são de Deus. As palavras do homem são do homem. As palavras do homem nunca podem se tornar palavras de Deus. Não podemos tratar as palavras do homem como palavras de Deus só porque elas estão na Bíblia. Se entendermos que são as palavras do homem, mas ainda assim quisermos tratá-las como palavras de Deus, não estamos distorcendo os fatos e traindo a verdade? Isso não é se opor a Deus e blasfemar contra Ele?

Muitos crentes no mundo religioso acreditam que “Acreditar no Senhor é acreditar na Bíblia. Guardar a Bíblia é crer no Senhor.” Essa visão está de acordo com as palavras do Senhor? O Senhor Jesus alguma vez disse “guardar a Bíblia é crer no Senhor”? Por este ponto de vista, “Crer em Deus é crer na Bíblia. Nós sempre devemos fazer as coisas de acordo com a Bíblia. Guardar a Bíblia é crer em Deus.” Os principais sacerdotes Judeus, escribas e fariseus… sua fé em Deus seguiu a Bíblia. Eles guardaram a Bíblia, quais foram os resultados? Quando o Senhor Jesus apareceu e realizou Sua obra, eles não aceitaram ou obedeceram a Ele. Em vez disso, julgaram e condenaram o Senhor Jesus porque Suas palavras e obra excederam a lei do Antigo Testamento. Eles O condenaram por blasfêmia porque Ele expressou as palavras de Deus. Eles O crucificaram. À luz desse fato, ainda nos atrevemos a dizer que crer no Senhor é crer na Bíblia e que guardar a Bíblia é crer no Senhor? Quando as pessoas colocam a Bíblia acima de tudo, significa que temem e exaltam o Senhor? Quando as pessoas têm fé cega na Bíblia e guardam a Bíblia, significa que obedecem e adoram o Senhor? Significa que seguem a vontade de Deus? Alguns crentes só creem e guardam a Bíblia; Não sabem exaltar o Senhor ou praticar e viver Suas palavras, nem buscam a verdade, obedecem à obra de Deus ou seguem Seus passos. Eles até contestam e condenam a obra de Deus fanaticamente, baseados na leitura literal da Bíblia. Não são fariseus hipócritas? Não são anticristos que tomam Deus como inimigo? O Senhor Jesus uma vez repreendeu os fariseus: “Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de mim; mas não quereis vir a mim para terdes vida” (João 5:39-40). O Senhor Jesus expôs muito claramente o método falho da fé dos fariseus. A fé dos fariseus em Deus era baseada somente na Bíblia. Eles fizeram tudo de acordo com a Bíblia. Eles colocaram a Bíblia acima de tudo. Pensaram que guardar a Bíblia lhes daria a vida eterna. Entretanto, eles não aceitaram a verdade expressa pelo Senhor Jesus. Preferiram guardar a Bíblia a seguir o Senhor Jesus. Teimosamente se apegaram à Bíblia e tentaram usar interpretações literais de seu texto para atacar o Senhor Jesus. Eles negaram e condenaram as verdades expressas pelo Senhor Jesus. No fim, eles O crucificaram. Por isso eles foram amaldiçoados e punidos. Sendo assim, vemos que se um crente apenas crer e adorar a Bíblia, mas negar o Cristo encarnado e rejeitar a obra e liderança de Deus, definitivamente não obterá a aprovação de Deus.

Vamos ler duas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso. Deus Todo-Poderoso diz: “Desde que existe a Bíblia, a crença das pessoas no Senhor tem sido a crença na Bíblia. Em vez de dizer que as pessoas acreditam no Senhor, é melhor dizer que acreditam na Bíblia; em vez de dizer que começaram a ler a Bíblia, é melhor dizer que começaram a acreditar na Bíblia; e em vez de dizer que retornaram ao Senhor, seria melhor dizer que retornaram à Bíblia. Desta forma, as pessoas adoram a Bíblia como se fosse Deus, como se fosse sua força vital, e perdê-la seria o mesmo que perder sua vida. As pessoas veem a Bíblia tão elevada quanto Deus, e há até aqueles que a veem mais elevada que Deus. Se as pessoas estão sem a obra do Espírito Santo, se não conseguem sentir Deus, podem continuar vivendo, mas, assim que perdem a Bíblia ou os famosos capítulos e dizeres da Bíblia, é como se tivessem perdido a vida” (de ‘Concernente à Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Eles acreditam em Minha existência apenas no escopo da Bíblia. Para eles, Sou o mesmo que a Bíblia; sem a Bíblia Eu não existo e sem Mim não há Bíblia. Eles não prestam atenção em Minha existência nem nas Minhas ações, mas, ao contrário, devotam extrema e especial atenção a toda e qualquer palavra das Escrituras e muitos deles até acreditam que Eu não deva fazer nada que deseje fazer, a menos que esteja previsto pelas Escrituras. Eles atribuem importância demasiada às Escrituras. Pode-se dizer que veem palavras e expressões como importantes demais, a ponto de usarem versículos da Bíblia para avaliar toda palavra que Eu digo e para Me condenar. O que eles buscam não é o caminho da compatibilidade Comigo nem o caminho da compatibilidade com a verdade, mas o caminho da compatibilidade com as palavras da Bíblia, e acreditam que qualquer coisa que não esteja em conformidade com a Bíblia, sem exceção, não é a Minha obra. Tais pessoas não são os descendentes zelosos dos fariseus? Os fariseus judeus usaram a lei de Moisés para condenar Jesus. Eles não buscavam compatibilidade com o Jesus daquela época, mas seguiam diligentemente a lei à risca, a ponto de, no fim, pregarem o inocente Jesus à cruz, acusando-O de não seguir a lei do Antigo Testamento e de não ser o Messias. Qual era a essência deles? Não era que eles não buscavam o caminho da compatibilidade com a verdade? Eram obcecados por toda e qualquer palavra das Escrituras, sem, no entanto, prestar atenção na Minha vontade, nas etapas e nos métodos da Minha obra. Eles não eram pessoas que buscavam a verdade, mas um povo que seguia rigorosamente as palavras das Escrituras; não eram pessoas que acreditavam em Deus, mas um povo que acreditava na Bíblia. Eram, em essência, os cães de guarda da Bíblia. A fim de salvaguardar os interesses da Bíblia, de preservar a dignidade e proteger a reputação da Bíblia, chegaram a ponto de pregar o misericordioso Jesus na cruz. Fizeram isso simplesmente para defender a Bíblia, para manter a posição de toda e qualquer palavra da Bíblia no coração das pessoas. Então, preferiram renunciar ao futuro e à oferta pelo pecado para condenar Jesus, que não Se adaptava à doutrina das Escrituras, à morte. Eles não eram lacaios de toda e qualquer palavra das Escrituras?” (de ‘Você deve buscar o caminho da compatibilidade com Cristo’ em “A Palavra manifesta em carne”).

As palavras de Deus Todo-Poderoso expõem para nós os maiores desvios e erros que a fé, das comunidades religiosas, comete com Deus. Comparado com nossas próprias experiências passadas na fé, parece que acreditamos no Senhor por muitos anos, mas nunca praticamos ou vivenciamos realmente Suas palavras. Também nunca procuramos a verdade nas palavras do Senhor ou obtivemos o esclarecimento e iluminação do Espírito Santo. Definitivamente nunca nos concentramos em encontrar a vontade do Senhor dentro de Suas palavras. O resultado é que nunca seguimos o caminho do Senhor e nunca conhecemos o Senhor de verdade. Apenas pensávamos que se decorássemos algumas passagens bíblicas, Deus teria lugar em nossos corações. Achávamos que explicar algumas frases da Bíblia significaria que conhecíamos Deus. Até mesmo falsamente pensamos que explicando a Bíblia e decorando muitos textos, estaríamos mais de acordo com a vontade de Deus. Todos os crentes colocam a Bíblia acima de tudo. Em seus corações, a Bíblia já substituiu o Senhor. Todos pensam que exaltar e guardar a Bíblia é exaltar e testemunhar pelo Senhor. Na realidade, essas ações se desviam completamente da vontade e do caminho do Senhor. Principalmente no período crucial da aparição e da obra do Senhor nos últimos dias. Muitos crentes ainda se apegam à Bíblia e esperam até verem, com os próprios olhos, o Senhor descer com as nuvens. No entanto, eles não procuram pela obra e pela expressão do Espírito Santo. Muito embora tenham ouvido o testemunho da Igreja de Deus Todo-Poderoso de que o Senhor retornou, que Ele é Deus Todo-Poderoso e que está expressando a verdade e realizando Sua obra de julgamento nos últimos dias, eles não buscam a aparição e a obra de Deus. Eles até seguem pastores religiosos e presbíteros negando, julgando e condenando Deus Todo-Poderoso. Eles se tornaram aqueles que acreditam em Deus e, mesmo assim, se opõem a Ele. No fim, eles serão abandonados por Deus, lançados em grande calamidade e punidos. Isso é o que acontece quando as pessoas acreditam e adoram cegamente a Bíblia e confinam Deus dentro dos limites da Bíblia e, inconscientemente, trilham o caminho da oposição a Deus. Os fariseus foram amaldiçoados por Deus porque se apegaram à Bíblia e contestaram o Senhor Jesus. Que lições podemos aprender com a falha deles? É absolutamente errado que os crentes guardem as palavras da Bíblia. Devemos praticar e vivenciar as palavras do Senhor. Devemos buscar a verdade nas palavras do Senhor e obter a obra do Espírito Santo. Isso é especialmente verdade quando o Senhor retorna. Quando ouvirmos alguém dar testemunho da chegada do Senhor, devemos investigar pela presente obra e palavras de Deus. Dessa forma, poderemos seguir as pegadas da obra de Deus. Seremos arrebatados para diante do trono de Deus, desfrutaremos da água da vida, obteremos a verdade e a vida, receberemos a salvação e entraremos no reino dos céus.

Na realidade, antes de Deus falar ou começar Sua nova obra, nossa fé no Senhor de acordo com a Bíblia não era errada. Porque a Bíblia é uma testemunha de Deus. É a verdadeira coleção das palavras e obra de Deus durante a Era de Lei e a Era da Graça. Nós que lemos a Bíblia nos conscientizamos da existência de Deus. Aprendemos sobre a onipotência e sabedoria de Deus, como Ele criou os céus e a terra e todas as outras coisas e como Ele governa tudo. Vemos o que Deus disse e fez durante as duas fases anteriores da Sua obra, Seus desejos e demandas à humanidade, Suas muitas ações reveladas à humanidade, etc. Em particular, a Bíblia contém a obra de redenção do Senhor Jesus durante a Era da Graça, a abundante graça e verdade que Ele deu à humanidade, permitindo-nos ver o verdadeiro amor e misericórdia de Deus para com a humanidade. Se não tivéssemos os escritos da Bíblia, seria difícil entendermos a obra anterior de Deus. Portanto, a Bíblia tornou-se um livro clássico, necessário para nós crentes. A Bíblia é muito valiosa para acreditarmos e reconhecermos Deus e trilharmos o caminho correto da vida. No entanto, por mais que seja valiosa ou tenha dado à humanidade, a Bíblia não representa Deus ou a obra do Espírito Santo, muito menos representa Deus na obra da salvação. Não é verdade? Deus é o Senhor da criação, a fonte de toda a vida. Deus dá à humanidade um fluxo constante e inesgotável de vida. No entanto, a Bíblia é apenas um livro histórico sobre a obra anterior de Deus. Como pode ser a par com Deus? A Bíblia é a Bíblia. Deus é Deus. A Bíblia e Deus são duas coisas diferentes. Crer na Bíblia não significa crer em Deus. Portanto, nossa fé no Senhor não pode ser apenas baseada na Bíblia. O importante é basear nossa fé no que Deus realmente diz e no que o Espírito Santo faz. Esse é o princípio mais importante quando se trata da fé em Deus! Se nem sequer entendermos esse fato básico sobre a fé em Deus, não somos nós tolos e ignorantes? Exatamente como era na Era da Graça, quando o Senhor Jesus apareceu e realizou Sua obra. Daria para o homem obter a obra do Espírito Santo apenas lendo o Antigo Testamento, sem aceitar as palavras e obra do Senhor Jesus ? Daria para obter a salvação e a graça do Senhor Jesus? Obviamente não! Então, quando o Senhor Jesus retornou nos últimos dias como Deus Todo-Poderoso, agora expressando a verdade e realizando Sua obra de julgamento, nós, que apenas guardamos a Bíblia e a obra do Senhor Jesus, podemos obter a obra do Espírito Santo e a salvação do Deus dos últimos dias? Portanto, quando Deus Todo-Poderoso realizar Sua nova obra nos últimos dias, devemos buscar a verdade em Suas palavras, ouvir Sua voz, seguir os passos da Sua obra, e viver o julgamento e castigo de Suas palavras. Somente vivenciando a obra de Deus desse jeito obteremos a verdade, conheceremos Deus e alcançaremos a purificação e a salvação. Esse tipo de fé é a única maneira de obter o louvor de Deus.

do roteiro do filme Fé em Deus

Anterior:Pergunta 4: O Senhor Jesus falou sobre os mistérios do reino dos céus aos discípulos, e, como o retorno do Senhor Jesus, Deus Todo-Poderoso também revelou muitos mistérios? Você poderia partilhar conosco alguns dos mistérios revelados por Deus Todo-Poderoso? Seria de grande ajuda para nós identificarmos a voz de Deus.

Próximo:Pergunta 2: Paulo disse claramente em (2 Timóteo 3:16) “Toda Escritura é divinamente inspirada”, que todas as palavras na Bíblia são palavras de Deus, e que a Bíblia representa Deus, seguimos as palavras do Paulo. Como isso pode estar errado?

Conteúdo Relacionado