Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Naquele dia o céu estava especialmente claro e ensolarado (parte 1)

4

Por Tian Ying, China

Eu costumava crer na Igreja das Três Autonomias, na China. Quando comecei a participar das reuniões, os pastores nos diziam com frequência: “Irmãos e irmãs, está registrado na Bíblia que: ‘Pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação’ (Romanos 10:10). Nós fomos justificados por causa da nossa fé. Como acreditamos em Jesus, fomos salvos. Se acreditássemos em qualquer outro, não teríamos sido salvos”. Eu me apeguei a essas palavras dos pastores. Assim, busquei com fervor e participei ativamente de reuniões, enquanto esperava que o Senhor viesse e me deixasse entrar no reino dos céus. Mais tarde, quando ações ilegais continuavam ocorrendo na igreja, comecei a me cansar das reuniões. Os pastores começaram a ficar divididos entre si, cada um tentando estabelecer-se no topo da facção e criar reinos independentes. Os sermões dos pastores precisavam obedecer ao Departamento de Trabalho da Frente Unida (DTFU). O DTFU não permitia que eles discutissem o Livro do Apocalipse por medo de perturbar o sentimento popular, então os pastores não pregavam sobre ele. Os pastores sempre pregavam sobre ofertas, dizendo que quanto mais alguém doasse, mais bênçãos receberia de Deus. Então, quando vi as condições em que estava a igreja, fiquei bastante perplexa: por que a igreja ficou assim? Os pastores não acreditam no Senhor? Por que eles não seguem a palavra do Senhor? Por que eles não têm um coração reverente ao Senhor? Daquele ponto em diante, eu não queria mais ir a reuniões na Igreja das Três Autonomias, pois sentia que eles não acreditavam verdadeiramente em Deus, que eram falsos pastores que usavam a crença em Deus para obter o suado dinheiro dos irmãos e irmãs.

No segundo semestre de 1995, deixei a igreja sem hesitação e juntei-me a uma igreja doméstica (adeptos do sola fide). A princípio, senti que seus sermões não estavam sujeitos às restrições do governo nacional, e eles, inclusive, usavam o Livro do Apocalipse e discutiam os últimos dias, o retorno do Senhor e assim por diante. A pregação deles era muito melhor do que a dos pastores da Igreja das Três Autonomias, e eu sentia mais prazer em me reunir com eles, o que me deixou muito feliz. Mas depois de um tempo, descobri que também ali, entre os colaboradores, havia alguns que se tornavam invejosos, disputavam as coisas e queriam acabar com o grupo. Nenhum dos irmãos e irmãs estava vivendo as exigências do Senhor, eles não tinham o mesmo amor de antes. Quando notei que essa igreja não tinha nenhuma diferença real em relação à Igreja das Três Autonomias, fiquei muito desapontada, mas também não sabia onde poderia descobrir uma igreja que tivesse a obra do Espírito Santo. Por falta de uma opção melhor, tudo que eu podia fazer era ficar com esses adeptos do sola fide. Como antes, continuei participando das reuniões. Os pastores e pregadores diziam coisas como: “ser salvo uma vez é ser salvo para sempre” e “enquanto você exercitar a paciência até o fim, labutar por Deus e defender o caminho do Senhor, poderá entrar no reino dos céus”. Então fiquei pensando: não importa como são as pessoas, desde que eu continue firme na minha fé no Senhor Jesus e não me desvie do caminho Dele, quando o Senhor retornar terei a chance de ser arrebatada por Ele para o reino dos céus.

Naquele dia o céu estava especialmente claro e ensolarado

Num piscar de olhos, já era a segunda metade de 1997, e o evangelho do reino de Deus já havia chegado onde estávamos, e a igreja se transformou em uma cena caótica. Líder Li nos disse: “Hoje em dia surgiu um grupo que está espalhando a Relâmpago do Oriente, eles estão roubando ovelhas de várias denominações, e estão dizendo que o Senhor Jesus já voltou e que Ele está realizando um novo estágio da obra. O Senhor Jesus foi pregado na cruz por nós, Ele já pagou o preço com Sua vida para nos redimir. Já fomos salvos, só precisamos esperar pacientemente até o fim e, quando o Senhor voltar, certamente seremos arrebatados para o reino dos céus. Então, devemos prestar atenção e não podemos receber de forma nenhuma essas pessoas da Relâmpago do Oriente. Quem os receber será expulso da igreja! Além disso, vocês devem se certificar de não ouvir o que eles dizem e, muito menos, ler o livro deles”. Parecia que os colaboradores de todos os níveis falavam sobre essas coisas em todas as reuniões. Depois de ouvir o que diziam, ideias conflitantes surgiram dentro de mim em relação à Relâmpago do Oriente. Senti que precisava me proteger contra eles e exercitar grande cautela, pois temia ser roubada pela Relâmpago do Oriente e perder minha oportunidade de entrar no reino dos céus.

No entanto, o ano novo tinha acabado de começar, em 1998, quando encontrei, inesperadamente, alguém da Igreja de Deus Todo-Poderoso e tive a sorte de ouvir o caminho da Relâmpago do Oriente pela primeira vez. Naquele dia, minha irmã mais velha me ligou e me convidou para ir à casa dela. Ela também convidou a irmã Hu, de sua aldeia, e quando ela me viu, sorriu e disse: “Que bom que você veio, estou recebendo a visita de uma parente distante, venha, vamos todos nos reunir”. Eu concordei com alegria. Em pouco tempo, a irmã Hu voltou com sua parente. Quando a irmã nos viu, ela nos cumprimentou com entusiasmo. Embora eu nunca a tivesse visto, já sentia uma certa proximidade. Ela disse: “Existe uma desolação generalizada na igreja hoje em dia. Os sermões dos pregadores não têm nada de novo, e em todas as reuniões, quando não estão discutindo como resistir à Relâmpago do Oriente, só ficam ouvindo e cantando músicas. As reuniões são assim. Os colaboradores ficam com ciúmes uns dos outros e entram em disputas, conspiram e fazem intrigas. Todos são extremamente hipócritas e se recusam a obedecer quem quer que seja; os irmãos e irmãs são negativos e fracos, e eles não têm fé e amor. Muitos deixaram o Senhor para voltar ao mundo e ganhar dinheiro”. Eu sentia a mesma coisa dentro de mim, e assenti, enquanto dizia à irmã: “É assim que me sinto nas reuniões. Antes, as reuniões mensais tinham de 20 a 30 pessoas, mas agora há apenas alguns presbíteros, até mesmo os pregadores foram para o mundo ganhar dinheiro! Ninguém sente prazer nas reuniões”. A irmã assentiu e disse: “Esse tipo de situação não é exclusivo de algumas igrejas, é um fenômeno generalizado em todo o mundo religioso. Isso mostra que a obra do Espírito Santo não pode mais ser encontrada dentro da igreja, de modo que atos ilícitos sempre continuarão a surgir. Este é um sinal do retorno do Senhor. É como o fim da Era da Lei, quando o templo se tornou um lugar que vendia gado e trocava dinheiro, pois Deus havia parado de realizar Sua obra no templo. Em vez disso, Ele havia se encarnado como o Senhor Jesus para realizar um novo estágio da obra fora do templo”. Eu escutei com atenção e assenti várias vezes. A irmã continuou falando: “Irmã, em Lucas 17: 24-26, está dito: ‘Pois, assim como o relâmpago, fuzilando em uma extremidade do céu, ilumina até a outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia. Mas primeiro é necessário que ele padeça muitas coisas, e que seja rejeitado por esta geração. Como aconteceu nos dias de Noé, assim também será nos dias do Filho do homem’. Como você interpreta essas linhas das Escrituras?” Pensei nelas com seriedade por um tempo e, com um sorriso desajeitado, disse: “Irmã, essas linhas das Escrituras não falam sobre a chegada do Senhor?” A irmã respondeu: “Estas linhas das Escrituras estão discutindo a chegada do Senhor, contudo, não estão falando sobre o Senhor Jesus que veio naquele tempo. Em vez disso, estão se referindo à chegada do Senhor dos últimos dias. Irmã, agora a fé dos crentes na igreja se tornou fria, eles são negativos e fracos. Isso porque Deus se tornou carne mais uma vez para realizar um novo estágio da obra. A obra de Deus está avançando, e todo aquele que não seguir a nova obra de Deus perderá a obra do Espírito Santo”. Assim que ouvi a irmã dizer que o Senhor Jesus já havia voltado, imediatamente imaginei que ela pertencia à Relâmpago do Oriente, e meu coração se entristeceu. O sorriso no meu rosto também desapareceu quando as palavras dos meus líderes, que repeliam a igreja, surgiram em minha cabeça: “Crer em Jesus é ser salvo, ser salvo uma vez é ser salvo para sempre! Não recebam as pessoas da Relâmpago do Oriente!” Tinha vontade de voltar correndo para casa, enquanto pensava nessas palavras de meus líderes. Mas quando essa ideia me veio à mente, o Senhor me iluminou, lembrando-me de um verso de uma canção: “Jesus é o nosso refúgio, quando você tiver problemas, esconda-se Nele. O que você tem a temer, quando está com o Senhor?” É isso aí! Se eu tenho o Senhor ao meu lado, o que tenho a temer? As coisas de que tenho medo não vêm de Deus, elas vêm de Satanás. Neste momento, a irmã disse: “Se alguém tiver alguma dúvida, vá em frente e compartilhe-a; a palavra de Deus será capaz de resolver todos os problemas e dificuldades que temos”. Quando ouvi a irmã dizer isso, pensei: espero que você não fique confusa com minhas perguntas! Hoje eu gostaria de ouvir sobre o que realmente pregam na Relâmpago do Oriente, que é capaz de roubar muitas das “ovelhas boas”.

Enquanto pensava nisso, comecei a dizer: “Nossos líderes estão sempre dizendo que o Senhor Jesus foi pregado na cruz por nós e que Ele já pagou o preço com Sua vida para nos redimir, então já fomos salvos. Está registrado nas Escrituras: ‘Pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação’ (Romanos 10:10). Já que fomos salvos uma vez, estamos salvos para sempre. Assim, desde que exercitemos a paciência até o fim e aguardemos a volta do Senhor, certamente seremos arrebatados para o reino dos céus. Esta é a promessa que o Senhor fez para nós. Portanto, não precisamos aceitar nenhuma nova obra que esteja sendo realizada por Deus”.

Depois de me ouvir dizer isso, a irmã sorriu e disse: “Muitos crentes pensam que o Senhor Jesus já foi pregado na cruz por eles, e que desde que Ele pagou o preço com Sua vida, eles foram redimidos e salvos. Eles acham que ser salvo uma vez significa ser salvo para sempre, tudo o que precisam fazer é exercitar a paciência até o fim, esperar pela volta do Senhor, quando certamente serão arrebatados para o reino dos céus, e não precisarão aceitar nenhuma nova obra realizada por Deus. Mas esta maneira de pensar é correta ou não? Isso realmente se ajusta à vontade do Senhor? Na verdade, essa ideia de que ‘ser salvo uma vez significa ser salvo para sempre, e que quando o Senhor retornar, seremos arrebatados para o reino dos céus’ é apenas a concepção e a imaginação do homem e não se conforma à palavra do Senhor. O Senhor Jesus nunca disse que ‘aqueles que foram salvos por sua fé podem entrar no reino dos céus’, ao contrário, Ele disse: ‘mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus’ (Mateus 7:21). ‘Ser salvo’ e ‘fazer a vontade do Pai que está no céu’ não são a mesma coisa. Quando falamos de ‘ser salvo pela fé’, ‘ser salvo’ se refere a ser perdoado dos seus pecados. Ou seja, se alguém deveria ser condenado à morte de acordo com a lei, mas se colocou diante do Senhor e se arrependeu, recebendo a graça Dele e fazendo com que Ele o perdoasse por seus pecados, então essa pessoa ficaria livre da condenação, e não seria mais morta de acordo com a lei. Este é o verdadeiro significado de ‘ser salvo’. Mas ser salvo não significa que a pessoa se afastou do pecado e foi purificada. Todos nós sabemos, por experiência, que isso é verdadeiro. Mesmo que acreditemos no Senhor por vários anos, muitas vezes admitamos nossos pecados ao Senhor e nos arrependamos, e desfrutemos da alegria e segurança de sermos perdoados por nossos pecados, ainda cometemos pecados involuntariamente, ficando presos a eles. Isto é um fato. Por exemplo: nossa arrogância, astúcia, egoísmo, ganância, maldade e outras partes de nosso caráter corrupto ainda continuam a existir. Ainda gostamos de perseguir as tendências do mundo, riqueza, fama, os prazeres da carne, e nos apegamos aos prazeres pecaminosos. A fim de proteger os interesses pessoais, também somos capazes de mentir e enganar os outros. Então, ‘ser salvo’ não significa que alguém tenha alcançado a salvação completa. Isso é um fato. Está registrado nas Escrituras: ‘[…] sereis pois santos, porque eu sou santo’ (Levítico 11:45). Deus é santo, mas Ele é capaz de permitir que aqueles que pecam com frequência e resistem a Deus entrem no reino dos céus? Se você acredita que aqueles que foram salvos por sua fé podem entrar no reino dos céus, então por que o Senhor Jesus também diz as seguintes palavras? ‘Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramemnte: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade’ (Mateus 7:21-23). Por que é dito que, quando o Senhor voltar, Ele separará as cabras das ovelhas e o joio do trigo? Acreditamos que é totalmente inválido dizer que ‘aqueles que foram salvos por sua fé podem entrar no reino dos céus!’ Isso não está de acordo com o que disse o Senhor Jesus! Estas são palavras que resistem às do Senhor! Então, se nós não recebermos e crermos na palavra do Senhor, mas nos apegarmos às falácias disseminadas pelos pastores e presbíteros, se confiarmos em nossas próprias concepções e imaginação em nossa fé em Deus, nunca conseguiremos cumprir as exigências de Deus, e nunca seremos arrebatados para o reino dos céus”.

Conteúdo Relacionado