Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Por que o mundo religioso está sempre freneticamente resistindo e condenando a nova obra de Deus

31

Nas duas vezes em que Deus Se tornou carne para andar na terra e realizar a obra de salvar o homem, Ele Se deparou com enorme resistência, condenação e perseguição frenética por parte dos líderes do mundo religioso. Esse fato tem intrigado e até mesmo chocado as pessoas: por que é que toda vez que Deus desenvolve uma nova etapa de Sua obra, Ele sempre Se depara com esse tipo de tratamento? Por que é que aqueles que resistem a Deus mais frenética e agressivamente são os líderes religiosos que leem a Bíblia repetidas vezes e que serviram ao Senhor por muitos anos? Por que é que os líderes religiosos que as pessoas consideram como sendo os mais devotos, os mais fiéis e os mais obedientes ao Senhor são, na verdade, incapazes de ser compatíveis com Deus, mas, ao contrário, são Seus inimigos? É possível que a obra de Deus esteja errada? É possível que Suas ações não sejam favoráveis à razão? Certamente não é o caso! Há duas razões fundamentais pelas quais os líderes religiosos são capazes de desempenhar o papel de resistir a Deus e se tornar Seus inimigos, que são: a primeira razão é que essas pessoas não têm conhecimento da obra do Espírito Santo nem dos princípios da obra de Deus. Elas sempre confiam em seu conhecimento limitado da Bíblia, nas teorias teológicas e nas concepções e imaginações das pessoas para delimitar a obra de Deus, que é sempre nova e nunca velha; a segunda razão é que como a humanidade é tão profundamente corrompida por Satanás, sua natureza é arrogante e presunçosa, ela despreza e odeia a verdade e, especialmente, valoriza o status. Juntas, essas duas razões levaram à tragédia de a humanidade ter renunciado ao verdadeiro caminho e o condenado repetidamente ao longo da história.

Voltando dois mil anos atrás, quando o Senhor Jesus estava entre o povo judeu, Ele pregou o evangelho do reino dos céus, dizendo: “Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus” (Mateus 4:17). Ele expressou a verdade, trouxe o caminho do arrependimento, ajudou o homem ao curar os enfermos e expulsar demônios, realizou muitos sinais, maravilhas e milagres, e concedeu ao homem graça, paz e alegria abundante e farta. Essas são todas as coisas que não foram registradas no Antigo Testamento e foi também uma obra que ninguém jamais realizara antes. Naturalmente, foi também algo que nenhum ser humano poderia realizar, pois, além de Deus, não há ninguém com autoridade e poder para fazer tais coisas. O que o Senhor Jesus fez naquele tempo foi a obra de assumir pessoalmente os pecados do homem ao ser pregado na cruz e de redimir o homem do pecado, para que Ele pudesse livrar o homem das amarras das leis e regras e isentá-lo de ser punido por não ser capaz de obedecer à lei; aquelas pessoas sob a lei só poderiam alcançar a salvação de Deus e evitar ser destruídas por meio da aceitação da obra do Senhor Jesus. Mas os líderes sacerdotes, escribas e fariseus do judaísmo não reconheciam a obra do Espírito Santo e não compreendiam que tipo de obra o Senhor Jesus estava realizando. Na concepção deles, acreditavam que qualquer um que não orasse em nome de Deus Jeová estava traindo a Deus, qualquer um que pregasse uma mensagem em desacordo com a lei estava enganando as pessoas, e qualquer coisa que fosse além da Bíblia era heresia. Além disso, eles se ostentavam de ser versados nas leis e de ter servido a Deus Jeová no templo por muitos anos, e acreditavam que aquilo que defendiam era a verdade e o caminho mais puro. Na opinião deles, a obra do Senhor Jesus violava a lei e ia além da Bíblia, como um caminho à margem dela. E até mesmo diziam que o Senhor Jesus blasfemava ao usurpar o nome de Deus e traía a Deus Jeová. Por causa disso, eles preferiam morrer a aceitar o caminho que estava sendo pregado pelo Senhor Jesus. Eles até mesmo consideravam Sua obra como “heresia”, uma “seita maligna” que “enganava o homem”. Embora a obra e a palavra do Senhor Jesus tivessem autoridade, poder e sabedoria, embora os milagres que Ele manifestou fossem inéditos na história, embora mais e mais pessoas viessem dar testemunho dos atos do Senhor Jesus e do fato de que Ele era a vinda do Messias, eles ainda se apegavam obstinadamente às suas noções e à obra de Deus na Era da Lei e teimosamente resistiam à Sua nova obra – a obra redentora do Senhor Jesus – e a condenavam. Sua atitude em relação à nova obra de Deus foi exatamente como Deus Todo-Poderoso revelou: “O homem só é capaz de aceitar um tipo de obra ou uma maneira de praticar. É difícil para o homem aceitar a obra, ou modos de praticar, que esteja em desacordo com ela, ou seja superior a ela, mas o Espírito Santo está sempre fazendo novas obras, e assim aparecem sucessivos grupos de especialistas religiosos que se opõem à nova obra de Deus. Essas pessoas se tornaram especialistas precisamente porque o homem não tem conhecimento de como Deus é sempre novo e nunca velho, e não tem conhecimento dos princípios da obra de Deus e, além disso, não tem conhecimento das muitas maneiras pelas quais Deus salva o homem. Como tal, o homem é totalmente incapaz de dizer se a obra vem do Espírito Santo, e se é obra do próprio Deus. Muitas pessoas se apegam a uma atitude que, se corresponde às palavras que vieram antes, então elas aceitam e, se há diferenças com a obra de antes, então elas se opõem e a rejeitam” (de ‘Conhecer os três estágios da obra de Deus é o caminho para conhecer Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). Alguém que crê em Deus deveria no mínimo possuir um coração que O reverencia e ter fome e sede de justiça. Só assim será capaz de obter a iluminação do Espírito Santo, alcançar uma compreensão da nova obra de Deus e seguir Seus passos de perto. Mas aqueles líderes sacerdotes, escribas e fariseus judeus tiveram contato com o Senhor Jesus e O encontraram muitas vezes, mas simplesmente nunca o fizeram em busca da verdade. Planejavam maneiras e meios de testar o Senhor Jesus e de se apossar de algo para usar contra Ele (ver Mateus 22: 15-46), tentando destruir e abolir a Sua obra. Eram todos iguais em seu desconhecimento de Deus e em suas concepções sobre a Sua nova obra, mas Natanael, a mulher samaritana, os discípulos e as pessoas comuns que seguiram o Senhor Jesus foram capazes de abandonar suas concepções e buscar a verdade. Dessa forma, foram capazes de ouvir a voz de Deus por meio da obra e das palavras do Senhor Jesus, reconhecer que Ele era a vinda do Messias e retornar a Deus. Por meio dessa comparação, podemos ver que os altos escalões do mundo religioso do judaísmo não só eram teimosamente conservadores e ignorantes da obra de Deus, mas também arrogantes e hipócritas, e simplesmente se recusavam a aceitar a verdade. Essa foi uma das razões de sua resistência a Deus.

Por que o mundo religioso está sempre freneticamente resistindo e condenando a nova obra de Deus

Outra razão foi que, como as palavras e a obra do Senhor Jesus possuíam verdade e autoridade e podiam suprir as necessidades da vida do homem, mais e mais judeus comuns começaram a segui-Lo, e, portanto, os líderes sacerdotes, escribas e fariseus ficaram preocupados ao ver todas as pessoas comuns O seguindo. Ficaram cada vez mais ansiosos com o fato de que as pessoas não mais os adoravam nem os seguiam, pois sabiam claramente em seu coração que a autoridade e o poder das palavras e da obra do Senhor Jesus estavam muito além de seu alcance, e que enquanto Ele permanecesse na terra, cada vez mais pessoas comuns os deixariam para segui-Lo e haveria menos pessoas no templo, impossibilitando-os de continuar desfrutando sua vida de supremacia, sendo sustentados e providos por outros. Portanto, o Senhor Jesus Se tornou uma pedra em seu sapato ou um espinho em sua carne, e um inimigo odiado com o qual eles não poderiam conviver. Então eles discutiram sobre Jesus, dizendo: “Que faremos? porquanto este homem vem operando muitos sinais. Se o deixarmos assim, todos crerão nele, e virão os romanos, e nos tirarão tanto o nosso lugar como a nossa nação” (João 11:47-48). A fim de salvaguardar suas posições, pensaram em tudo o que poderiam fazer e usaram todo tipo de métodos desprezíveis para fazer falsas acusações contra o Senhor Jesus. Eles blasfemaram contra a Sua obra e a condenaram, aviltaram e difamaram o Senhor Jesus, dizendo que Ele dependia de Belzebu para expulsar demônios (ver Mateus 12:24), e deram falso testemunho, acusando e incriminando o Senhor Jesus (ver Marcos 14:55-58). Até mesmo conspiraram com as autoridades romanas para pregá-Lo cruelmente na cruz. Quando o Senhor Jesus ressuscitou, Ele apareceu diante de Seus discípulos por 40 dias e depois ascendeu ao céu, e poder e milagres acompanharam a sua disseminação do evangelho. Esses fatos bastaram para comprovar que o Senhor Jesus era o verdadeiro Deus, que Sua obra continha a obra do Espírito Santo, que ela era apoiada pelo Espírito Santo e que esse era o verdadeiro caminho! Em tais circunstâncias, esses líderes sacerdotes, escribas e fariseus não só não reconsideraram sua situação, mas, ao contrário, agiram em nome da “defesa da lei e do verdadeiro caminho” e continuaram a explorar seu poder ao conspirar com seus governantes para intensificar sua frenética repressão, perseguição e massacre dos seguidores do Senhor Jesus. Fizeram tudo ao seu alcance para impedir que as pessoas seguissem o Senhor Jesus e até proibiram estritamente que se disseminasse o Seu nome… A fim de salvaguardar suas posições e sustento, não havia de fato nenhum crime que não cometessem, o que expôs inteiramente sua natureza diabólica de odiar a verdade e ser inimigos de Cristo. Essa foi a outra razão para a sua frenética resistência e condenação ao Senhor Jesus. Seus atos malignos ofenderam o caráter de Deus e despertaram a Sua ira. No final, a raça judaica inteira foi submetida à dor inédita da subjugação nacional, que foi o preço doloroso que pagaram por resistir e condenar a Deus.

Agora estamos nos últimos dias e Deus preparou uma salvação maior para aqueles que foram redimidos por Ele. Nessa salvação, Deus mais uma vez Se manifesta em carne e expressa a verdade para julgar e purificar o homem. Ele realiza agora uma nova obra de julgamento, começando com a Sua casa. Essa etapa da obra livrará o homem completamente de seu caráter satânico corrupto. Ela libertará o homem da influência sombria de Satanás e transformará a humanidade em uma raça que conhece a Deus, é compatível com Ele e pertence verdadeiramente a Ele, de modo que a humanidade alcançará, assim, a salvação e será obtida por Deus. Essa é a etapa da obra final no plano de gerenciamento de seis mil anos de Deus. Desde que Deus Todo-Poderoso Se manifestou e começou a Sua obra, pessoas de várias denominações que amam a verdade e anseiam pela manifestação de Deus leram as palavras de Deus Todo-Poderoso e constataram que elas contêm autoridade e poder, e que são a expressão da verdade e são verdadeiramente a voz de Deus, e assim, uma a uma, elas aceitaram a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. A visão inédita de todas as nações confluindo para a montanha apareceu. O evangelho do reino de Deus Todo-Poderoso está atualmente se espalhando por todas as nações e em todas as direções no mundo inteiro; novas filiais da Igreja de Deus Todo-Poderoso estão sendo abertas, uma após a outra, em países e regiões no exterior; cada vez mais pessoas em todo o mundo começaram a aceitar o evangelho de Deus dos últimos dias. Isso revela plenamente a onipotência e sabedoria de Deus. No entanto, confrontados com todas essas verdades, confrontados com tão grande maravilha e com o testemunho da obra do Espírito Santo, os líderes do mundo religioso têm feito vista grossa e não têm se sensibilizado nem um pouco. Essas pessoas são iguais aos fariseus, que não reconhecem que a obra do Espírito Santo progride continuamente e que a obra de Deus é sempre nova e nunca velha. Reconhecem apenas um princípio inflexível: qualquer pregação que diga que o Senhor Se manifestou em carne é falsa; todos os que pregam sobre um Deus que tem um nome diferente do nome Senhor Jesus são hereges; todas as palavras do Senhor estão na Bíblia, qualquer coisa que vá além da Bíblia não é o verdadeiro caminho, e não seguir as exigências que Deus fazia ao homem na Era da Graça é ir além dos ensinamentos de Cristo. Além disso, acreditam até mesmo, com extrema autoconfiança, que são proficientes na Bíblia, que ganharam vida após terem operado e pregado por muitos anos, que somente as coisas que eles aceitam, conhecem e defendem são o verdadeiro caminho, e que qualquer coisa além disso é heresia ou uma seita maligna. Essas pessoas circunscreveram Deus estritamente à Bíblia e à Sua obra no passado. Independentemente de quanta verdade a obra trazida por Deus Todo-Poderoso contenha, de quanta obra do Espírito Santo ela tenha, de como ela pode prover as necessidades das pessoas e de quantos fatos existem para comprová-la, elas não reconhecem que ela é de Deus. Não só não buscam nem investigam a obra de Deus dos últimos dias, como são hostis a ela e a negam, tanto é que elas blasfemam contra a carne encarnada de Deus e depreciam e condenam a obra e a palavra do Cristo nos últimos dias. São exatamente iguais aos antigos fariseus – teimosos e arrogantes, desprezando a verdade e blasfemando contra o Espírito Santo! É como o que Deus Todo-Poderoso diz: “Se você só conhece Deus com base em um estágio de Sua obra, então seu conhecimento é muito, muito pequeno. Seu conhecimento é apenas uma gota no oceano. Se não, por que muitos da velha guarda religiosa pregarão Deus à cruz vivo? Não é porque o homem confina Deus dentro de certos parâmetros? Muitas pessoas não se opõem a Deus e obstruem a obra do Espírito Santo porque não conhecem a variada e diversificada obra de Deus, e, além disso, porque possuem apenas uma pequena quantidade de conhecimento e doutrina para medir a obra do Espírito Santo? Embora as experiências de tais pessoas sejam superficiais, elas são arrogantes e indulgentes por natureza, e consideram a obra do Espírito Santo com desprezo, ignoram as disciplinas do Espírito Santo e, além disso, usam seus antigos argumentos triviais para confirmar a obra do Espírito Santo. Elas também encenam um ato, e estão totalmente convencidas de sua própria aprendizagem e erudição, e que são capazes de viajar pelo mundo. Não são essas as pessoas desprezadas e rejeitadas pelo Espírito Santo, não serão elas eliminadas pela nova era? Não são aquelas pessoas pequenas que, míopes, vêm diante de Deus e se opõem abertamente a Ele, e estão apenas tentando mostrar como são inteligentes? Com um conhecimento escasso da Bíblia, elas tentam atravessar para a ‘academia’ do mundo, mas com uma doutrina superficial para ensinar as pessoas, elas tentam reverter a obra do Espírito Santo, e tentam fazê-la girar em torno de seu próprio processo de pensamento. e, míopes como são, tentam contemplar de relance seis mil anos da obra de Deus. Essas pessoas têm alguma razão para falar? De fato, quanto maior o conhecimento das pessoas sobre Deus, mais lentas elas são para julgar Sua obra. Além disso, elas só falam um pouco de seu conhecimento da obra de Deus hoje, e não são precipitadas em seus julgamentos. Quanto menos as pessoas sabem de Deus, mais arrogantes e confiantes em excesso elas são, e mais arbitrariamente proclamam o ser de Deus; no entanto, elas só falam de teoria e não oferecem nenhuma evidência real. Essas pessoas não têm valor algum. Aqueles que veem a obra do Espírito Santo como uma brincadeira são frívolos! Aqueles que não são cautelosos quando encontram a nova obra do Espírito Santo, que são grosseiras, rápidas para julgar, que dão rédea livre ao seu instinto natural de negar a retidão da obra do Espírito Santo, e também insultam e blasfemam – essas pessoas desrespeitosas não ignoram a obra do Espírito Santo? Não são, além disso, os da arrogância, inerentemente orgulhosos e ingovernáveis?” (de ‘Conhecer os três estágios da obra de Deus é o caminho para conhecer Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”).

À medida que as pessoas que realmente creem no Senhor retornam em grande número à Igreja de Deus Todo-Poderoso, a expansão gradual da obra de Deus nos últimos dias atinge seu clímax. Mas embora a obra do Espírito Santo esteja de tal modo prosperando, isso não fez com que os líderes religiosos que estão acostumados a se serem superiores e poderosos e os especialistas religiosos que vivem dando ordens refletissem sobre si mesmos nem abaixassem suas cabeças arrogantes para buscar e investigar. Pelo contrário, essas pessoas percebem que suas posições estão se tornando cada vez mais precárias e que elas podem cair a qualquer momento. Acima de tudo, temem que todos se voltem para Deus Todo-Poderoso, ninguém as siga e suas igrejas fechem, levando-as à falência. Consequentemente, a fim de “salvar a situação”, pastores, presbíteros, líderes e colaboradores de várias denominações agem para supostamente “vigiar o rebanho para o Senhor e defender o verdadeiro caminho”. Eles criaram e distribuíram materiais de propaganda que deliberadamente blasfemam contra Deus Todo-Poderoso e O atacam, e os publicaram em vários tipos de redes sociais, instigando as pessoas a resistirem a Deus. Até mesmo dizem coisas que distorcem e deturpam os fatos e difamam a Igreja de Deus Todo-Poderoso como uma seita herética, e proíbem terminantemente seus crentes de ler os livros ou ouvir os sermões da Relâmpago do Oriente. Não permitem que os crentes recebam pessoas que pregam a salvação de Deus nos últimos dias nem quaisquer desconhecidos, e são totalmente contra os ensinamentos de Deus na Era da Graça quando Ele pediu ao homem que abrigasse os desconhecidos com compaixão. Essas pessoas têm plena ciência de que os que seguem a Deus Todo-Poderoso são pessoas bondosas que realmente creem Nele, e têm ainda mais ciência de que elas não têm nenhuma intenção maligna ao pregar sobre a salvação de Deus nos últimos dias, mas mesmo assim as insultam e expulsam de maneira incivilizada e cruel, e até mesmo atacam fisicamente irmãos e irmãs que espalham o evangelho. O mais chocante é que, embora sejam crentes em Deus, essas pessoas conspiram com o regime satânico do Partido Comunista Chinês se dedicando à prática sombria e maligna de trair o Senhor e seus amigos, rastrear, monitorar e denunciar irmãos e irmãs que espalham o evangelho dos últimos dias, e até mesmo agir como espiões dentro da igreja para coletar informações para a captura clandestina de cristãos pelo Partido Comunista Chinês. Parece que elas só conseguem satisfazer o ódio em seu coração, eliminando de uma só vez os que dão testemunho de Deus e abolindo Sua nova obra. Esses líderes religiosos não são os servos malignos de quem o Senhor Jesus falou? O Senhor Jesus disse: “Havia um homem, proprietário, que plantou uma vinha, cercou-a com uma sebe, cavou nela um lagar, e edificou uma torre; depois arrendou-a a uns lavradores e ausentou-se do país. E quando chegou o tempo dos frutos, enviou os seus servos aos lavradores, para receber os seus frutos. E os lavradores, apoderando-se dos servos, espancaram um, mataram outro, e a outro apedrejaram. Depois enviou ainda outros servos, em maior número do que os primeiros; e fizeram-lhes o mesmo. Por último enviou-lhes seu filho, dizendo: A meu filho terão respeito. Mas os lavradores, vendo o filho, disseram entre si: Este é o herdeiro; vinde, matemo-lo, e apoderemo-nos da sua herança. E, agarrando-o, lançaram-no fora da vinha e o mataram. Quando, pois, vier o senhor da vinha, que fará àqueles lavradores? Responderam-lhe eles: Fará perecer miseravelmente a esses maus, e arrendará a vinha a outros lavradores, que a seu tempo lhe entreguem os frutos” (Mateus 21:33–41). Pode-se ver, portanto, que a causa principal de os pastores e presbíteros do mundo religioso condenarem e resistirem a Deus Todo-Poderoso nos últimos dias é a mesma dos fariseus judeus que resistiram ao Senhor Jesus – eles sempre conspiram para manter suas posições, se apressam para proteger seus interesses e se dedicam de corpo e alma a satisfazer seus desejos. Assim, sua natureza e essência satânica, que os fazem se fartar da verdade, odiá-la e resistir a Deus, é exposta. Quando o Senhor Jesus veio, Ele expôs os fariseus judeus hipócritas; agora Deus Todo-Poderoso veio nos últimos dias e Ele expõe totalmente as forças anticrísticas do mundo da religião! Se Deus não tivesse aparecido e realizado Sua obra, ninguém seria capaz de enxergar a verdadeira face dos pastores e anciãos do mundo religioso que desafiam a Deus. A manifestação e a obra de Deus encarnado verdadeiramente expõem o homem.

Depois dessa comunhão, confio que todos têm agora alguma compreensão sobre a causa principal de por que o mundo da religião sempre resiste a nova obra de Deus! No tempo de Jesus, os judeus comuns não tinham conhecimento da essência dos fariseus, que resistiam a Deus e odiavam a verdade, e, portanto, os adoravam e seguiam. Não buscavam nem investigavam a nova obra de Deus, mas apenas a rejeitavam e resistiam a ela cegamente, e acabaram sendo punidos por Deus. Isso fez com que a nação de Israel fosse subjugada por quase dois mil anos e inúmeros judeus fossem massacrados. Agora, a obra de julgamento que se inicia na casa de Deus, realizada por Deus Todo-Poderoso, atingiu um evento inédito e logo terminará em glória, pois Deus Todo-Poderoso irá Se manifestar abertamente a todas as nações e povos. Agora, nesse momento crucial, damos ouvidos às palavras dos pastores e presbíteros ou investigamos a nova obra de Deus? Essa questão está diretamente relacionada a se podemos ou não alcançar a salvação de Deus. O Senhor Jesus disse: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem” (João 10:27). Você é uma das ovelhas de Deus? Portanto, qual deveria ser a sua escolha?

Conteúdo Relacionado