Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Ouça! Quem é este que fala?

2

Por Zhou Li, China

Para uma pregadora da igreja, não existe nada mais doloroso do que o empobrecimento espiritual e não ter o que pregar. Eu me sentia impotente vendo como um número cada vez menor de irmãos e irmãs frequentava as reuniões, e vim para diante do Senhor muitas vezes para orar com sinceridade e pedir que o Senhor fortalecesse a fé dos irmãos e das irmãs. Mas a desolação da igreja não melhorava em nada, e até eu vivia em fraqueza e negatividade…

Certo dia, eu estava trabalhando em casa, quando os irmãos Wang e Lin apareceram de repente, e eu os deixei entrar com alegria. Após trocarmos cordialidades, o irmão Wang disse: “Irmã Zhou, como está o seu espírito atualmente?” Eu suspirei e disse: “Nem fale nisso. Estou fraca em espírito neste momento e não tenho o que pregar em meus sermões! Todos os irmãos e irmãs também estão negativos e fracos. Há quase ninguém na igreja”. O irmão Lin perguntou: “Irmã Zhou, você sabe por que não tem o que pregar nos sermões e por que não resta praticamente ninguém na igreja?” Assim que terminou de falar, pensei: É exatamente isso que quero saber. Será que eles conhecem a razão? Apressadamente, perguntei: “Por quê?” O irmão Wang disse: “Porque o Senhor já retornou. Ele encarnou pela segunda vez e está professando Suas palavras e realizando uma obra nova. Muitos irmãos e irmãs já aceitaram a obra de Deus na Era do Reino e vivem no fluxo da obra atual do Espírito Santo. Sua condição está melhorando cada vez mais. Aqueles que não têm acompanhado a nova obra de Deus perderam a obra do Espírito Santo e assim não têm palavras para pregar e são negativos e fracos. Devemos nos apressar para acompanhar os passos de Deus!” Quando ouvi isso, lembrei-me de repente das palavras do meu coobreiro sênior: “Se alguém disser que Deus veio para realizar uma nova obra e que Ele professou palavras novas, isso é um desvio da Bíblia, e desviar-se da Bíblia é não crer no Senhor; é apostasia”. Pensando nisso, eu disse em tom muito sério: “Os coobreiros sêniores não nos dizem com frequência que desviar-se da Bíblia é não crer no Senhor? Todos vocês deveriam saber disso, que desviar-se da Bíblia é desviar-se do caminho do Senhor. Como ousam pregar dessa maneira para mim!” Eu me levantei irritada ao dizer isso. O irmão Lin disse: “Irmã Zhou, não se irrite. Sabemos que você acredita sinceramente em Deus e que é zelosa, e é por isso que estamos lhe contando sobre a nova obra de Deus. Nós temos acreditado no Senhor por tantos anos. E não temos vivido sempre na expectativa do retorno do Senhor? Agora o Senhor retornou e está realizando a obra de julgamento dos últimos dias. Isso é uma notícia maravilhosa. Devemos buscar e investigar com diligência e não perder a oportunidade de acolher o Senhor!” Sem deixar o irmão Lin terminar, levantei minha mão e o interrompi em voz alta: “Pare, pare, pare! Não fale mais nada. Eu não acreditarei naquilo que diverge da Bíblia. Você não obedece ao caminho do Senhor, mas eu devo”. Eles viram que eu realmente não estava ouvindo e não tiveram escolha senão se despedir. Mais tarde, voltaram mais algumas vezes, mas eu simplesmente os ignorei.

Mais tarde, os irmãos Wang e Lin vieram até a minha casa com duas irmãs para pregar o evangelho para mim. Naquele dia, eu estava catando feijão em casa enquanto meu marido estava trabalhando do lado de fora. Ele os viu chegar e os deixou entrar na casa. Assim que eu os vi, meu coração disparou: por que eles tinham voltado e trazido reforço? Os quatro entraram na casa, me cumprimentaram e então começaram a comungar com meu marido. Fiquei ainda mais ansiosa e pensei comigo mesma: “O que eles estão pregando diverge da Bíblia, devo ficar de olho no meu marido e não permitir que ele absorva nada!” Eu queria mandá-los embora, mas não queria que meu marido se irritasse comigo. Tudo que podia fazer era permanecer calada, mesmo não absorvendo nada daquilo que diziam. Mas meu marido ouviu e assentiu com a cabeça, e não pude impedir que ele dissesse: “É! Correto! Sim! É exatamente assim que as coisas são. Vocês explicam isso tão bem!” Ao ver que meu marido havia sido conquistado, de repente, fiquei furiosa e apontei para o meu marido e esbravejei: “O que é correto? Quanto você tem lido a Bíblia? Por quanto tempo tem acreditado em Deus? Você tem orado ao Senhor? Você diz: ‘Correto, correto, correto’, mas quanto você entende?” Diante do escândalo que eu estava fazendo, todos ficaram em silêncio e olharam uns para os outros. Apressadamente, meu marido disse para mim: “Não grite. Ouça primeiro. Isso nos faz bem. Se você não ouvir, como pode saber se é certo ou errado?” Quando vi que não poderia impedir que ele os ouvisse, fiquei empurrando o feijão irritadamente para lá e para cá, intencionalmente fazendo muito barulho, e pensei: “Deixar você ouvir? Eu não permitirei que você ouça nada. Vou pôr um fim nisso!” Mas o barulho do feijão não impediu que meu marido ouvisse a comunicação deles. Pelo contrário, ele conversava e ria com os quatro, e sua comunhão era muito harmoniosa. Depois de um tempo, meu marido me disse com alegria: “Ah, Li! O Senhor realmente retornou. As palavras deste livro são as declarações pessoais de Deus! Isso é tão maravilhoso! Li, vá e cozinhe algo para nós”. Eu olhei para ele e não respondi. Mais tarde, o irmão Lin deixou algumas fitas, um hinário e um exemplar de “A Palavra manifesta em carne” com meu marido, e então se despediu. Eu simplesmente não aguentei mais e disse ao meu marido: “Quantas vezes os coobreiros sêniores nos disseram que, a fim de crer em Deus, não podemos divergir da Bíblia e que divergir da Bíblia é não crer em Deus? Você esqueceu? Por que não consegue assumir uma posição nessa questão?” Meu marido disse sem hesitar: “O que eles dizem não diverge da Bíblia, mas é mais alto e mais profundo do que a Bíblia. Além do mais, a nova obra de Deus que eles estão espalhando cumpre a palavra do Senhor e as profecias de Apocalipse. Após ouvir sua comunicação, entendo com clareza muitas das coisas na Bíblia que eu não entendia antes. O evangelho de Deus Todo-Poderoso que eles testificam é o caminho verdadeiro. Abra seus olhos e veja. Apenas poucas pessoas restam em nossa igreja. A igreja se tornou desolada. Mesmo assim, você não desiste das palavras dos coobreiros sêniores. Isso não é muito tolo? É melhor se apressar e investigar isso”. Quando o ouvi dizer isso, eu respondi com raiva: “E o que é que você sabe? Desviar-se da Bíblia é trair o Senhor. Se você não obedecer à Bíblia, eu obedecerei!”

Ouça! Quem é este que fala?

Depois disso, todos os dias, sempre que meu marido tinha tempo, ele lia o livro “A Palavra manifesta em carne” que o irmão Lin tinha deixado. Certo dia meu marido se levantou antes do amanhecer para ler aquele livro. Atordoada, ouvi meu marido ler: “Não poderia ser pelo fato de você ter esquecido […]? Você se esqueceu […]?” (de “Como Pedro chegou a conhecer Jesus”). Ao ouvi-lo ler em voz alta, fiquei um pouco irritada e pensei: Ainda é tão cedo, e ele não deixa o povo dormir! Após um tempo, ouvi fracamente: “Porque antes que Jesus fosse crucificado, Ele tinha dito a ele: ‘Eu não sou deste mundo, e você também não é deste mundo’” (de “Como Pedro chegou a conhecer Jesus”). Estranho! Por que o Senhor Jesus é mencionado nesse livro? Será que ouvi bem? Então ouvi claramente: “Não poderia ser pelo fato de você ter esquecido […]? Você se esqueceu […]?” Quando ouvi isso, meu coração se agitou um pouco, e não consegui mais dormir. Eu disse a mim mesma: “Quem disse essas palavras? Ó Deus! És tu que estás me perguntando isso? É como se Tu estivesses dizendo essas palavras para mim. São tão suaves! Devo levantar-me rapidamente e preparar o café da manhã. Depois do café da manhã, verei o que esse livro diz, para ver se ele realmente se desvia da Bíblia e se suas palavras são ou não as palavras de Deus”.

Depois do café da manhã, meu marido foi ler o livro de novo. Pensei comigo mesma: Por que ele não me pediu para ler o livro com ele? Fiquei parada na porta por muito tempo, mas a cabeça do meu marido estava enfiada no livro, e ele não me percebeu. Assim fiquei andando em círculos na cozinha. Eu estava muito preocupada. Eu realmente queria ler o que estava escrito naquele livro. Então, enfiei minha cabeça no quarto e vi que a cabeça do meu marido continuava enterrada no livro. Eu queria entrar e ler também, mas quando me lembrei das muitas vezes em que os irmãos e irmãs tinham vindo para pregar para mim e como eu sempre tinha me recusado, eu me perguntei se meu marido me criticaria se eu tomasse a iniciativa de entrar e ler. Se ele me criticasse, eu me sentiria tão envergonhada! Pensando nisso, recuei. Enquanto andava para lá e para cá do lado de fora, lembrei-me das palavras que meu marido tinha lido em voz alta de manhã e fiquei ainda mais ansiosa. Pensei: Assim não dá. Preciso entrar e descobrir o que aquele livro diz. Mas quando alcancei a porta, recuei novamente. Como um gato num telhado quente, eu não sabia o que fazer. Finalmente, decidi: Ah! Deus quer que eu me manifeste! Quem me instruiu a falar desse jeito e não ouvir o conselho do meu marido? Assim, eu me preparei e entrei no quarto e, reunindo toda a minha coragem, disse desajeitadamente: “Posso ler com você?” Ele olhou para mim muito surpreso e, encantado, disse: “Vem, vem! Vamos ler juntos”. Naquele momento, fiquei extremamente comovida. Meu marido não me criticou como eu tinha imaginado! Finalmente, meu coração ansioso se acalmou e, feliz, li o livro com meu marido. No entanto, as palavras que li no livro não eram as que eu tinha ouvido nas primeiras horas da manhã! Naquele momento, meu marido saiu, e eu folheei o livro apressadamente. De repente, achei o que estava procurando e, feliz, li em voz alta: “Pedro foi grandemente encorajado pelas palavras de Jesus porque antes que Jesus fosse crucificado, Ele tinha dito a ele: ‘Eu não sou deste mundo, e você também não é deste mundo’. Mais tarde, quando Pedro chegou a sofrer grande dor, Jesus o lembrou: ‘Pedro, você se esqueceu? Eu não sou do mundo, e foi somente para a Minha obra que Eu parti mais cedo. Você também não é do mundo, já se esqueceu? Eu disse a você duas vezes, você se lembra?’ Pedro O ouviu e disse: ‘Eu não me esqueci!’ Jesus disse, então: ‘Você, uma vez, passou um tempo feliz reunido a Mim no céu e um período ao Meu lado. Você sente a Minha falta, e Eu sinto falta sua. Apesar de as criaturas não serem dignas de menção aos Meus olhos, como posso Eu deixar de amar alguém que é inocente e amável? Você se esqueceu da Minha promessa? Você tem que aceitar a Minha comissão na terra; você tem que cumprir a tarefa que Eu confiei a você. Um dia Eu certamente levarei você para estar ao Meu lado’” (de ‘Como Pedro chegou a conhecer Jesus’ em “A Palavra manifesta em carne”). Li a passagem várias vezes e, quanto mais a lia, mais sentia que aquelas palavras não divergiam da Bíblia. Eram apenas mais claras e mais transparentes do que a Bíblia. Mas meus coobreiros sêniores tinham dito: “Qualquer um que espalha a mensagem de que Deus veio para realizar uma obra nova e que Deus está professando palavras novas está se desviando da Bíblia, e desviar-se da Bíblia é desviar-se do caminho do Senhor”. Mas o que eles diziam não batia com os fatos, batia? Orei em meu coração: “Ó Deus! O que tudo isso significa? Peço que Tu me ilumines e me guies para que eu possa entender a Tua vontade…”

Mais tarde, vi que as palavras de Deus Todo-Poderoso dizem: “Por muitos anos, o meio tradicional de crença das pessoas (o do cristianismo, uma das três principais religiões do mundo) foi ler a Bíblia; afastar-se da Bíblia não é a crença no Senhor, afastar-se da Bíblia é heterodoxia e heresia, e mesmo quando as pessoas leem outros livros, a base de tais livros deve ser a explicação da Bíblia. Ou seja, se você diz que acredita no Senhor precisa ler a Bíblia, deve comer e beber a Bíblia e, fora da Bíblia, não deve adorar nenhum livro que não envolva a Bíblia. Se fizer isso, você está traindo a Deus. Desde que existe a Bíblia, a crença das pessoas no Senhor tem sido a crença na Bíblia. Em vez de dizer que as pessoas acreditam no Senhor, é melhor dizer que acreditam na Bíblia; em vez de dizer que começaram a ler a Bíblia, é melhor dizer que começaram a acreditar na Bíblia; e em vez de dizer que retornaram ao Senhor, seria melhor dizer que retornaram à Bíblia. Desta forma, as pessoas adoram a Bíblia como se fosse Deus, como se fosse sua força vital, e perdê-la seria o mesmo que perder sua vida. As pessoas veem a Bíblia tão elevada quanto Deus, e há até aqueles que a veem mais elevada que Deus. Se as pessoas estão sem a obra do Espírito Santo, se não conseguem sentir Deus, podem continuar vivendo, mas, assim que perdem a Bíblia ou os famosos capítulos e dizeres da Bíblia, é como se tivessem perdido a vida” (de ‘A respeito da Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus realmente tocaram meu coração. Elas não estavam falando de mim? Lembrei-me de quando tinha começado a acreditar no Senhor, e era assim que eu defendia minha crença. Eu tratava a Bíblia como minha força vital. Depois de lê-la, eu sempre tinha que guardá-la num lugar alto porque temia que as crianças a tocassem. Eu tinha visto a Bíblia como algo que estava acima de qualquer outra coisa e tinha até pensado que desviar-se da Bíblia era uma traição ao Senhor. Eu tinha me equivocado com isso? Com um coração que busca, continuei a ler, desde “A respeito da Bíblia (1)” até “A respeito da Bíblia (4)”. Quanto mais eu lia, mais iluminada me sentia. As palavras de Deus Todo-Poderoso me permitiram entender plenamente. Descobri que a Bíblia era apenas um registro histórico da obra de Deus e um testemunho dos dois primeiros estágios da obra de Deus. Assim como o Antigo Testamento registra a obra realizada por Deus Jeová desde a criação do mundo até o fim da Era da Lei, o Novo Testamento registra a obra do Senhor Jesus na Era da Graça. A obra de Deus é sempre nova, nunca é velha e sempre avança. Agora Deus tem feito uma obra nova fora da Bíblia — a obra da Era do Reino. Esse estágio de obra é o último estágio da obra da salvação de Deus para a humanidade. Desde a Era da Lei, passando pela Era da Graça, até a Era do Reino nos últimos dias, todos os três estágios são realizados por um único Deus. Para mim, ler as palavras de Deus Todo-Poderoso foi uma grande revelação, e meus olhos se deleitaram com as palavras! Sim, Deus é tão onipotente e sábio, como Ele poderia fazer apenas a obra limitada registrada na Bíblia? E as palavras de Deus Todo-Poderoso me mostraram verdadeiramente que as palavras e a obra de Deus dos últimos dias não repudiavam a Bíblia. Ao contrário, elas elevavam e aprofundavam a obra da Era da Lei e da Era da Graça registradas na Bíblia, e tudo que Deus faz agora está mais alinhado com a necessidade atual das pessoas. Uma passagem das palavras de Deus diz: “Você deve entender por que, hoje, pede-se que você não leia a Bíblia, porque há outra obra que é separada da Bíblia, porque Deus não procura uma prática mais nova e mais detalhada na Bíblia, porque, em vez disso, há uma obra mais poderosa fora da Bíblia. Isso é tudo o que vocês devem entender. Você deve saber a diferença entre a obra antiga e a nova, e mesmo que não leia a Bíblia, deve ser capaz de dissecá-la; se não, você ainda adorará a Bíblia e será difícil entrar na nova obra e passar por novas mudanças. Como existe um caminho mais elevado, por que estudar esse caminho baixo e desatualizado? Como existem mais novos enunciados e obras mais recentes, por que viver em meio a registros históricos antigos? Os novos enunciados podem prover por você, o que prova que esta é a nova obra; os registros antigos não podem satisfazê-lo ou satisfazer suas necessidades atuais, o que prova que são história e não a obra do aqui e agora. O caminho mais elevado é a obra mais nova, e com a obra nova, não importa quão alto que seja o caminho do passado, ele ainda é a história das reflexões das pessoas, e não importa seu valor como referência, ele ainda é o caminho antigo. Embora esteja registrado no ‘livro sagrado’, o antigo caminho é história; mesmo que não haja registro disso no ‘livro sagrado’, o novo caminho é o do aqui e agora. Este caminho pode salvar e mudar você, pois esta é a obra do Espírito Santo” (de ‘A respeito da Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”). De repente, naquele momento, vi a luz e percebi por que eu sempre tinha defendido a Bíblia enquanto meu espírito se tornava cada vez mais negativo, a ponto de eu não ter o que pregar; percebi que os irmãos e as irmãs também estavam ficando cada vez mais fracos, a ponto de nem frequentarem mais as reuniões, enquanto aqueles irmãos e irmãs que tinham aceitado o evangelho do reino de Deus Todo-Poderoso estavam cheios de fé. Não importava como eu os tratasse, eles nunca ficavam negativos ou desencorajados, insistindo repetidas vezes em vir para pregar o evangelho para mim. A razão disso era que aquilo ao que eu estava me agarrando era a obra passada de Deus. Era o caminho antigo, que há muito tempo tinha perdido a obra do Espírito Santo. Mas os irmãos e irmãs da Igreja de Deus Todo-Poderoso tinham aceitado a liderança da nova obra de Deus, tinham recebido o suprimento das palavras atuais de Deus e tinham obtido a obra do Espírito Santo. Essa era a diferença entre o caminho novo e o caminho antigo! Essa era a causa principal do declínio do mundo religioso e da prosperidade crescente da Igreja de Deus Todo-Poderoso! “Senhor”, eu orei. “Agora entendo finalmente que Tu realmente voltaste, e Tu nos deste um caminho novo, um novo suprimento de vida. Eu Te agradeço!”

Naquele tempo, minhas emoções estavam divididas entre felicidade e mal-estar. Eu estava feliz porque Deus não tinha me abandonado, apesar de eu ser tão rebelde e desobediente, e porque Ele tinha usado essa maneira especial de meu marido ler as palavras de Deus em voz alta para fazer-me ouvir a voz de Deus. Isso realmente era o amor de Deus por mim e Sua salvação para mim! Eu me sentia mal porque eu tinha vivido na expectativa do retorno do Senhor durante muitos anos, mas nunca tinha considerado a possibilidade de que eu rejeitaria o Senhor quando Ele retornasse e batesse à minha porta. Repetidas vezes, aqueles irmãos e irmãs tinham vindo de longe para espalhar o evangelho para mim, mas tudo que fiz foi ignorá-los. Eles comungaram com meu marido, mas eu zombei deles e os perturbei intencionalmente… Quando pensei nisso, meu coração doeu, e não consegui parar de chorar. Eu me ajoelhei diante de Deus e orei a Ele: “Deus Todo-Poderoso! Eu estava errada. Durante tantos anos, sempre defendi a Bíblia e pensei que desviar-se da Bíblia significa não crer em Deus. Eu tratei a Bíblia como Deus, rejeitei Tua obra nova repetidas vezes e rejeitei Tua vinda. Eu era tão cega! Agora estou disposta a deixar a Bíblia de lado, a seguir a Tua nova obra e a ouvir as Tuas palavras da nova era. Jamais voltarei a ser hostil contra Ti e não estou disposta a permitir que toda a minha vida seja arruinada por minhas noções e imaginações. Ó Deus! Desejo fazer uma resolução de cooperar Contigo e trazer as pessoas na igreja que realmente creem em Ti de volta para a Tua família para compensar aquilo que eu devo a Ti!”

Conteúdo Relacionado