O que é um falso líder ou falso pastor? Como um falso líder ou falso pastor pode ser identificado?

07 de Outubro de 2018

Palavras de Deus relevantes:

O trabalho de um trabalhador qualificado é capaz de trazer as pessoas para o caminho certo e conceder-lhes uma entrada maior na verdade. Seu trabalho pode trazer as pessoas para diante de Deus. Além disso, o trabalho que ele realiza pode variar de um indivíduo para outro e não está sujeito a regras, permitindo liberação e liberdade às pessoas e a capacidade de crescer na vida e a ter uma entrada mais profunda na verdade. O trabalho de um trabalhador não qualificado fica muito aquém disso. Sua obra é tola. Ele só é capaz de trazer as pessoas para regras, e o que ele exige das pessoas não varia de um indivíduo para outro; ele não realiza o trabalho de acordo com as necessidades reais das pessoas. Nesse tipo de trabalho, há regras e doutrinas demais, e ele é incapaz de trazer as pessoas para a realidade e para a prática normal de crescimento na vida. Pode apenas capacitar as pessoas a aderirem a algumas regras sem valor. Tal orientação só pode desviar as pessoas. Ele guia você a tornar-se igual a ele; ele só pode trazê-lo para o que ele tem e é. Para que os seguidores possam identificar quais líderes são qualificados, a chave é observar a senda em que eles lideram e os resultados de seu trabalho e ver se os seguidores recebem princípios de acordo com a verdade e se recebem maneiras de prática adequadas para sua transformação. Você deve distinguir os trabalhos diferentes dos diferentes tipos de pessoas; você não deve ser um seguidor tolo. Isso afeta a questão da entrada das pessoas. Se você não consegue distinguir se a liderança de uma pessoa tem um caminho e se não tem, você será facilmente enganado. Tudo isso tem influência direta sobre sua própria vida.

Extraído de ‘A obra de Deus e a obra do homem’ em “A Palavra manifesta em carne

O trabalho na mente humana é muito facilmente alcançado pelo homem. Pastores e líderes no mundo religioso, por exemplo, confiam em seus dons e posições para realizar seu trabalho. As pessoas que os seguem por muito tempo serão infectadas por seus dons e influenciadas por parte do ser deles. Eles se concentram nos dons, habilidades e conhecimento das pessoas e dão atenção a algumas coisas sobrenaturais e a muitas doutrinas irrealistas profundas (essas doutrinas profundas são obviamente inatingíveis). Não se concentram na mudança dos caracteres das pessoas, mas sim em treiná-las para pregar e trabalhar, aprimorando o conhecimento das pessoas e suas abundantes doutrinas religiosas. Não se concentram em até que ponto o caráter das pessoas é mudado nem até que ponto as pessoas entendem da verdade. Não se preocupam com a substância das pessoas e muito menos tentam conhecer os estados normais e anormais das pessoas. Não contrariam as noções das pessoas, tampouco revelam suas noções, e muito menos podam as pessoas por causa de suas deficiências ou corrupções. A maioria daqueles que os seguem servem com seus dons e tudo que soltam são noções religiosas e teorias teológicas, que estão desconectados da realidade e totalmente incapazes de conferir vida às pessoas. Na verdade, a substância de seu trabalho é nutrir talento, nutrir uma pessoa com nada e torná-la um talentoso formando de seminário que mais tarde prossegue para trabalhar e liderar.

Extraído de ‘A obra de Deus e a obra do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se vocês, como líderes e obreiros na igreja, quiserem conduzir as pessoas escolhidas de Deus para a verdade-realidade e para que sirvam como testemunhas de Deus, o mais importante é que vocês devem ter um entendimento mais profundo do objetivo de Deus de salvar as pessoas e do propósito de Sua obra. Vocês devem entender a vontade de Deus e Suas várias exigências às pessoas. Vocês devem ser práticos em seus esforços; pratiquem apenas tanto quanto entendem e comuniquem apenas o que sabem. Não se gabem, não exagerem e não façam observações irresponsáveis. Se você exagerar, as pessoas o detestarão e, depois, você se sentirá repreendido; isso simplesmente é inapropriado demais. Quando prover a verdade a outros, você não precisa necessariamente lidar com eles e repreendê-los para que eles alcancem a verdade. Se você mesmo não tiver a verdade e apenas lidar com os outros e os repreender, eles temerão você, mas isso não significa que eles entendem a verdade. Em algum trabalho administrativo, é bom você lidar com os outros, podá-los e, em certa medida, discipliná-los. Mas se você não puder prover a verdade e souber apenas ser autoritário e repreender os outros, sua corrupção e feiura serão reveladas. Com o passar do tempo, se as pessoas forem incapazes de obter a provisão de vida ou coisas práticas de você, elas virão a detestá-lo e se sentirão enojadas por você. Aqueles que carecem de discernimento aprenderão coisas negativas de você; aprenderão a lidar com os outros e podá-los, a se irritar e a perder a cabeça. Isso não é equivalente a conduzir os outros para a senda de Paulo, para uma senda da perdição? Isso não é um malefício? Seu trabalho deveria se concentrar em comunicar a verdade e prover vida para os outros. Se tudo que você faz é lidar com os outros cegamente e lhes passar sermões, como eles entenderão a verdade em algum momento? Com o passar do tempo, as pessoas verão quem você realmente é e o abandonarão. Como você pode esperar trazer os outros para diante de Deus dessa maneira? Como isso é fazer o trabalho? Você perderá todos se continuar trabalhando dessa maneira. Seja como for, qual é o trabalho que você espera realizar? Alguns líderes são incapazes de comunicar a verdade para resolver problemas. Em vez disso, eles apenas lidam cegamente com os outros e exibem seu poder para que os outros venham a temê-los e a obedecer a eles — tais pessoas pertencem aos líderes falsos e anticristos. Aqueles cujo caráter não mudou são incapazes de realizar o trabalho da igreja e estão impossibilitados de servir a Deus.

Extraído de ‘Somente aqueles com verdade-realidade podem liderar’ em “Registros das falas de Cristo”

Por trás das Minhas costas, muitas pessoas cobiçam a bênção do status, fartam-se de comida, adoram dormir e dão todo cuidado à carne, sempre temendo que não haja saída para a carne. Elas não desempenham suas funções corretas na igreja, mas se aproveitam da igreja, ou então repreendem seus irmãos e irmãs com Minhas palavras, colocando-se como senhores sobre outros a partir de posições de autoridade. Essas pessoas ficam dizendo que estão fazendo a vontade de Deus e sempre dizem que são íntimas de Deus — isso não é absurdo? Se você tem as intenções certas, mas é incapaz de servir de acordo com a vontade de Deus, então está agindo como um tolo; mas se as suas intenções não são certas, e mesmo assim você diz que serve a Deus, então você é alguém que se opõe a Deus e devia ser punido por Ele! Não tenho compaixão alguma por pessoas assim! Na casa de Deus, elas se aproveitam, sempre cobiçando os confortos da carne, e não levam em consideração os interesses de Deus. Sempre buscam o que é bom para elas e não prestam atenção à vontade de Deus. Não aceitam o escrutínio do Espírito de Deus em nada que fazem. Estão sempre manobrando e enganando seus irmãos e irmãs, sendo falsas, como uma raposa numa vinha, sempre roubando as uvas e pisoteando as vinhas. Tais pessoas podem ser íntimas de Deus? Você está apto a receber as bênçãos de Deus? Você não assume fardo algum por sua vida e pela igreja, você está apto a receber a comissão de Deus? Quem ousaria confiar em alguém como você? Quando você serve dessa maneira, será que Deus arriscaria confiar-lhe uma tarefa maior? Isso não causaria atrasos na obra?

Extraído de ‘Como servir em harmonia com a vontade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se permitirem que os anticristos ajam descontroladamente numa igreja, se lhes derem rédea solta para gritar quaisquer slogans e argumentos que quiserem para controlar, ameaçar, enganar ou desviar os irmãos e irmãs, e os líderes não fizerem nada, por não terem discernimento e serem incapazes de expor de imediato esses anticristos e controlá-los, levando os irmãos e irmãs a serem manipulados e perturbados à vontade pelos anticristos, então os líderes dessa igreja são um lixo. Se os anticristos e perversos de uma igreja são rejeitados e detestados pelos irmãos e irmãs, se são algemados dentro da igreja, e todos têm discernimento deles, de modo que sua fala e slogans vazios, que desviam e enganam irmãos e irmãs, não funcionam na igreja, e se são mantidos sob controle e trancados, então os líderes dessa igreja estão à altura do padrão; são líderes que possuem verdade-realidade. Se uma igreja está sendo perturbada por um anticristo, e, após ser identificado e rejeitado pelos irmãos e irmãs, o anticristo se vinga oprimindo e abusando deles, então os líderes dessa igreja são um lixo e devem ser eliminados. Como líderes de uma igreja, se eles são incapazes de resolver problemas usando a verdade, se não conseguem identificar, controlar e limitar a teimosia dos anticristos na igreja, são incapazes de defender os irmãos e irmãs e protegê-los para que possam cumprir seus deveres normalmente, e são incapazes de manter a execução normal do trabalho da casa de Deus, então os líderes dessa igreja são um lixo e devem ser eliminados. Se os líderes de uma igreja têm medo de abordar ou provocar um anticristo porque este é feroz e cruel e, assim, permitem que ele corra solto na igreja, tornando-se um tirano, fazendo tudo que quer e paralisando e imobilizando grande parte do trabalho da casa de Deus, então os líderes dessa igreja são um lixo e devem ser eliminados. Se, por temerem retribuição, os líderes de uma igreja nunca têm a coragem de expor um anticristo e nunca tentam limitar os atos malignos deste, causando assim uma perturbação na vida da igreja e impedindo e danificando significativamente a entrada na vida dos irmãos e irmãs, então os líderes dessa igreja são um lixo e devem ser eliminados.

Extraído de ‘Para líderes e obreiros, escolher uma senda é de extrema importância (16)’ em “Registros das falas de Cristo”

Algumas pessoas apenas se armam com certas verdades para emergências ou para abandonar a si mesmas e ajudar os outros, e não para resolver os próprios problemas; nós as chamamos de “pessoas abnegadas”. Elas consideram os outros como marionetes da verdade e a si mesmas como donas dela, ensinando os outros a se apegarem à verdade e a não serem passivos, enquanto elas próprias permanecem como espectadores à margem. Que tipo de pessoas são essas? Elas se armam com algumas palavras da verdade, mas simplesmente as usam para repreender outras pessoas, enquanto não fazem absolutamente nada para impedir-se de deparar com a própria destruição. Como são patéticas! Se as palavras delas podem ajudar os outros, então por que tais palavras não podem ajudar elas mesmas? Deveríamos rotulá-las como hipócritas que estão fora da realidade. Elas fornecem palavras da verdade aos outros e pedem que os outros as coloquem em prática, ao mesmo tempo não fazem esforço para praticá-las por si mesmas. Elas não são desprezíveis? Elas mesmas claramente não conseguem fazê-lo, mesmo assim forçam os outros a colocar as palavras da verdade em prática — que método cruel é esse! Elas não estão usando a realidade para ajudar os outros; não estão usando amor para prover aos outros. Estão simplesmente apenas enganando e prejudicando as pessoas. Se isso continuar, com cada pessoa passando as palavras da verdade para a próxima, isso não terminará com todos meramente falando as palavras da verdade, mas sendo incapazes de colocá-la em prática? Como tais pessoas podem mudar? Elas não reconhecem nenhum dos próprios problemas; como pode haver uma senda adiante para elas?

Extraído de ‘Aqueles que amam a verdade têm uma senda adiante’ em “Registros das falas de Cristo”

Algumas pessoas trabalham e pregam e, embora superficialmente pareçam estar comunicando sobre as declarações de Deus, elas estão apenas discutindo o significado literal das Suas palavras, e nada substancial é mencionado. Seus sermões são como ensinamentos a partir de um livro didático de línguas — arranjados item por item, aspecto por aspecto, e quando terminam, todos cantam louvores, dizendo: “Essa pessoa possui a realidade. Ela pregou tão bem e com tantos detalhes”. Depois que terminam de pregar, tais pessoas instruem os outros a compilarem seus sermões e os enviarem a todos. Quando fazem isso, elas chegaram ao ponto em que estão enganando os outros, e tudo que elas pregam são falácias. Superficialmente, parece que estão pregando apenas as palavras de Deus e que seus sermões se conformam à verdade. No entanto, com um discernimento mais apurado, você verá que eles nada mais são do que letras e doutrinas e raciocínios falsos, acrescidos de algumas imaginações e noções humanas, bem como de algumas coisas que delimitam Deus. Esse tipo de pregação não chega a ser uma interrupção da obra de Deus? Esse é um serviço que resiste a Deus.

Extraído de ‘Somente buscando a verdade pode-se alcançar uma mudança no caráter’ em “Registros das falas de Cristo”

Seu conhecimento só pode suprir as pessoas por certo período de tempo. Conforme o tempo passa, se você continuar dizendo as mesmas coisas, algumas pessoas irão discernir isso; elas dirão que você é muito superficial, muito carente de profundidade. Você não terá outra opção senão tentar enganar as pessoas pregando sobre doutrinas. Se você continuar assim para sempre, as pessoas subordinadas a você seguirão seus métodos, passos e modelo de fé e de experimentar e de pôr em prática aquelas palavras e doutrinas. No fim, como você continua pregando e pregando, elas passarão a usar você como exemplo. Na sua liderança de outras pessoas, você fala de doutrinas, então aquelas subordinadas a você aprenderão doutrinas de você e, à medida que as coisas progridem, você terá tomado a senda errada. As pessoas subordinadas a você tomarão qualquer senda que você tomar; todas elas aprenderão com você e seguirão você, então você pensará: “Eu sou poderoso agora; tantas pessoas me ouvem, e a igreja está à minha disposição”. Essa natureza de traição dentro do homem inconscientemente faz com que você transforme Deus em um mero líder nominal, e você mesmo então forma algum tipo de denominação. Como surgem as várias denominações? Elas surgem desse jeito. Basta olhar para os líderes de cada denominação — são todos arrogantes e hipócritas, e suas interpretações da Bíblia carecem de contexto e são guiadas por sua imaginação. Eles todos se fiam em seus dons e em sua erudição para realizar seu trabalho. Se fossem incapazes de pregar qualquer coisa, as pessoas os seguiriam? Afinal de contas, eles possuem certo conhecimento e conseguem pregar sobre alguma doutrina ou sabem como conquistar as pessoas e como usar alguns artifícios. Eles usam isso para trazer as pessoas para diante de si mesmos e enganá-las. Nominalmente, essas pessoas acreditam em Deus, mas, na realidade, seguem seus líderes. Quando encontram alguém pregando o caminho verdadeiro, algumas dizem: “Temos que consultar nosso líder sobre a nossa fé”. Um humano é o mediador de sua fé em Deus; isso não é um problema? Então, no que esses líderes se transformaram? Será que não se tornaram fariseus, falsos pastores, anticristos e pedras de tropeço para que as pessoas aceitem o caminho verdadeiro?

Extraído de ‘Somente buscar a verdade é verdadeiramente crer em Deus’ em “Registros das falas de Cristo”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado