Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 7: Eu estudo a Bíblia há mais de 20 anos. Descobri que a Bíblia foi escrita por mais de 40 autores diferentes durante épocas distintas, mas o teor do que eles escreveram não tinha nenhum erro. Isso mostra que Deus é o verdadeiro autor da Bíblia e que esta vem do Espírito Santo.

Resposta: A Bíblia foi escrita por mais de quarenta autores, e que não havia erros. Não há mesmo erros? Vamos comungar esse assunto especificamente. Na verdade, Deus Todo-Poderoso, Cristo dos últimos dias, já revelou estes mistérios. Deus Todo-Poderoso diz: “O Evangelho de Mateus, do Novo Testamento, documenta a genealogia de Jesus. No início, ele diz que Jesus era descendente de Abraão, o filho de Davi, e filho de José; em seguida, diz que Jesus foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu de uma virgem, o que significaria que Ele não era filho de José ou descendente de Abraão, que não era filho de Davi. A genealogia, porém, insiste em associar Jesus a José. Em seguida, a genealogia começa a registrar o processo pelo qual Jesus nasceu. Ela diz que Jesus foi concebido pelo Espírito Santo, nasceu de uma virgem e não é filho de José. No entanto, na genealogia está escrito claramente que Jesus era filho de José, e porque a genealogia foi escrita para Jesus, ela registra quarenta e duas gerações. Quando trata da geração de José, ela diz apressadamente que José era o marido de Maria, palavras utilizadas para provar que Jesus era descendente de Abraão. Isso não é uma contradição? A genealogia documenta claramente a ascendência de José, ela é obviamente a genealogia de José, mas Mateus insiste que é a de Jesus. Isso não nega o fato da concepção de Jesus pelo Espírito Santo? Assim, a genealogia de Mateus não seria uma ideia humana? É ridículo! Dessa forma, sabe-se que esse livro não veio inteiramente do Espírito Santo” (de ‘Concernente à Bíblia (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”). Através da palavra de Deus, vemos que a genealogia de Mateus não foi ideia de Deus. Como poderia Deus ter uma genealogia? Mateus sabia que o Senhor Jesus foi concebido pelo Espírito Santo, e mesmo assim, Lhe deu uma genealogia, dizendo que o Senhor Jesus era filho de Davi e filho de José. Isso não é negar que o Senhor Jesus foi concebido pelo Espírito Santo? O Senhor Jesus e José não têm parentesco. As palavras de Mateus são contraditórias. Claramente, essa genealogia não veio do Espírito Santo, e foi ideia do homem. Então como explica João, capítulo oito, versículo cinquenta e oito “Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou”? Daqui vemos que a genealogia do Senhor Jesus foi ideia do homem. Ela foi escrita por Mateus por volta do ano cinquenta depois de Cristo, e não foi escrita sob instrução direta do Espírito Santo.

Tem outra passagem sobre isso na palavra de Deus. Permitam que eu leia para todos! Deus Todo-Poderoso diz: “Se os quatro evangelhos vieram do Espírito Santo, por que Mateus, Marcos, Lucas e João disseram algo diferente sobre a obra de Jesus? Se vocês não acreditam nisso, então vejam os relatos na Bíblia sobre como Pedro negou ao Senhor três vezes: eles são todos diferentes, e cada qual tem suas próprias características. […] Leia atentamente os quatro evangelhos; leia o que eles registraram sobre as coisas que Jesus fez e as palavras que Ele proferiu. Posto de forma simples, cada relato é diferente e cada um apresenta sua própria perspectiva. Se o que foi escrito pelos autores desses livros veio do Espírito Santo, tudo deveria ser igual e consistente. Então por que há discrepâncias? O homem não é extremamente tolo, ao ser incapaz de ver isso? […] Depois que Lucas e Mateus ouviram as palavras de Jesus e viram a obra Dele, falaram a partir de seu próprio conhecimento, na forma de reminiscências que detalhavam alguns dos feitos de Jesus. Você pode dizer que o conhecimento deles foi revelado completamente pelo Espírito Santo?” (de ‘Sobre denominações e identidade’ em “A Palavra manifesta em carne”). Vamos olhar as diferenças entre as três vezes que Pedro negou o Senhor nos Quatro Evangelhos. Mateus, vinte e seis, setenta e cinco diz: “Antes que o galo cante, três vezes me negarás.” Mas em Marcos, quatorze, setenta e dois, é dito: “Antes que o galo cante duas vezes, três vezes me negarás.” O evento registrado por eles é o mesmo, mas há uma diferença de tempo. Se isso tivesse sido inspirado pelo Espírito Santo, não haveria nenhuma discrepância. Os fatos provam que estes eram registros humanos, e que não foram inspirados pelo Espírito Santo.

Através da palavra de Deus Todo-Poderoso, podemos ver que os Quatro Eevangelhos são registros humanos e não foram inspirados pelo Espírito Santo. Por isso que há desvios. Eles seriam perfeitamente precisos se tivessem vindo de Deus. Assim como disse Lucas: “Visto que muitos têm empreendido fazer uma narração coordenada dos fatos que entre nós se realizaram, segundo no-los transmitiram os que desde o princípio foram testemunhas oculares e ministros da palavra” (Lucas 1:1-2). Isso mostra que os Quatro Evangelhos vieram do que os autores ouviram e viram. Parte deles foram escritos com base no que era pregado por pregadores, e de suas investigações pessoais. Isso não foi dado a eles por inspiração direta de Deus. É justamente pelo fato de os livros de história terem sido escritos com base na memória e nos relatos de terceiros que, inevitavelmente, haverá erros e ideias humanas misturadas. Como a Bíblia não é toda divinamente inspirada, e não toda a palavra de Deus, então quem foi o verdadeiro autor da Bíblia? Vamos olhar o que diz a palavra de Deus Todo-Poderoso. “Na verdade, é meramente um registro humano. Não foi nomeado pessoalmente por Jeová, nem Jeová pessoalmente guiou sua criação. Em outras palavras, o autor deste livro não é Deus, mas os homens. A Bíblia Sagrada é apenas o título respeitoso que lhe é dado pelo homem Este título não foi decidido por Jeová e Jesus depois que discutiram entre si; não é mais do que uma ideia humana. Pois este livro não foi escrito por Jeová e muito menos por Jesus. Em vez disso, são os relatos de muitos profetas, apóstolos e videntes antigos, que foram compilados por gerações posteriores em um livro de escritos antigos que, para as pessoas, parece especialmente sagrado, um livro que eles acreditam conter muitos mistérios insondáveis e profundos que estão esperando para serem desvendados pelas gerações futuras” (de ‘Concernente à Bíblia (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”). A palavra de Deus Todo-Poderoso nos diz claramente que o autor da Bíblia é o homem, não Deus. Registros humanos inevitavelmente estarão permeados de ideias e erros humanos. Se Deus Todo-Poderoso não tivesse revelado esses mistérios sobre a Bíblia para nós hoje, nós nunca teríamos entendido.

do roteiro do filme Divulgue o mistério da Bíblia

Anterior:Pergunta 6: Visto que Paulo afirmou que “Toda Escritura é divinamente inspirada”, ela não está errada, pois ele era um apóstolo de Deus. Deus estava dizendo à humanidade, através de Paulo, que toda a escritura foi inspirada por Deus e são todas palavras de Deus. Vocês se atrevem a negar isso?

Próximo:Pergunta 8: Como podemos crer no Senhor e ganhar a vida se nos afastarmos da Bíblia?

Conteúdo Relacionado

Coisas que talvez lhe interessem