Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 6: Vocês comunicam a Bíblia é a Bíblia, Deus é Deus. Compreendo que a Bíblia não representa Deus de forma alguma. Então, qual é a relação entre a Bíblia e Deus? Ainda não compreendo. Por favor, nos ensinem um pouco mais!

Resposta: O Senhor Jesus explicou essa questão de maneira bem clara. João 5:39-40: “Examinais as Escrituras, que julgais ter nelas a vida eterna; e são elas que dão testemunho de mim; mas não quereis vir a mim para terdes vida!” O Senhor Jesus explicou a relação entre a Bíblia e Deus de modo bem claro. A Bíblia é uma testemunha de Deus. Ela não tem vida eterna e não concede vida ao homem. Somente Cristo é a verdade, o caminho e a vida. Portanto, apenas ao aceitarmos Cristo, O seguirmos e obedecermos às palavras e a obra de Deus nos últimos dias, obteremos a verdade e a vida eterna. Agora vamos olhar como ainda há muitas pessoas no meio religioso afirmando que “crer no Senhor é crer na Bíblia, e que deixar a Bíblia significa não crer no Senhor”. Elas até mesmo acham que por se apegarem à Bíblia, serão levadas para o reino dos céus. Isso não é totalmente absurdo? Na verdade, a Bíblia é apenas uma testemunha de Deus e um registro da obra Dele. Se as pessoas não compreenderem isso e continuarem a se apegar à Bíblia, então deixem-me perguntar: a Bíblia substitui a obra de Deus nos últimos dias? A Bíblia substitui Cristo ao expressar a verdade? Alguém obtém a verdade e a vida ao estudar a Bíblia e ao se apegar a ela? Se as pessoas teimarem em se apegar às escrituras como os fariseus, isso prova que estão seguindo e obedecendo a Deus? Se apenas se apegarem à Bíblia, mas não aceitarem nem obedecerem à obra de Cristo nos últimos dias, como podem obter a verdade e a vida, alcançar a salvação, ser aperfeiçoadas e entrar no reino de Deus? Vamos ler mais algumas passagens com as palavras de Deus Todo-Poderoso para compreender com maior clareza esse aspecto da verdade.

Deus Todo-Poderoso diz: “Desde que existe a Bíblia, a crença das pessoas no Senhor tem sido a crença na Bíblia. Em vez de dizer que as pessoas acreditam no Senhor, é melhor dizer que acreditam na Bíblia; em vez de dizer que começaram a ler a Bíblia, é melhor dizer que começaram a acreditar na Bíblia; e em vez de dizer que retornaram ao Senhor, seria melhor dizer que retornaram à Bíblia. Desta forma, as pessoas adoram a Bíblia como se fosse Deus, como se fosse sua força vital, e perdê-la seria o mesmo que perder sua vida. As pessoas veem a Bíblia tão elevada quanto Deus, e há até aqueles que a veem mais elevada que Deus. Se as pessoas estão sem a obra do Espírito Santo, se não conseguem sentir Deus, podem continuar vivendo, mas, assim que perdem a Bíblia ou os famosos capítulos e dizeres da Bíblia, é como se tivessem perdido a vida” (de ‘Concernente à Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Eles acreditam em Minha existência apenas no escopo da Bíblia. Para eles, Sou o mesmo que a Bíblia; sem a Bíblia Eu não existo e sem Mim não há Bíblia. Eles não prestam atenção em Minha existência nem nas Minhas ações, mas, ao contrário, devotam extrema e especial atenção a toda e qualquer palavra das Escrituras e muitos deles até acreditam que Eu não deva fazer nada que deseje fazer, a menos que esteja previsto pelas Escrituras. Eles atribuem importância demasiada às Escrituras. Pode-se dizer que veem palavras e expressões como importantes demais, a ponto de usarem versículos da Bíblia para avaliar toda palavra que Eu digoe para Me condenar. O que eles buscam não é o caminho da compatibilidade Comigo nem o caminho da compatibilidade com a verdade, mas o caminho da compatibilidade com as palavras da Bíblia, e acreditam que qualquer coisa que não esteja em conformidade com a Bíblia, sem exceção, não é a Minha obra. Tais pessoas não são os descendentes zelosos dos fariseus? Os fariseus judeus usaram a lei de Moisés para condenar Jesus. Eles não buscavam compatibilidade com o Jesus daquela época, mas seguiam diligentemente a lei à risca, a ponto de, no fim, pregarem o inocente Jesus à cruz, acusando-O de não seguir a lei do Antigo Testamento e de não ser o Messias. Qual era a essência deles? Não era que eles não buscavam o caminho da compatibilidade com a verdade? Eram obcecados por toda e qualquer palavra das Escrituras, sem, no entanto, prestar atenção na Minha vontade, nas etapas e nos métodos da Minha obra. Eles não eram pessoas que buscavam a verdade, mas um povo que seguia rigorosamente as palavras das Escrituras; não eram pessoas que acreditavam em Deus, mas um povo que acreditava na Bíblia. Eram, em essência, os cães de guarda da Bíblia. A fim de salvaguardar os interesses da Bíblia, de preservar a dignidade e proteger a reputação da Bíblia, chegaram a ponto de pregar o misericordioso Jesus na cruz. Fizeram isso simplesmente para defender a Bíblia, para manter a posição de toda e qualquer palavra da Bíblia no coração das pessoas. Então, preferiram renunciar ao futuro e à oferta pelo pecado para condenar Jesus, que não Se adaptava à doutrina das Escrituras, à morte. Eles não eram lacaios de toda e qualquer palavra das Escrituras?

E quanto às pessoas de hoje? Cristo veio para liberar a verdade, mas elas prefeririam expulsá-Lo de entre os homens a fim de ganhar a entrada no céu e receber a graça. Elas prefeririam negar completamente a vinda da verdade a fim de salvaguardar os interesses da Bíblia e prefeririam mais uma vez pregar na cruz o Cristo que retornou na carne a fim de assegurar a existência eterna da Bíblia. Como o homem pode receber a Minha salvação, quando o seu coração é tão malicioso e a sua natureza é tão antagônica a Mim?” (de ‘Você deve buscar o caminho da compatibilidade com Cristo’ em “A Palavra manifesta em carne”).

As palavras de Deus Todo-Poderoso têm claramente exposto os líderes religiosos que simplesmente exaltam a Bíblia e prestam testemunho dela, mas que jamais exaltam nem prestam testemunho de Deus, que expuseram a verdade e a essência ao usarem a Bíblia para substituir ou personificar Deus e que usam as palavras da Bíblia para resistir e condenar obra de Deus, expondo completamente seu ódio à verdade e sua natureza satânica de oposição a Deus. Pensem em quando os fariseus se apegaram de modo obstinado às Escrituras, delimitando Deus ao que estava dentro das Escrituras. Eles nunca procuraram a verdade ou os passos de Deus. Embora o Senhor Jesus, ao pregar e fazer Sua obra, tenha expressado muitas verdades e realizado muitos sinais e maravilhas, já demonstrando a autoridade e o poder de Deus, o que os fariseus fizeram? Eles não se importaram em como a pregação do Senhor Jesus era profunda ou como Sua autoridade era grandiosa. Se elas não estivessem de acordo com as palavras das Escrituras, eles furiosamente condenavam o Senhor Jesus e resistiam a Ele. E porque o Senhor Jesus expressou as palavras de Deus, eles condenaram Suas palavras e blasfemaram contra elas e por fim crucificaram o misericordioso Senhor Jesus, expondo completamente seu ódio à verdade e sua natureza satânica de oposição a Deus. Os pastores e presbíteros de hoje são como os fariseus de antigamente. Fazem o que podem para exaltar a Bíblia e prestar testemunho dela, mas nunca exaltam o Senhor ou prestam testemunho Dele. Além disso, não proclamam as palavras do Senhor, não prestam testemunho delas nem de nenhuma verdade expressa pelo Senhor. Eles se especializam em falar sobre o conhecimento bíblico e teologia, espalhando várias teorias espirituais vazias, repletas de paradoxos, para enganar, controlar e limitar as pessoas, dizendo: “Todas as palavras e obra de Deus estão registradas na Bíblia, não existem declarações nem obras de Deus fora da dela. Crer em Deus é crer na Bíblia, e deixar a Bíblia significa não crer em Deus. Só precisa se apegar à Bíblia para ser levado para o reino dos céus.” Fazendo com que todos acreditem erroneamente que a vida eterna está contida na Bíblia e que só é preciso se ater à Bíblia para entrar no reino dos céus e receber a vida eterna. Antes que percebessem, a Bíblia substituiu a posição de Deus no coração das pessoas. Todos acreditam cegamente na Bíblia e a adoram. Tratam-ma como se fosse Deus. De modo imperceptível, a Bíblia se tornou uma maldição para os crentes, e o Senhor perdeu completamente Seu lugar no coração das pessoas. Qual seria a consequência disso? A fé das pessoas e seu conhecimento sobre o Senhor são reduzidos a nada! Essa é a consequência de deixarmos pastores e presbíteros explicarem a Bíblia.

do roteiro do filme Quebrar o feitiço

Anterior:Pergunta 5: O apóstolo Paulo deixou claro em 2 Timóteo que “Toda Escritura é divinamente inspirada” (2 Timóteo 3:16). Isso significa que cada palavra registrada na Bíblia é de Deus, e que a Bíblia representa o Senhor. Crer no Senhor é crer na Bíblia. Crer na Bíblia é crer no Senhor. Afastar-se da Bíblia significa não acreditar no senhor! Nossa crença no Senhor só exige que nos apeguemos à Bíblia. Mesmo que não aceitemos a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, ainda receberemos a salvação e entraremos no reino dos céus! Há algo de errado com esse entendimento?

Próximo:Pergunta 7: Vocês dizem que o Senhor Jesus já chegou e que Ele é Deus Todo-Poderoso e que Ele expressou muitas verdades e está fazendo a obra de julgamento dos últimos dias. Isso é verdade? Acho que isso é impossível. Sempre sustentamos que as palavras e a obra de Deus estão gravadas na Bíblia, e que as palavras e a obra de Deus não existem fora da Bíblia. Acreditamos que a Bíblia já contém a plenitude da salvação de Deus, a Bíblia representa Deus. Contanto que sigamos a Bíblia, entraremos no reino dos céus. Nossa crença no Senhor é baseada na Bíblia. Desviar-se da Bíblia representa negação e traição ao Senhor!

Conteúdo Relacionado