Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 2: Como Deus Todo-Poderoso faz Sua obra de julgamento nos últimos dias? Como Ele expressa Suas palavras para julgar, purificar e aperfeiçoar o homem? Essa é a verdade que precisamos desesperadamente saber agora. Se compreendermos a obra de Deus Todo-Poderoso, poderemos ouvir Sua voz e ser levados diante do trono de Deus. Por favor, conte-nos mais detalhes!

Resposta: Estudar como Deus Todo-Poderoso realiza a Sua obra de julgamento nos últimos dias é muito importante para a nossa capacidade de obter a salvação buscando a verdade. Deus Todo-Poderoso trabalha nos últimos dias expressando verdades para julgar e purificar as pessoas. Ele faz isso apenas para conduzir Seus santos até o reino dos céus. No entanto, muitos fiéis da comunidade religiosa não entendem a vontade de Deus. Eles acham que o Senhor voltará e levará todos os santos imediatamente para o reino dos céus. Eles não acreditam que Ele venha realizar a obra de julgamento e castigo porque, se Ele julgasse e castigasse as pessoas, também não as estaria condenando e punindo? Portanto, elas se recusam a aceitar a obra de julgamento de Deus nos últimos dias; apenas esperam que o Senhor desça em uma nuvem e as leve para o reino dos céus. Na verdade, isso é um completo equívoco da vontade de Deus. O Senhor Jesus realizou Sua obra de redenção para preparar o caminho para a obra de julgamento nos últimos dias. O objetivo final de Deus é purificar e salvar a humanidade, permitindo que ela repouse no reino céus. No entanto, a obra de Deus para redimir e salvar o homem é planejada. Ela avança em etapas. Não acontece tudo de uma vez só. O Senhor Jesus completou a Sua obra de redenção e prometeu voltar e receber os santos. No entanto, ninguém sabe realmente como Deus levará os santos nos últimos dias. Na realidade, quando Deus vier para receber os Seus santos nos últimos dias, Ele primeiro os leva até Seu trono, para julgar, purificar e aperfeiçoar a todos, fazendo deles vencedores. Não é assim que os santos são levados para o reino dos céus? Mesmo assim, isso não é fácil para as pessoas entenderem. Antes que possam ir até o trono de Deus, devem experimentar o julgamento, o castigo e a purificação. Foi por isso que as pessoas criaram seus conceitos sobre a obra de julgamento de Deus nos últimos dias. Então me digam: o castigo e o julgamento de Deus são realmente uma bênção? Ou são condenação e punição? Muitas pessoas não entendem isso. Vamos ver o que Deus Todo-Poderoso fala a respeito disso:

Deus Todo-Poderoso diz: “O que Deus amaldiçoa é a desobediência do homem e o que Ele julga são os pecados do homem. Embora Ele fale com severidade e sem a menor sensibilidade, Ele revela tudo o que está dentro do homem e, através dessas palavras severas, Ele revela o que é essencial dentro do homem, e ainda por meio desse julgamento, Ele proporciona ao homem um profundo conhecimento da essência da carne e, assim, o homem se submete à obediência diante de Deus. A carne do homem é do pecado e de Satanás, ela é desobediente e objeto do castigo de Deus – e assim, para permitir que o homem se conheça, as palavras do julgamento de Deus devem vir sobre ele e deve ser empregado todo tipo de refinamento; só então a obra de Deus pode ser efica” (‘Somente experimentando provações dolorosas é possível conhecer a beleza de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Hoje Deus os julga, castiga-os e os condena, mas saiba que a sua condenação é para que você possa se conhecer. Condenação, maldição, julgamento, castigo – tudo isto tem o propósito de você se conhecer, para que seu caráter possa mudar e, além disso, para que você possa conhecer o seu valor e ver que todas as ações de Deus são justas e de acordo com Seu caráter e as necessidades de Seu trabalho, que Ele trabalha conforme Seu plano para a salvação do homem e que Ele é o Deus justo que ama os homens e salva os homens, julga e castiga os homens. […] Deus não veio para matar nem para destruir, mas para julgar, amaldiçoar, castigar e salvar” (‘Vocês devem pôr de lado as bênçãos do status e entender a vontade de Deus para a salvação do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Todos vocês vivem em um lugar de pecado e libertinagem; vocês são todos pessoas libertinas e pecadoras. Hoje, vocês não só conseguem ver Deus, mas também, sendo isso ainda mais importante, receberam castigo e julgamento, receberam tal salvação mais profunda, quer dizer, receberam o maior amor de Deus. Tudo que Ele faz é amor verdadeiro por vocês, Ele não tem má intenção. É por causa dos seus pecados que Ele os julga, para que vocês se autoexaminem e recebam essa tremenda salvação. Tudo isso é feito para operar o ser humano. Do início ao fim, Deus tem feito o Seu máximo para salvar o homem, e Ele certamente não está disposto a destruir completamente os homens que Ele criou com Suas próprias mãos. Agora Ele veio entre vocês para operar; será que isso não é ainda mais salvação? Se Ele odiasse vocês, será que Ele ainda faria uma obra de tal magnitude para guiá-los pessoalmente? Por que Ele sofreria assim? Deus não odeia vocês nem tem nenhuma intenção maldosa para com vocês. Vocês devem saber que o amor de Deus é o amor mais verdadeiro. É apenas por causa da desobediência das pessoas que Ele precisa salvá-las por meio do julgamento; caso contrário, elas não seriam salvas. Como vocês não sabem como levar a vida ou como viver e vivem neste lugar libertino e pecaminoso e são diabos libertinos e imundos, Ele não suporta permitir que se tornem ainda mais depravados; também não suporta ver vocês vivendo em um lugar imundo como este, sendo pisoteados por Satanás arbitrariamente, nem suporta permitir que vocês caiam no Hades. Ele apenas quer ganhar esse grupo de vocês e salvá-los completamente. Esse é o principal propósito de fazer a obra de conquista em vocês – é apenas pela salvação” (‘A verdade interna da obra de conquista (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

A partir as palavras de Deus Todo-Poderoso, fica muito claro que a obra de julgamento de Deus nos últimos dias não procura condenar as pessoas; Deus não quer matar pessoas. O que Ele quer é que elas reconheçam que foram completamente corrompidas por Satanás. Ele quer que elas conheçam sua própria natureza e essência: a de resistir e de trair a Deus. Ele quer que elas conheçam Seu caráter justo e santo que não pode ser ofendido. Sua obra pretende despertar o coração e o espírito dos homens. Ele quer livrar a humanidade de seu caráter corrupto para que ela viva como um verdadeiro homem e seja salva. Se não vivenciarmos o julgamento e o castigo de Deus, não conseguiremos reconhecer a nossa natureza satânica, e nem determinar a verdadeira causa de nossos pecados e de nossa resistência a Deus. Além disso, sem o Seu julgamento e castigo, não podemos entender o caráter justo de Deus, nem mudar nosso caráter corrupto. Não teríamos como obedecer e reverenciar verdadeiramente a Deus. Nesse caso, como nós poderíamos entrar no reino de Deus? Como todos podem ver, Deus julga as pessoas porque Ele quer purificá-las e salvá-las. Vivenciar o julgamento e a purificação de Deus é a maior bênção que podemos receber. É esse o grande amor e salvação de Deus para a humanidade corrupta! Então, como Deus realiza a Sua obra de julgamento? Deus Todo-Poderoso diz muitas coisas sobre essa verdade. Vamos ler algumas das palavras de Deus Todo-Poderoso:

Quando Deus Se torna carne desta vez, Sua obra é expressar Seu caráter, primeiramente por meio de castigo e julgamento. Usando isso como fundamento, Ele traz mais verdade ao homem, mostra mais caminhos de prática e assim alcança Seu objetivo de conquistar o homem e salvá-lo de seu caráter corrupto. Isso está por trás da obra de Deus na Era do Reino” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à essência do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não só torna clara a natureza do homem com apenas algumas palavras; Ele também a expõe, a trata e a poda no longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo são considerados julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de abrir a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus” (‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus tem muitos meios de aperfeiçoar o homem. Ele emprega todo tipo de ambientes para lidar com o caráter corrupto do homem e utiliza várias coisas para desnudar o homem; num aspecto, Ele lida com o homem, em outro, Ele o desnuda, e em outro Ele o revela, desenterrando e revelando os “mistérios” das profundezas do coração do homem e mostrando ao homem a sua natureza ao revelar muitos de seus estados. Deus aperfeiçoa o homem através de muitos métodos – através de revelação, tratamento, refinamento e castigo – para que o homem saiba que Deus é prático” (‘Somente os que se concentram na prática podem ser aperfeiçoados’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus realiza a obra de julgamento e castigo para que o homem possa ganhar conhecimento Dele e em favor de Seu testemunho. Sem o Seu julgamento do caráter corrupto do homem, o homem não poderia, de modo algum, conhecer o Seu caráter justo que não permite ofensa, nem seria capaz de transformar seu antigo conhecimento de Deus em um novo. Por causa de Seu testemunho e por causa de Seu gerenciamento, Ele torna a Sua plenitude pública, assim permitindo ao homem, por meio de Sua aparição pública, chegar ao conhecimento de Deus, ser transformado em seu caráter e dar testemunho retumbante de Deus. A transformação do caráter do homem é alcançada por meio de diferentes tipos de obras de Deus; sem tais mudanças no caráter do homem, ele seria incapaz de dar testemunho de Deus e não poderia ser segundo Seu coração. A transformação do caráter do homem significam que ele se libertou da escravidão de Satanás e da influência das trevas e se tornou verdadeiramente um modelo e um exemplo da obra de Deus; tornou-se uma testemunha de Deus e de alguém que é segundo Seu coração” (‘Somente aqueles que conhecem a Deus podem testemunhar Dele’ em “A Palavra manifesta em carne”).

As palavras de Deus Todo-Poderoso são muito práticas. Deus expressa Suas palavras e faz Sua obra de julgamento nos últimos dias para salvar a humanidade e aperfeiçoá-la! Ao lermos as palavras de julgamento de Deus Todo-Poderoso, finalmente entendemos que neste mundo sombrio e maligno, toda a raça humana vive sob o domínio de Satanás. Os que foram corrompidos por Satanás não têm mais nenhum traço de humanidade. Eles são arrogantes, desonestos, astutos, egoístas e licenciosos. Estão cansados da verdade, reverenciam o mal e farão de tudo para preservar seus cargos e reputação. São como animais que lutam entre si, matando-se uns aos outros. Eles perderam completamente sua humanidade e razão. Embora creiam em Deus, eles reverenciam o dinheiro, a fama e o status. Eles seguem a onda mundial do mal, pecando frequentemente, rebelando-se e resistindo a Deus. Embora sacrifiquem tudo e suportem o sofrimento, eles só fazem isso para satisfazer seus desejos de obter bênçãos, recompensas e entrar no reino dos céus. Eles não o fazem para buscar a verdade ou conhecer ou obedecer a Deus. Embora acreditem em Deus, o coração deles está repleto de seus próprios conceitos e imaginações sobre Ele. Ninguém conhece realmente o caráter de Deus e tudo o que Ele tem e é, de quais tipos de pessoas Deus realmente gosta e quais tipos Ele odeia, que coisas as pessoas fazem para resistir a Deus, ofender Seu caráter e serem amaldiçoadas por Ele. Quantas ideias e conceitos das pessoas não estão alinhados com a verdade, quais razões as pessoas devem ter diante de Deus, quais realidades das verdades as pessoas devem possuir, e assim por diante. A humanidade corrupta não sabe nada sobre essas verdades cruciais a respeito de conhecer, obedecer e reverenciar a Deus. Uma raça humana, que foi corrompida até o seu âmago, se ela não experimentar o julgamento e a purificação de Deus, como poderia deixar de resistir e trair a Deus? Durante os últimos dias, Deus tornou-se carne e expressa verdades para salvar o homem segundo as necessidades da humanidade corrupta. O caráter justo e majestoso de Deus, que não pode ser ofendido, é revelado à humanidade. A verdadeira natureza corrupta das pessoas é claramente revelada, convencendo os homens. Temos experimentado o julgamento e o castigo das palavras de Deus; temos visto nossa arrogância e egoísmo, e vivemos de acordo com nossas filosofias e regras satânicas. Tudo que fazemos é por nossa fama e benefício. Embora trabalhemos e preguemos sermões, nós o fazemos por nossa reputação e posição. Continuamente exaltamos e honramos a nós mesmos e fazemos com que os outros nos exaltem. Não fazemos isso para exaltar a Deus ou dar testemunho Dele. Mas sim, quando percebemos que a obra de Deus não está alinhada com nossos conceitos, nós definimos e julgamos Deus. Nos opomos firmemente a Deus e não obedecemos a Ele. Ao cumprirmos nosso dever, ainda podemos desfrutar dos prazeres da carne. Estamos continuamente trapaceando e enganando Deus; não somos leais a Ele. Nas palavras de julgamento e revelação de Deus, notamos que fomos profundamente corrompidos por Satanás. Não temos consciência, razão ou dignidade humana. Não podemos ser chamados de homens. Somos simplesmente da laia de Satanás, inimigos de Deus. Nos sentimos envergonhados e indignos de encontrar Deus. Não há como evitar que nos ajoelhemos diante de Deus e nos amaldiçoemos, cheios de arrependimento e ódio de nós mesmos. Quando provamos do caráter justo de Deus, que não pode ser ofendido, não há como não temermos a Deus e entendermos que Ele tem boas intenções: salvar a humanidade. Deus nos julga e castiga porque odeia nossos pecados e nossa rebelião, e Ele quer nos salvar de nosso caráter satânico e nos obter. Quando teimamos em nos rebelar e resistir a Deus, Ele nos castiga e nos disciplina. Quando entregamos nosso coração a Deus, Ele nos mostra misericórdia. Ele não nos pune por tudo o que fazemos e somos. Ele nos ilumina, nos guia e nos permite entender Sua vontade. Por meio do castigo e do julgamento de Deus, inconscientemente ganhamos um conhecimento verdadeiro sobre o caráter de Deus. Ele nos permite aprender que Seu caráter contém a Sua misericórdia e o Seu amor. Nós já vimos a santidade e a grandeza de Deus. Elas geraram a nossa reverência e o nosso amor por Deus. Nós vemos mais claramente a nossa natureza satânica e gradualmente entendemos alguma verdade. Nossa capacidade de distinguir as coisas positivas das negativas aumenta gradativamente. Nossos pontos de vista sobre as coisas mudam e gradualmente começamos a ter sede da verdade. Já não queremos viver seguindo as filosofias e leis de Satanás, ou irracionalmente tentar conseguir algo de Deus. Recuperamos nossa consciência e nossa razão. Começamos a buscar e praticar a verdade em tudo o que fazemos. Podemos cumprir nosso dever como seres criados de forma realista e obedecer à soberania e ao arranjo de Deus. O caráter de nossa vida vai mudando e começamos a viver a imagem de um homem de verdade. Graças a Deus Todo-Poderoso! A nossa capacidade de mudar é resultado da obra de julgamento de Deus. Hoje, todos os irmãos e irmãs que aceitam a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias sabem que devemos aceitar e obedecer à obra de julgamento de Deus nos últimos dias para sermos salvos e aperfeiçoados.

do roteiro do filme Despertar do sonho

Anterior:Pergunta 1: O Senhor Jesus morreu na cruz por nós, perdoou todos os nossos pecados e nos resgatou das mãos de Satanás. Em outras palavras, Ele fez isso para nos salvar e nos conceder acesso ao reino dos céus. Mesmo depois dessa redenção, nós continuamos a pecar e ainda precisamos ser purificados. No entanto, creio que o perdão do Senhor nos justificou através de nossa fé. Desde que sacrifiquemos tudo o mais para trabalhar e nos despender por Deus e que estejamos dispostos a suportar o sofrimento e pagar o preço, seremos arrebatados para o reino dos céus. Penso que esta seja a promessa do Senhor para nós. Porém, meus irmãos e irmãs agora Questionam essa crença. Eles dizem que, embora batalhemos e trabalhemos para o Senhor, ainda pecamos com frequência e depois confessamos nossos pecados, por isso ainda não fomos purificados. Eles declararam que o Senhor é santo, de modo que as pessoas profanas não podem encontrá-Lo. Minha pergunta é: nós que sacrificamos tudo o mais e nos despendemos pelo Senhor, podemos ser realmente elevados ao reino dos céus? Nós não sabemos mesmo a resposta para esta pergunta, então gostaríamos que você falasse sobre isso conosco.

Próximo:Pergunta 4: Todos nós cremos no Senhor por muitos anos e sempre seguimos o exemplo de Paulo em nosso trabalho para o Senhor. Fomos fiéis ao nome e ao caminho do Senhor, e a coroa de justiça certamente nos aguarda. Hoje, precisamos nos concentrar apenas em trabalhar arduamente para o Senhor e ficar atento ao Seu retorno. Somente assim podemos ser levados ao reino dos céus. Isso porque, na Bíblia, é dito que “e que os que por mim esperam não serão confundidos” (Isaías 49:23). Nós cremos na promessa do Senhor: Ele nos levará para o reino dos céus quando voltar. Pode, de fato, haver algo errado nessa prática?

Conteúdo Relacionado

Coisas que talvez lhe interessem