Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 7: Você diz que Paulo não exaltou nem deu testemunho do Senhor Jesus. Não aceito o que você está dizendo. O irmão Paulo escreveu tantas cartas. Não foram todas testemunhos do Senhor Jesus?

Resposta: Apesar de Paulo ter escrito aquelas epístolas, ele nunca exaltou ou testificou o Senhor Jesus. Mesmo quando mencionava o Senhor Jesus, ele apenas usava o nome de Jesus Cristo para testemunhar sobre si mesmo. Por exemplo, em suas epístolas, ele costumava dizer: “Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus…” O que Paulo quis dizer foi que Ele servia como um dos apóstolos do Senhor Jesus pela vontade de Deus, não pela vontade do Senhor Jesus. Será, então, que Deus no céu o chamou? Não! O Senhor Jesus que o chamou. O Senhor Jesus não o chamou na identidade de Deus; Ele chamou Paulo na identidade de Cristo. No entanto, Paulo disse: “Pela vontade de Deus”. Ele não reconheceu que o Senhor Jesus Cristo e Deus eram um e o mesmo. Nas epístolas de Paulo, ele sempre separou Deus, Cristo e o Espírito Santo, como unidades diferentes. Ele pensava que Deus era Deus e que Cristo era Cristo; que Deus está acima de Cristo e que somente o Pai Celestial é o Altíssimo. Podemos ver que Paulo acreditava no Deus do céu, não no Cristo encarnado. Como Paulo não conhecia o Senhor Jesus, ele nunca foi capaz de exaltar o Senhor Jesus Cristo como Deus. Ele nunca exaltou as palavras de Jesus Cristo ou aceitou Suas palavras como as de Deus, nem fez as pessoas exaltarem o Senhor Jesus. Assim sendo, será que Paulo acreditava em Cristo? Ele seguiu Cristo e deu testemunho Dele? Não! A verdadeira natureza do que Paulo fez é muito séria! De acordo com as palavras do apóstolo João: “Todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; […] E todo espírito que não confessa a Jesus não é de Deus; mas é o espírito do anticristo” (1 João 4:2-3). Essa passagem nos diz que todos que não reconhecem a encarnação de Deus são anticristos. Considerando o fato de que Paulo só acreditava no Deus do céu e que não acreditava de verdade em Cristo, no que diz respeito à obra de Jesus Cristo, vemos que Paulo era descrente! Paulo levantou a bandeira de ser “apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus”. exaltando e estabelecendo a si próprio em tudo o que ele fez. Ele sempre quis igualar-se ao Senhor Jesus Cristo. Isso mostra plenamente que Paulo era ambicioso demais. Ele não reverenciou nem obedeceu ao Senhor Jesus nem um pouco. Sua verdadeira natureza de ódio da verdade e resistência a Deus nunca mudou. Essa é mais uma prova de como Paulo nunca se arrependeu de verdade.

Paulo trabalhou e espalhou o evangelho por muitos anos, mas ele nunca pregou as palavras de Jesus Cristo. Também nunca vimos Paulo falar sobre as verdades expressas pelo Senhor Jesus, apesar das igrejas para as quais viajou. Nós duvidamos de quantas palavras do Senhor Jesus estavam no coração de Paulo. Assim sendo, temos certeza de que Paulo não buscou a verdade porque ele não se concentrou em viver as palavras do Senhor Jesus Cristo, nem praticou Suas palavras. Em vez disso, ele espalhou o evangelho com base em seus dons, capacidades, esforços e conhecimentos dos humanos. Como ele pode ter buscado a verdade? Não é de se admirar que ele nunca tenha de fato conhecido, amado ou obedecido ao Senhor Jesus. Mesmo depois de trabalhar tanto, sua natureza antiga nunca mudou. Em vez disso, ele ficou mais e mais arrogante e mercenário. Ele se estabeleceu pela obra para fazer os outros o seguirem e o adorarem. E ele tentou usar isso como capital para fazer um acordo com Deus. É como o próprio Paulo disse certa vez: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, […]” (2 Timóteo 4:7-8). Essa frase explica claramente o motivo de Paulo para seus muitos anos de obra: Recompensas e a coroa, Do começo ao fim, Paulo nunca buscou a verdade; nunca procurou mudar seu caráter. Seus objetivos e sua natureza satânica nunca mudaram em nada, nunca. O caminho que ele percorreu foi o dos fariseus. Tudo isso que prova que ele nunca se arrependeu de verdade. O Senhor Jesus chamou Paulo para lhe dar uma chance de se arrepender e usá-lo para espalhar o evangelho. O fato de que o Senhor Jesus foi capaz de conquistar Paulo, alguém com uma natureza demoníaca, prova que Ele é onipotente. E nos mostra que Ele pode conseguir que qualquer pessoa sirva a Sua obra.

do roteiro do filme Memórias pungentes

Anterior:Pergunta 6: Todas essas coisas de que você está falando são pecados que o irmão Paulo cometeu antes de aceitar o chamado do Senhor. No entanto, depois de ser iluminado pela grande luz, ele começou a viajar por toda parte espalhando o evangelho do Senhor. Ele estabeleceu muitas igrejas e levou muitas pessoas a aceitar a salvação do Senhor Jesus. Ele escreveu tantas cartas em apoio aos fiéis. Isso mostra que o irmão Paulo já havia se arrependido. Você não pode concluir que ele era um inimigo do Senhor Jesus com base em seu desempenho antes de retornar ao Senhor.

Próximo:Pergunta 8: Você diz que Paulo nunca se arrependeu realmente. Mas Paulo disse que, para ele, viver é Cristo. Como você explica isso?

Conteúdo Relacionado

Coisas que talvez lhe interessem