Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 6: Nós renunciamos a todo o resto, espalhamos o evangelho do Senhor e pastoreamos a igreja. Esse tipo de trabalho é o caminho para implementar a vontade do Pai celestial. Há algo de errado com essa nossa prática?

Resposta: Espalhar o evangelho do Senhor e trabalhar para Ele não significa necessariamente fazer a vontade do Pai celestial. Para fazer a vontade do Pai celestial, o homem deve seguir o caminho do Senhor e guardar Seus mandamentos. O homem deve cumprir seu dever como o Senhor exige. Exatamente como o que o Senhor Jesus disse: “Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22:37-39). No que diz respeito à vontade do Pai celestial, o requisito mais importante é obedecer e praticar as palavras do Senhor Jesus. Esse é o princípio mais básico. Se o homem não se concentrar em seguir as palavras do Senhor Jesus e, em vez disso, se concentrar em seguir as palavras do homem na Bíblia, eles não estão fazendo a vontade do Pai celestial. Fazer a vontade do Pai celestial é seguir as palavras de Deus. As pessoas sempre exaltam as palavras dos apóstolos contidas na Bíblia, em vez de exaltar as do Senhor Jesus. Ao fazerem isso, não fazem a vontade de Deus, mas resistem a Ele. Aqueles que fazem a vontade de Deus podem obedecer a Deus, praticar Suas palavras, aceitar Sua comissão e dar testemunho de Deus, E essas pessoas não se rebelam contra Deus nem resistem a Ele. Elas são as que Deus louva. Tomem Abraão, por exemplo. Ele seguiu as palavras de Deus. Voluntariamente, ele devolveu seu amado filho único a Deus. Deus recompensou Abraão, abençoando seus descendentes, que se tornaram grandes nações. Outro exemplo é Jó. Ele reverenciava a Deus e ficava longe do mal. Durante suas provações, quando sua riqueza e filhos foram levados embora, ele se amaldiçoou ao invés de culpar Deus; ele continuou a louvar o santo nome de Deus Jeová. Portanto, ele era um homem perfeito aos olhos de Deus. Pedro é outro exemplo. Ele seguiu o Senhor Jesus por toda sua vida, buscando a verdade. Depois de aceitar a comissão do Senhor, ele conduziu a igreja em estrita conformidade com as exigências do Senhor. Ele foi capaz de obedecer a Deus até a morte e amá-Lo acima de tudo. Todos eles obedeceram e reverenciaram a Deus. Pessoas assim são as que fazem a vontade do Pai celestial. Se você disser que trabalhar para o Senhor significa implementar a vontade do Pai celestial, então, por que, depois que os fariseus viajaram por terra e mar para espalhar o evangelho e trabalharam duro, eles acabaram sendo condenados e amaldiçoados pelo Senhor Jesus? Isso foi porque eles criam em Deus, mas não seguiram Seu caminho. Quando o Senhor Jesus veio para fazer uma nova obra, não só os fariseus não aceitaram, como levaram todo o povo judeu a fanaticamente condenar e resistir ao Senhor Jesus. Eles até mesmo deram falso testemunho contra Ele. Tudo o que eles fizeram foi uma traição do caminho do Senhor; consideraram o Senhor Jesus como inimigo. Embora essas pessoas estivessem sofrendo muito e trabalhando duro, como podemos dizer que elas faziam a vontade do Pai celestial?

do roteiro do filme Memórias pungentes

Anterior:Pergunta 4: Todos nós cremos no Senhor por muitos anos e sempre seguimos o exemplo de Paulo em nosso trabalho para o Senhor. Fomos fiéis ao nome e ao caminho do Senhor, e a coroa de justiça certamente nos aguarda. Hoje, precisamos nos concentrar apenas em trabalhar arduamente para o Senhor e ficar atento ao Seu retorno. Somente assim podemos ser levados ao reino dos céus. Isso porque, na Bíblia, é dito que “e que os que por mim esperam não serão confundidos” (Isaías 49:23). Nós cremos na promessa do Senhor: Ele nos levará para o reino dos céus quando voltar. Pode, de fato, haver algo errado nessa prática?

Próximo:Pergunta 7: Hoje nós cremos no Senhor Jesus; nós sofremos e nos sacrificamos para difundir o nome do Senhor, renunciando a todo o resto. Estamos fazendo a vontade do Pai celestial. Isso significa que já fomos santificados. Quando o Senhor chegar, Ele definitivamente nos arrebatará ao reino dos céus.

Conteúdo Relacionado

Coisas que talvez lhe interessem