A encarnação de Deus Julgamento dos últimos dias Três estágios da obra de Deus Sobre os nomes de Deus Conhecer o único Deus verdadeiro A Era da Graça e a Era do Reino Conhecendo Cristo A obra de Deus e a obra do homem Discernindo entre o verdadeiro Cristo e os falsos cristos Conhecer a obra de Deus e Seu caráter A Bíblia e Deus A interpretação da Trindade Conhecendo a voz de Deus O verdadeiro significado do arrebatamento A igreja de Deus e a religião A essência desafiadora de Deus do mundo religioso e aqueles que estão no poder A essência e a raiz das trevas e do mal no mundo Sobre os grandes desastres O desfecho de cada tipo de pessoa A promessa de Deus e o destino do homem
  • 20 tipos de verdades do evangelho
    • A encarnação de Deus
    • Julgamento dos últimos dias
    • Três estágios da obra de Deus
    • Sobre os nomes de Deus
    • Conhecer o único Deus verdadeiro
    • A Era da Graça e a Era do Reino
    • Conhecendo Cristo
    • A obra de Deus e a obra do homem
    • Discernindo entre o verdadeiro Cristo e os falsos cristos
    • Conhecer a obra de Deus e Seu caráter
    • A Bíblia e Deus
    • A interpretação da Trindade
    • Conhecendo a voz de Deus
    • O verdadeiro significado do arrebatamento
    • A igreja de Deus e a religião
    • A essência desafiadora de Deus do mundo religioso e aqueles que estão no poder
    • A essência e a raiz das trevas e do mal no mundo
    • Sobre os grandes desastres
    • O desfecho de cada tipo de pessoa
    • A promessa de Deus e o destino do homem
Sobre os nomes de Deus

Por que Deus tem nomes diferentes em eras diferentes e o significado de Seus nomes

Em todas as eras em que Deus faz Sua própria obra pessoalmente, Ele utiliza um nome que convém à era de forma a resumir a obra que Ele pretende fazer. Ele utiliza esse nome em particular, que possui significado temporal, para representar Seu caráter naquela era. Isso é Deus utilizando a linguagem da humanidade para expressar Seu próprio caráter.

O nome de Deus pode mudar, mas Sua essência nunca muda

Também já fui chamado de Messias, e as pessoas uma vez Me chamaram de Jesus, o Salvador, porque elas Me amavam e respeitavam. Mas hoje não sou o Jeová ou o Jesus que as pessoas conheceram nos tempos passados; sou o Deus que voltou nos últimos dias, o Deus que irá colocar fim a esta era. Sou o Próprio Deus que Se ergue nos confins da terra, repleto de todo o Meu caráter e pleno de autoridade, honra e glória.

Deus Todo-Poderoso e o Senhor Jesus são encarnações do mesmo Deus

Há quem diga que Deus é imutável. Isso está correto, mas tem a ver com a imutabilidade do caráter de Deus e Sua substância. Mudanças em Seu nome e obra não provam que Sua substância mudou; em outras palavras, Deus sempre será Deus, e isso nunca mudará.[…] Assim, as palavras “Deus é sempre novo e nunca velho” referem-se à Sua obra, e as palavras “Deus é imutável” ao que Deus tem e é inerentemente. Independentemente disso, você não pode fazer a obra de seis mil anos depender de um único ponto, ou circunscrevê-la com palavras mortas. Tal é a estupidez do homem. Deus não é tão simples como o homem imagina, e Sua obra não pode permanecer em uma só era. Jeová, por exemplo, não pode sempre significar o nome de Deus; Deus também pode fazer Sua obra sob o nome de Jesus. Esse é um sinal de que a obra de Deus está sempre progredindo adiante.

Entre em contato conosco pelo WhatsApp