A encarnação de Deus Três estágios da obra de Deus Julgamento dos últimos dias Sobre os nomes de Deus A Era da Graça e a Era do Reino Salvação e salvação completa O caminho da vida eterna A obra de Deus e a obra do homem Conhecendo Cristo Conhecendo Deus A Bíblia e Deus Conhecendo a voz de Deus Deus desceu à China A igreja de Deus e a religião Discernindo os fariseus A interpretação da Trindade Verdades e doutrinas Seguindo a vontade de Deus O verdadeiro caminho sempre foi perseguido O verdadeiro significado do arrebatamento
  • 20 tipos de verdades do evangelho
    • A encarnação de Deus
    • Três estágios da obra de Deus
    • Julgamento dos últimos dias
    • Sobre os nomes de Deus
    • A Era da Graça e a Era do Reino
    • Salvação e salvação completa
    • O caminho da vida eterna
    • A obra de Deus e a obra do homem
    • Conhecendo Cristo
    • Conhecendo Deus
    • A Bíblia e Deus
    • Conhecendo a voz de Deus
    • Deus desceu à China
    • A igreja de Deus e a religião
    • Discernindo os fariseus
    • A interpretação da Trindade
    • Verdades e doutrinas
    • Seguindo a vontade de Deus
    • O verdadeiro caminho sempre foi perseguido
    • O verdadeiro significado do arrebatamento
As verdades acerca da relação entre os três estágios da obra de Deus e Seus nomes

A relação entre cada estágio da obra de Deus e Seu nome

Também já fui chamado de Messias, e as pessoas uma vez Me chamaram de Jesus, o Salvador, porque elas Me amavam e respeitavam. Mas hoje não sou o Jeová ou o Jesus que as pessoas conheceram nos tempos passados; sou o Deus que voltou nos últimos dias, o Deus que irá colocar fim a esta era. Sou o Próprio Deus que Se ergue nos confins da terra, repleto de todo o Meu caráter e pleno de autoridade, honra e glória.

O nome de Deus pode mudar, mas Sua essência jamais mudará

Há quem diga que Deus é imutável. Isso está correto, mas tem a ver com a imutabilidade do caráter de Deus e Sua substância. Mudanças em Seu nome e obra não provam que Sua substância mudou; em outras palavras, Deus sempre será Deus, e isso nunca mudará.[…] Assim, as palavras “Deus é sempre novo e nunca velho” referem-se à Sua obra, e as palavras “Deus é imutável” ao que Deus tem e é inerentemente. Independentemente disso, você não pode fazer a obra de seis mil anos depender de um único ponto, ou circunscrevê-la com palavras mortas. Tal é a estupidez do homem. Deus não é tão simples como o homem imagina, e Sua obra não pode permanecer em uma só era. Jeová, por exemplo, não pode sempre significar o nome de Deus; Deus também pode fazer Sua obra sob o nome de Jesus. Esse é um sinal de que a obra de Deus está sempre progredindo adiante.

Qual é a natureza do problema de o homem não conhecer o significado do nome de Deus ou aceitar Seu novo nome?

Essas são pessoas que não conseguem aceitar a nova obra do Espírito Santo; são conservadoras demais e incapazes de aceitar coisas novas. Tais pessoas creem em Deus, mas também rejeitam Deus. […] Embora tenham “máxima lealdade” às palavras ditas por Deus, ainda assim suas palavras e ações parecem repugnantes, pois elas se opõem à obra do Espírito Santo, são desonestas e cometem o mal. Aqueles que não seguem até o fim, que não acompanham a obra do Espírito Santo e se apegam à obra antiga não só fracassaram em sua lealdade a Deus, como, pelo contrário, se tornaram aqueles que se opõem a Deus, aqueles que são rejeitados pela nova era e que serão punidos. Há outros mais lamentáveis do que eles?