Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Palavras clássicas de Deus Todo-Poderoso, o Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

III) Palavras classicas sobre a santidade de Deus

54.A essência da santidade é o amor verdadeiro, mas, mais do que isso, é a essência da verdade, justiça e luz. A palavra “santo” só é apropriada quando aplicada a Deus; nada na criação pode ser digno de ser chamado de santo. O homem deve entender isso.

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

55. Você saberá que a santidade de Deus, […] é a perfeita essência de Deus, o amor desinteressado de Deus, que tudo isso que Deus concede ao homem é desinteressado, e você virá a saber que a santidade de Deus é imaculada e irrepreensível. Essas essências de Deus não são apenas palavras que Ele usa para mostrar Sua identidade, mas, ao contrário, Deus usa Sua essência para lidar silenciosa e sinceramente com cada indivíduo. Em outras palavras, a essência de Deus não é vazia, tampouco é teórica ou doutrinária e certamente não é um tipo de conhecimento. Ela não é um tipo de educação para o homem, mas, ao contrário, é a verdadeira revelação das próprias ações de Deus e a essência revelada do que Deus tem e é.

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

56. A veracidade de Deus é Sua santidade? A fidelidade de Deus é Sua santidade? A abnegação de Deus é Sua santidade? A humildade de Deus é Sua santidade? O amor de Deus pelo homem é Sua santidade? Deus concede livremente a verdade e a vida ao homem – isso é Sua santidade? (Sim.) Toda a santidade que Deus revela é única; ela não existe dentro da humanidade corrupta, nem pode ser vista lá. Nem o menor vestígio dela pode ser visto durante o processo de corrupção do homem por Satanás, nem no caráter corrupto de Satanás, nem na essência ou natureza de Satanás. Tudo o que Deus tem e é é único e só o Próprio Deus tem esse tipo de essência, só o Próprio Deus possui esse tipo de essência.

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

57. Tudo que Deus faz é conduzir e guiar o homem na direção de uma vida normal. Quer seja para que o homem guarde Suas regras ou respeite Suas leis, o objetivo de Deus para o homem é que este não adore Satanás, não seja prejudicado por Satanás; isso é fundamental e foi isso que aconteceu no princípio. No começo de tudo, quando o homem não entendia a vontade de Deus, Ele tomou algumas leis e regras simples e fez provisões que cobriam todos os aspectos concebíveis. Essas provisões são muito simples e, não obstante, contêm a vontade de Deus. Deus preza, valoriza e ama profundamente a humanidade. Não é esse o caso? (Sim.) Podemos então dizer que Seu coração é santo? Podemos dizer que Seu coração é puro? (Sim.) Deus tem alguma intenção ulterior? (Não.) Então, esse Seu objetivo é correto e positivo? (Sim.) Não importa que provisões Deus tenha feito, no curso de Sua obra todas têm um efeito positivo para o homem, e elas mostram o caminho. Existe então algum pensamento interesseiro na mente de Deus? Deus tem quaisquer objetivos adicionais no que diz respeito ao homem, ou quer usar o homem de alguma maneira? (Não.) De modo algum. Deus faz o que diz, e Ele também pensa desse modo em Seu coração. Não existem propósitos misturados, nem pensamentos interesseiros. Deus não faz nada para Si Mesmo, mas faz absolutamente tudo para homem, sem nenhum propósito pessoal. Embora Ele tenha planos e intenções para o homem, Ele não faz nada para Si Mesmo. Tudo que Ele faz é feito puramente para humanidade, para protegê-la e impedi-la de ser levada a se desviar. […] Seu amor pelo homem, Seu valorizar e estimar o homem não podem ser claramente expressos em apenas uma ou duas sentenças. Não é algo que é ocasionado pelo vangloriar do homem, mas é algo que Deus cria na prática real; é a revelação de Sua essência. Podem todas essas maneiras pelas quais Deus opera permitir que o homem veja a santidade de Deus? […] Tudo que Deus dá ao homem, incluindo Suas palavras, as diferentes maneiras pelas quais opera no homem, aquilo que Ele diz ao homem, aquilo que Deus faz o homem recordar, aquilo que Ele aconselha e encoraja, tudo isso se origina da mesma essência: tudo se origina da santidade de Deus. Se não houvesse um Deus santo assim, homem algum poderia ocupar Seu lugar para realizar a obra que Ele faz.

de ‘O Próprio Deus, o Único IV’ em “A Palavra manifesta em carne”

58. Deus opera de maneira gentil, amorosa, delicada e atenciosa, uma maneira especialmente dosada e apropriada. Sua maneira não faz você sentir emoções intensas como “Deus deve me deixar fazer isto” ou “Deus deve me deixar fazer aquilo”. Deus nunca lhe proporciona esse tipo de mentalidade intensa ou de sentimentos intensos que torna as coisas insuportáveis. Isso não está correto? Mesmo quando você aceita as palavras de Deus de julgamento e castigo, como é que você se sente então? Quando sente a autoridade e o poder de Deus, como você se sente então? Você sente que Deus é divino e inviolável? (Sim.) Você se sente distante de Deus nesses momentos? Sente medo de Deus? (Não.) Não. Em vez disso, você sente uma temerosa reverência por Deus. As pessoas sentem todas essas coisas somente por causa da obra de Deus? (Sim.) Então, elas teriam esses sentimentos se Satanás operasse no homem? (Não.) Deus usa Suas palavras, Sua verdade e Sua vida para prover continuamente ao homem, para apoiá-lo. Quando o homem é fraco, quando o homem está se sentindo abatido, Deus certamente não fala asperamente, dizendo: “Não fique abatido. Para que se abater? Por que se sente fraco? Que motivo há para se sentir fraco? Voce está tão fraco e sempre tão abatido. De que adianta viver? Morra de uma vez!” Deus opera desse modo? (Não.) Deus tem autoridade para agir assim? (Sim.) Mas Deus age assim? (Não.) A razão pela qual Deus não age assim é Sua essência, a essência da santidade de Deus.

de ‘O Próprio Deus, o Único IV’ em “A Palavra manifesta em carne”

59. Mateus 4:1-4 Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome. Chegando, então, o tentador, disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.

[…]

[…] o Senhor Jesus disse: “Nem só de pão viverá o homem”, significando que, embora o homem viva em um corpo físico, o que lhe concede vida, o que permite a seu corpo físico viver e respirar, não é a comida, mas todas as palavras declaradas pela boca de Deus. De um lado, o homem encara essas palavras como verdade. As palavras lhe dão fé, fazem-no sentir que pode confiar em Deus, que Deus é a verdade. De outro lado, há um aspecto prático nessas palavras? (Há.) Por quê? Porque o Senhor Jesus jejuou por 40 dias e noites e Ele ainda está ali de pé, ainda está vivo. Isso não é uma ilustração? Ele não comeu coisa alguma, nenhuma comida por 40 dias e noites. Ele ainda está vivo. Essa é a poderosa evidência por trás de Sua frase. A frase é simples, mas, no que concerne ao Senhor Jesus, essa frase veio do Seu coração, foi ensinada a Ele por alguma outra pessoa ou Ele pensou nela somente por causa do que Satanás dissera para Ele? Pensem nisso. Posto de outra maneira, Deus é verdade e Deus é vida, mas a verdade e a vida de Deus são um acréscimo posterior? Elas se originaram da experiência? (Não.) Não, são inatas em Deus, significando que verdade e vida são a substância de Deus. O que quer que Lhe suceda, o que Ele revela é verdade. Essa verdade, essa frase – quer seu conteúdo seja longo ou breve – pode deixar o homem viver, pode dar-lhe vida; ela pode capacitar o homem para encontrar, dentro de si, a verdade, clareza sobre a senda da vida humana e capacitá-lo a ter fé em Deus. Em outras palavras, a fonte do uso que Deus faz dessa frase é positiva. Então, podemos dizer que essa coisa positiva é santa? (Sim.)

de ‘O Próprio Deus, o Único V’ em “A Palavra manifesta em carne”

61. Você não verá Deus sustentar opiniões similares sobre coisas que as pessoas têm e, ademais, você não O verá usar os pontos de vista humanos, seu conhecimento, sua ciência ou sua filosofia nem a imaginação do homem para tratar das coisas. Em vez disso, tudo que Deus faz e tudo que Ele revela está conectado com a verdade. Isto é, toda palavra que Ele disse e toda ação que Ele tomou concerne à verdade. Essa verdade e essas palavras não são nenhuma fantasia sem fundamento, mas, ao contrário, são expressas por Deus devido à substância de Deus e Sua vida. Porque essas palavras e a substância de tudo que Deus fez são a verdade, podemos dizer que a substância de Deus é santa. Em outras palavras, tudo que Deus diz e faz traz vitalidade e luz às pessoas; permite que as pessoas vejam coisas positivas e a realidade dessas coisas positivas e lhes permite trilhar a senda correta. Essas coisas são determinadas por causa da substância de Deus e são determinadas devido à substância de Sua santidade.

de ‘O Próprio Deus, o Único V’ em “A Palavra manifesta em carne”

61. “Deus é santidade única”: Ele pode aguentar esse título? (Sim.) Portanto, no mundo e entre todas as coisas, é somente o Próprio Deus que pode aguentar esse entendimento do homem? Existe mais alguém? (Não.) Então, o que exatamente Deus dá ao homem? Ele lhe dispensa somente poucos cuidados, interesse e consideração quando você não está prestando atenção? O que Deus deu ao homem? Deus deu vida ao homem, deu-lhe tudo, e lhe outorga incondicionalmente sem exigir nada, sem nenhuma intenção ulterior. Ele usa a verdade, usa Suas palavras, usa Sua vida para conduzir e guiar o homem, afastando-o dos danos de Satanás, de suas tentações, de sua sedução, permitindo que o homem enxergue claramente através da natureza maligna de Satanás e de sua face hedionda. O amor e o interesse de Deus pela humanidade são verdadeiros? São algo que cada um de vocês pode experimentar? (Sim.)

de ‘O Próprio Deus, o Único IV’ em “A Palavra manifesta em carne”

62. Sempre que Satanás corrompe o homem ou se envolve em um dano descontrolado, Deus não fica impassível, de perto, nem empurra para um lado ou finge que não vê aqueles que Ele escolheu. Tudo que Satanás faz é perfeitamente claro e compreendido por Deus. Não importa o que Satanás faça, não importa que tendência ele faça surgir, Deus sabe tudo que Satanás está tentando fazer, e Deus não desiste daqueles que Ele escolheu. Ao contrário, sem atrair qualquer atenção, em segredo, silenciosamente, Deus faz tudo que é necessário. Quando Deus começa a obra em alguém, quando Ele escolhe alguém, Ele não proclama isso a ninguém, nem proclama isso a Satanás, muito menos faz algum grande gesto. Ele apenas, muito tranquilamente, muito naturalmente, faz o que é necessário. Primeiro, Ele escolhe uma família para você; que tipo de antecedentes a família tem, quem são seus pais, quem são seus ancestrais, tudo isso já foi decidido por Deus. Em outras palavras, não foram decisões tomadas de improviso por Ele, mas ao contrário, foi um trabalho começado muito tempo atrás. Depois de Deus escolher uma família para você, Ele também escolhe a data em que você vai nascer. Agora, Deus observa como você vem chorando ao mundo, observa seu nascimento, observa quando você diz suas primeiras palavras, observa quando você tropeça e dá seus primeiros passos aprendendo a andar. Primeiro, você dá um passo e, então, outro… agora você consegue correr, agora consegue pular, agora consegue falar e agora consegue expressar seus sentimentos. À medida que os homens crescem, o olhar de Satanás está fixo em cada um deles, como um tigre espreitando sua presa. Mas, ao fazer Sua obra, Deus nunca sofreu quaisquer limitações das pessoas, dos eventos ou das coisas, do espaço ou do tempo; Ele faz o que deve e faz o que necessita ser feito. No processo do crescimento, você pode encontrar muitas coisas que não são do seu agrado, pode encontrar enfermidades e frustrações. Mas, enquanto você trilha essa estrada, sua vida e seu futuro estão estritamente sob os cuidados de Deus. Deus lhe dá uma garantia genuína que dura toda sua vida, pois Ele está bem ao seu lado, protegendo você e cuidando de você.

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

63. Da hora em que você nasceu até agora, Deus realizou muita obra em você, mas Ele não lhe dá um relato ponto a ponto de tudo o que Ele fez. Deus não lhe permitiu saber e Ele não lhe contou certo? No entanto, para o homem, tudo que Ele faz é importante. Para Deus, é algo que Ele deve fazer. Em Seu coração há algo importante que Ele necessita fazer que excede em muito qualquer uma dessas coisas. E o que é? É isto: da hora em que os homens nasceram até agora, Deus deve garantir a segurança de cada um deles. […] Essa segurança significa você não ser devorado por Satanás. Isso é importante? Você não ser devorado por Satanás diz respeito à sua segurança, ou não? (Sim.) Isso diz respeito à sua segurança pessoal, e não pode haver nada mais importante. Depois que você tiver sido devorado por Satanás, nem sua alma, nem sua carne pertencem mais a Deus. Deus não mais o salvará. Deus abandona almas assim e abandona pessoas assim. Por isso, Eu digo que a coisa mais importante que Deus tem a fazer é garantir sua segurança, garantir que você não seja devorado por Satanás. Isso é muito importante, não é?

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

64. Através de toda a obra que Deus faz pelo homem, este gradualmente amadurece, cresce e passa a conhecer as intenções de Deus, a conhecer alguma verdade, a conhecer o que são coisas positivas e o que são coisas negativas, a conhecer o que é o mal e o que são as trevas. Deus nem sempre castiga e disciplina o homem, nem sempre mostra tolerância e paciência. Antes, Ele provê para cada pessoa de diferentes maneiras, em seus diferentes estágios e de acordo com suas diferentes estaturas e calibres. Ele faz muitas coisas pelo homem e com grande custo; o homem não percebe nada desse custo ou dessas coisas que Deus faz e, mesmo assim, tudo o que Ele faz é, na realidade, realizado em cada pessoa individual. O amor de Deus é real: através da graça de Deus, o homem evita um desastre depois do outro, enquanto que, pela fraqueza do homem Deus mostra reiteradamente Sua tolerância. O julgamento e o castigo de Deus permitem que as pessoas gradualmente venham a conhecer a corrupção da humanidade e a sua essência satânica. O que Deus provê, Sua iluminação do homem e Sua orientação permitem a humanidade conhecer cada vez mais da essência da verdade e conhecer de maneira crescente do que as pessoas precisam, que estrada devem tomar, para que vivem, o valor e o sentido de suas vidas e como percorrer a estrada à frente. Todas essas coisas que Deus faz são inseparáveis do Seu único propósito original. Qual é, pois, esse propósito? Vocês sabem? Por que Deus usa esses métodos para executar Sua obra no homem? Que resultado Ele quer alcançar? Em outras palavras, o que Ele quer ver no homem e obter dele? O que Deus quer ver é que o coração do homem pode ser reavivado. Esses métodos que Ele usa para operar no homem são para continuamente despertar o coração do homem, despertar o espírito do homem, fazer com que o homem saiba de onde ele veio, quem o está guiando, apoiando, provendo para ele e quem tem permitido ao homem viver até agora; eles são para permitir que o homem saiba quem é o Criador, a quem ele deve adorar, que tipo de estrada ele deve seguir e de que maneira o homem deveria chegar diante de Deus; eles são usados para gradualmente reavivar o coração do homem, de modo que o homem conheça o coração de Deus, entenda o coração de Deus, e compreenda o grande cuidado e pensamento por trás da Sua obra para salvar o homem. Quando o coração do homem é reavivado, ele não deseja mais viver a vida de um caráter degenerado e corrupto, mas, em vez disso, deseja seguir a verdade na satisfação de Deus. Quando o coração do homem tiver sido despertado, ele será capaz de fazer uma ruptura completa com Satanás, para não ser mais prejudicado por Satanás, para não ser mais controlado ou enganado por ele. Em vez disso, o homem pode cooperar com a obra de Deus e com Suas palavras de uma maneira positiva para satisfazer o coração de Deus, alcançando assim o temer a Deus e o evitar do mal. Esse é o propósito original da obra de Deus.

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

65. Podemos ver agora que tudo o que Deus faz, tudo o que Ele arranja meticulosamente para o homem é imaculado. Tudo o que Deus faz é sem erro, o que significa que é impecável, não precisando de ninguém para o corrigir, dar conselhos ou fazer qualquer mudança. Tudo o que Deus faz para todo indivíduo está acima de dúvida; Ele conduz todo mundo pela mão, cuida de você a todo momento e nunca saiu do seu lado. À medida que as pessoas crescem neste tipo de ambiente e crescem com este tipo de experiência, poderíamos dizer que as pessoas de fato crescem na palma da mão de Deus? (Sim.) […] O grande pensamento e cuidado por trás de tudo que Deus faz está acima de questionamento. Além disso, enquanto Deus realiza essa obra, Ele nunca estabeleceu nenhuma condição ou exigência a qualquer um de vocês para saber o preço que Ele paga por você, para que você se sinta profundamente grato a Ele.

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

66. O tratamento de Deus para cada pessoa é sério e responsável, mais responsável até do que você é por si mesmo. Não é assim? Deus não fala em vão, nem assume ares de superioridade, nem se satisfaz enganando as pessoas. Em vez disso, Ele está honesta e silenciosamente fazendo as coisas que Ele Próprio precisa fazer. […] Não há engano em Deus, nem falsidade. Deus é fiel e tudo o que Ele faz é real. Ele é a única coisa com a qual as pessoas podem contar e a única coisa à qual as pessoas podem confiar sua vida e tudo mais. […] Não vemos nenhuma das maldades de Satanás revelada em Deus. Tudo o que Deus faz e revela é totalmente benéfico e útil para o homem, é feito inteiramente para prover o homem, é cheio de vida e dá ao homem uma estrada para seguir e uma direção a tomar. Deus não é corrupto e, além disso, olhando agora para tudo o que Deus faz, podemos dizer que Deus é santo? (Sim.) Como Deus não tem nada da corrupção da humanidade e não tem nada similar nem idêntico ao caráter corrupto da humanidade, nem da essência de Satanás, desse ponto de vista, podemos dizer que Deus é santo. Deus não revela corrupção e a revelação de Sua própria essência em Sua obra é toda a confirmação de que precisamos de que o Próprio Deus é santo.

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

67. Há um limite para a paciência de Deus em relação à corrupção, imundície e violência do homem. Quando atingir esse limite, Ele não será mais paciente e, em vez disso, começará Seu novo gerenciamento e novo plano, começará a fazer o que Ele tem que fazer, revelar Seus atos e o outro lado de Seu caráter. Essa ação Dele não é para demonstrar que Ele nunca deve ser ofendido pelo homem ou que Ele está cheio de autoridade e ira, e não é para mostrar que Ele pode destruir a humanidade. É que Seu caráter e Sua essência santa já não podem permitir, já não têm paciência para que esse tipo de humanidade viva diante Dele, para viver sob Seu domínio. Ou seja, quando toda a humanidade estiver contra Ele, quando não houver ninguém que Ele possa salvar em toda a terra, Ele não terá mais paciência para tal humanidade e, sem qualquer receio, realizará Seu plano – destruir esse tipo de humanidade. Tal ato de Deus é determinado por Seu caráter. Esta é uma consequência necessária e uma consequência que todo ser criado sob o domínio de Deus deve suportar.

de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus I’ em “A Palavra manifesta em carne”

68. Posso dizer a vocês severa e solenemente: não há nenhuma parte da ira de Deus que possa levar alguém a duvidar. Sua raiva é pura, inadulterada e não esconde nenhuma outra intenção ou objetivo. A razão de Sua raiva é pura, inocente e acima de crítica. Ela é uma revelação e uma demonstração natural de Sua substância santa; é algo que ninguém da criação possui. Essa é uma parte do caráter justo único de Deus e também é uma diferença impressionante entre as substâncias respectivas do Criador e de Sua criação.

de ‘O Próprio Deus, o Único II’ em “A Palavra manifesta em carne”

69. Quando você chegar a compreender a santidade de Deus, você poderá realmente crer em Deus; quando você chegar a compreender a santidade de Deus, você poderá, então, realmente entender o verdadeiro significado das palavras “o Próprio Deus, o Único”. Você não mais imaginará que pode escolher caminhar por outras estradas, e não mais terá vontade de trair tudo que Deus tem arranjado para você. Porque a essência de Deus é santa, isso significa que somente por meio de Deus você pode caminhar na estrada certa e brilhante através da vida; somente por meio de Deus você pode conhecer o significado da vida, somente por meio de Deus você pode viver uma vida real, possuir a verdade, conhecer a verdade, e somente por meio de Deus você pode obter a vida a partir da verdade. Somente o Próprio Deus pode ajudá-lo a evitar o mal e libertá-lo do dano e controle de Satanás. Além de Deus, ninguém e nada podem salvá-lo do mar de sofrimento de maneira que você não sofra mais: isso é determinado pela essência de Deus. Somente o Próprio Deus o salva tão desinteressadamente, somente Deus é definitivamente responsável pelo seu futuro, por seu destino e por sua vida, e Ele arranja todas as coisas para você. Isso é algo que nada criado ou não criado pode alcançar. Pois nada que foi criado ou que não foi criado possui a essência de Deus tal como essa, nenhuma pessoa ou coisa tem a habilidade de salvá-lo ou de liderá-lo. Essa é a importância da essência de Deus para o homem.

de ‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior:(II) Palavras classicas sobre o justo caráter de Deus

Próximo:IV) Palavras clássicas sobre Deus como fonte de vida para todas as coisas