14. A única forma de viver como uma pessoa de verdade

Por Xincheng, China

Certa vez, li um romance de um escritor japonês que contava sobre um negociante que conseguiu vender um soro de crescimento de cabelo, tintura de cabelo, pomada, diluente e um aparador de cabelo a um pintor que tinha pouco cabelo, dizendo que poderia resolver seus problemas. O pintor gastou muito dinheiro, mas continuou com pouco cabelo como antes. O escritor usou a sátira para expor as fraudes que alguns vendedores inescrupulosos usam hoje em dia, alertando as pessoas para que não sejam enganadas. Esse tipo de coisa está ficando cada vez pior, mas ninguém consegue resolver o problema. Eu também já fui assim. Eu mentia e enganava os clientes para ganhar mais dinheiro. Fiquei tão envolvida nisso, que não conseguia mais parar. Então, eu aceitei a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias e entendi algumas verdades lendo as palavras Dele. Minha perspectiva foi transformada e comecei a praticar a verdade e a ser honesta de acordo com as palavras de Deus. Essa é a única maneira de viver abertamente e ter uma semelhança humana.

Quando abri um salão de beleza, jurei que faria negócios honestamente. E foi exatamente o que fiz, evitando qualquer tipo de exploração. Eu fazia o meu melhor para cada cliente que atendia, e ainda cobrava mais barato do que meus concorrentes. Mas depois de me matar de trabalhar por um ano, meu lucro foi de apenas 2.000 yuans depois de pagar o aluguel, os impostos, água e luz, taxas de aquecimento e assim por diante. Eu tinha muito mais clientes do que meus concorrentes, mas eles ganhavam muito mais do que eu. Eu sabia que a maioria deles ganhava dinheiro roubando dos clientes, usando táticas escusas para obter lucro. A verdade é que, às vezes, eu queria fazer o que eles estavam fazendo mas não me sentia bem ganhando dinheiro assim. Como diz o velho ditado, “pobre, mas orgulhoso”. Eu precisava manter minha integridade, mesmo continuando pobre. Pensei muito nisso, mas decidi continuar fazendo negócios de acordo com minha consciência e ser uma boa pessoa, mesmo ganhando pouco. Três anos se passaram voando, e outros cabeleireiros que haviam começado na mesma época que eu, agora estavam comprando salões maiores e fazendo grandes negócios. Alguns deles até tinham seus próprios carros, mas eu estava exatamente na mesma posição de três anos antes.

Um dia, meu pai adoeceu e foi internado no hospital. Para tratá-lo, eu ia gastar milhares de yuans. Eu quase não tinha economias. Peguei emprestado o máximo de dinheiro que pude, mas, ainda assim, só consegui pagar metade da conta médica. Pensando no quanto eu tinha pego emprestado e sem saber quando conseguiria pagar tudo, uma batalha começou dentro de mim: devo aumentar um pouco meus preços? E se eu cobrasse um pouco mais dos clientes mais ricos? Enquanto eu sofria com esse dilema, uma amiga me disse: “Você sofre assim por se apegar demais à sua honra. O lucro anual dos outros cabeleireiros são de dezenas de milhares, mas o seu é de apenas alguns milhares. Você é muito teimosa. Se quiser pagar essa dívida logo, terá de ser mais esperta nos negócios. Você precisará de alguns truques na manga para ganhar mais dinheiro”. Depois que ela saiu, a dona de um salão do outro lado da rua se aproximou e me provocou: “Você administra esse salão muito bem! O negócio é bom e sua reputação é boa, mas não dá muito lucro. Quer ser a Madre Teresa? Se eu tivesse suas habilidades, já estaria rica há muito tempo. Você é honesta demais. Precisa ser esperta para administrar um negócio, mas você se mata de trabalhar e não ganha quase nada. As pessoas não dizem ‘o dinheiro move o mundo’ e ‘apenas um tolo não ganha um pouco a mais’? Deveria pensar nisso”. Naquela noite, fiquei revirando na cama, sem conseguir dormir. “O que elas disseram realmente faz sentido”, pensei. “Sou totalmente honesta em meu negócio, quando é que vou ganhar dinheiro? É como dizem: ‘Dinheiro não é tudo, mas sem ele, você não consegue fazer nada’. Todo mundo tem um preço. Além disso, meu pai está doente no hospital e não posso atrasar o tratamento. Para eu pagar o tratamento e poder pagar minhas dívidas, não vai faz mal empregar algumas táticas para ganhar mais dinheiro.” Isso me deixou mais confortável, então, decidi testar as táticas com os clientes mais ricos.

No dia seguinte, entrou uma cliente querendo fazer permanente no cabelo. Pela roupa, ela parecia uma pessoa bem rica, então decidi aproveitar a chance de ganhar um pouco mais. Quando ela foi pagar, cobrei 200 yuans sem hesitar. Para falar a verdade, meu coração estava batendo forte. Normalmente cobro 120 yuans, por isso, ao cobrar aquele preço tão alto, imaginei se ela não me acusaria de cobrar demais. Se ela reclamasse que estava caro demais, eu poderia abaixar um pouco. Eu não conseguia olhar nos olhos dela, por causa da culpa. Ela entregou o dinheiro prontamente, e ainda elogiou meu trabalho. Ela ficou muito feliz com o penteado e disse que pagaria qualquer coisa que eu cobrasse. Disse que me recomendaria para seus amigos e familiares. Depois que ela saiu, fiquei um pouco incomodada. Ela confiou em mim, mas eu a enganei. Foi imoral de minha parte. Mas pensei no ditado: “Apenas um tolo não ganha um pouco a mais”. Eu também precisava considerar minhas dívidas, por isso, enterrei meu sentimento de culpa. Daquele dia em diante, mudei minha atitude em relação aos negócios. Sempre que uma cliente rica entrava, eu a recebia cheia de sorrisos, e recomendava alguns serviços e produtos específicos.

Uma vez, uma cliente disse que queria lavar e fazer escova. Eu pensei: “Lavar o cabelo custa menos de 10 yuans. Preciso achar um truque para ganhar mais do que isso”. Então, eu disse: “Seu cabelo está muito seco. Se não cuidar logo, ele pode começar a cair, e o cabelo é como um segundo rosto para as mulheres. Se o cabelo começar a dar problema, será tarde demais para cuidar”. Ela se convenceu do que eu disse, e gastou 300 yuans em produtos nutritivos antiqueda de cabelos e passou a tratá-los regularmente com óleo quente. Depois que ela saiu, senti-me um pouco incomodada. Ganhei o dinheiro, mas não tinha certeza da eficácia do produto. Embora eu tenha falado bem dele, o que eu faria se não funcionasse, e ela voltasse para reclamar? Mas como eu já tinha vendido, não adiantava me preocupar. Dias depois, cortando o cabelo de outra cliente, ela disse que tinha caspa e coceira no couro cabeludo. Pensei: “Posso recomendar alguns dos xampus que vendo aqui para ganhar um pouco mais de dinheiro”. Eu disse com cuidado: “Caspa e coceira no couro cabeludo são causadas por uma inflamação. Se ficar sério, você pode começar a perder cabelo, o que afetaria sua autoestima”. Rapidamente, ela me perguntou o que poderia ser feito a respeito. É claro que recomendei meu xampu anticaspa, e prometi que funcionaria bem. Ela comprou o xampu com alegria. Eu cobrei 68 yuans por um produto que me custou apenas 25, e ela ainda me agradeceu muito. Percebi como é fácil ganhar dinheiro assim. Não é à toa que os outros cabeleireiros já tinham ficado ricos. Notei que eu também poderia ficar rica rapidamente, e não precisaria mais me preocupar com as contas do hospital do meu pai. Assim, a inquietação do meu coração foi desaparecendo aos poucos e passei a acreditar que a única maneira de ganhar dinheiro era mentindo e trapaceando.

Dez anos se passaram num piscar de olhos. Eu ganhei algum dinheiro, paguei todas as minhas dívidas, e ainda comprei uma casa e um carro. Eu não sabia o motivo, mas embora vivesse com mais conforto, simplesmente não conseguia me sentir feliz. Eu sempre sentia um vazio e um incômodo. É como dizem: “Deus enxerga tudo que fazemos”, e “tudo o que vai, volta”. Eu temia que todos os clientes que enganei votassem um dia para acertar as contas comigo. Isso arruinaria minha reputação. Esse pensamento me aterrorizava, por isso eu vivia com medo. Era muito cansativo. Eu queria muito voltar a fazer negócios honestamente, mas não conseguia. Eu era como um ladrão que desenvolveu um gosto pelo roubo. Eu queria desistir, mas não conseguia.

Justo quando eu estava lutando, presa na lama do pecado, uma amiga partilhou comigo o evangelho de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias. Ela me disse que todas as palavras de Deus são a verdade, e podem resolver todas as nossas dificuldades e curar a dor de nossa alma. Depois disso, comecei a participar das reuniões e ler as palavras de Deus com os outros, cantando canções de louvor. Eu senti uma paz verdadeira. Esse tipo de sentimento não tem preço. Decidi praticar bem a minha fé.

Certa vez, em uma reunião, os irmãos leram uma passagem das palavras de Deus. “Ser honesto significa entregar seu coração a Deus, ser genuíno com Ele em todas as coisas, ser aberto com Ele em todas as coisas, nunca esconder os fatos, nunca tentar enganar quem está acima e abaixo de você e não fazer as coisas apenas para conseguir o favor de Deus. Resumindo, ser honesto é ser puro em suas ações e palavras e não enganar nem a Deus nem aos homens. […] Se você tiver muitas confidências que reluta em compartilhar, se estiver muito indisposto a desnudar seus segredos — suas dificuldades — diante dos outros de forma a buscar o caminho da luz, então digo que você é alguém que não alcançará a salvação facilmente e que não emergirá facilmente das trevas” (‘Três admoestações’ em “A Palavra manifesta em carne”). Isso me comoveu de verdade. Eu vi que Deus gosta de pessoas honestas e detesta enganadores. Ser uma pessoa honesta é a única maneira de entrar em Seu reino. Os irmãos e as irmãs eram puros e abertos. Mesmo que em certos momentos eles mentissem para proteger sua reputação e status, eles sempre conseguiam refletir sobre si mesmos e ser abertos e honestos. Eles viviam com verdadeira liberdade. Eu sentia que a igreja era bem diferente do mundo. Deus gosta de pessoas honestas, e quanto mais honesto alguém é, mais Deus gosta dele, mas quanto mais enganador, mais Ele o detesta. Somente pessoas honestas podem obter verdadeira felicidade e alegria. Eu realmente queria ser uma pessoa honesta, que agradasse a Deus. Mas pensei que, como uma mulher empreendedora, nesta sociedade materialista, em que o dinheiro é tudo, fazer negócios honestamente significa não ganhar dinheiro, e ainda ser feita de tola pelos outros. É impossível manter uma posição assim, numa sociedade como esta, no final, temos que fechar a empresa. Mas as palavras de Deus afirmam claramente que Ele gosta dos honestos, e que os enganadores dificilmente serão salvos. Se eu deixasse de praticar a verdade, como Deus exige, e continuasse sendo dissimulada, mentindo e trapaceando em meus negócios, Deus ficaria enojado de mim. Eu pensei muito, e finalmente decidi agir de acordo com as palavras de Deus, e praticar dizer a verdade e ser uma pessoa honesta.

Um dia, quando eu estava cortando o cabelo de uma cliente, ela perguntou se seu cabelo estava seco e, em caso afirmativo, ela também queria fazer um tratamento com óleo. Eu pensei: “Ganho apenas 10 yuans com o corte de cabelo, mas um tratamento com óleo significaria pelo menos mais cem. A própria cliente pediu por isso. Eu não empurrei nenhum serviço a ela para ganhar mais dinheiro”. Na verdade, dei uma olhada no cabelo dela e vi que não estava seco, mas, se eu contasse a verdade, ela não pediria o serviço. Justo quando eu estava me sentindo perdida, estas palavras de Deus me ocorreram: “Ser honesto é ser puro em suas ações e palavras e não enganar nem a Deus nem aos homens” (‘Três admoestações’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus me lembraram que pessoas honestas são práticas e realistas em suas palavras e ações. Elas não são enganadas diante de Deus, nem de outras pessoas. Como eu queria ser uma pessoa honesta, deveria agir de acordo com as palavras de Deus e falar a verdade. Então, eu disse à cliente: “Seu cabelo não está seco. Não desperdice seu dinheiro”. Ela respondeu: “Estou surpresa com a sua integridade profissional. Atualmente, poucas pessoas do mundo dos negócios são como você. Sem dúvida, vou indicar você a todas as pessoas da minha família”. Fiquei emocionada quando a cliente disse isso. Agradeci a Deus diversas vezes. Eu experimentei como é maravilhoso e doce ser honesta e dizer a verdade!

Nos dias que se seguiram, agi como uma pessoa honesta de acordo com os requisitos de Deus. Antes que eu percebesse, todo aquele medo, toda aquela preocupação em meu coração tinham desaparecido, e não me preocupava mais com a possibilidade de alguém voltar para reclamar. Dormia profundamente todas as noites. Me pareceu que eu poderia praticar a verdade e falar com honestidade, mas, para minha surpresa, meus caracteres e filosofias satânicas estavam profundamente arraigados. Quando fui tentada por grandes lucros, voltei aos meus velhos hábitos.

Um dia, cinco mulheres entraram no salão. Elas tinham acabado de voltar de uma viagem e o taxista recomendou meu salão, por isso elas foram direto para lá. Uma das mulheres disse: “O preço não importa, só queremos que você faça um bom trabalho”. Ao ouvi-la dizer isso, pensei: “Isso é dinheiro na mão. Deus vai me perdoar, se eu esconder a verdade apenas desta vez”. Então, eu disse que os permanentes de 160 yuans custavam 260. Elas não disseram uma palavra. Ganhei 500 yuans a mais dessa forma. Fiquei muito feliz quando recebi o dinheiro, pensando que não precisaria me preocupar com o aluguel da loja naquele mês. Mas, naquela noite, eu me senti triste e chateada. Revirei-me na cama, sem conseguir dormir.

Mais tarde, pensei se eu sabia que ser uma pessoa honesta era algo positivo e estava relacionado à forma como conduzimos nossa vida, e se podemos ser salvos e entrar no reino de Deus. Então, por que eu não conseguia colocar em prática? Qual era o motivo desse meu comportamento? Em busca de respostas, assisti a um vídeo de uma leitura das palavras de Deus. Deus Todo-Poderoso diz: “No passado, as pessoas administravam seus negócios de uma forma que ninguém era enganado; vendiam seus produtos com o mesmo preço, não importando quem estivesse comprando. Não se transmitem aqui alguns elementos de boa consciência e humanidade? Quando as pessoas conduziam seus negócios dessa forma, de boa fé, podemos ver que elas ainda tinham alguma consciência e alguma humanidade naquele tempo. Mas com a exigência crescente do homem de dinheiro, as pessoas, inadvertidamente, vieram a amar o dinheiro, o ganho e o prazer mais e mais. Em suma, as pessoas vieram a ver o dinheiro como mais importante do que antes. Quando as pessoas veem o dinheiro como mais importante, elas inadvertidamente começam a dar menos importância à sua reputação, sua fama, seu bom nome e sua integridade, não é? Quando você se envolve com negócios, você vê os outros usando vários artifícios para enganar as pessoas e ficar ricos. Embora o dinheiro ganho seja mal ganho, eles ficam cada vez mais ricos. Mesmo que se envolvam no mesmo negócio que você, toda a família deles desfruta da vida mais que você, e você se sente mal, dizendo a si mesmo: ‘Por que não consigo fazer isto? Por que não consigo ganhar tanto quanto eles? Devo pensar em um jeito de conseguir mais dinheiro e fazer meu negócio prosperar’. Você, então, faz o máximo para ponderar sobre como ganhar muito dinheiro. De acordo com o método usual de fazer dinheiro, vendendo as coisas pelo mesmo preço para todos os clientes, qualquer lucro que você faz é feito em sã consciência. No entanto, esse não é o caminho para ficar rico rapidamente. Impulsionado pelo desejo de lucrar, seu pensamento passa por uma transformação gradual. Durante essa transformação, seus princípios de conduta também começam a mudar. Quando você engana alguém pela primeira vez, você tem suas reservas, dizendo: ‘Esta é a única vez que engano alguém. Não farei isso novamente. Eu não posso enganar as pessoas. Enganar tem consequências sérias. Isso me trará muitos problemas!’ Quando você engana alguém pela primeira vez, seu coração tem alguns escrúpulos; essa é a função da consciência humana — fazê-lo sentir escrúpulos e repreender você, de modo que não pareça natural quando você engana alguém. Mas, após ter enganado alguém com sucesso, você vê que agora tem mais dinheiro do que tinha antes, e você acha que esse método pode ser muito benéfico para você. Apesar da dor enfadonha em seu coração, você ainda sente vontade de se parabenizar pelo seu sucesso e você se sente um tanto satisfeito consigo mesmo. Pela primeira vez, você aprova o seu próprio comportamento, seus próprios modos enganosos. Depois disso, uma vez que o homem foi contaminado por essa trapaça, é o mesmo que alguém que se envolve com jogos de azar e, então, se torna um apostador. Em sua inconsciência, você dá sua aprovação ao próprio comportamento trapaceador e o aceita. Inconscientemente, você assume a trapaça como um comportamento comercial legítimo e o meio mais útil para sua sobrevivência e seu sustento; você acha que, fazendo isso, pode ganhar uma fortuna rapidamente. Isso é um processo: no princípio desse processo, as pessoas não conseguem aceitar esse tipo de comportamento e desprezam esse comportamento e prática. Então começam a vivenciar esse comportamento pessoalmente, experimentando-o à sua própria maneira, e seu coração começa a se transformar gradativamente. Que tipo de transformação é essa? É uma aprovação e admissão dessa tendência, dessa ideia inculcado em você pela tendência social. Sem perceber, se você não engana as pessoas quando está fazendo negócios com elas, você sente que fica na pior; se você não engana as pessoas, sente como se tivesse perdido algo. Sem o saber, essa trapaça torna-se sua própria alma, sua espinha dorsal e um tipo indispensável de comportamento que é um princípio na sua vida. Depois que o homem aceita esse comportamento e esse modo de pensar, isso não causou uma mudança em seu coração? Seu coração mudou, então sua integridade mudou também? Sua humanidade mudou? Sua consciência mudou? (Sim.) Sim, cada parte dessa pessoa passa por uma mudança qualitativa, desde seu coração até seus pensamentos, a tal ponto que ela é transformada de dentro para fora. Essa mudança o afasta cada vez mais de Deus, e você se torna cada vez mais alinhado com Satanás, mais e mais igual a ele” (‘O Próprio Deus, o Único VI’ em “A Palavra manifesta em carne”). As palavras de Deus refletem a realidade. Eu era exatamente assim. No começo, segui minha consciência e fiz negócios honestamente. Mas quando meu pai teve de ser hospitalizado, incentivada pela minha amiga e minha colega, comecei a mentir e a trapacear para ganhar mais dinheiro. Por fim, eu não conseguia mais me conter. Eu queria parar, mas não conseguia. Eu vi que tudo foi causado pela corrupção de Satanás. Fui influenciada pela sociedade e adotei as filosofias de Satanás como: “Cada um por si e o demônio pega quem fica por ultimo”, “Dinheiro vem em primeiro lugar”, “Dinheiro não é tudo, mas sem ele, você não consegue fazer nada” e “O dinheiro move o mundo”, como meus lemas. Eu segui tendências malignas em vez de ganhar dinheiro com honra. Abandonei meus padrões básicos de conduta por causa do lucro, e aprendi a adaptar minha abordagem de acordo com o que via nos outros. Eu quebrava minha cabeça e nada me impedia de enganar as clientes, tornando-me cada vez mais egoísta, escorregadia, perversa e gananciosa. Perdi a consciência, a razão e a dignidade que uma pessoa normal deveria ter. Embora tivesse ganhado algum dinheiro mentindo e trapaceando ao longo dos anos, e conseguido pagar minhas dívidas e viver com mais conforto, eu não havia experimentado a verdadeira felicidade. Eu sempre me sentia culpada, preocupada com a possibilidade de ser exposta pelas minhas mentiras e de perder minha reputação. Mas eu estava presa naquilo e não conseguia escapar. Após me tornar crente, mesmo sabendo que Deus gosta de pessoas honestas e decidindo em oração praticar as palavras de Deus, quando fui tentada por uma quantia significativa de dinheiro, não consegui evitar a mentira e a trapaça. Eu vi o quanto estava profundamente corrompida por Satanás. Finalmente percebi que essas filosofias satânicas de vida são coisas negativas que enganam e prejudicam as pessoas. Elas me corromperam tanto que eu estava me tornando cada vez mais má e depravada. Viver de acordo com essas ideias e fazer negócios de forma desonesta não é a senda correta na vida. Colocar as palavras de Deus em prática e praticar a verdade como Ele exige, como uma pessoa honesta, é a única senta certa na vida!

Depois disso, eu li esta passagem das palavras de Deus: “Como fazer para ser uma pessoa honesta? Como se pode praticar para ser uma pessoa honesta? (Não se envolvendo em engano e não se diluindo ao falar.) Está correto; e há detalhes nisso. O que significa ‘não se diluir’? Significa não mentir e não nutrir intenções e objetivos pessoais naquilo que você diz. Se você nutrir enganos ou intenções e objetivos pessoais, as mentiras surgirão naturalmente. Se você não tiver engano, intenções ou objetivos pessoais dentro de você, o que você disser não será diluído nem conterá mentiras; quando você disser ‘sim’, significará ‘sim’ e, quando disser ‘não’, significará ‘não’. Purificar primeiro o seu coração é o passo mais crucial de todos. Quando seu coração estiver purificado, os problemas da sua arrogância e das mentiras enganosas se resolverão todos. Para ser uma pessoa honesta, é preciso limpar o coração dessas adulterações; tendo feito isso, será fácil ser uma pessoa honesta. É complicado ser uma pessoa honesta? Não, não é. Não importa quantos estados ou caracteres corruptos existem dentro de você, há uma verdade que pode resolver todos eles. Não conte mentiras, fale sem rodeios, pratique de acordo com a verdade e seja transparente em tudo o que fizer; viva como um ser humano perante Deus e viva na luz” (‘A senda para resolver um caráter corrupto’ em “Registros das falas de Cristo”). Encontrei uma senda de prática nas palavras de Deus. Primeiro, temos que definir nossas motivações, sem dizer mentiras e sem pensar em enganar. Temos de viver abertamente, ser dignos do respeito e da confiança das pessoas, e viver cada vez mais uma semelhança humana. Deus gosta e abençoa as pessoas honestas. Esse tipo de pessoa não vive na escuridão ou na dor e não precisa se esforçar para manter uma mentira. Elas não vivem todos os dias com medo de que suas mentiras voltem para assombrá-las. Pessoas honestas não são constrangidas dessa forma, mas são livres e estão em paz. Depois que entendi o verdadeiro significado disso, eu me dispus a praticar a honestidade, conforme Deus exige.

No dia seguinte, por volta do meio-dia, eu estava cortando o cabelo de uma pessoa, quando a mulher a quem eu tinha recomendado o tratamento de fortalecimento capilar entrou, fazendo uma cara feia. Pensei: “Parece que ela veio causar problemas. E se ela disser que o produto não é bom e os outros clientes ouvirem? Poderia causar um impacto nos meus negócios. O que posso fazer para tirá-la daqui?” Enquanto eu tentava descobrir como lidar com ela, pensei nas palavras de Deus: “Não conte mentiras, fale sem rodeios, pratique de acordo com a verdade e seja transparente em tudo o que fizer; viva como um ser humano perante Deus e viva na luz” (‘A senda para resolver um caráter corrupto’ em “Registros das falas de Cristo”). Eu percebi que não podia mais mentir ou trapacear. Não importava o que aquela mulher tivesse a dizer, nem o que os outros clientes pensassem de mim, se eu pudesse ganhar dinheiro ou não dinheiro, eu precisava ser honesta de acordo com as palavras de Deus e dizer apenas a verdade, e aceitar a reclamação dela apropriadamente. Quando tudo isso estava passando pela minha cabeça, ela disse com raiva: “Você não disse que esse produto para fortalecimento capilar faria meu cabelo aumentar? Não nasceu nenhum único fio novo. Você estava me enganando, não é?” Eu disse a ela com sinceridade: “Algumas clientes disseram que esse produto é eficaz, outras disseram que não. Eu mesma não usei, portanto não posso dizer. Se você acha que não está funcionando, pare de usar, eu devolvo seu dinheiro”. Quando eu disse isso, a raiva dela desapareceu. Ela disse com um sorriso: “Eu só queria saber a verdade sobre o assunto. Como você foi honesta, não há necessidade de reembolso. O meu cabelo não ficou mais volumoso com este produto, mas está mais macio e brilhante do que antes”. Depois que ela foi embora, pensei no que acabara de acontecer. Experimentei de verdade que ser honesta e praticar a verdade não é uma desvantagem, mas algo bom, que conquista o respeito e a confiança dos outros. Eu fiquei mais confiante para ser uma pessoa honesta.

Em um fim de semana, minha irmã mais velha veio ao salão para lavar o cabelo, enquanto uma cliente esperava para tingir o cabelo. Eu dei uma olhada no cabelo e disse: “Seu cabelo foi tingido há pouco tempo, espere um pouco mais, pois essas colorações contêm produtos químicos que fazem mal para você”. A cliente respondeu com alguma surpresa: “Não acredito que existam pessoas fazendo negócios dessa forma. Não admira que você esteja indo tão bem. O bom caráter contribui para um negócio de sucesso!” Depois que ela saiu, minha irmã me lançou um olhar brincalhão e disse: “Você está com febre ou algo assim? Esse dinheiro estava praticamente em suas mãos, mas você não quis pegar”. Eu disse com calma: “Nossa conduta afeta nossos negócios. Como alguém que não é uma boa pessoa pode administrar um bom negócio? É possível ganhar dinheiro rapidamente agindo sem escrúpulos, mas não por muito tempo. Eu faço as coisas com honestidade agora, e me sinto muito melhor ganhando dinheiro com consciência”. Minha irmã sorriu e disse: “Você não agia assim antes, está realmente mudada”. Vendo seu olhar maravilhado, agradeci a Deus sem parar. Foi tudo por causa das palavras de Deus. e provei a serenidade de ser uma pessoa honesta e que diz a verdade.

Depois disso, meu salão ficava lotado todo final de semana e feriado. Muitas pessoas vinham por causa da recomendação de uma amiga. Eu pensava que nunca conseguiria me firmar no mundo dos negócios sem contar algumas mentiras, e achava que as pessoas ririam da minha honestidade. Mas, no fim, vi como essa noção é ridícula e absurda. Seguir filosofias satânicas traz ganhos temporários e não deixa nada além de vazio e dor. É uma maneira desprezível e vil de viver, sem qualquer aparência humana. Agora me concentro em praticar a verdade, falar honestamente e viver integramente. Além de ganhar o respeito e a confiança dos outros, ainda me sinto pessoalmente em paz. É uma maneira maravilhosa de viver! Graças a Deus! Essa pequena mudança que experimentei se deu graças às palavras de Deus. Graças a Deus Todo-Poderoso!

Anterior: 13. A libertação do coração

Próximo: 15. Somente a honestidade produz uma semelhança humana

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

19. Um calibre pobre não é desculpa

Eu não devo ser limitada pelo fato de meu calibre ser bom ou ruim. No futuro, tentarei buscar a verdade em todas as coisas, agir com princípio e ser uma pessoa honesta para satisfazer a Deus.

43. Liberto ao abandonar o egoismo

Por Xiaowei, ChinaDeus Todo-Poderoso diz: “No caráter das pessoas normais não há desonestidade ou engano, elas têm um relacionamento normal...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro