Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 1: Há muitos anos acreditamos no Senhor Embora possamos pregar, trabalhar pelo Senhor, e sofrer muito, ainda assim somos capazes de mentir, iludir e enganar. Todos os dias, falamos em nossa defesa. Frequentemente somos arrogantes, caprichosos, ostentamos e somos condescendentes com os outros. Vivemos em uma situação de pecado e arrependimento, incapazes de escapar da ligação com a carne. Sem falar em vivenciar e praticar a palavra do Senhor. Não temos vivido nenhuma realidade da palavra do Senhor. Em nosso caso, podemos de alguma forma ser levados ao reino dos céus? Algumas pessoas dizem, que não importa o quanto pequemos ou estejamos ligados à carne, o Senhor nos vê como puros. Elas se guiam pela palavra de Paulo: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Coríntios 15:52). e assumem que o Senhor mudará instantaneamente nossa forma quando Ele vier para nos levar ao reino dos céus. Algumas pessoas acreditam que quem recebe a salvação pela fé, mas continua pecando, fica desqualificada para entrar no reino dos céus. Isso baseia-se principalmente na palavra de Deus: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21). “[…] sereis pois santos, porque eu sou santo” (Levítico 11:45). São dois pontos de vista conflitantes e nenhum consegue dizer de forma clara, por favor, falem conosco.

Resposta: Antes, costumávamos lidar com as palavras de apóstolos como Paulo, como sendo a palavra de Deus e nos guiávamos pela palavra de Paulo para acreditar no Senhor e trabalhar para Ele. Nos guiávamos pela palavra de Paulo mesmo na questão da volta do Senhor, mas deixávamos de lado a palavra do Senhor Jesus. Isso afinal não era um problema? Quando acreditamos em Deus, devemos ouvir a palavra de Deus ou do homem? Quanto à palavra de Paulo na Bíblia, foi a palavra de Deus ou do homem? Até termos claro como diferenciar se a palavra é de Deus ou do homem, vamos deixar isso de lado. Mas podemos ter certeza de que as palavras de Jeová e do Senhor Jesus na Bíblia são as palavras de Deus. Ninguém pode negar isso. As palavras de apóstolos, como Paulo eram, com certeza, as palavras do homem. Mesmo com o esclarecimento do Espírito Santo, essas ainda foram a palavra do homem, com certeza não foram a palavra de Deus. É porque, nem o Senhor Jesus, nem o Espírito Santo testemunharam que a palavra de apóstolos como Paulo, era a palavra de Deus. Nem mesmo os próprios apóstolos disseram que o que tinham escrito era a palavra de Deus. Isso não é um fato? As palavras do homem na Bíblia são as palavras do homem e não podem ser vistas como as palavras de Deus, muito menos serem usadas como base, como se fossem a palavra de Deus porque algumas das palavras do homem se originaram do esclarecimento do Espírito Santo enquanto outras foram misturadas com o desejo humano. Elas não eram a expressão da verdade. Se tratarmos a palavra do homem como verdade, é fácil causar confusão e levar o homem a lugar nenhum. Por que surgiram milhares de denominações em toda a comunidade religiosa? A causa básica é porque o homem interpretou a palavra do homem na Bíblia como as palavras de Deus, dando motivo a essa confusão tão séria. Sobre entrar no reino dos céus, deveríamos seguir apenas a palavra do Senhor Jesus como a definitiva porque o Senhor Jesus é o Cristo encarnado. Somente o Senhor Jesus é o Salvador. A palavra do Senhor Jesus é a verdade. Somente a palavra Dele tem autoridade. Paulo era apenas um homem. Ele não era Cristo e não poderia expressar a verdade. Então era inevitável que a palavra dele se misturasse com o desejo e imaginação do homem. Nem mesmo Paulo se atreveu a dizer que a palavra dele foi inspirada por Deus, não diz em suas cartas que elas eram a palavra de Deus. Não seria absurdo se víssemos a palavra de Paulo como a palavra de Deus? Então, não importa se obedecemos a vontade de Deus ou se somos qualificados ou não para sermos levados ao reino dos céus, devemos nos guiar somente pela palavra do Senhor Jesus para introspecção e busca da verdade e encontrar a resposta certa.

Vamos ler algumas passagens da palavra de Deus Todo-Poderoso para saber com mais clareza. Deus Todo-Poderoso diz: “Hoje, as pessoas acreditam que a Bíblia é Deus e que Deus é a Bíblia. Então, também acreditam que todas as palavras da Bíblia foram as únicas palavras que Deus proferiu e que todas elas foram ditas por Deus. Aqueles que creem em Deus pensam até que embora todos os sessenta e seis livros do Antigo e Novo Testamentos tenham sido escritos por pessoas, todos foram inspirados por Deus e são um registro das declarações do Espírito Santo. Esta é a interpretação errônea das pessoas, e não corresponde inteiramente aos fatos. Na verdade, à parte dos livros de profecia, a maior parte do Antigo Testamento é um registro histórico. Algumas das epístolas do Novo Testamento vêm das experiências das pessoas, enquanto algumas da iluminação do Espírito Santo; as epístolas paulinas, por exemplo, surgiram do trabalho de um homem, todas resultaram da iluminação do Espírito Santo e foram escritas para as igrejas, eram palavras de exortação e encorajamento para os irmãos das igrejas. Não eram palavras ditas pelo Espírito Santo; Paulo não podia falar em nome do Espírito Santo, nem era ele um profeta, muito menos teve as visões que João contemplou. Suas epístolas foram escritas para as igrejas de Éfeso, Filadélfia, Galácia e outras. E, assim, as epístolas paulinas do Novo Testamento são epístolas que Paulo escreveu para as igrejas, e não inspirações do Espírito Santo, nem são declarações diretas do Espírito Santo. […] Tudo o que ele disse que era edificante e positivo para as pessoas estava certo, mas não representava as declarações do Espírito Santo, e ele não podia representar Deus. É um entendimento deplorável e uma tremenda blasfêmia as pessoas tratarem os registros das experiências e as epístolas de um homem como palavras ditas às igrejas pelo Espírito Santo! […] Sua identidade era meramente a de um apóstolo obreiro, e ele era somente um apóstolo que foi enviado por Deus; Ele não era um profeta, nem um preditor. Então, para ele, seu próprio trabalho e as vidas dos irmãos eram de extrema importância. Assim, ele não podia falar em nome do Espírito Santo. Suas palavras não eram as palavras do Espírito Santo, muito menos pode-se dizer que elas eram palavras de Deus, pois Paulo não era mais do que uma criatura de Deus, e certamente não era a encarnação de Deus. Sua identidade não era a mesma que a de Jesus. As palavras de Jesus eram as palavras do Espírito Santo, as palavras de Deus, pois a Sua identidade era a de Cristo, o Filho de Deus. Como Paulo poderia ser igual a Ele? Se as pessoas consideram as epístolas ou palavras como as de Paulo como declarações do Espírito Santo e as adoram como Deus, só se pode dizer que lhes falta muito senso crítico. Para falar de forma mais áspera, será que isso não passa de blasfêmia? Como um homem poderia falar em nome de Deus? E como as pessoas podem se curvar diante dos registros de suas epístolas e das palavras que ele falou como se fossem um livro sagrado ou um livro celestial? Poderiam as palavras de Deus ser proferidas casualmente por um homem? Como um homem poderia falar em nome de Deus?” (de ‘Concernente à Bíblia (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

A palavra de Deus não pode ser falada como a palavra de homem, tampouco pode a palavra do homem ser falada como a palavra de Deus. Um homem usado por Deus não é o Deus encarnado, e o Deus encarnado não é um homem usado por Deus; há uma diferença substancial nisso. […] As palavras do Deus encarnado iniciam uma nova era, guiam toda a humanidade, revelam mistérios e mostram ao homem a direção à frente em uma nova era. O esclarecimento obtido pelo homem nada mais é do que simples prática ou conhecimento. Ele não pode guiar a humanidade inteira rumo à uma nova era ou revelar os mistérios do Próprio Deus. Deus, afinal, é Deus, e o homem é homem. Deus tem a substância de Deus, e o homem tem a substância do homem. Se o homem vê as palavras ditas por Deus como simples iluminação do Espírito Santo e toma as palavras dos apóstolos e profetas como palavras ditas pessoalmente por Deus, então o homem está errado. Apesar disso, você nunca deve transformar o que é certo em errado, ou falar do alto como baixo, ou falar do profundo como raso; apesar disso, você nunca deve refutar deliberadamente o que você sabe ser a verdade” (de ‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Com certeza, muitos fiéis do Senhor se guiam pela palavra de Paulo enquanto esperam a aparição do Senhor: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Coríntios 15:52). Isso é uma coisa muito absurda e ridícula. Porque a palavra do homem não representa a palavra de Deus, e a palavra do homem é misturada com as intenções humanas. Mesmo que alguns de seus significados envolvam minimamente a palavra de Deus, com certeza não é a palavra Dele. O Senhor Jesus disse alguma coisa parecida com essa declaração de Paulo? Os profetas fizeram declarações parecidas? O Espírito Santo testemunhou que as cartas de Paulo eram a palavra de Deus? A revelação do Espírito Santo disse ao homem para se guiar pela palavra de Paulo para encontrar o Senhor Jesus em Sua segunda vinda? Não mesmo! Não encontramos nem essa verdade nem esse testemunho. Então, a palavra de Paulo só pode ser usada como referência, mas não como base. Sobre esperar que o Senhor nos arrebate e nos leve ao reino dos céus, se nos guiarmos pela palavra de Paulo em vez da palavra do Senhor, abraçando nossa imaginação e esperando que o Senhor venha e instantaneamente mude nossa imagem, é muito fácil cometer erros e correremos o risco de sermos abandonados pelo Senhor. Na verdade, com referência ao tipo de obra que o Senhor Jesus fará quando Ele voltar nos últimos dias, a forma como o Senhor vai transformar o homem em santo, foram profetizados na Bíblia. Vamos ler alguns versos.

Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17).

E, se alguém ouvir as minhas palavras, e não as guardar, eu não o julgo; pois eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem me rejeita, e não recebe as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:47-48).

Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13).

Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. […] Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade. […] E por eles eu me santifico, para que também eles sejam santificados na verdade” (João 17:15-19).

Desses versículos que vemos, a volta do Senhor nos últimos dias é para expressar a verdade, executar a obra de julgamento começando pela casa de Deus, guiar o homem ao entendimento e entrar todas as verdades. Somente vivenciando a palavra de julgamento de Deus poderemos entender a verdade, receber a purificação e ficarmos aptos para entrar no reino de Deus. No entanto, o que Paulo disse: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Coríntios 15:52), essa declaração é imprecisa; é muito enganosa para o homem. Há muitos que acreditam no Senhor e que esperam que Ele venha dessa maneira e mude suas imagens e os leve para o reino dos céus. Eles não praticam a palavra do Senhor de forma alguma e não sabem como seguir a vontade de Deus. Eles só se guiam pelo próprio entusiasmo de consumir e trabalhar para o Senhor e viver diariamente sob condições de pecado e arrependimento sem se arrepender de verdade ou quebrar o vínculo e o controle da natureza pecadora. Essas pessoas se guiam pela palavra de Paulo para esperar a aparição e descida do Senhor. É possível isso? O Senhor pode agir assim? Vocês acham que existe algum benefício nessa “profecia” de Paulo para ingressarmos na vida? Se todos nos guiarmos pela palavra de Paulo para esperar a chegada do Senhor, então o que o Senhor disse em Sua profecia se cumprirá? “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25:6). “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem” (João 10:27). Como se cumprirá essa profecia? Quem poderá buscar ativamente e estudar o verdadeiro caminho, procurar as pegadas de Deus e ouvir a voz Dele?

Ao experimentarmos a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, todos vemos um fato: Deus realmente criou um grupo de vencedores antes da catástrofe. A catástrofe é agora iminente. Desde a aparição e obra de Deus nos últimos dias até a chegada da catástrofe, há um período de quase trinta anos. Embora esse período não seja muito longo, não foi o que Paulo disse. Que num piscar de olhos, o homem será transformado em santo. A palavra de Paulo expressa de forma confusa parece sobrenatural para as pessoas, porque a profecia do Senhor Jesus sobre ouvir a voz de Deus e ser arrebatado para a ceia não foi mencionada. As profecias do Senhor Jesus são particularmente práticas, precisas e totalmente consistentes com os fatos. Quando as profecias forem cumpridas, nós vamos entender. Quando Deus Todo-Poderoso aparecer e começar a trabalhar e falar, muitos ouvirão Sua voz e se voltarão para Ele. O processo da experiência deles do julgamento e castigo de Deus cumpre totalmente as profecias no Livro do Apocalipse: “Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro” (Apocalipse 19:9). Mas a “profecia” de Paulo nunca se cumpriu. Além disso, Paulo nunca foi um profeta. É provável que sua suposta “profecia” tenha saído de ideias e imaginação humanas. As profecias do Senhor Jesus estão se cumprindo, ao passo que as palavras de Paulo nunca se tornaram verdadeiras. A diferença entre elas é muito grande! Essa é a diferença entre a palavra do homem e a de Deus. Assim, a palavra de Paulo não pode ser a base para entrarmos no reino dos céus. Eu temo que os religiosos que se guim pela palavra de Paulo, esperam que o Senhor venha e instantaneamente mude suas imagens e os leve para o reino dos céus, tornem-se virgens tolas que serão abandonadas pelo Senhor.

Todos podemos ver. Quando as profecias da Bíblia se cumprirem, a maioria dos fiéis do Senhor poderão ver. Mas não existe uma forma de vermos como as palavras de Paulo se cumprirão. Que problema é esse? Basta dizer que a palavra de Paulo não foi, de forma alguma, inspirada por Deus. Não pode mesmo ser considerada como a palavra de Deus. Todos podemos ver que cada declaração do Senhor Jesus está se tornando verdade, nenhuma deixa de ser verdade. Isso não é um fato? Deus Todo-Poderoso veio nos últimos dias e proferiu muitas verdades, que foram gravadas em A Palavra manifesta em carne. A Palavra manifesta em carne foi publicado. É lendo muitas palavras de Deus Todo-Poderoso que ovelhas muitas boas das várias denominações descobrem que a palavra de Deus Todo-Poderoso é verdade e a voz de Deus, então todos podem seguir Deus Todo-Poderoso. Há as virgens prudentes que são levadas diante do trono de Deus antes da catástrofe. Todas estão presentes na ceia das bodas do Cordeiro. Com isso se cumprem as profecias do Senhor Jesus: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; […]” (João 16:12-13). “Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro!” (Mateuss 25:6). “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3:20). Todas as profecias do Senhor Jesus foram cumpridas? Qualquer palavra dita pelo Senhor, qualquer palavra de Deus enviada pelos profetas, será cumprida sem exceção. Não falhará. Assim como o Senhor Jesus disse: “Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão” (Mateus 24:35). Então, ao observar as palavras de Paulo, quais delas se realizaram? Quer as palavras ditas por Paulo sejam inspiradas por Deus ou sejam a palavra Dele, não está tudo nítido? Se nos guiarmos apenas pela palavra de Paulo, e obsessivamente esperarmos o Senhor chegar nas nuvens e mudar instantaneamente nossas imagens, em vez de procurarmos ouvir a voz do Senhor e seguirmos os passos da obra de Deus, não acham que estaremos nos comportando como as virgens tolas? Pessoas assim podem conhecer o Senhor e ser levadas perante Deus?

do roteiro do filme O momento de mudança

Anterior:Pergunta 4: Por meio de sua comunhão, vemos que nossos pensamentos sobre a volta do Senhor e o arrebatamento realmente vieram somente de nossas próprias concepções. Já fomos seriamente contra as palavras do Senhor. Dito isto, como devemos esperar pela volta do Senhor e pelo arrebatamento agora? Pode falar sobre isso com um pouco mais de detalhes?

Próximo:Pergunta 2: Como acreditamos no Senhor há tantos anos, sempre sentimos que enquanto alguém praticar a humildade, a tolerância, amar os irmãos e irmãs e puder seguir o exemplo de Paulo, dedicando-se e trabalhando para o Senhor, ele estará seguindo o caminho do Senhor e será arrebatado ao reino dos céus quando o Senhor voltar. Como Paulo disse: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, […]” (2 Timóteo 4:7-8). Mas vocês testemunharam que quando acreditamos no Senhor, temos que receber o julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. Quando recebermos purificação, seremos agraciados por Deus e admitidos no reino dos céus. Eu tenho uma pergunta: Acreditamos no Senhor há tantos anos, nos dedicamos e trabalhamos pelo Senhor, podemos entrar no reino dos céus sem o julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias?

Conteúdo Relacionado

Coisas que talvez lhe interessem