Palavras diárias de Deus | "O mistério da encarnação (3)" | Trecho 113

Quando Deus realiza Sua obra, Ele não vem Se envolver em nenhuma construção ou movimento, mas para cumprir Seu ministério. Cada vez que Ele Se torna carne, é apenas para realizar um estágio de obra e dar início a uma nova era. Agora a Era do Reino chegou e o treinamento para reino. Esse estágio da obra não é a obra do homem, não é para operar no homem até um certo ponto; é apenas para completar uma porção da obra de Deus. O que Ele faz não é a obra do homem, não é para alcançar um certo resultado em operar no homem antes de deixar a terra; é para cumprir Seu ministério e terminar a obra que Ele deve fazer, que é fazer os arranjos apropriados para Sua obra na terra, tornando-Se assim glorificado. A obra do Deus encarnado é diferente da obra das pessoas usadas pelo Espírito Santo. Quando Deus vem fazer Sua obra na terra, Ele está preocupado apenas com o cumprimento do Seu ministério. Quanto a todos os outros assuntos não relacionados ao Seu ministério, Ele praticamente não participa, chegando até ao ponto de fazer vista grossa para eles. Ele simplesmente realiza a obra que deve fazer e, menos ainda está Ele preocupado com o trabalho que o homem deve fazer. A obra que Ele faz é apenas aquilo que está relacionado à era em que Ele está e ao ministério que Ele deve cumprir, como se todos os outros assuntos estivessem fora de Sua competência. Ele não provê para Si mesmo mais conhecimento básico sobre como viver como homem e Ele não aprende mais habilidades sociais nem qualquer outra coisa que o homem entenda. Tudo o que o homem deve possuir não Lhe diz respeito de modo algum e Ele simplesmente faz a obra que é Seu dever. E assim, como o homem o vê, o Deus encarnado é tão deficiente que Ele nem presta atenção a muitas das coisas que o que o homem deve ter e, além do mais, Ele não tem compreensão de tais assuntos. Tais coisas como o conhecimento comum sobre a vida, assim como os princípios que governam a conduta pessoal e a interação com os outros, parecem não ter relação com Ele. Mas você simplesmente não consegue sentir no Deus encarnado a menor indicação de anormalidade. Em outras palavras, Sua humanidade só mantém Sua vida como uma pessoa normal e o raciocínio normal do cérebro Dele, dando a Ele a habilidade de discernir entre certo e errado. No entanto, Ele não é provido de qualquer outra coisa, tudo isso é o que somente o homem (seres criados) deveria possuir. Deus Se torna carne apenas para cumprir Seu próprio ministério. Sua obra é voltada para uma era inteira, não para qualquer pessoa ou lugar, mas para o universo inteiro. Essa é a direção de Sua obra e o princípio pelo qual Ele opera. Ninguém pode alterar isso, e o homem não tem como se tornar envolvido nisso. Cada vez que Deus Se torna carne, Ele traz Consigo a obra daquela era e não a intenção de viver ao lado do homem por vinte, trinta, quarenta ou mesmo setenta, ou oitenta anos, para que o homem possa entender melhor e ganhar discernimento sobre Ele. Não há necessidade disso! Fazer isso em nada aprofundaria o conhecimento que o homem tem do caráter inerente de Deus; ao contrário, isso só acrescentaria a suas noções e faria com que suas noções e pensamentos se tornassem fossilizados. E então cabe a todos vocês entender exatamente qual é a obra do Deus encarnado. Certamente que vocês não podem ter deixado de entender as palavras que lhes disse: “Não foi para experimentar a vida de um humano normal que Eu vim”? Vocês esqueceram as palavras: “Deus vem à terra não para viver a vida de um humano normal”? Vocês não entendem o propósito de Deus em Se tornar carne, nem conhecem o significado de “como Deus poderia vir à terra com a intenção de experimentar a vida de um ser criado?”. Deus vem à terra apenas para completar Sua obra, e assim Sua obra na terra é de curta duração. Ele vem à terra não com a intenção de fazer com que o Espírito de Deus cultive Seu corpo carnal para Se tornar um homem superior que liderará a igreja. Quando Deus vem à terra, é o Verbo tornado carne; o homem, no entanto, não sabe de Sua obra e forçosamente atribui coisas a Ele. Mas todos vocês devem perceber que Deus é o Verbo tornado carne, não um corpo carnal cultivado pelo Espírito de Deus para assumir o papel de Deus para este momento. O Próprio Deus não é o produto do cultivo, mas é o Verbo, a Palavra tornada carne, e hoje Ele realiza oficialmente Sua obra entre todos vocês. Todos vocês conhecem e reconhecem que a encarnação de Deus é uma verdade factual, mas agem como se a entendessem. Da obra do Deus encarnado ao significado e à substância de Sua encarnação, vocês são incapazes de entender o mínimo sobre isso e apenas seguem os outros em recitar fluentemente as palavras ditas de memória. Você acredita que o Deus encarnado é como você imagina?

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado