Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Palavras clássicas de Deus Todo-Poderoso, o Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

X Palavras clássicas sobre a realidade da verdade em que as pessoas escolhidas por Deus precisam entrar

(XII) Palavras clássicas sobre como praticar o amor por Deus

296. O “amor”, como é chamado, refere-se a uma emoção que é pura e sem máculas, em que você usa o coração para amar, sentir e ser atencioso. No amor não há condições, barreiras ou distância. No amor não há desconfiança, nem engano e nem esperteza. No amor não há distância nem nada impuro. Se você ama, não vai enganar, reclamar, trair, se rebelar, extorquir, nem tentar ganhar algo, nem ganhar uma certa quantia. Se você ama, vai, de bom grado, se sacrificar e suportar dificuldades e assim, vai se tornar compatível Comigo. Você vai abrir mão de tudo por Mim: sua família, seu futuro, sua juventude e seu casamento. Se não, seu amor não seria amor de jeito nenhum, mas sim engano e traição!

de ‘Muitos são chamados, mas poucos são escolhidos’ em “A Palavra manifesta em carne”

298. Um homem que de fato ama a Deus e tem a verdade é leal a Ele, mas não revela isso exteriormente. Dispõe-se a praticar a verdade quando as questões surgem e não fala nem age de forma que vá de encontro à sua consciência. Demonstra sabedoria quando as questões surgem e age com princípios em quaisquer circunstâncias. Um homem como esse serve verdadeiramente.

de ‘Crer em Deus deve focalizar a realidade, não rituais religiosos’ em “A Palavra manifesta em carne”

299. A senda de crer em Deus é a senda de amá-Lo. Se você crê em Deus deve também amá-Lo; no entanto, amá-Lo não diz respeito somente a retribuir Seu amor ou amá-Lo com base nas sensações da consciência – é amor puro por Deus. […] Se você usar apenas a consciência, você será incapaz de despertar seu amor por Deus; quando você realmente sentir Sua amabilidade em seu coração, seu espírito será movido por Ele e é só nesse momento que a sua consciência será capaz de desempenhar seu papel original. Isso quer dizer que, somente depois que o espírito das pessoas forem movidos por Deus e seu coração tiver obtido conhecimento e encorajamento, isto é, depois de terem ganho experiência, elas serão capazes de efetivamente amar a Deus com sua consciência. Amar a Deus com a consciência não está errado – esse é o nível mais baixo do amor a Deus. O jeito da humanidade amar, de apenas mal fazer jus à graça de Deus, absolutamente não tem como dar o impulso para que tenha uma entrada proativa. As pessoas se tornam capazes de amar genuinamente a Deus só quando ganham alguma coisa da obra do Espírito Santo, isto é, quando veem e provam o amor de Deus em sua experiência prática, quando têm algum conhecimento de Deus e verdadeiramente veem que Deus é tão digno do amor da humanidade e quando veem como Ele é amoroso.

de ‘O amor genuíno a Deus é espontâneo’ em “A Palavra manifesta em carne”

300. Se você for incapaz de convocar a força que existe dentro de você para amar a Deus, então como conseguir orar? Você deve dizer: “Ó, Deus! Meu coração é incapaz de amar a Ti verdadeiramente, eu desejo amar a Ti, mas me falta a força. O que eu devo fazer? Desejo que abras os olhos do meu espírito, desejo que o Teu Espírito toque meu coração, de modo que, perante a Ti, eu seja despojado de todos os estados passivos e desconstrangido por qualquer pessoa, questão ou coisa; desnudo meu coração completamente diante de Ti, de tal modo que todo o meu ser seja devotado perante a Ti, e que Tu possas testar-me de qualquer modo que desejares. Agora, não penso em minhas perspectivas, nem sou contido pela morte. Usando meu coração, que ama a Ti, desejo buscar o caminho da vida. Todas as coisas e eventos estão em Tuas mãos, meu destino está em Tuas mãos e, além do mais, minha vida é controlada por Tuas mãos. Agora, eu busco amá-Lo e, independentemente de me deixares amar a Ti, independentemente de como Satanás interfira, estou determinado a amar a Ti”. Quando se deparar com tais coisas, ore dessa maneira. Se fizer isso todos os dias, a força para amar a Deus se elevará gradualmente.

de ‘Acerca da prática da oração’ em “A Palavra manifesta em carne”

301. Espera-se que vocês possam amar a Deus com todo o seu coração, com toda a sua mente e com toda a sua força, exatamente como vocês estimam sua própria vida. Essa não é uma vida de máximo sentido? Onde mais vocês poderiam encontrar o sentido da vida? Isso não seria tão cego? Você está disposto a amar a Deus? Deus seria digno do amor do homem? As pessoas seriam dignas da adoração do homem? Assim, o que você deveria fazer? Ame a Deus ousadamente, sem reservas – e você verá o que Deus fará a você. Veja se Ele o matará. Em suma, a tarefa de amar a Deus é mais importante do que copiar e escrever coisas para Deus. Você deve colocar em primeiro lugar o que é mais importante, para que sua vida tenha mais sentido e seja repleta de alegria e, então, você deve esperar pela “sentença” de Deus para você. Eu Me pergunto se seu plano incluirá amar a Deus – Eu gostaria que os planos de cada qual se tornassem aquilo que é completado por Deus e se tornassem realidade.

de ‘Interpretação da quadragésima segunda declaração’ em “A Palavra manifesta em carne”

302. Tendo fé em Deus, você não deveria só buscar bênçãos, mas também amar e conhecer a Deus. Através de Seu esclarecimento e de sua própria busca, você pode comer e beber a Sua palavra, desenvolver uma autêntica compreensão sobre Deus e ter por Ele um amor verdadeiro que vem do seu coração. Em outras palavras, seu amor por Deus é tão genuíno que não pode ser destruído nem obstaculizado por ninguém. Então, você está na trilha certa da fé em Deus. Isso prova que você pertence a Deus, pois Ele tomou posse de seu coração e nada mais pode se apossar de você. Em virtude de sua experiência, do preço que pagou e da obra de Deus, você é capaz de desenvolver um amor espontâneo por Ele. Então você fica livre da influência de Satanás e vive à luz da palavra de Deus. Só quando você se liberta da influência da escuridão é que se pode considerar que ganhou a Deus. Você deve perseguir essa meta em sua fé em Deus. É o dever de cada um de vocês.

de ‘Já que crê em Deus você deve viver para a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

303. O primeiro passo para amar verdadeiramente a Deus e ser ganho por Ele é voltar seu coração completamente na direção de Deus. Em cada coisa que você fizer, examine-se e faça a seguinte pergunta: “Estou fazendo isso com base em um coração cheio de amor por Deus? Há alguma intenção pessoal nisso? Qual é o meu real objetivo ao fazer isso?” Se você quiser entregar seu coração a Deus, deve primeiro subjugar seu coração, deixar de lado todas as suas intenções e chegar ao ponto de existir completamente para Deus. Essa é a senda para praticar dar seu coração a Deus. A que se refere “subjugar seu coração”? É deixar de lado os desejos extravagantes da carne, não cobiçar as bênçãos do status ou o conforto, fazer tudo para satisfazer Deus e que seu coração exista inteiramente para Ele, não em causa própria.

de ‘O amor genuíno a Deus é espontâneo’ em “A Palavra manifesta em carne”

304. O amor genuíno por Deus vem do fundo do coração; é um amor que só existe sobre a base do conhecimento que a humanidade tem de Deus. Quando o coração de alguém se volta completamente na direção de Deus, ele tem amor por Deus, mas esse amor não é necessariamente puro nem necessariamente completo. Isso é assim porque há uma certa distância entre o coração da pessoa ser completamente voltado na direção de Deus e essa pessoa ter uma compreensão genuína de Deus e prestar uma adoração genuína a Ele. O caminho para que alguém alcance o amor verdadeiro a Deus e conheça o caráter de Deus é voltar seu coração na direção de Deus. Depois de entregar seu verdadeiro coração a Deus, ele começará a entrar na experiência de vida e, desse modo, seu caráter começará a mudar, seu amor por Deus crescerá gradativamente e seu conhecimento de Deus também aumentará gradativamente.

de ‘O amor genuíno a Deus é espontâneo’ em “A Palavra manifesta em carne”

306. A essência de Deus não é apenas para o homem acreditar; é, ainda mais, para o homem amar. Mas muitos daqueles que creem em Deus são incapazes de descobrir esse “segredo”. As pessoas não se atrevem a amar a Deus, nem tentam amá-Lo. Elas nunca descobriram que há tantas coisas amáveis em Deus, elas nunca descobriram que Deus é o Deus que ama o homem, e que Ele é o Deus que é para o homem amar. A beleza de Deus é expressa em Sua obra: Somente quando experimentam Sua obra, as pessoas podem descobrir Sua beleza, somente em suas experiências reais podem apreciar a beleza de Deus e, sem observá-la na vida real, ninguém pode descobrir a beleza de Deus. […] Independentemente de quanto as pessoas amam o Deus no Céu, não há nada de real nesse amor, e está cheio de ideias humanas. Não importa quão pouco seja seu amor pelo Deus na Terra, esse amor é real; mesmo que haja apenas um pouco, ainda é real. Deus faz com que as pessoas O conheçam através da verdadeira obra, e através desse conhecimento Ele ganha o amor delas. É como Pedro: se ele não tivesse vivido com Jesus, teria sido impossível para ele adorar a Jesus. Assim também, sua lealdade para com Jesus foi construída em seu envolvimento com Jesus. Para fazer o homem amá-Lo, Deus veio entre o homem e vive junto com o homem, e tudo o que Ele faz o homem ver e experimentar é a realidade de Deus.

de ‘Aqueles que amam a Deus viverão para sempre em Sua luz’ em “A Palavra manifesta em carne”

307. O homem tem de buscar viver uma vida com sentido e não deve se contentar com suas circunstâncias atuais. Para viver a imagem de Pedro ele precisa possuir o conhecimento e as experiências de Pedro. O homem tem de buscar coisas que são mais elevadas e mais profundas. Ele deve buscar um amor mais profundo e mais puro por Deus e uma vida que tenha valor e sentido. Somente isso é vida; somente então o homem será igual a Pedro. Você deve concentrar-se em ser proativo para com sua entrada no lado positivo e não deve permitir de modo submisso que você retroceda por bem de algum alívio momentâneo, enquanto ignora verdades mais profundas, mais específicas e mais práticas. Seu amor tem de ser prático e você deve encontrar maneiras de libertar-se dessa vida depravada e despreocupada que não se diferencia da vida de um animal. Você deve viver uma vida com sentido, uma vida de valor, e não deve enganar a si mesmo nem tratar sua vida como um brinquedo com que se deve brincar. Pois para quem aspira amar a Deus não existem verdades inalcançáveis nem justiça pela qual não possa se manter firme. Como você deve viver sua vida? Como deve amar a Deus e usar esse amor para satisfazer Seu desejo? Não existe assunto mais importante do que esse para a sua vida. Acima de tudo, você deve ter tais aspirações e perseverança, e não pode ser como aqueles fracotes medrosos. Você deve aprender a experimentar uma vida com sentido e experimentar verdades significativas, e não deve tratar a si mesmo de modo superficial. Sua vida passará sem que você se dê conta; e depois? Você acha que terá outra oportunidade de amar a Deus? O homem poderá amar a Deus depois que estiver morto? Você deve ter as mesmas aspirações e a mesma consciência que Pedro teve; sua vida deve ter sentido e você não dever brincar consigo mesmo! Como ser humano e como pessoa que busca a Deus, você deve ser capaz de considerar cuidadosamente como trata a sua vida, como deve se oferecer a Deus, como deve ter uma fé em Deus mais significativa e, já que você ama a Deus, como amá-Lo de modo mais puro, mais belo e melhor.

de ‘As experiências de Pedro: seu conhecimento do castigo e do julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

308. Que Deus nos ilumine, para que todos possamos conhecer Sua amabilidade, amar o nosso Deus do fundo do coração e expressar o amor que todos nós temos por Deus nas diferentes posições que ocupemos; que Deus nos conceda corações inabaláveis de amor sincero por Ele – isto é o que Eu espero. Tendo dito isto, Eu sinto certa compaixão por Meus irmãos e irmãs que também vivem nesta terra de imundície, então, Eu peguei aversão ao grande dragão vermelho. Ele dificulta nosso amor por Deus e atrai nossa ganância por perspectivas futuras. Tenta-nos a sermos negativos, resistirmos a Deus. Foi o grande dragão vermelho que nos enganou, nos corrompeu e nos devastou até agora, a ponto de sermos incapazes de retribuir o amor de Deus de coração. Nós temos o impulso no coração, mas, apesar de nós mesmos, somos impotentes. Todos nós somos suas vítimas. Por esta razão, Eu odeio isso do fundo do coração e mal posso esperar para vê-lo destruído. Quando Eu volto a pensar nisso, no entanto, seria inútil e só causaria problemas a Deus, por isso, Me volto para estas palavras – coloco Meu coração ao dispor do cumprimento de Sua vontade – amando a Deus. Este é o caminho que estou tomando – é o caminho que Eu, uma de Suas criações, devo seguir. É como Eu devo passar a minha vida.

de ‘A senda… (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

309. Na promessa que fiz a Deus, Eu simplesmente entrego meu coração a Ele e não O engano com as Minhas palavras. Eu não faria uma coisa dessas – estou disposto somente a confortar o Deus a Quem Eu amo de coração, de modo que Seu Espírito no céu possa ser confortado. O coração pode ser valioso, mas o amor é mais precioso. Estou disposto a dar o mais precioso amor que há em Meu coração a Deus, para que Ele desfrute da coisa mais linda que Eu tenho, para que Ele seja preenchido pelo amor que Eu ofereço a Ele. Você está disposto a dar seu amor a Deus para que Ele desfrute? Está disposto a fazer disso seu próprio capital de sobrevivência? O que Eu percebo a partir da Minha experiência é que, quanto mais amor entrego a Deus, mais Eu sinto estar vivendo com alegria, com força sem limites, Eu estou disposto a sacrificar todo Meu corpo e Minha mente, e sinto sempre que não consigo amar a Deus o suficiente. Seu amor é insignificante, ou infinito, imensurável? Se de fato quiser amar a Deus, você sempre terá mais amor para retribuir a Ele. Se esse for o caso, quem e o que consegue possivelmente estar no caminho do seu amor por Deus?

de ‘A senda… (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”

310. “Cumprir a vontade de Deus Pai” deve ser o lema de todos os que amam a Deus. Essas palavras devem servir como guia para a entrada do homem e como bússola para orientar suas ações. Essa é a determinação que homem deve ter. Concluir totalmente a obra de Deus na terra e colaborar com a obra de Deus na carne – esse é o dever do homem. Algum dia, quando a obra de Deus estiver concluída, o homem Lhe dará adeus em um retorno precoce ao Pai no céu. Não é essa a responsabilidade que o homem deve cumprir?

de ‘Obra e entrada (6)’ em “A Palavra manifesta em carne”

311. Hoje, quando vocês procuram amar e conhecer a Deus, em um aspecto vocês devem suportar sofrimentos e refinamentos, e em outro, vocês devem pagar um preço. Nenhuma lição é mais profunda que a lição de amar a Deus, e pode-se dizer que a lição que as pessoas aprendem de uma vida inteira de crença é como amar a Deus. Ou seja, se você acredita em Deus, você deve amar a Deus. Se você somente acredita em Deus, mas não O ama, não alcançou o conhecimento de Deus e nunca amou a Deus com um amor verdadeiro que vem de dentro de seu coração, então sua crença em Deus é fútil. Se, em sua crença em Deus, você não ama a Deus, então você vive em vão, e toda a sua vida é a de nível mais baixo de todas as vidas. […] Amar a Deus requer buscar a vontade de Deus em todas as coisas, e que você sonde profundamente quando algo acontecer com você, tentando entender a vontade de Deus, tentando ver qual é a vontade Dele nesta questão, o que Ele deseja que você realize e como você deve estar atento à Sua vontade. […] Se você realmente ama a Deus e não satisfaz a carne, verá que tudo o que Deus faz é bem justo, e muito bom, e que a maldição Dele para sua rebeldia e o julgamento de sua injustiça são justificados. Haverá ocasiões em que Deus o corrigirá, disciplinará e criará um ambiente para ajustá-lo, forçando-o a chegar diante Dele – e você sempre sentirá que o que Deus está fazendo é maravilhoso. Assim, você sentirá como se não houvesse muita dor, e que Deus é muito amável.

de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

312. Assim, se você deseja amar a Deus, deve pagar o preço da dor e suportar as dificuldades. Não há necessidade de fervor e sofrimentos externos, de ler mais e fazer mais; em vez disso, você deve deixar de lado as coisas dentro de você: os pensamentos extravagantes, os interesses pessoais e suas próprias considerações, concepções e motivações. Essa é a vontade de Deus.

de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

313. Em Seu requisito de que o homem O ame, Deus não exige que o homem O ame usando paixão ou naturalidade; somente por meio da lealdade e pelo uso da verdade para servi-Lo é que o homem pode verdadeiramente amá-Lo.

de ‘Somente experimentando refinamento o homem pode amar verdadeiramente a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

314. Se o homem deseja amar a Deus, precisa despojar-se de sua justiça própria, presunção, arrogância, vaidade e coisas semelhantes, todas pertencentes ao caráter de Satanás. Caso contrário, o amor do homem será um amor impuro, um amor satânico que não pode, de modo algum, receber a aprovação de Deus. Sem ser diretamente aperfeiçoado, lidado, quebrado, podado, disciplinado, castigado ou refinado pelo Espírito Santo, ninguém é capaz de amar verdadeiramente a Deus.

de ‘O homem corrupto é incapaz de representar Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

315. Deus está ansioso para que o homem O ame, mas quanto mais o homem O ama, quanto maior o sofrimento do homem e quanto mais o homem O ama, maiores as suas provações. Se você O ama, então todo tipo de sofrimento lhe sobrevirá – e se não O ama, então, talvez tudo correrá bem para você e terá paz ao seu redor. Quando você ama a Deus, você sentirá que muita coisa ao seu redor é insuperável, e porque sua estatura é muito pequena, você será refinado; além disso, você é incapaz de satisfazer a Deus e sempre sentirá que a vontade de Deus é muito elevada, que está fora do alcance do homem. Por tudo isso, você será refinado – porque há muita fraqueza dentro de você e muita coisa que é incapaz de satisfazer a vontade de Deus, você será refinado por dentro. No entanto, vocês devem entender claramente que a purificação só é alcançada através do refinamento. Assim, durante estes últimos dias vocês devem dar testemunho de Deus. Não importa quão grande seja o sofrimento de vocês, devem continuar até o fim e, mesmo em seus últimos suspiros, ainda assim vocês devem ser fieis a Deus e ficar à mercê de Deus; só isso é realmente amar a Deus e apenas isso é o testemunho forte e retumbante. Ao ser tentado, deve dizer: “Meu coração pertence a Deus e Deus já me ganhou. Não posso satisfazê-lo – devo dedicar-me plenamente a satisfazer a Deus”. Quanto mais você satisfizer a Deus, mais Deus o abençoará e maior será a força do seu amor por Deus; então, você terá também fé e determinação e sentirá que nada é mais digno ou significativo do que gastar uma vida amando a Deus.

de ‘Somente experimentando provações dolorosas é possível conhecer a beleza de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

316. Você deve saber que tudo o que acontece com você é uma grande provação e é o momento em que Deus precisa que você dê testemunho. Externamente, podem não parecer grande coisa, mas quando essas coisas acontecem, mostram se você ama a Deus ou não. Se você O ama, será capaz de permanecer firme em seu testemunho a Ele, e se você não coloca o amor a Ele em prática, isto mostra que você é alguém que não pratica a verdade, está sem a verdade e sem vida, e que você é palha! Tudo o que acontece com as pessoas é quando Deus precisa que elas permaneçam firmes em seu testemunho Dele. Nada muito grande tem acontecido com você atualmente, e você não dá um grande testemunho, mas cada detalhe de sua vida diária se relaciona com o testemunho de Deus. Se você pode ganhar a admiração de seus irmãos, familiares e todos ao seu redor; se, um dia, os incrédulos vierem e admirarem tudo o que você fizer, e virem que tudo o que Deus faz é maravilhoso, então você terá dado testemunho. Embora você não tenha discernimento e seu calibre seja pequeno, por meio do aperfeiçoamento de Deus em você, você conseguirá satisfazê-Lo e estará atento à Sua vontade. Outros verão que grande obra Ele tem feito em pessoas dos mais baixos calibres. As pessoas vêm a conhecer a Deus e se tornam vencedoras diante de Satanás e leais a Deus até certo ponto. Ninguém terá mais força de caráter do que esse grupo de pessoas. Este será o maior testemunho. Embora você seja incapaz de fazer um ótimo trabalho, você é capaz de satisfazer a Deus. Outros não podem deixar de lado suas concepções, mas você pode; outros não podem dar testemunho de Deus durante suas experiências reais, mas você pode usar sua estatura e ações para retribuir ao amor de Deus e dar um testemunho contundente para Ele. Apenas isso conta como amar realmente a Deus.

de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

317. Perseguir a satisfação de Deus é usar o amor de Deus para colocar suas palavras em prática; independentemente do tempo – mesmo quando os outros não tem força – dentro de você, ainda existe um coração que ama a Deus, que anseia profundamente por Deus e sente a falta Dele. Isso é a estatura real. A grandeza de sua estatura depende da grandeza do amor que sente por Deus, de você conseguir ou não ficar firme quando testado, de você ser fraco ou não quando um certo contexto lhe sobrevier, e se você consegue ficar firme mesmo quando seus irmãos e irmãs o rejeitam; os fatos que se apresentarem mostrarão exatamente como é o seu amor por Deus. Pode-se ver, de grande parte da obra de Deus, que Ele realmente ama o homem, é só que os olhos do espírito do homem ainda têm de ser completamente abertos, e ele é incapaz de entender muita coisa da obra de Deus, a vontade de Deus e muitas das coisas que são adoráveis sobre Deus; o homem tem muito pouco amor verdadeiro por Deus.

de ‘Somente experimentando provações dolorosas é possível conhecer a beleza de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

318. É durante o refinamento mais amargo que o homem pode facilmente cair sob a influência de Satanás — portanto, como você deveria amar a Deus durante um refinamento assim? Você deveria concentrar toda a sua vontade, depositar seu coração diante de Deus e dedicar todo o restante de seu tempo a Ele. Independentemente de como Deus o refina, você deveria poder colocar a verdade em prática para cumprir a vontade de Deus e tomar sobre si a tarefa de buscá-Lo e ter comunhão com Ele. Em momentos assim, quanto mais passivo você for, mais negativo se tornará e mais fácil será retroceder. Quando for necessário que você cumpra com suas responsabilidades, embora não o faça bem, você faz tudo o que puder, e o faz usando nada mais que o seu amor por Deus; independentemente do que os outros digam — quer digam que o fez bem ou mal — suas motivações são corretas e você não é hipócrita, pois está agindo em nome de Deus. Quando outros lhe compreendem de maneira equivocada, você pode orar a Deus e dizer: "Oh, Deus! Não peço que os outros me tolerem, nem que me perdoem. Só peço que eu possa amá-Lo em meu coração, que eu esteja certo em meu coração e que minha consciência esteja tranquila. Não peço que outros me elogiem ou que me considerem em alta estima; só busco satisfazê-Lo de coração. Cumpro meu papel fazendo tudo o que posso e, embora seja tolo e estúpido, de baixo calibre e cego, sei que o Senhor é amável, e estou disposto a devotar tudo o que tenho ao Senhor." Assim que você ora dessa maneira, seu amor por Deus emerge, e você sente muito mais certeza no coração. É isso o que se quer dizer por praticar o amor de Deus.

de ‘Somente experimentando refinamento o homem pode amar verdadeiramente a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

319. Como deveria o homem amar a Deus durante o refinamento? Decidindo amá-lo para aceitar Seu refinamento: durante o refinamento, você é atormentado por dentro, como se uma faca estivesse revolvendo dentro de seu coração; porém, você está disposto a satisfazer a Deus com o coração, que O ama, e não está disposto a se importar com a carne. É isso o que quer dizer praticar o amor de Deus. Você está machucado por dentro, e seu sofrimento atingiu certo ponto; ainda assim, você está disposto a achegar-se diante de Deus e orar, dizendo: "Oh, Deus! Não posso abandoná-Lo. Embora haja trevas dentro de mim, desejo satisfazê-Lo; O Senhor conhece meu coração, e eu gostaria que investisse mais do Seu amor dentro de mim." Esta é a prática durante o refinamento. Se usar o amor de Deus como a fundação, o refinamento pode trazer você para mais próximo de Deus e torná-lo mais íntimo dEle. Já que você acredita em Deus, deve entregar seu coração diante dEle. Se você oferecer e depositar seu coração diante de Deus, então, durante o refinamento, será impossível negá-Lo ou abandoná-Lo. Dessa forma, seu relacionamento com Deus se tornará cada vez mais íntimo, cada vez mais normal, e sua comunhão com Deus se tornará cada vez mais frequente. Se praticar sempre dessa maneira, passará mais tempo na luz de Deus e mais tempo sob a orientação de Suas palavras. Também haverá cada vez mais mudanças em seu caráter, e seu conhecimento aumentará dia a dia. Quando chegar o dia, e as provações de Deus lhe sobrevierem repentinamente, você não só será capaz de ficar ao lado de Deus, mas também de dar testemunho dEle. Nesse momento, você será como Jó e Pedro. Ao dar testemunho de Deus, você O amará verdadeiramente e entregará sua vida a Ele de bom grado; você será a testemunha de Deus e alguém amado por Deus. O amor que experimenta refinamento é forte, não fraco. Independentemente de quando ou como Deus o sujeita às Suas provações, você é capaz de não mais se preocupar se vai viver ou morrer, de bom grado abandonar tudo por Deus e alegremente suportar qualquer coisa por Ele — e, assim, seu amor será puro, e sua fé, real. Só então você será alguém verdadeiramente amado por Deus e que tem sido verdadeiramente aperfeiçoado por Ele.

de ‘Somente experimentando refinamento o homem pode amar verdadeiramente a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

320. Não importa como Deus opera ou o tipo de ambiente em que você está, você será capaz de buscar a vida, buscar que a obra de Deus seja cumprida dentro de você e buscar a verdade. Você entenderá as ações de Deus e será capaz de agir de acordo com a verdade. Esta é a sua fé genuína, e isso mostra que você não perdeu a esperança em Deus. Você ainda buscará a verdade no refinamento; você será capaz de verdadeiramente amar a Deus e não desenvolverá dúvidas a respeito Dele. Não importa o que Ele faça, você ainda praticará a verdade para satisfazê-Lo, e será capaz de buscar profundamente Sua vontade e de estar atento à Sua vontade. Somente essa é a verdadeira fé em Deus. Antes, quando Deus disse que você reinaria como um rei, você O amou; quando Ele Se mostrou abertamente a você, você O buscou. Mas agora Deus está escondido, você não consegue vê-Lo e os problemas se acumularam sobre você. Nesse momento você perde a esperança em Deus? Assim, o tempo todo você deve buscar a vida e buscar satisfazer a vontade de Deus. Isso é chamado de fé genuína, e é o tipo mais verdadeiro e belo de amor.

de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

321. Quando encara sofrimentos, você deve ser capaz de não se importar com a carne e de não se queixar de Deus. Quando Deus Se esconde de você, você deve ser capaz de ter fé para segui-Lo e manter seu antigo amor, sem permitir que fraqueje ou desapareça. Não importa o que Deus faça, você deve se submeter ao Seu desígnio e ter mais vontade de amaldiçoar sua própria carne do que se queixar Dele. Quando encara provações, você deve satisfazer Deus apesar de qualquer relutância em se afastar de algo que você ama ou de chorar amargamente. Somente isso pode ser chamado de verdadeiro amor e fé.

de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

322. Se você deseja ver e experimentar o amor de Deus, então você deve explorar e buscar na vida real, e deve estar disposto a deixar de lado sua própria carne. Você deve tomar essa decisão. Você deve ser alguém com determinação, que é capaz de satisfazer a Deus em todas as coisas, sem ser preguiçoso, ou cobiçar os prazeres da carne, não viver para a carne, mas viver para Deus. Pode haver momentos em que você não satisfaça a Deus. Isso é porque você não entende a vontade de Deus; da próxima vez, embora seja necessário mais esforço, você deve satisfazê-Lo e não deve satisfazer a carne. Quando você experimentar desta maneira, você terá conhecido a Deus. Você verá que Deus criou os céus e a Terra e todas as coisas, que Ele Se fez carne para que as pessoas possam realmente e verdadeiramente vê-Lo, e realmente se envolver com Ele, que Ele é capaz de andar entre os homens, que Seu Espírito é capaz de aperfeiçoar as pessoas na vida real, permitindo-lhes ver Sua beleza e experimentar Sua disciplina, Seu castigo e Suas bênçãos. Se você sempre experimentar dessa maneira, na vida real você será inseparável de Deus, e se um dia seu relacionamento com Deus deixar de ser normal, você poderá sofrer reprovação e ser capaz de sentir remorso. Quando você tem um relacionamento normal com Deus, você nunca desejará deixar Deus, e se um dia Deus disser que Ele vai deixar você, você terá medo e dirá que prefere morrer do que ser deixado por Deus. Assim que você tiver essas emoções, sentirá que é incapaz de deixar Deus e, dessa maneira, terá um fundamento e desfrutará verdadeiramente do amor de Deus.

de ‘Aqueles que amam a Deus viverão para sempre em Sua luz’ em “A Palavra manifesta em carne”

323. Você deve experimentar de tal forma que Deus é a sua vida, de modo que, se Deus fosse tirado de você, seria como perder a sua vida; Deus deve ser a sua vida e você deve ser incapaz de deixá-Lo. Desta forma, você terá realmente experimentado a Deus, e neste momento, quando você amar a Deus novamente, você verdadeiramente amará a Deus, e será um amor singular e puro. Um dia, quando suas experiências forem tais que sua vida tenha chegado a certo ponto, você orará a Deus, comerá e beberá as palavras de Deus, será incapaz de deixar Deus em seu interior, e mesmo se quisesse, você não seria capaz de esquecê-Lo. Deus terá Se tornado sua vida; você pode esquecer o mundo, pode esquecer sua esposa e filhos, mas terá dificuldades em esquecer-se de Deus ─ isso é impossível, esta é sua verdadeira vida e seu verdadeiro amor por Deus. Quando o amor das pessoas a Deus alcança certo ponto, nada do que amam é igual ao amor delas a Deus. Ele é o primeiro amor delas, e assim, é capaz de desistir de tudo e está disposto a aceitar todo o tratamento e poda de Deus. Quando você tiver alcançado um amor a Deus que supere tudo o mais, você viverá na realidade e no amor de Deus.

de ‘Aqueles que amam a Deus viverão para sempre em Sua luz’ em “A Palavra manifesta em carne”

324. Pedro sentia-se incomodado com qualquer coisa em sua vida que não satisfizesse o desejo de Deus. Se algo não satisfazia o desejo de Deus, Pedro sentia-se cheio de remorso e procurava um caminho adequado de se empenhar para satisfazer o coração de Deus. Mesmo nos aspectos mais banais e irrelevantes de sua vida, ele exigia de si mesmo a satisfação do desejo de Deus. E não era menos rigoroso no que dizia respeito ao seu antigo caráter, exigindo-se sempre um maior aprofundamento na verdade. […] Pedro amou a Deus até certo ponto, como exigido por Deus; somente pessoas assim têm testemunho.

de ‘O sucesso ou o fracasso dependem da senda que o homem trilha’ em “A Palavra manifesta em carne”

325. Na sua crença em Deus, Pedro procurou satisfazer Deus em tudo, bem como procurou obedecer a tudo o que viesse de Deus. Sem a mais ligeira queixa, ele pôde aceitar castigo e julgamento, refinamento, tribulação e falta em sua vida, mas nada disto conseguiu mudar seu amor a Deus. Não é este o máximo amor a Deus? Não é este o cumprimento do dever de uma criatura de Deus? Castigo, julgamento, tribulação; você é capaz de conseguir a obediência até a morte, e é isto o que uma criatura de Deus deve conseguir, esta é a pureza do amor a Deus. Se o homem pode conseguir tanto assim, ele é uma criatura de Deus qualificada, e não há nada que melhor satisfaça o desejo do Criador.

de ‘O sucesso ou o fracasso dependem da senda que o homem trilha’ em “A Palavra manifesta em carne”

326. Pedro seguiu Jesus por vários anos e viu muitas coisas em Jesus que as pessoas não têm. […] Cada movimento de Jesus funcionava como exemplo para ele em sua vida, e os sermões de Jesus ficaram particularmente gravados em seu coração. Ele era muito atencioso e dedicado a Jesus, e ele nunca teve queixas de Jesus. É por isso que se tornou o fiel companheiro de Jesus em todos os lugares aonde Ele foi. Pedro observou os ensinamentos de Jesus, Suas gentis palavras e o que Ele comia, vestia, Sua vida diária e Suas viagens. Ele seguiu o exemplo de Jesus em todos os sentidos. Ele não era presunçoso, mas rejeitou todas as suas coisas antiquadas de antes e seguiu o exemplo de Jesus em palavras e ações. Foi então que ele sentiu que os céus e a terra e todas as coisas estavam nas mãos do Todo-Poderoso, e por essa razão ele não tinha escolha própria, mas absorveu tudo o que Jesus era para agir como exemplo para ele. Ele conseguia enxergar em sua vida que Jesus não era presunçoso naquilo que Ele fazia, nem Se gabava de Si mesmo, mas, em vez disso, Ele comovia as pessoas com amor. Em diferentes situações, Pedro conseguia ver o que Jesus era. É por isso que tudo em Jesus se tornou o objeto que Pedro seguia como exemplo. Em suas experiências, ele sentiu cada vez mais a amabilidade de Jesus. Ele disse algo assim: “Procurei o Todo-Poderoso no universo e vi as maravilhas dos céus e da terra e de todas as coisas e, assim, tive um profundo senso da amabilidade do Todo-Poderoso. Mas nunca tive amor genuíno em meu coração, e nunca vi a amabilidade do Todo-Poderoso com meus próprios olhos. Hoje, aos olhos do Todo-Poderoso, fui visto favoravelmente por Ele e finalmente senti a amabilidade de Deus, e finalmente descobri que, para Deus, não seria apenas criar todas as coisas que faria a humanidade amá-Lo. Em minha vida diária, encontrei Sua infinita amabilidade; como ela poderia ser limitada apenas a esta situação de hoje?”

de ‘Sobre a vida de Pedro’ em “A Palavra manifesta em carne”

327. Agora você deveria ser capaz de ver claramente o caminho que Pedro tomou. […] Você deveria experimentar o estado de humor de Pedro daquela época: Ele estava afligido por tristeza; ele não mais pedia por um futuro ou qualquer bênção. Ele não buscava lucro, felicidade, fama ou a fortuna do mundo, mas somente buscava viver uma viva mais significativa, que era pagar de volta o amor de Deus e dedicar o que ele tinha guardado de mais precioso para Deus. Então, ele estaria satisfeito em seu coração. Ele frequentemente orava a Jesus com estas palavras: “Senhor Jesus Cristo, eu Te amei uma vez, mas eu não Te amei de verdade. Apesar de eu ter dito que eu tinha fé em Ti, eu nunca Te amei com um coração verdadeiro. Eu somente Te admirava, Te adorava, sentia falta de Ti, mas nunca Te amei, nem tive uma fé verdadeira em Ti.” Ele sempre orava para fazer sua resolução, ele era constantemente encorajado pelas palavras de Jesus[a] e as convertia em motivação. Mais tarde, depois de um período de experiência, Jesus o testou, provocando-o para que ansiasse por Ele ainda mais. Ele disse: “Senhor Jesus Cristo! Como eu sinto saudades Tuas , e anseio olhar para Ti. Eu careço de muita coisa e não posso compensar o Teu amor. Eu imploro que Tu me leves embora em breve. Quando terás necessidade de mim? Quando me levarás embora? Quando irei, mais uma vez, olhar a Tua face? Eu não desejo mais viver neste corpo e continuar a me tornar corrupto, nem desejo me rebelar ainda mais. Estou pronto a dedicar tudo o que tenho a Ti assim que puder e não tenho desejo de entristecer-Te mais ainda.” É assim que ele orava, mas ele não sabia, na época, o que Jesus aperfeiçoaria nele. Durante a agonia do teste, Jesus apareceu a ele novamente e disse: “Pedro, desejo aperfeiçoar você de modo que você se torne um pedaço de fruta, um que seja a cristalização do Meu aperfeiçoar você, e que Eu vou gostar. Você pode, de fato, testificar para Mim? Você já fez o que eu pedi que você fizesse? Você já viveu as palavras que Eu tenho falado? Uma vez você Me amou, mas apesar de você ter Me amado, você tem Me vivido? O que você tem feito por Mim? Você reconhece que você é indigno do Meu amor, mas o que você tem feito para Mim?” Pedro viu que ele não tinha feito nada para Jesus e se lembrou de seu juramento anterior de dar sua vida para Deus. E então, ele não mais reclamou, e suas orações, depois disso, ficaram muito melhores. Ele orou, dizendo: “Senhor Jesus Cristo! Uma vez eu deixei-Te, e Tu também me deixaste uma vez. Temos gastado tempo separados e tempo justos na companhia um do outro. Contudo, Tu me amas mais do que qualquer outra coisa. Eu tenho me rebelado repetidamente contra Ti e, repetidas vezes, tenho Te entristecido. Como posso me esquecer dessas coisas? A obra que Tu tens feito em mim e o que Tu tens me confiado, eu tenho sempre sido ciente delas, pois eu nunca as esqueço. Com a obra que Tu tens feito em mim eu tenho tentado o meu melhor. Tu sabes o que eu posso fazer, e Tu sabes mais ainda o papel que eu posso exercer. A Tua vontade é o meu mandamento e eu dedicarei tudo que tenho para Ti. Só Tu sabes o que eu posso fazer para Ti. Apesar de Satanás ter me enganado tanto e de eu ter me rebelado contra Ti, creio que Tu não Te lembras de mim por causa daquelas transgressões, que Tu não me tratas com base nelas. Desejo dedicar minha vida inteira a Ti. Não peço nada nem tenho outras esperanças ou planos; eu somente desejo agir de acordo com a Tua intenção e fazer a Tua vontade. Beberei do Teu cálice amargo e estou ao Teu inteiro dispor.”

de ‘Como Pedro chegou a conhecer Jesus’ em “A Palavra manifesta em carne”

328. Quando estava para ser pregado na cruz, ele orou em seu coração: “Ó Deus! Teu tempo chegou; chegou o tempo que Tu preparaste para mim. Tenho de ser crucificado por Ti, tenho de dar esse testemunho de Ti e espero que meu amor seja capaz de satisfazer Tuas exigências e que ele possa se tornar mais puro. Hoje, poder morrer por Ti e ser pregado na cruz por Ti é algo reconfortante e tranquilizador para mim, porque nada é mais gratificante para mim do que poder ser crucificado por Ti e satisfazer Teus desejos, e ser capaz de dar a mim mesmo a Ti, de oferecer minha vida a Ti. Ó Deus! És tão amoroso! Se me permitisses viver, eu estaria ainda mais desejoso de Te amar. Vou Te amar enquanto eu viver. Desejo que o meu amor por Ti seja mais profundo. Tu me julgas, me castigas e me pões à prova porque não sou justo e porque pequei. E assim Teu justo caráter se torna mais perceptível para mim. Isso é uma bênção para mim porque me torna capaz de Te amar mais profundamente, e estou disposto a Te amar desse modo mesmo que Tu não me ames. Estou disposto a observar Teu justo caráter, porque isso me torna mais capaz de viver uma vida com sentido. Sinto que agora minha vida tem mais sentido porque estou sendo crucificado por Tua causa e é significativo morrer por Ti. Ainda assim, não me sinto satisfeito, porque conheço muito pouco de Ti, sei que não consigo satisfazer completamente Teus desejos e a retribuição que Te dei foi muito pequena. Na minha vida, tenho sido incapaz de me devolver inteiro a Ti; estou longe disso. Quando olho para trás neste momento, sinto-me muito em dívida contigo e só tenho este momento para compensar todos os meus erros e todo o amor não retribuído a Ti”.

de ‘As experiências de Pedro: seu conhecimento do castigo e do julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

329. Em sua vida, Pedro experimentou o refinamento centenas de vezes e passou por muitas provas difíceis. Esse refinamento se tornou a fundação de seu supremo amor por Deus, bem como a experiência mais significante de toda sua vida. Ele pôde possuir um amor supremo por Deus, em certo sentido, por causa de sua decisão de amar a Deus; mais importante, entretanto, foi por causa do refinamento e sofrimento pelo qual passou. Esse sofrimento se tornou seu guia no caminho do amor a Deus, e tornou-se a coisa mais memorável para ele. Se as pessoas não passam pela dor do refinamento ao amar a Deus, então seu amor é repleto de naturalidade e preferências pessoais; tal amor está cheio de ideias de Satanás e é simplesmente incapaz de satisfazer a vontade de Deus. […] O efeito da verdade do amor de Deus não é atingido por meio de conhecimento falado ou disposição mental, tampouco por ser compreendido. É preciso que as pessoas paguem um preço e que passem por muita amargura durante o refinamento, pois somente então seu amor se tornará puro e semelhante ao próprio coração de Deus.

de ‘Somente experimentando refinamento o homem pode amar verdadeiramente a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

330. Somente aqueles que amam a Deus são capazes de dar testemunho de Deus, somente eles são as testemunhas de Deus, somente eles são abençoados por Deus, e somente eles são capazes de receber as promessas de Deus. Aqueles que amam a Deus são íntimos de Deus, são pessoas amadas por Deus e podem desfrutar as bênçãos juntamente com Deus. Somente pessoas como essas viverão pela eternidade e somente elas viverão para sempre sob o cuidado e a proteção de Deus. Deus é para ser amado pelas pessoas e Ele é digno do amor de todas as pessoas, mas nem todas as pessoas são capazes de amar a Deus e nem todas as pessoas podem dar testemunho de Deus e ter poder com Deus. Porque elas são capazes de dar testemunho de Deus e dedicar todos os seus esforços à obra de Deus, aqueles que verdadeiramente amam a Deus podem andar em qualquer lugar debaixo dos céus sem que ninguém se atreva a se opor a elas, e podem exercer poder sobre a Terra e governar todo o povo de Deus. Essas pessoas vieram de todos os cantos do mundo, falam diferentes línguas e têm diferentes cores de pele, mas sua existência tem o mesmo significado, todas têm um coração que ama a Deus, todas têm o mesmo testemunho e têm a mesma determinação, e o mesmo desejo. Aqueles que amam a Deus podem caminhar livremente pelo mundo, aqueles que dão testemunho de Deus podem viajar pelo universo. Essas pessoas são amadas por Deus, são abençoadas por Deus e viverão para sempre em Sua luz.

de ‘Aqueles que amam a Deus viverão para sempre em Sua luz’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. O texto original diz “por essas palavras”.

Anterior:XI) Palavras clássicas sobre como alcançar conhecimento de Deus

Próximo:(XIII) Palavras clássicas sobre como passar pelo julgamento e castigo, tratamento e poda, provações e refinamento

Coisas que talvez lhe interessem