Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 3: Você diz que somente aqueles que obedecem à vontade de Deus recebem o caminho da vida eterna. Depois que começamos a crer no Senhor, sofremos e pagamos um preço para difundir o evangelho do Senhor. Nós pastoreamos o rebanho do Senhor, pegamos a cruz e seguimos o Senhor, praticamos a humildade, paciência e tolerância. Você está dizendo que não estivemos seguindo a vontade de Deus? Sabemos que, se continuarmos, nos tornaremos santos e seremos arrebatados para o reino dos céus. Essa maneira de entender e praticar está errada?

Resposta: Vocês têm a noção de que se trabalharem, se sacrificarem e realizarem boas obras, estarão obedecendo à vontade de Deus. Mas essas noções imaginadas estão acordo com a vontade de Deus? Há qualquer base na palavra de Deus? Vamos ver o que o Senhor Jesus disse. O Senhor Jesus disse: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7:21-23). Pelas palavras do Senhor Jesus podemos ver que aqueles que profetizam, expulsam demônios e fazem coisas maravilhosas no nome Dele são os que sofrem e realizam obras para o Senhor. Eles servem a Deus, devotam todo o tempo a Ele e agem corretamente. Mas, por que o Senhor Jesus os chama de aqueles que realizam a iniquidade? Como devemos entender isso? Pelas vossas noções, qualquer um que trabalhe para o Senhor e se sacrifique por Ele está obedecendo a vontade de Deus. Os sumos sacerdotes, escribas e fariseus no judaísmo também pareciam muito piedosos. Eles viajavam muito longe para pregar o evangelho. Então, por que o Senhor Jesus os condenou e amaldiçoou? Vale a pena refletir sobre isso, não? Não podemos determinar a obediência à vontade de Deus usando as noções humanas. A verdadeira obediência a Deus refere-se às pessoas que conseguem obedecer à obra e as palavras de Deus, praticar a palavra de Deus, seguir Seus mandamentos, e cumprir os deveres de acordo com a vontade e os requisitos de Deus. Vocês dizem que quem sofre e trabalha pelo Senhor está obedecendo à vontade de Deus. Então, vamos avaliar isso usando os requisitos do Senhor Jesus. Qual foi o requerimento mais importante do Senhor Jesus para o homem? “Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22:37-39). Mas estamos fazendo isso? Obedecer a vontade de Deus significa amá-Lo de todo coração, alma e mente. Não importa o quanto trabalhemos ou soframos, não pode existir ambição pessoal ou impureza, devemos nos devotar puramente a obedecer e satisfazer a Deus, para cumprir a vontade Dele. Devemos ficar felizes de sacrificar tudo por Deus, sem pedido ou recompensa. Se enfrentarmos testes e tribulações por Deus, não devemos reclamar ou traí-Lo, mas nos colocar nas mãos dos arranjos Dele Como Abraão, Jó e Pedro, quando o teste de Deus chegar, devemos aceitar com obediência, sem reclamar ou questionar, e dar um testemunho bom e ressonante de Deus. Isso é obedecer à vontade de Deus. Diante disso, deveria ficar óbvio se somos ou não pessoas que realmente obedecem à vontade do Pai celestial.

Vemos muitos capazes de sofrer, trabalhar e se sacrificar pelo Senhor, mas em seu sofrimento e sacrifício vemos ambição e desejo pessoal. Eles buscam recompensas e querem entrar no reino dos céus . Isso não é usar e enganar Deus? Como isso poderia ser praticar a verdade e satisfazer Deus? Mas existe uma tragédia ainda maior em andamento. Embora os pastores e presbíteros do mundo religioso trabalhem e preguem em suas igrejas e pareçam realizar boas obras para quem vê de fora , quando Deus Todo-Poderoso realiza a obra de julgamento nos últimos dias, para proteger a própria posição, influência e lucro, eles julgam, condenam e profanam e Deus Todo-Poderoso, e tentam impedir que os fiéis investiguem o verdadeiro caminho. Isso não os torna inimigos de Deus? Como isso pode ser diferente dos crimes dos fariseus que resistiram ao Senhor Jesus? Esses fatos são suficientes para provar que as pessoas não têm conhecimento de Deus, que a natureza satânica delas permanece e que elas ainda não receberam a verdade como vida. Mesmo aqueles que sofrem, trabalham e se sacrificam por Deus fazem isso para barganhar com o Senhor. Eles creem em Deus para conseguir ganhos para si mesmos. Essas pessoas não praticam as palavras de Deus, não se importam com a vontade de Deus e, muito menos, são testemunhas de obediência e amor por Ele. Como tais pessoas poderiam obedecer à vontade de Deus? E como poderiam ser qualificados para entrar no reino dos céus e receber a vida eterna? Vamos ler uma passagem de Deus Todo-Poderoso. “Eu decido o destino de cada pessoa não com base na idade, senioridade, quantidade de sofrimento, nem muito menos, o grau em que ela causa compaixão, mas de acordo com ela possuir ou não a verdade. Não há outra escolha além dessa. Vocês devem entender que todos os que não seguem a vontade de Deus serão punidos. Esse é um fato imutável” (de ‘Você deve preparar boas ações suficientes para seu destino’ em “A Palavra manifesta em carne”). Deus decide o destino de cada homem não com base em quanto trabalho ele realiza ou quanto sofrimento aguenta, mas de acordo com o fato de ele possuir ou não a verdade , pratica a palavra de Deus e obedece Sua vontade. Porque apenas os que obedecem à vontade de Deus são qualificados para entrar no reino dos céus e receber a vida eterna. Isso foi decidido pelo caráter justo de Deus e não pode ser mudado. Portanto, todos nós devemos refletir sobre o caminho que tomamos em nossa fé em Deus. Porque, mesmo crendo e seguindo a Deus, nós também pecamos e resistimos a Ele? Isso é causado pela natureza pecaminosa escondida dentro de nós. Com nossa natureza pecaminosa, é muito difícil obedecer e amar a Deus realmente. Nossa natureza pecaminosa torna muito difícil evitar barganhar e obter bençãos enquanto nos sacrificamos por Deus; Nossa natureza pecaminosa nos torna pessimistas e nos faz trair a Deus quando estamos diante das provações Portanto, com nossa natureza pecaminosa, não podemos nos tornar pessoas que obedecem a Deus, não podemos ser santos. É completamente impossível. Para podermos realmente obedecer a Deus e nos tornarmos santos, precisamos resolver o problema de nossa natureza pecaminosa. Diante disso, se não aceitarmos a obra de julgamento e castigo de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, nunca seremos aprovados por Deus. Se não experimentarmos a obra de julgamento de Deus nos últimos dias, nunca receberemos a verdade, nunca atingiremos a mudança de caráter, nem viveremos segundo o coração de Deus. É um fato que ninguém pode negar.

do roteiro do filme Do trono flui a água da vida

Anterior:Pergunta 2:O Senhor Jesus e Deus Todo-Poderoso são o mesmo Deus, mas realizam diferentes obras em épocas distintas. O Senhor Jesus fez a obra da redenção e pregou o caminho do arrependimento. Nos últimos dias, Deus Todo-Poderoso realiza a obra de julgamento e purificação da humanidade, e lhes traz o caminho da vida eterna. Eu ainda tenho outra pergunta: qual é a diferença entre o caminho do arrependimento e o caminho da vida eterna?

Próximo:Pergunta 4: Se aceitarmos a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, como devemos então buscar receber o caminho da vida eterna?

Conteúdo Relacionado