Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Palavras clássicas de Deus Todo-Poderoso, o Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

XI Palavras clássicas sobre entrar na realidade da verdade

(IX) Palavras sobre cumprir seu dever adequadamente

104. Como membros da raça humana e cristãos devotos, é responsabilidade e obrigação de todos nós oferecer nossa mente e nosso corpo para a realização da comissão divina, pois todo o nosso ser veio de Deus e existe graças à Sua soberania. Se a nossa mente e o nosso corpo não servirem à comissão de Deus e à causa justa da humanidade, a nossa alma será indigna daqueles que foram martirizados pela comissão divina e mais indigna ainda de Deus, que nos proveu de todas as coisas.

de ‘Deus preside o destino de toda a humanidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

105. O modo como você trata a comissão de Deus é um assunto muito sério! Se você não consegue completar o que Deus lhe confia, então não está apto para viver em Sua presença e deveria ser punido. É lei do Céu e princípio da terra que os humanos completem o que Deus lhes confia; essa é a sua responsabilidade suprema, tão importante quanto a sua vida. Se você não leva a sério a comissão de Deus, então está traindo a Deus da maneira mais grave possível; isso é mais lamentável que Judas e faz você merecer ser amaldiçoado. As pessoas precisam ganhar um entendimento completo de como ver o que Deus lhes confia e, no mínimo, precisam compreender que Deus comissiona a humanidade: essa é uma exaltação e um favor especial de Deus, uma das coisas mais gloriosas. Tudo o mais pode ser abandonado — mesmo que alguém tenha de sacrificar sua vida, ainda precisa cumprir a comissão de Deus.

de ‘Como conhecer a natureza do homem’ em “Registros das falas de Cristo”

106. Não há correlação entre o dever do homem e se ele é abençoado ou amaldiçoado. O dever é o que o homem deve cumprir; é seu dever obrigatório e não deve depender de recompensas, condições ou razões. Só então é que ele está fazendo o seu dever. Um homem que é abençoado goza de bondade ao ser aperfeiçoado após o julgamento. Um homem que é amaldiçoado recebe punição quando seu caráter permanece inalterado depois do castigo e do julgamento, ou seja, ele não foi aperfeiçoado. Como um ser criado, o homem deve cumprir seu dever, fazer o que deve fazer e fazer o que for capaz de fazer, independentemente de ser abençoado ou amaldiçoado. Essa é a condição básica do homem, como alguém que busca a Deus. Você não deve fazer o seu dever apenas para ser abençoado, e você não deve se recusar a agir por medo de ser amaldiçoado. Deixe-Me dizer-lhes uma coisa: se o homem é capaz de cumprir o seu dever, isso significa que ele realiza o que deve fazer. Se o homem é incapaz de cumprir seu dever, isso mostra a rebeldia do homem. É sempre através do processo de fazer o seu dever que o homem é gradualmente mudado e é através deste processo que ele demonstra sua lealdade. Assim, quanto mais você for capaz de fazer o seu dever, mais verdades você receberá e, assim, também sua expressão se tornará mais real. Aqueles que somente agem sem se envolver ao cumprir seu dever e não buscam a verdade, serão eliminados no fim, pois tais homens não cumprem seu dever na prática da verdade e não praticam a verdade no cumprimento de seu dever. Tais homens são aqueles que permanecem inalterados e serão amaldiçoados. Suas expressões não são apenas impuras, mas o que expressam não é nada além de maldade.

de ‘A diferença entre o ministério do Deus encarnado e o dever do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

107. Todos que creem em Deus devem entender Sua vontade. Apenas aqueles que cumprem seus deveres corretamente podem satisfazer a Deus, e apenas através da conclusão das tarefas que Ele lhes confia é que o cumprimento de seus deveres estará à altura do padrão. Ao concluir uma tarefa, quando as pessoas não põem a verdade em prática nem buscam a verdade, quando não devotam seu coração à verdade, ou seja, quando simplesmente usam o cérebro para memorizar, simplesmente usam as mãos para agir e simplesmente usam as pernas para correr, então elas não cumpriram verdadeiramente a comissão de Deus. Existem padrões para o cumprimento da comissão de Deus. Que padrões são esses? O Senhor Jesus disse: “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças”. Amar a Deus é um aspecto do que Deus exige das pessoas. De fato, quando Deus dá uma comissão às pessoas, quando elas cumprem seu dever a partir de sua fé, os padrões que Ele exige delas são estes: com todo o seu coração, com toda a sua alma, com todo o seu entendimento e com todas as suas forças. Se você está presente, mas seu coração não está, se você pensa nas tarefas com sua mente e as grava na memória, mas não põe seu coração nelas, e se você realiza as coisas usando as próprias habilidades, isso que é completar a comissão de Deus? Então, que tipo de padrão deve ser alcançado a fim de cumprir seu dever adequadamente e realizar o que Deus lhe confiou e cumprir seu dever com lealdade? É fazer o seu dever com todo o seu coração, com toda a sua alma, com todo o seu entendimento, com todas as suas forças. Se você não tiver um coração que ama a Deus, a tentativa de cumprir seu dever corretamente não funcionará. Se seu amor por Deus ficar mais forte e sempre mais genuíno, então você naturalmente será capaz de cumprir seu dever com todo o seu coração, com toda a sua alma, com toda a sua mente e com toda a sua força.

de ‘Apenas pelo que as pessoas têm vivido’ em “Registros das falas de Cristo”

108. Não importa o que faça, primeiro você deve entender por que você está fazendo isso, qual é a intenção que o direciona a fazer essa coisa, qual é o significado de você fazê-la, qual é a natureza da questão e se aquilo que está fazendo é uma coisa positiva ou negativa. Você deve ter um entendimento claro de todas essas questões; isso é muito necessário para ser capaz de agir com princípio. Se você estiver fazendo algo para cumprir o seu dever, então deverá ponderar: como devo fazer isso? Como devo cumprir bem o meu dever para que não o faça apenas superficialmente? Você deve se aproximar de Deus nessa questão. Aproximar-se de Deus significa buscar a verdade nessa questão, buscar o caminho para praticar, buscar a vontade de Deus e buscar como satisfazer a Deus. Essa é a maneira de você se aproximar de Deus em tudo que faz. Não envolve realizar uma cerimônia religiosa ou uma ação externa; é feito com o propósito de praticar de acordo com a verdade após buscar a vontade de Deus. Se você sempre diz “Graças a Deus”, quando não fez nada, mas então, quando está fazendo alguma coisa, você continua a fazê-la do jeito que quer, então esse tipo de agradecimento é apenas uma ação externa. Ao cumprir seu dever ou trabalhar em algo, você deve sempre pensar: como devo cumprir esse dever? Qual é a intenção de Deus? Aproxime-se de Deus através daquilo que faz; agindo dessa forma, você busca os princípios e a verdade por trás das suas ações e também a intenção de Deus, e você não se desviará de Deus em nada que fizer. Somente uma pessoa assim acredita verdadeiramente em Deus.

de ‘Buscar a vontade de Deus é para o bem da prática da verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

109. Não importa que dever cumpra, você precisa sempre buscar compreender a vontade de Deus e entender quais são Suas exigências em relação a seu dever; só então você será capaz de lidar com as questões de uma maneira baseada em princípios. Ao realizar o seu dever, você não pode de maneira alguma seguir suas preferências pessoais, ao fazer só o que gostaria de fazer, o que você ficaria feliz e confortável fazendo, nem o que o faria parecer bom. Se você impuser forçosamente suas preferências pessoais para Deus ou praticá-las como se fossem a verdade, observando-as como se fossem os princípios da verdade, então isso não é cumprir o seu dever, e realizar o seu dever dessa maneira não será lembrado por Deus. Algumas pessoas não entendem a verdade e não sabem o que significa cumprir seus deveres. Sentem que, já que investiram seu coração e esforço nisso e sofreram como resultado de abandonar a carne, seu cumprimento de seus deveres deveria estar à altura do padrão — por que, então, Deus está sempre insatisfeito? Onde essas pessoas erraram? Seu erro foi não buscar as exigências de Deus e, em vez disso, agir de acordo com as próprias intenções; trataram os próprios desejos, preferências e motivos egoístas como a verdade e os trataram como se fossem as preferências de Deus, como se satisfizessem Seus padrões e exigências. Eles viram o que acreditavam ser correto, bom e lindo como sendo a verdade; isso é um erro. Mesmo que possa pensar que algo é certo, você ainda deve buscar os princípios e ver se aquilo que está pensando cumpre as exigências de Deus. Caso conflite com Suas exigências, então está errado, mesmo se você achar certo, pois esse é um pensamento humano e você deve descartá-lo. O que é dever? É a comissão confiada por Deus. Então, como você deveria cumprir seu dever? Ao agir de acordo com os padrões e exigências de Deus e ao basear seu comportamento nos princípios da verdade e não nos desejos humanos subjetivos. Dessa maneira, o cumprimento do seu dever estará de acordo com o padrão.

de ‘Só buscando os princípios da verdade é que você pode realizar bem o seu dever’ em “Registros das falas de Cristo”

110. Para cada um de vocês que cumprem seu dever, não importa quão profundamente você entenda a verdade, se quiser entrar na realidade da verdade, a maneira mais simples de praticar é pensar nos interesses da casa de Deus em tudo que faz e abrir mão de seus desejos egoístas, de sua intenção, motivos, face e status individuais. Coloque os interesses da casa de Deus em primeiro lugar — isso é o mínimo que você deve fazer. Se uma pessoa que cumpre seu dever não consegue fazer nem mesmo isso, então como se pode dizer que ela está cumprindo seu dever? Isso não é cumprir o dever da pessoa. Você deve considerar primeiro os interesses da casa de Deus, os próprios interesses de Deus e a Sua obra e colocar essas considerações acima de tudo; só depois disso você deve refletir sobre a estabilidade de seu status ou sobre como os outros veem você. Vocês não acham que isso fica um pouco mais fácil quando o dividem nesses passos e fazem algumas concessões? Se fizer isso por algum tempo, você vai achar que satisfazer a Deus não é uma questão difícil. Além disso, se você conseguir cumprir suas responsabilidades, executar seus deveres e obrigações, deixar de lado seus desejos egoístas, deixar de lado seus próprios motivos e intenções, ter consideração pela vontade de Deus e colocar em primeiro lugar os interesses de Deus e de Sua casa, então, após algum tempo de experiências desse tipo, você sentirá que essa é uma boa maneira de viver: é viver franca e honestamente, sem ser uma pessoa baixa ou inútil, é viver justa e honradamente em vez de ser mesquinho ou mau. Você achará que é assim que uma pessoa deve viver e agir.

de ‘Você pode obter a verdade após volver seu coração verdadeiro para Deus’ em “Registros das falas de Cristo”

111. Se deseja ser devotado a atender a vontade de Deus em tudo que faz, então você não pode simplesmente desempenhar um dever; você precisa aceitar qualquer comissão que Deus lhe conceda. Se corresponde ou não a seus gostos, inclui-se ou não em seus interesses, se é algo de que você não goste ou que nunca fez antes, ou algo difícil, você ainda deveria aceitá-la e submeter-se. Não só precisa aceitá-la, mas deve cooperar de maneira proativa, aprender sobre ela e ter entrada. Mesmo se você sofrer e não tiver sido capaz de se destacar e brilhar, você ainda deve empenhar a sua devoção. Deve considerá-la como o seu dever a cumprir; não como um assunto pessoal, mas como o seu dever. Como as pessoas deveriam entender seus deveres? Quando o Criador — Deus — dá uma tarefa para alguém fazer, e nesse ponto, é que começa o dever dessa pessoa. As tarefas que Deus dá a você, as comissões que Deus dá a você — esses são os seus deveres. Quando os adotar como suas metas e verdadeiramente tiver um coração que ama a Deus, você recusará a comissão de Deus? (Não.) Não é uma questão de se você pode ou não; é que você não deveria recusar. Você deveria aceitá-la, certo? Essa é a senda da prática. O que é a senda da prática? (Ser totalmente devotado em todas as coisas.) Seja devotado em todas as coisas para atender a vontade de Deus. Qual é o ponto de foco aqui? É “em todas as coisas”. “Todas as coisas” não significa necessariamente as coisas de que você gosta ou nas quais é bom, muito menos as que lhes são familiares. Às vezes você precisará aprender, às vezes encontrará dificuldades e às vezes precisa sofrer. No entanto, seja a tarefa que for, contanto que seja comissionada por Deus, você precisa aceitá-la Dele, considerá-la como seu dever, ser devotado a cumpri-la e atender a vontade de Deus: essa é a senda da prática.

de ‘Apenas sendo uma pessoa honesta é possível ser verdadeiramente feliz’ em “Registros das falas de Cristo”

112. Vocês devem cumprir seu dever o melhor que puderem, de coração aberto e justo, e estando dispostos a fazer o que for preciso. Como vocês têm dito, quando o dia chegar, Deus não irá maltratar ninguém que tenha sofrido ou pagado um preço por Ele. Essa é uma convicção do tipo que vale a pena manter e vocês não deveriam esquecê-la jamais. Somente assim posso acalmar-Me quanto a vocês. Caso contrário, nunca conseguirei acalmar-Me com relação a vocês e sempre serão objeto de Minha aversão. Se todos vocês puderem seguir sua consciência e dar tudo de si por Mim, se não pouparem esforços para Minha obra e devotarem uma vida inteira de esforço à Minha obra do evangelho, então, Meu coração não pulará de alegria por vocês com frequência? E não conseguirei acalmar-Me por completo a respeito de vocês?

de ‘Sobre o destino’ em “A Palavra manifesta em carne”

113. Agora Eu lhes falarei sobre um princípio de prática: não importa o que você encontrar, seja algo que prove e teste você ou uma situação em que você seja receba tratamento, e não importa como os outros o tratem, você deve primeiro deixar essa coisa de lado e orar diante de Deus. Você deve retornar para o espírito, restaurar a harmonia em seu espírito e reajustar seu estado. Essa é a primeira coisa que deve ser resolvida: “Não importa quão grande essa coisa seja, mesmo que o céu desabe ou que chova canivete, devo cumprir bem o meu dever; enquanto eu estiver respirando, não posso desistir do meu dever”. Como, então, você pode cumprir bem o seu dever? Não é simplesmente agindo sem se envolver, tampouco estando presente no corpo, mas ausente na mente. Você deve se empenhar ao máximo no cumprimento do seu dever. Não importa quão grande o problema que enfrenta possa ser, você deve deixá-lo de lado e retornar para Deus e buscar cumprir bem o seu dever para a satisfação de Deus. Você deve ponderar: “Ao me deparar com esse problema hoje, o que devo fazer para cumprir meu dever? Anteriormente, eu só fazia as coisas de maneira superficial, mas hoje devo mudar minha abordagem e me esforçar para fazer melhor, para que seja completamente impecável. A chave é que não devo decepcionar a Deus; devo deixá-Lo à vontade e fazê-Lo ver que, enquanto cumpro o meu dever, eu não só me comporto bem e obedeço, mas sou também dedicado”. Se você praticar dessa maneira e se esforçar para isso, então seu dever não será afetado, e você será capaz de cumpri-lo bem. E enquanto você continuar a orar e a fazer ajustes, seu estado se tornará cada vez mais normal, então você se tornará cada vez mais competente no cumprimento de seu dever.

de ‘A entrada na vida deve começar a partir do cumprimento de seu dever’ em “Registros das falas de Cristo”

114. Não importa o que Deus lhe pede, você só precisa dar tudo de si. Espera-se que no fim você seja capaz de mostrar sua lealdade a Deus diante Dele e enquanto puder ver o sorriso gratificado de Deus em Seu trono, mesmo que seja na hora da sua morte, você deve ser capaz de rir e sorrir conforme seus olhos vão se fechando. Você deve fazer o dever final para Deus durante o tempo em que estiver na terra. No passado, Pedro foi crucificado de cabeça para baixo por Deus; mas, no fim, você deve satisfazer a Deus e esgotar toda a sua energia por Deus. O que uma criatura pode fazer por Deus? Então você deve se entregar à misericórdia de Deus o mais cedo e não o mais tarde possível. Enquanto Deus estiver feliz e satisfeito, permita que Ele faça o que quiser. Que direito os homens têm de reclamar?

de ‘Capítulo 41’ das Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

115. O que vocês devem realizar hoje não são exigências adicionais, mas o dever do homem e aquilo que deve ser feito por todas as pessoas. Se vocês são incapazes de fazer o seu dever ou de fazê-lo corretamente, não estão criando problemas para si mesmos? Não estão cortejando a morte? Como podem ainda esperar ter um futuro e perspectivas? A obra de Deus é para o bem da humanidade e a colaboração do homem é para o bem do gerenciamento de Deus. Quando Deus tiver realizado tudo o que Ele deve realizar, requer-se que o homem não poupe esforços na sua prática e colabore com Deus. Na obra de Deus o homem não deve poupar esforços, deve oferecer sua lealdade e não se entregar a múltiplas concepções, nem sentar-se passivamente esperando a morte. Deus pode se sacrificar pelo homem, por que o homem não pode oferecer a sua lealdade a Deus? Deus é uno de coração e mente para com o homem, então, por que o homem não pode oferecer um pouco de colaboração? Deus realiza Sua obra para a humanidade, então por que o homem não pode realizar parte de seu dever para ajudar o gerenciamento de Deus? A obra de Deus alcançou o estágio atual e mesmo assim vocês veem, mas não agem, vocês ouvem, mas não se movem. Pessoas assim não são objetos de perdição? Deus já Se dedicou inteiramente ao homem, então por que, hoje, o homem é incapaz de realizar o seu dever com seriedade? Para Deus, Sua obra é Sua primeira prioridade, e a obra de Seu gerenciamento é da maior importância. Para o homem, colocar as palavras de Deus em prática e cumprir as exigências de Deus são sua primeira prioridade. Vocês todos devem compreender isso.

de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior:(VIII) Palavras sobre como obedecer a Deus

Próximo:(X) Palavras sobre temer a Deus e evitar o mal

Conteúdo Relacionado