Expondo a corrupção da humanidade 2

Palavras diárias de Deus Trecho 336

Hoje, Eu lhes admoesto assim para o bem de sua própria sobrevivência, para que a Minha obra progrida com suavidade e para que a Minha obra inaugural por todo o universo possa ser realizada de maneira mais apropriada e perfeita, revelando as Minhas palavras, a Minha autoridade, a Minha majestade e o Meu julgamento às pessoas de todos os países e nações. A obra que Eu realizo entre vocês é o início da Minha obra por todo o universo. Apesar de agora já serem os últimos dias, saibam que “últimos dias” não passa de um nome para uma era: da mesma maneira que a Era da Lei e a Era da Graça, se refere a uma era e indica uma era inteira, não apenas os poucos anos ou meses finais. No entanto, os últimos dias são bem diferentes da Era da Graça e da Era da Lei. A obra dos últimos dias não é realizada em Israel, mas entre os gentios; é a conquista perante o Meu trono das pessoas de todas as nações e tribos fora de Israel, de modo que a Minha glória por todo o universo possa preencher o cosmo e o firmamento. É assim para que Eu possa ganhar maior glória, para que todas as criaturas da terra possam transmitir a Minha glória para todas as nações, para sempre, de geração em geração, e para que todas as criaturas no céu e na terra possam ver toda a glória que Eu ganhei na terra. A obra realizada durante os últimos dias é a obra da conquista. Não é a orientação da vida de todas as pessoas na terra, mas a conclusão da vida de sofrimento imperecível e milenar da humanidade na terra. Como consequência, a obra dos últimos dias não pode ser como os vários milhares de anos de obra em Israel, nem pode ser como os poucos anos de obra na Judeia, que seguiu adiante por dois milênios até a segunda encarnação de Deus. O povo dos últimos dias encontra apenas a reaparição do Redentor na carne e recebe a obra pessoal e as palavras de Deus. Não vai demorar dois mil anos até que os últimos dias cheguem ao fim; eles são breves, como a época em que Jesus realizou a obra da Era da Graça na Judeia. Isso é porque os últimos dias são a conclusão de toda a era. Eles são o cumprimento e o fim do plano de gestão de seis mil anos de Deus e concluem a jornada da vida de sofrimento da humanidade. Não levam a totalidade da humanidade para uma nova era nem permitem que a vida da humanidade continue. Isso não teria significado para o Meu plano de gestão ou para a existência do homem. Se a humanidade continuasse assim, então cedo ou tarde seria inteiramente devorada pelo diabo, e aquelas almas que pertencem a Mim no fim seriam arruinadas pelas mãos dele. A Minha obra só dura seis mil anos, e Eu prometi que o controle do diabo sobre toda a humanidade também seria por não mais que seis mil anos. E, assim, o tempo acabou. Eu nem vou continuar nem demorar mais: durante os últimos dias, vou derrotar Satanás, vou retomar toda a Minha glória e vou recuperar todas as almas que pertencem a Mim na terra para que essas almas aflitas possam escapar do mar de sofrimento, e assim será concluída toda a Minha obra na terra. Desse dia em diante, nunca mais vou Me tornar carne na terra e nunca mais o Meu Espírito que tudo controla vai operar sobre a terra. Eu farei apenas uma coisa na terra: vou refazer a humanidade, uma humanidade que é sagrada e que é a Minha cidade fiel na terra. Mas saibam que Eu não vou aniquilar o mundo inteiro nem vou aniquilar a humanidade inteira. Vou manter aquele terço restante — o terço que Me ama e que foi totalmente conquistado por Mim, e farei com que esse terço seja frutífero e se multiplique na terra da mesma maneira que os israelitas o fizeram sob a lei, alimentando-os com grandes quantidades de ovelhas e gado e com todas as riquezas da terra. Essa humanidade vai permanecer Comigo para sempre, todavia não é a humanidade deploravelmente imunda de hoje, mas uma humanidade que é uma assembleia de todos aqueles que foram ganhos por Mim. Tal humanidade não será danificada, perturbada nem assediada por Satanás e será a única humanidade que existe na terra depois de Eu ter triunfado sobre Satanás. É a humanidade que hoje foi conquistada por Mim e ganhou a Minha promessa. E, assim, a humanidade que foi conquistada durante os últimos dias também é a humanidade que será poupada e ganhará as Minhas bênçãos eternas. Essa será a única evidência do Meu triunfo sobre Satanás e o único espólio da Minha batalha contra Satanás. Esses espólios de guerra são salvos por Mim do império de Satanás e são a única cristalização e o único fruto do Meu plano de gestão de seis mil anos. Eles vêm de todas as nações e denominações, de todos os lugares e países do universo. São de raças diferentes, têm línguas, costumes e cor da pele diferentes e estão espalhados por todas as nações e denominações do globo e até por todos os cantos do mundo. No fim, vão se juntar para formar uma humanidade completa, uma assembleia de homens que é inalcançável pelas forças de Satanás. Aqueles dentre a humanidade que não foram salvos e conquistados por Mim vão afundar em silêncio nas profundezas do mar e serão queimados pelas Minhas chamas ardentes por toda a eternidade. Eu vou aniquilar essa humanidade velha e supremamente imunda, assim como aniquilei os filhos primogênitos e o gado do Egito, deixando apenas os israelitas que comeram carne de cordeiro, beberam sangue de cordeiro e marcaram o batente de suas portas com sangue de cordeiro. As pessoas que foram conquistadas por Mim e que são da Minha família não são também as pessoas que comem da Minha carne, do Cordeiro, e bebem do Meu sangue, do Cordeiro, e que foram redimidas por Mim e Me adoram? Tais pessoas não estão sempre acompanhadas pela Minha glória? Aquelas que estão sem a Minha carne, do Cordeiro, já não afundaram em silêncio nas profundezas do mar? Hoje, vocês se opõem a Mim, e hoje as Minhas palavras são iguais às proferidas por Jeová aos filhos e aos netos de Israel. No entanto, a dureza nas profundezas do coração de vocês está fazendo a Minha ira se acumular, trazendo mais sofrimento sobre a carne de vocês, mais julgamento sobre seus pecados e mais ira sobre sua injustiça. Quem poderia ser poupado no Meu dia de ira, quando vocês Me tratam assim hoje? A injustiça de quem poderia escapar dos Meus olhos de castigo? Os pecados de quem poderiam iludir as Minhas mãos, o Todo-Poderoso? A rebeldia de quem poderia escapar do julgamento que pertence a Mim, o Todo-Poderoso? Eu, Jeová, falo dessa maneira a vocês, os descendentes da família dos gentios, e as palavras que falo a vocês superam todas as declarações da Era da Lei e da Era da Graça, mas vocês são mais duros do que todo o povo do Egito. Vocês não armazenam a Minha ira enquanto Eu faço a Minha obra sossegadamente? Como podem escapar ilesos do dia que pertence a Mim, o Todo-Poderoso?

Extraído de ‘Ninguém que seja da carne pode escapar do dia da ira’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 337

Eu operei e falei dessa maneira entre vocês, despendi tanta energia e tanto esforço, mas quando vocês já escutaram o que lhes digo claramente? Onde vocês se curvaram a Mim, o Todo-Poderoso? Por que Me tratam assim? Por que tudo que vocês dizem e fazem provoca a Minha raiva? Por que o coração de vocês é tão duro? Eu já os derrubei? Por que não fazem nada além de Me deixar triste e ansioso? Estão esperando pelo dia da ira que Eu, Jeová, farei recair sobre vocês? Estão esperando que Eu envie a raiva provocada por sua desobediência? Tudo que Eu faço não é por vocês? No entanto, vocês sempre trataram a Mim, Jeová, desta maneira: roubando os Meus sacrifícios, levando as ofertas do Meu altar para casa para alimentar os filhotes e os filhotes dos filhotes na toca do lobo; as pessoas brigam umas com as outras, enfrentando umas às outras com olhares raivosos, espadas e lanças, jogando as palavras que pertencem a Mim, o Todo-Poderoso, na latrina, para que se tornem tão imundas quanto excremento. Onde está a sua integridade? A sua humanidade se tornou bestialidade! O seu coração há muito tempo se transformou em pedra. Vocês não sabem que, quando o Meu dia de ira chegar, será quando Eu julgarei o mal que vocês cometem contra Mim, o Todo-Poderoso, hoje? Acham que, ao Me enganar dessa maneira, ao lançar as Minhas palavras à lama sem escutá-las — acham que ao agir assim pelas Minhas costas podem escapar do Meu olhar irado? Não sabem que já foram vistos pelos Meus olhos, de Jeová, quando roubaram os Meus sacrifícios e cobiçaram as Minhas posses? Não sabem que, quando roubaram os Meus sacrifícios, foi diante do altar ao qual os sacrifícios são oferecidos? Como vocês poderiam acreditar-se inteligentes o suficiente para Me enganar dessa maneira? Como a Minha ira poderia se apartar dos seus pecados hediondos? Como a Minha fúria extrema poderia ignorar os seus atos malignos? O mal que vocês cometem hoje não lhes abre caminho, mas armazena castigo para o seu amanhã; provoca o Meu castigo, do Todo-Poderoso, para com vocês. Como os seus atos malignos e palavras malignas poderiam escapar do Meu castigo? Como as suas orações poderiam chegar aos Meus ouvidos? Como Eu poderia abrir uma saída para as suas injustiças? Como Eu poderia deixar de lado as suas ações malignas ao Me desafiar? Como Eu poderia não cortar a língua de vocês, tão venenosa quanto a da serpente? Vocês não apelam a Mim para o bem de sua justiça, mas, em vez disso, armazenam a Minha ira como resultado da sua injustiça. Como Eu poderia perdoá-los? Aos Meus olhos, do Todo-Poderoso, suas palavras e ações são imundas. Os Meus olhos, do Todo-Poderoso, enxergam as suas injustiças como um castigo implacável. Como o Meu castigo e julgamento justos poderiam se afastar de vocês? Por vocês fazerem isso Comigo, deixando-Me triste e irado, como Eu poderia permitir que vocês escapem das Minhas mãos e se apartem do dia em que Eu, Jeová, castigo e amaldiçoo vocês? Vocês não sabem que todas as suas palavras e declarações malignas já chegaram aos Meus ouvidos? Não sabem que a sua injustiça já maculou o Meu manto sagrado de justiça? Não sabem que a sua desobediência já provocou a Minha raiva veemente? Não sabem que já há muito tempo vocês Me deixaram furioso e há muito tempo já testaram a Minha paciência? Não sabem que já reduziram a Minha carne a farrapos? Eu aguentei até agora, de modo que liberto a Minha ira, não mais tolerante para com vocês. Não sabem que as suas ações malignas já chegaram aos Meus olhos e que os Meus gritos já chegaram aos ouvidos do Meu Pai? Como Ele poderia permitir que vocês Me tratem assim? Alguma parte da obra que Eu faço em vocês não é para o seu bem? No entanto, quem de vocês se tornou mais amoroso com a obra feita por Mim, Jeová? Eu poderia ser infiel à vontade do Meu Pai porque sou fraco e por causa da angústia que sofri? Vocês não compreendem o Meu coração? Eu falo com vocês como Jeová falou; não abri mão de tanta coisa por vocês? Apesar de Eu estar disposto a suportar todo esse sofrimento em nome da obra do Meu Pai, como vocês poderiam estar livres do castigo que Eu lanço sobre vocês como resultado do Meu sofrimento? Não desfrutaram tanto de Mim? Hoje, Eu fui concedido a vocês por Meu pai; não sabem que desfrutam muito mais do que as Minhas palavras generosas? Não sabem que a Minha vida foi trocada pela sua vida e pelas coisas de que vocês gostam? Não sabem que o Meu Pai usou a Minha vida para lutar contra Satanás, e que Ele também concedeu a Minha vida para vocês, lhes fazendo receber cem vezes mais e lhes permitindo evitar tantas tentações? Não sabem que é apenas por meio da Minha obra que vocês foram isentados de tantas tentações e de tantos castigos causticantes? Não sabem que é apenas por causa de Mim que Meu Pai permitiu que vocês aproveitassem até agora? Como vocês puderam permanecer tão duros e inflexíveis hoje, a tal ponto que é como se tivessem crescido calos no coração de vocês? Como o mal que vocês cometem hoje poderia escapar do dia da ira que vai se seguir à Minha partida da terra? Como Eu poderia permitir que aqueles que são tão duros e inflexíveis escapem da raiva de Jeová?

Extraído de ‘Ninguém que seja da carne pode escapar do dia da ira’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 338

Lembrem do passado: quando o Meu olhar foi zangado e a Minha voz foi dura para com vocês? Quando discuti ninharias com vocês? Quando Eu os repreendi irracionalmente? Quando Eu os repreendi na sua cara? Não é pelo bem da Minha obra que Eu peço ao Meu Pai para mantê-los afastados de todas as tentações? Por que vocês Me tratam assim? Alguma vez Eu usei a Minha autoridade para abater a sua carne? Por que Me retribuem assim? Depois de alternarem entre quentes e frios para Comigo, vocês não são nem quentes nem frios, e então tentam enganar, persuadir e esconder coisas de Mim, e sua boca está cheia da saliva do injusto. Acham que a sua língua pode trair o Meu Espírito? Acham que a sua língua pode escapar da Minha ira? Acham que a sua língua pode julgar os Meus atos, de Jeová, como desejar? Eu sou o Deus a quem o homem julga? Será que Eu poderia permitir um pequeno verme Me blasfemar assim? Como Eu poderia colocar tais filhos da desobediência dentre as Minhas bênçãos eternas? As suas palavras e ações há muito tempo os expuseram e os condenaram. Quando Eu estendi os céus e criei todas as coisas, não permiti que nenhuma criatura participasse como bem entendesse, muito menos permiti que qualquer coisa interrompesse a Minha obra e a Minha gestão como desejasse. Não tolerei nenhum homem ou objeto; como Eu poderia poupar aqueles que são cruéis e desumanos para Comigo? Como Eu poderia perdoar aqueles que se rebelam contra as Minhas palavras? Como Eu poderia poupar aqueles que desobedecem a Mim? O destino do homem não está nas Minhas mãos, do Todo-Poderoso? Como Eu poderia considerar santas a sua injustiça e desobediência? Como os seus pecados poderiam macular a Minha santidade? Eu não sou maculado pela impureza dos injustos, nem aprecio as ofertas dos injustos. Se você fosse leal para Comigo, Jeová, poderia tomar para si os sacrifícios no Meu altar? Poderia usar a sua língua venenosa para blasfemar o Meu santo nome? Poderia se rebelar contra as Minhas palavras dessa maneira? Poderia tratar a Minha glória e o Meu nome santo como um instrumento com o qual servir Satanás, o diabo? A Minha vida é fornecida para o prazer dos santos. Como Eu poderia permitir que você brincasse com a Minha vida da maneira que bem entendesse e a usasse como instrumento de conflito entre si mesmos? Como puderam ser tão cruéis, tão carentes do caminho do bem, na maneira que são para Comigo? Não sabem que Eu já escrevi seus atos maldosos nestas palavras de vida? Como poderiam escapar do dia da ira quando Eu castigo o Egito? Como Eu poderia permitir que vocês se opusessem a Mim e Me desafiassem dessa maneira, vez após outra? Eu lhes digo claramente, quando o dia chegar, o seu castigo será mais insuportável do que o do Egito! Como podem escapar do Meu dia da ira? Eu lhes digo de verdade: a Minha resistência estava preparada para os seus atos malignos e existe para o seu castigo naquele dia. Vocês não são aqueles que vão sofrer o julgamento irado quando Eu chegar ao fim da Minha resistência? Todas as coisas não estão nas Minhas mãos, do Todo-Poderoso? Como Eu poderia permitir que vocês desobedecessem a Mim dessa forma, sob os céus? A sua vida será muito difícil porque vocês encontraram o Messias, de quem se disse que viria, mas que nunca veio. Vocês não são os inimigos Dele? Jesus foi seu amigo, mas vocês são os inimigos do Messias. Não sabem que, apesar de serem amigos de Jesus, seus atos diabólicos encheram os vasos daqueles que são detestáveis? Apesar de serem muito próximos de Jeová, vocês não sabem que as suas palavras malignas chegaram aos ouvidos de Jeová e provocaram Sua ira? Como Ele poderia estar próximo de você, e como poderia não queimar esses seus vasos, os quais estão cheios de atos malignos? Como Ele poderia não ser o seu inimigo?

Extraído de ‘Ninguém que seja da carne pode escapar do dia da ira’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 339

Agora vejo sua carne desenfreada que Me enganaria, e só tenho um pequeno aviso para você. Eu certamente não estou agindo pelo castigo para “esperar” por você. Você deve saber qual o papel que desempenha na Minha obra, então ficarei satisfeito. Além disso, se você resistir a Mim ou gastar Meu dinheiro, ou comer os sacrifícios por Mim, Jeová, ou vocês, gusanos, estiverem mordendo um ao outro, ou se houver conflito ou violação entre vocês, criaturas parecidas com cães — não estou preocupado com nada disso. Vocês só precisam saber que tipo de coisas são e ficarei satisfeito. Além dessas coisas, tudo bem se estiverem dispostos a puxar espadas ou lanças uns contra os outros ou lutar uns contra os outros com suas palavras. Não tenho vontade de Me intrometer nessas coisas e não estou nem um pouco envolvido em assuntos humanos. Não é que Eu não Me importe com os conflitos entre vocês, mas é porque Eu não sou um de vocês, portanto, Eu não participo dos assuntos entre vocês. Eu Mesmo não sou da criação e não sou do mundo, então, Eu abomino a vida agitada entre as pessoas e aquelas relações bagunçadas e impróprias entre as pessoas. Eu particularmente abomino aquelas multidões clamorosas de pessoas. No entanto, Eu conheço profundamente as impurezas no coração de cada criatura, e antes de criar vocês, Eu já conhecia a injustiça que existia no fundo do coração dos homens, e conhecia todo o engano e desonestidade dos corações. Portanto, mesmo que não haja vestígios quando as pessoas praticam coisas iníquas, Eu ainda sei que a injustiça que é guardada em seu coração supera a riqueza de todas as coisas que criei. Cada um de vocês ascendeu ao ponto mais alto das multidões; vocês ascenderam para ser os ancestrais das multidões. Vocês são extremamente arbitrários e correm fora de controle entre todos os gusanos, procurando um lugar de calma e tentando devorar os vermes que são menores que vocês. Vocês são maliciosos e sinistros em seu coração, superando os fantasmas que afundaram até o fundo do mar. Vocês moram no fundo do estrume, perturbando os vermes de cima a baixo, para que não tenham paz, lutando uns com os outros por um tempo e depois se acalmando. Vocês não conhecem seu próprio status, mas ainda lutam contra o outro no estrume. O que vocês poderão ganhar com essa luta? Se realmente tivessem um coração de reverência por Mim, como você poderia lutar um com o outro pelas Minhas costas? Não importa o quanto o seu status seja elevado, ainda não passa de um vermezinho fétido no estrume? Você será capaz de criar asas e se transformar numa pomba no céu? Vocês, pequenos vermes fétidos, roubam ofertas do Meu altar, de Jeová; ao fazer isso, você pode salvar seus nomes arruinados e falidos para se tornarem o povo escolhido de Israel? Seus miseráveis sem vergonha! Aqueles sacrifícios no altar foram oferecidos a Mim por pessoas, expressando sentimentos benevolentes daqueles que Me temem. São para o Meu controle e para o Meu uso, então como você pode Me roubar as rolinhas dadas pelas pessoas? Você não tem medo de ser um Judas? Não tem medo de sua terra se tornar num campo de sangue? Seu sem-vergonha! Você acha que as rolinhas oferecidas pelas pessoas são todas para encher a barriga de você, vermes? O que Eu lhe dei é o que tenho tido prazer e disposição para lhe dar; o que Eu não lhe dei está à Minha disposição, e você não pode simplesmente roubar Minhas ofertas. Quem opera sou Eu, Jeová — o Senhor da criação, e que as pessoas ofereçam sacrifícios é por causa de Mim. Você acha que é recompensa por toda a correria que você faz? Você é realmente sem vergonha! Para quem você está correndo? Não é para você mesmo? Por que você rouba Meus sacrifícios? Por que você rouba dinheiro da Minha bolsa? Você não é o filho de Judas Iscariotes? Meus sacrifícios de Jeová são para serem desfrutados pelos sacerdotes. Você é sacerdote? Você se atreve a comer Meus sacrifícios presunçosamente e até mesmo os coloca sobre a mesa; você não vale nada! Seu desgraçado inútil! O Meu fogo, o fogo de Jeová, vai incinerá-lo!

Extraído de ‘Quando as folhas que caem retornarem às suas raízes, você lamentará todo o mal que fez’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 340

Sua fé é muito bonita; vocês dizem que estão dispostos a despender sua vida inteira em nome da Minha obra e que estão dispostos a sacrificar sua vida por ela, mas o caráter de vocês não mudou muito. Simplesmente falam de maneira arrogante, a despeito do fato de seu comportamento real ser muito desgraçado. É como se a língua e os lábios das pessoas estivessem no céu, mas suas pernas caminhando na terra, e como resultado suas palavras, ações e reputação estão ainda em farrapos e ruínas. A reputação de vocês tem sido destruída, suas maneiras são depravadas, seu modo de falar é vil e a vida de vocês é desprezível; até a totalidade da humanidade de vocês afundou na baixa-vilania. Vocês são tacanhos em relação aos outros e regateiam em cada pequena coisa. Vocês brigam por reputação e status próprios, a ponto até de estarem dispostos a descer no inferno e no lago de fogo. Suas palavras e ações atuais são suficientes para Eu determinar que vocês são pecadores. Suas atitudes em relação à Minha obra são o bastante para Eu determinar que vocês são injustos e todos os seus caracteres são suficientes para apontar que são almas imundas que estão cheias de abominações. Suas manifestações e o que revelam são adequados para dizer que vocês são pessoas que beberam à saciedade do sangue de espíritos imundos. Quando a entrada no reino é mencionada, vocês não revelam seus sentimentos. Vocês acreditam que o caminho em que estão agora é suficiente para cruzarem a porta para o Meu reino dos céus? Vocês creem que podem obter entrada na terra santa da Minha obra e Minhas palavras, sem suas palavras e ações serem testadas primeiro por Mim? Quem pode enganar Meus olhos? Como seus comportamentos e conversas desprezíveis e vis poderiam escapar da Minha vista? Suas vidas foram determinadas por Mim a serem vidas de beber o sangue e comer a carne daqueles espíritos imundos, porque vocês os imitam diante de Mim todos os dias. Perante Mim, seu comportamento tem sido particularmente mau, então como Eu não poderia achá-los nojentos? Suas palavras contêm as impurezas dos espíritos imundos: vocês iludem, persuadem, dissimulam e bajulam exatamente como aqueles que se envolvem em feitiçaria e como aqueles que são traiçoeiros e bebem o sangue dos injustos. Todas as expressões do homem são extremamente injustas, então como as pessoas todas podem ser postas na terra santa onde estão os justos? Você acha que esse seu comportamento desprezível pode distingui-lo como sendo santo comparado àqueles injustos? Sua língua viperina acabará por arruinar essa sua carne que causa destruição e executa abominações, e aquelas suas mãos que estão cobertas com o sangue de espíritos imundos também acabarão por puxar sua alma para o inferno. Por que, então, você não se lança nesta chance para limpar suas mãos cobertas de imundície? E por que não tira vantagem desta oportunidade para cortar essa sua língua que fala palavras injustas? Será que você está disposto a sofrer nas chamas do inferno por causa de suas mãos, sua língua e seus lábios? Eu vigio o coração de todos com ambos os olhos, porque, muito antes de criar a humanidade, Eu tinha segurado seus corações em Minhas mãos. Há muito tempo Eu entendi claramente o coração das pessoas, então como seus pensamentos poderiam escapar da Minha vista? Como poderia não ser tarde demais para elas escaparem de ser queimadas pelo Meu Espírito?

Extraído de ‘Vocês todos são tão baixos em personalidade!’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 341

Seus lábios são mais gentis que as pombas, mas seu coração é mais sinistro que aquela serpente de outrora. Seus lábios são tão lindos até mesmo como as mulheres libanesas, apesar de seu coração não ser mais gentil que o delas, e ele certamente não pode se comparar à beleza dos cananeus. Seu coração é tão traiçoeiro! As coisas que Eu detesto são apenas os lábios dos injustos e seu coração e as Minhas exigências para com as pessoas não são em nada maiores do que Eu espero dos santos; simplesmente é que sinto repugnância pelos atos malignos dos injustos e espero que eles consigam ser capazes de se livrar da sua imundície e escapar do seu apuro atual de modo que possam se destacar daqueles injustos e viver e ser santos com aqueles que são justos. Vocês estão nas mesmas circunstâncias que Eu, apesar de estarem cobertos de imundície; vocês não retêm nem a menor parcela da semelhança original dos humanos que foram criados no princípio. Além disso, por imitarem a cada dia as semelhanças daqueles espíritos imundos, fazendo o que eles fazem e dizendo o que eles dizem, todas as partes de vocês — até mesmo sua língua e seus lábios — estão imersas na água suja deles, a ponto de vocês ficarem inteiramente cobertos com tais manchas e nem uma única parte de vocês pode ser usada para a Minha obra. É de cortar o coração! Vocês vivem em um mundo tal de cavalos e gado, mas na verdade não se sentem perturbados; estão cheios de alegria e vivem de forma tranquila e relaxada. Estão nadando naquela água suja, mas na verdade não percebem que caíram em tal apuro. Todos os dias, se associam com os espíritos imundos e interagem com “excremento”. A vida de vocês é bastante vulgar, mas na verdade você não está consciente de que decerto não existe no mundo humano e que não está no controle de si mesmo. Você não sabe que sua vida foi há muito pisoteada por aqueles espíritos imundos, nem que sua personalidade ficou manchada há muito pela água suja? Você acha que está vivendo em um paraíso terreno e que está em meio à felicidade? Você não sabe que viveu uma vida ao lado de espíritos imundos e que coexistiu com tudo que eles prepararam para você? Como o caminho que você vive poderia ter algum significado? Como sua vida poderia ter algum valor? Você ficou correndo por aí atrás de seus pais, pais de espíritos imundos, mas na verdade não faz ideia de que os que o aprisionam são aqueles pais de espíritos imundos que lhe deram à luz e o criaram. Além disso, não está consciente de que toda a sua imundície na verdade foi dada a você por eles; tudo que você sabe é que eles podem lhe trazer “prazer”, que eles não o castigam, nem o julgam e em especial não o amaldiçoam. Eles nunca explodiram de raiva com você, mas o tratam com afeto e bondade. As palavras deles nutrem seu coração e o cativam de modo que você fique desorientado e, sem o perceber, seja sugado e se disponha a estar a serviço deles, a se tornar um escape e um servo deles. Você não tem queixas de modo algum, mas está disposto a trabalhar para eles como cães, como cavalos; você é iludido por eles. Por essa razão, você não tem quaisquer reações à obra que faço. Não é de admirar que sempre queira escorregar secretamente pelos Meus dedos e não é de admirar que sempre queira usar palavras doces para extrair favor de Mim de modo fraudulento. Ao que se revela, você já tinha outro plano, outro arranjo. Você consegue ver um pouco das Minhas ações como o Todo-Poderoso, mas não tem o menor conhecimento do Meu julgamento e castigo. Você não tem ideia de quando Meu castigo começou; só sabe como Me enganar — mas não sabe que não tolerarei qualquer violação do homem. Visto que você já fez resoluções para Me servir, Eu não o deixarei ir. Eu sou um Deus que odeia o mal e Eu sou um Deus que tem ciúmes da humanidade. Visto que você já colocou suas palavras sobre o altar, Eu não tolerarei sua fuga diante dos Meus olhos, nem tolerarei seu serviço a dois senhores. Você pensou que poderia ter um segundo amor depois de ter colocado suas palavras sobre o Meu altar e diante dos Meus olhos? Como Eu poderia permitir que as pessoas Me fizessem de tolo de tal maneira? Você pensou que poderia casualmente fazer votos e juramentos a Mim com sua língua? Como você poderia jurar pelo Meu trono, o trono Meu que sou o Altíssimo? Você pensou que seus juramentos já tinham morrido? Deixem-Me lhes dizer: embora sua carne possa morrer, seus juramentos não podem. No fim, os condenarei com base em seus juramentos. No entanto, vocês acreditam que podem lidar Comigo ao colocar suas palavras diante de Mim e que o coração de vocês pode servir a espíritos imundos e espíritos malignos. Como Minha ira poderia tolerar aquelas pessoas semelhantes a cães e porcos que Me enganam? Tenho de cumprir os Meus decretos administrativos e arrancar de volta das mãos dos espíritos imundos todos aqueles “piedosos” conservadores que têm fé em Mim para que possam Me “atender” de um modo disciplinado, ser Meus bois, ser Meus cavalos, e estar à mercê do Meu abate. Farei com que você retome sua determinação anterior e Me sirva mais uma vez. Eu não tolerarei qualquer criação que Me engane. Você pensou que poderia licenciosamente só fazer pedidos e mentir diante de Mim? Pensou que Eu não tinha ouvido nem visto suas palavras e ações? Como suas palavras e ações não poderiam ter estado em Minha vista? Como Eu poderia permitir que as pessoas Me iludam assim?

Extraído de ‘Vocês todos são tão baixos em personalidade!’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 342

Eu tenho estado entre vocês, associando-Me a vocês por várias primaveras e outonos; tenho vivido entre vocês por um longo tempo e tenho vivido com vocês. Quanto do seu comportamento desprezível escapuliu bem diante dos Meus olhos? Essas suas palavras sentidas estão constantemente ecoando em Meus ouvidos; milhões e milhões de suas aspirações foram colocados sobre o Meu altar — demais até para serem contados. No entanto, quanto à sua dedicação e ao que despendem, vocês não dão nem um pingo. Não colocam nem uma minúscula gota de sinceridade sobre o Meu altar. Onde estão os frutos de sua crença em Mim? Vocês receberam graça infinita de Mim e viram infinitos mistérios do céu; até lhes mostrei as chamas do céu, mas não tive coragem de queimá-los. Contudo, quanto vocês Me deram em troca? Quanto vocês estão dispostos a dar para Mim? Com a comida que Eu lhe dei na mão, você se vira e a oferece para Mim, chegando a ponto até de dizer que foi algo que recebeu em troca do suor do próprio trabalho árduo e que está Me oferecendo tudo que é seu. Como você pode não saber que todas as suas “contribuições” para Mim são só coisas roubadas do Meu altar? Além disso, agora que as está oferecendo a Mim, você não está Me enganando? Como pode não saber que o que desfruto hoje são todas as ofertas sobre o Meu altar, e não o que você ganhou do seu trabalho árduo e depois ofereceu a Mim? Vocês de fato se atrevem a Me enganar dessa maneira, então como posso desculpá-los? Como podem esperar que Eu suporte isso por mais tempo? Eu dei tudo a vocês. Eu abri tudo para vocês, supri as suas necessidades e abri seus olhos, mas vocês Me enganam assim, ignorando sua consciência. Eu concedi tudo a vocês de forma abnegada, de modo que, mesmo que sofram, vocês ainda ganharam de Mim tudo que Eu trouxe do céu. Apesar disso, vocês não têm dedicação alguma e, mesmo se tiverem feito uma pequena contribuição, tentam “acertar as contas” Comigo mais tarde. Sua contribuição não corresponderá a nada? O que você tem dado a Mim é um mero grão de areia, mas o que pediu de Mim é uma tonelada de ouro. Você não está sendo simplesmente irracional? Eu opero dentre vocês. Não há absolutamente nenhum traço dos dez por cento que Me deveriam ser dados, muito menos quaisquer sacrifícios adicionais. Além disso, esses dez por cento contribuídos por aqueles que são devotos são tomados pelos perversos. Vocês todos não se dispersaram de Mim? Não são todos antagônicos para Comigo? Não estão todos demolindo o Meu altar? Como tais pessoas poderiam ser vistas como tesouros aos Meus olhos? Elas não são os porcos e cães que Eu detesto? Como Eu poderia Me referir à sua maldade como um tesouro? Para quem a Minha obra de fato é feita? Será que o propósito dela é só abatê-los todos para revelar a Minha autoridade? A vida de vocês todos não depende de uma única palavra Minha? Por que é que só estou usando palavras para instruí-los e não transformei palavras em fatos para abatê-los assim que pudesse? O propósito das Minhas palavras e obra é simplesmente abater a humanidade? Eu sou um Deus que mata os inocentes indiscriminadamente? Agora mesmo, quantos de vocês estão vindo perante Mim com seu ser inteiro para buscar a senda certa da vida humana? Só os seus corpos é que estão diante de Mim; seus corações ainda estão à solta e ao longe, longe de Mim. Por não saberem o que de fato a Minha obra é, há vários de vocês que desejam se afastar de Mim e se distanciam de Mim, esperando em vez de viver em um paraíso onde não há castigo nem julgamento. Não é isso que as pessoas desejam em seu coração? Eu certamente não estou tentando forçá-lo. Qualquer que seja a senda que você tomar é a sua escolha própria. A senda de hoje é a acompanhada por julgamento e maldições, mas todos vocês deveriam saber que tudo que lhes tenho concedido — sejam julgamentos ou castigos — são os melhores presentes que posso lhes dar, e todos são coisas de que vocês precisam com urgência.

Extraído de ‘Vocês todos são tão baixos em personalidade!’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 343

Tenho realizado grande quantidade de obra na terra e tenho andado em meio aos homens há tantos anos, todavia, raramente as pessoas têm conhecimento da Minha imagem e do Meu caráter, e poucas pessoas são capazes de explicar completamente a obra que faço. Há tantas coisas das quais as pessoas carecem, sempre carecem de compreensão do que faço e o coração delas está sempre alerta, como se temessem profundamente que Eu as coloque em outra situação e depois não desse mais atenção a elas. Assim, a atitude das pessoas para Comigo é sempre morna, juntamente com a uma forte dose de cautela. Isso acontece porque elas chegaram até o presente sem terem compreendido a obra que Eu faço e, em especial, se sentem desconcertadas com as palavras que Eu lhes dirijo. Seguram Minhas palavras nas mãos, sem saber se devem se dedicar a uma crença inabalável ou optar pela indecisão e esquecê-las. Não sabem se devem pô-las em prática ou se devem esperar para ver, se devem abandonar tudo e seguir com destemor ou se devem continuar a oferecer amizade ao mundo como antes. O mundo interno das pessoas é tão complicado e tão ardiloso. Como as pessoas não conseguem ver Minhas palavras clara ou completamente, muitas delas têm dificuldade em praticá-las e em deitar seu coração perante Mim. Eu compreendo muito bem suas dificuldades. Muitas fraquezas são inevitáveis quando se vive na carne e muitos fatores objetivos criam dificuldades para vocês. Vocês alimentam sua família, passam seus dias trabalhando duro, e os meses e anos passam em adversidade. Há muitas dificuldades quando se vive na carne — Eu não nego isso, e é claro que as exigências que lhes faço são feitas de acordo com as suas dificuldades. Todas as exigências na obra que Eu faço baseiam-se na sua real estatura. Talvez, no passado, as exigências que as pessoas lhes faziam em seu trabalho estivessem mescladas com elementos excessivos, mas saibam que Eu nunca lhes fiz exigências excessivas no que Eu digo e faço. Todas as exigências se baseiam na natureza e na carne das pessoas e naquilo de que elas precisam. Vocês devem saber — e isto lhes digo com clareza — que Eu não Me oponho a certas maneiras razoáveis de pensar que as pessoas têm e não Me oponho à natureza inerente da humanidade. É só porque as pessoas não compreendem quais são realmente os padrões que Eu estabeleci para elas, nem entendem o sentido original das Minhas palavras, que as pessoas têm duvidado das Minhas palavras até agora e menos da metade das pessoas acredita nas Minhas palavras. As restantes são incrédulos, e ainda mais são aquelas que gostam de Me ouvir “contar histórias”. Além disso, há muitas pessoas adoram o espetáculo. Eu advirto vocês: muitas das Minhas palavras já foram reveladas àqueles que acreditam em Mim, e aqueles que desfrutam da bela visão do reino, mas estão trancados do lado de fora do seu portão, já foram eliminados por Mim. Vocês não são apenas joio detestado e rejeitado por Mim? Como poderiam assistir Minha partida e depois acolher alegremente o Meu retorno? Digo-lhes que o povo de Nínive, após ouvir as coléricas palavras de Jeová, arrependeu-se imediatamente, cobrindo-se de pano de saco e cinzas. Foi por acreditarem nas palavras Dele que foram tomados de medo e pavor e assim se arrependeram em pano de saco e cinzas. No que diz respeito às pessoas de hoje, embora vocês também acreditem nas Minhas palavras e, ainda mais do que isso, acreditem que Jeová voltou a estar no meio de vocês hoje, a atitude de vocês nada mais é do que irreverente, como se estivessem apenas observando o Jesus que nasceu na Judeia milhares de anos atrás e agora desceu no seu meio. Eu compreendo profundamente o engano que existe no coração de vocês; a maioria de vocês Me segue por curiosidade e veio em busca de Mim por sentir-se vazia. Quando o seu terceiro desejo — de uma vida tranquila e feliz — se despedaça, a curiosidade de vocês também se dissipa. O engano que existe no coração de cada um de vocês se revela em suas palavras e seus atos. Francamente, vocês só estão curiosos a Meu respeito, mas não Me temem; não se importam com sua língua e ainda menos exercitam restrição em seu comportamento. Então, que tipo de fé vocês têm realmente? É genuína? Vocês só usam Minhas palavras para dissipar suas preocupações e aliviar seu tédio, para preencher os espaços vazios restantes na sua vida. Quem de vocês já pôs Minhas palavras em prática? Quem tem fé genuína? Vocês ficam gritando que Deus é um Deus que enxerga fundo no coração das pessoas, mas como o Deus sobre o qual vocês gritam no coração de vocês é compatível Comigo? Já que vocês gritam desse jeito, então, por que agem dessa maneira? Será que esse é o amor com o qual querem Me retribuir? Não há uma quantidade pequena de dedicação nos seus lábios, mas onde estão os sacrifícios e as boas ações de vocês? Não fosse por suas palavras que chegam aos Meus ouvidos, como Eu poderia odiá-los tanto assim? Se vocês acreditassem em Mim de verdade, como poderiam cair em tal estado de aflição? Vocês têm uma aparência depressiva em seu rosto, como se estivessem sendo julgados no Hades. Vocês não têm um pingo de vitalidade e falam debilmente sobre sua voz interior; vocês ainda estão cheios de queixas e maldições. Muito tempo atrás, vocês perderam a fé naquilo que Eu faço e até a sua fé original desapareceu; então, como podem continuar até o fim? Já que é assim, como poderão ser salvos?

Extraído de ‘Palavras para os jovens e os velhos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 344

Embora a Minha obra lhes seja muito útil, as Minhas palavras estão sempre perdidas em vocês e não trazem resultado nenhum em vocês. É difícil achar objetos para serem aperfeiçoados por Mim, e hoje Eu quase perdi a esperança em vocês. Eu tenho procurado entre vocês durante vários anos, mas é difícil achar alguém que possa ser Meu confidente. Eu Me sinto como se não tivesse confiança para continuar a operar em vocês, nem amor algum com o qual possa continuar a amá-los. Isso acontece porque, há muito tempo, fiquei enojado com suas “realizações”, minúsculas e patéticas que são; parece que jamais tenha falado no meio de vocês e nunca tenha operado em vocês. As realizações de vocês são tão repugnantes. Vocês sempre trazem ruína e vergonha sobre vocês e quase não têm valor algum. Eu mal consigo achar semelhança de um humano ou sentir o traço de humano em vocês. Onde está o fresco aroma de vocês? Onde está o preço que vocês pagaram ao longo de muitos anos, e onde estão os resultados? Jamais encontraram nenhum? Agora, a Minha obra tem um novo começo, um novo início. Eu vou executar grandes planos e quero realizar uma obra ainda maior; contudo, vocês ainda estão rolando na lama como antes, vivendo nas águas imundas do passado e praticamente falharam em se livrar da sua situação difícil original. Portanto, vocês ainda não ganharam nada das Minhas palavras. Ainda não se livraram do seu lugar original de lama e água imunda e só conhecem as Minhas palavras, mas na verdade, não entraram no reino de liberdade das Minhas palavras; logo, elas jamais foram abertas para vocês; elas são como um livro de profecias que foi selado por milhares de anos. Eu apareço para vocês na sua vida, mas vocês nunca estão cientes disso. Vocês nem sequer Me reconhecem. Quase metade das palavras que Eu digo é em julgamento de vocês e só alcança metade do efeito que deveria alcançar, que é instilar um medo profundo em vocês. A outra metade consiste em palavras destinadas a instruí-los sobre a vida e sobre como comportar-se. No entanto, parece que, no que diz respeito a vocês, essas palavras nem existem ou como se vocês estivessem ouvindo as palavras de crianças, palavras às quais vocês sempre reagem com um sorriso velado, depois não agem de acordo. Vocês nunca se preocuparam com essas coisas; foi sempre principalmente em nome da curiosidade que vocês têm observado as Minhas ações, com o resultado de que, agora, vocês caíram nas trevas e não conseguem ver a luz, e então choram deploravelmente na escuridão. O que Eu quero é sua obediência, sua obediência incondicional, e mais ainda, Eu exijo que estejam absolutamente certos de tudo o que Eu digo. Vocês não devem adotar uma atitude de desleixo e, em especial, não devem tratar de modo seletivo as coisas que digo nem ser indiferentes em relação às Minhas palavras e à Minha obra, como é de seu costume. Minha obra é feita entre vocês e Eu lhes concedi muitas das Minhas palavras, mas se vocês Me tratarem dessa maneira, só posso dar a famílias gentias o que vocês não ganharam nem puseram em prática. Quem entre todos os seres criados não é segurado por Mim em Minhas mãos? A maioria de vocês é de “idade avançada” e não tem energia para aceitar esse tipo de obra que Eu tenho. Vocês são como um pássaro Hanhao,[a] mal conseguindo levar a vida, e vocês nunca trataram Minhas palavras com seriedade. Os jovens são extremamente fúteis e indulgentes demais e prestam ainda menos atenção à Minha obra. Eles não se interessam em desfrutar das iguarias do Meu banquete; são como um passarinho que fugiu da sua gaiola para se aventurar a grande distância. Como é que pessoas jovens e velhas como essas podem ser úteis para Mim?

Extraído de ‘Palavras para os jovens e os velhos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. A história do pássaro Hanhao é muito semelhante à fábula de Esopo “A cigarra e a formiga”. O pássaro Hanhao prefere dormir em vez de construir um ninho durante o clima quente, apesar dos repetidos avisos de sua vizinha, uma pega. Quando o inverno chega, o pássaro morre congelado.

Palavras diárias de Deus Trecho 345

Embora vocês jovens sejam todos como leões jovens, vocês raramente têm o verdadeiro caminho no coração. A juventude de vocês não lhes dá direito a mais da Minha obra; ao contrário, vocês sempre provocam a Minha repulsa por vocês. Embora sejam jovens, vocês carecem ou de vitalidade ou de ambição, e vocês nunca se comprometem com o seu futuro; é como se fossem indiferentes e melancólicos. Pode-se dizer que a vitalidade, os ideais e a postura que deveriam ser encontradas em pessoas jovens não se encontram em vocês de modo algum; vocês, jovens desse tipo, não têm posição nem capacidade para distinguir o certo do errado, o bem do mal, a beleza da feiura. É impossível achar em vocês algum elemento que seja novo. Vocês são quase completamente antiquados, e vocês, esse tipo de jovens, também aprenderam a seguir a multidão, a ser irracionais. Nunca são capazes de distinguir claramente o certo do errado, não sabem diferenciar o verdadeiro e o falso, nunca se empenham pela excelência nem conseguem discernir o que é certo e o que é errado, o que é verdade e o que é hipocrisia. Há um fedor mais pesado e mais severo de religião em vocês do que nas pessoas velhas. Vocês até são arrogantes e desarrazoados, são competitivos e seu gosto pela agressão é muito forte — como pode esse tipo de jovem possuir a verdade? Como alguém incapaz de tomar uma posição pode dar testemunho? Como pode alguém que não tem a habilidade para diferenciar entre o certo e o errado ser chamado de jovem? Como pode alguém que não tem a vitalidade, o vigor, o frescor, a calma e a firmeza de um jovem ser chamado de Meu seguidor? Como pode alguém que não tem nenhuma verdade nem senso de justiça, mas que adora brincar e brigar, ser digno de ser Minha testemunha? Olhos cheios de engano e preconceito contra outros não são coisas que os jovens deveriam ter, e jovens não deveriam executar atos destrutivos e abomináveis. Eles não deveriam ser carentes de ideais, aspirações e um desejo entusiástico de se aprimorar; eles não deveriam se desanimar de suas expectativas e nem perder a esperança na vida ou a confiança no futuro; eles deveriam ter a perseverança para continuar no caminho da verdade que agora escolheram para realizar seu desejo de despender sua vida inteira por Mim. Eles não deveriam estar sem a verdade, nem deveriam abrigar hipocrisia e injustiça, eles deveriam se manter firmes na posição correta. Eles não deveriam só ser levados à deriva, mas ter o espírito que ousa fazer sacrifícios e lutar pela justiça e verdade. Os jovens deveriam ter a coragem de não sucumbir à opressão pelas forças das trevas e transformar o significado de sua existência. Os jovens não deveriam se conformar com a adversidade, mas deveriam ser acessíveis e sinceros, com um espírito de perdão para com seus irmãos e irmãs. Sem dúvida, essas são Minhas exigências a todos e Meu conselho para todos. Mas, mais ainda, estas são Minhas palavras de conforto para todos os jovens. Vocês deveriam praticar conforme as Minhas palavras. Em especial, os jovens não deveriam carecer de determinação para exercer discernimento em questões e buscar justiça e a verdade. Vocês devem buscar tudo o que é belo e bom e obter a realidade de todas as coisas positivas. Vocês devem ser responsáveis para com sua vida e não devem encará-la com leviandade. As pessoas vêm à terra e é raro Me encontrarem e também é raro terem a oportunidade de procurar e ganhar a verdade. Por que vocês não prezam este belo momento como a senda certa a se buscar nesta vida? E por que vocês sempre são tão indiferentes em relação à verdade e à justiça? Por que vocês sempre se pisoteiam e se arruínam por causa dessa injustiça e dessa sujeira que brinca com as pessoas? E por que vocês agem como aquelas pessoas velhas que se envolvem naquilo que os injustos fazem? Por que imitam o velho jeito das coisas velhas? A vida de vocês deveria ser plena de justiça, verdade e santidade; sua vida não deveria ser tão depravada numa idade tão jovem, levando vocês a cair no Hades. Vocês não sentem que isso seria um terrível infortúnio? Não sentem que isso seria terrivelmente injusto?

Extraído de ‘Palavras para os jovens e os velhos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 346

Se tanta obra e tantas palavras não tiveram nenhum efeito sobre você, quando chegar a hora de difundir a obra de Deus, você será incapaz de cumprir seu dever, passará vergonha e será humilhado. Naquele tempo, você sentirá que deve tanto a Deus e que seu conhecimento de Deus é tão superficial. Se você não buscar o conhecimento de Deus hoje, enquanto Ele está operando, mais adiante será tarde demais. No final, você não terá conhecimento para falar — ficará vazio, sem nada. O que usará para prestar contas a Deus? Você tem a coragem de levantar os olhos para Deus? Você deveria trabalhar duro agora mesmo na sua busca, para que, no final, você saiba, como Pedro, o quanto o castigo e o julgamento de Deus são benéficos para o homem e que sem Seu castigo e julgamento o homem não pode ser salvo, podendo apenas afundar-se cada vez mais na terra imunda, entrar cada vez mais fundo na lama. Os homens foram corrompidos por Satanás, intrigaram uns contra os outros e passaram por cima uns dos outros, perderam seu temor a Deus. Sua desobediência é grande demais, suas noções são demais, e todos pertencem a Satanás. Sem o castigo e o julgamento de Deus, o caráter corrupto do homem não poderia ser purificado e ele não poderia ser salvo. O que foi expresso pela obra do Deus encarnado é exatamente o mesmo que foi expresso pelo Espírito, e a obra que Ele realiza é executada de acordo com a que é realizada pelo Espírito. Hoje, se você não tiver conhecimento dessa obra, você é tão tolo e perdeu tanto! Se você não ganhou a salvação de Deus, sua crença é fé religiosa e você é um cristão da religião. Por se ater à doutrina morta, você perdeu a nova obra do Espírito Santo; outros, os que buscam o amor a Deus, são capazes de adquirir a verdade e a vida, ao passo que a fé de vocês é incapaz de ganhar a aprovação de Deus. Em vez disso, você se tornou um malfeitor, alguém que comete atos ruinosos e odiosos; você se tornou o alvo das piadas de Satanás e um cativo de Satanás. Deus não está aí para ser crido pelo homem, mas amado, buscado e adorado por ele. Se você não buscar hoje, chegará o dia em que você dirá: “Naquele tempo, por que eu não segui a Deus de maneira apropriada, não O satisfiz de maneira apropriada, não busquei mudanças no meu caráter de vida? Como me arrependo de não ter sido capaz de me submeter a Deus naquele tempo e de não ter buscado o conhecimento da palavra de Deus. Deus disse tanto lá atrás; como pude não buscar? Fui tão estúpido!” Você odiará a si mesmo até certo ponto. Hoje, você não crê nas palavras que digo e não presta atenção nelas; quando chegar o dia de difundir essa obra e você perceber a totalidade dela, você se lamentará e, naquele tempo, você ficará perplexo. Há bênçãos, mas você não sabe como desfrutá-las, e há a verdade, mas você não a busca. Acaso você não está trazendo desprezo sobre si mesmo? Hoje, embora o próximo passo da obra de Deus ainda esteja por começar, nada há de excepcional no que se refere às demandas feitas a você e ao que se espera que você viva. Há tanta obra e tantas verdades; elas não são dignas de serem conhecidas por você? O castigo e o julgamento de Deus são incapazes de despertar seu espírito? O castigo e o julgamento de Deus são incapazes de fazer com que você se odeie? Você se contenta com viver sob a influência de Satanás, em paz e alegria e com um pouco de conforto carnal? Será que você não é a mais baixa de todas as pessoas? Ninguém é mais tolo do que aquelas que contemplaram a salvação, mas não buscam ganhá-la; são pessoas que se empanturram com a carne e se deliciam com Satanás. Você espera que sua fé em Deus não envolva quaisquer desafios ou tribulações nem a menor dificuldade. Você sempre busca coisas sem valor e não dá valor à vida; em vez disso, coloca seus pensamentos extravagantes acima da verdade. Você é tão inútil! Você vive como um porco — que diferença há entre você, porcos e cães? Os que não buscam a verdade e, em vez disso, amam a carne não são todos bestas? Os mortos sem espírito não são todos cadáveres ambulantes? Quantas palavras foram ditas no meio de vocês? Apenas uma pequena obra foi feita no meio de vocês? Quantas coisas Eu providenciei entre vocês? Então, por que você não as ganhou? Do que você pode se queixar? Não é o caso que você não ganhou nada porque está amando demais a carne? E não será porque seus pensamentos são exorbitantes? Não será porque você é estúpido demais? Se você é incapaz de ganhar essas bênçãos, você pode culpar Deus por não salvá-lo? O que você busca é ser capaz de ter paz depois de crer em Deus — que suas crianças estejam livres de doenças, que seu marido tenha um bom emprego, que seu filho encontre uma boa esposa, que sua filha encontre um marido decente, que seus bois e cavalos arem bem o solo, que tenha um ano de clima bom para suas colheitas. É isso que você busca. Sua busca visa tão somente viver com conforto, que nenhum acidente sobrevenha sua família, que os ventos passem ao largo, que sua face não seja tocada pela areia, que as colheitas de sua família não sejam inundadas, que você não seja atingido por nenhum desastre, em suma, você busca viver no abraço de Deus, viver em um ninho aconchegante. Um covarde como você que sempre busca a carne — você tem um coração, tem um espírito? Você não é uma besta? Eu lhe dou o caminho verdadeiro sem pedir nada em troca, mas você não busca. Você é mesmo alguém que crê em Deus? Eu lhe concedo vida humana real, mas você não busca. No que você se diferencia de um porco ou de um cão? Porcos não buscam a vida do homem, não buscam ser purificados e não entendem o que é vida. Todo dia, depois de comer sua porção, eles simplesmente dormem. Dei a você o caminho verdadeiro, mas você não o ganhou: você está de mãos vazias. Você está disposto a continuar nessa vida, na vida de um porco? Qual é o significado de tais pessoas estarem vivas? Sua vida é desprezível e ignóbil, você vive no meio da imundície e licenciosidade e não busca nenhum objetivo; acaso sua vida não é a mais ignóbil de todas? Você se atreveria a levantar os olhos para Deus? Se você continuar a experimentar desse modo, o que adquirirá além de nada? O caminho verdadeiro foi dado a você, mas ganhá-lo ou não depende, em última análise, da sua busca pessoal.

Extraído de ‘As experiências de Pedro: seu conhecimento de castigo e julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 347

Sua carne, seus desejos extravagantes, sua cobiça e sua luxúria estão profundamente enraizados em vocês. Essas coisas estão controlando seu coração tão constantemente que vocês são impotentes para tirar o jugo daqueles pensamentos feudais e degenerados. Vocês nem anseiam mudar sua situação atual, nem escapar da influência das trevas. Estão simplesmente presos por essas coisas. Mesmo que vocês saibam que tal vida é dolorosa demais e que um mundo desses é tenebroso demais, ainda assim, nem um sequer de vocês tem a coragem de mudar uma vida desse tipo. Vocês só desejam escapar desse tipo de vida real, libertar suas almas do purgatório e viver em um ambiente pacífico, feliz e parecido com o céu. Vocês não estão dispostos a suportar dificuldades para mudar sua vida atual; nem desejam buscar nesse julgamento e castigo a vida na qual deveriam entrar. Antes, vocês sonham sonhos completamente irrealistas sobre o lindo mundo além da carne. A vida pela qual anseiam é uma vida que vocês podem obter sem esforço e sem sofrer dor alguma. Isso é completamente irrealista! Porque o que vocês esperam não é viver uma existência significativa na carne e ganhar a verdade no transcurso de uma vida, isto é, viver para a verdade e levantar-se pela justiça. Isso não é o que vocês considerariam uma vida radiante e brilhante. Vocês acham que essa não seria uma vida significativa e glamorosa. Aos seus olhos, viver tal vida pareceria uma injustiça! Embora vocês aceitem esse castigo de hoje, apesar disso, o que vocês estão buscando não é ganhar a verdade ou viver a verdade no presente, mas, antes, poder entrar mais tarde numa vida feliz além da carne. Vocês não estão buscando a verdade, nem estão defendendo a verdade e, certamente, não estão existindo pela verdade. Vocês não estão buscando entrada hoje, mas, ao contrário, estão constantemente pensando em “um dia”, contemplando o céu azul, derramando lágrimas amargas, e esperando ser levados para o Céu algum dia. Vocês não sabem que essa sua forma de pensar já está fora de sintonia com a realidade? Vocês ficam pensando que o Salvador de infinita bondade e compaixão sem dúvida virá um dia para levá-lo com Ele, você que suportou dificuldades e sofrimento neste mundo, e que sem dúvida Ele exigirá vingança por você que foi vitimado e oprimido. Você não está cheio de pecado? Você foi o único que sofreu neste mundo? Você caiu no império de Satanás por si mesmo e sofreu — Deus realmente ainda precisa vingá-lo? Aqueles que são incapazes de satisfazer as exigências de Deus — não são todos inimigos de Deus? Aqueles que não creem no Deus encarnado — não são o anticristo? Para que contam as suas boas obras? Elas podem substituir um coração que adora a Deus? Você não pode receber as bênçãos de Deus apenas por fazer algumas coisas boas, e Deus não vai vingar as injustiças que você sofreu só porque você foi vitimado e oprimido. Aqueles que creem em Deus e ainda não O conhecem, mas fazem boas obras — não são todos castigados também? Você apenas crê em Deus, apenas quer que Deus o compense e vingue as injustiças que sofreu, e quer que Ele o proveja com uma forma de escapar da sua miséria. Mas você se recusa a prestar atenção à verdade; nem tem sede de viver a verdade. Muito menos é capaz de escapar dessa vida vazia e difícil. Em vez disso, enquanto vive sua vida na carne e sua vida de pecado, você olha com expectativa para Deus para que Ele corrija suas queixas e dissipe o nevoeiro de sua existência. Como isso é possível? Se você possui a verdade, pode seguir Deus. Se você tem vida, pode ser uma manifestação da palavra de Deus. Se você tem a vida, pode desfrutar as bênçãos de Deus. Aqueles que possuem a verdade podem desfrutar as bênçãos de Deus. Deus garante compensação para aqueles que O amam de todo o coração e também suportam dificuldades e sofrimentos, não para aqueles que só amam a si mesmos e se tornaram reféns dos enganos de Satanás. Como pode haver bondade naqueles que não amam a verdade? Como pode haver justiça naqueles que só amam a carne? Não são tanto a justiça como a bondade em referência à verdade? Não estão reservadas para aqueles que amam a Deus de todo o coração? Aqueles que não amam a verdade e que são apenas corpos putrefatos — todas essas pessoas não abrigam o mal? Os que são incapazes de viver a verdade — não são todos inimigos da verdade? E vocês?

Extraído de ‘Somente os aperfeiçoados podem viver uma vida significativa’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 348

Gerenciar o homem é a Minha tarefa, e tê-lo conquistado por Mim é algo que foi ainda mais determinado quando Eu criei o mundo. As pessoas podem não saber que Eu as conquistarei completamente nos últimos dias e também podem não estar cientes de que a prova da Minha derrota de Satanás é conquistar os rebeldes dentre a humanidade. Mas, quando o Meu inimigo entrou em batalha contra Mim, Eu já havia dito que Me tornaria o conquistador daqueles que Satanás levara cativos e criara como seus filhos e servos leais para proteger sua casa. O significado original de conquistar é derrotar, submeter à humilhação. Dito na linguagem dos israelitas, é derrotar completamente, destruir e tornar incapaz de qualquer resistência contra Mim. Hoje, porém, como usado dentre vocês, seu significado é conquistar. Vocês devem saber que o Meu intento é extinguir e afugentar completamente o maligno da humanidade, para que ele não possa mais se rebelar contra Mim, muito menos ter fôlego para interromper ou perturbar a Minha obra. Assim, no que diz respeito ao homem, passou a significar conquista. Quaisquer que sejam as conotações do termo, a Minha obra é derrotar a humanidade. Pois, embora seja verdade que a humanidade é um complemento da Minha gestão, para colocar mais precisamente, ela não é senão o Meu inimigo. A humanidade é o maligno que se opõe e desobedece a Mim. A humanidade não é senão a prole do maligno amaldiçoada por Mim. A humanidade não é senão a descendência do arcanjo que Me traiu. A humanidade não é senão a herança do diabo que, rejeitado por Mim há muito tempo, tem sido Meu inimigo irreconciliável desde então. Acima da raça humana, o céu se obscurece, nebuloso e sombrio, sem sequer um reflexo de claridade, e o mundo humano fica mergulhado em uma escuridão tenebrosa, de forma que quem vive nele não consegue enxergar a própria mão estendida diante do rosto nem o sol quando ergue a cabeça. O caminho sob seus pés, enlameado e cheio de buracos, serpenteia tortuosamente; toda a terra está coberta por cadáveres. As esquinas escuras estão repletas dos restos dos mortos, e nas esquinas frias e sombrias multidões de demônios levantaram residência. E por toda parte do mundo dos homens os demônios vêm e vão em hordas. A prole de todos os tipos de bestas, coberta de imundície, está presa em batalha campal, cujo som espalha terror no coração. Nessas ocasiões, em tal mundo, em tal “paraíso terrestre”, onde alguém pode buscar as felicidades da vida? Onde alguém iria encontrar o destino da sua vida? A humanidade, esmagada sob os pés de Satanás há muito tempo, tem sido desde o começo um ator que assume a imagem de Satanás — mais do que isso, a personificação de Satanás, servindo como a prova que dá testemunho de Satanás em voz alta e clara. Como tal raça humana, uma escória degenerada, uma descendência tal dessa família humana corrupta, pode dar testemunho de Deus? De onde vem a Minha glória? Onde se pode começar a falar do Meu testemunho? Pois o inimigo que, tendo corrompido a humanidade, se ergue contra Mim, já tomou a humanidade — a humanidade que Eu criei há muito tempo e que estava repleta da Minha glória e do Meu viver — e a maculou. Ele arrebatou a Minha glória, e tudo de que o homem está imbuído é um veneno fortemente entrelaçado com a feiura de Satanás, o sumo do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. No início, Eu criei a humanidade, isto é, criei o progenitor da humanidade, Adão. Ele foi dotado de forma e imagem, cheio de vigor, cheio de vitalidade e, além disso, estava na companhia da Minha glória. Esse foi o dia glorioso em que Eu criei o homem. Depois, Eva foi produzida a partir do corpo de Adão, e ela também foi a progenitora do homem, e assim as pessoas que Eu criei foram preenchidas com o Meu sopro e cheias da Minha glória. Adão originalmente nasceu da Minha mão e era a representação da Minha imagem. Assim, o significado original de “Adão” era um ser criado por Mim, imbuído da Minha energia vital, imbuído da Minha glória, tendo forma e imagem, espírito e vida. Ele foi o único ser criado, possuidor de um espírito, que era capaz de Me representar, de carregar a Minha imagem e de receber o Meu sopro. No início, Eva foi a segunda humana dotada de vida cuja criação Eu tinha ordenado, e assim o significado original de “Eva” era um ser criado que continuaria a Minha glória, preenchida com a Minha vitalidade e além disso dotada da Minha glória. Eva saiu de Adão, de modo que ela também carregava a Minha imagem, pois foi a segunda humana a ser criada à Minha imagem. O significado original de “Eva” era um ser com vida, com espírito, carne e osso, o Meu segundo testemunho bem como a Minha segunda imagem dentre a humanidade. Eles foram os antepassados da humanidade, o tesouro puro e precioso do homem e, desde o começo, seres vivos dotados de espírito. No entanto, o maligno tomou a prole dos ancestrais da humanidade, pisoteou-a e a levou para o cativeiro, mergulhando o mundo humano em completa escuridão, fazendo com que tal prole não acredite mais na Minha existência. Ainda mais abominável é que, enquanto corrompe as pessoas e as pisoteia, o maligno está arrancando cruelmente a Minha glória, o Meu testemunho, a vitalidade que concedi a elas, o fôlego e a vida que soprei nelas, toda a Minha glória no mundo humano, todo o sangue do coração que despendi sobre a humanidade. A humanidade não está mais na luz e perdeu tudo que lhe concedi, descartando a glória que concedi. Como ela pode reconhecer que Eu sou o Senhor de todos os seres criados? Como ela pode continuar acreditando na Minha existência no céu? Como pode descobrir as manifestações da Minha glória sobre a terra? Como esses netos e netas podem aceitar o Deus que seus ancestrais reverenciaram como o Senhor que os criou? Esses netos e netas deploráveis “presentearam” generosamente o maligno com a glória, a imagem, bem como com o testemunho que Eu concedi a Adão e Eva, bem como com a vida que concedi à humanidade e da qual eles dependem para existir, e, sem se importar minimamente com a presença do maligno, deram toda a Minha glória a ele. Não é essa a origem da denominação de “escória”? Como tal humanidade, tais demônios malignos, tais cadáveres ambulantes, tais imagens de Satanás, tais inimigos Meus podem ser possuidores da Minha glória? Vou retomar a Minha glória, retomar o Meu testemunho que existe dentre os homens e tudo que já Me pertenceu e que entreguei à humanidade tempos atrás — Eu conquistarei completamente a humanidade. No entanto, você deve saber que os seres humanos que criei eram homens santos que carregavam a Minha imagem e a Minha glória. Eles não pertenciam a Satanás, nem estavam sujeitos a seu pisoteio, mas eram puramente uma manifestação Minha, livres do mais sutil vestígio do veneno de Satanás. E, assim, deixo a humanidade saber que quero apenas o que é criado pela Minha mão, os santos que Eu amo e que não pertencem a nenhuma outra entidade. Além disso, vou Me comprazer deles e considerá-los como Minha glória. Mas o que Eu quero não é a humanidade que foi corrompida por Satanás e que hoje pertence a ele, pois essa não é mais a Minha criação original. Como pretendo retomar a Minha glória que subsiste no mundo humano, ganharei uma conquista completa sobre os sobreviventes restantes dentre a humanidade, como prova da Minha glória em derrotar Satanás. Levo apenas o Meu testemunho como uma cristalização da Minha pessoa, como o objeto da Minha alegria. Essa é a Minha vontade.

Extraído de ‘O que significa ser uma pessoa de verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 349

A humanidade desenvolveu-se ao longo de dezenas de milhares de anos de história para chegar aonde está hoje. No entanto, a humanidade da Minha criação original há muito tempo se afundou em degeneração. Agora, já deixou de ser o que Eu quero, e assim a humanidade, como parece aos Meus olhos, não merece mais o nome de humanidade. Essas pessoas são a escória da humanidade que Satanás aprisionou, cadáveres ambulantes putrefatos em que Satanás vive e dos quais está revestido. As pessoas não acreditam um pouco que seja na Minha existência, nem recebem com alegria a Minha vinda. A humanidade só responde aos Meus pedidos a contragosto, aquiescendo temporariamente a eles, e não compartilha sinceramente Comigo as alegrias e as dores da vida. Já que Me veem como inescrutável, as pessoas mal fingem sorrir para Mim, ensaiando uma atitude de aconchegar-se àquele que está no poder. Isso ocorre porque elas não têm conhecimento da Minha obra, muito menos da Minha vontade no presente. Eu serei honesto com vocês: quando chegar o dia, o sofrimento de quem Me adora será bem mais fácil de suportar que o de vocês. Na verdade, o grau da fé de vocês em Mim não excede o de Jó — até a fé dos fariseus judeus supera a de vocês — e assim, se o dia do fogo sobrevier, o sofrimento de vocês será mais grave que o dos fariseus que foram repreendidos por Jesus, mais grave que o dos 250 líderes que se opuseram a Moisés e que o de Sodoma sob as chamas causticantes da sua destruição. Quando Moisés feriu a rocha e a água concedida por Jeová jorrou, foi por causa de sua fé. Quando Davi tocava lira em louvor a Mim, Jeová — com o coração cheio de alegria —, era por causa de sua fé. Quando Jó perdeu seu rebanho que cobria as montanhas e suas riquezas incalculáveis, quando seu corpo ficou coberto de furúnculos dolorosos, foi por causa de sua fé. Quando ele pôde ouvir a Minha voz, de Jeová, e ver a Minha glória, de Jeová, foi por causa de sua fé. O fato de que Pedro pôde seguir Jesus Cristo deveu-se à sua fé. Que ele pôde ser pregado na cruz por Minha causa e dar um testemunho glorioso também deveu-se à sua fé. Quando João viu a imagem gloriosa do Filho do homem, deveu-se à sua fé. Quando teve a visão dos últimos dias, foi ainda mais por causa de sua fé. A razão pela qual as multidões das assim chamadas nações gentias obtiveram a Minha revelação e vieram a saber que Eu voltei na carne para realizar a Minha obra entre os homens, também é por causa de sua fé. Todos os que são golpeados pelas Minhas palavras duras e ainda assim são levados ao consolo por elas, e que são salvos — eles não o fizeram por causa de sua fé? Aqueles que acreditam em Mim, mas que ainda sofrem adversidades, eles também não foram rejeitados pelo mundo? Aqueles que vivem à margem da Minha palavra, fugindo do sofrimento da provação, não estão todos à deriva pelo mundo? São como as folhas no outono, voando de um lado para o outro, sem lugar para descansar, sem nem ao menos as Minhas palavras de consolo. Ainda que Meu castigo e refinamento não os sigam, não são eles mendigos que perambulam de um lugar para outro, vagando pelas ruas fora do reino dos céus? O mundo é de fato o seu lugar de descanso? Ao evitar Meu castigo, você consegue mesmo receber o mais tímido sorriso de gratificação do mundo? Você consegue de fato usar o prazer fugaz para preencher o vazio que não se cala em seu coração? Você pode enganar as pessoas da sua família, mas jamais pode Me enganar. Por sua fé ser muito escassa, até hoje você é incapaz de encontrar quaisquer deleites que a vida tem a oferecer. Eu o exorto: é melhor gastar sinceramente a metade de sua vida pela Minha causa do que a vida inteira na mediocridade e na atividade inútil pela carne, suportando todo o sofrimento que um homem mal consegue suportar. Qual é o propósito de se valorizar tanto e fugir do Meu castigo? Qual é o propósito de esconder-se do Meu castigo momentâneo só para colher uma eternidade de embaraços, uma eternidade de castigo? Na verdade, Eu não subjugo ninguém à Minha vontade. Se um homem estiver realmente disposto a se submeter a todos os Meus planos, Eu não o tratarei mal. Mas exijo que todas as pessoas creiam em Mim, assim como Jó acreditou em Mim, Jeová. Se a fé de vocês exceder à de Tomé, essa fé alcançará a Minha recomendação, em sua lealdade vocês encontrarão a Minha felicidade e de certo encontrarão a Minha glória em seus dias. No entanto, as pessoas que acreditam no mundo e no diabo endurecem seu coração, assim como o povo da cidade de Sodoma, com grãos de areia soprados pelo vento até seus olhos e ofertas do diabo em sua boca, cujas mentes anuviadas foram há muito tempo possuídas pelo maligno que usurpou o mundo. Seus pensamentos quase se tornaram completamente cativos do diabo dos tempos antigos. E, assim, o vento levou a fé da humanidade, e tais pessoas são incapazes até de tomar conhecimento da Minha obra. Tudo que conseguem é fazer uma tentativa débil de lidar com ela ou analisá-la muito grosseiramente, porque faz muito tempo que foram preenchidas pelo veneno de Satanás.

Extraído de ‘O que significa ser uma pessoa de verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 350

Eu conquistarei a humanidade porque os homens foram criados por Mim e, além disso, desfrutaram de todos os objetos abundantes da Minha criação. Mas, os homens também Me rejeitaram, e o coração deles está sem Mim, e eles Me veem como um fardo em sua existência, a ponto de, tendo verdadeiramente Me visto, ainda Me rejeitarem e arruinarem o cérebro pensando em cada possibilidade de Me derrotar. As pessoas não Me permitem tratá-las com seriedade nem fazer exigências estritas a elas, não Me permitem julgar nem castigar sua injustiça. Longe de achar isso interessante, elas estão a. E assim a Minha obra é pegar a humanidade que come, bebe e se deleita em Mim, embora não Me conheça, e derrotá-la. Desarmarei a humanidade, e depois, pegando Meus anjos, pegando a Minha glória, retornarei à Minha morada. Pois o que as pessoas fizeram destruiu completamente o Meu coração e partiu a Minha obra em pedaços há muito tempo. Pretendo retomar a glória que o maligno levou antes de se afastar feliz, deixando a humanidade continuar levando a vida, continuar “vivendo e trabalhando em paz e contentamento”, continuar “cultivando os próprios campos”, e Eu não vou mais interferir em sua vida. Agora, porém, pretendo retomar plenamente a Minha glória da mão do maligno, pegar de volta a totalidade da glória que lavrei no homem durante a criação do mundo e nunca mais vou concedê-la à raça humana na terra. Pois as pessoas não só fracassaram em conservar a Minha glória, como também a trocaram pela imagem de Satanás. As pessoas não apreciam a Minha vinda, nem valorizam o dia da Minha glória. Elas não ficam alegres em receber o Meu castigo, muito menos estão dispostas a devolver a Minha glória para Mim. Também não estão dispostas a lançar fora o veneno do maligno. A humanidade ainda está Me enganando constantemente da mesma velha maneira, ainda exibindo sorrisos brilhantes e rostos felizes da mesma velha maneira. As pessoas não percebem as profundezas da penumbra que descerá sobre a humanidade depois que a Minha glória as deixar, e particularmente não percebem que, quando o Meu dia chegar à humanidade toda, elas enfrentarão um tempo ainda mais difícil do que as pessoas enfrentaram na época de Noé. Pois elas não sabem o quanto Israel se tornou sombria quando a Minha glória partiu dali, porque ao amanhecer o homem se esquece de como foi difícil atravessar a noite escura como breu. Quando o sol tornar a se esconder e a escuridão voltar a cair, mais uma vez o homem vai erguer o lamento e ranger os dentes nas trevas. Vocês se esqueceram, quando a Minha glória partiu de Israel, do quanto foi difícil para o seu povo atravessar os dias de sofrimento? Agora é o tempo em que vocês veem a Minha glória, e é também o tempo em que compartilham o dia da Minha glória. O homem erguerá seu pranto em meio à escuridão quando a Minha glória deixar a terra imunda. Agora é o dia de glória em que estou fazendo a Minha obra, e é também o dia em que isento a humanidade do sofrimento, pois não compartilharei os tempos de tormento e tribulação com os homens. Quero apenas conquistar a humanidade completamente e completamente derrotar o maligno da humanidade.

Extraído de ‘O que significa ser uma pessoa de verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 351

Busquei muitos na terra para serem Meus seguidores. Entre todos esses seguidores, há aqueles que servem como sacerdotes, aqueles que lideram, aqueles que formam os filhos, aqueles que constituem o povo e aqueles que servem. Eu os divido nessas várias categorias com base na lealdade que demonstram para Comigo. Quando todos os homens tiverem sido classificados de acordo com seu tipo, ou seja, quando a natureza de cada tipo de homem tiver sido revelada, Eu irei numerar cada homem entre seu tipo por direito e colocar cada tipo em seu lugar adequado para que Eu possa realizar o Meu objetivo de salvação para a humanidade. Cada um em sua vez, chamo grupos daqueles que desejo salvar para que retornem à Minha casa, então, Eu permito que todas essas pessoas aceitem Minha obra nos últimos dias. Ao mesmo tempo, Eu classifico os homens por tipo, então, recompenso ou castigo cada um deles com base em seus atos. Tais são os passos que compõem Minha obra.

Agora, Eu vivo na terra e vivo entre os homens. Todos os homens estão experimentando Minha obra e observando Minhas declarações, e, com isso, Eu confiro todas as verdades a cada um de Meus seguidores de modo que eles possam receber a vida de Mim e, assim, obter uma senda que possam trilhar. Porque Eu sou Deus, Doador da vida. Durante os muitos anos da Minha obra, o homem recebeu muito e desistiu de muito, no entanto, Eu ainda digo que o homem não acredita realmente em Mim. Isso porque o homem meramente reconhece que Eu sou Deus com seus lábios enquanto discorda da verdade de que Eu falo e, menos ainda, pratica a verdade que Eu exijo dele. Em outras palavras, o homem reconhece apenas a existência de Deus, mas não a da verdade; o homem reconhece apenas a existência de Deus, mas não a da vida; o homem reconhece apenas o nome de Deus, mas não Sua substância. Devido a seu zelo, o homem se tornou detestável para Mim. Porque o homem usa palavras que são apenas agradáveis ao ouvido para Me enganar, e nenhum deles Me adora com um coração verdadeiro. Sua fala abriga a tentação da serpente; mais ainda, é insolente ao extremo, uma verdadeira proclamação feita pelo arcanjo. Além do mais, seus atos são esfarrapados e rasgados num grau vergonhoso; seus desejos sem moderação e suas intenções cobiçosas são ofensivas aos ouvidos. Todos vocês se tornaram mariposas na Minha casa, objetos a serem descartados com desprezo. Porque nenhum de vocês é amante da verdade, mas, sim, homens que desejam bênçãos, subir aos céus e ter a visão magnífica de Cristo exercendo Seu poder na terra. Mas vocês já pensaram como uma pessoa como vocês, tão profundamente corrompida e que não tem a menor ideia de quem Deus é, poderia ser digna de seguir a Deus? Como você poderia subir aos céus? Como você poderia ser digno de ver a magnificência que não tem precedentes em seu esplendor? Suas bocas estão cheias de palavras de engano e imundice, de traição e arrogância. Vocês nunca proferiram palavras sinceras para Mim, nenhuma palavra sagrada, nenhuma palavra de submissão a Mim depois de experimentar a Minha palavra. No final, como é sua fé? Seus corações estão cheios de desejos e riqueza, suas mentes, de coisas materiais. Todos os dias, vocês calculam como conseguir algo de Mim, quanta riqueza e quantas coisas materiais ganharam de Mim. Todos os dias, esperam que mais bênçãos recaiam sobre vocês para que possam aproveitar, ainda mais e ainda melhor, as coisas que podem ser desfrutadas. Aquilo que está em seus pensamentos a cada momento não sou Eu, nem a verdade que vem de Mim, mas, sim, seus cônjuges, seus filhos, suas filhas, ou aquilo que comem e vestem, e como o seu desfrutar pode ser ainda maior e melhor. Mesmo quando vocês enchem a barriga até se empanturrar, vocês não são pouco mais que um cadáver? Mesmo quando, externamente, vocês se adornam com trajes tão bonitos, vocês não continuam sendo um cadáver ambulante sem vida? Vocês trabalham em nome do estômago até seus cabelos ficarem pincelados de cinza, no entanto, não sacrificam nem um fio de cabelo pela Minha obra. Vocês estão constantemente em movimento, esgotando o corpo e atormentando o cérebro pelo bem da carne de vocês, e por seus filhos e filhas, no entanto, nenhum de vocês demonstra qualquer preocupação ou cuidado com a Minha vontade. O que ainda esperam ganhar de Mim?

Ao realizar Minha obra, Eu nunca Me apresso. Independentemente da maneira como o homem Me siga, faço Minha obra de acordo com cada passo, de acordo com Meu plano. Portanto, embora vocês possam se rebelar contra Mim tanto assim, Eu não paro a Minha obra e ainda continuo a proferir as palavras que Eu desejo proferir. Eu chamo à Minha casa todos aqueles que Eu predestinei para transformá-los em uma audiência para a Minha palavra e, então, coloco todos aqueles que obedecem a Minha palavra e anseiam por ela perante o Meu trono. Aqueles que dão as costas à Minha palavra, aqueles que fracassam em Me obedecer e em se submeter a Mim, e aqueles que Me desafiam abertamente serão todos deixados de um lado para esperar por sua punição final. Todos os homens vivem em meio à corrupção e sob a mão do maligno, assim, não muitos daqueles que Me seguem realmente anseiam pela verdade. Isso quer dizer que a maioria não Me adora com um coração verdadeiro ou com a verdade, mas, sim, na tentativa de obter a Minha confiança por meio de corrupção, de rebelião e de medidas enganosas. É por essa razão que Eu digo: muitos são chamados, mas poucos são escolhidos. Todos aqueles que são chamados são profundamente corruptos e todos vivem na mesma era, mas aqueles que são escolhidos são apenas aquele grupo que acredita na verdade e a reconhece, e que pratica a verdade. Esses homens são apenas uma pequena parte do todo e de entre esses homens, Eu receberei mais glória. Comparados com essas palavras, vocês sabem se estão entre os escolhidos? Como será o seu fim?

Extraído de ‘Muitos são chamados, mas poucos são escolhidos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 352

Eu já disse que aqueles que Me seguem são muitos, mas aqueles que Me amam com um coração verdadeiro são poucos. Talvez alguns possam dizer: “Eu teria pago um preço tão alto se não O amasse? Eu teria seguido até esse ponto se não O amasse?” Certamente, você tem muitas razões e o seu amor, certamente, é muito grande, mas qual é a essência do seu amor por Mim? O “amor”, como é chamado, refere-se a uma emoção que é pura e sem máculas, em que você usa o coração para amar, sentir e ser atencioso. No amor não há condições, barreiras ou distância. No amor não há desconfiança, nem engano e nem esperteza. No amor não há negociações nem nada impuro. Se você ama, não vai enganar, reclamar, trair, se rebelar, extorquir, nem tentar ganhar algo, nem ganhar uma certa quantia. Se você ama, vai, de bom grado, se dedicar, e de bom grado sofrerá dificuldades, e será compatível Comigo, você abandonará tudo o que tem por Mim, você abrirá mão de sua família, seu futuro, sua juventude e seu casamento. Senão seu amor não seria amor de jeito nenhum, mas sim engano e traição! Que tipo de amor é o seu? É um amor verdadeiro? Ou falso? De quanto você desistiu? Quanto você ofereceu? Quanto amor Eu recebi de você? Você sabe? O coração de vocês está cheio de maldade, traição e engano e, sendo assim, quantas impurezas existem em seu amor? Vocês acham que já desistiram de bastantes coisas por Mim; acham que seu amor por Mim já basta. Mas, então, por que as suas palavras e ações sempre carregam consigo rebelião e engano? Vocês Me seguem, no entanto, não reconhecem a Minha palavra. Isso é considerado amor? Vocês Me seguem, mas ainda assim Me deixam de lado. Isso é considerado amor? Vocês Me seguem, no entanto, não confiam em Mim. Isso é considerado amor? Vocês Me seguem, no entanto, não conseguem aceitar a Minha existência. Isso é considerado amor? Vocês Me seguem, no entanto, não Me tratam como condiz a quem Eu sou e tornam as coisas difíceis para Mim a cada passo. Isso é considerado amor? Vocês Me seguem, no entanto, tentam Me enganar em todas as questões. Isso é considerado amor? Vocês Me servem, no entanto, não Me temem. Isso é considerado amor? Vocês se opõem a Mim em todos os aspectos e em todas as coisas. Isso tudo é considerado amor? Vocês sacrificaram tanto, é verdade, mas vocês nunca praticaram o que Eu exijo de vocês. Isso pode ser considerado amor? Um cômputo cuidadoso mostra que não há o menor vestígio de amor por Mim em vocês. Depois de tantos anos de trabalho e de todas as muitas palavras que Eu provi, quanto vocês de fato ganharam? Isso não merece uma reavaliação cuidadosa? Eu os advirto: aqueles que chamo para Mim não são aqueles que nunca foram corrompidos; na verdade, aqueles que Eu escolho são os que Me amam verdadeiramente. Portanto, vocês devem ser vigilantes em relação às suas palavras e atos e examinar suas intenções e pensamentos de modo que não passem dos limites. Neste tempo dos últimos dias, façam o máximo possível para oferecer seu amor perante Mim, ou então, Minha ira nunca abandonará vocês!

Extraído de ‘Muitos são chamados, mas poucos são escolhidos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 353

A cada dia, os feitos e pensamentos de todos são observados por Ele e, ao mesmo tempo, estão em preparação para seu próprio amanhã. Essa é uma senda que precisa ser percorrida por todos os vivos e que Eu predestinei para todos. Ninguém pode escapar disso e exceções não são feitas para ninguém. Eu falei inúmeras palavras e, além do mais, Eu executei uma quantidade numerosa de obra. Todos os dias, Eu observo enquanto cada homem naturalmente executa tudo que deve fazer de acordo com sua natureza inerente e como ela se desenvolve. Sem saber, muitos já se colocaram na “trilha certa”, que Eu estabeleci para a revelação de todos os tipos de homem. Eu já coloquei cada tipo de homem em ambientes diferentes, e em seu lugar cada um vem expressando seus atributos inerentes. Não há ninguém para prendê-los, ninguém para seduzi-los. Estão livres em sua totalidade e aquilo que expressam vem naturalmente. Só há uma coisa que os mantém sob controle, e são as Minhas palavras. Assim, algumas pessoas leem as Minhas palavras de má vontade, nunca as colocam em prática, fazendo isso só para evitar a morte; por outro lado, outras acham difícil suportar os dias sem Minhas palavras para guiá-los e supri-los, de modo que naturalmente se agarram às Minhas palavras o tempo todo. Na medida em que o tempo passa, eles descobrem o segredo da vida humana, o destino da humanidade e o valor de ser humano. A humanidade não é mais do que isso na presença de Minha palavra, e Eu simplesmente permito que as questões tomem seu rumo. Não faço nada que force o homem a viver por Minhas palavras como base de sua existência. E, assim, aqueles que nunca tiveram consciência ou valor em sua existência observam discretamente como as coisas vão e então com ousadia deixam Minhas palavras de lado e fazem o que bem entendem. Começam a se cansar da verdade e de tudo que vem de Mim. Além do mais, cansam-se de estar na Minha casa. Esses homens se alojam temporariamente na Minha casa pelo bem de seu destino e para fugir à punição, mesmo que estejam prestando serviço. Mas suas intenções nunca mudam, nem suas ações. Isso encoraja ainda mais seu desejo por bênçãos, por uma única passagem para dentro do reino onde poderão permanecer pela eternidade e até pela passagem ao Céu eterno. Quanto mais eles anseiam que o Meu dia venha um dia em breve, mais sentem que a verdade se tornou um obstáculo, um percalço em seu caminho. Mal podem esperar para colocar os pés no reino para aproveitar para sempre as bênçãos do reino dos céus, sem precisar buscar a verdade ou aceitar julgamento e castigo e, mais do que tudo, sem precisar se alojar de maneira subserviente na Minha casa e fazer o que Eu ordeno. Essas pessoas não entram na Minha casa para preencher um coração que busca a verdade nem para trabalhar com o Meu gerenciamento. Simplesmente almejam ser um daqueles que não serão destruídos na próxima era. Por isso seu coração nunca soube o que a verdade é nem como aceitar a verdade. Essa é a razão por que tais homens nunca praticaram a verdade ou se deram conta da profundidade extrema de sua corrupção e, no entanto, alojaram-se na Minha casa como “servos” até o fim. Eles esperam “pacientemente” a chegada do Meu dia e são incansáveis enquanto são jogados de um lado para o outro pela maneira da Minha obra. Não importa quão grande foi o seu esforço, nem que preço pagaram, ninguém verá que sofreram pela verdade ou se sacrificaram por Mim. Em seu coração, eles mal podem esperar para ver o dia em que colocarei um fim à antiga era e, além do mais, desejam ansiosamente saber o quão grande é Meu poder e Minha autoridade. Aquilo que eles nunca se apressaram por fazer é mudar a si mesmos e perseguir a verdade. Eles amam aquilo de que Eu estou cansado e estão cansados daquilo que Eu amo. Eles anseiam por aquilo que Eu odeio, mas ao mesmo tempo, têm medo de perder aquilo que Eu abomino. Vivem neste mundo perverso, no entanto nunca o odiaram e têm medo profundo de que seja destruído por Mim. Os propósitos que eles têm são conflitantes: agradam-se com este mundo que Eu abomino, no entanto, ao mesmo tempo, anseiam para que Eu logo destrua este mundo. Dessa maneira, serão poupados do sofrimento da destruição e transformados em senhores da próxima era antes de serem desviados do caminho verdadeiro. Isso é porque eles não amam a verdade e estão cansados de tudo que vem de Mim. Talvez eles se tornem “pessoas obedientes” por um curto período pelo bem de não perder as bênçãos, mas sua mentalidade ansiosa por bênção e seu medo de perecer e entrar no lago de fogo ardente nunca poderá ser obscurecida. Na medida em que o Meu dia se aproxima, seu desejo vai ficando cada vez mais forte. E, quanto maior o desastre, mais ele os torna impotentes, sem saber por onde começar para Me fazer regozijar e para evitar perder as bênçãos por que ansiaram durante tanto tempo. Uma vez que Minha mão começa sua obra, esses homens ficam ansiosos por entrar em ação para servir como a vanguarda. Pensam apenas em lançar-se bem na linha de frente das tropas, com medo profundo de que Eu não os veja. Fazem e dizem aquilo que pensam estar certo, sem saber que seus feitos e ações nunca foram relevantes à verdade e simplesmente atrapalham e interferem com Meus planos. Embora possam ter dedicado grande esforço e possam ser verdadeiros em sua vontade e intenção de suportar as dificuldades, tudo que fazem não tem nada a ver Comigo, porque Eu nunca vi que os feitos deles vêm de boas intenções, muito menos os vi colocando qualquer coisa em Meu altar. Tais são seus feitos perante Mim durante esses tantos anos.

Extraído de ‘Vocês precisam considerar seus feitos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 354

A princípio, Eu desejava fornecer a vocês mais verdades, mas como sua atitude em relação à verdade é fria e indiferente demais, Eu tenho que desistir. Não desejo que os Meus esforços sejam desperdiçados, nem desejo ver as pessoas se agarrando a Minhas palavras, mas, em todas as questões, fazendo o que resiste a Mim, Me calunia e que Me blasfema. Por causa das suas atitudes e da sua humanidade, Eu meramente lhes forneço uma pequena parte de palavras que são muito importantes para vocês como Meu teste entre a humanidade. Só é agora que Eu verdadeiramente confirmo que decisões e planos que Eu fiz estão de acordo com o que vocês precisam e, além do mais, confirmam que Minha atitude em relação à humanidade está correta. Seus muitos anos de ações perante Mim Me deram a resposta que Eu nunca tinha recebido antes. E a pergunta a essa resposta é: “Qual é a atitude do homem perante a verdade e o verdadeiro Deus?”. O esforço que Eu despejei sobre o homem prova a Minha substância de amar o homem, e as ações e feitos do homem perante Minha presença também provaram a substância do homem em detestar a verdade e se opor a Mim. Em todo o momento Eu estou preocupado por todos aqueles que Me seguiram, no entanto, nunca aqueles que Me seguem são capazes de receber Minha palavra; são completamente incapazes de aceitar até qualquer sugestão que venha de Mim. Isso é o que Me entristece mais do que tudo. Ninguém jamais é capaz de Me entender e, além do mais, ninguém é capaz de Me aceitar, apesar de Minha atitude ser sincera e Minhas palavras são gentis. Todos tentam fazer o trabalho que Eu lhes confiei de acordo com suas próprias ideias; não buscam Minhas intenções, muito menos perguntam o que é que Eu exijo delas. Continuam alegando que Me servem com lealdade ao mesmo tempo em que se rebelam contra Mim. Muitos acreditam, que verdades que são inaceitáveis a eles ou que eles não podem praticar não são verdades. Para tais homens, Minhas verdades se tornam algo a ser negado e deixado de lado. Ao mesmo tempo, Eu então Me transformo naquele reconhecido pelo homem apenas em palavra como Deus, mas também considerado um forasteiro que não é a verdade, o caminho ou a vida. Nenhum conhece esta verdade: Minhas palavras são para sempre a verdade imutável. Eu sou o suprimento de vida para o homem e o único guia para a humanidade. O valor e o significado das Minhas palavras não são determinados por serem ou não reconhecidos ou aceitos pela humanidade, mas pela substância das palavras em si. Mesmo que nem uma única pessoa nesta terra possa receber Minhas palavras, o valor de Minhas palavras e seu auxílio à humanidade são inestimáveis por qualquer homem. Portanto, quando enfrentado pelos vários homens que se rebelam contra as Minhas palavras, refutam-nas ou são completamente desdenhosos delas, Minha posição é apenas esta: que o tempo e os fatos sejam Minha testemunha e mostrem que Minhas palavras são a verdade, o caminho e a vida. Que elas mostrem que tudo que Eu disse é certo, é aquilo com que o homem deve se prover e, além do mais, aquilo que o homem deveria aceitar. Vou permitir que todos aqueles que Me seguem conheçam este fato: aqueles que não podem aceitar Minhas palavras por inteiro, aqueles que não podem praticar Minhas palavras, aqueles que não podem encontrar um motivo em Minhas palavras e aqueles que não podem receber salvação por causa das Minhas palavras são aqueles que foram condenados por Minhas palavras e, além do mais, perderam Minha salvação e Minha vara nunca se afastará deles.

Extraído de ‘Vocês precisam considerar seus feitos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 355

Desde que o homem começou a ter as ciências sociais, a mente humana foi ocupada pela ciência e pelo conhecimento. Depois, ciência e conhecimento tornaram-se ferramentas para governar a humanidade e não houve mais espaço suficiente para o homem adorar a Deus, não houve mais condições favoráveis para a adoração a Deus. A posição de Deus no coração do homem decresceu mais ainda. Um mundo no coração do homem que não tem lugar para Deus é escuro, vazio e sem esperança. E assim surgiram muitos cientistas sociais, historiadores e políticos para elaborar teorias de ciências sociais, a teoria da evolução humana e outras que contradizem a verdade de que Deus criou o homem, para encher o coração e a mente humana. Dessa forma, aqueles que acreditam que Deus criou todas as coisas se reduzem a cada vez menos; já a quantidade dos que acreditam na teoria da evolução cresce cada vez mais. Mais e mais pessoas consideram como mitos e lendas os registros da obra de Deus e de Suas palavras na era do Antigo Testamento. No seu coração, essas pessoas se tornam indiferentes e à dignidade e grandeza de Deus, ao princípio de que Deus existe e mantém domínio sobre todas as coisas. A sobrevivência da humanidade e o destino de países e nações não têm mais importância para elas. O homem vive em um mundo vazio, preocupado apenas com comer, beber e buscar o prazer… Poucas pessoas tomam sobre si a tarefa de procurar onde Deus realiza a Sua obra hoje ou de observar como Ele preside e organiza o destino do homem. Assim, sem que o homem saiba, a civilização humana é cada vez menos capaz de ir de acordo com os desejos do homem, e muitas pessoas sentem que, vivendo em tal mundo, são menos felizes que aquelas que partiram. Até pessoas de países que costumavam ser altamente civilizados expressam esse descontentamento. Pois, sem a orientação de Deus, não importa o quanto os governantes e sociólogos quebrem a cabeça para preservar a civilização humana, tudo é em vão. Ninguém pode preencher o vazio no coração humano, pois ninguém pode ser a vida do homem e nenhuma teoria social libertará o homem do vazio que o aflige. A ciência, o conhecimento, a liberdade, a democracia, o lazer e o conforto representam apenas uma trégua temporária. Mesmo com essas coisas, o homem inevitavelmente pecará e lamentará as injustiças da sociedade. Tais coisas não podem restringir a ânsia e o desejo humano de explorar. Porque o homem foi feito por Deus e os sacrifícios e as explorações sem sentido do homem só podem levar a mais aflição. O homem existirá em um estado constante de medo, não saberá como enfrentar o futuro da humanidade, nem como encarar a senda que tem pela frente. O homem chegará inclusive a ter medo da ciência e do conhecimento e temerá ainda mais o sentimento de vazio dentro de si. Neste mundo, independentemente de estar vivendo em um país livre ou em algum sem direitos humanos, você é totalmente incapaz de fugir do destino da humanidade. Quer seja governante ou governado, você é totalmente incapaz de fugir do desejo de explorar a sina, os mistérios e o destino da humanidade. Muito menos é capaz de fugir do desconcertante senso de vazio. Tais fenômenos, comuns à humanidade toda, são chamados fenômenos sociais pelos sociólogos, mas nenhum grande homem surgiu para resolver esses problemas. Afinal, o homem é apenas homem. A posição e a vida de Deus não podem ser substituídas por homem nenhum. A humanidade não só exige uma sociedade justa na qual todos sejam bem alimentados, iguais e livres, como também a salvação de Deus e Sua provisão de vida para todos. Só quando o homem recebe a salvação de Deus e Sua provisão de vida é que as necessidades, a ânsia por explorar e o vazio espiritual do homem podem ser resolvidos. Se as pessoas de um país ou de uma nação forem incapazes de receber a salvação e o cuidado de Deus, então tal país ou nação trilhará o caminho para a ruína, para a escuridão, e será aniquilado por Deus.

Extraído de ‘Deus preside o destino de toda a humanidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 356

Há um segredo enorme em seu coração, do qual você nunca esteve ciente, pois você vive em um mundo sem luz. Seu coração e seu espírito foram arrancados pelo Maligno. Seus olhos estão obscurecidos pela escuridão e você não consegue ver nem o sol no céu nem aquela estrela cintilante da noite. Seus ouvidos estão obstruídos com palavras enganosas e você nem ouve a voz estrondosa de Jeová nem o som das águas que fluem do trono. Você perdeu tudo que é seu por direito, tudo que o Todo-Poderoso lhe concedeu. Você entrou em um mar de aflição sem fim, sem poder de resgate, sem esperança de sobrevivência, e tudo que você faz é luta e correria… Desse momento em diante, você foi condenado a ser afligido pelo Maligno, longe das bênçãos do Todo-Poderoso, fora do alcance das provisões do Todo-Poderoso, andando por uma estrada sem volta. Um milhão de chamados dificilmente pode despertar seu coração e seu espírito. Você dorme profundamente nas mãos do Maligno, que o atraiu para um ilimitado reino sem direção nem sinalização. Doravante, você perdeu sua inocência e pureza originais e começou a evitar o cuidado do Todo-Poderoso. Dentro do seu coração, o Maligno o orienta em todas as questões e se tornou a sua vida. Você não o teme mais, não o evita, nem duvida dele; ao contrário, você o trata como o Deus em seu coração. Você começou a venerá-lo, a adorá-lo, e vocês dois se tornaram tão inseparáveis quanto corpo e sombra, comprometidos um com o outro tanto na vida quanto na morte. Você não tem ideia de onde veio, por que nasceu ou por que vai morrer. Você considera o Todo-Poderoso como um estranho; não conhece Suas origens, muito menos tudo que Ele fez por você. Tudo que vem Dele se tornou odioso para você; você nem o estima, nem conhece seu valor. Você anda ao lado do Maligno desde o dia em que recebeu a provisão do Todo-Poderoso. Você tem resistido por milhares de anos de tempestades e tormentas com o Maligno, e tem ficado com ele contra o Deus que foi a fonte da sua vida. Você não sabe nada de arrependimento, muito menos que chegou à iminência de perecer. Você esqueceu que o Maligno o seduziu e o afligiu; você esqueceu suas origens. Assim, o Maligno o tem afligido a cada passo do caminho até o dia de hoje. Seu coração e seu espírito estão entorpecidos e decaídos. Você parou de reclamar das vexações do mundo do homem; não acredita mais que o mundo seja injusto. Ainda menos você se preocupa se o Todo-Poderoso existe. Isso é porque você, há muito tempo, considerou que o Maligno é o seu verdadeiro pai e não consegue ficar longe dele. Esse é o segredo em seu coração.

Quando chega a alvorada, uma estrela da manhã começa a brilhar no oriente. Essa é uma estrela que nunca esteve lá antes, e ela ilumina os céus tranquilos e cintilantes, reacendendo a luz extinta no coração dos homens. A humanidade não está mais solitária graças a essa luz, que brilha da mesma forma sobre você e os outros. Mas só você continua dormindo profundamente na noite escura. Você não ouve som e não vê luz; você está alheio ao advento de um novo Céu e uma nova terra, de uma nova era, porque seu pai lhe diz: “Meu filho, não se levante, é cedo ainda. O tempo está frio, então não saia, para que você não tenha os olhos perfurados por espada e lança”. Você só confia nos avisos do seu pai, porque acredita que só o seu pai está certo, já que seu pai é mais velho que você e o ama muito. Tais avisos e tal amor levam você parar de acreditar na lenda de que existe luz no mundo; o impedem de se importar se a verdade ainda existe neste mundo. Você não ousa mais esperar o resgate pelo Todo-Poderoso. Você está contente com o status quo, não antecipa mais o advento da luz, não dá mais atenção para a vinda do Todo-Poderoso, como dito na lenda. No que lhe diz respeito, tudo que é belo não pode ser revivido, não pode existir. Em seus olhos, o amanhã da humanidade, o futuro da humanidade, simplesmente desaparece, obliterado. Você se agarra às vestes de seu pai com toda a força, feliz por compartilhar as dificuldades, temeroso de perder seu companheiro de viagem e a direção de sua jornada distante. O vasto e nebuloso mundo dos homens formou muitos iguais a vocês, resolutos e destemidos em preencher os diferentes papéis deste mundo. Ele criou muitos “guerreiros” sem medo da morte. Mais do que isso, criou lote sobre lote de seres humanos entorpecidos e paralisados que são ignorantes do propósito de sua criação. Os olhos do Todo-Poderoso examinam todos e cada membro da raça humana profundamente afligida. O que Ele ouve é o lamento dos que estão sofrendo, o que Ele vê é a falta de vergonha dos que estão aflitos e o que Ele sente é o desamparo e o temor de uma raça humana que perdeu a graça da salvação. A humanidade rejeita o Seu cuidado, escolhendo seguir o próprio caminho, e tenta se esquivar do escrutínio de Seus olhos, preferindo saborear a amargura do mar profundo na companhia do inimigo, até a última gota. Não mais o suspirar do Todo-Poderoso será ouvido pela humanidade; não mais as mãos do Todo-Poderoso estarão dispostas a acariciar essa humanidade trágica. Repetidas vezes Ele recaptura, e repetidas vezes Ele perde novamente, e assim é a obra que Ele faz repetida. A partir desse momento Ele começa a cansar, a sentir enfado e assim Ele para a obra em questão e para de caminhar em meio à humanidade… A humanidade está completamente inconsciente de quaisquer dessas mudanças, inconsciente do ir e vir, da tristeza e melancolia do Todo-Poderoso.

Extraído de ‘O suspirar do Todo-Poderoso’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 357

Embora possa parecer profundo, o gerenciamento de Deus não é algo que o homem não consiga entender, pois toda a obra de Deus está conectada a Seu gerenciamento, está relacionada à obra de salvação da humanidade e diz respeito à vida, ao modo de viver e ao destino da humanidade. A obra que Deus faz dentre o homem e no homem é, pode-se dizer, muito prática e significativa. Ela pode ser vista pelo homem, experimentada pelo homem, e está longe de ser abstrata. Se o homem é incapaz de aceitar toda a obra que Deus faz, então qual é a significação dessa obra? E como tal gestão pode levar à salvação do homem? Muitos dos que seguem a Deus estão interessados apenas em como ganhar bênçãos ou evitar desastre. À menção da obra e do gerenciamento de Deus, eles se calam e perdem todo interesse. Eles acreditam que conhecer questões tão tediosas não acrescentará nada na vida deles nem lhes será de benefício algum, e assim, embora tenham ouvido mensagens sobre o gerenciamento de Deus, tratam-nas casualmente. E eles não as veem como algo precioso a ser aceito, muito menos as recebem como parte da vida deles. Tais pessoas têm apenas um objetivo simples em seguir a Deus e esse objetivo é receber bênçãos. Tais pessoas não conseguem se dar ao trabalho de prestar atenção em qualquer outra coisa que não envolva diretamente esse objetivo. Para elas, acreditar em Deus a fim de ganhar bênçãos é o mais legítimo dos objetivos e o valor exato de sua fé. Elas não são afetadas por nada que não alcance esse objetivo. Tal é o caso com a maioria daqueles que acreditam em Deus hoje. O objetivo e a motivação deles parecem legítimos, porque, ao mesmo tempo em que acreditam em Deus, eles também despendem por Deus, se dedicam a Deus e cumprem seu dever. Eles abrem mão da juventude, abandonam família e carreira, e até passam anos ocupando-se longe de casa. Em nome do objetivo final, eles trocam de interesses, alteram as perspectivas de vida e mudam até a direção do que buscam, mas não conseguem mudar o objetivo de sua fé em Deus. Eles correm atrás do gerenciamento dos próprios ideais; não importa o quanto a estrada esteja distante, nem quantos sacrifícios e obstáculos existam ao longo do caminho, eles se apegam às suas armas e persistem sem medo da morte. Que poder os faz continuar se dedicando dessa forma? É a sua consciência? É o seu grande e nobre caráter? É a determinação em lutar com as forças do mal até o fim? É a fé com que dão testemunho de Deus sem buscar recompensa? É a lealdade pela qual estão dispostos a desistir de tudo para realizar a vontade de Deus? Ou é o espírito de devoção pelo qual sempre abriram mão das exigências pessoais extravagantes? Para pessoas que nunca conheceram a obra de gerenciamento de Deus, doar tanto assim é simplesmente um milagre maravilhoso! Por ora, não vamos discutir o quanto essas pessoas têm doado. O comportamento delas, no entanto, é altamente digno da nossa análise. Além dos benefícios que estão tão intimamente associados a elas, poderia haver algum outro motivo para essas pessoas que nunca entenderam Deus doarem tanto a Ele? Nisso descobrimos um problema não identificado antes: o relacionamento do homem com Deus é meramente de interesse próprio. É o relacionamento entre o receptor e o doador de bênçãos. Para colocar de forma mais clara, é semelhante ao relacionamento entre empregado e empregador. O empregado trabalha apenas para receber a recompensa concedida pelo empregador. Não há afeto em tal relacionamento, apenas transação. Não há amar ou ser amado, apenas caridade e misericórdia. Não há compreensão, apenas indignação suprimida e decepção. Não há intimidade, apenas um precipício que não pode ser atravessado. Quando as coisas chegam a esse ponto, quem é capaz de reverter tal tendência? E quantas pessoas são capazes de entender verdadeiramente o quanto esse relacionamento se tornou desesperado? Acredito que, quando as pessoas se imergem na alegria de ser abençoadas, ninguém é capaz de imaginar como é embaraçoso e desagradável um relacionamento assim com Deus.

O mais triste em relação à fé da humanidade em Deus é que o homem conduz o próprio gerenciamento em meio à obra de Deus e é negligente com o gerenciamento de Deus. O maior fracasso do homem está em como, ao mesmo tempo em que busca se submeter a Deus e adorá-Lo, o homem está construindo o próprio destino ideal e calculando como receber a maior bênção e o melhor destino. Mesmo que as pessoas entendam o quanto são lamentáveis, odiosas e patéticas, quantas delas existem que poderiam abandonar prontamente seus ideais e suas esperanças? E quem é capaz de interromper os próprios passos e parar de pensar apenas em si mesmo? Deus precisa daqueles que irão cooperar intimamente com Ele para completar Sua gestão. Ele exige aqueles que vão devotar mente e corpo à obra de Seu gerenciamento a fim de se submeter a Ele; Ele não precisa de pessoas que vão estender as mãos Lhe implorando todos os dias, muito menos das que dão um pouco e então esperam ser reembolsadas pelo favor. Deus despreza as que fazem uma pequena contribuição e depois descansam sobre os louros. Ele odeia aquelas pessoas de sangue-frio que se ressentem da obra de Seu gerenciamento e só querem falar sobre ir para o céu e ganhar bênçãos. Ele tem uma aversão ainda maior por aquelas que tiram vantagem da oportunidade apresentada pela obra que Ele faz para salvar a humanidade. Isso porque essas pessoas nunca se importaram com o que Deus deseja alcançar e conseguir através da obra de Seu gerenciamento. Elas só se preocupam com a maneira de poder usar a oportunidade oferecida pela obra de Deus para ganhar bênçãos. Elas não se importam com o coração de Deus, estão inteiramente preocupadas com o próprio futuro e sina. Aquelas que se ressentem da obra de gerenciamento de Deus e não têm o menor interesse no modo como Deus salva a humanidade nem em Sua vontade estão todas fazendo o que lhes agrada independentemente da obra de gerenciamento de Deus. O comportamento delas não é lembrado por Deus, não é aprovado por Deus, muito menos é visto por Deus como um favor.

Extraído de ‘O homem só pode ser salvo em meio ao gerenciamento de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 358

Muito em breve, Minha obra será completada, muitos anos juntos se tornaram uma lembrança insuportável. Sem cessar, tenho repetido as Minhas palavras e desenvolvido constantemente a Minha nova obra. Claro, o Meu conselho é um componente necessário de cada obra que Eu faço. Sem o Meu conselho, vocês todos se desviariam e até ficariam completamente perdidos. A Minha obra agora está prestes a terminar, e em seu estágio final. Eu ainda desejo fazer a obra de dar conselho, quer dizer, oferecer palavras de aconselhamento para vocês ouvirem. Só espero que vocês sejam capazes de não permitir que Meus esforços meticulosos sejam desperdiçados e, sobretudo, que possam entender o cuidado atencioso que tomei, e que tratem as Minhas palavras como o fundamento de como vocês se comportam como seres humanos. Sejam elas ou não o tipo de palavras que vocês estejam dispostos a escutar, sejam ou não palavras que vocês aceitam com prazer ou que só aceitam com desconforto, vocês devem tratá-las com seriedade. Caso contrário, seus caracteres e condutas informais e despreocupados Me aborrecerão seriamente e, de fato, Me repugnarão. Eu espero muito que todos vocês possam ler as Minhas palavras vez após outra — milhares de vezes — e que vocês possam até vir a sabê-las de cor. Apenas dessa maneira vocês serão capazes de não frustrar as expectativas que Eu tenho em relação a vocês. No entanto, nenhum de vocês está vivendo assim agora. Ao contrário, todos vocês estão imersos em uma vida desregrada, numa vida de comer e beber à vontade, e nenhum de vocês usa as Minhas palavras para enriquecer seu coração e alma. Por essa razão, tenho chegado a uma conclusão sobre o verdadeiro semblante da humanidade: o homem pode trair-Me a qualquer hora, e ninguém é capaz de ser absolutamente fiel às Minhas palavras.

“O homem foi tão corrompido por Satanás que já não tem mais a aparência de homem.” A maioria das pessoas reconhece agora essa frase até certo ponto. Digo isso porque o “reconhecimento” ao qual Me refiro é meramente um tipo de aceitação superficial, em vez do verdadeiro conhecimento. Como nenhum de vocês é capaz de avaliar a si mesmo com precisão nem de se analisar completamente, vocês permanecem equivocados em relação às Minhas palavras. Mas, desta vez, estou usando fatos para explicar um problema muitíssimo sério que existe dentro de vocês. Esse problema é a traição. Todos vocês conhecem a palavra “traição” porque a maioria das pessoas fez algo que trai outro, tal como um marido que trai sua mulher, uma mulher que trai seu marido, um filho que trai seu pai, uma filha que trai sua mãe, um escravo que trai seu senhor, amigos que traem uns aos outros, parentes que traem uns ao outros, vendedores que traem compradores e assim por diante. Todos esses exemplos contêm a essência da traição. Em suma, a traição é uma forma de comportamento que quebra uma promessa, viola princípios morais ou age de modo contrário à ética humana, demonstrando uma perda de humanidade. Em termos gerais, como um ser humano que nasceu neste mundo, você terá feito algo que constitui traição da verdade, independentemente de você se lembrar de ter feito algo para trair outra pessoa ou se traiu outros muitas vezes antes. Já que você é capaz de trair seus pais ou amigos, então é capaz de trair outras pessoas e, ainda mais, é capaz de Me trair e fazer coisas que Eu desprezo. Em outras palavras, traição não é um mero comportamento superficialmente imoral, mas algo que conflita com a verdade. Isso é precisamente a fonte da resistência e da desobediência da humanidade para Comigo. É por isso que o resumi na seguinte afirmação: traição é a natureza do homem, e essa natureza é o grande inimigo da conformidade de cada pessoa Comigo.

Extraído de ‘Um problema muito sério: traição (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 359

Comportamento que não pode Me obedecer absolutamente é traição. Comportamento que não pode ser leal a Mim é traição. Defraudar-Me e usar mentiras para Me iludir é traição. Cultivar muitas noções e disseminá-las por todo lado é traição. Ser incapaz de defender Meus testemunhos e interesses é traição. Oferecer sorrisos falsos quando longe de Mim no coração é traição. Todos esses são atos de traição dos quais vocês sempre foram capazes, e eles são comuns entre vocês. Nenhum de vocês pode achar que isso é um problema, mas não é o que Eu penso. Eu não posso tratar a traição de uma pessoa a Mim como uma questão trivial e certamente não posso ignorá-la. Agora, quando estou operando entre vocês agora, vocês se comportam dessa maneira — se chegar o dia em que não houver ninguém para vigiar vocês, vocês não serão como bandidos que se declararam reis? Quando isso acontecer e vocês causarem uma catástrofe, quem estará lá para arrumar as coisas que vocês fizeram? Vocês consideram alguns atos de traição meros incidentes ocasionais, não seu comportamento persistente, e não merecem ser discutidos com tamanha severidade, de maneira que fira seu orgulho. Se vocês realmente pensarem assim, então falta-lhes bom senso. Pensar assim significa ser uma amostra e arquétipo da rebelião. A natureza do homem é sua vida; é um princípio em que ele confia para sobreviver e ele não pode mudar isso. A natureza da traição é igual — se você pode fazer algo para trair um parente ou amigo, isso prova que faz parte da sua vida e da natureza com que você nasceu. Isso é algo que ninguém pode negar. Por exemplo, se uma pessoa gosta de furtar dos outros, então esse “prazer de furtar” é parte de sua vida, mesmo que, às vezes, ela possa furtar e, outras vezes, não. Furtando ou não, isso não pode provar que seu furto é apenas um tipo de comportamento. Em vez disso, prova que furtar é parte da vida dela — isso é, de sua natureza. Alguns perguntarão: já que é a natureza dela, por que, então, quando ela vê coisas legais, ela às vezes não as furta? A resposta é muito simples. Há muitas razões pelas quais ela não furta. Ela pode não furtar algo porque é grande demais para ser surrupiado sob olhares atentos, ou porque não há um momento apropriado para agir, ou por algo ser caro demais e ser fortemente vigiado, ou talvez não esteja particularmente interessada naquilo, ou não pode ver que utilidade tal coisa possa ter para ela e assim por diante. Todas essas razões são possíveis. Mas, independentemente de qualquer coisa, quer a pessoa furte algo ou não, isso não pode provar que esse pensamento só exista como lampejo momentâneo e passageiro. Ao contrário, essa é uma parte da sua natureza que é difícil mudar para melhor. Uma pessoa assim não fica satisfeita por furtar apenas uma vez; tais pensamentos de reivindicar os bens dos outros como seus próprios surgem sempre que a pessoa se depara com algo atraente ou com uma situação propícia. É por isso que Eu digo que a origem desse pensamento não é algo que simplesmente ocorre de vez em quando, mas está na própria natureza dessa pessoa.

Extraído de ‘Um problema muito sério: traição (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 360

Qualquer um pode usar suas próprias palavras e ações para representar seu semblante verdadeiro. Esse semblante verdadeiro é, claro, sua natureza. Se você é alguém que fala de maneira muito tortuosa, então tem uma natureza tortuosa. Se sua natureza é astuciosa, então você age de maneira maliciosa, e você faz com que seja muito fácil que os outros sejam enganados por você. Se a sua natureza é sinistra, as suas palavras podem ser agradáveis de ouvir, mas as suas ações não conseguem esconder seus truques sinistros. Se a sua natureza é preguiçosa, então tudo que você diz só tem o objetivo de se safar da responsabilidade pela sua superficialidade e preguiça, e suas ações serão lentas e superficiais, e bastante hábeis em esconder a verdade. Se a sua natureza é empática, então suas palavras serão razoáveis, e suas ações também se conformarão bem à verdade. Se a sua natureza é leal, então suas palavras certamente são sinceras e a maneira como você age é fundamentada, livre de qualquer coisa que possa deixar seu senhor desconfortável. Se a sua natureza é lasciva ou gananciosa por dinheiro, então seu coração com frequência estará cheio dessas coisas, e você, inadvertidamente, cometerá atos desviados e imorais que as pessoas não esquecerão facilmente e que as enojará. Como Eu já disse, se você tiver uma natureza de traição, então dificilmente conseguirá se desvencilhar dela. Não confie na sorte de que, se você não prejudicou os outros, você não tem uma natureza de traição. Se é o que você pensa, então você realmente é repugnante. Todas as Minhas palavras, sempre que falo, são destinadas a todas as pessoas, não apenas a uma pessoa ou a um tipo de pessoa. Só porque você não Me traiu em uma questão não prova que você não é capaz de Me trair em outra questão. Ao buscarem a verdade, algumas pessoas perdem a confiança durante contratempos em seu casamento. Algumas pessoas abandonam sua obrigação de ser fiel a Mim durante uma ruptura familiar. Algumas pessoas Me abandonam para buscar um momento de prazer e animação. Algumas pessoas prefeririam cair em uma ravina escura a viver na luz e ganhar o deleite da obra do Espírito Santo. Algumas pessoas ignoram o conselho de amigos em nome de satisfazer seu desejo por riqueza, e mesmo agora não conseguem reconhecer seu erro e mudar seu curso. Algumas pessoas só vivem temporariamente sob o Meu nome a fim de receber a Minha proteção, enquanto outras só dedicam um pouco a Mim sob coação porque se apegam à vida e temem a morte. Essas e outras ações imorais e, mais ainda, indignas, não são apenas comportamentos com os quais as pessoas Me traíram há muito no fundo de seu coração? Claro, Eu sei que as pessoas não planejam com antecedência trair-Me; sua traição é uma revelação natural de sua natureza. Ninguém quer Me trair e ninguém está feliz por ter feito algo para Me trair. Ao contrário, estão tremendo de medo, não estão? Então, vocês estão pensando em como podem redimir essas traições e mudar a situação atual?

Extraído de ‘Um problema muito sério: traição (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 361

A natureza do homem é bem diferente da Minha essência, porque a natureza corrupta do homem se origina inteiramente de Satanás; a natureza do homem foi processada e corrompida por Satanás. Quer dizer, o homem vive sob a influência da maldade e feiura de Satanás. O homem não cresce em um mundo de verdade nem em um ambiente sagrado e menos ainda vive na luz. Portanto, não é possível que alguém possua a verdade dentro de sua natureza desde o momento em que nasce, e menos ainda pode alguém nascer com uma essência que teme e obedece a Deus. Ao contrário, as pessoas possuem uma natureza que resiste a Deus, desobedece a Deus e não tem amor pela verdade. Essa natureza é o problema que quero discutir: traição. Traição é a fonte da resistência de cada pessoa a Deus. Esse é um problema que existe apenas no homem e não em Mim. Alguns perguntarão: visto que todos os homens vivem no mundo, assim como Cristo, por que todos os homens possuem naturezas que traem a Deus, mas Cristo não? Esse é um problema que precisa ser explicado claramente a vocês.

A base da existência da humanidade é a reencarnação repetida da alma. Em outras palavras, cada pessoa ganha uma vida humana na carne quando sua alma é reencarnada. Depois que o corpo de uma pessoa nasce, essa vida continua até que a carne finalmente alcance seus limites, que é o momento final, quando a alma deixa a sua casca. Esse processo se repete de novo e de novo com a alma de uma pessoa indo e vindo repetidamente, e assim a existência da humanidade é mantida. A vida da carne também é a vida da alma do homem, e a alma do homem sustenta a existência da carne do homem. Quer dizer, a vida de cada pessoa vem de sua alma, e a vida não é inerente à carne. Portanto, a natureza do homem vem da alma, não da carne. Só a alma de cada pessoa sabe como essa pessoa passou por tentações, aflição e corrupção de Satanás. Essas coisas não podem ser conhecidas pela carne do homem. Portanto, a humanidade inconscientemente se torna cada vez mais tenebrosa, mais imunda, e mais maligna, enquanto a distância entre Mim e o homem fica cada vez maior, e a vida se torna mais tenebrosa para a humanidade. Satanás segura as almas da humanidade em suas garras, assim, é claro, a carne do homem também tem sido ocupada por Satanás. Como poderiam tal carne e tal humanidade não resistirem a Deus? Como poderiam ser inerentemente compatíveis com Ele? A razão pela qual abato Satanás no ar é porque ele Me traiu. Então, como os humanos poderiam estar livres de seu envolvimento? É por isso que traição é da natureza humana. Eu acredito que quando vocês compreenderem esse raciocínio, também devam crer na essência de Cristo. A carne usada pelo Espírito de Deus é a carne do Próprio Deus. O Espírito de Deus é supremo; Ele é todo-poderoso, santo e justo. Da mesma maneira, Sua carne também é suprema, todo-poderosa, santa e justa. Tal carne só é capaz de fazer aquilo que é justo e benéfico para a humanidade, aquilo que é sagrado, glorioso e poderoso; Ele é incapaz de fazer qualquer coisa que viole a verdade, que viole a moralidade e a justiça, e Ele é muito menos capaz de qualquer coisa que traia o Espírito de Deus. O Espírito de Deus é santo e, portanto, Sua carne é incorruptível por Satanás; Sua carne é de uma essência diferente da carne do homem. Pois é o homem, não Deus, que é corrompido por Satanás; Satanás não poderia corromper a carne de Deus. Assim, apesar do fato de o homem e Cristo habitarem o mesmo espaço, é apenas o homem que possuído, usado e enganado por Satanás. Em contrapartida, Cristo está eternamente inacessível à corrupção de Satanás, porque Satanás nunca será capaz de ascender ao lugar altíssimo e nunca será capaz de se aproximar de Deus. Hoje, todos vocês deveriam compreender que é apenas a humanidade, corrompida como é por Satanás, que Me trai. A traição nunca será uma questão que envolva Cristo nem minimamente.

Extraído de ‘Um problema muito sério: traição (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 362

Todas as almas corrompidas por Satanás são mantidas cativas no império de Satanás. Só os que acreditam em Cristo foram separados, salvos do campo de Satanás e trazidos para o reino de hoje. Essas pessoas já não vivem mais sob a influência de Satanás. Ainda assim, a natureza do homem continua enraizada na carne do homem, o que quer dizer que, apesar de a alma de vocês ter sido salva, a natureza de vocês ainda está como era antes, e a chance de vocês Me traírem permanece 100%. É por isso que a Minha obra dura tanto, porque a natureza de vocês é intratável. Agora, todos vocês estão sofrendo dificuldades no máximo de sua habilidade enquanto cumprem seus deveres, mas cada um de vocês é capaz de Me trair e retornar para o império de Satanás, para o seu campo, e retornar para a sua vida antiga — isso é um fato inegável. Naquele momento, não lhes será possível apresentar nem um resquício de humanidade ou de semelhança humana, como têm agora. Em casos graves, vocês serão destruídos e, mais que isso, serão condenados por toda a eternidade, punidos severamente, para nunca mais reencarnarem. Esse é o problema colocado diante de vocês. Eu os estou lembrando desta maneira, primeiramente, para que a Minha obra não tenha sido em vão e, em segundo lugar, para que vocês todos possam viver em dias de luz. Na verdade, o fato de a Minha obra ser ou não em vão não é o problema crucial. O crucial é que vocês sejam capazes de ter uma vida feliz e um futuro maravilhoso. A Minha obra é a obra de salvar a alma das pessoas. Se a sua alma cair nas mãos de Satanás, o seu corpo não viverá em paz. Se Eu estiver protegendo o seu corpo, então, a sua alma certamente também estará sob os Meus cuidados. Se Eu realmente abominá-lo, seu corpo e sua alma cairão imediatamente nas mãos de Satanás. Você consegue imaginar qual será a sua situação então? Se um dia as Minhas palavras se perderem em vocês, então, Eu os entregarei a Satanás, que os submeterá a tortura excruciante até que a Minha ira tenha se dissipado completamente, ou Eu os punirei pessoalmente, seus humanos irredimíveis, pois o seu coração que Me trai nunca terá mudado.

Extraído de ‘Um problema muito sério: traição (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 363

Vocês todos devem, agora, olhar para dentro de si mesmos o mais rápido possível, para ver quanta traição a Mim ainda permanece em vocês. Eu estou esperando impacientemente a resposta de vocês. Não sejam superficiais ao lidar Comigo. Eu nunca faço joguinhos com as pessoas. Se Eu disser que farei alguma coisa, então, certamente o farei. Eu espero que cada um de vocês seja alguém que leve as Minhas palavras a sério e não achem que são ficção científica. O que Eu quero é ação concreta da parte de vocês, não suas imaginações. Depois, vocês devem responder Minhas perguntas, que são as seguintes: 1. Se você é de fato um servidor, então, pode prestar serviço a Mim com lealdade, sem quaisquer traços de negligência ou negatividade? 2. Se descobrir que Eu nunca o apreciei, você ainda será capaz de permanecer e prestar-Me serviço vitalício? 3. Se Eu ainda sou muito frio para com você, apesar de você ter despendido muito esforço, você será capaz de continuar trabalhando para Mim na obscuridade? 4. Se, depois de ter feito gastos por Mim, Eu não satisfizer suas exigências mesquinhas, você ficará desanimado e decepcionado Comigo ou até ficará furioso e gritará xingamentos? 5. Se você sempre foi muito leal, com muito amor por Mim, mas ainda assim sofre com o tormento de doenças, pobreza, e o abandono dos seus amigos e parentes, ou se você suporta qualquer outro infortúnio da vida, a sua lealdade e o seu amor para Comigo ainda continuarão? 6. Se nada daquilo que você imaginou em seu coração corresponder ao que Eu fiz, então, como você percorrerá a sua senda futura? 7. Se você não receber nenhuma das coisas que esperava receber, então, conseguirá continuar sendo Meu seguidor? 8. Se você nunca compreendeu o motivo e o significado da Minha obra, consegue ser uma pessoa obediente que não faz julgamentos nem tira conclusões arbitrariamente? 9. Você consegue apreciar todas as palavras que Eu disse e toda a obra que Eu realizei enquanto Eu estou com a humanidade? 10. Você é capaz de ser Meu seguidor leal, disposto a suportar um sofrimento vitalício por Mim, embora não receba nada? 11. Pelo Meu bem, você é capaz de deixar de considerar, planejar ou se preparar para a sua senda futura de sobrevivência? Essas perguntas representam Minhas exigências finais para vocês, e Eu espero que todos vocês possam Me dar respostas. Se você tiver cumprido uma ou duas coisas que essas perguntas lhe pedem, então, você deve continuar a se esforçar. Se você não consegue realizar nenhuma sequer dessas exigências, então, certamente você é do tipo de pessoa que será lançado ao inferno. Para tais pessoas, Eu não preciso dizer mais nada, pois certamente elas não são pessoas que podem concordar Comigo. Como Eu poderia manter alguém na Minha casa que pudesse Me trair em qualquer circunstância? Em relação àqueles que ainda poderiam Me trair na maioria das circunstâncias, Eu observarei o seu desempenho antes de fazer outros arranjos. No entanto, todos os que forem capazes de Me trair, independentemente das condições, Eu nunca Me esquecerei; Eu Me lembrarei delas em Meu coração e esperarei pela oportunidade de retribuir seus atos malignos. As exigências que Eu levantei são todas problemas que vocês devem examinar em si mesmos. Eu espero que todos vocês possam considerá-los com seriedade e que não lidem Comigo superficialmente. No futuro próximo, Eu conferirei as respostas que vocês Me deram em relação às Minhas exigências. Naquele tempo, Eu não exigirei mais nada de vocês e não lhes oferecerei mais nenhuma admoestação sincera. Em vez disso, exercerei Minha autoridade. Aqueles que deveriam ser mantidos serão mantidos, aqueles que deveriam ser recompensados serão recompensados, aqueles que deveriam ser entregues a Satanás serão entregues a Satanás, aqueles que deveriam ser punidos severamente serão punidos severamente, e aqueles que deveriam perecer serão destruídos. Assim, não haverá mais ninguém para Me perturbar em Meus dias. Você acredita nas Minhas palavras? Você acredita em retribuição? Você acredita que Eu punirei todos aqueles malignos que Me enganam e Me traem? Você espera que esse dia chegue logo ou que demore? Você é alguém que tem muito medo da punição ou alguém que resistiria a Mim embora deva suportar a punição? Quando aquele dia chegar, você consegue imaginar se você viverá entre comemorações e risos ou se chorará e rangerá os dentes? Que tipo de fim você espera encontrar? Você alguma vez já considerou com seriedade se acredita em Mim cem por cento ou se duvida de Mim cem por cento? Você alguma vez já considerou cuidadosamente que tipo de consequências e desfechos as suas ações e comportamento trarão sobre você? Você realmente espera que todas as Minhas palavras sejam realizadas por sua vez, ou você tem muito medo de que as Minhas palavras sejam realizadas por sua vez? Se você espera que Eu parta em breve a fim de cumprir as Minhas palavras, então, como você deveria tratar suas próprias palavras e ações? Se você não espera pela Minha partida e não espera que todas as Minhas palavras sejam todas realizadas imediatamente, por que mesmo você acredita em Mim? Você sabe realmente por que está Me seguindo? Se sua razão for meramente para ampliar seus horizontes, não há necessidade de você se dar ao trabalho. Se for para ser abençoado e escapar do desastre vindouro, por que você não está preocupado com a sua própria conduta? Por que você não pergunta a si mesmo se consegue ou não satisfazer as Minhas exigências? Por que você também não pergunta a si mesmo se está ou não qualificado para receber as bênçãos vindouras?

Extraído de ‘Um problema muito sério: traição (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 364

Todos do Meu povo que servem diante de Mim devem se lembrar do passado: seu amor por Mim estava contaminado pela impureza? Sua lealdade a Mim era pura e sincera? O conhecimento que vocês tinham de Mim era verdadeiro? Quanto lugar Eu ocupei no coração de vocês? Eu o preenchi em sua totalidade? Quanto Minhas palavras realizaram em vocês? Não Me considerem um tolo! Essas coisas estão perfeitamente claras para Mim! Hoje, enquanto a voz da Minha salvação é proferida, tem havido algum aumento no amor de vocês por Mim? Alguma parte de sua lealdade a Mim se tornou pura? Seu conhecimento de Mim se aprofundou? O louvor do passado lançou um fundamento sólido para o seu conhecimento hoje? Quanto do seu interior é ocupado pelo Meu Espírito? Quanto lugar a Minha imagem ocupa dentro de vocês? As Minhas declarações atingiram o seu calcanhar de Aquiles? Vocês verdadeiramente sentem que não têm onde esconder sua vergonha? Vocês verdadeiramente acreditam que não são qualificados para ser Meu povo? Se vocês estiverem completamente inconscientes quanto às perguntas acima, isso mostra que você está pescando em águas turvas, que você só está aí para marcar presença e que, no tempo preordenado por Mim, você certamente será eliminado e jogado no abismo sem fundo pela segunda vez. Essas são Minhas palavras de advertência e quem tomá-las levianamente será atingido pelo Meu julgamento e, no tempo estipulado, sofrerá um desastre. Não é assim? Ainda preciso dar exemplos para ilustrar isso? Devo falar com mais clareza para lhes fornecer um exemplo? Do tempo da criação até hoje, muitas pessoas desobedeceram às Minhas palavras e, por isso, foram expulsas e eliminadas da Minha corrente de recuperação; por fim, seus corpos perecem e seus espíritos são lançados no Hades, e, ainda hoje, estão sujeitas a punição atroz. Muitas pessoas seguiram Minhas palavras, mas foram contra o Meu esclarecimento e iluminação e, portanto, foram chutadas para fora por Mim, caindo sob o império de Satanás e se tornando aqueles que se opõem a Mim. (Hoje, todos os que se opõem diretamente a Mim obedecem somente às superficialidades das Minhas palavras e desobedecem à substância das Minhas palavras.) Também, houve muitos que meramente escutaram as palavras que falei ontem, que se agarraram ao “lixo” do passado e não valorizaram o “fruto” do dia de hoje. Essas pessoas não só foram levadas cativas por Satanás, mas também se tornaram pecadores eternos e Meus inimigos, e elas se opõem diretamente a Mim. Tais pessoas são os objetos do Meu julgamento no auge da Minha ira, e hoje elas ainda estão cegas, ainda estão dentro das masmorras escuras (o que quer dizer que tais pessoas são cadáveres apodrecidos e entorpecidos, que são controlados por Satanás; porque seus olhos foram encobertos por Mim, Eu digo que elas estão cegas). Seria bom dar um exemplo para sua referência, para que vocês possam aprender dele:

Ao mencionar Paulo, vocês pensarão em sua história e em algumas histórias sobre ele, que são imprecisas e fogem da realidade. Ele foi instruído por seus pais desde a juventude e recebeu Minha vida e, como resultado da Minha predestinação, ele possuiu o calibre que Eu exijo. Aos 19 anos de idade, ele leu vários livros sobre a vida; portanto, não preciso entrar em detalhes sobre como, por causa do seu calibre e por causa do Meu esclarecimento e iluminação, ele não só pôde falar com alguma percepção sobre questões espirituais, mas também foi capaz de compreender Minhas intenções. É claro, isso não exclui a combinação de fatores internos e externos. Ainda assim, sua única imperfeição foi que, por causa dos seus talentos, ele frequentemente era loquaz e jactancioso. Como resultado, devido à sua desobediência, parte da qual representava diretamente o arcanjo, quando Eu Me tornei carne pela primeira vez, ele não mediu esforços para Me desafiar. Ele era um daqueles que não conhecem Minhas palavras, e Meu lugar no seu coração já havia desaparecido. Tais pessoas se opõem diretamente à Minha divindade e são derrubadas por Mim, e só se curvam e confessam seus pecados no fim. Daí, após Eu ter utilizado seus pontos fortes — o que quer dizer que, após ele ter trabalhado para Mim por um período de tempo —, ele mais uma vez caiu nos seus caminhos antigos e, embora não tenha desobedecido às Minhas palavras diretamente, ele desobedeceu à Minha orientação e ao Meu esclarecimento interiores e, por isso, tudo que tinha feito no passado foi fútil; em outras palavras, a coroa da glória da qual ele falava tinha se convertido em palavras vazias, em um produto da sua imaginação, pois ainda hoje ele está sujeito ao Meu julgamento em meio às Minhas amarras.

Do exemplo acima se pode ver que, quem quer que se oponha a Mim (opondo-se não só ao Meu Eu carnal, mas, o que é mais importante, às Minhas palavras e ao Meu Espírito — o que quer dizer, à Minha divindade), recebe Meu julgamento em sua carne. Quando o Meu Espírito o abandona, você despenca verticalmente, descendo diretamente para o Hades. E, embora seu corpo carnal esteja sobre a terra, você é como alguém que padece de doença mental: você perdeu sua razão e imediatamente se sente como se fosse um cadáver, de modo que implora a Mim que Eu acabe com sua carne sem demora. A maioria de vocês que são possuídos do espírito têm um profundo apreço por essas circunstâncias, e não preciso entrar em maiores detalhes. No passado, quando Eu operava na humanidade normal, a maioria das pessoas já se tinha comparado com a Minha ira e majestade e já conhecia um pouco da Minha sabedoria e do Meu caráter. Hoje, Eu falo e atuo diretamente na divindade, e ainda há algumas pessoas que verão Minha ira e Meu julgamento com seus próprios olhos; ademais, a obra principal da segunda parte da era do julgamento é fazer com que todo o Meu povo conheça diretamente Meus atos na carne e com que todos vocês contemplem diretamente o Meu caráter. Contudo, porque Eu estou na carne, tenho consideração pelas suas fraquezas. Minha esperança é que vocês não tratem seu espírito, alma e corpo como brinquedos, dedicando-os despreocupadamente a Satanás. É melhor valorizar tudo o que vocês têm e não tratá-lo como um jogo, pois essas coisas se relacionam com o seu destino. Vocês realmente são capazes de entender o verdadeiro sentido das Minhas palavras? Vocês realmente são capazes de ter consideração por Meus verdadeiros sentimentos?

Vocês estão dispostos a apreciar as Minhas bênçãos sobre a terra, bênçãos que são semelhantes às do Céu? Vocês estão dispostos a tratar a compreensão de Mim, o desfrutar as Minhas palavras e o conhecimento de Mim como as coisas mais valiosas e significativas em sua vida? Vocês são mesmo capazes de submeter-se inteiramente a Mim, sem pensar em suas próprias perspectivas? Vocês são mesmo capazes de permitir que sejam mortos por Mim e conduzidos por Mim como uma ovelha? Há entre vocês alguém capaz de alcançar tais coisas? Seria possível que todos os que foram aceitos por Mim e receberam Minhas promessas são os que ganham as Minhas bênçãos? Vocês entenderam alguma coisa dessas palavras? Se Eu os testar, vocês poderão colocar-se verdadeiramente à Minha mercê e, em meio a essas provações, buscar Minhas intenções e perceber Meu coração? Não quero que você seja capaz de falar muitas palavras comoventes ou contar muitas histórias emocionantes; antes, Eu peço que você seja capaz de dar um excelente testemunho de Mim e que você possa entrar na realidade de modo pleno e profundo. Se Eu não falasse diretamente, você poderia abandonar tudo que o rodeia e permitir-se ser usado por Mim? Não é essa a realidade que Eu exijo? Quem é capaz de compreender o sentido nas Minhas palavras? Contudo, Eu peço que vocês não se oprimam mais com inquietações, que sejam proativos na sua entrada e compreendam a substância das Minhas palavras. Isso evitará que vocês entendam mal as Minhas palavras e lhes falte clareza quanto ao Meu significado e, assim, violem Meus decretos administrativos. Espero que vocês compreendam Minhas intenções para vocês em Minhas palavras. Não pensem mais em suas próprias perspectivas e ajam como vocês resolveram diante de Mim para submeter-se às orquestrações de Deus em todas as coisas. Todos os que estão dentro da Minha casa devem fazer o máximo possível; você deve dar o melhor de si para a última etapa da Minha obra na terra. Você está mesmo disposto a colocar essas coisas em prática?

de ‘Capítulo 4’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 365

Na terra, espíritos malignos de todos os tipos estão incessantemente à espreita de um lugar para descansar e em busca de cadáveres humanos que possam ser consumidos. Meu povo! Vocês devem permanecer dentro do Meu cuidado e proteção. Nunca se comportem de maneira dissoluta! Nunca se comportem de maneira imprudente! Em vez disso, ofereça sua lealdade à Minha casa, e só com lealdade você pode armar um contra-ataque à astúcia do diabo. Sob nenhuma circunstância você deve se comportar como no passado, fazendo uma coisa na Minha frente e outra pelas Minhas costas — desse modo você já está além da redenção. É certo que expressei palavras mais que suficientes como essas, não? Precisamente por causa da velha natureza incorrigível do homem é que o tenho lembrado repetidas vezes. Não se aborreçam! Tudo que digo é para garantir o seu destino! O que Satanás precisa é exatamente de um lugar podre e imundo; quanto mais desesperadamente irredimíveis e quanto mais debochados vocês forem, recusando-se a se submeter ao comedimento, mais espíritos impuros se beneficiarão de qualquer oportunidade para se infiltrar. Tendo chegado a esse ponto, sua lealdade não passará de tagarelice, sem nenhuma realidade, e sua determinação será devorada por espíritos impuros, será transformada em desobediência ou em ardis de Satanás e usada para interromper a Minha obra. Por causa disso, vou golpear vocês até a morte quando e onde Eu quiser. Ninguém sabe a gravidade dessa situação; todas as pessoas simplesmente fazem ouvidos moucos para o que ouvem e não são nem um pouco cautelosas. Não Me lembro do que foi feito no passado. Ainda espera que Eu seja leniente para com você e esqueça mais uma vez? Ainda que a humanidade tenha se oposto a Mim, não Me ressentirei dela, pois a estatura do homem é baixa demais e por isso não lhe faço grandes exigências. Tudo que exijo é que ele não se dissipe e se submeta ao comedimento. Certamente atender a essa condição não está além da sua capacidade? O que a maioria das pessoas espera é que Eu revele mais mistérios ainda para banquetear seus olhos. E mesmo assim, se chegasse a entender todos os mistérios do céu, o que você poderia fazer com esse conhecimento? Seu amor por Mim aumentaria? Isso inflamaria o seu amor por Mim? Não subestimo o homem, nem sequer chego a um veredicto sobre ele. Se essas não fossem as circunstâncias reais do homem, Eu nunca coroaria negligentemente as pessoas com esses rótulos. Pensem no passado. Já houve algum tempo em que Eu caluniei vocês? Alguma vez em que subestimei vocês? Alguma vez em que olhei para vocês sem considerar suas circunstâncias reais? Alguma vez em que Eu disse ter fracassado em preencher o coração e a boca de vocês com convicção? Alguma vez em que falei sem fazer soar um acorde profundamente ressonante em vocês? Quem dentre vocês leu Minhas palavras sem temor e tremor, sem estar profundamente receoso de que Eu o jogasse no poço do abismo? Quem não sofre a provação das Minhas palavras? Dentre as Minhas palavras reside a autoridade, não para expressar um julgamento descuidado sobre o homem, mas antes, ciente de suas circunstâncias reais, para lhe manifestar constantemente o significado inerente das Minhas palavras. De fato, existe alguém que seja capaz de reconhecer o Meu poder onipotente em Minhas palavras? Existe alguém que possa receber em si mesmo o ouro mais puro do qual as Minhas palavras são feitas? Quantas palavras tenho falado, mas alguma vez alguém as valorizou?

Extraído de ‘Capítulo 10’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 366

Estou de pé sobre o universo dia após dia, observando, e humildemente Me escondo em Minha morada para experimentar a vida humana, estudando de perto cada ato do homem. Ninguém jamais se ofereceu a Mim de verdade. Ninguém jamais perseguiu a verdade. Ninguém jamais esteve consciencioso de Mim. Ninguém jamais tomou resoluções diante de Mim e cumpriu seu dever. Ninguém jamais Me permitiu habitar em si. Ninguém Me valorizou como valorizaria a própria vida. Ninguém jamais viu na realidade prática todo o ser da Minha divindade. Ninguém jamais esteve disposto a entrar em contato com o Próprio Deus prático. Quando as águas engolem os homens por inteiro, Eu os salvo das águas estagnadas e lhes dou uma chance de ter uma vida nova. Quando os homens perdem a confiança para viver, Eu os resgato da beira da morte, conferindo-lhes coragem para viver, para que Me tomem como fundação da sua existência. Quando os homens desobedecem a Mim, faço-os Me conhecer em sua desobediência. À luz da velha natureza da humanidade e à luz da Minha misericórdia, em vez de reduzir os humanos à morte, permito que se arrependam e criem um novo começo. Quando os homens sofrem a fome, Eu os arranco da morte enquanto lhes resta um fôlego, impedindo-os de serem vítimas das trapaças de Satanás. Quantas vezes as pessoas viram as Minhas mãos; quantas vezes viram o Meu semblante gentil, viram o Meu rosto sorridente; e quantas vezes viram a Minha majestade, viram a Minha ira. Embora a humanidade nunca tenha Me conhecido, não Me apodero de sua fraqueza para criar um problema desnecessário. Experimentando as dificuldades da humanidade, assim Eu simpatizo com a fraqueza do homem. É só em resposta à desobediência dos homens, à sua ingratidão, que Eu distribuo castigos em graus variados.

Eu Me escondo nos momentos de ocupação dos homens e Me revelo em seus momentos de descanso. A humanidade imagina que Eu sou onisciente e o Próprio Deus que atende a todos os apelos. A maioria assim vem diante de Mim apenas para buscar a ajuda de Deus, não devido ao desejo de Me conhecer. Quando nos espasmos da doença, os homens imploram com urgência a Minha ajuda. Quando na adversidade, confidenciam suas dificuldades a Mim com toda sua força para verter melhor seu sofrimento. Mas nem um único ser humano foi capaz de também Me amar estando no conforto. Nem uma única pessoa estendeu a mão em seus momentos de paz e felicidade para que Eu pudesse participar da sua alegria. Quando a sua pequena família está feliz e bem, os homens já Me jogam de lado ou fecham a porta para Mim, proibindo-Me de entrar, desfrutando assim da abençoada felicidade da família. A mente humana é muito mesquinha, mesquinha demais até para incluir um Deus tão amoroso, misericordioso e aproximável quanto Eu. Quantas vezes fui rejeitado pelos homens em seus momentos de riso alegre; quantas vezes servi de muleta quando os homens cambalearam; quantas vezes fui obrigado a fazer o papel de médico pelos homens que sofriam com doenças. Como a humanidade é cruel! Completamente irracional e imoral. Nem sequer os sentimentos com que os humanos supostamente estão equipados podem ser percebidos neles. São quase completamente destituídos de qualquer traço de humanidade. Ponderem o passado e comparem-no ao presente. As mudanças estão acontecendo dentro de vocês? É menos desse passado em jogo no presente? Ou esse passado ainda tem de ser substituído?

Morro acima e morro abaixo Eu tenho atravessado, experimentando os altos e baixos do mundo. Dentre os homens tenho perambulado e dentre os homens tenho vivido por muitos anos, mas parece que o caráter da humanidade mudou pouco. E é como se a velha natureza dos homens tivesse criado raízes e brotado neles. Nunca são capazes de mudar essa velha natureza, só melhorá-la um pouco em relação à fundação original. Como as pessoas dizem, a essência não mudou, mas a forma mudou bastante. Todos, ao que parece, estão tentando Me enganar, Me ofuscar, para poder se livrar e ganhar a Minha apreciação. Eu não admiro nem dou atenção às artimanhas das pessoas. Em vez de ficar furioso, adoto uma atitude de olhar sem enxergar. Eu planejo conferir à humanidade certo grau de lassidão para depois lidar com todos os humanos em conjunto. Como os humanos são todos miseráveis sem valor que não se respeitam, não apreciando a si mesmos, por que então precisariam de Mim para mostrar misericórdia e amor renovados? Sem exceção, os homens não se conhecem e não conhecem seu peso. Eles precisariam se colocar em uma balança para serem pesados. A humanidade não presta atenção em Mim, assim Eu também não a levo a sério. Os humanos não prestam atenção em Mim, então nem Eu preciso Me esforçar em relação a eles. Esse não é o melhor dos dois mundos? Isso não descreve vocês, Meu povo? Quem tomou resoluções diante de Mim e não as descartou em seguida? Quem tomou resoluções de longo prazo diante de Mim em vez de resolver coisa e outra com mais frequência? Invariavelmente, os homens tomam resoluções diante de Mim em tempos de calmaria e as cancelam todas em tempos de adversidade. Depois, tornam a pegar sua resolução e a colocam diante de Mim. Eu sou tão desrespeitável que aceitaria casualmente o refugo que o homem pegou da pilha de lixo? Poucos humanos se mantêm firmes às suas resoluções, poucos são castos e poucos oferecem o que têm de mais precioso como sacrifício a Mim. Todos vocês não são do mesmo jeito? Como alguém do Meu povo no reino, se não puderem se ater ao seu dever, vocês serão detestados e rejeitados por Mim!

Extraído de ‘Capítulo 14’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 367

O homem é uma criatura sem autoconhecimento. Mesmo assim, incapaz de se conhecer, não obstante, conhece a todos como a palma da sua mão, como se todos os outros tivessem passado por sua inspeção e recebido sua aprovação antes de dizer ou fazer qualquer coisa, e, consequentemente, como se ele tivesse tirado a medida completa de todos os outros até o nível do seu estado psicológico. Os seres humanos são todos assim. O homem entrou na Era do Reino hoje, porém sua natureza permanece inalterada. Ele ainda faz o que Eu faço na Minha frente, mas pelas Minhas costas ele começa a levantar-se para seu próprio “negócio” exclusivo. Basta concluí-lo e ele volta a comparecer perante Mim, contudo, ele é como uma pessoa diferente, parecendo audaciosamente calmo, feições compostas, pulso constante. Não é isso que faz o homem tão desprezível? Quantas pessoas usam duas caras completamente diferentes, uma na Minha frente e outra pelas Minhas costas! Quantos deles são como cordeiros recém-nascidos quando estão perante Mim, mas quando estão atrás de Mim se transformam em tigres ferozes e depois se tornam como passarinhos esvoaçando alegremente pelas colinas! Quantos mostram propósito e resolução na Minha frente! Quantos vêm perante Mim, buscando Minhas palavras com ânsia e desejo, mas pelas Minhas costas se enojam delas e renunciam a elas, como se Minhas palavras fossem um estorvo! Tantas vezes, vendo a raça humana corrompida pelo Meu inimigo, Eu desisti de colocar Minhas esperanças no gênero humano. Tantas vezes, vendo o homem vir perante Mim em lágrimas para pedir perdão, mas por causa da sua falta de autorrespeito, sua obstinada incorrigibilidade, encolerizado Eu fechei Meus olhos para seu ato, mesmo quando seu coração é genuíno e suas intenções sinceras. Tantas vezes, Eu vejo o homem capaz de ter fé para cooperar Comigo e como, perante Mim, ele aparenta repousar no Meu abraço, provando o calor do Meu abraço. Tantas vezes, vendo a inocência, vivacidade e amabilidade do Meu povo escolhido, em Meu coração Eu sempre tive prazer por causa dessas coisas. Os seres humanos não sabem como desfrutar de sua bênção predestinada em Minhas mãos, porque eles não sabem o que se quer dizer, no final das contas, com bênção ou sofrimento. Por essa razão, o gênero humano está longe de ser sincero em sua busca por Mim. Se não houvesse algo como o amanhã, qual de vocês, estando perante Mim, seria tão branco como a neve, tão limpo como jade puro? Decerto o amor de vocês por Mim não é algo que possa ser trocado por uma refeição deliciosa nem por um conjunto de roupas elegante nem por um alto cargo com um belo rendimento? Ou poderia ser trocado pelo amor que outros nutrem por você? Decerto passar por provação não fará o homem abandonar seu amor por Mim? Decerto sofrimento e tribulação não farão com que ele reclame do que Eu planejei? Nenhum homem jamais apreciou verdadeiramente a espada em Minha boca: ele somente conhece o sentido superficial sem entender realmente o sentido interior. Se os seres humanos fossem genuinamente capazes de enxergar como Minha espada é afiada, eles correriam como ratos para os seus buracos. Por causa de seu entorpecimento, os seres humanos não entendem nada do verdadeiro sentido das Minhas palavras e assim eles não têm a mínima ideia de como são formidáveis as Minhas palavras nem de quanto da sua natureza é revelada e de quanto da sua corrupção recebeu julgamento nessas palavras. Por essa razão, baseadas em suas ideias imaturas sobre Minhas palavras, a maioria das pessoas adotou uma postura indiferente e descompromissada.

Extraído de ‘Capítulo 15’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 368

Ao longo das eras, muitos têm partido deste mundo em decepção, e com relutância, e muitos têm vindo para ele com esperança e fé. Eu arranjei que muitos viessem, e mandei muitos embora. Inúmeras pessoas passaram por Minhas mãos. Muitos espíritos foram lançados no Hades, muitos viveram na carne, e muitos morreram e renasceram na terra. No entanto, nunca nenhum deles teve a oportunidade de desfrutar das bênçãos do reino hoje. Eu dei tanto ao homem, mas ele ganhou pouco, pois os ataques das forças de Satanás o deixaram incapaz de desfrutar de todas as Minhas riquezas. Ele só teve a sorte de a observar, mas nunca foi capaz de desfrutar plenamente. O homem nunca descobriu a casa do tesouro em seu corpo para receber as riquezas do Céu, e por isso ele perdeu as bênçãos que tenho dado a ele. Não é o espírito do homem a sua própria capacidade que o liga ao Meu Espírito? Por que o homem nunca Me envolveu com seu espírito? Por que ele se aproxima de Mim na carne, mas é incapaz de fazê-lo em espírito? Minha verdadeira face é a da carne? Por que o homem não conhece a Minha substância? Realmente nunca houve qualquer traço de Mim no espírito do homem? Eu desapareci completamente do espírito do homem? Se o homem não entrar no reino espiritual, como ele pode compreender Minhas intenções? Existe algo que, aos olhos do homem, pode penetrar diretamente no reino espiritual? Muitas são as vezes que chamei o homem com o Meu Espírito, mas ele age como se tivesse sido aferroado por Mim, olhando-Me de longe, com muito medo de que Eu o leve para um outro mundo. Muitas são as vezes que tenho inquirido sobre espírito do homem, mas ele permanece totalmente alheio, profundamente temeroso de que Eu entre na sua casa e aproveite a oportunidade para tirar todos os seus pertences. Assim, ele Me deixa de fora, deparando nada mais que uma porta fria, bem fechada. Muitas são as vezes que o homem caiu e Eu o salvei, mas depois de acordar, ele imediatamente Me deixa e, intocado pelo Meu amor, lança-Me um olhar cauteloso; nunca aqueci o coração do homem. O homem é um animal de sangue frio, sem emoção. Mesmo que ele seja aquecido por Meu abraço, nunca ele foi profundamente tocado por isso. O homem é como um selvagem da montanha. Nunca ele estimou todo o Meu afeto pela humanidade. Ele não está disposto a se aproximar de Mim, preferindo habitar entre as montanhas, onde perdura a ameaça de bestas feras — ainda assim ele não está disposto a se refugiar em Mim. Eu não obrigo a homem algum: Eu apenas faço a Minha obra. Chegará o dia em que o homem nadará para o Meu lado do meio do poderoso oceano, para que ele possa desfrutar de todas as riquezas da terra e deixar para trás o risco de ser tragado pelo mar.

Extraído de ‘Capítulo 20’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 369

Muitas pessoas desejam Me amar verdadeiramente, porém, porque o seu coração não é delas mesmas, elas não têm controle sobre si mesmas; muitas pessoas Me amam verdadeiramente entre as provações dadas por Mim, contudo, elas são incapazes de entender que Eu realmente existo e simplesmente Me amam em meio ao vazio, e não por causa da Minha verdadeira existência; muitas pessoas, depois de colocarem seu coração perante Mim, não prestam mais atenção neles, logo, seu coração é arrancado por Satanás sempre que ele tem a chance, depois disso, elas Me deixam; muitas pessoas Me amam de forma genuína quando Eu concedo Minhas palavras, contudo, não as apreciam em seu espírito, em vez disso, usam-nas de modo casual como propriedade pública e jogam-nas de volta para onde vieram quando querem. O homem Me busca em meio à dor e ele olha para Mim em meio às provações. Durante os momentos de paz, ele desfruta de Mim, quando está em perigo, ele Me nega, quando está ocupado, ele Me esquece e quando está ocioso Ele age sem se envolver Comigo — contudo, nunca alguém Me amou durante toda a sua vida. Eu desejo que o homem seja sincero perante Mim: Eu não peço que ele Me dê algo, mas apenas que todas as pessoas Me levem a sério, que, em vez de Me enganar, elas Me permitam trazer de volta a sinceridade do homem. O Meu esclarecimento, a Minha iluminação e o custo dos Meus esforços permeiam todas as pessoas, no entanto, também o fato verdadeiro de toda a ação do homem permeia todas as pessoas, como o faz seu engano para Comigo. É como se os ingredientes do engano do homem estivessem com ele desde o ventre, como se ele possuísse essas habilidades especiais de trapaças desde o nascimento. Além disso, ele nunca entregou o jogo; ninguém jamais viu através da fonte dessas habilidades enganosas. Como resultado, o homem vive em meio ao engano sem ter consciência dele, e é como se ele perdoasse a si mesmo, como se fossem os arranjos de Deus ao invés de enganar-Me deliberadamente. Não é essa a exata fonte do homem enganar-Me? Não é esse o seu esquema astuto? Eu nunca fiquei perplexo com as lisonjas e chicanarias do homem, pois Eu descobri sua essência há muito tempo. Quem sabe quanta impureza há em seu sangue e quanto do veneno de Satanás está dentro de sua medula? O homem acostuma-se cada vez mais com isso a cada dia que passa, de tal forma a ser insensível à aflição de Satanás e, assim, não tem interesse em descobrir a “arte da existência saudável”.

Extraído de ‘Capítulo 21’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 370

O homem vive na luz, mas não está consciente da preciosidade da luz. Ele ignora a substância da luz e a fonte da luz, além de a quem ela pertence. Quando Eu concedo a luz aos homens, imediatamente examino as condições que há entre eles: por causa da luz, todas as pessoas estão mudando, crescendo e deixaram as trevas. Olho para cada canto do universo e vejo que as montanhas estão envoltas em neblina, que as águas congelaram em meio ao frio e que, por causa do advento da luz, as pessoas olham para o Oriente para ver se descobrem algo muito precioso — contudo, o homem continua incapaz de discernir um rumo claro em meio à névoa. Pelo fato de o mundo inteiro estar coberto de neblina, Minha existência nunca é descoberta pelo homem, quando observo de entre as nuvens; o homem está procurando por algo sobre a terra, parece estar buscando alimento, parece querer esperar Minha chegada — contudo, ele não conhece Meu dia e só pode olhar seguidamente para o tremeluzir da luz no Oriente. Entre todos os povos, procuro os que verdadeiramente são segundo Meu próprio coração. Ando entre todos os povos e vivo no meio de todos eles, mas o homem está são e salvo na terra e, assim, não há ninguém que seja verdadeiramente segundo Meu próprio coração. As pessoas não sabem se importar com Minha vontade, elas não conseguem ver Minhas ações nem são capazes de mover-se em meio à luz e ser iluminadas pela luz. Embora alguma vez dê valor às Minhas palavras, o homem é incapaz de discernir os esquemas enganosos de Satanás; por ter uma estatura muito pequena, o homem é incapaz de proceder como deseja seu coração. O homem nunca Me amou sinceramente. Quando o exalto, ele se sente indigno, mas isso não faz com que ele tente Me satisfazer. Ele meramente segura o “posto” que lhe concedi em suas mãos e o perscruta; insensível à Minha amabilidade, ele persiste em empanturrar-se com as bênçãos de seu posto. Não seria essa a deficiência do homem? Quando as montanhas se moverem, poderiam fazer um desvio por causa do posto que você detém? Quando as águas correrem, se deteriam perante o posto do homem? Os céus e a terra poderiam ser revertidos pelo posto do homem? No passado, repetidamente fui misericordioso para com o homem — contudo, nenhum deles valoriza ou aprecia isso; eles meramente escutaram isso como se fosse uma narrativa ou leram como se fosse uma novela. As Minhas palavras realmente não tocam o coração do homem? As Minhas declarações realmente não fazem efeito? Será possível que ninguém acredite na Minha existência? O homem não ama a si mesmo; em vez disso, ele se alia a Satanás para Me atacar e usa Satanás como um “recurso” pelo qual Me servir. Penetrarei todos os esquemas enganosos de Satanás e impedirei as pessoas da terra de aceitar as fraudes de Satanás, de modo que não se oponham a Mim por causa da existência de Satanás.

Extraído de ‘Capítulo 22’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 371

Aos Meus olhos, o homem é o soberano de todas as coisas. Não foi pouca a autoridade que lhe conferi, permitindo que ele gerenciasse todas as coisas na terra — a relva nas montanhas, os animais nas florestas e os peixes na água. Contudo, em vez de ficar feliz por causa disso, o homem está cercado pela ansiedade. Toda a sua vida é de angústia, correria e diversão acompanhada de vacuidade, e em toda a sua vida não há novas invenções nem criações. Ninguém é capaz de libertar-se dessa vida oca, ninguém jamais descobriu uma vida com sentido e ninguém jamais experimentou vida real. Embora todas as pessoas de hoje vivam sob a Minha luz brilhante, elas nada sabem da vida no céu. Se Eu não for misericordioso com o homem e não salvar a humanidade, todas as pessoas vieram em vão, sua vida na terra não têm sentido e elas partirão em vão, sem nada de que se orgulhar. As pessoas de toda religião, esfera da sociedade, nação e denominação, todas elas conhecem o vazio na terra e todas elas Me buscam e aguardam Meu retorno — mas quem será capaz de Me conhecer quando Eu chegar? Eu fiz todas as coisas, criei a humanidade e hoje desci para o meio dos homens. O homem, no entanto, revida e se vinga de Mim. A obra que realizo no homem seria sem proveito para ele? Sou realmente incapaz de satisfazer o homem? Por que o homem Me rejeita? Por que o homem é tão frio e indiferente em relação a Mim? Por que a terra está coberta de cadáveres? Será esse realmente o estado do mundo que Eu fiz para o homem? Por que dei ao homem riquezas incomparáveis, mas ele Me oferece em troca duas mãos vazias? Por que o homem não Me ama de verdade? Por que ele nunca comparece diante de Mim? Todas as Minhas palavras realmente não serviram para nada? Será que as Minhas palavras desapareceram como o calor da água? Por que o homem não está disposto a cooperar Comigo? A chegada do Meu dia realmente é o momento da morte do homem? Poderia Eu realmente destruir o homem na hora em que Meu reino é formado? Por que, durante todo o Meu plano de gerenciamento, ninguém jamais compreendeu Minhas intenções? Por que, em vez de valorizar as declarações da Minha boca, o homem as abomina e rejeita? Não condeno ninguém, mas meramente levo todas as pessoas a se aquietar e fazer o trabalho de autorreflexão.

Extraído de ‘Capítulo 25’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 372

A humanidade experimentou o Meu calor, Me serviu sinceramente e sinceramente foi obediente a Mim, fazendo tudo por Mim em Minha presença. Mas de alguma forma as pessoas hoje não conseguem chegar a esse modo de ser e só podem lamentar em seu espírito como se tivessem sido arrebatadas para longe por um lobo voraz. Elas só conseguem olhar para Mim impotentes, clamando sem cessar por Minha ajuda, mas no fim são incapazes de escapar de seu apuro. Eu Me lembro de como as pessoas fizeram promessas em Minha presença, no passado, jurando pelo céu e pela terra, em Minha presença, retribuir a Minha bondade com sua afeição. Elas choraram com pesar diante de Mim e o som de seus gritos era de partir o coração e difícil de suportar. Muitas vezes dei a Minha ajuda à humanidade confiando em sua resolução. Vezes incontáveis, as pessoas vieram diante de Mim para se submeter a Mim de uma maneira adorável, que é difícil de esquecer. Vezes incontáveis, elas Me amaram com lealdade resoluta e sua emoção sincera foi admirável. Em ocasiões incontáveis, Me amaram a ponto de sacrificar a própria vida, Me amaram mais do que a si mesmas e, vendo sua sinceridade, Eu aceitei esse amor. Em ocasiões incontáveis, elas se ofereceram em Minha presença, por Minha causa indiferentes a despeito da morte, e Eu suavizei a preocupação da fronte delas e cuidadosamente examinei seus semblantes. Por vezes incontáveis, Eu as amei como o Meu tesouro e por vezes incontáveis as odiei como o Meu inimigo. No entanto, o homem ainda não pode compreender o que se passa em Minha mente. Quando as pessoas ficam tristes, venho consolá-las e, quando estão fracas, venho ajudá-las. Quando estão perdidas, dou-lhes direção. Quando choram, enxugo suas lágrimas. No entanto, quando Eu estou triste, quem pode Me consolar com o seu coração? Quando estou extremamente preocupado, quem mostra consideração para com os Meus sentimentos? Quando estou pesaroso, quem pode compensar as feridas do Meu coração? Quando preciso de alguém, quem de bom grado se ofereceria para agir de comum acordo Comigo? Será que a atitude anterior das pessoas para Comigo está perdida agora, para nunca mais voltar? Por que não resta um único traço em suas lembranças? Como é que as pessoas esqueceram todas essas coisas? Não é tudo porque a humanidade foi corrompida por seu inimigo?

Extraído de ‘Capítulo 27’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 373

Deus criou a humanidade, mas quando Ele vem ao mundo humano, ela busca resistir a Ele, afastá-Lo de seu território, como se Ele fosse um órfão errante ou um apátrida no mundo. Ninguém se sente ligado a Deus, ninguém O ama verdadeiramente, ninguém acolheu a Sua vinda com alegria. Ao contrário, observando a vinda de Deus, o rosto alegre dela torna-se nublado em um piscar de olhos, como se uma tempestade repentina estivesse a caminho, como se Deus roubasse a felicidade de sua família, como se Deus nunca tivesse abençoado a humanidade, mas, em vez disso, só lhe tivesse oferecido infortúnio. Portanto, na mente da humanidade, Deus não é uma dádiva para os homens, mas Aquele que sempre os amaldiçoa; portanto, a humanidade não presta atenção Nele, não O acolhe com alegria, são sempre frios para com Ele e isso nunca mudou. Pelo fato de a humanidade ter essas coisas no coração, Deus diz que ela é irracional e imoral, e que nem mesmo os sentimentos com que os humanos supostamente estão equipados podem ser percebidos neles. A humanidade não demonstra consideração alguma pelos sentimentos de Deus, mas emprega a chamada “justiça” para lidar com Ele. A humanidade tem sido assim há muitos anos e por essa razão Deus tem dito que o caráter dela não mudou. Isso serve para mostrar que os homens não têm mais substância que umas poucas penas. Pode-se dizer que os humanos são uns miseráveis sem valor porque não se apreciam. Se eles nem se amam, mas, sim, se espezinham, isso não mostra que são inúteis? A humanidade é como uma mulher imoral que brinca consigo mesma e se entrega de bom grado aos outros para ser violada. Mas, mesmo assim, ela ainda não sabe o quanto é vil. Sente prazer em trabalhar para os outros, ou em conversar com os outros, colocando-se sob o controle dos outros; essa não é verdadeiramente a torpeza da humanidade? Apesar de Eu não ter passado por uma vida dentre a humanidade, não tendo experimentado verdadeiramente a vida humana, tenho um entendimento muito claro de cada movimento, de cada ação, cada palavra e cada ato do homem. Sou até capaz de expor a humanidade à sua vergonha mais profunda, a ponto de ela não se atrever mais a mostrar os próprios truques, de não se atrever mais a dar lugar à sua luxúria. Como um caracol que se refugia na concha, ela não se atreve mais a expor o próprio estado feio. Como a humanidade não se conhece, seu maior defeito é desfilar seus encantos com vontade diante dos outros, ostentando seu semblante feio; isso é algo que Deus detesta ainda mais. Como as relações entre as pessoas são anormais e não há relacionamentos interpessoais normais entre as pessoas, menos ainda elas têm um relacionamento normal[a] com Deus. Deus tem dito muito e, assim fazendo, Seu principal objetivo é ocupar um lugar no coração da humanidade, fazer as pessoas se livrarem de todos os ídolos em seu coração, para que Deus possa exercer poder sobre toda a humanidade e alcançar Seu propósito de estar na terra.

Extraído de ‘Capítulo 14’ das Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. O texto original não contém a palavra “normal”.

Anterior: Expondo a corrupção da humanidade 1

Próximo: X. Entrada na vida

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

A senda… (2)

Nossos irmãos e irmãs podem ter alguma ideia da sequência, dos passos e dos métodos da obra de Deus na China continental, mas Eu ainda acho...

O suspirar do Todo-Poderoso

Há um segredo enorme em seu coração, do qual você nunca esteve ciente, pois você vive em um mundo sem luz. Seu coração e seu espírito foram...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro