III. O julgamento nos últimos dias

Palavras diárias de Deus Trecho 77

Antes de o homem ser redimido, muitos dos venenos de Satanás já estavam plantados dentro dele e, depois de milhares de anos de ser corrompido por Satanás, o homem já tem dentro de si uma natureza estabelecida que resiste a Deus. Portanto, quando o homem foi redimido, isso não é nada mais do que um caso de redenção, na qual o homem é comprado por um alto preço, mas a natureza venenosa dentro dele não foi eliminada. O homem que é contaminado assim deve sofrer uma mudança antes de ser digno de servir a Deus. Por meio dessa obra de julgamento e castigo, o homem conhecerá por completo a substância imunda e corrupta dentro de si mesmo, e ele poderá mudar completamente e se tornar limpo. Só assim o homem pode se tornar digno de retornar diante do trono de Deus. Toda a obra feita neste dia é para que o homem possa ser limpo e mudado; através do julgamento e castigo pela palavra, bem como por meio do refinamento, o homem pode remover sua corrupção e ser purificado. Em vez de considerar este estágio da obra como sendo o da salvação, seria mais apropriado dizer que é a obra de purificação. Na verdade, este estágio é o da conquista, assim como o segundo estágio na obra da salvação. É através do julgamento e castigo pela palavra que o homem chega a ser ganho por Deus; e é através do uso da palavra para refinar, julgar e revelar, que todas as impurezas, noções, motivos e aspirações individuais dentro do coração do homem são reveladas por completo. Embora o homem possa ter sido redimido e perdoado de seus pecados, isso só pode ser considerado como Deus não Se lembrar das transgressões do homem e não tratar o homem de acordo com as suas transgressões. No entanto, quando o homem, que vive num corpo de carne, não foi liberto do pecado, ele só pode continuar pecando, revelando infinitamente o caráter satânico corrupto. Essa é a vida que o homem leva, um ciclo interminável de pecar e ser perdoado. A maioria da humanidade peca de dia apenas para confessar à noite. Desse modo, embora a oferta pelo pecado seja para sempre efetiva para o homem, ela não será capaz de salvar o homem do pecado. Apenas metade da obra da salvação já foi concluída, pois o homem ainda tem caráter corrupto. Por exemplo, quando as pessoas souberam que eram descendentes de Moabe, proferiram palavras de queixa, pararam de buscar a vida e se tornaram totalmente negativas. Isso não mostra que a humanidade ainda é incapaz de se submeter completamente sob o domínio de Deus? Não é exatamente esse o caráter satânico corrupto? Quando você não estava sendo submetido a castigo, suas mãos estavam erguidas acima de todas as outras, mesmo as de Jesus. E você gritou em voz alta: “Seja um filho amado de Deus! Seja íntimo de Deus! Preferimos morrer a nos submeter a Satanás! Revolte-se contra o velho Satanás! Revolte-se contra o grande dragão vermelho! Que o grande dragão vermelho caia completamente do poder! Que Deus nos complete!” Seus clamores eram mais altos que todos os outros. Mas então veio o tempo do castigo e, mais uma vez, o caráter corrupto das pessoas foi revelado. Então, seus clamores cessaram e a resolução delas fracassou. Essa é a corrupção do homem; correndo mais fundo que o pecado, ela é algo plantado por Satanás e profundamente enraizado no homem. Não é fácil para o homem tomar consciência de seus pecados; ele não tem como reconhecer sua própria natureza profundamente enraizada e deve confiar no julgamento pela palavra para alcançar esse resultado. Só assim o homem pode ser mudado paulatinamente desse ponto em diante.

Extraído de ‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 78

Quando a palavra “julgamento” é mencionada, provavelmente você pensa nas palavras que Jeová disse em todos os lugares e nas palavras de repreensão que Jesus disse aos fariseus. Apesar de toda a severidade delas, essas palavras não foram o julgamento do homem feito por Deus, foram apenas palavras ditas por Deus dentro de diferentes ambientes, isto é, em contextos diferentes; tais palavras não são como as palavras ditas por Cristo ao julgar o homem nos últimos dias. Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à essência do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não torna clara a natureza do homem simplesmente com algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda a longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo podem ser chamados de julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de revelar a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus. Se você não considera essas verdades como importantes e só pensa em evitá-las ou em encontrar um novo caminho que não seja por elas, então digo que você é um pecador atroz. Se você tem fé em Deus, mas não busca a verdade ou a vontade de Deus, nem ama o caminho que o leva para mais perto de Deus, digo que você é alguém que está tentando se esquivar do julgamento, um fantoche e um traidor que foge do grande trono branco. Deus não poupará nenhum rebelde que fuja de Sua vista. Tais homens irão receber punição ainda mais severa. Aqueles que comparecerem perante Deus para ser julgados, e que, além disso, tiverem sido purificados, viverão para sempre no reino de Deus. Evidentemente, isso é algo que pertence ao futuro.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 79

A obra de julgamento é a própria obra de Deus, portanto ela deve ser naturalmente realizada pelo Próprio Deus; não pode ser realizada pelo homem em Seu lugar. Como o julgamento é a conquista da raça humana por meio da verdade, é inquestionável que Deus ainda apareça como imagem encarnada para realizar essa obra entre os homens. Isto é, nos últimos dias, Cristo usará a verdade para ensinar os homens do mundo todo e revelar todas as verdades a eles. Essa é a obra de julgamento de Deus. Muitos têm uma sensação ruim a respeito da segunda encarnação de Deus, pois as pessoas acham difícil crer que Deus Se torne carne para realizar a obra de julgamento. No entanto, devo lhe dizer que muitas vezes a obra de Deus excede em demasia as expectativas do homem e aceitá-la é difícil para a mente humana. Pois os homens são simples vermes sobre a terra, enquanto Deus é o Supremo que preenche o universo; a mente do homem é comparável a um poço de água suja, que dá origem apenas a vermes, enquanto cada etapa da obra dirigida pelos pensamentos de Deus é o destilar da sabedoria de Deus. As pessoas estão sempre tentando contender com Deus, ao que digo que é evidente quem irá sofrer a perda no final. Exorto todos vocês a não se considerem mais importantes do que o ouro. Se outros podem aceitar o julgamento de Deus, então por que você não pode? Quanto você está acima dos outros? Se outros podem abaixar a cabeça diante da verdade, por que você também não pode fazê-lo? A obra de Deus tem um impulso irrefreável. Ele não repetirá a obra de julgamento mais uma vez só por causa da “contribuição” que você fez, e você será dominado pelo arrependimento de deixar escapar uma oportunidade tão boa. Se você não acredita em Minhas palavras, então espere só até que o grande trono branco no céu julgue você! Você provavelmente sabe que todos os israelitas desprezaram e negaram Jesus e, mesmo assim, o fato da redenção da humanidade por Jesus se estendeu por todo o universo e até os confins da terra. Não é essa uma realidade que Deus criou há muito tempo? Se você ainda está esperando que Jesus o leve para o Céu, então digo que você é um obstinado pedaço de árvore morta.[a] Jesus não reconhecerá um seguidor falso como você, que é desleal à verdade e busca apenas bênçãos. Ao contrário, Ele não mostrará misericórdia ao lançá-lo no lago de fogo para queimar por dezenas de milhares de anos.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. Um pedaço de árvore morta: expressão idiomática chinesa que significa “que não tem mais jeito”.

Palavras diárias de Deus Trecho 80

Você entende agora o que é julgamento e o que é verdade? Se tiver entendido, exorto você a se submeter obedientemente a ser julgado, caso contrário jamais terá a oportunidade de ser elogiado por Deus ou de ser trazido por Ele ao Seu reino. Aqueles que só aceitam o julgamento, mas nunca são purificados, isto é, aqueles que fogem da obra de julgamento, hão de ser para sempre detestados e rejeitados por Deus. Os pecados deles são mais numerosos e mais graves que os dos fariseus, pois eles traíram a Deus e são rebeldes contra Deus. Tais pessoas, que não são dignas nem mesmo de prestar serviço, irão receber punição mais severa, uma punição que, além disso, é eterna. Deus não irá poupar nenhum traidor que antes tenha manifestado lealdade com palavras, mas que depois O tenha traído. Pessoas assim irão receber retribuição por meio da punição do espírito, da alma e do corpo. Não é essa precisamente uma revelação do caráter justo de Deus? Não é o propósito de Deus ao julgar o homem e revelá-lo? Deus consigna todos aqueles que realizam todo tipo de atos perversos durante o período do julgamento a um lugar infestado de espíritos malignos, deixando esses espíritos malignos destruírem livremente seus corpos carnais, os quais exalam o mau cheiro de cadáveres. Essa é a adequada retribuição a eles. Deus escreve no livro de registros deles cada um dos pecados desses falsos crentes, falsos apóstolos e falsos trabalhadores desleais; então, no devido tempo, Ele os lança no meio de espíritos imundos, deixando esses espíritos imundos profanarem o corpo inteiro deles à vontade, para que jamais possam ser reencarnados e jamais vejam a luz novamente. Aqueles hipócritas que prestam serviço por algum tempo, mas que são incapazes de permanecer leais até o fim, são contados por Deus dentre os perversos, para que andem no conselho dos ímpios e se tornem parte de sua corja desordenada; no fim, Deus os aniquilará. Deus descarta e desconsidera aqueles que nunca foram leais a Cristo nem dedicaram qualquer esforço e aniquilará a todos na mudança das eras. Eles não existirão mais na terra, muito menos ganharão acesso ao reino de Deus. Aqueles que nunca foram sinceros para com Deus e que são forçados pelas circunstâncias a lidar superficialmente com Ele são contados entre aqueles que prestam serviços a Seu povo. Só um pequeno número de pessoas como essas sobreviverão, enquanto a maioria irá perecer com aqueles que não são qualificados nem para prestar serviço. Por fim, Deus trará a Seu reino todos os que forem unos com Ele em pensamento, o povo e os filhos de Deus, bem como aqueles predestinados por Deus a serem sacerdotes. Eles serão a destilação da obra de Deus. Quanto àqueles que não puderem ser enquadrados em nenhuma categoria estabelecida por Deus, esses serão contados entre os descrentes — e vocês certamente podem imaginar qual será o desfecho deles. Eu já disse a vocês tudo que deveria dizer; a estrada que vocês escolherem será uma decisão sua. O que vocês devem entender é o seguinte: a obra de Deus nunca espera por alguém que não possa acompanhar Seus passos e o caráter justo de Deus não mostra nenhuma misericórdia para com homem algum.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 81

Deus não duplica Sua obra a cada era. Tendo chegado os últimos dias, Ele fará a obra dos últimos dias e revelará todo o Seu caráter nos últimos dias. Os últimos dias são uma era à parte, aquela na qual Jesus disse que vocês devem enfrentar desastres, enfrentar terremotos, fome e pragas, o que mostrará que essa é uma nova era, não mais a antiga Era da Graça. Supondo que, como dizem as pessoas, Deus é eternamente imutável, que Seu caráter é sempre compassivo e amoroso, que Ele ama o homem como a Si mesmo, se oferece a salvação a cada pessoa e nunca odeia o homem, então Ele poderia algum dia completar Sua obra? Quando veio, Jesus foi pregado na cruz e Se sacrificou por todos os pecadores ao Se oferecer no altar. Ele já tinha completado a obra de redenção e já tinha levado a Era da Graça ao fim; portanto, qual seria o objetivo de repetir a obra daquela época nos últimos dias? Fazer a mesma coisa não seria uma negação da obra de Jesus? Se não fizer a obra de crucificação quando chegar nessa etapa, mas continuar sendo amoroso e compassivo, Deus será capaz de levar a era a um fim? Um Deus amoroso e compassivo poderia concluir a era? Em Sua obra final de concluir a era, o caráter de Deus é o de castigo e julgamento, o qual revela tudo que é injusto, julga publicamente todas as pessoas e aperfeiçoa as que O amam de verdade. Só um caráter como esse pode levar a era a um fim. Os últimos dias já chegaram. Todas as coisas serão separadas segundo sua espécie e divididas em categorias diferentes com base em sua natureza. Esse é o momento em que Deus revela o desfecho e o destino das pessoas. Se as pessoas não passarem por castigo e julgamento, não haverá como revelar a desobediência e a injustiça delas. Só através do castigo e do julgamento é que o fim de todas as coisas pode ser revelado. O homem só mostra quem realmente é quando é castigado e julgado. O mal deve ser colocado com o mal, o bom com o bom, e as pessoas serão separadas de acordo com a sua espécie. Através do castigo e do julgamento, o fim de todas as coisas será revelado, de modo que o mal será punido e o bem será recompensado, e todas as pessoas se tornarão submissas sob o domínio de Deus. Toda a obra deve ser realizada através de castigo e julgamento justos. Como a corrupção humana atingiu o ápice e a desobediência tem sido grave demais, só o caráter justo de Deus, que é principalmente o de castigo e julgamento e revelado durante os últimos dias, pode transformar e completar o homem plenamente. Só esse caráter pode expor o mal e dessa forma punir severamente todos os injustos. Portanto, um caráter como esse é imbuído da significância da era, e a revelação e a exibição de Seu caráter se dão por causa da obra de cada nova era. Deus não revela Seu caráter de forma arbitrária e sem significado. Se, quando o fim do homem é revelado durante os últimos dias, Deus ainda lhe conceder compaixão e amor inesgotáveis, se Ele ainda amar o homem, se não o sujeitar a um julgamento justo, mas lhe demonstrar tolerância, paciência e perdão, se Ele ainda perdoar não importando que pecados graves o homem comete, sem qualquer julgamento justo: quando, então, haveria algum dia um fim para todo o gerenciamento de Deus? Quando um caráter como esse seria capaz de levar a humanidade ao destino certo? Considere, por exemplo, um juiz sempre amoroso, bondoso e gentil. Ele ama as pessoas sem considerar os crimes que cometeram, é amoroso e tolerante seja com quem for. Quando esse juiz será capaz de chegar a um veredicto justo? Durante os últimos dias, só o julgamento justo pode separar o homem e trazê-lo para um novo reino. Dessa forma, toda a era é levada a um fim através do justo caráter de Deus de julgar e castigar.

Extraído de ‘A visão da obra de Deus (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 82

Sua obra na carne é de fundamental importância, o que é dito com respeito à obra, e Aquele que finalmente conclui a obra é o Deus encarnado, e não o Espírito. Alguns acreditam que Deus pode, daqui a algum tempo, vir à terra e aparecer ao homem, quando julgará pessoalmente toda a humanidade, testando-os, um por um, sem omitir ninguém. Aqueles que assim pensam não conhecem esse estágio da obra da encarnação. Deus não julga o homem um por um, e não o testa um por um; fazer isso não seria a obra do julgamento. A corrupção de toda a humanidade não é a mesma? A substância de toda a humanidade não é a mesma? O que é julgado é a substância corrupta da humanidade, a substância do homem corrompida por Satanás e todos os pecados do homem. Deus não julga as faltas sem valor e insignificantes do homem. A obra de julgamento é representativa e não é realizada de forma especial para certa pessoa. Ao contrário, é a obra na qual um grupo de pessoas é julgado com o intuito de representar o julgamento de toda a humanidade. Ao executar pessoalmente Sua obra em um grupo de pessoas, Deus na carne usa Sua obra para representar a obra de toda a humanidade, e depois disso ela é gradualmente espalhada. A obra do julgamento é também assim. Deus não julga certo tipo de pessoa ou certo grupo, mas julga os ímpios de toda a humanidade — a oposição do homem a Deus, por exemplo, ou a irreverência do homem contra Ele, ou a perturbação do homem contra a obra de Deus, e assim por diante. O que é julgado é a substância de oposição da humanidade a Deus, e essa obra é a obra de conquista dos últimos dias. A obra e a palavra do Deus encarnado testemunhado pelo homem são a obra do julgamento diante do grande trono branco durante os últimos dias, que foi concebido pelo homem em tempos passados. A obra que atualmente está sendo realizada pelo Deus encarnado é exatamente o julgamento diante do grande trono branco. O Deus encarnado de hoje é o Deus que julga toda a humanidade durante os últimos dias. Essa carne e Sua obra, Sua palavra e todo o Seu caráter são Sua totalidade. Embora o escopo de Sua obra seja limitado e não envolva diretamente todo o universo, a essência da obra de julgamento é o julgamento direto de toda a humanidade — não apenas para o bem do povo escolhido da China nem para o bem de um pequeno grupo de pessoas. Durante a obra de Deus na carne, embora o escopo dessa obra não envolva todo o universo, ela representa a obra de todo o universo, e depois que concluir a obra dentro do escopo da obra de Sua carne, Ele expandirá imediatamente essa obra ao universo inteiro, da mesma forma que o Evangelho de Jesus se expande por todo o universo seguindo Sua ressurreição e ascensão. Tanto se for obra do Espírito ou obra da carne, é obra que é realizada dentro de um escopo limitado, mas que representa a obra do universo inteiro. Durante os últimos dias, Deus executa Sua obra aparecendo em Sua identidade encarnada, e Deus na carne é o Deus que julga o homem diante do grande trono branco. Tanto se for o Espírito ou a carne, quem faz a obra de julgamento é o Deus que julga a humanidade durante os últimos dias. Isso é definido com base em Sua obra, e não de acordo com Sua aparência externa ou vários outros fatores. Embora o homem tenha noções sobre essas palavras, ninguém pode negar o fato do julgamento do Deus encarnado e a conquista de toda a humanidade. Tanto faz o que o homem pensa disso; fatos são, afinal, fatos. Ninguém pode dizer que “a obra é realizada por Deus, mas a carne não é Deus”. Isso é absurdo, porque essa obra não pode ser realizada por ninguém exceto Deus na carne. Como essa obra já foi concluída, após essa obra, a obra do juízo de Deus sobre o homem não aparecerá uma segunda vez; Deus em Sua segunda encarnação já concluiu toda a obra do gerenciamento inteiro, e não haverá um quarto estágio da obra de Deus. Porque quem é julgado é o homem, o homem que é da carne e foi corrompido, e não é o espírito de Satanás que é julgado diretamente, a obra do juízo não é concluída, portanto, no mundo espiritual, mas entre os homens.

Extraído de ‘A humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 83

Ninguém está mais adequado e qualificado do que Deus na carne para a obra de julgar a corrupção da carne humana. Se o julgamento fosse realizado diretamente pelo Espírito de Deus, então não seria tão abrangente. Além do mais, tal obra seria difícil para o homem aceitar, pois o Espírito é incapaz de vir face a face com o homem, e, por causa disso, os resultados não seriam imediatos, muito menos seria o homem capaz de contemplar o caráter inofendível de Deus mais claramente. Satanás só pode ser plenamente derrotado se Deus na carne julgar a corrupção da humanidade. Sendo igual ao homem possuído de humanidade normal, o Deus na carne pode diretamente julgar a injustiça do homem; essa é a marca de Sua santidade inata e Sua extraordinariedade. Somente Deus é qualificado e tem condição para julgar o homem, pois possui toda a verdade e a justiça e, por isso, é capaz de julgar o homem. Aqueles que não possuem a verdade e a justiça não servem para julgar os outros. Se essa obra fosse realizada pelo Espírito de Deus, então não seria uma vitória sobre Satanás. O Espírito é inerentemente mais exaltado do que os seres mortais, o Espírito de Deus é inerentemente santo e triunfante sobre a carne. Se o Espírito fizesse essa obra diretamente, Ele não seria capaz de julgar toda a desobediência do homem e não poderia revelar toda a iniquidade da humanidade. Pois a obra do julgamento é também realizada através das noções do homem sobre Deus, e o homem nunca teve noção alguma sobre o Espírito, assim sendo, o Espírito é incapaz de melhor revelar a iniquidade do homem, muito menos de mostrar completamente sua iniquidade. O Deus encarnado é o inimigo de todos aqueles que não O conhecem. Ao julgar as noções e oposições do homem contra Deus, Ele revela toda a desobediência da humanidade. Os resultados de Sua obra na carne são mais aparentes do que aqueles da obra do Espírito. E assim, o julgamento de toda a humanidade não é realizado diretamente pelo Espírito, mas é a obra do Deus encarnado. Deus na carne pode ser visto e tocado pelo homem, e Deus na carne pode completamente conquistar o homem. Em sua relação com Deus na carne, o homem progride da oposição para a obediência, da perseguição para a aceitação, da noção para o conhecimento e da rejeição para o amor. Esses são os efeitos da obra do Deus encarnado. O homem só é salvo por meio da aceitação do Seu julgamento, somente vindo a conhecê-Lo, gradualmente, por meio das palavras de Sua boca, é conquistado por Ele durante sua oposição a Deus e recebe Dele o suprimento da vida durante a aceitação de Seu castigo. Toda essa obra é a obra de Deus na carne, e não a obra de Deus em Sua identidade como Espírito. A obra realizada pelo Deus encarnado é a maior e a mais profunda das obras, e a parte crucial dos três estágios da obra de Deus são os dois estágios da obra de encarnação. A profunda corrupção do homem é um grande obstáculo da obra do Deus encarnado. De maneira particular, a obra realizada nas pessoas dos últimos dias é tremendamente difícil, o ambiente é hostil e o calibre de cada tipo de pessoa é muito pobre. Entretanto, ao final dessa obra, ela ainda alcançará o resultado apropriado, sem quaisquer falhas; esse é o resultado da obra na carne, e ele é mais persuasivo do que a obra do Espírito. Os três estágios da obra de Deus serão concluídos na carne e devem ser concluídos pelo Deus encarnado. A obra mais importante e crucial é realizada na carne, e a salvação do homem deve ser pessoalmente realizada pelo Deus na carne. Embora toda a humanidade sinta que o Deus na carne parece não estar relacionado com o homem, de fato essa carne refere-se ao destino e à existência de toda a humanidade.

Extraído de ‘A humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 84

Hoje, Deus os julga, castiga e condena, mas saiba que o sentido da sua condenação é para que você possa se conhecer. Ele condena, amaldiçoa, julga, castiga para que você se conheça, para que seu caráter possa mudar e, além disso, para que você possa conhecer seu valor e ver que todas as ações de Deus são justas e de acordo com Seu caráter e as necessidades de Sua obra, que Ele opera de acordo com Seu plano para a salvação do homem, e que Ele é o Deus justo que ama, salva, julga e castiga o homem. Se você sabe apenas que é de status inferior e que é corrupto e desobediente, mas não sabe que Deus deseja deixar clara a Sua salvação mediante o julgamento e o castigo que hoje Ele faz em você, você não tem como ganhar experiência, muito menos é capaz de seguir adiante. Deus não veio para matar nem para destruir, mas para julgar, amaldiçoar, castigar e salvar. Antes da conclusão de Seu plano de gestão de 6.000 anos — antes de Ele expor o fim de cada categoria de homens — a obra de Deus na terra é para o bem da salvação; seu propósito é puramente tornar completos aqueles que O amam — minuciosamente — e trazê-los para a submissão ao Seu domínio. Não importa como Deus salva pessoas, tudo é feito levando-as a se libertar de sua velha natureza satânica; isto é, Deus as salva fazendo com que elas busquem a vida. Se não buscarem a vida, elas não terão como aceitar a salvação de Deus. A salvação é a obra do Próprio Deus, e a busca de vida é algo que todo homem deve possuir para aceitar a salvação. Aos olhos do homem, a salvação é o amor de Deus, e o amor de Deus não pode ser castigo, julgamento e maldição; a salvação deve conter amor, compaixão e, ademais, palavras de consolo, bem como deve conter as ilimitadas bênçãos concedidas por Deus. As pessoas creem que, quando Deus salva o homem, Ele o faz tocando-o e fazendo com que ele Lhe entregue o coração por meio de Suas bênçãos e Sua graça. Ou seja, Seu tocar o homem é Sua salvação dele. Esse tipo de salvação se dá por fazer um acordo. Só quando Deus lhe conferir cem vezes mais, o homem virá a se submeter diante do nome de Deus e se esforçar para fazer o bem por Ele e trazer-Lhe glória. Essa não é a vontade de Deus para a humanidade. Deus veio operar na terra para salvar a humanidade corrupta — não há falsidade nisso; não fosse assim, Ele certamente não teria vindo fazer Sua obra em pessoa. No passado, Seu meio de salvação foi mostrar extremo amor e compaixão, tanto que Ele deu tudo de Si a Satanás em troca da humanidade inteira. O presente em nada se parece com o passado: a salvação concedida a vocês hoje ocorre no tempo dos últimos dias, durante a classificação de todos conforme a espécie; o meio de sua salvação não é amor nem compaixão, mas castigo e julgamento a fim de que o homem possa ser salvo de forma mais completa. Assim, tudo o que vocês recebem é castigo, julgamento e golpes implacáveis, mas saibam disto: nesses golpes impiedosos não há a mais ligeira punição. Não importa quão duras sejam as Minhas palavras, o que recai sobre vocês são apenas algumas palavras que lhes podem parecer sumamente cruéis, e não importa quão enraivecido Eu fique, o que chove sobre vocês ainda são palavras de ensinamento, e Eu não tenho intenção de feri-los nem de causar-lhes a morte. Tudo isso não é um fato? Saibam que, hoje, quer se trate de julgamento justo ou de refinamento e castigo implacáveis, tudo é para o bem da salvação. Independentemente de hoje haver ou não a classificação de todos conforme a espécie ou a exposição das categorias do homem, todas as declarações e a obra de Deus são para salvar aqueles que realmente amam a Deus. O julgamento justo visa purificar o homem, o refinamento implacável visa limpar o homem, palavras duras ou castigos visam purificar e são para o bem da salvação. Portanto, o método de salvação de hoje é distinto daquele do passado. Hoje, o julgamento justo os salva e é um bom instrumento para classificar cada um de vocês conforme a espécie. Ademais, o castigo impiedoso lhes traz a suprema salvação — e o que vocês têm a dizer em face de tal castigo e julgamento? Não desfrutaram sempre da salvação do início ao fim? Vocês viram Deus encarnado e perceberam Sua onipotência e Sua sabedoria; além disso, experimentaram repetidos golpes e disciplina. Contudo, não receberam também graça suprema? Não são suas bênçãos maiores que as de quaisquer outros? Suas graças são mais fartas do que a glória e as riquezas desfrutadas por Salomão! Pensem nisto: se Minha intenção ao vir aqui fosse condená-los e puni-los, e não salvá-los, seus dias poderiam ter durado tanto? Poderiam vocês, esses seres pecaminosos de carne e osso, ter sobrevivido até hoje? Se fosse só para puni-los, por que teria Eu Me tornado carne e embarcado em tamanho empreendimento? Punir vocês, meros mortais, não poderia ser feito simplesmente ao pronunciar uma única palavra? Eu ainda precisaria destruir vocês depois de condená-los de propósito? Vocês ainda não acreditam nessas Minhas palavras? Poderia Eu salvar o homem só por meio de amor e compaixão? Ou poderia Eu valer-Me apenas da crucificação para salvar o homem? Meu caráter justo não é mais conducente a tornar o homem completamente obediente? Não é mais apto para salvar o homem completamente?

Extraído de ‘Vocês deveriam pôr de lado as bênçãos do status e entender a vontade de Deus de trazer a salvação ao homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 85

Embora Minhas palavras possam ser severas, todas são ditas para a salvação do homem, pois só estou falando palavras e não punindo a carne do homem. Essas palavras fazem o homem viver na luz, saber que a luz existe, saber que a luz é preciosa e, ainda mais, saber quão benéficas elas são para ele e saber que Deus é salvação. Ainda que Eu tenha dito muitas palavras de castigo e julgamento, elas não foram de fato aplicadas a vocês. Vim fazer a Minha obra, dizer Minhas palavras, e, embora possam ser severas, elas são ditas em julgamento da corrupção e da rebeldia de vocês. O propósito de Eu fazer isso continua sendo salvar o homem do império de Satanás; estou usando as Minhas palavras para salvar o homem. Meu propósito não é fazer mal ao homem com as Minhas palavras. Minhas palavras são severas para alcançar resultados na Minha obra. Somente operando dessa forma é que o homem poderá conhecer a si mesmo e se libertar de seu caráter rebelde. O maior significado da obra das palavras é permitir que as pessoas ponham a verdade em prática depois de a terem compreendido, alcancem mudanças em seu caráter e adquiram o conhecimento de si mesmas e da obra de Deus. Somente o meio de operar através da fala pode capacitar a comunicação entre Deus e o homem, e somente palavras podem explicar a verdade. Operar dessa forma é a melhor maneira de conquistar o homem; salvo a declaração de palavras, nenhum outro método é capaz de dar ao homem uma compreensão mais clara da verdade e da obra de Deus. Assim, na etapa final de Sua obra, Deus fala ao homem de modo a lhe revelar todas as verdades e mistérios que ele não entende, permitindo-lhe ganhar de Deus o verdadeiro caminho e a vida e, com isso, satisfazer a vontade de Deus. O propósito da obra de Deus no homem é que ele possa satisfazer a vontade de Deus, e tudo é feito para salvar o homem, portanto, durante o tempo de Sua salvação do homem, Ele não faz a obra de puni-lo. Durante o tempo da salvação do homem, Deus não pune o mal, não recompensa o bem nem revela os destinos para todas as diferentes espécies de pessoas. Em lugar disso, somente quando a etapa final de Sua obra estiver completa, Ele então fará a obra de punir o mal e recompensar o bem, e somente então revelará o fim de todas as diferentes espécies de pessoas. Os que são punidos serão aqueles que realmente são incapazes de serem salvos, ao passo que os que são salvos serão aqueles que tiverem obtido a salvação de Deus durante o tempo de Sua salvação do homem. Durante o período da obra de salvação de Deus, todos os que podem ser salvos serão salvos ao limite extremo, e nenhum deles será descartado, pois o propósito da obra de Deus é salvar o homem. Todos aqueles que, durante o tempo da salvação do homem por Deus, são incapazes de alcançar uma mudança em seu caráter — bem como todos aqueles que são incapazes de se submeter a Deus completamente — se tornarão objetos de punição. Essa etapa da obra — a obra das palavras — revela ao homem todos os caminhos e mistérios que ele não compreende, para que o homem possa compreender a vontade de Deus e as exigências de Deus ao homem, de modo que possam ter condições de pôr as palavras de Deus em prática e alcançar mudanças em seu caráter. Deus usa apenas palavras para fazer Sua obra e não pune as pessoas por serem um pouco rebeldes, porque agora é o tempo da obra de salvação. Se todos os rebeldes fossem punidos, ninguém teria oportunidade de ser salvo; todos seriam punidos e cairiam no Hades. O propósito das palavras que julgam os homens é permitir que eles conheçam a si mesmos e se submetam a Deus; não é puni-los com tal julgamento. Durante o tempo da obra das palavras, muitas pessoas exporão sua rebeldia e provocação, bem como sua desobediência ao Deus encarnado. Todavia, Ele não punirá todas essas pessoas por essa razão, mas, em vez disso, apenas lançará fora aquelas que são totalmente corruptas e não podem ser salvas. Ele entregará a carne dessas pessoas a Satanás e, em alguns poucos casos, dará fim à sua carne. Aquelas que restarem continuarão a seguir e a experimentar tratamento e poda. Se, enquanto seguirem, elas ainda não conseguirem aceitar tratamento e poda e se tornarem cada vez mais degeneradas, então essas pessoas terão perdido sua chance de salvação. Cada pessoa que tiver aceitado a conquista pelas palavras terá ampla oportunidade de salvação; a salvação por Deus de cada uma dessas pessoas mostrará a Sua extrema leniência. Em outras palavras, lhes será mostrada a suprema tolerância. Desde que as pessoas retornem da senda errada, desde que possam se arrepender, Deus lhes dará a oportunidade de obterem Sua salvação. Quando as pessoas se rebelam contra Deus pela primeira vez, Deus não tem desejo de matá-las, mas faz tudo o que pode para salvá-las. Se alguém realmente não tiver espaço para a salvação, Deus o lançará fora. Deus tarda a punir alguém porque Ele quer salvar todos aqueles que podem ser salvos. Ele julga, ilumina e guia as pessoas somente com palavras e não usa um cajado para matá-las. Usar palavras para levar os homens à salvação é o propósito e o significado da etapa final da obra.

Extraído de ‘Vocês deveriam pôr de lado as bênçãos do status e entender a vontade de Deus de trazer a salvação ao homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 86

Deus realiza a obra de julgamento e castigo para que o homem possa ganhar conhecimento Dele e em favor de Seu testemunho. Sem o Seu julgamento do caráter corrupto do homem, o homem não poderia quiçá conhecer o Seu caráter justo, que não tolera ofensa, nem seria capaz de transformar seu antigo conhecimento de Deus em um novo. Para o bem de Seu testemunho e para o bem de Seu gerenciamento, Ele torna pública a Sua totalidade, assim permitindo ao homem, por meio de Sua aparição pública, chegar ao conhecimento de Deus, ser transformado em seu caráter e dar testemunho retumbante de Deus. A transformação do caráter do homem é alcançada por meio de diferentes tipos de obra de Deus; sem tais mudanças em seu caráter, o homem seria incapaz de dar testemunho de Deus e de ser segundo o coração de Deus. A transformação do caráter do homem significa que ele se libertou da escravidão de Satanás e da influência das trevas e se tornou verdadeiramente um modelo e uma amostra da obra de Deus, uma testemunha de Deus e alguém que é segundo o coração de Deus. Hoje, Deus encarnado veio para realizar a Sua obra na terra e Ele exige que o homem alcance conhecimento Dele, obediência a Ele, testemunho Dele, que conheça Sua obra prática e normal, obedeça a todas as Suas palavras e obra que não estejam de acordo com as noções do homem e dê testemunho de toda a obra que Ele realiza para salvar o homem, bem como de todos os feitos que Ele realiza para conquistar o homem. Aqueles que dão testemunho de Deus devem ter conhecimento Dele; somente esse tipo de testemunho é preciso e real e somente esse tipo de testemunho pode envergonhar Satanás. Deus usa aqueles que vieram a conhecê-Lo por submeter-se ao Seu julgamento e castigo, a Seu tratamento e poda, para dar testemunho Dele. Ele usa aqueles que foram corrompidos por Satanás para dar testemunho Dele e também usa aqueles cujo caráter mudou, e que, assim, ganharam Suas bênçãos, para dar testemunho Dele. Ele não precisa que o homem O louve com sua boca, tampouco precisa do louvor e testemunho dos da laia de Satanás, que não foram salvos por Ele. Somente aqueles que conhecem a Deus são qualificados para dar testemunho de Dele e somente aqueles que foram transformados em seu caráter são qualificados para dar testemunho Dele. Deus não permitirá que o homem envergonhe intencionalmente o Seu nome.

Extraído de ‘Somente aqueles que conhecem a Deus podem dar testemunho Dele’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 87

Por quais meios o aperfeiçoamento do homem por Deus é realizado? É realizado por meio de Seu caráter justo. O caráter de Deus consiste principalmente em justiça, ira, majestade, julgamento e maldição, e Ele aperfeiçoa o homem principalmente por meio do Seu julgamento. Algumas pessoas não entendem e perguntam por que Deus só é capaz de aperfeiçoar homem por meio do julgamento e da maldição. Dizem: “Se Deus amaldiçoasse o homem, ele não morreria? Se Deus julgasse o homem, ele não estaria condenado? Como, então, ele ainda pode ser aperfeiçoado?” Tais são as palavras das pessoas que não conhecem a obra de Deus. O que Deus amaldiçoa é a desobediência do homem e o que Ele julga são os pecados do homem. Embora Ele fale dura e implacavelmente, Ele revela tudo o que está dentro do homem, revelando por meio dessas palavras severas o que é essencial dentro do homem, mas, por meio de tal julgamento, Ele proporciona ao homem um profundo conhecimento da essência da carne e, assim, o homem se submete diante de Deus. A carne do homem é do pecado e de Satanás, ela é desobediente e objeto do castigo de Deus. Assim, a fim de permitir que o homem se conheça, as palavras do julgamento de Deus devem vir sobre ele, e todo tipo de refinamento deve ser empregado; só então a obra de Deus pode ser eficaz.

A partir das palavras proferidas por Deus, é possível ver que Ele já condenou a carne do homem. Essas palavras, então, não são palavras de maldição? As palavras proferidas por Deus revelam as cores verdadeiras do homem, e por meio de tal revelação ele é julgado, e quando ele vê que não consegue satisfazer a vontade de Deus, por dentro, ele sente tristeza e remorso, sente que está tão endividado com Deus e que não consegue alcançar a vontade de Deus. Há momentos em que o Espírito Santo disciplina você internamente, e essa disciplina vem do julgamento de Deus; há momentos em que Deus o reprova e esconde Seu rosto de você, quando Ele não lhe dá atenção e não opera em você, castigando-o silenciosamente a fim de refiná-lo. A obra de Deus no homem é principalmente para tornar claro o Seu justo caráter. Por fim, qual é o testemunho que o homem dá de Deus? O homem testifica que Deus é o Deus justo, que Seu caráter é justiça, ira, castigo e julgamento; o homem testifica o justo caráter de Deus. Deus utiliza Seu julgamento para aperfeiçoar o homem, Ele amou e salvou o homem — mas o quanto está contido em Seu amor? Há julgamento, majestade, ira e maldição. Embora Deus tenha amaldiçoado o homem no passado, Ele não o lançou completamente no abismo sem fundo, mas usou esse meio para refinar a fé do homem; Ele não matou o homem, mas agiu para aperfeiçoá-lo. A essência da carne é aquilo que é de Satanás — Deus disse isso exata e corretamente — mas os fatos realizados por Deus não são completados de acordo com Suas palavras. Ele o amaldiçoa para que você O ame e conheça a essência da carne; Ele o castiga para que você possa despertar, para que conheça suas deficiências interiores e conheça a absoluta indignidade do homem. Assim, as maldições de Deus, Seu julgamento, Sua majestade e ira — são todos apenas para aperfeiçoar o homem. Tudo que Deus realiza hoje e o justo caráter que Ele esclarece dentro de vocês — tudo é para aperfeiçoar o homem. Tal é o amor de Deus.

Extraído de ‘Somente experimentando provações dolorosas é que você pode conhecer a amabilidade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 88

Em suas noções tradicionais, o homem acredita que o amor de Deus é Sua graça, misericórdia e simpatia pela fraqueza do homem. Embora essas coisas sejam também o amor de Deus, elas são muito unilaterais e não são os principais meios pelos quais Deus aperfeiçoa o homem. Algumas pessoas começaram a acreditar em Deus por causa de uma doença. Essa doença é a graça de Deus para você; sem ela, você não acreditaria em Deus, e se não acreditasse em Deus, você não teria chegado tão longe — e, assim, até essa graça é o amor de Deus. No tempo da crença em Jesus, as pessoas fizeram muitas coisas que Deus não amava porque elas não entendiam a verdade, mas Deus tem amor e misericórdia e Ele trouxe o homem até aqui e, embora o homem não entenda nada, ainda assim Deus permite que o homem O siga e, além disso, Ele guiou o homem até hoje. Não é esse o amor de Deus? O que se manifesta no caráter de Deus é o amor de Deus — isso é absolutamente certo! Quando a edificação da igreja atingiu seu auge, Deus realizou o passo da obra dos servidores e lançou o homem no abismo sem fundo. As palavras do tempo dos servidores eram todas maldições: as maldições de sua carne, as maldições de seu caráter satânico corrupto e as maldições das suas coisas que não satisfazem a vontade de Deus. A obra realizada por Deus naquele passo foi manifestada como majestade, após a qual Deus logo realizou o passo da obra do castigo, e depois veio a provação da morte. Em tal obra, o homem viu a ira, a majestade, o julgamento e o castigo de Deus, mas ele também viu a graça de Deus, Seu amor e misericórdia. Tudo que Deus fez e tudo que se manifestou como Seu caráter, foi o amor de Deus para o homem, e tudo que Deus fez foi capaz de satisfazer as necessidades do homem. Ele fez isso para aperfeiçoar o homem e proveu ao homem de acordo com sua estatura. Se Deus não tivesse feito isso, o homem seria incapaz de comparecer perante Deus e não teria como conhecer a verdadeira face de Deus. Desde o tempo em que o homem começou a acreditar em Deus até hoje, Deus proveu gradualmente ao homem de acordo com a sua estatura, de modo que, internamente, o homem gradualmente passou a conhecê-Lo. Apenas por ter chegado até hoje, o homem percebe o quão maravilhoso é o julgamento de Deus. O passo da obra dos servidores foi a primeira incidência da obra de maldição desde o momento da criação até hoje. O homem foi amaldiçoado para o abismo sem fundo. Se Deus não tivesse feito isso, hoje o homem não teria um verdadeiro conhecimento de Deus; foi somente por meio da maldição de Deus que o homem encontrou oficialmente o Seu caráter. O homem foi revelado por meio da provação dos servidores. Ele viu que sua lealdade era inaceitável, que sua estatura era muito pequena, que ele era incapaz de satisfazer a vontade de Deus e que suas alegações de satisfazer a Deus em todos os momentos não passavam de palavras. Embora Deus tenha amaldiçoado o homem no passo da obra dos servidores, em retrospectiva, esse passo da obra de Deus foi maravilhoso: ele trouxe uma grande reviravolta para o homem e causou uma grande mudança em seu caráter de vida. Antes do tempo dos servidores, o homem não entendia nada sobre a busca da vida, o que significa acreditar em Deus ou a sabedoria da obra de Deus, e nem entendia que a obra de Deus pode testar o homem. Desde o tempo dos servidores até hoje, o homem vê quão maravilhosa é a obra de Deus — ela é insondável para o homem. O homem, usando seu cérebro, é incapaz de imaginar como Deus opera, e ele também vê quão pequena é sua estatura e que uma grande parte dele é desobediente. Quando Deus amaldiçoou o homem, Ele o fez para causar um efeito e Ele não matou o homem. Embora Ele tenha amaldiçoado o homem, Ele fez isso por meio de palavras, e Suas maldições não assolaram realmente o homem, pois o que Deus amaldiçoou foi a desobediência do homem, e as palavras de Suas maldições também foram ditas para aperfeiçoar o homem. Se Deus julga o homem ou o amaldiçoa, ambos aperfeiçoam o homem: ambos são feitos para aperfeiçoar o que é impuro dentro do homem. Por esse meio, o homem é refinado, e o que falta dentro do homem é aperfeiçoado através de Suas palavras e obra. Cada passo da obra de Deus — sejam palavras severas ou julgamento ou castigo — aperfeiçoa o homem e é absolutamente apropriado. Nunca, ao longo das eras, Deus realizou uma obra como essa; hoje, Ele opera em seu interior para que vocês apreciem Sua sabedoria. Embora tenham sofrido alguma dor por dentro, seu coração se sente firme e em paz; é sua bênção serem capazes de desfrutar deste estágio da obra de Deus. Independentemente do que vocês possam ganhar no futuro, tudo o que veem da obra de Deus em vocês hoje é amor. Se o homem não experimentar o julgamento e o refinamento de Deus, suas ações e seu fervor sempre permanecerão num nível superficial e seu caráter sempre permanecerá inalterado. Isso conta como ter sido ganho por Deus? Hoje, embora ainda haja muito dentro do homem que é arrogante e presunçoso, o caráter do homem é muito mais estável do que antes. O tratamento que Deus dá a você é feito para salvá-lo, e embora você possa sentir alguma dor no momento, virá o dia em que ocorrerá uma mudança em seu caráter. Naquele momento, você olhará para trás e verá quão sábia é a obra de Deus, e naquele momento você será capaz de compreender verdadeiramente a vontade de Deus. Atualmente, há algumas pessoas que dizem que entendem a vontade de Deus, mas isso não é muito realista. Na verdade, elas estão dizendo falsidades, porque no presente ainda precisam entender se a vontade de Deus é salvar ou amaldiçoar o homem. Talvez você não possa vê-lo claramente agora, mas o dia virá em que você verá que o dia da glorificação de Deus chegou e verá o quanto é significativo amar a Deus, para que você venha a conhecer a vida humana, e então sua carne viverá no mundo do amor a Deus, de modo que seu espírito será liberado, sua vida será cheia de alegria, e você sempre estará perto de Deus e sempre olhará para Ele. Naquele momento, você realmente saberá o quanto é valiosa a obra de Deus hoje.

Extraído de ‘Somente experimentando provações dolorosas é que você pode conhecer a amabilidade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 89

A obra que está sendo feita agora é para fazer com que as pessoas renunciem a Satanás, seu velho antepassado. Todos os julgamentos pela palavra objetivam expor o caráter corrupto da humanidade e capacitar as pessoas para entender a essência da vida. Esses julgamentos repetidos trespassam o coração das pessoas. Cada julgamento se relaciona diretamente com seu destino e é feito para ferir o coração delas, de modo que elas consigam deixar todas essas coisas e, assim, cheguem a conhecer a vida, a conhecer este mundo asqueroso e, também, a sabedoria e a onipotência de Deus, e a conhecer essa humanidade, a qual é corrompida por Satanás. Quanto mais o homem receber esse tipo de castigo e de julgamento, mais o seu coração poderá ser ferido e mais desperto ficará seu espírito. Despertar o espírito dessas pessoas extremamente corruptas e profundamente enganadas é o objetivo desse tipo de julgamento. O homem não tem espírito, isto é, seu espírito morreu há muito tempo e ele não sabe que há o céu, não sabe que há um Deus e, certamente, não sabe que está lutando no abismo da morte; como ele poderia saber que está vivendo nesse inferno maligno na terra? Como poderia saber que esse seu corpo putrefato caiu no Hades da morte por causa da corrupção de Satanás? Como poderia saber que tudo o que há na terra foi há muito danificado irreparavelmente pela humanidade? Como poderia saber que o Criador veio à terra hoje e está buscando um grupo de pessoas corruptas que Ele possa salvar? Mesmo depois de o homem experimentar todo refinamento e julgamento possíveis, sua consciência entorpecida ainda mal se agita e está virtualmente insensível. Como a humanidade está degenerada! Embora esse tipo de julgamento seja como o granizo cruel que cai do céu, ele é extremamente benéfico para o homem. Se não fosse por julgar as pessoas assim, não haveria resultado e seria absolutamente impossível salvar as pessoas do abismo da miséria. Se não fosse por essa obra, seria muito difícil para as pessoas emergirem do Hades, porque seu coração morreu há muito tempo e seu espírito há muito tempo foi pisoteado por Satanás. Salvar vocês que afundaram até os mais profundos níveis de degeneração requer chamá-los bem alto, julgá-los tenazmente; somente então será possível acordar seu coração congelado.

Extraído de ‘Somente os aperfeiçoados podem viver uma vida significativa’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 90

Deus Se tornou carne no lugar mais retrógrado e imundo de todos e só dessa maneira é que Deus é capaz de mostrar claramente a totalidade de Seu caráter santo e justo. E através do que o Seu caráter justo é mostrado? É mostrado quando Ele julga os pecados do homem, quando julga Satanás, quando abomina o pecado e quando despreza os inimigos que se opõem a Ele e se rebelam contra Ele. As palavras que falo hoje são para julgar os pecados do homem, julgar a injustiça do homem, amaldiçoar a desobediência do homem. A desonestidade e a enganação do homem, as palavras e ações do homem — tudo que está em divergência com a vontade de Deus precisa ser submetido a julgamento e a desobediência do homem precisa ser denunciada como pecado. Suas palavras giram em torno dos princípios do julgamento; Ele usa o julgamento da injustiça do homem, a maldição da rebeldia do homem e a exposição das faces feias do homem para manifestar Seu caráter justo. A santidade é uma representação de Seu caráter justo, e de fato a santidade de Deus é efetivamente Seu caráter justo. Os caracteres corruptos de vocês são o contexto das palavras de hoje — Eu os uso para falar e julgar, para executar a obra de conquista. Isso por si só é a obra real e por si só faz brilhar a santidade de Deus. Se não houver nenhum traço de caráter corrupto em você, Deus não o julgará, nem lhe mostrará Seu caráter justo. Já que você tem um caráter corrupto, Deus não o deixará impune e através disso é que Sua santidade é mostrada. Se Deus visse que a imundície e a rebeldia do homem fossem grandes demais, mas não falasse nem julgasse você, nem o castigasse por sua injustiça, então isso provaria que Ele não é Deus, pois não teria ódio do pecado; Ele seria tão imundo quanto o homem. Hoje, é por causa da sua imundície que Eu o julgo e é por causa da sua corrupção e rebeldia que Eu o castigo. Não estou ostentando o Meu poder a vocês nem oprimindo vocês deliberadamente; Eu faço essas coisas porque vocês, que nasceram nesta terra de imundície, foram tão severamente contaminados pela imundície. Vocês simplesmente perderam a sua integridade e humanidade e se tornaram como porcos nascidos nos cantos mais sujos do mundo, e é por isso que são julgados e que deixo fluir a Minha ira sobre vocês. É precisamente por causa desse julgamento que vocês foram capazes de ver que Deus é o Deus justo e que Deus é o Deus santo; é precisamente por causa de Sua santidade e Sua justiça que Ele julga vocês e deixa fluir a Sua ira sobre vocês. Por Ele poder revelar o Seu caráter justo quando vê a rebeldia do homem e por Ele poder revelar a Sua santidade quando vê a imundície do homem, isso é suficiente para mostrar que Ele é o Próprio Deus, que é santo e imaculado, e mesmo assim vive na terra da imundície. Se uma pessoa chafurda na lama com outros e não há nada santo nela, e ela não tem um caráter justo, então ela não está qualificada para julgar a iniquidade do homem, nem é apta para executar o julgamento do homem. Se uma pessoa fosse julgar outra, não seria como se elas estivessem se estapeando a cara? Como as pessoas que são igualmente imundas umas com as outras poderiam estar qualificadas para julgar aquelas que lhes são iguais? Só o Próprio Deus santo é capaz de julgar toda a humanidade imunda. Como o homem poderia julgar os pecados do homem? Como o homem poderia ver os pecados do homem e como o homem poderia estar qualificado para condenar esses pecados? Se Deus não fosse qualificado para julgar os pecados do homem, então como Ele poderia ser o Próprio Deus justo? Quando os caracteres corruptos das pessoas são revelados, Deus fala a fim de julgar as pessoas, e só então as pessoas veem que Ele é santo. Conforme Ele julga e castiga o homem por seus pecados, tudo enquanto expõe os pecados do homem, nenhuma pessoa ou coisa pode escapar desse julgamento; tudo que é imundo é julgado por Ele e só assim é que se pode dizer que Seu caráter é justo. Se fosse de outro modo, como se poderia dizer que vocês são contrastes tanto de nome quanto de fato?

Extraído de ‘Como são alcançados os efeitos do segundo passo da obra de conquista’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 91

Há uma grande diferença entre a obra feita em Israel e a obra de hoje. Jeová guiava a vida dos israelitas e não havia tanto castigo e julgamento, porque na época as pessoas entendiam pouquíssimo do mundo e tinham poucos caracteres corruptos. Naqueles tempos, os israelitas obedeciam a Jeová completamente. Quando Ele lhes disse para construir altares, eles rapidamente construíram altares; quando lhes disse para usarem os mantos dos sacerdotes, eles obedeceram. Naqueles dias, Jeová era como um pastor cuidando de um rebanho de ovelhas, com as ovelhas seguindo a orientação do pastor e comendo a grama no pasto; Jeová guiava a vida deles, conduzindo-os no modo como comiam, se vestiam, moravam e viajavam. Não era a hora de elucidar o caráter de Deus, pois a humanidade daquela época era recém-nascida; havia poucos que eram rebeldes e antagônicos, não havia muita imundície entre a humanidade, e assim as pessoas não podiam atuar como um contraste para o caráter de Deus. É através das pessoas que vêm da terra da imundície que a santidade de Deus é mostrada; hoje, Ele usa a imundície exposta nessas pessoas da terra da imundície e julga, e assim o que Ele é revela-se em meio ao julgamento. Por que Ele julga? Ele é capaz de falar as palavras de julgamento porque despreza o pecado; como poderia ficar tão furioso se Ele não abominasse a rebeldia da humanidade? Se não houvesse náusea dentro Dele, nem repugnância, se Ele não desse atenção à rebeldia das pessoas, então isso provaria que Ele é tão imundo quanto o homem. Por abominar a imundície é que Ele pode julgar e castigar o homem, e o que abomina está ausente Nele. Se também houvesse oposição e rebeldia Nele, Ele não desprezaria os que são antagônicos e rebeldes. Se a obra dos últimos dias estivesse sendo executada em Israel, não haveria sentido nela. Por que a obra dos últimos dias está sendo feita na China, o lugar mais sombrio e retrógrado de todos? É para mostrar a Sua santidade e justiça. Em resumo, quanto mais sombrio o lugar mais claramente a santidade de Deus pode ser mostrada. De fato, tudo isso é para o bem da obra de Deus. Só hoje vocês percebem que Deus desceu do céu para ficar entre vocês, anunciado pela imundície e rebeldia de vocês, e só agora vocês conhecem Deus. Essa não é a maior exaltação? De fato, vocês são um grupo de pessoas na China que foram escolhidas. E por serem escolhidas e terem desfrutado da graça de Deus, e por não estarem aptas a desfrutar de tão grande graça, isso prova que tudo isso é a suprema exaltação de vocês. Deus apareceu a vocês e lhes mostrou Seu caráter santo em sua totalidade, Ele deu tudo isso a vocês e os fez desfrutar de todas as bênçãos que acaso poderiam desfrutar. Vocês não só saborearam o caráter justo de Deus, mas, além disso, saborearam a salvação de Deus, a redenção de Deus e o amor ilimitado e infinito de Deus. Vocês, os mais imundos de todos, desfrutaram de tão grande graça — vocês não são abençoados? Isso não é Deus erguendo vocês? Vocês, pessoas, têm os status mais baixos de todos; são inerentemente indignos de desfrutar de uma bênção tão grande, mas Deus abriu uma exceção ao elevá-lo. Você não se sente envergonhado? Se for incapaz de cumprir o seu dever, então no fim você ficará envergonhado de si mesmo e se punirá. Hoje, você não é disciplinado, nem é punido; sua carne está sã e salva — mas, no fim, essas palavras lhe causarão vergonha. Até hoje, ainda tenho de castigar alguém abertamente; as Minhas palavras podem ser severas, mas como Eu ajo em relação às pessoas? Eu as conforto, as exorto e as faço lembrar. Faço isso por nenhuma outra razão senão para salvá-los. Vocês não entendem mesmo a Minha vontade? Deveriam entender o que Eu digo e ser inspirados por isso. Somente agora há muitas pessoas que entendem. Essa não é a bênção de ser um contraste? Ser um contraste não é a coisa mais abençoada? No fim, quando forem espalhar o evangelho, vocês dirão: “Somos contrastes típicos”. Perguntarão a você: “O que significa ser um contraste típico?”. E você dirá: “Somos um contraste para a obra de Deus e para Seu grande poder. A totalidade do caráter justo de Deus é trazida à luz pela nossa rebeldia; somos os objetos de serviço da obra dos últimos dias de Deus, somos os apêndices de Sua obra e também as ferramentas dela”. Quando ouvirem isso, eles ficarão intrigados. Em seguida, você dirá: “Somos as amostras e os modelos para a conclusão da obra do universo inteiro por parte de Deus e para a Sua conquista de toda a humanidade. Se formos santos ou imundos, em suma, ainda somos mais abençoados que vocês, pois vimos Deus e, pela chance de Sua conquista de nós, o grande poder de Deus é mostrado; só por sermos imundos e corruptos é que Seu caráter justo foi realçado. Vocês são capazes de testemunhar assim a obra dos últimos dias de Deus? Vocês não estão qualificados! Isso nada mais é que a exaltação de Deus para nós! Embora não sejamos arrogantes, podemos louvar a Deus com orgulho, pois ninguém pode herdar uma promessa tão grande e ninguém pode desfrutar de uma bênção tão grande. Sentimo-nos tão gratos que nós, que somos tão imundos, podemos trabalhar como contrastes durante o gerenciamento de Deus”. E, quando perguntarem: “O que são amostras e modelos?”, você diz: “Somos os mais rebeldes e os mais imundos da humanidade; fomos os mais profundamente corrompidos por Satanás e somos os mais retrógrados e vis da carne. Somos exemplos clássicos daqueles que foram usados por Satanás. Hoje, fomos escolhidos por Deus como os primeiros dentre a humanidade a serem conquistados, contemplamos o caráter justo de Deus e herdamos Sua promessa; estamos sendo usados para conquistar mais pessoas, por isso somos amostras e modelos daqueles que são conquistados dentre a humanidade”. Não há melhor testemunho que essas palavras e essa é a sua melhor experiência.

Extraído de ‘Como são alcançados os efeitos do segundo passo da obra de conquista’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 92

A obra de conquista feita em vocês, pessoas, é da mais profunda importância: em um sentido, o propósito dessa obra é aperfeiçoar um grupo de pessoas, o que quer dizer aperfeiçoá-las para que elas possam se tornar um grupo de vencedores — como o primeiro grupo de pessoas completadas, significando as primícias. Em outro sentido, é permitir que os seres criados desfrutem do amor de Deus, recebam a plena e maior salvação de Deus, permitir que o homem desfrute não apenas da misericórdia e bondade amorosa, mas, mais importante, do castigo e julgamento. Desde a criação do mundo até agora, tudo que Deus tem feito na Sua obra é amor, sem nenhum ódio pelo homem. Até o castigo e julgamento que você viu também são amor, um amor mais verdadeiro e mais real, um amor que conduz as pessoas para a senda certa da vida humana. Em mais outro sentido, é dar testemunho perante Satanás. E, em outro ainda, é estabelecer o fundamento para espalhar a futura obra do evangelho. Toda a obra que Ele tem feito é com o propósito de conduzir as pessoas para a senda certa da vida humana, para que elas possam viver como pessoas normais, pois as pessoas não sabem viver, e, sem essa orientação, você só viverá uma vida vazia; sua vida será desprovida de valor e significado e no fim você será incapaz de ser uma pessoa normal. Esse é o significado mais profundo de conquistar o homem. Vocês todos são descendentes de Moabe; quando a obra de conquista é executada em vocês, é uma grande salvação. Todos vocês vivem em uma terra de pecado e licenciosidade e todos são licenciosos e pecadores. Hoje, vocês não só são capazes de olhar para Deus, mas, mais importante, receberam castigo e julgamento, receberam salvação verdadeiramente profunda, o que quer dizer que receberam o maior amor de Deus. Em tudo que faz, Deus é verdadeiramente amoroso para com vocês. Ele não tem má intenção. É por causa dos seus pecados que Ele os julga, de modo que vocês examinarão a si mesmos e receberão essa salvação tremenda. Tudo isso é feito com o propósito de completar o homem. Do início ao fim, Deus fez o melhor que pôde para salvar o homem e não tem o desejo de destruir completamente os homens que Ele criou com Suas mãos. Hoje, Ele veio entre vocês para operar, e tal salvação não é ainda maior? Se odiasse vocês, Ele ainda faria uma obra de tal magnitude a fim de guiá-los pessoalmente? Por que Ele sofreria assim? Deus não odeia vocês nem tem quaisquer más intenções para com vocês. Vocês deveriam saber que o amor de Deus é o amor mais verdadeiro. Só porque as pessoas são desobedientes é que Ele tem de salvá-las através do julgamento; se não por isso, salvá-las seria impossível. Por vocês não saberem como viver e não estarem nem conscientes de como viver, e por viverem nessa terra licenciosa e pecadora e serem vocês mesmos diabos licenciosos e imundos, Ele não pode suportar deixá-los se tornar ainda mais depravados, Ele não pode suportar vê-los vivendo nessa terra imunda como vivem agora, sendo pisoteados à vontade por Satanás, e Ele não pode suportar deixá-los cair no Hades. Ele só quer ganhar esse grupo de pessoas e salvá-las completamente. Esse é o propósito principal de fazer a obra de conquista em vocês — é só pela salvação. Se não consegue ver que tudo feito em você é amor e salvação, se acha que é só um método, uma maneira de atormentar o homem e é algo não confiável, então você poderia também voltar para o seu mundo para sofrer dor e dificuldade! Se você está disposto a estar nessa corrente e a desfrutar desse julgamento e dessa imensa salvação, a desfrutar de todas essas bênçãos, bênçãos que não podem ser encontradas em lugar nenhum do mundo humano, e a desfrutar desse amor, então seja bom: fique nessa corrente para aceitar a obra de conquista, para que possa ser aperfeiçoado. Hoje, você pode sofrer um pouco de dor e refinamento por causa do julgamento de Deus, mas há valor e significado em sofrer essa dor. Embora as pessoas sejam refinadas e impiedosamente expostas pelo castigo e julgamento de Deus — o objetivo é puni-las por seus pecados, punir sua carne —, nada dessa obra pretende condenar sua carne à destruição. Todas as revelações severas pela palavra têm o propósito de conduzi-lo para a senda certa. Vocês experimentaram pessoalmente tanto dessa obra e, claramente, ela não os levou a uma senda maligna! É tudo para fazê-lo viver uma humanidade normal e é tudo alcançável pela sua humanidade normal. Cada passo da obra de Deus é baseado nas suas necessidades, de acordo com as suas fraquezas e de acordo com a sua verdadeira estatura, e nenhum fardo insuportável é colocado sobre vocês. Isso não está claro para você hoje, e você acha que estou sendo severo com você, e de fato sempre acredita que a razão de Eu castigá-lo, julgá-lo e repreendê-lo todos os dias é porque Eu o odeio. Mas, embora o que você sofra seja castigo e julgamento, na verdade, isso é amor por você e é a maior proteção. Se você não consegue compreender o significado mais profundo dessa obra, será impossível para você continuar experimentando. Essa salvação deveria lhe trazer conforto. Não se recuse a recobrar a consciência. Tendo chegado tão longe, a importância da obra de conquista deveria ser clara para você e você não deveria mais defender opiniões sobre isso de uma maneira ou de outra!

Extraído de ‘A verdade interna da obra de conquista (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 93

Aqueles que forem capazes de permanecer firmes durante a obra de julgamento e castigo de Deus durante os últimos dias — quer dizer, durante a obra final de purificação — serão aqueles que entrarão no descanso final juntamente com Deus; como tais, todos aqueles que entrarão no descanso terão se libertado da influência de Satanás e terão sido obtidos por Deus depois de terem sido submetidos à Sua obra final de purificação. Esses humanos que terão sido finalmente obtidos por Deus entrarão no descanso final. O propósito essencial da obra de castigo e julgamento de Deus é purificar a humanidade e prepará-la para seu descanso final; sem tal purificação, ninguém da humanidade poderia ser classificado em categorias diferentes de acordo com sua espécie nem de entrar no descanso. Essa obra é a única senda da humanidade para entrar no descanso. Somente a obra de purificação de Deus purificará os humanos de sua injustiça, e somente Sua obra de castigo e julgamento trará à luz aqueles elementos desobedientes da humanidade, separando, dessa maneira, os que podem ser salvos dos que não podem ser salvos, os que permanecerão dos que não permanecerão. Quando findar essa obra, aquelas pessoas que receberem a permissão de permanecer serão todas purificadas e entrarão em um estado de humanidade mais elevado, no qual desfrutarão de uma segunda vida humana mais maravilhosa sobre a terra; em outras palavras, elas iniciarão seu dia do descanso humano e coexistirão com Deus. Depois que aqueles que não tiverem a permissão de permanecer tiverem sido castigados e julgados, suas cores verdadeiras serão totalmente expostas, depois disso, todos eles serão destruídos e, como Satanás, não terão mais permissão para sobreviver na terra. A humanidade do futuro não incluirá mais ninguém desse tipo de pessoas; tais pessoas não são aptas a entrar na terra do último descanso nem são aptas a se unir no dia do descanso que Deus e a humanidade compartilharão, pois elas são o alvo da punição e são pessoas perversas e, injustas. Elas foram redimidas uma vez e também foram julgadas e castigadas; elas também prestaram serviço a Deus no passado. No entanto, quando vier o dia final, ainda assim serão eliminadas e destruídas devido à sua maldade e como resultado de sua desobediência e incapacidade de serem remidas; elas nunca mais voltarão a existir no mundo do futuro e não viverão mais entre a raça humana do futuro. Não importa se sejam espíritos dos mortos ou pessoas que ainda vivem na carne, todos os malfeitores e todos aqueles que não foram salvos serão destruídos uma vez que os santos dentre a humanidade entrarem no descanso. Quanto àqueles espíritos e humanos malfeitores ou aos espíritos das pessoas justas e àqueles que praticam a justiça, independentemente da era em que estejam, todos aqueles que cometem o mal serão destruídos no fim, e todos aqueles que são justos sobreviverão. Se uma pessoa ou um espírito receberá a salvação não é decidido inteiramente com base na obra da era final; ao contrário, isso é determinado por terem ou não resistido a Deus ou terem sido desobedientes ou não a Deus. Pessoas da era anterior que cometeram o mal e não puderam alcançar a salvação serão, sem dúvida alguma, alvos da punição, e aquelas na era atual que cometem o mal e não podem ser salvas certamente também serão alvos da punição. Os humanos são categorizados com base no bem e no mal, não com base na época em que vivem. Uma vez categorizadas dessa forma, elas não serão punidas ou recompensadas imediatamente; ao contrário, Deus apenas executará Sua obra de punir o mal e recompensar o bem depois que Ele tiver terminado de executar Sua obra de conquista nos últimos dias. Na realidade, Ele tem separado os humanos em bons e maus desde que começou a fazer a Sua obra entre eles. É só que Ele recompensará os justos e punirá os iníquos apenas após Sua obra tiver chegado ao fim; não é que Ele os seapará em categorias ao completar Sua obra e então se dedicará imediatamente à tarefa de punir os maus e recompensar os bons. Todo o propósito por trás da obra final de Deus de punir o mal e recompensar o bem é inteiramente para purificar completamente todos os humanos, para que Ele possa levar uma humanidade puramente santa ao descanso eterno. Esse estágio de Sua obra é a mais crucial de todas; é o estágio final de toda a Sua obra de gerenciamento. Se Deus não destruísse os maus, mas, em vez disso, permitisse que permanecessem, então cada humano ainda seria incapaz de entrar no descanso, e Deus não seria capaz de levar toda a humanidade para um reino melhor. Tal obra não estaria completa. Quando Sua obra terminar, a humanidade inteira será completamente santa; somente dessa maneira Deus será capaz de viver em descanso pacificamente.

Extraído de ‘Deus e o homem entrarão em descanso juntos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 94

Meus passos atravessam o universo e até os confins da terra, Meus olhos estão constantemente examinando cada pessoa e, além disso, Eu observo o universo como um todo. Minhas palavras estão realmente operando em cada recanto do universo. Quem quer que ouse não prestar serviço a Mim, quem quer que ouse ser desleal a Mim, quem quer que ouse fazer julgamento ao Meu nome e quem quer que ouse injuriar e difamar Meus filhos — todos os que verdadeiramente são capazes de tais coisas devem passar por um julgamento severo. Meu julgamento sobrevirá na sua totalidade, o que significa que agora é a era do julgamento e, por meio de cuidadosa observação, você descobrirá que Meu julgamento se estende por todo o mundo-universo. É claro que a Minha casa não está isenta; o julgamento virá sobre aqueles cujos pensamentos, palavras ou ações não forem conformes à Minha vontade. Entenda isso! O Meu julgamento é direcionado a todo mundo-universo, não somente a um grupo de pessoas ou coisas. Você chegou a perceber isso? Se, lá no fundo, você tiver conflitos em seus pensamentos sobre Mim, então você será julgado internamente de imediato.

O Meu julgamento vem em todos os feitios e formas. Saibam disso! Eu sou o único e sábio Deus do mundo-universo. Nada está além do Meu poder. Meus julgamentos foram todos revelados para vocês: se você tiver algum conflito sobre Mim em seus pensamentos, Eu vou esclarecer você, como um aviso. Se você não escutar, Eu o abandonarei imediatamente (nisso, não Me refiro a duvidar do Meu nome, mas aos comportamentos exteriores que se relacionam aos prazeres carnais). Se os seus pensamentos para Comigo são desafiadores, se você reclamar para Mim, se você repetidamente aceitar as ideias de Satanás e se você não seguir os sentimentos da vida, seu espírito estará em trevas e sua carne sofrerá dor. Você deve estar mais perto de Mim. Você não tem como restaurar sua condição normal em apenas um ou dois dias, e a sua vida ficará visivelmente muito para trás. Quanto àqueles que forem dissolutos na fala, Eu disciplinarei sua boca e língua e submeterei sua língua a tratamento. Aqueles que forem desenfreadamente dissolutos no fazer, Eu os avisarei em seu espírito e castigarei severamente aqueles que não ouvirem. Aqueles que abertamente Me julgam e desafiam, os que demonstram desobediência em palavras ou em atos, Eu eliminarei e abandonarei totalmente, fazendo-os perecer e perder as bênçãos mais elevadas; esses são os que serão eliminados depois de serem escolhidos. Aqueles que são ignorantes, aqueles cuja visão não está clara, Eu ainda iluminarei e salvarei; entretanto, aqueles que entendem a verdade, mas não a praticam, serão administrados de acordo com as regras mencionadas acima, sejam eles ignorantes ou não. Quanto àquelas pessoas que têm intenções errantes desde o começo, Eu as tornarei para sempre incapazes de compreender a realidade e, no final, elas serão eliminadas gradualmente, uma a uma. Não restará nem uma, embora elas permanecem agora pelo Meu arranjo (pois Eu não faço as coisas apressadamente, mas, antes, de forma ordenada).

Meu julgamento está completamente revelado; ele se dirige a várias pessoas, que devem assumir seus lugares apropriados. Eu administrarei e julgarei as pessoas de acordo com as regras que tiverem quebrado. Quanto àqueles que não estão neste nome e que não aceitam o Cristo dos últimos dias, somente uma regra se aplica: tomarei imediatamente o espírito, a alma e o corpo de qualquer um que Me desafie e os lançarei no Hades; quem não Me desafiar, esperarei que vocês amadureçam antes de efetuar um segundo julgamento. Minhas palavras explicam tudo com absoluta clareza, e nada fica escondido. Eu só espero que vocês sejam capazes de mantê-las em mente o tempo todo!

Extraído de ‘Capítulo 67’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 95

Os últimos dias são quando todas as coisas serão classificadas de acordo com a espécie através da conquista. A conquista é a obra dos últimos dias; em outras palavras, julgar os pecados de cada pessoa é a obra dos últimos dias. Caso contrário, como as pessoas poderiam ser classificadas? A obra de classificação que é feita entre vocês é o começo de tal obra no universo inteiro. Após isso, aquelas de todas as terras e de todos os povos também estarão sujeitas à obra de conquista. Isso significa que cada pessoa na criação será classificada de acordo com a espécie, vindo diante do trono de julgamento para ser julgada. Nenhuma pessoa e nenhuma coisa pode escapar de sofrer esse castigo e julgamento, nem qualquer pessoa ou coisa deixa de ser classificada por espécie; cada pessoa será classificada, pois o fim de todas as coisas se aproxima, e tudo que está nos céus e sobre a terra chegou à sua conclusão. Como o homem poderia escapar dos dias finais da existência humana? E, assim, por quanto tempo mais seus atos de desobediência podem continuar? Vocês não veem que seus últimos dias são iminentes? Como aqueles que reverenciam a Deus e anseiam por Ele aparecer podem não ver o dia da aparição da justiça de Deus? Como eles podem não receber a recompensa final pela bondade? Você é alguém que faz o bem ou alguém que faz o mal? Você é alguém que aceita o julgamento justo e então obedece ou é alguém que aceita o julgamento justo e então é amaldiçoado? Você vive perante o trono de julgamento na luz ou você vive no Hades em meio à escuridão? Você mesmo não é aquele que sabe com mais clareza se o seu fim será de recompensa ou de punição? Você não é aquele que sabe com mais clareza e entende mais profundamente que Deus é justo? Assim, como são exatamente a sua conduta e o seu coração? Conforme Eu o conquisto hoje, você realmente precisa que Eu fale com todas as letras se o seu comportamento é bom ou mau? De quanto você desistiu por Mim? Quão profundamente você Me adora? Você mesmo não sabe com muita clareza como se comportar Comigo? Você deveria saber melhor que ninguém que fim terá no final! Verdadeiramente, Eu estou lhe dizendo: Eu só criei a humanidade, e Eu criei você, mas não os entreguei a Satanás; nem intencionalmente os fiz se rebelarem contra Mim ou resistirem a Mim e, portanto, serem punidos por Mim. Todas essas calamidades e aflições não são porque o coração de vocês é duro demais e sua conduta desprezível demais? Então, o fim que vocês receberão não é determinado por vocês mesmos? Vocês sabem melhor que ninguém, em seu coração como vocês acabarão? A razão de Eu conquistar as pessoas é para revelá-las e para melhor trazer a salvação a você. Não é para fazer você cometer maldade, nem é deliberadamente para fazê-lo caminhar ao inferno da destruição. Quando a hora chegar, todos os seus muitos sofrimentos, o seu choro e ranger de dentes — isso tudo não será por causa dos seus pecados? Portanto, não é a sua bondade ou a sua maldade o seu melhor julgamento? Não é a melhor prova de qual será o seu fim?

Extraído de ‘A verdade interna da obra de conquista (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 96

Uma voz trovejante surge, sacudindo todo o universo. É tão ensurdecedor que as pessoas não conseguem desviar a tempo. Algumas são mortas, algumas são destruídas e outras são julgadas. É verdadeiramente um espetáculo jamais visto por ninguém. Ouçam bem: os estouros de trovão são acompanhados pelo som de choro, e esse som vem do Hades, ele vem do inferno. É o som amargo daqueles filhos da rebelião que foram julgados por Mim. Aqueles que não ouviram o que Eu digo e não colocaram em prática as Minhas palavras foram severamente julgados e receberam a maldição da Minha ira. A Minha voz é julgamento e ira; não trato a ninguém com gentileza e não mostro misericórdia a ninguém, pois Eu sou o Próprio Deus justo e possuo a ira; possuo o fogo, a purificação e a destruição. Em Mim, nada é oculto nem emocional, mas, ao contrário, tudo é aberto, justo e imparcial. Porque Meus filhos primogênitos já estão Comigo no trono, governando sobre todas as nações e todos os povos, aquelas coisas e pessoas que são iníquas e injustas estão agora começando a ser julgadas. Eu as sondarei uma a uma, sem deixar nada passar e revelando-as completamente. Pois o Meu julgamento foi totalmente revelado e totalmente aberto, e Eu não retive nada de maneira alguma; expulsarei tudo que não estiver de acordo com a Minha vontade e o deixarei perecer por toda a eternidade no abismo sem fundo. Permitirei que arda lá para sempre. Essa é a Minha justiça, e essa é a Minha retidão. Ninguém pode mudar isso, e tudo deve estar sob Meu comando.

A maioria das pessoas ignora Minhas declarações, pensando que palavras são apenas palavras e que fatos são fatos. Elas são cegas! Não sabem que Eu sou o Próprio Deus fiel? Minhas palavras e fatos ocorrem simultaneamente. Isso não é genuinamente o caso? As pessoas simplesmente não compreendem as Minhas palavras, e só as que foram iluminadas conseguem realmente entender. Isso é um fato. Tão logo veem as Minhas palavras, as pessoas ficam apavoradas e correm para todos os lados para se esconder. Isso vale ainda mais quando Meu julgamento recai. Quando criei todas as coisas, quando destruo o mundo e quando torno completos os filhos primogênitos — todas essas coisas são realizadas por uma única palavra da Minha boca. Isso é assim porque a Minha palavra em si é a autoridade, é o julgamento. Pode-se dizer que a pessoa que Eu sou é o julgamento e a majestade; isso é um fato inalterável. Esse é um aspecto dos Meus decretos administrativos; essa é apenas uma maneira em que Eu julgo as pessoas. Aos Meus olhos, tudo — incluindo todas as pessoas, todos os assuntos e todas as coisas — está em Minhas mãos e sob Meu julgamento. Nada nem ninguém ousa se comportar de forma desenfreada ou voluntariosa, e tudo deve ser realizado conforme as palavras que Eu professo. A partir das noções humanas, todos creem nas palavras da pessoa que Eu sou. Quando o Meu Espírito ganha voz, todos são suspeitos. As pessoas não têm o menor conhecimento da Minha onipotência e até fazem imputações contra Mim. Eu lhe digo agora, quem quer que duvide das Minhas palavras e quem quer que despreze as Minhas palavras, esses são os que serão destruídos; são os perpétuos filhos da perdição. A partir disso, pode-se ver que há pouquíssimos que são filhos primogênitos, porque é assim que Eu opero. Como Eu já disse antes, eu realizo tudo sem mexer um dedo; uso apenas as Minhas palavras. Isso, então, é onde se encontra a Minha onipotência. Em Minhas palavras, ninguém pode encontrar a fonte e o propósito daquilo que digo. As pessoas não conseguem alcançar isso e só podem agir seguindo a Minha liderança e fazem tudo em conformidade com a Minha vontade segundo a Minha justiça, fazendo com que a Minha família tenha justiça e paz, viva para sempre e seja eternamente firme e resoluta.

Meu julgamento vem para todos, Meus decretos administrativos concernem a todos, e Minhas palavras e Minha pessoa são reveladas a todos. Essa é a hora para a grande obra do Meu Espírito (nesse momento, os que serão abençoados e os que sofrerão infortúnio são distinguidos uns dos outros). Tão logo Minhas palavras são emitidas, Eu distingui aqueles que serão abençoados como também aqueles que sofrerão infortúnio. Isso é tudo claro como cristal, e Eu posso ver tudo com um único olhar. (Estou dizendo isso em relação à Minha humanidade, portanto, essas palavras não contradizem Minha predestinação e seleção.) Eu vagueio pelas montanhas, rios e entre todas as coisas, pelos espaços do universo, observando e purificando cada lugar, de modo que os locais impuros e aquelas terras promíscuas deixarão todos de existir e serão incinerados a nada como resultado das Minhas palavras. Para Mim, tudo é fácil. Se agora fosse o tempo que Eu tinha predeterminei para a destruição do mundo, Eu poderia engoli-lo com a declaração de uma única palavra. No entanto, esta não é a hora. Tudo deve estar pronto antes de Eu fazer essa obra, Meu plano não seja perturbado e Minha gestão não seja interrompida. Eu sei como fazer isso sensatamente: tenho Minha sabedoria e tenho Meus arranjos. As pessoas não devem mexer um dedo; tenham cuidado para não serem mortos à Minha mão. Isso já tem tocado Meus decretos administrativos. Disto pode-se ver a severidade dos Meus decretos administrativos como também os princípios por trás deles, que apresentam dois lados: de um lado, Eu mato todos os que não estão alinhados com a Minha vontade e que violaram os Meus decretos administrativos; por outro, em Minha ira, Eu amaldiçoo todos os que violam os Meus decretos administrativos. Esses dois aspectos são indispensáveis e são os princípios executivos por trás dos Meus decretos administrativos. Cada pessoa é manejada de acordo com esses dois princípios, sem emoção, independentemente de quão leal uma pessoa possa ser. Isso basta para mostrar a Minha justiça, Minha majestade e Minha ira, que incinerarão todas as coisas terrenas, todas as coisas mundanas e todas as coisas que não estão alinhadas com a Minha vontade. Em Minhas palavras, há mistérios que permanecem ocultos, e também em Minhas palavras, há mistérios que foram revelados. Assim, de acordo com noções humanas e na mente humana, as Minhas palavras são para sempre incompreensíveis, e o Meu coração é para sempre insondável. Isto é, devo expulsar os humanos de suas noções e pensamento. Esse é o item mais importante do Meu plano de gerenciamento. Devo fazê-lo desse modo a fim ganhar os Meus filhos primogênitos e realizar as coisas que quero fazer.

Extraído de ‘Capítulo 103’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 97

Sião! Regozije-se! Sião! Cante alto! Eu retornei triunfante, Eu retornei vitorioso! Todos os povos! Apressem-se a perfilar-se em ordem! Todas as coisas da criação! Venham agora para uma pausa, pois a Minha pessoa encara o universo inteiro e aparece no Oriente do mundo! Quem ousa não se ajoelhar em adoração? Quem ousa não Me chamar de o Deus verdadeiro? Quem ousa não levantar o olhar com reverência? Quem ousa não dar louvor? Quem ousa não se regozijar? Meu povo ouvirá a Minha voz, e Meus filhos sobreviverão em Meu reino! Montanhas, rios e todas as coisas darão vivas infindáveis e saltarão sem cessar. Nesse momento, ninguém ousará recuar e ninguém ousará levantar em resistência. Esse é o Meu feito maravilhoso e, ainda mais que isso, é o Meu grande poder! Eu farei todas as coisas Me reverenciarem em seu coração e, até além disso, terei todas as coisas Me louvando! Esse é o objetivo último do Meu plano de gerenciamento de seis mil anos e é o que Eu ordenei. Nem uma pessoa, nem objeto, nem evento ousa se levantar para resistir a Mim nem se opor a Mim. Todo o Meu povo afluirá à Minha montanha (em outras palavras, o mundo que criarei mais tarde) e se submeterá diante de Mim, porque Eu tenho majestade e juízo e porto autoridade. (Isso se refere a quando estou no corpo. Eu também tenho autoridade na carne, mas, porque as limitações de tempo e espaço não podem ser transcendidas na carne, não se pode dizer que Eu obtive a glória completa. Embora Eu obtenha os filhos primogênitos na carne, não se pode dizer que obtive a glória. Somente quando Eu retornar a Sião e mudar a Minha aparência é que se pode dizer que Eu porto autoridade — isto é, que obtive a glória.) Nada será difícil para Mim. Pelas palavras da Minha boca, tudo será destruído, e, pelas palavras da Minha boca, tudo virá à existência e será completado. Tal é Meu grande poder e tal é Minha autoridade. Porque Eu estou cheio de poder e repleto de autoridade, nenhuma pessoa poderia ousar Me obstruir. Eu já triunfei sobre todas as coisas e já obtive vitória sobre todos os filhos da rebelião. Eu estou trazendo os Meus filhos primogênitos Comigo para retornar a Sião. Não estou retornando a Sião sozinho. Portanto, todos verão Meus filhos primogênitos e assim desenvolverão um coração reverente a Mim. Esse é o Meu objetivo ao obter os filhos primogênitos e esse foi o Meu plano desde a criação do mundo.

Quando tudo estiver pronto, será o dia do Meu retorno a Sião, e esse dia será comemorado por todos os povos. Quando Eu retornar a Sião, todas as coisas na terra ficarão em silêncio e todas as coisas sobre a terra estarão em paz. Quando Eu retornar a Sião, todas as coisas retomarão sua aparência original. Então, começarei Minha obra em Sião. Eu punirei os maus e recompensarei os bons, e farei vigorar a Minha justiça, e executarei o Meu julgamento. Usarei Minhas palavras para realizar tudo, para fazer todas as pessoas e todas as coisas experimentarem a Minha mão castigadora, e farei todas as pessoas verem a Minha glória plena, a Minha sabedoria plena e a Minha fartura plena. Ninguém ousará se erguer em julgamento, pois, em Mim, todas as coisas estão completadas; e, aqui, deixo cada homem ver a Minha dignidade plena e experimentar a Minha vitória plena, pois em Mim todas as coisas são manifestadas. A partir disso, é possível ver Meu grande poder e Minha autoridade. Ninguém ousará Me ofender e ninguém ousará Me obstruir. Em Mim, tudo é tornado aberto. Quem ousa ocultar alguma coisa? Certamente Eu não mostro misericórdia a essa pessoa! Esses miseráveis têm de receber Minha punição severa e essa escória deve ser purgada da Minha vista. Eu os governarei com vara de ferro e usarei Minha autoridade para julgá-los, sem a menor misericórdia e sem poupar seus sentimentos de jeito nenhum, pois Eu sou o Próprio Deus, que é desprovido de emoção, que é majestoso e não pode ser ofendido. Todos devem entender e ver isso, para que não cheguem a ser derrubados e aniquilados por Mim “sem causa nem razão”, pois Minha vara derrubará todos os que Me ofendem. Não Me importo se eles conhecem Meus decretos administrativos; isso não terá consequência para Mim, já que Minha pessoa não tolera ser ofendida por ninguém. Essa é a razão por que se diz que Eu sou um leão; todo aquele que Eu toco, Eu derrubo. É por isso que se diz que agora é blasfêmia dizer que Eu sou o Deus da compaixão e da benignidade. Em essência, não sou um cordeiro, mas um leão. Ninguém ousa Me ofender; todo aquele que Me ofender, Eu punirei com a morte, imediatamente e sem misericórdia! Isso basta para mostrar Meu caráter. Por isso, na era final, um grande grupo de pessoas se retirará, e isso será difícil para as pessoas suportarem, mas, de Minha parte, estou relaxado e feliz e não vejo isso como uma tarefa difícil de jeito nenhum. Tal é o Meu caráter.

Extraído de ‘Capítulo 120’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 98

No reino, as miríades de coisas criadas começam a reviver e a reaver sua força vital. Devido a mudanças no estado da terra, os limites entre uma terra e outra também começam a mudar. Outrora, Eu profetizei: quando terra se dividir de terra, e terra se unir com terra, é quando Eu esmagarei todas as nações em pedacinhos. Nesse momento, renovarei toda a criação e repartirei o universo inteiro, colocando o universo em ordem, transformando seu velho estado em um novo. Esse é o Meu plano. Essas são Minhas obras. Quando todas as nações e todos os povos do mundo voltarem e se apresentarem diante do Meu trono, Eu então tomarei toda a abundância do que há no céu e a conferirei ao mundo humano, de modo que, graças a Mim, ele ficará repleto de inigualável abundância. Mas enquanto o velho mundo continuar existindo, Eu lançarei Minha raiva sobre suas nações, promulgando abertamente os Meus decretos administrativos por todo o universo, e enviando castigo sobre quem quer que os viole:

Quando Eu volto a Minha face ao universo para falar, toda a humanidade ouve a Minha voz e então vê todas as obras que Eu realizei por todo o universo. Aqueles que forem contrários à Minha vontade, isto é, que se opõem a Mim com os feitos do homem, cairão sob o Meu castigo. Eu tomarei as numerosas estrelas dos céus e as farei de novo e, graças a Mim, o sol e a lua serão renovados — os céus não serão mais como eram; as miríades de coisas na terra serão renovadas. Tudo se tornará completo mediante Minhas palavras. As muitas nações do universo serão redivididas e substituídas pelo Meu reino, de modo que as nações sobre a terra desaparecerão para sempre e tudo se tornará um reino que Me adora; todas as nações da terra serão destruídas e deixarão de existir. Dos seres humanos do universo, todos aqueles que pertencem ao diabo serão exterminados; todos os que adoram Satanás serão abatidos pelo Meu fogo ardente — isto é, exceto aqueles que agora estão na corrente, o resto será transformado em cinzas. Quando Eu castigar os muitos povos, aqueles que estiverem no mundo religioso, em extensões diferentes, voltarão para o Meu reino, conquistados por Minhas obras, porque terão visto o advento do Santo vindo numa nuvem branca. Toda a humanidade seguirá a própria espécie e receberá castigos que variam conforme suas ações. Aqueles que se levantaram contra Mim irão todos perecer; quanto àqueles cujos feitos na terra não Me envolveram, por causa da maneira como se absolveram, continuarão a existir na terra sob a governança dos Meus filhos e do Meu povo. Eu Me revelarei à miríade de povos e à miríade de nações, ressoando com Minha própria voz sobre a terra, proclamando a completude da Minha grande obra, para que toda humanidade veja com os próprios olhos.

Conforme Minha voz aumenta em intensidade, Eu vou também observando o estado do universo. Através das Minhas palavras, as miríades de coisas criadas são todas renovadas. O céu muda, assim como a terra. A humanidade fica exposta em sua forma original e, lentamente, cada um de acordo com sua espécie, encontra, de modo inconsciente, seu caminho de volta ao seio de sua família. Nisso, ficarei muito satisfeito. Estou livre de interrupções e, imperceptivelmente, Minha grande obra é realizada, e todas as miríades de coisas da criação são transformadas. Quando criei o mundo, Eu modelei todas as coisas de acordo com sua espécie, colocando todas as coisas com formas junto à sua espécie. À medida que o fim do Meu plano de gerenciamento se aproxima, restaurarei o antigo estado da criação, restaurarei tudo ao modo como era originalmente, mudando profundamente todas as coisas, de maneira que tudo vai retornar ao seio do Meu plano. A hora chegou! A última etapa do Meu plano está prestes a ser cumprida. Ah, velho mundo impuro! Você certamente cairá sob Minhas palavras! Você certamente será reduzido a nada pelo Meu plano! Ah, miríades de coisas criadas! Vocês todas ganharão vida nova em Minhas palavras — vocês terão seu Senhor Soberano! Ah, novo mundo puro e imaculado. Você certamente reviverá em Minha glória! Ah, Monte Sião! Não se cale mais. Eu voltei em triunfo! Do centro da criação, Eu escrutino toda a terra. Na terra, a humanidade começou uma vida nova, ganhou esperança nova. Ah, Meu povo! Como vocês podem não voltar à vida na Minha luz? Como podem não pular de alegria sob a Minha direção? As terras estão gritando de júbilo, as águas ruidosas riem felizes! Ah, o Israel ressuscitado! Como você pode não sentir orgulho por causa da Minha predestinação? Quem chorou? Quem lamentou? O Israel antigo deixou de existir e o Israel de hoje se ergueu, ereto e muito alto no mundo, levantou-se no coração de toda a humanidade. O Israel de hoje certamente alcançará a fonte da existência através do Meu povo! Ah, Egito odioso! Certamente você não está mais contra Mim? Como você pode tirar vantagem da Minha misericórdia e tentar escapar do Meu castigo? Como você pode não existir em Meu castigo? Todos os que Eu amo com certeza viverão pela eternidade, e todos aqueles que estão contra Mim certamente serão castigados por Mim pela eternidade. Por Eu ser um Deus zeloso, não pouparei levianamente os homens por tudo que fizeram. Eu zelarei por toda a terra e, aparecendo no Oriente do mundo com justiça, majestade, ira e castigo, Me revelarei à miríade de multidões da humanidade!

Extraído de ‘Capítulo 26’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: II. A aparição e obra de Deus

Próximo: IV. A encarnação

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.

Conteúdo relacionado

Capítulo 18

Em um espocar de relâmpago, todo animal é revelado em sua forma verdadeira. Assim também, iluminado pela Minha luz, o homem tem recuperado...

Capítulo 13

Ocultas nas Minhas palavras e declarações estão várias das Minhas intenções, mas as pessoas não sabem e não entendem nada sobre elas; elas...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro

Entre em contato conosco pelo Whatsapp