255 Nostalgia pelo amor de Deus

Só quando as palavras do julgamento de Deus me despertaram, percebi que, na fé, eu tinha vivido em meio a noções.

Em minha crença em Deus, eu só estivera pedindo bênçãos, ignorando Suas palavras, e agora me arrependo.

Ao ser podado, tratado e disciplinado vez após vez, sempre abriguei queixas e racionalizações.

Ao ser tentado e refinado vez após vez, tentei fugir e me distanciar de Deus constantemente.

Odeio ser tão corrupto e falhei em viver à altura dos esforços que Ele faz.

Ó Deus! Tuas palavras de julgamento e revelação me despertaram do meu sonho.

Desperdicei tanto tempo; acreditei em Deus por anos, mesmo assim falhei em entender a verdade.

Cenas do passado passam diante dos meus olhos; tudo que fiz foi resistir e desobedecer.

Eu acreditava em Deus, mas não passei por Seu julgamento e castigo, e agora é tarde demais para arrependimentos.

Não surpreende que meu caráter de vida não mudou, e sou incapaz de cumprir bem qualquer dever.

Eu sinto muito remorso e devo tanto a Deus.

Anseio por Seu amor, odiando a mim mesmo ainda mais por causa da minha crueldade.

O julgamento de Deus dá vida às pessoas; desfrutei tanto do Seu amor,

e buscarei a verdade e ganharei vida, cumprindo meu dever para retribuir o amor de Deus.

Anterior: 254 Arrependimento

Próximo: 256 Como recuperar a salvação perdida

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro