III. Palavras sobre dar testemunho da aparição e obra de Deus

165. Louvores vieram a Sião, e a morada de Deus apareceu. O santo nome glorioso, louvado por todos os povos, está se espalhando. Ó, Deus Todo-Poderoso! O Cabeça do universo, o Cristo dos últimos dias — Ele é o Sol brilhante que despontou sobre o Monte Sião, que se eleva em majestade e grandeza sobre o universo inteiro…

Deus Todo-Poderoso! Nós clamamos a Ti em júbilo, dançamos e cantamos. Tu és verdadeiramente nosso Redentor, o grande Rei do universo! Tu criaste um grupo de vencedores e cumpriste o plano de gerenciamento de Deus. Todos os povos afluirão a esse monte. Todos os povos se ajoelharão perante o trono! Tu és o único Deus verdadeiro e mereces glória e honra. Toda a glória, todo o louvor e toda a autoridade sejam dadas ao trono! A primavera da vida flui do trono, regando e alimentando as multidões do povo de Deus. Mudanças surgem diariamente na vida; nova luz e revelações nos seguem, proporcionando constantemente novas ideias sobre Deus. Adquire-se certeza sobre Deus por meio de experiência. Suas palavras estão se tornando manifestas constantemente, se manifestam naqueles que são retos. De fato, somos muito abençoados! Encontramos Deus face a face diariamente, nos comunicamos com Deus em todas as coisas e concedemos a soberania a Deus sobre tudo. Ponderamos cuidadosamente a palavra de Deus, nosso coração se acalma em Deus e, dessa maneira, entramos na presença de Deus, onde recebemos a Sua luz. Todos os dias, em nossa vida, ações, palavras, pensamentos e ideias, vivemos dentro da palavra de Deus, somos capazes de discriminar a cada momento. A palavra de Deus guia a linha pela agulha; inesperadamente, as coisas ocultas por dentro de nós vêm à luz uma após a outra. A comunhão com Deus não admite vacilo algum. Nossos pensamentos e ideias são expostos por Deus. A todo momento estamos vivendo diante do assento de Cristo, onde somos submetidos a julgamento. Cada uma das regiões dentro do nosso corpo permanece ocupada por Satanás. Hoje, a fim de recuperar a soberania de Deus, Seu templo precisa ser purificado. Para sermos completamente possuídos por Deus, devemos nos engajar numa luta de vida ou morte. Somente quando nosso velho ego tiver sido crucificado, a vida ressuscitada de Cristo poderá reinar suprema.

Agora, o Espírito Santo prepara um ataque em cada recanto nosso para travar uma batalha pela nossa recuperação! Enquanto estivermos prontos para negar a nós mesmos e para estarmos dispostos a cooperar com Deus, Ele certamente nos iluminará e purificará por dentro a cada momento e reclamará de novo o que Satanás ocupou, para que possamos ser completados por Deus o mais rápido possível. Não perca tempo — viva cada momento dentro da palavra de Deus. Seja edificado juntamente com os santos, seja trazido para dentro do reino e entre na glória junto com Deus.

de ‘Capítulo 1’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

166. A igreja da Filadélfia tomou forma, o que se deve inteiramente à graça e à misericórdia de Deus. Amor por Deus surge no coração das miríades de santos, que não vacilam em sua jornada espiritual. Eles se agarram à sua crença de que o único Deus verdadeiro Se tornou carne e de que Ele é o Cabeça do universo que comanda todas as coisas. Isso é confirmado pelo Espírito Santo, é tão imóvel quanto as montanhas! E isso nunca mudará!

Ó, Deus Todo-Poderoso! Hoje, és Tu quem abriu nossos olhos espirituais, permitindo que os cegos enxerguem, os coxos andem e os leprosos sejam curados. És Tu quem abriu a janela para o céu, permitindo que percebêssemos os mistérios do reino espiritual. Sendo permeados por Tuas santas palavras e salvos da nossa humanidade, que foi corrompida por Satanás — tal é Tua grande obra inestimável e Tua grande misericórdia inestimável. Nós somos Tuas testemunhas!

Tu tens permanecido oculto por muito tempo, em humildade e silêncio. Passaste pela ressurreição da morte, pelo sofrimento da crucificação, pelas alegrias e tristezas da vida humana e por perseguição e adversidade; experimentaste e provaste a dor do mundo humano, e foste abandonado pela era. O Deus encarnado é o Próprio Deus. Por causa da vontade de Deus, Tu nos salvaste do monturo, segurando-nos com a Tua destra e dando-nos gratuitamente a Tua graça. Sem poupar esforços, Tu introduziste Tua vida em nós; o preço que pagaste com o Teu sangue, suor e lágrimas está cristalizado nos santos. Somos o produto de[a] Teus esforços meticulosos; somos o preço que Tu pagaste.

Ó, Deus Todo-Poderoso! É por causa da Tua benignidade e misericórdia, da Tua justiça e majestade, da Tua santidade e humildade que todos os povos se curvarão diante de Ti e Te adorarão por toda a eternidade.

Hoje, Tu completaste todas as igrejas — a igreja da Filadélfia — e assim cumpriste Teu plano de gerenciamento de seis mil anos. Os santos podem humildemente submeter-se diante de Ti, ligados em espírito e seguindo em amor, unidos à nascente da fonte. A água viva da vida flui sem cessar, lavando e purgando toda a lama e toda a água imunda na igreja, purificando mais uma vez o Teu templo. Nós viemos a conhecer o verdadeiro Deus prático, caminhamos dentro de Suas palavras, reconhecemos nossas funções e deveres, e fizemos tudo que pudemos para nos despender para o bem da igreja. Sempre em silêncio diante de Ti, devemos estar atentos à obra do Espírito Santo para que a Tua vontade não seja obstruída em nós. Entre os santos, existe amor recíproco, e as forças de uns compensarão as falhas de outros. Eles são capazes de caminhar no espírito em todos os momentos, esclarecidos e iluminados pelo Espírito Santo. Eles põem a verdade em prática imediatamente ao entendê-la. Eles acompanham o ritmo da nova luz e seguem as pegadas de Deus.

Cooperar ativamente com Deus; deixar que Ele tome o controle é andar com Ele. Todas as nossas ideias, noções, opiniões e envolvimentos seculares desaparecem no ar como fumaça. Deixamos Deus reinar supremo em nosso espírito, caminhamos com Ele e assim ganhamos transcendência, superando o mundo, e nosso espírito voa livre e alcança a libertação: esse é o resultado quando Deus Todo-Poderoso Se torna Rei. Como poderíamos não dançar e cantar em louvor, oferecendo nossos louvores, oferecendo novos hinos?

Há verdadeiramente muitas maneiras de louvar a Deus: chamando Seu nome, aproximando-se Dele, pensando Nele, lendo em oração, empenhando-nos em comunhão, contemplando e ponderando, em oração e cânticos de louvor. Nesses tipos de louvor, há prazer e há unção; no louvor, há poder e também há um fardo. No louvor, há fé e há nova percepção.

Coopere ativamente com Deus, coordene em serviço e torne-se um, cumpra as intenções de Deus Todo-Poderoso, apresse-se para se tornar um santo corpo espiritual, esmague Satanás e dê fim ao destino de Satanás. A igreja da Filadélfia foi arrebatada para a presença de Deus e se manifesta em Sua glória.

de ‘Capítulo 2’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

167. O Rei triunfante está sentado em Seu trono glorioso. Ele realizou a redenção e levou todo o Seu povo a aparecer em glória. Ele segura o universo em Suas mãos, e, com Sua sabedoria e força divinas, Ele construiu e firmou Sião. Com Sua majestade, Ele julga o mundo pecaminoso; Ele julgou todas as nações e todos os povos, a terra e os mares e todos os seres vivos neles, bem como aqueles que estão embriagados com o vinho da promiscuidade. Deus certamente os julgará, e Ele certamente ficará irado com eles, e nisso será revelada a majestade de Deus, cujo julgamento é instantâneo e executado sem demora. O fogo da Sua ira incinerará certamente seus crimes hediondos e calamidade cairá sobre a eles a qualquer momento; eles não conhecerão nenhuma via de escape e não terão lugar para se esconder, eles gemerão e rangerão os dentes e trarão destruição sobre si mesmos.

Os filhos triunfantes, amados de Deus, certamente permanecerão em Sião, para nunca partir dela. As multidões de povos escutarão atentamente a Sua voz, atentarão cuidadosamente às Suas ações, e os sons de seus louvores a Ele nunca cessarão. O único Deus verdadeiro apareceu! Nós teremos certeza Dele em espírito e O seguiremos de perto; avançaremos como toda força e não hesitaremos mais. O fim do mundo está se desdobrando diante de nós; uma vida correta da igreja, bem como as pessoas, assuntos e coisas que nos cercam estão, neste momento, intensificando nosso treinamento. Apressemo-nos para retomar nosso coração que ama tanto o mundo! Apressemo-nos para retomar nossa visão que está tão obscurecida! Interrompemos nossos passos para não ultrapassarmos os limites. Refreemos nossas línguas para que possamos andar na palavra de Deus e não briguemos mais por nossos próprios ganhos e perdas. Ah, deixem isso — sua predileção pelo mundo secular e pela riqueza! Ah, libertem-se disso — de seu apego a marido e filhas e filhos! Ah, abandonem seus pontos de vista e preconceitos! Ah, acordem, pois o tempo é curto! Olhem para cima, olhem para cima a partir do espírito e deixem Deus assumir o controle. Não importa o que aconteça, não se torne outra mulher de Ló. Como é lamentável ser posto de lado! Como é mesmo lamentável! Ah, acordem!

de ‘Capítulo 3’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

168. Montanhas e rios mudam, águas fluem ao longo de seu curso e a vida do homem não dura como duram a terra e o céu. Somente Deus Todo-Poderoso é vida eterna e ressuscitada, que continua, geração após geração, para sempre! Todas as coisas e todos os eventos estão em Suas mãos e Satanás está sob Seu pé.

Hoje, é pela seleção predeterminada de Deus que Ele nos livra das garras de Satanás. Ele é verdadeiramente o nosso Redentor. A vida eterna e ressuscitada de Cristo foi de fato lavrada dentro de nós, destinando-nos a nos conectar com a vida de Deus, para que de fato sejamos capazes de estar cara a cara com Ele, comê-Lo, bebê-Lo e desfrutar Dele. Essa é a oferta abnegada que Deus fez ao preço do sangue de Seu coração.

As estações vão e vêm, passando por vento e geada, deparando com tantos sofrimentos, perseguições e tribulações da vida, com tantos repúdios e calúnias do mundo, com tantas acusações falsas do governo, mesmo assim nem a fé de Deus nem a Sua resolução são diminuídas nem um pouco. De todo o coração dedicado à vontade de Deus, e ao gerenciamento e plano de Deus, para que eles possam ser realizados, Ele põe de lado a Sua própria vida. Por toda a multidão de Seu povo, Ele não poupa dores, alimentando-o e regando-o cuidadosamente. Não importando quão ignorantes nós somos, nem quão difíceis nós somos, precisamos apenas submetermo-nos perante Ele, e a vida ressuscitada de Cristo mudará a nossa velha natureza… Por todos esses filhos primogênitos, Ele labora incansavelmente, renunciando a comida e descanso. Quantos dias e noites, por quanto calor escaldante e frio congelante, Ele vigia de todo o coração em Sião.

O mundo, o lar, o trabalho e tudo, renunciados totalmente, alegremente, voluntariamente, e os prazeres mundanos não têm nada a ver com Ele… As palavras da Sua boca nos atingem, expondo as coisas escondidas no fundo do nosso coração. Como podemos não estar convencidos? Cada sentença que vem da Sua boca pode tornar-se realidade em nós a qualquer momento. O que quer que façamos, em Sua presença ou escondido Dele, não há nada que Ele não saiba, nada que Ele não entenda. Tudo de fato será revelado diante Dele, a despeito dos nossos planos e arranjos próprios.

Sentados diante Dele, sentindo alegria dentro de nosso espírito, tranquilos e calmos, mas nos sentindo sempre vazios e verdadeiramente em débito com Deus: essa é uma maravilha inimaginável e impossível de alcançar. O Espírito Santo é suficiente para provar que Deus Todo-Poderoso é o único Deus verdadeiro! É prova incontestável! Nós, deste grupo, somos indescritivelmente abençoados! Se não fosse pela graça e misericórdia de Deus, só poderíamos ir para a perdição e seguir Satanás. Só Deus Todo-Poderoso pode nos salvar!

Ah! Deus Todo-Poderoso, o Deus prático! És Tu que abriste nossos olhos espirituais, permitindo-nos contemplar os mistérios do mundo espiritual. As perspectivas do reino são ilimitadas. Deixa-nos estar alertas enquanto esperamos. O dia não pode estar muito longe.

As chamas da guerra redemoinham, a fumaça de canhão enche o ar, o tempo fica quente, o clima vira, uma praga se espalhará e as pessoas podem apenas morrer, sem esperança de sobrevivência.

Ah! Deus Todo-Poderoso, o Deus prático! Tu és nossa fortaleza inabalável. Tu és nosso refúgio. Nós nos aconchegamos sob Tuas asas e a calamidade não pode nos alcançar. Tais são Tua proteção e Teu cuidado divinos.

Todos nós elevamos nossas vozes em canção; cantamos em louvor e o som do nosso louvor ressoa por todo o Sião! Deus Todo-Poderoso, o Deus prático, preparou para nós esse destino glorioso. Fique alerta — ah, esteja em alerta! Por enquanto, não é tarde demais.

de ‘Capítulo 5’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

169. Desde que Deus Todo-Poderoso — o Rei do reino — foi testemunhado, o escopo da gestão de Deus se desdobrou inteiramente por todo o universo. Não só a aparição de Deus foi testemunhada na China, como o nome de Deus Todo-Poderoso foi testemunhado em todas as nações e em todos os lugares. Todos estão chamando esse santo nome, buscando ter comunhão com Deus por todos os meios possíveis, compreendendo a vontade de Deus Todo-Poderoso e O servindo cooperativamente na igreja. Essa é a maneira maravilhosa pela qual o Espírito Santo opera.

As línguas das várias nações são diferentes entre si, mas existe apenas um Espírito. Esse Espírito une as igrejas por todo o universo e é um com Deus, sem a menor diferença. Isso é algo que está acima de qualquer dúvida. O Espírito Santo agora as chama e Sua voz as desperta. É a voz da misericórdia de Deus. Todas elas estão chamando o santo nome de Deus Todo-Poderoso! Elas também louvam e cantam. Nunca pode haver qualquer desvio na obra do Espírito Santo; essas pessoas não medem esforços para avançar pela senda certa, elas não recuam — maravilhas se acumulam sobre maravilhas. Isso é algo que as pessoas acham difícil imaginar e impossível de especular a respeito.

Deus Todo-Poderoso é o Rei da vida no universo! Ele Se senta no trono glorioso e julga o mundo, domina tudo e governa todas as nações; todas as pessoas dobram os joelhos para Ele, oram para Ele, chegam perto Dele e se comunicam com Ele. Não importa há quanto tempo você acredita em Deus, quão elevado é o seu status ou quão grande é a sua senioridade, se for contra Deus em seu coração, você precisa ser julgado e precisa prostrar-se perante Ele, emitindo sons de súplica dolorosa; isso é de fato colher os frutos das próprias ações. Esse som lamentoso é o som de ser atormentado no lago de fogo e enxofre, e é o grito de ser castigado pelo cajado de ferro de Deus; esse é o julgamento perante o assento de Cristo.

Extraído de ‘Capítulo 8’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

170. Deus Todo-Poderoso! Seu corpo glorioso aparece abertamente, o santo corpo espiritual surge, e Ele é o Próprio Deus completo! O mundo e a carne, ambos mudaram, e Sua transfiguração no monte é a pessoa de Deus. Ele tem a coroa dourada em Sua cabeça, Seu traje é de um branco puro, cruzando o peito está um cinturão dourado, e todas as coisas do mundo são estrado para Seus pés. Seus olhos são como chama de fogo, uma espada afiada de dois gumes sai de Sua boca, e Ele tem as sete estrelas em Sua mão direita. O caminho até o reino é ilimitadamente brilhante, e Sua glória aparece e brilha; as montanhas estão felizes, e as águas riem; o sol, a lua e as estrelas todos giram ordenadamente em seus arranjos, dando as boas-vindas ao único e verdadeiro Deus cujo retorno triunfal anuncia a conclusão de Seu plano de gerenciamento de seis mil anos. Todos saltam e dançam com alegria! Viva! O Deus todo-poderoso está em Seu trono glorioso! Cantem! A vitoriosa bandeira do Todo-Poderoso está içada bem alto no majestoso e magnífico Monte Sião! Todas as nações estão celebrando, todos os povos estão cantando, o Monte Sião ri de contentamento, e a glória de Deus surgiu! Nem em sonhos pensei que veria a face de Deus, mas hoje a vi. Cara a cara com Ele todos os dias, desnudo meu coração para Ele. Ele generosamente fornece comida e bebida. Vida, palavras, ações, pensamentos, ideias — Sua luz gloriosa ilumina todos eles. Ele conduz cada passo do caminho, e Seu julgamento cairá imediatamente sobre qualquer um que tiver o coração rebelde.

Extraído de ‘Capítulo 15’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

171. O Filho do homem foi testemunhado, e o Próprio Deus foi abertamente revelado. A glória de Deus foi emitida, brilhando intensamente como o sol ardente! Seu glorioso semblante brilha com luz deslumbrante; que olhos ousam tratá-Lo com resistência? A resistência leva à morte! Não há a mínima porção de misericórdia para qualquer coisa que vocês pensem em seu coração, para qualquer palavra que digam ou qualquer coisa que façam. Todos vocês entenderão e verão o que obtiveram — nada além do Meu julgamento! Posso Eu tolerar isso quando vocês não se esforçam em comer e beber Minhas palavras, mas interrompem arbitrariamente e destroem Minha edificação? Eu não facilitarei para esse tipo de pessoa! Se o seu comportamento ficar ainda pior, você será consumido por chamas! O Deus todo-poderoso Se manifesta em um corpo espiritual, sem a mínima porção de carne ou sangue conectando da cabeça aos pés. Ele transcende o mundo-universo, sentado no trono glorioso no terceiro céu, gerenciando todas as coisas! O universo e todas as coisas estão em Minhas mãos. Se Eu falar, assim será. Se Eu ordenar, assim será. Satanás está sob Meus pés, no poço sem fundo! Quando Minha voz for emitida, o céu e a terra passarão e serão reduzidos a nada! Todas as coisas serão renovadas e essa é uma verdade inalterável e absolutamente correta. Eu venci o mundo, bem como todos os malvados. Estou sentado aqui, falando com vocês; todos os que têm ouvidos devem ouvir e todos os que vivem devem aceitar.

Extraído de ‘Capítulo 15’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

172. O todo-poderoso Deus verdadeiro, o Rei entronado, governa o universo inteiro, encarando todas as nações e todos os povos, e tudo sob o céu brilha com a glória de Deus. Todas as coisas vivas no universo e até os confins da terra verão. As montanhas, os rios, os lagos, os territórios, os oceanos e todos os seres vivos abriram suas cortinas à luz do semblante do Deus verdadeiro e reviveram, como se despertando de um sonho, como se fossem renovos irrompendo através do solo!

Ah! O único Deus verdadeiro aparece diante do mundo. Quem ousa aproximar-se Dele com resistência? Tudo treme de medo. Tudo está totalmente convencido e tudo implora perdão repetidas vezes. Todos os povos caem de joelhos diante Dele e todas as bocas O adoram! Os continentes e os oceanos, as montanhas, os rios — todas as coisas O louvam sem cessar! A primavera chega com suas brisas mornas, trazendo a agradável chuva primaveril. Como as pessoas todas, as correntes dos riachos fluem com tristeza e alegria, vertendo lágrimas de endividamento e autocensura. Os rios, os lagos, as ondas e as vagas estão todos cantando, enaltecendo o santo nome do Deus verdadeiro! Os sons de louvor ecoam com tanta clareza! As coisas velhas que antes foram corrompidas por Satanás — cada uma e todas elas serão renovadas e mudadas e entrarão em um reino inteiramente novo…

Esta é a trombeta santa e ela começou a soar! Ouça-a com atenção. Esse som, tão doce, é a declaração do trono, anunciando a todas as nações e a todos os povos que a hora chegou, que o fim último chegou. Meu plano de gestão está terminado. Meu reino apareceu abertamente na terra. Os reinos do mundo se tornaram o reino Meu, que sou Deus. Minhas sete trombetas soam do trono e coisas tão maravilhosas acontecerão! Pessoas nos confins da terra acorrerão juntas de todas as direções com a força de uma avalanche e o poder de raios, algumas navegando pelos mares, outras voando em aviões, algumas viajando em veículos de todos os modelos e tamanhos, outras montadas a cavalo. Olhe de perto. Ouça com atenção. Em cavalos de todas as cores, esses cavaleiros de ânimos exaltados, poderosos e magníficos, como se entrassem no campo de batalha, são indiferentes à morte. Em meio ao relinchar de cavalos e ao clamor de pessoas gritando pelo Deus verdadeiro, muitos homens, mulheres e crianças serão pisoteados pelos cascos em um instante. Alguns serão mortos, alguns estarão dando o último suspiro, alguns serão mutilados, sem ninguém para assisti-los, gritando histericamente, uivando de dor. Filhos da rebelião! Esse não é o desfecho final de vocês?

Eu olho com alegria para o Meu povo, que ouve a Minha voz e se reúne vindo de todas as nações e territórios. Todas as pessoas, mantendo sempre o Deus verdadeiro em sua boca, louvam e pulam sem parar de alegria! Elas dão testemunho para o mundo e o som do seu testemunho ao Deus verdadeiro é como o som trovejante de muitas águas. Todas as pessoas se aglomerarão em Meu reino.

Minhas sete trombetas soam, despertando aqueles que dormitam! Levante-se rápido, não é tarde demais. Examine a sua vida! Abra os olhos e veja que a hora é agora. O que há para buscar? O que há para pensar a respeito? E o que há para se agarrar? Você nunca considerou a diferença de valor entre ganhar a Minha vida e ganhar tudo que ama e em que se agarra? Não seja mais voluntarioso nem gaiato. Não perca esta oportunidade. Este momento não voltará! Levante-se agora, pratique o exercício do seu espírito, use ferramentas variadas para ver com clareza e frustrar cada plano e truque de Satanás, para triunfar sobre Satanás, de modo que sua experiência de vida possa ser aprofundada e você possa viver o Meu caráter, de modo que sua vida possa se tornar madura e experiente e você possa sempre seguir os Meus passos. Intrépido, não fraco, seguindo sempre adiante, passo a passo, direto até o fim da estrada!

Quando as sete trombetas soarem outra vez, será o chamado para o julgamento, o julgamento dos filhos da rebelião, o julgamento de todas as nações e todos os povos e, cada nação se renderá perante Deus. O semblante glorioso de Deus certamente aparecerá diante de todas as nações e todos os povos. Todos estarão convencidos totalmente e clamarão sem cessar ao Deus verdadeiro. O Deus todo-poderoso será mais glorioso, e Meus filhos compartilharão da glória e compartilharão o reinado Comigo, julgando todas as nações e todos os povos, punindo o mal, salvando e tendo misericórdia daqueles que pertencem a Mim e tornando o reino forte e estável. Através do som das sete trombetas, um grande número de pessoas será salvo, retornando diante de Mim para ajoelhar-se e adorar em constante louvor!

Quando as sete trombetas soarem mais uma vez, será a coda da era, o sopro de trombeta da vitória sobre o demônio Satanás, a saudação que anuncia o princípio da vida abertamente no reino sobre a terra! Quão alto som, esse som reverberando ao redor do trono, esse sopro de trombeta estremecendo céu e terra, que é o sinal da vitória do Meu plano de gestão, que é o julgamento de Satanás; ele condena este velho mundo inteiramente à morte, a retornar ao poço do abismo! Esse sopro de trombeta significa que o portão da graça está prestes a fechar, que a vida do reino começará na terra, o que é certo e adequado. Deus salva aqueles que O amam. Assim que retornarem para o Seu reino, os povos na terra enfrentarão fome e pestilência, e as sete taças e as sete pragas de Deus vigorarão em sucessão. Céu e terra morrerão, mas não a Minha palavra!

de ‘Capítulo 36’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

173. Quando o relâmpago surge do Oriente — que também é precisamente o momento em que começo a proferir Minhas palavras —, quando o relâmpago surge, todo o empíreo é iluminado e uma transformação acontece em todas as estrelas. É como se toda a raça humana tivesse sido classificada. Sob o brilho desse feixe de luz do Oriente, toda a humanidade é revelada em sua forma original, com os olhos ofuscados, inseguros quanto ao que fazer, e ainda menos capazes de ocultar suas feias feições. São também como animais que fogem da Minha luz e se refugiam nas cavernas da montanha — mas nenhum dentre eles pode ser apagado do interior da Minha luz. Todos os seres humanos estão atônitos, todos estão esperando, todos estão observando; com o advento da Minha luz, todos se regozijam com o dia em que nasceram e, da mesma forma, todos amaldiçoam o dia em que nasceram. Emoções conflitantes são impossíveis de se articular; lágrimas de autopunição formam rios e são levadas na arrebatadora torrente, que se vai sem deixar vestígios, em um piscar de olhos. Mais uma vez, o Meu dia está se aproximando de toda a humanidade, mais uma vez despertando a raça humana, proporcionando à humanidade um novo começo. Meu coração bate e, seguindo a cadência de batimentos de Meu coração, as montanhas pulam de alegria, as águas dançam com alegria e as ondas, acompanhando o ritmo, batem nos recifes rochosos. É difícil expressar o que está no Meu coração. Eu quero que todas as coisas impuras queimem em cinzas sob o Meu olhar, quero fazer com que todos os filhos da desobediência desapareçam de diante dos Meus olhos, que nunca mais permaneçam na existência. Não só criei um novo começo no lugar da morada do grande dragão vermelho como iniciei uma nova obra no universo. Logo, os reinos da terra se tornarão o Meu reino; logo, os reinos da terra deixarão de existir para sempre por causa do Meu reino, porque já alcancei a vitória, porque voltei triunfante. O grande dragão vermelho esgotou todos os meios concebíveis para interromper o Meu plano, esperando apagar a Minha obra na terra, mas Eu posso ficar desanimado por conta de seus estratagemas enganosos? Posso ficar com medo de perder a confiança por suas ameaças? Nunca existiu um único ser, nem no céu nem na terra, que Eu não tenha segurado na palma da Minha mão; quanto mais isso é verdadeiro em relação ao grande dragão vermelho, esse instrumento que serve como um contraste para Mim? Não é também um objeto para ser manipulado pelas Minhas mãos?

Durante Minha encarnação no mundo humano, a humanidade, sob a minha orientação, chegou, sem perceber, a este dia e sem perceber Me conheceu. Mas, em se tratando de como trilhar a senda que jaz adiante, ninguém tem a mínima noção, ninguém está ciente, e ninguém muito menos tem um indício quanto à direção em que essa senda o levará. Só com o Todo-Poderoso o observando é que alguém será capaz de trilhar a senda até o fim; só guiado pelo relâmpago do Oriente, alguém será capaz de cruzar o limiar que leva ao Meu reino. Entre os homens, nunca houve quem tivesse visto a Minha face, quem tivesse visto o relâmpago no Oriente; quanto menos houve quem tivesse ouvido as expressões do Meu trono? De fato, desde os tempos antigos, nenhum ser humano entrou diretamente em contato com a Minha pessoa; só hoje, quando Eu vim ao mundo, é que os homens têm uma oportunidade de Me ver. Mas, mesmo agora, os homens ainda não Me conhecem, já que apenas olham para o Meu rosto e ouvem apenas a Minha voz, sem entender o que quero dizer. Todos os seres humanos são assim. Sendo alguém do Meu povo, vocês não sentem um orgulho profundo quando veem o Meu rosto? E não sentem uma vergonha abjeta por não Me conhecerem? Eu caminho entre os homens e vivo entre os homens, pois Me tornei carne e entrei no mundo humano. Meu objetivo não é simplesmente capacitar a humanidade para olhar a Minha carne; mais importante que isso é permitir que a humanidade Me conheça. Além disso, através da Minha carne encarnada, condenarei a humanidade por seus pecados; através da Minha carne encarnada, vencerei o grande dragão vermelho e aniquilarei seu covil.

Extraído de ‘Capítulo 12’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

174. Quando Eu volto a Minha face ao universo para falar, toda a humanidade ouve a Minha voz e então vê todas as obras que Eu realizei por todo o universo. Aqueles que forem contrários à Minha vontade, isto é, que se opõem a Mim com os feitos do homem, cairão sob o Meu castigo. Eu tomarei as numerosas estrelas dos céus e as farei de novo e, graças a Mim, o sol e a lua serão renovados — os céus não serão mais como eram; as miríades de coisas na terra serão renovadas. Tudo se tornará completo mediante Minhas palavras. As muitas nações do universo serão redivididas e substituídas pelo Meu reino, de modo que as nações sobre a terra desaparecerão para sempre e tudo se tornará um reino que Me adora; todas as nações da terra serão destruídas e deixarão de existir. Dos seres humanos do universo, todos aqueles que pertencem ao diabo serão exterminados; todos os que adoram Satanás serão abatidos pelo Meu fogo ardente — isto é, exceto aqueles que agora estão na corrente, o resto será transformado em cinzas. Quando Eu castigar os muitos povos, aqueles que estiverem no mundo religioso, em extensões diferentes, voltarão para o Meu reino, conquistados por Minhas obras, porque terão visto o advento do Santo vindo numa nuvem branca. Toda a humanidade seguirá a própria espécie e receberá castigos que variam conforme suas ações. Aqueles que se levantaram contra Mim irão todos perecer; quanto àqueles cujos feitos na terra não Me envolveram, por causa da maneira como se absolveram, continuarão a existir na terra sob a governança dos Meus filhos e do Meu povo. Eu Me revelarei à miríade de povos e à miríade de nações, ressoando com Minha própria voz sobre a terra, proclamando a completude da Minha grande obra, para que toda humanidade veja com os próprios olhos.

Conforme Minha voz aumenta em intensidade, Eu vou também observando o estado do universo. Através das Minhas palavras, as miríades de coisas criadas são todas renovadas. O céu muda, assim como a terra. A humanidade fica exposta em sua forma original e, lentamente, cada um de acordo com sua espécie, encontra, de modo inconsciente, seu caminho de volta ao seio de sua família. Nisso, ficarei muito satisfeito. Estou livre de interrupções e, imperceptivelmente, Minha grande obra é realizada, e todas as miríades de coisas da criação são transformadas. Quando criei o mundo, Eu modelei todas as coisas de acordo com sua espécie, colocando todas as coisas com formas junto à sua espécie. À medida que o fim do Meu plano de gerenciamento se aproxima, restaurarei o antigo estado da criação, restaurarei tudo ao modo como era originalmente, mudando profundamente todas as coisas, de maneira que tudo vai retornar ao seio do Meu plano. A hora chegou! A última etapa do Meu plano está prestes a ser cumprida. Ah, velho mundo impuro! Você certamente cairá sob Minhas palavras! Você certamente será reduzido a nada pelo Meu plano! Ah, miríades de coisas criadas! Vocês todas ganharão vida nova em Minhas palavras — vocês terão seu Senhor Soberano! Ah, novo mundo puro e imaculado. Você certamente reviverá em Minha glória! Ah, Monte Sião! Não se cale mais. Eu voltei em triunfo! Do centro da criação, Eu escrutino toda a terra. Na terra, a humanidade começou uma vida nova, ganhou esperança nova. Ah, Meu povo! Como vocês podem não voltar à vida na Minha luz? Como podem não pular de alegria sob a Minha direção? As terras estão gritando de júbilo, as águas ruidosas riem felizes! Ah, o Israel ressuscitado! Como você pode não sentir orgulho por causa da Minha predestinação? Quem chorou? Quem lamentou? O Israel antigo deixou de existir e o Israel de hoje se ergueu, ereto e muito alto no mundo, levantou-se no coração de toda a humanidade. O Israel de hoje certamente alcançará a fonte da existência através do Meu povo! Ah, Egito odioso! Certamente você não está mais contra Mim? Como você pode tirar vantagem da Minha misericórdia e tentar escapar do Meu castigo? Como você pode não existir em Meu castigo? Todos os que Eu amo com certeza viverão pela eternidade, e todos aqueles que estão contra Mim certamente serão castigados por Mim pela eternidade. Por Eu ser um Deus zeloso, não pouparei levianamente os homens por tudo que fizeram. Eu zelarei por toda a terra e, aparecendo no Oriente do mundo com justiça, majestade, ira e castigo, Me revelarei à miríade de multidões da humanidade!

Extraído de ‘Capítulo 26’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

175. As multidões gritam vivas para Mim, as multidões Me louvam; todas as bocas mencionam o único Deus verdadeiro, todas as pessoas levantam seus olhos para assistir aos Meus feitos. O reino desce sobre o mundo dos homens, Minha pessoa é rica e abundante. Quem não se regozijaria diante disso? Quem não dançaria de alegria? Ó, Sião! Levante seu estandarte triunfante para Me celebrar! Entoe sua triunfante canção de vitória para propagar Meu santo nome! Toda a criação até aos confins da terra! Apressem-se a se purificar para que vocês possam ser feitos como ofertas a Mim! Constelações no céu acima! Apressem-se a voltar aos seus lugares para mostrar a Minha poderosa força no firmamento! Ouço com atenção as vozes das pessoas na terra que derramam seu infinito amor e reverência por Mim em cântico! Neste dia, quando toda a criação volta à vida, Eu desço ao mundo dos homens. Neste momento, nesta exata ocasião, todas as flores explodem em vibrante florescer, todas as aves cantam como que a uma só voz, todas as coisas palpitam de alegria! Ao som das salvas do reino, o reino de Satanás cai, aniquilado pelo trovejar do hino do reino para nunca mais se erguer!

Quem na terra ousa levantar-se e resistir? Porque descendo à terra, Eu trago fogo, trago ira, trago catástrofes de todo tipo. Os reinos terrenos são agora o Meu reino! No alto céu, as nuvens revoluteiam e ondulam; sob o céu, lagos e rios agitam-se e alegremente produzem uma comovente melodia. Animais em repouso emergem de suas tocas e todas as pessoas são despertadas de seu sono por Mim. O dia esperado pelas multidões de pessoas finalmente chegou! Elas Me oferecem as mais belas canções!

Extraído de ‘Hino do Reino’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

176. Quando a saudação ao reino ressoa — que também é quando soam os sete trovões —, tal som convulsiona o céu e a terra, sacudindo o empíreo e fazendo vibrar as cordas do coração de cada ser humano. O hino ao reino se eleva cerimoniosamente na terra do grande dragão vermelho, provando que destruí aquela nação e estabeleci o Meu reino. Mais importante ainda, o Meu reino está estabelecido na terra. Nesse momento, começo a enviar Meus anjos a cada uma das nações do mundo para que possam pastorear Meus filhos, Meu povo; isso também é para satisfazer as exigências da próxima etapa da Minha obra. No entanto, Eu vou em pessoa ao local onde o grande dragão vermelho jaz enrodilhado para competir com ele. Quando toda a humanidade vier a Me conhecer na carne e for capaz de ver Meus feitos na carne, a toca do grande dragão vermelho se transformará em cinzas e desaparecerá sem deixar rastro. …

Hoje, não só estou descendo sobre a nação do grande dragão vermelho, como também estou Me voltando para encarar o universo inteiro, fazendo com que todo o empíreo estremeça. Existe um único lugar onde quer que seja que não esteja sujeito ao Meu julgamento? Há um só lugar que não exista sob as calamidades que derramo sobre ele? A todo lugar que vou, tenho espalhado todo tipo de “sementes do desastre”. Essa é uma das maneiras pelas quais Eu opero e, sem dúvida, é um ato de salvação para a humanidade, e o que ofereço a ela ainda é um tipo de amor. Desejo permitir a ainda mais pessoas que venham a Me conhecer e que sejam capazes de Me ver e, dessa forma, venham a reverenciar um Deus a quem não podiam ver por tantos anos, mas que, agora mesmo, é real.

Extraído de ‘Capítulo 10’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

177. Por milhares de anos, o homem tem desejado poder testemunhar a chegada do Salvador. O homem tem desejado contemplar Jesus, o Salvador, sobre uma nuvem branca, descendo pessoalmente entre aqueles que têm anelado e ansiado por Ele há milhares de anos. O homem também tem desejado que o Salvador retorne e seja reunido com ele, isto é, que Jesus, o Salvador, volte para o povo de quem Ele tem estado separado por milhares de anos e realize novamente a obra de redenção que realizou entre os judeus, seja compassivo e amoroso para com o homem, perdoe os pecados do homem, tome sobre Si os pecados do homem e até mesmo tome sobre Si todas as transgressões do homem e o liberte do pecado. O que o homem deseja é que Jesus, o Salvador, seja o mesmo que antes: um Salvador amável, afável e venerável, que jamais se ira contra o homem e que jamais o repreende, mas que perdoa e toma sobre si todos os pecados do homem e que até mesmo morre na cruz pelo homem como antes. Desde que Jesus partiu, os discípulos que O seguiram e todos os santos que foram salvos em Seu nome têm ansiado e aguardado desesperadamente por Ele. Todos aqueles que foram salvos pela graça de Jesus Cristo durante a Era da Graça têm ansiado por esse dia exultante durante os tempos finais, quando Jesus, o Salvador, desce numa nuvem branca e aparece diante de todas as pessoas. Evidentemente, esse também é o desejo coletivo de todos aqueles que aceitam o nome de Jesus, o Salvador, hoje. Todos no universo que conhecem a salvação de Jesus, o Salvador, têm desesperadamente ansiado pela súbita chegada de Jesus Cristo para cumprir o que Jesus disse quando estava na terra: “Eu virei assim como parti”. O homem crê que, após a crucificação e ressurreição, Jesus voltou ao céu sobre uma nuvem branca para assumir o Seu lugar à destra do Altíssimo. O homem imagina que, semelhantemente, Jesus descerá novamente sobre uma nuvem branca (essa nuvem se refere à nuvem sobre a qual Ele voltou para o céus), em meio àqueles que têm desesperadamente ansiado por Ele há milhares de anos, e que Ele portará a imagem e vestirá as roupas dos judeus. Depois de aparecer aos homens, Ele lhes concederá comida, fará com que água viva jorre para eles e que habitará entre eles, cheio de graça e amor, vívido e real. Todas essas noções são o que as pessoas acreditam. Mas Jesus, o Salvador, não fez isso; Ele fez o oposto do que o homem imaginou. Ele não chegou entre aqueles que haviam ansiado por Sua volta e não apareceu sobre a nuvem branca a todas as pessoas. Ele já chegou, mas o homem não O conhece e permanece ignorante sobre Ele. O homem simplesmente O está aguardando sem propósito, inconsciente de que Ele já desceu sobre uma “nuvem branca” (a nuvem que é o Seu Espírito, as Suas palavras, todo o Seu caráter e tudo que Ele é), e está agora entre um grupo de vencedores que Ele formará durante os últimos dias. O homem não sabe disto: a despeito de todo amor e afeição que o santo Salvador Jesus tem pelo homem, como Ele pode operar naqueles “templos” habitados por imundície e espíritos impuros? Embora o homem estivesse aguardando a Sua volta, como Ele poderia aparecer àqueles que comem a carne dos injustos, bebem o sangue dos injustos e usam as roupas dos injustos, que creem Nele, mas não O conhecem, e que constantemente O extorquem? O homem sabe apenas que Jesus, o Salvador, é cheio de amor e transborda de compaixão e que Ele é a oferta pelo pecado, repleta de redenção. Mas o homem não faz ideia de que Ele também seja o Próprio Deus, que transborda de justiça, majestade, ira e julgamento e que possui autoridade e é pleno de dignidade. Portanto, mesmo que o homem anseie ardentemente e deseje a volta do Redentor, e mesmo que suas orações movam o céu, Jesus o Salvador não aparece àqueles que creem Nele, mas não O conhecem.

Extraído de ‘O Salvador já voltou sobre uma “nuvem branca”’ em “A Palavra manifesta em carne”

178. Dei a Minha glória a Israel e então a retirei; depois levei os israelitas para o Oriente e toda a humanidade para o Oriente. Trouxe-os todos para a luz para que possam se reunir a ela e estar associados a ela, e não mais precisar procurá-la. Farei com que todos os que estão buscando vejam a luz novamente e vejam a glória que tive em Israel; deixarei que vejam que há muito tempo desci sobre uma nuvem branca em meio à humanidade; deixarei que vejam as inúmeras nuvens brancas e os frutos em seus abundantes cachos e, sobretudo, que vejam Deus Jeová de Israel. Eu os deixarei contemplar o Mestre dos Judeus, o tão esperado Messias e a Minha plena aparição que fui perseguido pelos reis ao longo das eras. Trabalharei por todo o universo e realizarei uma grande obra, revelando toda a Minha glória e todas os Meus feitos ao homem nos últimos dias. Mostrarei Meu glorioso semblante em sua plenitude àqueles que esperaram muitos anos por Mim, àqueles que desejaram que Eu viesse numa nuvem branca, a Israel que desejou que Eu aparecesse uma vez mais, e a toda a humanidade que Me persegue, para que todos saibam que há muito tempo retirei a Minha glória e a trouxe para o Oriente, de modo que ela não está mais na Judeia. Pois os últimos dias já chegaram!

Estou fazendo a Minha obra por todo o universo e, no Oriente, trovões estrondosos soam incessantemente, sacudindo todas as nações e denominações. É a Minha voz que trouxe todos os homens para o presente. Farei com que todos os homens sejam conquistados pela Minha voz, caiam nessa corrente, e submetam-se diante de Mim, pois há muito tempo recuperei a Minha glória de toda a terra e a emanei novamente no Oriente. Quem não deseja ver a Minha glória? Quem não espera ansiosamente pelo Meu retorno? Quem não tem sede do Meu reaparecimento? Quem não tem saudades da Minha beleza? Quem não viria para a luz? Quem não veria a riqueza de Canaã? Quem não anseia pelo retorno do Redentor? Quem não adora o Grande Todo-Poderoso? A Minha voz se espalhará pela terra; desejo, diante do Meu povo escolhido, falar mais palavras para eles. Como os poderosos trovões que abalam montanhas e rios, Eu falo Minhas palavras para todo o universo e para a humanidade. Portanto, as palavras na Minha boca se tornaram o tesouro do homem, e todos os homens apreciam as Minhas palavras. O raio ilumina do Oriente até o Ocidente. Minhas palavras são tais que o homem reluta em abrir mão delas e, ao mesmo tempo, as considera insondáveis, mas se regozija com elas ainda mais. Todos os homens estão contentes e alegres, celebrando a Minha vinda como um bebê que acaba de nascer. Por intermédio da Minha voz, trarei todos os homens diante de Mim. Daí em diante, Eu entrarei formalmente na raça dos homens para que venham Me adorar. Com a glória que Eu irradio e com as palavras da Minha boca, farei com que todos os homens venham diante de Mim e vejam que o relâmpago ilumina desde o Oriente e que desci também no Monte das Oliveiras, no Oriente. Eles verão que já há muito tempo estou na terra, não mais como o Filho dos judeus, mas como o Relâmpago do Oriente. Pois há muito que ressuscitei e saí do meio da humanidade, e reapareci com glória entre os homens. Eu sou Aquele que foi adorado por incontáveis eras antes de agora, e também sou o bebê abandonado pelos israelitas, incontáveis eras antes de agora. Além disso, Eu sou o todo-glorioso Deus Todo-Poderoso da era presente! Que todos cheguem diante do Meu trono e vejam Meu semblante glorioso, ouçam a Minha voz e contemplem as Minhas obras. Essa é a totalidade da Minha vontade; é o fim e o clímax do Meu plano, assim como o propósito do Meu gerenciamento. Que toda nação Me adore, que toda língua Me reconheça, que todo homem tenha fé em Mim, que todos os povos se sujeitem a Mim!

Extraído de ‘O ressoar dos sete trovões: profetizando que o evangelho do reino se expandirá por todo o universo’ em “A Palavra manifesta em carne”

179. Já fui conhecido como Jeová. Também já fui chamado de Messias, e as pessoas no passado Me chamaram de Jesus o Salvador porque elas Me amavam e respeitavam. Hoje, porém, não sou o Jeová nem o Jesus que as pessoas conheceram nos tempos passados; sou o Deus que voltou nos últimos dias, o Deus que encerrará esta era. Sou o Próprio Deus que Se ergue da extremidade da terra, repleto de todo o Meu caráter e pleno de autoridade, honra e glória. As pessoas nunca se envolveram Comigo, nunca Me conheceram e sempre foram ignorantes do Meu caráter. Desde a criação do mundo até hoje, nem uma só pessoa Me viu. Este é o Deus que aparece ao homem durante os últimos dias, mas que está oculto entre os homens. Ele reside entre os homens, verdadeiro e real, como o sol ardente e a chama flamejante, cheio de poder e transbordante de autoridade. Não há uma única pessoa ou coisa que não será julgada por Minhas palavras nem uma única pessoa ou coisa que não será purificada pelo fogo ardente. No fim, todas as nações serão abençoadas por causa de Minhas palavras e também esmagadas em pedaços por causa de Minhas palavras. Dessa forma, todas as pessoas durante os últimos dias verão que Eu sou o Salvador que retornou e que Eu sou o Deus Todo-Poderoso que conquista toda a humanidade. E todos verão que já fui a oferta pelo pecado para o homem, mas que, nos últimos dias, Eu também Me torno as chamas do sol que queimam todas as coisas, bem como o Sol da justiça que revela todas as coisas. Essa é a Minha obra dos últimos dias. Eu assumi esse nome e possuo esse caráter para que todas as pessoas possam ver que Eu sou um Deus justo, e o sol ardente, a chama flamejante, para que todos possam Me adorar, o único Deus verdadeiro, e para que possam ver Minha verdadeira face: não sou apenas o Deus dos israelitas e não sou apenas o Redentor; Eu sou o Deus de todas as criaturas nos céus, na terra e nos mares.

Extraído de ‘O Salvador já voltou sobre uma “nuvem branca”’ em “A Palavra manifesta em carne”

180. O plano de gerenciamento de Deus de seis mil anos se aproxima do fim e a porta do reino já se abriu para todos que buscam Sua aparição. Caros irmãos e irmãs, o que vocês estão esperando? O que vocês procuram? Aguardam Deus aparecer? Procuram Suas pegadas? Como se anseia pela aparição de Deus! E como é difícil encontrar as pegadas de Deus! Numa era como esta, em um mundo como este, o que devemos fazer para testemunhar o dia em que Deus aparecer? O que devemos fazer para acompanhar o ritmo das pegadas de Deus? Perguntas desse tipo são confrontadas por todos que aguardam Deus aparecer. Todos vocês já refletiram sobre essas perguntas mais de uma vez — mas qual foi o resultado? Onde Deus aparece? Onde estão as pegadas de Deus? Vocês já receberam as respostas? Muitos responderiam da seguinte maneira: Deus aparece entre aqueles que O seguem e Suas pegadas estão entre nós; é simples assim! Qualquer um pode oferecer uma resposta convencional, mas vocês compreendem o que significa a aparição de Deus ou Suas pegadas? A aparição de Deus diz respeito à Sua chegada à terra para realizar Sua obra em pessoa. Com Sua identidade e Seu caráter próprios, e de um jeito que Lhe é inato, Ele desce entre os homens para conduzir a obra de iniciar uma era e terminar uma era. Esse tipo de aparição não é uma forma de cerimônia. Não é um sinal, uma imagem, um milagre nem algum tipo de visão grandiosa, muito menos algum tipo de processo religioso. É um fato real e genuíno que pode ser tocado e contemplado por qualquer um. Esse tipo de aparição não tem por objetivo agir por agir nem é pelo bem de um empreendimento de curto prazo, antes, é pelo bem de uma etapa da obra em Seu plano de gerenciamento. A aparição de Deus é sempre significativa e sempre traz alguma relação com Seu plano de gerenciamento. O que aqui é chamado de “aparição” é completamente diferente do tipo de “aparição” na qual Deus guia, lidera e esclarece o homem. Deus realiza uma etapa de Sua grande obra a cada vez que Se revela. Esta obra é diferente daquela realizada em qualquer outra era. É inimaginável para o homem e jamais foi experimentada pelo homem. É uma obra que inicia uma nova era e conclui a era antiga, é uma forma nova e aprimorada da obra de salvação da humanidade; além disso, é uma obra que traz a humanidade para a nova era. É isso o que a aparição de Deus significa.

Extraído de ‘A aparição de Deus inaugurou uma nova era’ em “A Palavra manifesta em carne”

181. Quando vocês tiverem compreendido o que a aparição de Deus significa, como deveriam procurar as pegadas de Deus? Essa pergunta não é difícil de explicar: onde quer que Deus apareça, ali vocês encontrarão Suas pegadas. Tal explicação parece bastante simples, mas não se mostra tão fácil na prática, pois muitas pessoas não sabem onde Deus aparece, muito menos onde Ele está disposto aparecer ou onde deveria fazê-lo. Alguns creem impulsivamente que onde o Espírito Santo está operando, ali Deus aparece. Ou então acreditam que onde há personagens espirituais, Deus aparece. Ou então acreditam que onde quer que haja pessoas de alta reputação ali Deus aparece. Por ora, não vamos discutir se essas crenças estão certas ou erradas. Para explicar tal questão, primeiramente temos de ter um objetivo claro: estamos buscando as pegadas de Deus. Não estamos buscando personagens espirituais, muito menos perseguindo personagens famosos; estamos perseguindo as pegadas de Deus. Por essa razão, uma vez que estamos buscando as pegadas de Deus, cabe a nós buscar a vontade de Deus, as palavras de Deus, Suas declarações — pois onde quer que haja novas palavras ditas por Deus, a voz de Deus está ali, e onde quer que haja passos de Deus, os feitos de Deus estão ali. Onde quer que haja a expressão de Deus, ali Deus aparece, e onde quer que Deus apareça, ali existem o caminho, a verdade e a vida. Na busca pelas pegadas de Deus, vocês ignoraram as palavras de que “Deus é o caminho, a verdade e a vida”. Assim, mesmo quando recebem a verdade, muitas pessoas não acreditam que tenham encontrado as pegadas de Deus e muito menos reconhecem a aparição de Deus. Que grave erro! A aparição de Deus não pode ser acomodada às concepções do homem, e muito menos Deus irá aparecer por ordem do homem. Deus faz Suas escolhas próprias e tem Seus planos próprios quando realiza Sua obra; além disso, Ele tem Seus objetivos próprios e Seus métodos próprios. Qualquer que seja a obra que realiza, Ele não tem necessidade de discuti-la com o homem nem de buscar o seu conselho, muito menos de informar a toda e qualquer pessoa sobre Sua obra. Esse é o caráter de Deus, que deve, aliás, ser reconhecido por todos. Se vocês desejam testemunhar a aparição de Deus, se desejam seguir as pegadas de Deus, então devem antes se afastar de suas próprias noções. Você não deveria exigir que Deus faça isso ou aquilo e menos ainda deveria encerrá-Lo em seus limites próprios e restringi-Lo a suas próprias noções. Em vez disso, vocês deveriam se perguntar como devem buscar as pegadas de Deus, como devem aceitar a aparição de Deus e como devem se submeter à nova obra de Deus; isso é o que o homem deveria fazer. Como o homem não é a verdade e não possui a verdade, ele deve buscar, aceitar e obedecer.

Extraído de ‘A aparição de Deus inaugurou uma nova era’ em “A Palavra manifesta em carne”

182. Hoje, Deus fez uma nova obra. Você pode não ser capaz de aceitar estas palavras, e elas podem lhe parecer estranhas, mas Eu o aconselharia a não expor a sua naturalidade, pois só aqueles que realmente têm fome e sede de justiça diante de Deus podem obter a verdade e só aqueles que são verdadeiramente devotos podem ser esclarecidos e guiados por Ele. Os resultados são obtidos pela busca da verdade com sóbria tranquilidade, não com brigas e contendas. Quando Eu digo que “hoje, Deus fez uma obra nova”, estou Me referindo à questão do retorno de Deus para a carne. Talvez estas palavras não o incomodem; talvez você as despreze; ou talvez até mesmo elas sejam de grande interesse para você. Qualquer que seja o caso, Eu espero que todos aqueles que verdadeiramente anseiam que Deus apareça possam encarar esse fato e dar-lhe seu cuidadoso exame, em vez de tirar conclusões precipitadas sobre ele; isso é o que uma pessoa sábia deveria fazer.

Não é difícil inquirir tal coisa, mas requer que cada um de nós conheça esta única verdade: Aquele que é Deus encarnado há de possuir a essência de Deus e Aquele que é Deus encarnado há de possuir a expressão de Deus. Uma vez que Se torna carne, Deus há de levar adiante a obra que intenciona fazer, e, já que Deus Se torna carne, Ele há de expressar o que Ele é e de ser capaz de trazer a verdade ao homem, de conceder-lhe vida e de lhe indicar o caminho. A carne que não contém a essência de Deus decididamente não é o Deus encarnado; disso não há dúvida. Se o homem pretende inquirir se é a carne de Deus em pessoa, então deve corroborar isso a partir do caráter que Ele expressa e das palavras que Ele profere. O que quer dizer que, para corroborar se é ou não a carne de Deus em pessoa e se é ou não o verdadeiro caminho, é preciso discriminar com base em Sua essência. E assim, ao determinar se é a carne do Deus em pessoa, a chave está em Sua essência (Sua obra, Suas declarações, Seu caráter e muitos outros aspectos), em vez de na aparência exterior. Se o homem examina apenas a Sua aparência exterior e, como resultado, ignora a Sua essência, isso demonstra que o homem é inculto e ignorante. A aparência exterior não pode determinar a essência; e mais, a obra de Deus nunca pode se conformar às noções do homem. A aparência exterior de Jesus não ia contra as noções do homem? Seu semblante e Suas roupas não eram incapazes de fornecer quaisquer pistas quanto à Sua verdadeira identidade? Os primeiros fariseus não se opuseram a Jesus exatamente porque só olharam para a Sua aparência externa e não levaram a sério as palavras de Sua boca? É Minha esperança que cada irmão e irmã que busca a aparição de Deus não repita a tragédia da história. Vocês não devem se tornar os fariseus dos tempos modernos nem pregar Deus na cruz novamente. Vocês deveriam considerar cuidadosamente como receber o retorno de Deus e deveriam ter uma mente clara a respeito de como ser alguém que se submete à verdade. Essa é a responsabilidade de todos que estão esperando que Jesus retorne montado em uma nuvem. Deveríamos esfregar nossos olhos espirituais para torná-los claros e não ficar atolados nas palavras de fantasia exagerada. Deveríamos refletir sobre a obra prática de Deus e dar uma olhada no aspecto prático de Deus. Não se deixem levar nem se percam em devaneios, sempre ansiando pelo dia em que o Senhor Jesus, montado numa nuvem, desça subitamente entre vocês e leve vocês que nunca O conheceram nem O viram e que não sabem como fazer a Sua vontade. É melhor pensar em questões mais práticas!

Extraído do Prefácio em “A Palavra manifesta em carne”

183. Desta vez, Deus vem para operar não em um corpo espiritual, mas em um corpo muito comum. Além disso, não somente é o corpo da segunda encarnação de Deus, como também é o corpo por meio do qual Deus retorna à carne. É uma carne muito comum. Você não consegue ver nada que O faça Se destacar dos outros, mas pode ganhar Dele verdades jamais ouvidas. Esta carne insignificante é o que incorpora todas as palavras da verdade que vem de Deus, que assume a obra de Deus nos últimos dias e expressa todo o caráter de Deus para que o homem entenda. Você não deseja imensamente ver o Deus no céu? Não deseja imensamente entender o Deus no céu? Não deseja imensamente ver o destino da humanidade? Ele lhe contará todos esses segredos — segredos que nenhum homem tem sido capaz de lhe contar, e Ele lhe contará também as verdades que você não entende. Ele é a sua porta para o reino e seu guia para a nova era. Uma carne tão comum comporta muitos mistérios insondáveis. Seus feitos podem ser inescrutáveis para você, mas todo o objetivo da obra que Ele faz é suficientemente bastante para permitir que você veja que Ele não é, como as pessoas creem, uma simples carne. Pois Ele representa a vontade de Deus e o cuidado demonstrado por Deus para com a humanidade nos últimos dias. Embora você não possa ouvir Suas palavras que parecem abalar céus e terra nem ver os Seus olhos como chamas flamejantes e embora não consiga sentir a disciplina de Sua vara de ferro, mesmo assim, você pode ouvir de Suas palavras que Deus está irado e saber que Deus está demonstrando compaixão pela humanidade; você pode ver o caráter justo de Deus e Sua sabedoria e, mais ainda, perceber como Deus é solícito para com toda a humanidade. A obra de Deus nos últimos dias é para permitir que o homem veja o Deus no céu vivendo entre os homens na terra e capacitar o homem para que conheça, obedeça, reverencie e ame a Deus. É por isso que Ele voltou à carne pela segunda vez. Embora o que o homem veja hoje seja um Deus que é igual a um homem, um Deus com um nariz e dois olhos e um Deus pouco notável, no final, Deus mostrará a vocês que, se este homem não existisse, o céu e a terra sofreriam uma tremenda mudança; se este homem não existisse, os céus se escureceriam, a terra afundaria no caos e a humanidade toda viveria em meio a fome e pragas. Ele mostrará a vocês que, se Deus encarnado não viesse para salvá-los nos últimos dias, então, Deus teria, há muito tempo, destruído toda humanidade no inferno; se esta carne não existisse, vocês seriam arquipecadores para sempre e seriam sempre cadáveres. Vocês deveriam saber que, se esta carne não existisse, toda a humanidade enfrentaria uma inelutável calamidade e acharia impossível escapar da ainda mais severa punição que Deus infligirá à humanidade nos últimos dias. Se esta carne comum não tivesse nascido, vocês todos estariam em um estado em que implorariam pela vida sem ser capazes de viver e orariam pedindo a morte sem poder morrer; se essa carne não existisse, vocês não seriam capazes de ganhar a verdade e se colocar diante do trono de Deus hoje. Em vez disso, seriam punidos por Deus devido a seus pecados atrozes. Vocês sabiam que, se não fosse pela volta de Deus à carne, ninguém teria uma chance de salvação? Que, se não fosse pela vinda desta carne, Deus teria há muito tempo dado fim à era antiga? Assim sendo, vocês ainda conseguem rejeitar a segunda encarnação de Deus? Já que vocês podem tirar tantos benefícios deste homem comum, então por que não O aceitariam de bom grado?

Extraído de ‘Você sabia? Deus fez uma grande coisa entre os homens’ em “A Palavra manifesta em carne”

184. A obra de Deus é algo que você não pode compreender. Se você não consegue nem captar plenamente se sua escolha é correta nem saber se a obra de Deus pode prosperar, por que então não tentar a sorte e ver se este homem comum pode ser de grande ajuda para você e se Deus tem feito, de fato, uma grande obra? No entanto, tenho de dizer-lhe que, na época de Noé, os homens comiam e bebiam, se casavam e se davam em casamento a tal ponto que isso se tornou insuportável para Deus testemunhar, então Ele fez descer um grande dilúvio para destruir a humanidade, poupando somente as oito pessoas da família de Noé e todos os tipos de pássaros e animais. Nos últimos dias, porém, serão poupados por Deus todos aqueles que forem leais a Ele até o fim. Embora ambas as eras tenham sido épocas de grande corrupção insuportável para Deus testemunhar e embora a humanidade em ambas as eras se tornasse tão corrupta a ponto de negar que Deus era seu Senhor, Deus só destruiu o povo na época de Noé. A humanidade nas duas eras causou grande tristeza a Deus, mas Ele se manteve paciente com os homens dos últimos dias até agora. Por quê? Vocês nunca se perguntaram por quê? Se vocês verdadeiramente não sabem, então deixem-Me dizer-lhes. A razão por que Deus consegue conceder graça aos homens nos últimos dias não é por serem menos corruptos do que as pessoas na época de Noé, nem por terem mostrado arrependimento a Deus e, menos ainda, porque a tecnologia nos últimos dias seja tão avançada que Deus não tenha a determinação para destruir os homens. Antes, é porque Deus tem uma obra a realizar em um grupo de pessoas nos últimos dias e porque Deus deseja fazer esta obra Ele Mesmo, em Sua encarnação. Além disso, Ele deseja escolher uma parte desse grupo para que se torne objetos de Sua salvação e o fruto de Seu plano de gerenciamento e levar essas pessoas para a próxima era. Portanto, não importa o que aconteça, esse preço pago por Deus foi inteiramente em preparação para a obra que Sua carne encarnada fará nos últimos dias. O fato de vocês terem chegado ao dia de hoje é graças a essa carne. É porque Deus vive na carne que vocês têm a chance de sobreviver. Todas essas bem-aventuranças foram ganhas por conta deste homem comum. Não apenas isso, mas, no fim, todas as nações adorarão este homem comum, bem como darão graças e obedecerão a este homem insignificante, porque é a verdade, a vida e o caminho que Ele trouxe que salvou toda a humanidade, atenuou o conflito entre o homem e Deus, encurtou a distância entre eles e abriu uma conexão entre os pensamentos de Deus e o homem. Também é Ele quem obteve glória ainda maior para Deus. Um homem comum como este não é digno de sua confiança e adoração? Uma carne assim comum não está apta a ser chamada de Cristo? Um homem comum assim não pode se tornar a expressão de Deus entre os homens? Tal homem, que poupou a humanidade de sofrer desastre, não merece seu amor e seu desejo de se apegar a Ele? Se vocês rejeitarem as verdades expressadas pela Sua boca e detestarem a Sua existência no meio de vocês, então o que será de vocês no fim?

Toda a obra de Deus nos últimos dias é feita por meio deste homem comum. Ele concederá tudo a você e, mais ainda, Ele poderá decidir tudo a seu respeito. Pode tal homem ser como vocês acreditam que Ele seja: um homem tão simples que não seja digno de menção? Sua verdade não é suficiente para convencê-los completamente? O testemunho de Seus feitos não é suficiente para convencê-los completamente? Ou a senda pela qual Ele os conduz não é digna de que vocês andem nela? No final das contas, o que é que faz com que vocês O abominem, O rejeitem e se mantenham distantes Dele? É este homem quem expressa a verdade, é este homem quem provê a verdade e é este homem quem lhes oferece uma senda a seguir. Será que vocês ainda não conseguem encontrar os traços da obra de Deus nessas verdades? Sem a obra de Jesus, a humanidade jamais poderia ter descido da cruz, mas, sem a encarnação de hoje, aqueles que descem da cruz jamais poderiam ganhar a aprovação de Deus ou entrar na nova era. Sem a vinda deste homem comum, vocês jamais teriam a oportunidade de ver o verdadeiro semblante de Deus nem seriam qualificados para tanto, pois todos vocês são objetos que deveriam ter sido destruídos há muito tempo. Por causa da vinda da segunda encarnação de Deus, Deus lhes perdoou e mostrou misericórdia para com vocês. De qualquer maneira, as palavras que devo deixar para vocês no final ainda são estas: este homem comum, que é Deus encarnado, é de vital importância para vocês. Essa é a coisa mais grandiosa que Deus já fez entre os homens.

Extraído de ‘Você sabia? Deus fez uma grande coisa entre os homens’ em “A Palavra manifesta em carne”

185. Se o Salvador chegasse durante estes últimos dias, se Ele ainda fosse chamado de Jesus e uma vez mais nascesse na Judeia e lá fizesse a Sua obra, então isso provaria que Eu somente criei o povo de Israel e somente redimi o povo de Israel e que Eu nada tenho a ver com os gentios. Isso não contradiria as Minhas palavras de que “Eu sou o Senhor que criou os céus e a terra e todas as coisas”? Eu deixei a Judeia e faço Minha obra entre os gentios porque não sou simplesmente o Deus do povo de Israel, mas o Deus de todas as criaturas. Eu apareço entre os gentios durante os últimos dias porque não sou somente Jeová, o Deus do povo de Israel, mas, além disso, porque Eu sou o Criador de todos os Meus escolhidos dentre os gentios. Eu não só criei Israel, o Egito e o Líbano, mas todas as nações gentias além de Israel. Por isso, Eu sou o Senhor de todas as criaturas. Eu meramente usei Israel como ponto de partida para Minha obra, usei a Judeia e a Galileia como fortalezas de Minha obra redentora e agora uso as nações gentias como base a partir da qual encerrarei toda a era. Realizei dois estágios de obra em Israel (os dois estágios da obra da Era da Lei e da Era da Graça) e tenho realizado dois outros estágios de obra (a Era da Graça e a Era do Reino) pelas terras além de Israel. Dentre as nações gentias, farei a obra de conquista e assim concluirei a era. Se o homem sempre Me chama de Jesus Cristo, mas não sabe que Eu iniciei uma nova era durante os últimos dias e comecei uma nova obra, e se o homem continua a aguardar obsessivamente a chegada de Jesus, o Salvador, então Eu denominarei pessoas assim como aquelas que não creem em Mim; são pessoas que não Me conhecem, e sua crença em Mim é falsa. Poderiam tais pessoas testemunhar a chegada de Jesus o Salvador do céu? O que elas aguardam não é a Minha chegada, mas a chegada do Rei dos Judeus. Elas não anseiam que Eu aniquile este mundo antigo e impuro, mas, em vez disso, anelam pela segunda vinda de Jesus, pela qual serão redimidas. Elas anseiam ver Jesus redimindo uma vez mais toda a humanidade desta terra pervertida e injusta. Como tais pessoas podem se tornar aquelas que completam a Minha obra durante os últimos dias? Os desejos do homem são incapazes de cumprir os Meus desejos ou de realizar a Minha obra, pois o homem simplesmente admira ou preza a obra que Eu fiz anteriormente e não faz ideia de que Eu seja o Próprio Deus que é sempre novo e nunca velho. O homem sabe somente que Eu sou Jeová e Jesus e não faz ideia de que Eu seja o Último que irá pôr fim à humanidade. Tudo o que o homem anseia e sabe vem de suas próprias noções e é meramente o que ele pode ver com seus próprios olhos. Isso não está alinhado com a obra que Eu faço, mas está em desarmonia com ela. Se Minha obra fosse conduzida de acordo com ideias do homem, quando ela terminaria? Quando a humanidade entraria no descanso? E como Eu poderia entrar no sétimo dia, no sábado? Eu opero de acordo com o Meu plano e de acordo com o Meu objetivo — não de acordo com as intenções do homem.

Extraído de ‘O Salvador já voltou sobre uma “nuvem branca”’ em “A Palavra manifesta em carne”

186. Não importa se você é norte-americano, britânico ou de qualquer outra nacionalidade, você deveria ultrapassar as restrições de sua própria nacionalidade, transcendendo a si mesmo, e ver a obra de Deus pela perspectiva de um ser criado. Dessa forma, você não irá impor limitações às pegadas de Deus. Isso ocorre porque hoje, muitos imaginam ser impossível que Deus apareça em determinada nação ou entre um certo povo. Quão profundo é o significado da obra de Deus e como é importante a aparição de Deus! Como as noções e os pensamentos do homem podem avaliá-los? Portanto, digo que você deveria romper com suas noções de nacionalidade e etnia de modo a poder buscar a aparição de Deus. Somente assim você não ficará limitado às próprias noções; somente dessa forma você estará qualificado para acolher a aparição de Deus. Do contrário, você permanecerá na escuridão eterna e não ganhará nunca a aprovação de Deus.

Deus é o Deus de toda a raça humana. Ele não Se considera propriedade privada de nenhuma nação ou povo, mas vai realizando Sua obra como planejou, livre de restrições impostas por qualquer forma, nação ou povo. Talvez você nunca tenha imaginado essa forma, ou talvez sua atitude para com essa forma seja de negação, ou talvez a nação em que Deus Se revele e o povo entre o qual o faça sejam simplesmente discriminados por todos e aconteça de simplesmente eles serem os mais retrógrados da terra. No entanto, Deus tem Sua sabedoria. Com Seu grande poder e por meio de Sua verdade e Seu caráter, Ele verdadeiramente ganhou um grupo de pessoas que são de uma só mente com Ele, e um grupo de pessoas que Ele desejou tornar completo — um grupo conquistado por Ele, que, tendo enfrentado toda sorte de provações e tribulações e todo tipo de perseguição, é capaz de segui-Lo até o fim. O objetivo da aparição de Deus, livre das restrições de qualquer forma ou nação, é permitir que Ele possa completar a obra como a planejou. Isso é igual a quando Deus Se tornou carne na Judeia; Seu objetivo era completar a obra da crucificação para redimir toda a raça humana. No entanto, os judeus acreditavam que era impossível para Deus fazer isso, achavam impossível que Deus pudesse Se tornar carne e assumir a forma do Senhor Jesus. O “impossível” deles tornou-se a base na qual condenaram Deus e se opuseram a Ele e, por fim, levou à destruição de Israel. Muitas pessoas, hoje, cometeram um erro semelhante. Elas proclamam com todas as forças a aparição iminente de Deus, mas, ao mesmo tempo, condenam Sua aparição; o “impossível” delas mais uma vez restringe a aparição de Deus aos limites da imaginação delas. E assim tenho visto muitas pessoas caírem na risada ao se depararem com as palavras de Deus. Mas tal riso é de algum modo diferente da condenação e blasfêmia dos judeus? Vocês não são reverentes na presença da verdade, muito menos sua atitude é de anseio pela verdade. Tudo que fazem é examinar negligentemente e esperar com uma despreocupação displicente. O que vocês podem ganhar por examinar e aguardar assim? Acham que vão receber orientação pessoal de Deus? Se você não é capaz de discernir as declarações de Deus, como pode estar qualificado para testemunhar a aparição de Deus? Onde quer que Deus apareça, ali a verdade é expressada, e ali estará a voz de Deus. Apenas os que são capazes de aceitar a verdade podem ouvir a voz de Deus e apenas tais pessoas estão qualificadas para testemunhar a aparição de Deus. Deixe de lado suas noções! Aquiete-se e leia estas palavras cuidadosamente. Se você anseia pela verdade, Deus o iluminará e você entenderá Sua vontade e Suas palavras. Deixem de lado suas opiniões sobre o “impossível”! Quanto mais as pessoas acreditam que algo é impossível, mais provável é que isso ocorra, pois a sabedoria de Deus se eleva acima dos céus, os pensamentos de Deus são mais elevados que os pensamentos do homem e a obra de Deus transcende os limites do pensamento e das noções do homem. Quanto mais algo for impossível, mais há verdade para ser buscada; quanto mais algo estiver além das noções e da imaginação do homem, mais irá conter a vontade de Deus. Pois onde quer que Deus Se revele, Deus ainda é Deus e Sua substância nunca mudará por conta do local ou modo de Sua aparição. O caráter de Deus continua o mesmo, onde quer que estejam Suas pegadas; não importa onde estejam as pegadas de Deus, Ele é o Deus de toda a humanidade, assim como o Senhor Jesus não é apenas o Deus dos israelitas, mas é também o Deus de todos os povos da Ásia, Europa e América e, mais ainda, é o único Deus em todo o universo. Vamos então buscar a vontade de Deus, descobrir Sua aparição em Suas declarações e manter o ritmo de Seus passos! Deus é o caminho, a verdade e a vida. Suas palavras e Sua aparição existem simultaneamente, e Seu caráter e pegadas estão abertos para a humanidade o tempo todo. Caros irmãos e irmãs, espero que vocês possam ver a aparição de Deus nestas palavras, que comecem a seguir Seus passos à medida que caminham adiante rumo a uma nova era e entrem no lindo e novo céu e na linda e nova terra que Deus preparou para aqueles que aguardam Sua aparição.

Extraído de ‘A aparição de Deus inaugurou uma nova era’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. O texto original não contém a frase “o produto de”.

Anterior: D. Palavras sobre revelar o que é a verdade

Próximo: IV. Palavras sobre revelar os mistérios da encarnação

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro