Palavras diárias de Deus | "A verdade interna da obra de conquista (2)" | Trecho 201

26 de Setembro de 2020

A obra dos últimos dias rompe com todas as regras e, seja você amaldiçoado ou punido, desde que ajude a Minha obra e seja benéfico à obra de conquista hoje, e independentemente de você ser descendente de Moabe ou cria do grande dragão vermelho, desde que cumpra com o dever de uma criatura de Deus neste estágio da obra e faça o melhor que puder, então o devido efeito será alcançado. Você é cria do grande dragão vermelho e é descendente de Moabe; em suma, todos que são de carne e sangue são criaturas de Deus e foram feitos pelo Criador. Você é uma criatura de Deus; não deveria ter nenhuma escolha e esse é seu dever. Naturalmente, hoje a obra do Criador se dirige ao universo inteiro. Independentemente de quem você descende, acima de tudo você é uma das criaturas de Deus, vocês — os descendentes de Moabe — fazem parte das criaturas de Deus, é apenas que vocês são de valor inferior. Uma vez que, hoje, a obra de Deus é realizada entre todas as criaturas e visa ao universo inteiro, o Criador tem liberdade para selecionar quaisquer pessoas, questões ou coisas para realizar Sua obra. Ele não se importa de quem você costumava descender; desde que você seja uma de Suas criaturas e desde que seja benéfico à Sua obra — a obra de conquista e testemunho — Ele realizará Sua obra em você sem qualquer escrúpulo. Isso destrói as concepções tradicionais das pessoas segundo as quais Deus nunca fará obra nenhuma entre os gentios, especialmente não entre aqueles que foram amaldiçoados e são baixos; quanto aos que foram amaldiçoados, suas próximas gerações também serão para sempre amaldiçoadas e elas nunca terão chance de salvação; Deus nunca descerá nem operará numa terra de gentios, e nunca porá os pés numa terra de imundície, pois Ele é santo. Todas essas concepções foram destruídas pela obra de Deus nos últimos dias. Saiba que Deus é o Deus de todas as criaturas, Ele detém o domínio sobre os céus, a terra e todas as coisas, e não é somente o Deus do povo de Israel. Assim, esta obra na China é da maior importância e não se espalhará por todas as nações? O grande testemunho do futuro não se limitará à China; se Deus apenas conquistasse vocês, os demônios poderiam ser convencidos? Eles não entendem ser conquistados nem o grande poder de Deus, e somente quando o povo escolhido de Deus através de todo o universo contemplar os efeitos últimos desta obra é que todas as criaturas serão conquistadas. Ninguém é mais atrasado ou corrupto do que os descendentes de Moabe. Somente se essas pessoas puderem ser conquistadas — essas que são as mais corruptas, que não reconheceram Deus nem acreditam que existe um Deus, foram conquistadas e reconhecem Deus com suas bocas, louvam-No e são capazes de amá-Lo — este será o testemunho da conquista. Embora vocês não sejam Pedro, vocês vivem a imagem de Pedro; vocês são capazes de possuir o testemunho de Pedro e o de Jó, e esse é o maior dos testemunhos. No fim, você dirá: “Não somos os israelitas, mas os descendentes abandonados de Moabe, não somos Pedro de cujo calibre não somos capazes, nem Jó, e não podemos sequer nos comparar à determinação de Paulo de sofrer por Deus e se dedicar a Deus, e somos muito atrasados e, com isso, não estamos qualificados para gozar das bênçãos de Deus. Deus mesmo assim nos ergueu hoje; portanto, devemos satisfazê-Lo e, embora nosso calibre e nossas qualificações sejam insuficientes, estamos dispostos a satisfazer a Deus — temos essa determinação. Somos os descendentes de Moabe e fomos amaldiçoados. Isso foi decretado por Deus, e somos incapazes de mudar isso, mas nossa maneira de viver e nosso conhecimento podem mudar, e estamos determinados a satisfazer a Deus”. Quando você tem essa determinação, isso prova que você deu testemunho de ter sido conquistado.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Ver mais

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Compartilhar

Cancelar