Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Palavras clássicas de Deus Todo-Poderoso, o Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

XI Palavras clássicas sobre entrar na realidade da verdade

(XIV) Palavras sobre como passar por julgamento e castigo, provações e refinamento

173. Tendo Se deparado com o estado do homem e sua atitude para com Deus, Deus tem feito uma nova obra, permitindo ao homem possuir tanto conhecimento quanto obediência para com Ele, tanto amor quanto testemunho. Assim, o homem deve experimentar seu refinamento por Deus, bem como Seu juízo, tratamento e poda, sem o qual o homem jamais conheceria a Deus e jamais seria capaz de verdadeiramente amá-Lo e dar testemunho Dele. O refinamento do homem por parte de Deus não é meramente para o bem de um efeito unilateral, mas para o bem de um efeito multifacetado. Somente dessa maneira é que Deus realiza a obra de refinamento naqueles que estão dispostos a buscar a verdade, a fim de que a decisão e o amor deles sejam aperfeiçoados por Deus. Àqueles que estão dispostos a buscar a verdade e àqueles que anseiam por Deus, nada é mais significativo, ou de maior auxílio, do que um refinamento como esse. O caráter de Deus não é tão facilmente conhecido ou compreendido pelo homem, pois Deus, afinal, é Deus. No final das contas, é impossível que Deus tenha o mesmo caráter que o homem e, assim, não é fácil que o homem conheça Seu caráter. A verdade não é inerentemente possuída pelo homem e não é facilmente compreendida por aqueles que foram corrompidos por Satanás; o homem é destituído da verdade e da decisão de colocar a verdade em prática, e, se ele não sofrer nem for refinado ou julgado, então sua decisão jamais será aperfeiçoada. Para todas as pessoas, o refinamento é algo excruciante e muito difícil de aceitar — porém, é durante o refinamento que Deus torna claro Seu justo caráter para com o homem, torna públicos Seus requisitos para o homem e proporciona mais esclarecimento, e mais tratamento e poda reais; por meio da comparação entre os fatos e a verdade, Ele dá ao homem um maior conhecimento de si mesmo e da verdade e proporciona-lhe uma maior compreensão da vontade de Deus, permitindo, assim, ao homem ter um amor a Deus mais verdadeiro e mais puro. Tais são os objetivos de Deus na execução do refinamento. Toda a obra que Deus faz no homem possui seus próprios objetivos e significados; Deus não faz uma obra sem sentido nem uma obra que não beneficie o homem. O refinamento não significa remover pessoas de diante de Deus nem as destruir no Inferno. Significa mudar o caráter do homem durante o refinamento, mudar suas motivações, seus antigos pontos de vista, mudar seu amor por Deus e mudar sua vida inteira. O refinamento é um verdadeiro teste para o homem e uma forma de treinamento real, e é somente durante o refinamento que seu amor pode servir à sua função inerente.

de ‘Somente experimentando refinamento o homem pode amar verdadeiramente a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

174. Em sua crença em Deus, o que as pessoas buscam é obter bênçãos para o futuro; esse é o objetivo delas em sua fé. Todas as pessoas têm essa intenção e essa esperança, mas a corrupção na natureza delas deve ser resolvida por meio de provações. Em quaisquer aspectos que você não esteja purificado, esses são os aspectos nos quais você deve ser refinado — esse é o arranjo de Deus. Deus cria um ambiente para você, forçando-o a ser refinado ali para que você possa conhecer a sua própria corrupção. No fim, você chega a um ponto no qual preferiria morrer e desistir de seus esquemas e desejos, e se submeter à soberania e ao arranjo de Deus. Portanto, para qualquer um que não tenha vários anos de refinamento e se não tenha suportado uma certa quantidade de sofrimento, ele não será capaz de se livrar do cativeiro da corrupção da carne em seus pensamentos e em seu coração. Em quaisquer aspectos que você ainda esteja sujeito ao cativeiro de Satanás, em quaisquer aspectos que você ainda tenha desejos próprios e exigências próprias — esses são os aspectos nos quais você deve sofrer. Só por meio do sofrimento as pessoas podem aprender as lições, ganhar a verdade e entender a vontade de Deus. De fato, muitas verdades são entendidas por meio de vivenciar provações dolorosas. Ninguém pode entender a vontade de Deus, reconhecer a onipotência e a sabedoria de Deus nem apreciar o caráter justo de Deus quando está em um ambiente confortável e tranquilo ou quando as circunstâncias são favoráveis. Isso seria impossível!

de ‘Como satisfazer a Deus em meio a provações’ em “Registros das falas de Cristo”

175. Se você não conhecer o caráter de Deus, inevitavelmente cairá durante as provações, porque não sabe como Deus aperfeiçoa as pessoas, por quais meios Ele as aperfeiçoa, e quando as provações de Deus vierem sobre você e elas não corresponderem às suas concepções, você não conseguirá se manter firme. O verdadeiro amor de Deus é Seu caráter completo, e quando o inteiro caráter de Deus é mostrado a você, o que isso traz à sua carne? Quando o justo caráter de Deus é mostrado a você, sua carne inevitavelmente sofrerá muita dor. Se você não sofrer essa dor, não poderá ser aperfeiçoado por Deus, nem conseguirá dedicar amor verdadeiro a Ele. Se Deus aperfeiçoar você, Ele certamente mostrará o Seu pleno caráter a você. Desde o momento da criação até hoje, Deus nunca mostrou todo o Seu caráter — mas durante os últimos dias, Ele o revela a este grupo de pessoas que Ele predestinou e selecionou, e ao aperfeiçoá-los, Ele expõe Seu caráter, por meio do qual Ele completa um grupo de pessoas. Esse é o verdadeiro amor de Deus pelas pessoas. Experimentar o amor verdadeiro de Deus por elas requer que as pessoas sofram dores extremas e paguem um alto preço. Somente depois disso, elas serão ganhas por Deus e conseguirão devolver seu verdadeiro amor a Deus, e somente então o coração de Deus será satisfeito. Se as pessoas desejam ser aperfeiçoadas por Deus, desejam fazer Sua vontade e dar integralmente seu verdadeiro amor a Deus, então, elas devem experimentar muito sofrimento e muitos tormentos das circunstâncias, sofrer dor pior que a morte, enfim, elas serão forçadas a devolver o verdadeiro coração a Deus. Se alguém ama verdadeiramente a Deus ou não, revela-se durante os sofrimentos e refinamentos. Deus purifica o amor das pessoas, e isso também só é alcançado em meio a sofrimentos e refinamento.

de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

176. As pessoas não podem mudar seu próprio caráter; elas devem submeter-se ao julgamento, ao sofrimento e ao refinamento da palavra de Deus, ou o lidar, a disciplina e a poda pela Sua palavra. Só depois disso elas podem alcançar a obediência e a devoção a Deus, e não mais tentar lidar com Ele de forma superficial. É sob o refinamento da palavra de Deus que as pessoas têm seu caráter transformado. Só aquelas que passam pela exposição e julgamento de Sua palavra e são disciplinadas e tratadas por Sua palavra não mais ousarão fazer coisas de maneira imprudente, tornando-se, em vez disso, firmes e comportadas. O ponto mais importante é que elas são capazes de se submeterem à palavra atual e à obra de Deus e, ainda que ela não esteja em concordância com as noções humanas, elas conseguem deixar essas noções de lado e obedecer voluntariamente.

de ‘Pessoas cujo caráter mudou são as que entraram na realidade das palavras de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

177. Se alguém deseja ser limpo de corrupção e se submeter a uma transformação em seu caráter de vida, precisa amar a verdade e ser capaz de aceitar a verdade. Como você aceita a verdade? Aceitar a verdade significa que, não importando que tipo de caráter corrupto você tenha ou qual peçonha do grande dragão vermelho envenenou sua natureza, você reconhece isso quando é revelado pela palavra de Deus e se submete à palavra de Deus; você o aceita incondicionalmente, sem motivo nem opção, e conhece a si mesmo de acordo com a palavra de Deus. É isso que significa aceitar a palavra de Deus. Não importa o que Deus diga, não importa que palavras Ele use, não importa o quanto elas possam trespassar seu coração, você pode aceitar isso contanto que seja a verdade e pode reconhecê-lo contanto que esteja em conformidade com a realidade. Você pode se submeter à palavra de Deus independentemente de quão profundo seja o seu entendimento dela, e você aceita e se submete à luz do esclarecimento vinda do Espírito Santo que é comunicada pelos irmãos e irmãs. Quando a busca da verdade por tal pessoa chegar a certo ponto, ela pode obter a verdade e alcançar a transformação do seu caráter.

de ‘Somente buscando a verdade você pode obter mudanças em seu caráter’ em “Registros das falas de Cristo”

178. Quando recebemos o julgamento das palavras de Deus, não devemos temer o sofrimento, nem deveríamos ter medo da dor; muito menos deveríamos temer que as palavras de Deus traspassarão nosso coração. Deveríamos ler mais de Suas declarações sobre como Ele nos julga e castiga e expõe a nossa essência corrupta, e, enquanto lemos as palavras de Deus, deveríamos nos comparar com elas mais frequentemente. Não nos falta nem uma única dessas corrupções — todos nós podemos nos enquadrar nelas. […] Em nossa fé, devemos manter firmemente que as palavras de Deus são a verdade. Já que sem dúvida elas são a verdade, deveríamos aceitá-las racionalmente. Sendo ou não capazes de reconhecê-las ou admiti-las, a nossa primeira atitude para com as palavras de Deus deveria ser a de aceitação absoluta. Cada linha das palavras de Deus se refere a um estado específico. Isto é, nenhuma das linhas de Suas declarações trata de fenômenos externos, muito menos de regras externas ou da exposição de uma forma simples de comportamento nas pessoas. Se você vir cada linha professada por Deus como uma exposição de um tipo simples de comportamento humano ou como fenômeno externo, então você não tem entendimento espiritual e não entende o que é a verdade. As palavras de Deus são profundas. Como são profundas? Tudo que Deus revela trata dos caracteres corruptos das pessoas e dos fatores essenciais e profundamente enraizados em sua vida; não são fenômenos externos e, especialmente, não são comportamentos externos. A julgar pelos fenômenos externos, todas as pessoas podem parecer estar bem — mas por que, então, Deus diz que algumas pessoas são espíritos malignos e algumas são espíritos impuros? Essa é uma questão que tem a ver com essência e não é visível para você. Assim, você não pode esperar que os fenômenos externos se comparem às palavras de Deus.

de ‘A importância e a senda de buscar a verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

179. Se você acredita no governo de Deus, então precisa acreditar que as coisas que acontecem todos os dias, sejam elas boas ou ruins, não são ocorrências aleatórias. Não é que alguém seja intencionalmente duro com você ou tenha você como alvo; na verdade, tudo é arranjado e orquestrado por Deus. Deus orquestra essas coisas para quê? Não é para revelar suas deficiências nem para expor você; expor você não é o objetivo final. O objetivo final é aperfeiçoá-lo e salvá-lo. Como Deus faz isso? Em primeiro lugar, Ele torna você ciente do seu caráter corrupto, da sua natureza e essência, das suas deficiências e do que lhe falta. Só ao entender essas coisas em seu coração você pode buscar a verdade e, gradualmente, se livrar de seu caráter corrupto. Isso é Deus lhe proporcionando uma oportunidade. Você precisa saber como aproveitar essa oportunidade e não entrar em choque com Deus. Especialmente quando defrontar-se com pessoas, eventos e coisas que Deus arranja ao seu redor, não pense sempre que as coisas não são como você quer que sejam, sempre querendo fugir, sempre culpando e entendendo Deus errado. Isso não é submeter-se à obra de Deus e dificultará muito para você entrar na realidade da verdade. Qualquer que seja a coisa que você não consiga entender completamente, quando tiver dificuldades, você deve aprender a se submeter. Você deve primeiro vir perante Deus e orar mais. Dessa forma, antes que a perceba, haverá uma mudança em seu estado interno e você será capaz de buscar a verdade para resolver seu problema — será capaz de experimentar a obra de Deus. Durante esse período, a realidade da verdade está sendo forjada dentro de você, e é assim que você progredirá e como ocorrerá uma mudança no estado da sua vida. Uma vez que você tenha passado por essa mudança e tenha esse tipo de realidade da verdade, então você possuirá estatura, e com a estatura vem a vida.

de ‘A fim de alcançar a verdade, você deve aprender com as pessoas, questões e coisas ao seu redor’ em “Registros das falas de Cristo”

180. Deus opera em cada pessoa, e não importa qual seja Seu método, de que tipo de pessoas, coisas ou problemas Ele faça uso para fazer serviço, ou que tipo de tom Suas palavras tenham, Ele só tem um objetivo final: salvar você. Salvar você significa transformá-lo, então como você poderia não sofrer um pouco? Você vai ter que sofrer. Esse sofrimento pode envolver muitas coisas. Às vezes, Deus levanta as pessoas, as questões e as coisas ao seu redor para expor você, para permitir que você se conheça, se não Ele lida diretamente com você, o poda e o expõe. Assim como alguém em uma mesa de cirurgia — você precisa passar por um pouco de dor para um bom desfecho. Ainda que toda vez que Deus o poda e lida com você, e toda vez que Ele levanta pessoas, questões e coisas, isso provoque seus sentimentos e lhe dê um impulso, então experimentá-lo dessa forma é correto, e você terá estatura e entrará na realidade da verdade. Se, toda vez que você é podado e lidado, toda vez que Deus eleva seu ambiente, você não sente dor ou um desconforto que seja, se não sente absolutamente nada, se não vem diante de Deus para sondar Sua vontade, nem orando nem buscando a verdade, então de fato você está entorpecido demais! Pessoas que estão muito entorpecidas nunca são espiritualmente conscientes; assim, Deus não tem como operar nelas. Deus dirá: “Essa pessoa está entorpecida demais e foi corrompida muito profundamente. Eu fiz tantas coisas nela, empreguei tanto esforço, e mesmo assim não consigo atrair seu coração, não consigo despertar seu espírito. Isso é tão penoso e difícil”. Se Deus arranja certos ambientes, pessoas, coisas e objetos para você, se Ele o poda e lida com você e se você aprende lições com isso, se aprendeu a vir diante de Deus para buscar a verdade e, involuntariamente, é esclarecido e iluminado e alcança a verdade, se experimentou uma mudança nesses ambientes, colheu recompensas e fez progresso, se começa a ter uma pequena compreensão da vontade de Deus e deixa de reclamar, então tudo isso significará que você permaneceu firme em meio às provações desses ambientes e resistiu ao teste. Desse modo, você terá transposto essa experiência difícil!

de ‘A fim de alcançar a verdade, você deve aprender com as pessoas, questões e coisas ao seu redor’ em “Registros das falas de Cristo”

181. O caráter corrupto do homem se esconde em cada pensamento e ideia, dentro dos motivos por trás de cada ação; ele se esconde em cada opinião, entendimento, ponto de vista e desejo que ele tem em sua abordagem a tudo que Deus faz. E como Deus aborda essas coisas do homem? Ele arranja ambientes para expor você. Ele não só exporá, mas também julgará você. Quando você revela seu caráter corrupto, quando você tem pensamentos e ideias que desafiam a Deus, quando você tem estados e pontos de vista que rivalizam com Deus, quando você tem estados através dos quais você entende Deus errado ou resiste e se opõe a Ele, Deus repreenderá, julgará e castigará você, e, às vezes, Ele até punirá e disciplinará você. Qual é o propósito de disciplinar você? É permitir que você entenda aquilo que considera ser as noções do homem e que entenda que elas são erradas. Sua intenção vem de Satanás, da vontade do homem, e ela é incompatível com Deus e não pode satisfazer a vontade de Deus. Deus a detesta, a odeia, e ela O enfurece, tanto que Ele a amaldiçoa. Quando você souber disso, você deverá mudar a sua intenção. Como você pode mudá-la? Em primeiro lugar, você deve ser obediente à maneira como Deus trata você e aos ambientes, pessoas, eventos e coisas que Ele arranja para você. Você não deve encontrar defeitos em tudo, não procure razões objetivas e não fuja de suas responsabilidades. Além disso, você precisa buscar, dentro daquilo que Deus está fazendo, quais verdades você deve praticar e em quais deve entrar. Deus quer que você reconheça seu caráter corrupto e sua essência satânica para que você seja capaz de ser obediente aos ambientes que Deus arranja para você e, finalmente, para que você seja capaz de praticar o que Ele exige de você de acordo com a Sua vontade e seja capaz de atender à Sua vontade. Então você terá passado pelo suplício.

de ‘Só ser verdadeiramente obediente é uma crença real’ em “Registros das falas de Cristo”

182. Ter falhado e caído muitas vezes não é uma coisa ruim; tampouco o é ser exposto. Se você foi tratado, podado ou exposto, você deve sempre se lembrar disto: ser exposto não significa que você está sendo condenado. Ser exposto é algo bom; é a sua melhor oportunidade de conhecer a si mesmo. Isso pode fazer com que a sua experiência de vida mude de marcha. Sem isso, você não possuirá a oportunidade, a condição e nem o contexto para ser capaz de alcançar um entendimento da verdade de sua corrupção. Se você puder vir a conhecer as coisas dentro de você e também cada aspecto daquelas coisas escondidas profundamente dentro de você, que são difíceis de reconhecer e de desenterrar, então isso será uma coisa boa. Tornar-se capaz de verdadeiramente conhecer a si mesmo é sua melhor oportunidade de corrigir seus caminhos e de se tornar uma pessoa nova. Quando você conhecer a si mesmo de verdade, você será capaz de ver que, quando a verdade se torna sua vida, ela é realmente uma coisa preciosa, e você terá sede da verdade e entrará na realidade. Isso é uma coisa tão maravilhosa! Se você conseguir aproveitar essa oportunidade e refletir honestamente sobre si mesmo e ganhar um conhecimento genuíno de si mesmo sempre que você cair ou falhar, então, em meio à negatividade e fraqueza, você será capaz de se levantar de novo. Uma vez que você tiver ultrapassado esse limiar, você será capaz de tomar um grande passo à frente e entrar na realidade da verdade.

de ‘A fim de alcançar a verdade, você deve aprender com as pessoas, questões e coisas ao seu redor’ em “Registros das falas de Cristo”

183. Quanto maior o refinamento de Deus, mais o coração das pessoas pode amá-Lo. O tormento em seu coração é benéfico a sua vida, elas são mais capazes de estar em paz diante de Deus, seu relacionamento com Ele é mais próximo e elas são mais capazes de ver o amor supremo de Deus e Sua suprema salvação. Pedro experimentou o refinamento centenas de vezes, e Jó passou por diversas provações. Se desejarem ser aperfeiçoados por Deus, vocês também devem passar pelo refinamento centenas de vezes; somente se passarem por esse processo, e confiarem nessa etapa, é que poderão satisfazer a vontade de Deus e ser aperfeiçoado por Ele. O refinamento é o melhor meio pelo qual Deus aperfeiçoa as pessoas; somente o refinamento e as provações amargas podem fazer brotar o verdadeiro amor por Deus no coração delas. Sem adversidades, as pessoas carecem do verdadeiro amor por Deus; se não forem testadas por dentro nem verdadeiramente sujeitas ao refinamento, seu coração estará sempre flutuando no lado de fora. Tendo sido refinado até certo ponto, você verá suas próprias fraquezas e dificuldades, o quanto lhe falta, como você é incapaz de vencer os muitos problemas que encontra e como é grande sua desobediência. Somente durante as provações, as pessoas poderão conhecer verdadeiramente seu estado real, e as provações as tornam mais aptas a ser aperfeiçoadas.

de ‘Somente experimentando refinamento o homem pode amar verdadeiramente a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

184. Quando Deus opera para refinar o homem, o homem sofre. Quanto maior for seu refinamento, quanto maior for seu amor por Deus, mais do poder de Deus é revelado nele. Quanto menor é o refinamento do homem, quanto menor é seu amor por Deus, menos do poder de Deus é revelado nele. Quanto maiores forem seu refinamento e sua dor, e quanto maior seu tormento, mais profundo será seu verdadeiro amor por Deus, mais genuína será sua fé em Deus, e mais profundo será seu conhecimento de Deus. Em suas experiências, você verá que aqueles que sofrem grande refinamento e dor, muito tratamento e disciplina sentem um profundo amor por Ele e têm um conhecimento mais profundo e penetrante de Deus. Os que não experimentaram tratamento têm somente um conhecimento superficial e podem apenas dizer: “Deus é tão bom. Ele concede graça às pessoas para que possam desfrutar Dele”. Se as pessoas experimentaram tratamento e disciplina, então são capazes de falar o verdadeiro conhecimento de Deus. Assim, quanto mais maravilhosa é a obra de Deus no homem, mais valiosa e significativa ela é. Quanto mais impenetrável ela é para você e mais incompatível com suas concepções, mais a obra de Deus é capaz de conquistá-lo, ganhá-lo e aperfeiçoá-lo. O significado da obra de Deus é tão grande! Se Ele não refinasse o homem dessa maneira, se Ele não operasse de acordo com esse método, então a obra de Deus seria ineficaz e sem significado. Essa é a razão por trás do extraordinário significado de Sua escolha de um grupo de pessoas durante os últimos dias. Foi dito antes que Deus selecionaria e ganharia esse grupo. Quanto maior a obra que Ele conduz dentro de vocês, mais profundo e mais puro o amor de vocês por Deus. Quanto maior for a obra de Deus, mais o homem é capaz de provar de Sua sabedoria e mais profundo é o conhecimento que o homem tem Dele.

de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

185. Para cada passo da obra de Deus há um caminho com o qual as pessoas deveriam cooperar. Deus refina as pessoas para que elas tenham confiança no meio dos refinamentos. Deus aperfeiçoa as pessoas para que elas tenham confiança para serem aperfeiçoadas por Deus e estejam desejosas de aceitar Seus refinamentos e sejam lidadas e podadas por Deus. O Espírito de Deus opera dentro das pessoas para trazer-lhes esclarecimento e iluminação e para fazer com que elas cooperem com Ele e pratiquem. Deus não fala durante os refinamentos. Ele não pronuncia Sua voz, mas ainda há a obra que as pessoas deveriam realizar. Você deveria manter o que você já tem, você ainda deveria ser capaz de orar a Deus, de estar perto de Deus e dar testemunho diante de Deus; assim você cumprirá seus próprios deveres. Todos vocês deveriam ver claramente através da obra de Deus que as provas que Ele faz da confiança e do amor das pessoas requerem que elas orem mais a Deus e que elas saboreiem as palavras de Deus diante de Dele mais frequentemente. Se Deus iluminar você e fizer com que você entenda a Sua vontade, mas você não puser nada em prática, você não ganhará nada. Quando você puser em prática as palavras de Deus, você deveria ainda ser capaz de orar a Ele, e quando você saborear Suas palavras, você deveria sempre buscar diante Dele e estar cheio de confiança Nele, sem estar frio nem desanimado. Aqueles que não colocam as palavras de Deus em prática estão cheios de energia durante os encontros, mas caem nas trevas quando retornam para casa. Há alguns que nem querem reunir-se. Assim, você deve ver claramente qual é a obrigação que as pessoas deveriam cumprir. Você pode não saber qual é realmente a vontade de Deus, mas você pode realizar seu dever, você pode orar quando deveria, você pode pôr em prática a verdade quando deveria e você pode fazer o que as pessoas devem fazer. Você pode manter sua visão original. Assim, você será mais capaz de aceitar o próximo passo da obra de Deus. É um problema se você não buscar quando Deus opera de modo oculto. Quando Ele fala e prega durante as assembleias, você ouve com entusiasmo, mas quando Ele não fala, você carece de energia e retrocede. Que tipo de pessoa é essa? Esse é alguém que só vai com a corrente. Ela não tem posicionamento, nem testemunho, nem visão! A maioria das pessoas é assim. Se você continuar desse jeito, um dia, quando você chegar a uma grande provação, você cairá em punição. Ter um posicionamento é muito importante no aperfeiçoamento que Deus faz das pessoas. Se você não duvida de nem um dos passos da obra de Deus, se você cumpre a obrigação do homem, se você sinceramente preserva o que Deus determinou que você pratique, isto é, você se lembra das exortações de Deus, e não importa o que Ele faça agora, você não se esquece de Suas exortações, se não tem nenhuma dúvida sobre Sua obra, mantém seu posicionamento, preserva seu testemunho, e é vitorioso em cada passo do caminho, no fim, você será aperfeiçoado em um vencedor por Deus. Se você é capaz de permanecer firme através de todos os passos das provações de Deus, e você ainda consegue permanecer firme até o fim, você é um vencedor e você é alguém que é aperfeiçoado por Deus.

de ‘Você deve manter sua devoção a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

186. Enquanto passam por provações, é normal que as pessoas estejam fracas ou tenham negatividade dentro delas, que lhes falte clareza quanto à vontade de Deus ou quanto à senda para a prática. Mas, em todo caso, você deve ter fé na obra de Deus e não negar Deus, como Jó. Embora Jó fosse fraco e amaldiçoasse o dia em que nasceu, ele não negou que todas as coisas da vida humana eram concedidas por Jeová, e nem que Jeová também é Aquele que leva tudo embora. Não importa quanto fosse testado, ele manteve essa fé. Não importa que tipo de refinamento você passe em suas experiências das palavras de Deus, Ele exige a fé da humanidade. Desse modo, o que é aperfeiçoado são a fé e as aspirações das pessoas. Você não pode tocar nem ver isso; é nessas circunstâncias que sua fé é exigida. A fé das pessoas é exigida quando algo não pode ser visto a olho nu, e sua fé é exigida quando você não consegue abrir mão de suas próprias noções. Quando você não tem clareza a respeito da obra de Deus, o que é exigido é sua fé e que você assuma uma posição firme e seja testemunha. Quando Jó chegou a esse ponto, Deus lhe apareceu e falou com ele. Quer dizer, é somente de dentro de sua fé que você será capaz de ver Deus e, quando você tiver fé, Deus o aperfeiçoará. Sem fé, Ele não pode fazer isso. Deus lhe concederá o que for que você espera ganhar. Se você não tem fé, não pode ser aperfeiçoado e será incapaz de ver as ações de Deus e, menos ainda, Sua onipotência. Quando você tem fé e pode tocar Suas ações em sua experiência prática, Deus aparecerá a você e o iluminará e guiará a partir de seu interior. Sem essa fé, Deus será incapaz de fazer isso. Se você perdeu a esperança em Deus, como será capaz de experimentar Sua obra? Portanto, somente quando você tiver fé e não abrigar dúvidas a respeito de Deus, somente quando você tiver verdadeira fé Nele, não importa o que Ele faça, Deus o esclarecerá e iluminará em suas experiências, e somente então você será capaz de ver Suas ações. Todas essas coisas são alcançadas através da fé, e a fé somente é alcançada por meio do refinamento — a fé não pode se desenvolver na ausência de refinamento. A que se refere a fé? A fé é a crença genuína e o coração sincero que os humanos deveriam possuir quando não podem ver nem tocar algo, quando a obra de Deus não está alinhada com as noções humanas, quando está além do alcance humano. Essa é a fé da qual Eu falo. As pessoas necessitam fé durante períodos de provação e refinamento, e junto com a fé vem o refinamento. Esses dois são inextricáveis.

de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

187. A obra de refinamento é principalmente para aperfeiçoar a fé das pessoas e, no fim, atingir um estado em que você quer sair, mas não consegue, em que algumas pessoas estão desprovidas de um fiapo de esperança, mas ainda mantêm sua fé, em que elas não mais esperam ter esperança em seu próprio futuro, e somente então é que será concluído o refinamento por Deus. A humanidade ainda não atingiu o estágio de pairar entre a vida e a morte; não provaram a morte, de modo que o refinamento não chegou ao fim. Inclusive aqueles que estavam no estágio dos servidores não tinham sido refinados ao máximo, mas Jó, sim, e sem nada com que contar. As pessoas devem passar por refinamentos ao ponto de perderem toda a esperança e de não terem nada com que contar — somente então eles são verdadeiramente refinamentos. Durante o tempo dos servidores, se seu coração sempre esteve calado diante de Deus, e se, não importa o que Ele tenha feito nem qual tenha sido Sua vontade para você, você sempre obedeceu aos arranjos Dele, então, no fim do caminho, você compreenderia tudo o que Deus tinha feito. Passar pelas provações de Jó também é passar pelas provações de Pedro. Quando Jó foi testado ele foi testemunha e, no fim, Jeová foi revelado a ele. Somente depois de ter dado testemunho foi que ele se tornou digno de ver a face de Deus. Por que é dito: “Eu Me escondo da terra da imundície, mas Me mostro ao reino sagrado”? Isso significa que somente quando você é santo e dá testemunho é que pode ter dignidade para ver a face de Deus. Se você não consegue dar testemunho Dele, você não tem dignidade para ver Sua face. Se você recua ou se queixa contra Deus diante dos refinamentos, deixando de dar testemunho Dele e se tornando motivo de riso para Satanás, você não ganhará a aparição de Deus. Se você é como Jó que, durante suas provações, amaldiçoou a própria carne e não se queixou de Deus, e foi capaz de detestar a própria carne sem se queixar nem pecar por meio de suas palavras, isso é dar testemunho. Quando você passa por refinamentos até certo grau e ainda pode ser como Jó, totalmente obediente perante Deus e sem outras exigências da parte Dele, e sem suas próprias concepções, então Deus aparecerá a você.

de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

188. Que o homem que seja capaz de sofrer por Deus e tenha conseguido chegar tão longe é, em um aspecto, por causa do amor de Deus e, em outro, por causa da salvação de Deus; além disso, é por causa da obra de julgamento e castigo que Deus realizou no homem. Se vocês não passaram por julgamento, castigo e provações de Deus e se Deus não os fez sofrer, então para ser sincero, vocês não amam verdadeiramente a Deus. Quanto maior a obra de Deus no homem, e quanto maior seu sofrimento, mais isso é capaz de mostrar quão significativa é a obra de Deus, e quanto mais o coração desse homem pode realmente amar a Deus. Como você aprende a amar Deus? Sem tormento e refinamento, sem provações dolorosas — e se, além disso, tudo que Deus desse ao homem fosse graça, amor e misericórdia — você poderia alcançar o verdadeiro amor a Deus? Por um lado, durante as provações de Deus o homem conhece suas deficiências e vê que ele é insignificante, desprezível e humilde, que ele não tem nada e não é nada. E por outro, durante Suas provações, Deus cria ambientes diferentes para o homem que o tornam mais capaz de experimentar a beleza de Deus. Embora a dor seja grande e às vezes insuperável — e até atinge um nível de tristeza esmagadora — ao tê-la experimentado, o homem vê o quão amável é a obra de Deus nele, e somente sobre essa base nasce o verdadeiro amor a Deus no homem. Hoje, o homem vê que somente com a graça, o amor e a misericórdia de Deus, ele é incapaz de se conhecer verdadeiramente e menos ainda capaz de conhecer a sua essência. Somente através do refinamento e julgamento de Deus, somente durante tal refinamento o homem pode conhecer suas deficiências e saber que não possui nada. Assim, o amor do homem por Deus é construído sobre o fundamento do refinamento e julgamento de Deus.

de ‘Somente experimentando provações dolorosas é possível conhecer a beleza de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

189. Quando Jó primeiro se submeteu a suas provações, ele foi destituído de todas as suas propriedades e de todos os seus filhos, mas ele não caiu ou disse qualquer coisa que fosse um pecado contra Deus como resultado. Ele tinha superado as tentações de Satanás, ele tinha superado seus bens materiais e descendentes e a provação de perder todas as suas posses terrenas, o que significa dizer que ele foi capaz de obedecer a Deus tirando dele e oferecer graças e louvor a Deus por causa disso. Essa foi a conduta de Jó durante a primeira tentação de Satanás, e esse também foi o testemunho de Jó durante a primeira provação de Deus. Na segunda provação, Satanás estendeu a mão para afligir Jó e, embora Jó sentisse uma dor maior do que jamais sentira antes, ainda assim seu testemunho foi suficiente para deixar as pessoas espantadas. Ele usou sua fortaleza, convicção e obediência a Deus, bem como seu temor a Deus, para mais uma vez derrotar Satanás, e sua conduta e seu testemunho foram mais uma vez aprovados e favorecidos por Deus. Durante essa tentação, Jó usou sua conduta real para proclamar a Satanás que a dor da carne não poderia alterar sua fé e obediência a Deus ou tirar sua devoção a Deus e o temor de Deus; ele não renunciaria a Deus nem renunciaria à sua própria perfeição e retidão porque enfrentava a morte. A determinação de Jó fez de Satanás um covarde, sua fé deixou Satanás tímido e trêmulo, a força de sua batalha de vida e morte com Satanás gerou em Satanás um profundo ódio e ressentimento, sua perfeição e retidão deixaram Satanás com nada mais que poderia fazer para ele, tal que Satanás abandonou seus ataques contra ele e desistiu de suas acusações contra Jó diante de Deus Jeová. Isso significava que Jó havia vencido o mundo, vencido a carne, vencido a Satanás e vencido a morte; ele era completa e totalmente um homem que pertencia a Deus. Durante essas duas provações, Jó permaneceu firme em seu testemunho, e realmente viveu sua perfeição e retidão e ampliou o escopo de seus princípios vivos de temer a Deus e se desviar do mal. Tendo passado por essas duas provações, nasceu em Jó uma experiência mais rica, e essa experiência o tornou mais maduro e experiente, fortaleceu-o e deu-lhe maior convicção, tornando-o mais confiante na retidão e dignidade da integridade que ele manteve firme. As provações de Jó por Deus Jeová lhe deram uma profunda compreensão e um senso da preocupação de Deus com o homem e permitiram que ele sentisse a preciosidade do amor de Deus, a partir da qual a consideração e amor a Deus foram acrescentados ao seu temor a Deus. As provações de Deus Jeová não apenas não afastaram Jó Dele, mas também aproximaram seu coração de Deus. Quando a dor carnal suportada por Jó atingiu seu apogeu, a preocupação que ele sentia de Deus Jeová não lhe deu escolha senão amaldiçoar o dia de seu nascimento. Tal conduta não foi planejada por muito tempo, mas uma revelação natural da consideração e amor a Deus de dentro de seu coração, foi uma revelação natural que veio de sua consideração e amor a Deus. Ou seja, porque ele abominava a si mesmo e ele não estava disposto a, nem podia suportar, atormentar a Deus, assim, sua consideração e amor alcançaram o ponto de abnegação. Nesse momento, Jó elevou sua adoração e anseio por Deus de longa data e devoção a Deus ao nível de consideração e amor. Ao mesmo tempo, ele também elevou sua fé e obediência a Deus e o temor de Deus ao nível de consideração e amor. Ele não se permitia fazer nada que pudesse causar dano a Deus, ele não se permitia qualquer conduta que ferisse a Deus, e não se permitia trazer qualquer tristeza, dor ou até infelicidade a Deus por suas próprias razões. Aos olhos de Deus, embora Jó ainda fosse o Jó de antes, a fé, a obediência e o temor de Jó a Deus tinham trazido a Deus satisfação e desfrute completos. Nesse momento, Jó havia atingido a perfeição que Deus esperava que ele atingisse, ele havia se tornado alguém verdadeiramente digno de ser chamado de “perfeito e reto” aos olhos de Deus. Seus atos justos lhe permitiram vencer Satanás e permanecer firme em seu testemunho a Deus. Assim, também, seus atos justos o tornaram perfeito, permitiram que o valor de sua vida fosse elevado e transcendesse mais do que nunca, e fizeram dele a primeira pessoa a não ser mais atacada e tentada por Satanás. Porque Jó era justo, ele foi acusado e tentado por Satanás; porque Jó era justo, foi entregue a Satanás; e porque Jó era justo, ele venceu e derrotou Satanás, e permaneceu firme em seu testemunho. Doravante, Jó tornou-se o primeiro homem que nunca mais seria entregue a Satanás, ele verdadeiramente veio perante o trono de Deus e viveu na luz, sob as bênçãos de Deus, sem a espionagem ou a ruína de Satanás… Ele havia se tornado um homem verdadeiro aos olhos de Deus, ele havia sido libertado…

de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

190. Cada uma das palavras de Deus atinge um de nossos pontos letais e nos deixa sofrendo e cheios de terror. Ele expõe nossas noções, imaginações e nosso caráter corrupto. Desde tudo o que dizemos e fazemos até cada um de nossos pensamentos e ideias, nossa natureza e substância são reveladas por Suas palavras, colocando-nos num estado de medo e tremor e sem lugar para escondermos nossa vergonha. Ele nos diz tudo sobre cada uma das nossas ações, objetivos e intenções, e até mesmo sobre o caráter corrupto que nós mesmos nunca descobrimos, fazendo-nos sentir completamente expostos e até mesmo plenamente convencidos. Ele nos julga por nossa oposição a Ele, nos castiga por nossas blasfêmias e condenação a Ele e nos faz sentir que, aos Seus olhos, não temos um único aspecto que nos possa remir, que somos o Satanás vivo. Nossas esperanças são frustradas, não mais nos atrevemos a fazer quaisquer exigências insensatas a nutrir qualquer esperança Nele, e até mesmo nossos sonhos desaparecem da noite para o dia. Esse é um fato que nenhum de nós pode imaginar e que nenhum de nós pode aceitar. Dentro de um instante, perdemos nosso equilíbrio interior e não sabemos como continuar na estrada à frente ou como continuar em nossas crenças. Parece que nossa fé voltou à estaca zero e que nunca nos encontramos com o Senhor Jesus ou O conhecemos. Tudo diante de nossos olhos nos deixa perplexos e nos faz vacilar indecisos. Ficamos desanimados, desapontados, e no fundo do coração há raiva e desgraça irreprimíveis. Tentamos desabafar, encontrar uma saída e, além disso, tentamos continuar esperando por nosso Salvador Jesus para podermos derramar nosso coração para Ele. Embora haja momentos em que, por fora, parecemos estar equilibrados, nem arrogantes nem humildes, em nosso coração somos afligidos por um sentimento de perda que jamais sentimos antes. Embora às vezes pareçamos excepcionalmente calmos por fora, nossa mente é agitada por tormentos como um mar tempestuoso. Seu julgamento e castigo nos despojaram de todas as nossas esperanças e sonhos, pondo um fim aos nossos desejos extravagantes e deixando-nos pouco dispostos a acreditar que Ele é nosso Salvador, capaz de nos salvar. Seu julgamento e castigo abriram um abismo tão profundo entre nós e Ele que ninguém está sequer disposto a tentar atravessá-lo. Seu julgamento e castigo são a primeira vez que sofremos tamanho revés e tamanha humilhação em nossa vida. Seu julgamento e castigo nos permitiram apreciar verdadeiramente a honra de Deus e Sua intolerância da ofensa do homem, em comparação com a qual somos extremamente inferiores e impuros. Seu julgamento e castigo nos fizeram perceber, pela primeira vez, quão arrogantes e pomposos somos e como o homem nunca será igual a Deus ou estará no mesmo nível de Deus. Seu julgamento e castigo nos fizeram desejar não viver mais em tal caráter corrupto, livrar-nos dessa natureza e dessa substância o mais rápido possível, e não sermos mais repugnantes e detestáveis para Ele. Seu julgamento e castigo nos deixaram felizes em obedecer a Suas palavras, sem mais nos rebelar contra Suas orquestrações e arranjos. Seu julgamento e castigo nos deram, mais uma vez, o desejo de buscar a vida e nos fizeram felizes em aceitá-Lo como nosso Salvador… Saímos da obra de conquista, saímos do inferno e do vale da sombra da morte… Deus Todo-Poderoso nos ganhou, ganhou este grupo de pessoas! Ele triunfou sobre Satanás e derrotou todos os Seus inimigos!

de ‘Contemplando a aparição de Deus em Seu julgamento e Seu castigo’ em “A Palavra manifesta em carne”

191. Passados os anos, o homem se desgastou, tendo experimentado a adversidade do refinamento e do castigo. Embora tenha perdido a “glória” e o “romance” do passado, o homem inconscientemente veio a compreender a verdade de ser um homem, veio a apreciar os anos de devoção de Deus em salvar a humanidade. O homem pouco a pouco começa a detestar a própria barbárie. Ele começa a odiar o quanto é selvagem e todos os equívocos em relação a Deus e as exigências irracionais que tem feito a Ele. O tempo não pode ser revertido; os acontecimentos passados se transformam em lembranças das quais o homem se arrepende, e as palavras e o amor de Deus se transformam na força motriz da nova vida do homem. As feridas do homem cicatrizam dia a dia, sua força retorna e ele se levanta e contempla a face do Todo-Poderoso… só para descobrir que Ele sempre esteve ao meu lado, que Seu sorriso e Seu belo semblante ainda são muito inspiradores. Seu coração ainda guarda a preocupação com a humanidade que Ele criou, Suas mãos ainda são tão calorosas e poderosas quanto eram no princípio. É como se o homem voltasse ao jardim do Éden, porém desta vez sem ouvir as tentações da serpente, sem se afastar do rosto de Jeová. O homem se ajoelha diante de Deus, contempla o rosto sorridente de Deus e oferece seu sacrifício mais precioso: “Oh! Meu Senhor, meu Deus!”.

de ‘O homem só pode ser salvo em meio ao gerenciamento de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior:(XIII) Palavras sobre como buscar amar Deus

Próximo:(XV) Palavras sobre servir a Deus e dar testemunho Dele

Conteúdo Relacionado