356 As duas encarnações de Deus vieram de uma só fonte

I

A obra da segunda encarnação

parece diferente da primeira.

Nada da primeira obra agora se vê.

É como se, em comum, Elas nada tivessem.

A obra dos dois corpos é diversa,

mas isso não prova que a Sua fonte diferente seja.

É a natureza da obra que é feita,

que revela Sua origem e não a Sua aparência.

A obra das duas encarnações é diversa,

mas Sua essência e a fonte de Sua obra são a mesma.

Realizam dois estágios diferentes da obra

e surgem em eras diferentes.

Mesmo assim, as encarnações de Deus

têm a mesma origem, a mesma essência.

Esta é uma verdade que ninguém pode negar,

e ninguém pode dizer que não faz sentido.

II

Durante os três estágios da Sua obra,

Deus encarnou duas vezes,

ambas começaram nova obra e era,

e Elas se complementam uma a outra.

Olhos e mentes humanas não podem dizer

se as duas encarnações têm a mesma origem.

Porém, são iguais em Sua essência,

pois as Suas obras começam na fonte do Espírito.

A obra das duas encarnações é diversa,

mas Sua essência e a fonte de Sua obra são a mesma.

Realizam dois estágios diferentes da obra

e surgem em eras diferentes.

Mesmo assim, as encarnações de Deus

têm a mesma origem, a mesma essência.

Esta é uma verdade que ninguém pode negar,

e ninguém pode dizer que não faz sentido.

Que os dois corpos tenham a mesma fonte,

não se pode julgar pelo tempo, ou lugar de nascimento,

ou por quaisquer outros fatores,

mas pela obra divina expressada por Eles.

A obra das duas encarnações é diversa,

mas Sua essência e a fonte de Sua obra são a mesma.

Realizam dois estágios diferentes da obra

e surgem em eras diferentes.

Mesmo assim, as encarnações de Deus

têm a mesma origem, a mesma essência.

Esta é uma verdade que ninguém pode negar,

e ninguém pode dizer que não faz sentido.


Adaptado de ‘A essência da carne habitada por Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 355 A autoridade da encarnação de Deus

Próximo: 357 Cristo em essência obedece à vontade do Pai celestial

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

A quem você é leal?

Neste momento, cada dia que vocês vivem é crucial e é de suma importância para o seu destino e sua sina, assim, vocês devem apreciar tudo...

1. A Bíblia é apenas um registro dos dois estágios da obra de Deus na Era da Lei e na Era da Graça; não é um registro da totalidade da obra de Deus

Ninguém conhece a realidade da Bíblia: que não é mais do que um registro histórico da obra de Deus e um testamento dos dois estágios anteriores da obra de Deus, e não oferece uma compreensão dos objetivos da obra de Deus. Todo mundo que leu a Bíblia sabe que documenta os dois estágios da obra de Deus durante a Era da Lei e a Era da Graça. O Antigo Testamento narra a história de Israel e a obra de Jeová desde o tempo da criação até o fim da Era da Lei. O Novo Testamento registra a obra de Jesus na terra que está nos Quatro Evangelhos, bem como a obra de Paulo; eles não são registros históricos?

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro